Nove mitos da síndrome do intestino irritável revelados

Por Camille Noe Pagán

Ainda há muita confusão sobre a síndrome do intestino irritável (SII), incluindo o que é e a melhor maneira de tratá-la. Portanto, é fácil que os equívocos sobre a condição pareçam fatos. Se você ou alguém que conhece bem tem o problema, deve saber a verdade sobre nove dos mitos mais comuns.

Mito Nº 1: SII não é grande coisa

medico-gde

SII pode afetar sua carreira, seus relacionamentos e quase todas as partes da sua vida. “Muitos dos meus amigos e até muitos médicos que vi agiram como se meus sintomas não fossem nada”, disse Barbara N., 61, de Nova Jersey, que pediu que não usássemos seu sobrenome completo. “No entanto, vivi com gases e dores terríveis por mais de uma década antes de ter visto um especialista da SII”.

Ela diz que o progresso que fez com a ajuda de um gastroenterologista e um nutricionista foi a prova de quão grave era sua condição. “É como noite e dia”, diz ela. “Meus sintomas estão muito melhores e a vida muito mais agradável. Eu realmente posso brincar com meus netos sem precisar parar porque estou com dor”.

Mito Nº 2: Obter diagnóstico ou tratamento envolve muitos testes

HOSPITAL MÉDICO EXAME hioahelsefag pixabay
Foto: Hioahelsefag/Pixabay

A principal maneira de um médico diagnosticar a síndrome é por meio dos sintomas que você descreve. “Muitas pessoas com sintomas do SII deixam de ver um médico porque acham que terão de fazer um monte de exames caros ou invasivos”, diz Eamonn Quigley, um gastroenterologista e especialista em fígado no Houston Methodist Hospital.

Mas a maioria das pessoas não precisa de testes. “O que mais importa é como você sente que os sintomas estão afetando sua vida”, diz Quigley. Porém, se você tem sinais sérios, como sangue nas fezes, seu médico pode solicitar testes, como exames de sangue ou uma colonoscopia.

Mito Nº 3: Estresse ou ansiedade causam SII

estresse__cansaco__tristeza

Os especialistas não sabem como as pessoas desenvolvem a doença. Mas está claro que a causa não está na sua cabeça. “Embora o estresse e a depressão possam piorar os sintomas, a SII não é uma doença psiquiátrica. Não é causada por emoções ou pensamentos”, diz Arun Swaminath, diretor do programa de doenças inflamatórias do intestino no Lenox Hill Hospital, na cidade de Nova York.

Peguemos o caso de Julianna Corso Eldemire, de Boca Raton, Flórida, que foi diagnosticada em 2012. “Foi-me dito sempre que a SII só afeta pessoas que estão muito nervosas ou com alta ansiedade, o que faz os órgãos reagirem de forma dolorosa”, declarou, acrescentando: “Como tenho uma personalidade livre de estresse e não suporto baixa qualidade, no início não gostei de ser colocada nessa categoria”. Agora ela conta que entende que a SII é uma condição médica real,  e não algo que está na cabeça dela.

Mito Nº 4: Somente uma dieta drástica pode aliviar os sintomas de SII

brocolis JPPI
Foto: JPPI

As mudanças na dieta, às vezes, podem fazer a diferença. Mas não podem curar o problema, e elas não funcionam para todos. “Durante anos, pessoas bem-intencionadas recomendaram todos os diferentes tipos de alimentação para mim”, diz Barbara N.. “Foi um alívio quando meu médico e meu nutricionista me explicaram que, no meu caso, a comida não era a culpada dos meus sintomas”.

Fale com o seu médico sobre possíveis mudanças de dieta que possam funcionar para você. Algumas pessoas com SII acham que isso é fácil em relação a alimentos como feijão; vegetais como brócolis, repolho e couve; e os substitutos do açúcar, como o xilitol. Tirá-los da alimentação pode aliviar os gases, o inchaço e a dor.

Mito Nº 5: SII e intolerância à lactose são a mesma coisa

produtoc lacteos leite queijo lactose

A intolerância à lactose significa que seu corpo não pode digerir a lactose, um açúcar natural encontrado no leite e nos produtos lácteos. Provoca problemas digestivos como gases. Mas com a SII, não há uma comida única que seja a culpada.

“Reduzir ou eliminar a lactose reduz os sintomas da SII para algumas pessoas – mas não para todos”, afirma Desiree Nielsen, uma dietista registrada em Vancouver, Canadá, que se concentra na saúde digestiva. Evitar a lactose geralmente só ajuda a SII quando você faz outras mudanças de dieta, como comer menos feijão e mais fibras.

Mito Nº 6: Fibras podem curar SII

muesli fibras pixabay
Pixabay

Fibra, a parte dos carboidratos que o corpo não consegue digerir, pode ajudar a aliviar a constipação relacionada à SII.  Mas isso ainda não é uma cura. Algumas pessoas com a doença acham que fibras, em primeiro lugar, causam dor e pioram o inchaço. Se sua condição lhe dá constipação, adicione mais fibras à sua dieta lentamente para que seu corpo tenha tempo de se acostumar.

Mito Nº 7: Levedura provoca SII

castanhas pão

Alguns acreditam que o problema está ligado a leveduras, especialmente um tipo chamado cândida. Todo mundo tem esse germe crescendo naturalmente em seus intestinos, mas alguns especialistas pensam que em excesso ele pode levar à síndrome. Corte fermento e açúcar de sua dieta, eles argumentam, e você pode reduzir a cândida e melhorar seus sintomas.

Até agora, a ciência diz o contrário. “Não há pesquisas para provar que uma sensibilidade ao fermento [em alimentos como pão e cerveja] cause SII”, diz Arun Swaminath. Se você acha que fermento ou carboidratos pioram a sua condição, fale com seu médico ou com um nutricionista especializado em saúde intestinal para descobrir o que pode ser feito.

Mito Nº 8: SII pode levar a sérios problemas de saúde, como câncer

intestino flora pixabay.png
Pixabay

 

“SII não tem relação com o câncer”, diz Swaminath. E enquanto alguns de seus sintomas são semelhantes à doença inflamatória do intestino (DII), elas são duas condições diferentes. “SII e DII podem estar relacionadas de alguma forma, mas uma não causa a outra”, diz Swaminath.

Mito Nº 9: Você nunca se livrará da SII

microbiota intestino SII

“Sintomas variam”, diz Swaminath. “Vale a pena trabalhar com seu médico para gerenciar sua síndrome. Você pode achar que quando você trata, você tem menos sintomas ou mesmo nenhum”. Na verdade, os especialistas estimam que os problemas da SII desaparecem em cerca de 10% das pessoas por ano.

Fonte: WebMD

 

 

 

5 comentários em “Nove mitos da síndrome do intestino irritável revelados

  1. Fui diagnosticada com síndrome do intestino erritavel
    É permeável.estou sofrendo a anos e não encontrei nenhum especialista q realmente trata esse problema
    Estou sendo acompanhada pela nutricionista
    Mas parece não entender tanto do assunto
    O gastro disse q não tem cura e nem me medicou
    Porq tenho plano de saúde e eles não são bem pagos
    Fui em outro gastro, ele passou uma medicação q não ajudou em nada até o momento
    Já estou em desespero
    A menopausa atrapalha bastante
    A medicação do ginecologista não resolve os fogachos
    A medicação do psiquiatra piorou o intestino
    Então realmente não sei oque faser

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s