Ají Cocina Bar funde culinárias peruana e brasileira

Além das criativas receitas desenvolvidas pelo chef peruano Julio Morillo Mora, a casa aposta também em drinques à base de pisco

Ají é o nome das pimentas típicas do Peru, que não são tão ardidas como os chilis mexicanos, mas são extremamente aromáticas e brilham nas receitas da culinária peruana em diferentes versões, como ají amarillo (delicadamente adocicado), ají colorado (famoso por sua alta picância), ají panca (com um toque defumado) e ají mirasol (de perfume intenso), entre outras.

Ají é também o nome dos dois restaurantes comandados pelos empresários Lucas Alencar e Eduardo Silva. O primeiro da “rede” é o Ají Inspiração Peruana, uma cevicheria que incorpora alguns conceitos da lanchonetes de fast food e que, desde janeiro de 2017, vem se consolidando como ponto de encontro para quem aprecia peixes e frutos do mar marinados em leche de tigre e vendidos a preços acessíveis.

O novo empreendimento de Lucas e Eduardo é o Ají Cocina Bar, que acaba de ser inaugurado a três quarteirões de seu xará, também no bairro de Pinheiros, mas com uma proposta inteiramente diferente: aqui os carros-chefes são os petiscos para compartilhar, os pratos quentes com pegada fusion, elaborados a partir de receitas peruanas, mas com ingredientes brasileiros e de outros países, as sobremesas criativas e os drinques caprichados.

“A gastronomia peruana já é bem conhecida entre os paulistanos, mas a nossa ideia aqui neste novo empreendimento é introduzir novos pratos, gerar combinações inusitadas de ingredientes e oferecer aos nossos clientes uma experiência ainda melhor”, afirma Lucas.

Quem comanda os trabalhos na cozinha é o chef limenho Julio Morillo Mora, que desenvolveu um cardápio com diversas opções perfeitas para quem quer só beliscar. Entre elas, o chef Julio sugere o Tiradito de Salmão & Melancia (com tiras de peixe temperadas com ají amarillo, pimenta dedo-de-moça, gengibre, cebola roxa, sucos de limão e de laranja, acompanhadas por vinagrete de melancia e paltamole – molho de abacate parecido com um guacamole), as Causas Tricolores (bolinhos de batata cobertos com camarão e molho de ají amarillo, com tartare de atum e beterraba ou com polvo e espinafre), os Taquenõs Mineiros (roll recheado de queijo Minas e da Serra da Canastra e molho de tamarindo), as Saltenhas de carne ou de queijo.

TRUTA PEABIRU
Truta Peabiru

Entre os pratos principais, são várias as opções que celebram esse encontro entre as culinárias do Peru e do Brasil. Não deixe de provar o Pulpo Severino (espetinhos de tentáculos de polvo com mandioca frita, pirão de camarão e um toque de azeite de dendê), a Truta Peabiru (grelhada e servida com vinagrete de manga e quinotto de banana da terra) ou o Chaufa Tierra & Mar, feito à base de arroz frito com cubos de filé mignon, frango, camarões, lulas e temperos chineses.

Para o vegetarianos, há opções como o Chaufa Veggie, de arroz frito com temperos orientais e cubos de tofu e o Ceviche Vegano (batata doce, champignon paris fresco, palmito, coentro e o leche de tigre feito com limão, laranja e leite de coco).

Sentiu falta dos ceviches? Pois saiba que o cardápio oferece várias esse clássico da culinária peruana em várias versões, inclusive algumas quentes – ideais para as noites mais frias desse outono-inverno paulistano. Vale muito a pena experimentar o Huancaíno (com cubinhos de saintpeter levemente cozidos na palha de milho com cebola roxa, coentro, limão, sal, pimenta dedo-de-moça, milho verde e molho à base de ajíamarillo, alho e queijo)ou ainda os Anticuchos de Ceviche – espetinhos de peixe marinado e empanado, acompanhados de quinoa vermelha, cebola roxa, alho, pimenta dedo-de-moça, limão, coentro, mandioca frita e salsa criolla.

De sobremesa, o menu como destaques o Queso Dulce (doce de quinoa com calda de maracujá), o surpreendente Dulce Pareja (pão de queijo de chocolate com sorvete de frutas vermelhas e farofa de quinoa crocante) e o Quadrado de Queso (waffle de queijo da Serra da Canastra com doce de leite e sorvete de baunilha).

De terça a sexta, a casa serve no almoço um almoço executivo a R$ 39,90 com duas opções de entrada, três de prato principal e duas sobremesas. O cardápio muda a cada quinze dias.

MACHU PICCHU
Drinque Machu Picchu
AJI TONICA
Drinque Aji Tonica

No bar, a carta de drinques é assinada pelo mixologista Novaes Cotta e privilegia os coquetéis à base de pisco Vargas. Enxuto, o cardápio tem sete opções autorais elaboradas com este precioso destilado peruano e mais três com Gin, além de clássicos tais como, – Negroni, Mojito, Blood Mary, MoscowMule, AperolSpritz e, claro, Pisco Sour! No balcão, o atendimento é feito por Novaes Cotta, que já trabalhou no Boa Praça e no Lilú. Os drinques são servidos todas as noites e de sexta, sábado e domingo, a partir do horário do almoço.

Instalado em um sobrado no quarteirão mais hipster de São Paulo, o Ají Cocina Bar é um lugar para quem quiser explorar e conhecer outras possibilidades da rica gastronomia peruana, para além dos ceviches. Aprenda mais sobre os ajís e torne-se um ajiano, um membro da nossa confraria!

Sobre os sócios

Nascido em Minas Gerais, Lucas Alencar já acumula mais de 20 anos de experiência nas áreas de Eventos e Moda. Foi dono da marca de roupas masculinas Drow e trabalhou para grifes como Cavalera, Handbook e Lacoste. Recentemente, descobriu a gastronomia peruana e, numa visita a Machu Picchu, teve uma epifania e foi orientado por um xamã a investir nessa sua nova paixão. Assim nasceram os restaurantes Ají Inspiração Peruana e Ají Cocina Bar.

Já Eduardo Silva é publicitário de formação, mas há décadas atua como profissional do mercado de telecomunicações. Também se apaixonou pela cultura e pela gastronomia peruana e estava junto com Lucas naquela louca viagem a Machu Picchu, regada a ayahuasca.

Sobre o chef Julio Morillo Mora

No Brasil há 16 anos, este chef peruano formou-se em Gastronomia em uma das primeiras turmas da unidade limenha da renomada escola francesa CordonBleu. Em São Paulo, atuou como professor no Atelier Gourmand, trabalhou em buffets como o Arroz de Festa e o ViKo Gastronomia (do banqueteiro Viko Tangoda) e passou pela cozinha de bares como o Exquisito! e o Pé de Manga e de restaurantes como o Brooklyn, o NikNik e o Si Señor. Mais recentemente, tem prestado consultoria para restaurantes e hotéis, além de dar aulas na Accademia Gastronomica. Julio é, sem dúvida, um grande divulgador da culinária peruana no Brasil.

aji cucina.jpg

Ají Cocina Bar: Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 177, Pinheiros – Horário de funcionamento: terça à quinta-feira, das 12h às 16h / 19h às 23h. Sexta, das 12h às 16h / 19h às 24h.  Sábado, das 12h às 24h. Domingo, das 12h às 17h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s