Cinco passos para mudar os hábitos e se preparar para o verão

Começar uma nova rotina pode ser desafiador. Autoconhecimento e planejamento das tarefas diárias são algumas estratégias para a mudança. Confira como ter foco na estação mais quente do ano!

O início de novos projetos, a mudança de apartamento, o começo do ano e o período antes do verão. Todos esses momentos têm uma característica em comum: eles instigam as pessoas a mudarem seus hábitos, atos inconscientes que, de tanto serem repetidos, tornam-se automáticos. Exatamente por fazerem parte da rotina diária, os hábitos acabam sendo difíceis de serem modificados.

Quem nunca falou que começaria a dieta na próxima segunda-feira e, quando a data chegou, não fez nenhuma mudança na alimentação? Mesmo com as dificuldades do início, a mudança de hábito pode ser uma atitude menos desafiadora com uma pequena preparação. Confira cinco passos para transformar sua rotina agora.

1. Entenda o que te prende ao hábito antigo

Mulher celular smartphone Depositphotos 33

Antes de se tornar um hábito, a ação é voluntária, ou seja, a pessoa escolhe como se comportar em determinada situação. A repetição dessa ação faz com que ela se torne algo automático e o cérebro passa a realizar as tarefas diárias sem pensar. Nesse momento, nasce o hábito, que tem três momentos fundamentais: um gatilho, a repetição e a recompensa. Por exemplo, se você tem o costume de abrir aplicativos de redes sociais ao acordar quando o despertador toca, o gatilho é o barulho do despertador, a ação é abrir o app de rede social e a recompensa é se entreter com as fotos dos amigos por algum tempo.

Segundo Desirée Cassado, Psicóloga Analista Comportamental do The School of Life Brasil, o gatilho é o elemento atrelado ao hábito, que faz com que a pessoa tenha a resposta automática. Por isso, quando o objetivo é mudar aquele hábito que está te incomodando e não faz bem para a sua saúde, o indicado é analisar o que provoca aquele comportamento e quais são as recompensas que ele oferece. Assim, é possível mudar as origens dessa ação para provocar um comportamento diferente.

2. Saiba escolher uma recompensa

finanças dinheiro3

Parece brincadeira, mas escolher algum item para ser um prêmio quando você modifica sua rotina pode ajudar a manter o foco e continuar até transformar aquilo em um novo hábito. Sabe quando você decide comer um docinho depois de ir à academia ao longo da semana? Esse comportamento de recompensa, se usado de forma planejada e como uma recompensa saudável, pode facilitar a adaptação à nova rotina. O resultado já era explicado por Edward Thorndike, no século XIX, pela teoria da “lei do efeito”. Segundo ele, qualquer comportamento que dá um resultado agradável é repetido. Um exemplo prático para quem deseja poupar dinheiro para viajar é planejar quais atividades vai cortar do seu orçamento e, como recompensa, se permitir um gasto eventual, fora do plano de viagem.

3. Avalie os gatilhos: tanto os que podem te manter no hábito passado, quanto os que te levam à mudança

protetor solar pedro j perez
Foto: Pedro J. Perez/MorgueFile

Existem vários fatores que podem incentivar aquele hábito que queremos abandonar. Eles podem ser lugares, horários, estado emocional, pessoas e ações. Uma pessoa que tem o hábito de fumar pode abandonar os gatilhos que favoreçam essa ação, parando de comprar o maço de cigarros, e ainda assim manter essa rotina porque frequenta lugares onde há cigarro, possui vários amigos que também fumam e associa esse hábito aos momentos de estresse ou lazer. Por outro lado, há situações que podem estimular a reflexão de mudar determinados comportamentos. O verão, por exemplo, é um poderoso gatilho para revisar hábitos alimentares, prática de exercício físico, uso de protetor solar e alternativas para correção visual que proporcione maior conforto e liberdade para as atividades típicas da estação.

4. Planeje a mudança

lentes de contato - Foto J. Durham
Foto: J. Durham/MorgueFile

A partir de todo esse processo de autoconhecimento, a pessoa tem todas as pistas que ajudam a entender porque é tão difícil abandonar alguns hábitos e adotar novos. Quem precisa de correção visual, por exemplo, tende a resistir à adaptação com lentes de contato como uma alternativa aos óculos de grau. O oftalmologista Gabriel Gorgone, explica que “mesmo que o paciente queira experimentar as lentes e saiba que elas podem dar maior liberdade e conforto, ele acaba desistindo por preguiça, despreparo e até desconhecimento – já que muitos ainda acreditam em mitos sobre as lentes”. Nesses casos, a psicóloga Desirée orienta que a preparação é fundamental: “Com foco, o uso de lentes de contato pode virar uma rotina prazerosa de autocuidado. Criar passos para o novo hábito, como agendar a consulta com o oftalmologista, comprar as lentes, e tirar dúvidas com os amigos que já usam esse tipo de produto são estratégias boas para quem é iniciante”.

5. Faça parte de um grupo – e influencie seus amigos

corrida

Atividades em grupo costumam ser mais estimulantes para quem está iniciando. Criar um grupo de amigos que também desejam começar a praticar esporte é uma alternativa prática para incentivar as pessoas a não faltarem nos treinos e trocarem experiências durante esse processo. A psicóloga ressalta que vários estudos evidenciam a importância do convívio em comunidades para o desenvolvimento psicológico e emocional das pessoas, desde pequenas.

Fonte: Acuvue/Johnson&Johnson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s