Claudia Raia, Bruna Marquezine e Maju Coutinho participam do Bazar Ao Vivo Pela Vida

Personalidades doaram peças para arrecadar dinheiro para o Fundo Emergencial para a Saúde e para a Ação da Cidadania; loja online vai funcionar dentro do aplicativo Ame Digital e além de colaborar com projetos sociais, as compras vão gerar cashback

Que tal poder comprar uma blusa ou um vestido diretamente do guarda-roupa de uma personalidade como Claudia Raia, Maju Coutinho, Isis Valverde ou Karol Conka? Além de obter uma peça especial, quem fizer a compra também entrará em uma corrente de solidariedade, pois o valor integral do produto será destinado a projetos sociais ligados ao combate à fome e aos impactos do novo coronavírus no sistema de saúde.

Esta é a proposta do Bazar Ao Vivo Pela Vida, uma iniciativa do movimento Ao Vivo pela Vida, idealizado pelo Grupo Dadivar, em parceria com a Ame Digital. O movimento surgiu a partir de um festival, realizado no final de abril, que conseguiu arrecadar mais de R$ 1 milhão até o final de maio.

O bazar online funciona dentro do aplicativo da Ame, foi lançado no dia 13 de junho e está disponível tanto para iOS quanto para Android. O valor arrecadado com as vendas será destinado ao Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil e para a Ação da Cidadania. As duas organizações também foram beneficiadas com os recursos arrecadados no festival Ao Vivo pela Vida.

Claudia Raia, Maju Coutinho, Sabrina Sato, Bruna Marquezine, Isis Valverde, Karol Conka, Mariana Ximenes, Camila Queiroz e Fiorella Mattheis são algumas das personalidades que doaram peças de roupas e acessórios de seus acervos pessoais para serem vendidos.

A cada semana, em todas as quintas-feiras, o bazar terá novidades de roupas e objetos doados por pessoas famosas. As empresas de logística e entrega Box e Águia Branca também são parceiras da iniciativa e vão garantir todos os protocolos sanitários de higienização e de transporte das peças para que os novos donos as recebam sem risco de contágio do novo coronavírus.

Além de colaborar com os projetos sociais, as compras também vão render cashback (dinheiro de volta) aos clientes do Bazar Ao Vivo Pela Vida. Cashback é um programa de incentivos da Ame Digital, que vai devolver 5% do valor das compras – com um limite de R$ 50 – para ser usado tanto em compras futuras no bazar quanto nas outras opções de negócios dentro do aplicativo.

As doações destinadas ao Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil serão direcionadas a entidades como Fiocruz, Santas Casas de Misericórdia, Comunitas e outras organizações de saúde para a compra de respiradores, testes para diagnóstico de Covid-19, equipamentos hospitalares e de UTI, além de materiais para profissionais da saúde e medicamentos.

A Ação da Cidadania é uma organização fundada pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, em 1993. Com a crise do novo coronavírus impactando famílias mais vulneráveis, a organização está intensificando a atuação como distribuidora de pratos de comida por todo o país.

Em-sentido-horario---Carol-Conka--foto-maior--Bruna-Marquezine-Maju-Coutinho-Sabrina-Sato-e-Camila-Queiroz.-Fotos-Divulgacao

Festival Ao Vivo Pela Vida

Arrecadar doações para o fortalecer o sistema de saúde e atuar contra a fome no Brasil são as bases do movimento Ao Vivo Pela Vida, que começou em abril, com o Festival Ao Vivo Pela Vida.

A iniciativa ocorreu ao longo de três dias e foi promovida pelo Grupo Dadivar, de Enzo Celulari, e pela Agência Suba, de Fabiana Bruno. Nomes como Luciano Huck, Bruna Marquezine, Angélica, Cláudia Raia, Anitta, Isis Valverde, Fernanda Souza, Fernanda Gentil, Mariana Ximenes, Fabiana Karla e padre Fábio de Melo se mobilizaram no combate ao coronavírus com lives realizadas em seus perfis no Instagram ou YouTube.

Outras iniciativas

Durante os três dias de festival e até o fim de maio, por meio de doações individuais e de empresas, quase de R$ 1 milhão já foram arrecadados, sendo destinados às instituições Ação da Cidadania, que atua no combate à fome, e ao Fundo Emergencial Para a Saúde, que repassa recursos para importantes entidades de saúde como Fiocruz, Santas Casas, Comunitas e outras. As doações continuam pelo site.

Além da arrecadação durante os três dias do festival e das doações pelo site, outras iniciativas também fizeram parte do movimento. Manu Gavassi se uniu ao Ao Vivo Pela Vida e as doações arrecadadas em seu live foram revertidas para a Ação da Cidadania. A Live do Samba, promovida pela escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, também foi uma iniciativa do Ao Vivo Pela Vida.

O Bazar Ao Vivo Pela Vida é mais uma iniciativa deste movimento para ajudar a saúde pública e pessoas em situação de vulnerabilidade. As vendas acontecerão por meio da loja virtual do bazar no aplicativo da Ame.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s