Vie Rose promove Festival de Fondues e Cervejas Especiais

Novo restaurante em Pinheiros lança menu de fondues com um toque de cerveja artesanal na receita e harmonizado com rótulos da Votus para aquecer a temporada

Friozinho combina com fondue, cervejas artesanais e um clima romântico. Essa é a proposta do Festival de Fondues e Cervejas Especiais do Vie Rose, que ocorre de terça a sábado, no jantar, no restaurante de culinária contemporânea recém-inaugurado no Alto de Pinheiros, em São Paulo, e que traz receitas de fondue salgado e doce com um toque de cerveja na receita. Menu de técnicas internacionais, mas com ingredientes locais.

Para o festival, o Vie Rose preparou um menu de fondues salgado e doce finalizados com cerveja e com dicas de harmonização de rótulos da cervejaria paulista Votus, criada pelo sommelier e empresário Flávio Athayde. As opções reúnem: Fondue de Queijo (mix de queijos flambados como Serra da Canastra, gruyère e emmenthal, servido com dadinho de tapioca, legumes e pão francês de fermentação lenta e um toque de cerveja de trigo não-filtrada na receita.

www.tbfoto.com.brVIE ROSE - SP/SP - 04/07/2019
Foto: Tadeu Brun
Fondue de queijos flambados, como Serra da Canastra e gruyère e cerveja de trigo não-filtrada na receita – Foto: Tadeu Brunelli

O prato pode ser harmonizado com a cerveja artesanal Votus 005 Weissbier – 300 ml, aroma frutado e sabor adocicado e refrescante) e Fondue de Chocolate (chocolate belga meio amargo e ao leite com cerveja Votus 018, feita em parceria com a barista Keiko Sato do Santo Grão e que traz um toque amendoado de café, uma bock sem extremo dulçor. O prato acompanha frutas da estação e as sugestões de harmonização com a Votus 003 Dopplebock – 300 ml, cerveja licorosa, com um toque de caramelo).

www.tbfoto.com.brVIE ROSE - SP/SP - 04/07/2019
Foto: Tadeu Brun
Fondue de chocolate com cerveja que traz um toque amendoado de café na receita – Foto: Tadeu Brunelli

Os preços do festival são: Fondue de Queijo (R$ 130), Fondue de Queijo com uma cerveja Votus (R$ 138), Fondue de Chocolate (R$ 60) e Fondue de Chocolate com uma cerveja Votus (R$ 68). O menu de cervejas artesanais traz seis rótulos, dentre elas a premiada English Brown Ale, medalha de ouro, e a Doppelbock escolhida como a melhor Strong Lager do mundo no World Beer Awards. A fondue serve duas pessoas.

Menu capaz de agradar dos casais ao grupo de amigos, num ambiente romântico, com jardim em estilo provençal. Numa área de 200 m2, com decoração feita a quatro mãos, pela sócia e restauratrice paulistana Leticia Lopes e o designer Luis Costa, a casa une rusticidade e modernidade. Na fachada, uma bicicleta vintage afixada à parede dá o tom romântico da casa. Um amplo jardim com mesinhas ao ar livre dá as boas-vindas. Objetos e móveis de madeira e fibras, um relógio antigo e pérgolas remetem ao Sul da França. O teto feito com varões de cipó seco e tecido lembram as varandas das casas das ilhas do mediterrâneo. Plantas como trepadeiras e samambaias completam o visual litorâneo. No salão principal, um toque cult e de modernidade, obras como a da artista plástica gaúcha Paula Plim, com seu mural pop e multicolorido; um painel de azulejos da artista paulistana Calu Fontes, que remetem a deusas, à natureza e a rendas supertrabalhadas.

Fondue de chocolate com cerveja que traz um toque amendoado de café na receita, da barista Keiko Sato do Santo Grão. Para harmonizar, a dica é a Votus 003 Dopplebock, cerveja licorosa, com um toque de caramelo: novidades no festival de inverno do Vie Rose.

Apesar de o nome remeter à França – “fondue” deriva da palavra “fondre”, que, em francês, significa derreter -, o prato é de origem suíça. Existem várias versões sobre a origem do prato, a mais aceita se situa na Idade Média, nos Alpes da Suíça. Para os camponeses, os queijos eram considerados verdadeiros tesouros. Por isso, esperavam juntar várias cascas e queijos velhos, colocavam numa panela com um pouco de vinho branco e levavam ao fogo para derreter. Há também a versão da superprodução dos queijos.

Os produtores, para melhor conservarem o queijo à espera de uma nova temporada, derretiam e fortificavam a massa com kirsch (um destilado de cerejas) para durar mais. No meio desta experiência, alguém espetou um pedaço de pão em uma haste para provar a poção e o prato virou mania em todo o mundo. “Resolvemos lançar o festival para aquecer as noites de jantar. Comer fondue tem todo um ritual, é mais do que um prato, tem romantismo e história. E não precisa ser necessariamente acompanhado de vinho. É possível agradar a diferentes paladares com as cervejas artesanais brasileiras, de excelente qualidade e premiadas internacionalmente”, explica Leticia Lopes, restauratrice do Vie Rose. O festival acontece sempre no jantar, nos meses de julho e agosto.

Sobre o Vie Rose:

Celebrar o encontro. Do almoço entre amigos, na varanda com jardim ao estilo provençal, até um miniwedding, do happy hour ao jantar romântico, do brunch com seu pet preferido ao coquetel-surpresa no bar da casa, do aniversário animado no mezanino ao almoço de negócios em sala reservada. Momentos especiais em um ambiente especial, assim nasceu o Vie Rose, recém-inaugurado em Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Criado pela empresária e restauratrice paulistana Letícia Lopes (barista e sommelier de formação, executiva do mercado financeiro, ex-sócia do Grupo Ruella e de franquias na área de alimentação), o Vie Rose surgiu para ser, mais do que um restaurante, um espaço para celebrar a vida em seus diferentes momentos e com pratos e drinques memoráveis. Delícias da cozinha contemporânea em um ambiente descontraído.

O décor cult e divertido traz objetos de arte e de contemplação, como um painel com girassóis estilizados, que representam o lado solar da vida e uma das flores preferidas da sócia. Vie Rose – literalmente “vida rosa” – tem esse espírito romântico e astral, como na música, buscando ver a vida sempre com lentes cor-de-rosa.

No menu, inspirações numa cozinha mediterrânea, simples, fresca e versátil, com entradinhas como o bolinho de quinoa com geleia de aipo, o tartare com vegetais da estação, como beterraba, ou o queijo coalho com mel, pratos como o Polvo com Texturas de Abóbora (polvo grelhado com abóbora em 3 versões, cozida, numa musseline, assada e com semente tostada) e risotos (cogumelos finalizados com azeite trufado ou camarão com amendoim e crispy de alho-poró).

Menu variado e democrático, com saladas, massas, carnes e opções vegetarianas e veganas. A rosa, que dá nome à casa, aparece em desenhos nas mesas, decorando pratos e até sendo a estrela principal de drinques, como o Vie Rose, que reúne rosa, gim e limão-siciliano. Culinária para alimentar e alegrar a alma. O lado rosa, o lado mágico da vida.

salao do vie rose_credito henrique peron - Cópia
Foto: Henrique Peron

Vie Rose: Rua Vupabussu, 199 – Alto de Pinheiros – de terça a sexta, das 12 às 15h e das 19 às 24h; sábados, das 19 às 24h; domingos, das 11 às 16h30. Fecha às segundas, domingo à noite e sábado no horário do almoço. Nos feriados, abre apenas no almoço, das 13 às 16h30

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s