Arquivo mensal: agosto 2020

Chef Peruano resiste a pandemia e reinventa serviço de delivery criativo e personalizado

Com a chegada da pandemia o Cena, que trazia uma proposta itinerante de pratos típicos precisou se adequar para continuar como atendimento ao público

No Brasil há seis anos, Victor López, idealizador do Cena Cozinha, vê seu projeto completar cinco anos, junto ao feriado de independência Peru, em novo formato para se ajustar ao cenário da quarentena: “O plano sempre foi atuar de maneira itinerante, na casa dos clientes ou em eventos corporativos, mas com a pandemia iniciamos o serviço de delivery e o retorno está sendo positivo. Assim, continuamos acompanhando as pessoas, mesmo neste cenário tão adverso”, acrescenta o chef.

cena cozinha 4

Desde o início, o ingrediente que permeia sua trajetória é a criatividade aliada a personalização, já que os consumidores contam com um cardápio semanal enviado digitalmente e podem opinar nos pratos, pois há quem prefira mais proteínas, outros carboidratos e neste momento é importante ouvir a opinião de cada um e garantir o equilíbrio. As marmitas trazem ainda, super alimentos como inhame, por exemplo, e a presença de grão peruanos como a quinoa. O intuito é que a alimentação seja nutritiva para fortalecer o sistema imunológico principalmente no cenário atual de enfrentamento de pandemia.

cena cozinha 2
Iomo Saltado

Os clientes podem contar com os clássicos do Peru aos finais de semana, já que há um tempo exclusivo dedicado a isso na agenda do Chef: “Os mais pedidos são a causa peruana, a extensa variedade de sopas que os clientes apreciam cada vez mais e o lomo saltado.”, afirma. Com certa popularidade no Brasil, este último passou a fazer parte da plataforma ChefTime, em um formato de experiência, uma vez que o próprio consumidor recebe os ingredientes embalados e higienizados para cozinhar seguindo as instruções dele, por encarte ou vídeo de passo a passo no You Tube.

Uma das premissas do projeto é a sustentabilidade, por isso há urgência em utilizar cada vez mais produtos biodegradáveis e diminuir consumo de plástico: “Começar com o serviço de delivery na pandemia é duplamente desafiador, pois o acesso aos produtos não é tão fácil, já que não são todas as empresas que estão funcionando. Felizmente, com mais fôlego nas encomendas temos planos alterar as embalagens para proporcionar alternativas que respeitem o meio ambiente e sejam funcionais. Assim, continuaremos entregando afeto por meio da refeição.” completa López.

Sobre o Cena Cozinha:

FOTO CHEF victor

O Cena Cozinha nasceu de um serviço de Personal Chef que incluía workshops, encomendas e eventos com o objetivo de transmitir as tradições peruanas, com uma visão particular, que une criatividade e sustentabilidade. O chef Victor López está no Brasil há seis anos, sendo que há cerca de vinte anos a cozinha já faz parte de sua vida. Impulsionado pelo desejo de reproduzir as tradições peruanas, com seu toque pessoal o Cena se reinventou na pandemia. Hoje é possível receber um cardápio semanal com kits para 7 e 14 dias e ter à sua disposição marmitas elaboradas com ingredientes selecionados e que podem ser entregues congelados ou frescos, personalizados de acordo com a vontade do cliente. Para saber mais, siga @cenacozinha .

Mulher, mãe e executiva: como lidar com o home office em tempo integral

As executivas Vanessa D’Angelo e Caroline Raimundo pontuam os desafios de se adaptar ao novo normal enquanto tentam balancear a vida pessoal e profissional durante a pandemia de Covid-19

O período de distanciamento imposto pela pandemia do novo coronavírus proporcionou mudanças no estilo de vida da maioria dos executivos em todo o mundo, que precisaram se adaptar a uma nova forma de trabalhar e liderar, agora, exclusivamente, à distância. Para as mulheres e mães, esta adaptação se mostrou ainda mais desafiadora, já que o novo normal também contempla o fechamento das escolas e os filhos em casa em tempo integral.

vanessa e filhas

Vanessa D’Angelo, Head de Marketing para a América Latina na LogMeIn, já estava acostumada ao trabalho remoto pelo menos duas vezes por semana antes da pandemia e, apesar disso, pontua que nas primeiras semanas de adaptação ao home office somado ao distanciamento foi muito difícil separar o trabalho dos cuidados com a casa e relacionamento com a família. A executiva é casada e mãe de duas adolescentes e, em família, depois de uma conversa séria sobre o momento desafiador, decidiram dividir as tarefas para que a rotina de todos pudesse seguir da melhor forma possível.

Com crianças mais velhas, lidar com a educação das filhas a distância também não foi um grande problema para Vanessa, já que além da idade e facilidade com a tecnologia, as adolescentes também já haviam sido capacitadas por sua escola para utilizar o notebook anteriormente nas aulas presenciais. Porém, essa não é a realidade da maioria das mães.

caroline

Caroline Raimundo, Gerente de Marketing na Acer do Brasil, é mãe de crianças de 5 e 7 anos, em fase de alfabetização e que precisam de auxílio em tempo integral com as aulas online. Para a executiva, conciliar a rotina de liderança remotamente, com os cuidados com a casa e os filhos é, sem dúvidas, um grande aprendizado. “Transformei a mesa da cozinha em um grande coworking onde eu e meu filhos passamos parte do dia juntos, eu trabalhando e eles estudando. E, sempre que há dúvidas nas tarefas da escola, levantam a mão e eu vou ajudá-los”, destaca Caroline.

Não é de hoje que o trabalho remoto se popularizou entre diversas áreas e empresas. Nos últimos anos, com a chegada dos nativos digitais ao mercado, a prática se tornou requisito essencial para inúmeras vagas, principalmente em empresas com atuação global. Apesar disso, no Brasil, ainda era visto por muitos como um tabu.

De acordo com ambas as executivas, diante de todos os desafios do momento atual, a principal cobrança ainda vem delas mesmas. “Eu tinha receio de falar que estava ocupada fazendo uma tarefa de casa e não podia fazer algo do trabalho naquele momento”, conta Vanessa.

Caroline, que ainda não tinha a rotina de trabalhar em casa com frequência antes da pandemia, também pontua o quanto é delicado impor limites aos colegas de trabalho durante o home office em tempo integral: “aprendi a ter horário para conectar e para desconectar, e entendi que não é errado focar em outras atividades da vida pessoal e buscar maior equilíbrio durante este momento. Quando sabemos o momento de colocar e cumprir os horários, todos entendem e te seguem como exemplo”.

mulher casa home office

Apesar das dificuldades, após um período de adaptação, a situação também trouxe muitos benefícios à rotina de negócios das executivas, que se dizem muito mais focadas, criativas e produtivas enquanto trabalham de casa. No quesito família, os benefícios também são inúmeros. “Com a correria do dia a dia, eu nunca tinha conseguido passar tanto tempo com minhas filhas e isso me fez descobrir novas características nelas que em outro momento talvez eu não teria oportunidade, e essa experiência não tem preço”, pontua Vanessa.

A forma como as empresas estão lidando com a nova rotina também pode influenciar bastante na qualidade de vida dos funcionários. De acordo com Caroline, “a Acer vê o bem-estar dos funcionários como a sua maior prioridade neste momento, o que tranquiliza e incentiva suas equipes a continuar prestando serviço de qualidade e com segurança de suas casas”.

A LogMeIn também está priorizando o bem-estar do seu time e para isso criou benefícios para auxiliar os funcionários na aquisição de itens para seus escritórios em casa e decretou, mensalmente, um feriado institucional para incentivar suas equipes de todo o mundo a passar mais tempo de qualidade e em família durante a pandemia de Covid-19.

Para outras mães e executivas que também estão batalhando para equilibrar as tarefas do trabalho e a vida pessoal, as executivas dão dicas simples e práticas que estão as ajudando bastante nos últimos três meses:

homem pai menino cozinha limpeza dissolve
Dissolve

• Criar regras – independente das obrigações e agendas do trabalho e de casa, é importante impor regras para si mesma, para a família e para os colegas de trabalho. Seja criando um horário fixo para cada atividade diariamente; ou deixando claro para a família e os e colegas de trabalho em que momentos você não está disponível, criar uma rotina é fundamental.

nao não Gerd Altmann por Pixabay
Gerd Altmann/Pixabay

• Não ter medo de dizer “não” – a família e os colegas de trabalho precisam estar cientes que haverá momentos em que você não estará disponível para o trabalho e/ou socialização.

Skype- terapia internet
• Separar um tempo para si mesma – seja fazer exercícios, ler, assistir filmes ou até mesmo um novo curso online, é preciso lembrar de separar diariamente momentos para relaxar com atividades prazerosas e relaxantes para você, já que o momento atual tende a causar mais ansiedade e estresse.

Color Power: Batom Matte Efeito Pó da linha At Play é novidade da Mary Kay

A novidade, em edição limitada, traz seis cores vibrantes com alta pigmentação e conforto na aplicação

Ampliando o portfólio da linha At Play, a Mary Kay apresenta o novo Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play, que carrega toda a energia e atitude da marca, alinhadas às últimas tendências. Tendo o conforto como grande aliado, sua fórmula com efeito pó é responsável por trazer leveza e maciez aos lábios, e muito mais cor para o dia a dia dessas mulheres que amam estar por dentro de todas as novidades.

Em formato inédito, de bastão retrátil, o lançamento chega em seis cores vibrantes em acabamento impecável e aplicação confortável, para muitos looks incríveis. É hora de se jogar nas cores e em novas possibilidades de combinação. A paleta do Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play traz as cores Wild Red, Bare Nude, Rebel Berry, Punchy Fuchsia, Cool Pink e Popping Pink.

Lápis-para-os-Olhos-Mary-Kay-At-Play

E para um make infalível para aquele esperado encontro com as amigas – mesmo que virtualmente – , nada melhor do que complementar a novidade para os lábios com um olhar marcante. Aproveite, também, os últimos lançamentos da linha At Play, como o Lápis para os Olhos At Play, que com traço definido ou um esfumado moderno, completa o visual.

Popping Pink

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play – Popping Pink

rebel berry

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play – Rebel Berry

cool pink

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play – Cool Pink

bare nude

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play – Bare Nude

wild red

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play – Wild Red

Punchy Fuchsia

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play – Punchy Fuchsia

Batom Matte Efeito Pó – Mary Kay At Play: R$ 39,90 cada
Lápis para os Olhos – Mary Kay At Play: R$ 21,90 cada

Onde encontrar: Consultora de Beleza Independente Mary Kay

Informações: Mary Kay – SAC: 4003-4620 (para capitais e regiões metropolitanas)
0800 16 31 13 (para as demais regiões)

Rugas em excesso podem dificultar expressão das emoções e deixar o rosto triste e cansado

Pesquisas já relacionaram o excesso de rugas à percepção emocional dos pacientes. Rosto com muitas marcas de expressão pode dar sinais falsos de que o paciente está triste, cansado ou zangado

As rugas não só deixam o rosto mais envelhecido como seu excesso pode dificultar a expressão de emoções, deixando a face com aspecto mais triste e cansado. Há alguns anos, pesquisadores da Penn State University pediram a um grupo de participantes, em um estudo, para examinar 64 faces e classificá-las com base nas emoções que percebiam nas imagens. Em média, as fotos que mostram adultos mais velhos foram classificadas como mais zangadas ou tristes em comparação às fotos de pessoas mais jovens, apesar de cada rosto fotografado mostrar emoções neutras.

shutterstock mulher madura pensando
Shutterstock

“Vincos na boca e na testa podem fazer com que as pessoas pareçam estar franzindo a testa em uma expressão de que estão chateadas”, afirma o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Este não é o primeiro estudo a examinar a ligação entre rugas e percepção emocional.

Um estudo anterior realizado por pesquisadores da Universidade Humboldt, em Berlim, descobriu que as pessoas mais jovens tinham dificuldade em julgar os rostos dos adultos mais velhos, e muitas vezes percebiam que tinham mais “emoções confusas” do que imagens semelhantes de pessoas mais jovens.

A dificuldade se configura com o excesso de rugas. Segundo a dermatologista Claudia Marçal, independentemente da idade, seja aos 40, aos 50 ou 80, é possível ter rugas, mas é necessário ter uma pele tratada, bonita, viçosa, luminosa, hidratada, tonificada.

“Até mesmo pacientes que pretendem fazer uma cirurgia plástica para diminuir as rugas necessitam de uma ajuda dermatológica para melhorar a qualidade dessa pele”, explica Farinazzo.

“Por exemplo, mesmo uma paciente de 80 anos com sulcos, marcas, linhas ao redor da boca e entre as sobrancelhas, pode e precisa ter uma pele luminosa, com um quadro de tonicidade e uma pele que por si só seja reconhecida como uma bem cuidada”, diz a dermatologista.

De acordo com o cirurgião plástico, este estudo mostra que as pessoas que buscam procedimentos de cirurgia plástica, como ritidoplastia, facelifts ou injeções de toxina botulínica, não estão fazendo isso simplesmente por vaidade. “Existem problemas reais associados aos primeiros sinais de envelhecimento, de forma que o paciente pode apresentar falsamente a ideia de que está enfrentando tristeza e depressão, ou ainda parecer nervoso demais”, diz o cirurgião.

“Felizmente, existem muitos tratamentos que podem ajudar a tratar rugas no rosto e pescoço. Embora os de lifting facial sejam os mais conhecidos e definitivos, outros podem optar pelos injetáveis para paralização muscular (toxina botulínica), preenchimento (ácido hialurônico) e estímulo de colágeno (bioestimuladores), que também trazem bons resultados”, afirma o médico.

mulher rugas nasoge

“O mais importante é consultar um médico para indicação precisa dos tratamentos que devem ser realizados, que muitas vezes podem ser feitos em conjunto entre dermatologistas e cirurgiões para o melhor resultado. Além disso, é muito importante que o resultado seja natural, pois um rosto paralisado também demonstra dificuldade de expressar sentimentos”, finaliza Farinazzo.

Fontes:
*Cláudia Marçal é dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). Professora e fundadora do Dermacademy MB, plataforma online de ensino a dermatologistas. Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. Proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.
*Mário Farinazzo é cirurgião plástico, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o médico é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Professor de Trauma da Face e Rinoplastia da Unifesp e Cirurgião Instrutor do Dallas Rinoplasthy e Dallas Cosmetic Surgery and Medicine Annual Meetings. Opera nos Hospitais Sírio, Einstein, São Luiz e Oswaldo Cruz entre outros.

Da Serra da Mantiqueira para a mesa: Orfeu lança portfólio de azeites

Já premiada, linha premium chegou ao mercado em julho e trouxe dois monovarietais, Arbosana e Koroneiki, mais o Blend da Safra 2020

Na Fazenda Rainha, localizada próxima a Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais, Orfeu vem cultivando suas oliveiras há mais de 10 anos. O terroir que se mostrou perfeito para o cultivo de premiados cafés tornou-se berço também de excelentes azeites. A 1.300 metros de altitude, ao redor da Capela de Santa Clara, uma das últimas obras do renomado arquiteto Oscar Niemeyer, sete variedades de olivas vêm sendo cultivadas e testadas.

orfeu_colheita_de_azeite__2_

E, agora, o resultado de anos de dedicação chega à nossa mesa: Orfeu Azeites Especiais traz um portfólio de azeites brasileiros extravirgens que será lançado em julho e já nasce com importantes premiações mundiais da categoria.

“Trabalhamos há uma década no cultivo de oliveiras. Aprendemos muito ao longo dos últimos anos na busca pela excelência de um azeite, comparável aos melhores do mundo, com o frescor de ser produzido em nossas fazendas. Depois dos nossos cafés, chegou a hora de mostrar que o Brasil é também produtor de azeites de altíssima qualidade”, afirma José Renato Dias, CEO da Orfeu Cafés Especiais.

orfeu_colheita_de_azeite

Conhecida também pelos premiados cafés que produz, a Fazenda Rainha tem 90 hectares de oliveiras de sete variedades diferentes plantadas: as espanholas Arbosana, Arbequina e Picual, as italianas Coratina e Grapollo e a variedade grega Koroneiki. O lagar, local de extração do azeite, está instalado no centro da plantação, o que garante a extração do óleo em cerca de duas horas depois da colheita, preservando os frutos e dando a característica de frescor marcante ao azeite Orfeu.

“Tive o prazer de participar mais uma vez este ano da colheita de olivas na região de São Sebastião da Grama (MG), e em particular na Fazenda Rainha, da Orfeu”, conta Antonio Giuseppe Lauro, presidente da Evo Iooc Italy International Olive Oil Competition. “Cada azeite de oliva produzido na Fazenda de Orfeu teve sua personalidade muito bem definida, cada variedade com diferentes características, mas com um denominador comum: a excelência”, completa o especialista.

Orfeu Azeites Especiais já chega ao mercado com grandes títulos. Em 2018 ficou entre os dez melhores azeites do mundo na premiação Terra Olivo, que acontece anualmente em Israel, e foi posicionado como melhor azeite do Hemisfério Sul e Melhor Azeite da América Latina no concurso italiano Evo Iooc, um dos mais respeitados do setor. Em 2020 este resultado se repete com nosso azeite Blend da Safra. Com o objetivo de manter o melhor do Brasil para os brasileiros, Orfeu garante o frescor de um produto extraído na Serra da Mantiqueira e a qualidade de um dos melhores azeites do mundo.

“Um azeite de oliva da variedade Koroneiki (grega), ou de Picual (espanhola) ou ainda Coratina (italiana) produzidos no Brasil é muito mais complexo e balanceado que as mesmas variedades produzidas em seus lugares de origem”, afirma Lauro.

azeite_orfeu_arbosana_mazeite_orfeu_koroneiki_mazeite_orfeu_blend_da_safra_m

Orfeu Azeites Especiais chega ao mercado trazendo dois rótulos monovarietais, Arbosana e Koroneiki, e o Blend da Safra com Coratina, Grappolo e Picual. As garrafas de 350 ml saem por R$ 149,90 cada e estão à venda no e-commerce da marca e também em supermercados e lojas especializadas no Brasil.

Dois copos de refrigerante por dia aumentam risco de problemas circulatórios

Estudo de setembro analisando centenas de milhares de pessoas associou consumo de refrigerantes a maior risco de problemas circulatórios e morte prematura. Pesquisadores observaram que problema provém de bebidas açucaradas artificialmente e ricas em açúcar.

Independentemente do seu peso, se você não larga o refrigerante e mantém seu consumo frequente, é bom começar a se preocupar. Isso por que um novo artigo recente publicado no Jama Internal Medicine, no começo de setembro, observou que um maior consumo de refrigerantes totais, adoçados com açúcar e adoçados artificialmente, foi associado a um maior risco de mortalidade por todas as causas.

06e06-refrigerantes2bpixabay

“Enquanto o consumo de refrigerantes adoçados artificialmente foi associado positivamente a mortes por doenças circulatórias, os refrigerantes adoçados com açúcar foram associados a mortes por doenças digestivas”, afirma a cirurgiã vascular e angiologista Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e do American College of LifeStyle Medicine. Para o estudo, um grupo internacional analisou dados de 451.743 adultos de 10 países europeus. Os dados vieram da European Prospective Investigation on Cancer and Nutrition (EPIC).

De acordo com o estudo, durante um acompanhamento médio (intervalo) de 16,4 anos, ocorreram 41.693 mortes. “Foi encontrada maior mortalidade por todas as causas entre os participantes que consumiram 2 ou mais copos de refrigerante por dia. Também foram observadas associações positivas entre refrigerantes adoçados artificialmente e mortes por doenças circulatórias, quando os participantes consumiam mais de dois copos por dia; já entre os refrigerantes adoçados com açúcar, o maior índice é por mortes por doenças digestivas, quando consumiam apenas um copo ou mais por dia”, diz o estudo.

A angiologista explica que o açúcar está relacionado com a obesidade e com a diabetes mellitus: “Estudos mais recentes vêm apontando o carboidrato, o açúcar, que também está presente no refrigerante, como grande vilão para o aumento de colesterol. Além disso, com o diabetes, podemos desenvolver problemas arteriais, causar um espessamento e acúmulo de placas de gordura dentro da parede das artérias, entupindo as artérias. Dependendo de qual lugar do corpo isso acontece (de qual artéria foi afetada), você pode manifestar um infarto, um derrame ou com aquele problema de claudicação – que é quando você vai caminhar e tem dificuldade de andar porque falta sangue nas pernas (é como se a pessoa andasse uma quadra e tivesse que parar para descansar porque a perna começa a doer)”.

REFRIGERANTE NAO

Já o grande problema dos refrigerantes adoçados artificialmente é a quantidade maior de sódio. “Geralmente, tudo que é gostoso tem um pouco de açúcar e de sódio, que confere sabor no alimento. Então quando você vai tirar o açúcar e acrescenta muito adoçante, uma maneira que a indústria usa para mascarar aquele sabor ruim do adoçante e realçar o sabor doce do alimento é acrescentando sódio. Você pode reparar que todo produto que é light, diet, zero, que é limitado em açúcar e contém adoçante, você pode olhar na tabela e comparar que ele tem mais composição de sódio em geral do que os outros”, explica a angiologista.

“O sódio é vilão, porque ele vai contribuir com o aumento de pressão arterial, que é um fator de risco para a doença aterosclerótica e problemas circulatórios, e aumenta muito a retenção hídrica”, explica ela. “O sódio favorece a retenção de líquido, provoca inchaço e aumenta a pressão sobre os vasos sanguíneos e deixa o sangue mais denso, pesado, podendo favorecer a formação de coágulos”, completa a médica.

refrigerantes

Com o estudo, há uma expectativa de mais campanhas de saúde pública destinadas a limitar o consumo de refrigerantes. “Mas é fundamental que você busque desde já ajuda de um médico ou nutricionista para eliminar gradualmente o consumo desse produto na sua dieta”, finaliza.

Fonte: Aline Lamaita é cirurgiã vascular e angiologista, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, do American College of Phlebology, e do American College of Lifestyle Medicine. Formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a médica participa, na Universidade de Harvard, de cursos de pós-graduação. Possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira/Conselho Federal de Medicina.

 

40% dos brasileiros têm bruxismo e hábito registra alta durante pandemia

O atual momento, aliado à crise econômica e o isolamento social estão trazendo consequências para a saúde de muitas pessoas e o bruxismo é uma delas

A ansiedade e o estresse são fatores que contribuem para o bruxismo, hábito prejudicial e que – segundo dados da Organização Mundial da Saúde – atinge 40% da população brasileira. Mas o que é bruxismo? É o apertar dos dentes de forma involuntária, durante o dia ou durante a noite.

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Ipsos, em junho, os brasileiros são os que mais sofrem de ansiedade entre os 16 países envolvidos no levantamento. Quatro em cada dez entrevistados no Brasil afirmaram experimentar algum nível de ansiedade (41%).

Sintomas

bruxismo

De acordo com o ortodontista especializado em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial Bruno Cerci, o bruxismo tem uma série de sintomas que se agravam caso não sejam tratados. “Falamos em dor de cabeça, dor no pescoço, dor na mandíbula, desgaste e quebra dos dentes e implantes, alterações no esmalte, no sono e estalos ao abrir e fechar a boca”, explica.

Um dos sinais de alerta para procurar um especialista é acordar com cansaço ou dor nos músculos da mandíbula. Segundo o especialista, o diagnóstico deve ser feito de forma criteriosa. “Envolve conversa com o paciente (anamnese), somada ao exame clínico e avaliação de possíveis causas dos sintomas de acordo com o histórico médico e odontológico, além dos fatores genéticos”, explica.

O tratamento inclui o uso de placas de proteção específicas para evitar o desgaste dos dentes e acompanhamento com especialista.

Tecnologia

itero-element-2-product-4

Na clínica Cerci Ortho, em Curitiba, os pacientes contam com uma tecnologia capaz de realizar o escaneamento intraoral completo do fluxo ortodôntico. O equipamento – chamado iTero2 – permite mostrar aos pacientes como seus dentes estão se movendo ao longo do tempo e os resultados do tratamento planejado.

“O equipamento possibilita o escaneamento completo para a confecção de placas de bruxismo e, além disso, possui a função Time Lapse que permite acompanhar as mudanças nos dentes e nas gengivas ao longo de todo o período de tratamento”, ressalta Cerci.

Fonte: Cerci Ortho

Edega faz promoção de vinhos franceses com até 40% de desconto

“Diva Bouteille” é o nome da seleção exclusiva de rótulos de Bordeaux, Borgonha e Rhône, em uma oportunidade única de adquirir grandes vinhos em promoção até 17 de agosto

No mês mais especial para os franceses, quando se celebra a Queda da Bastilha, o empresário francês Philippe de Nicolay Rothschild separou suas garrafas mais preciosas – suas divas! – para uma promoção sem precedentes da Edega, a loja virtual da PNR Grupo, batizada de “Diva Bouteille”.

Esta é uma oportunidade única, que reúne grandes nomes de Bordeaux, Borgonha e Rhône, entre vinhos assinados pelos Domaines Barons de Rothschild, além de exemplares de produtores primorosos. São cerca de 40 rótulos, com descontos que chegam até 40%.

Veja alguns destaques da seleção:

Chateauneuf-du-Pape Domaine La Solitude 2013 (de R$ 543,00 por R$ 349,00)

Chateauneuf-du-Pape-Domaine-La-Solitude-2013--De--54300-por--34900-

Este vinho é um corte, principalmente, de Syrah, Grenache, Mourvèdre e com um toque de Cinsault. Produzido no coração da denominação Châteauneuf-du-Pape, no Rhône, na histórica propriedade de La Solitude, é potente com textura opulenta e macia.

Corton Vergennes Grand Cru 2012 (de R$ 1.415,00 por R$ 818,00)

corton
Produzido pela Maison Aegerter, a partir do cultivo orgânico dos vinhedos em área classificada como Grand Cru, este vinho vem reforçar a reputação dos Pommard e é um belo exemplar da Borgonha.

Château L’Évangile 2007 (de R$ 2.333,00 por R$ 1.700,00)

Chateau-L’Evangile-2007--De--2.33300-por--1.70000-

Vinho ícone do Château L´Évangile, situado em Pomerol, Bordeaux, é um corte com 84% de Merlot e 16% de Cabernet Franc. É um vinho excepcional, que pode ser conservado em cave por muitos anos, cheio de personalidade, longevo e potente.

Bonnes Mares Grand Cru 2012 (de R$ 3.884,00 por R$ 2.539,00)

Bonnes-Mares-Grand-Cru-2012--De--3.88400-por--2.53900-

Outro belo exemplar da Borgonha produzido pela Maison Aegerter, a partir do vinhedo Grand Cru Bonnes Mares, com 100% de Pinot Noir. De cor rubi profunda, seus aromas são complexos, e é um exemplar encorpado, carnudo e estruturado.

Carruades de Lafite 2009 (de R$ 4.762,00 por R$ 3.429,00)

Carruades-de-Lafite-2009--De--4.76200-por--3.42900-
É o segundo vinho do Château Lafite, produzido em uma das mais antigas propriedades de Pauillac, em Bordeaux, com 51% de Cabernet Sauvignon, 42% de Merlot, 5% de Cabernet Franc e 2% de Petit Verdot. São usadas as castas mais jovens dos vinhedos que ficam na propriedade de 112 hectares do Château Lafite-Rothschild.

Promoção Diva Bouteille: Seleção de 40 Vinhos de Bordeaux, Borgonha e Rhône com até 40% de desconto no site Edega
Período: preços válidos até 17 de agosto de 2020 ou enquanto durarem os estoques.
Atendimento: de segunda a sexta, das 9h00 às 18h00
Contato: 0800-7720158/ (11)3074-6868/ WhatsApp (11) 99919-0404
Email: contato@edega.com.br
Instagram: @edega_vinhos
*Frete grátis para compras acima de R$ 600,00 para São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Vitória.

Rede de fish & chips brasileira é primeira a vender “peixe” vegano no Brasil

O “Fakie Fish”, do Sirène Fish & Chips, é feito a partir da proteína texturizada de soja e está disponível nas lojas da rede nas cidades de Balneário Camboriú, Curitiba e São Paulo

Receita típica da Inglaterra, o fish n’ chips está conquistado o paladar dos brasileiros e, agora, ganha uma versão vegana na descolada rede Sirène Fish & Chips. O “Fakie Fish” é a incomparável e surpreendente aposta da rede para os clientes que reduziram ou não consomem proteína animal. Feito à base de soja não transgênica, o preparo utiliza técnicas chinesas aprimoradas pelos séculos.

Fakie and Chips (2) (002)

Dados da última pesquisa Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), divulgada em 2018, apontam que cerca de 30 milhões de brasileiros já se declaram vegetarianos, cerca de 14% da população. Segundo a mesma pesquisa, nas regiões metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro, esse valor sobe ainda mais, chegando a 16%.

A releitura do fish n’ chips, intitulada “Fakie n’ Chips”, leva o “Fakie Fish” acompanhado pelas deliciosas batatas do Sirène. O preparo exclusivo será comercializado nas unidades da rede espalhadas pelo Brasil com preços a partir de R$ 33,00. “É a nossa manobra para a galera que não curte muito carne voltar a se sentir em casa no Sirène”, comenta o sócio fundador da rede Sirène, Alexandre Lopes. Além do “Fakie n’ Chips”, entram no cardápio molhos, também veganos, e o Sandufish, tradicional sanduíche do empreendimento que ganha uma versão vegetariana.

“Estamos confiantes, pois além de resgatar clientes antigos que deixaram de frequentar o Sirène por falta de opção vegana/vegetariana (mas que ainda gostam da nossa atmosfera), também poderemos atender outros tipos de público que talvez nunca chegassem a conhecer nosso empreendimento. Nos tornaremos, assim, um lugar ainda mais democrático e aumentaremos a diversidade”, complementa Lopes.

Fakie and Chips (4) (002)

A origem do “Fakie”

Nos esportes de prancha, a palavra “fakie” significa andar para trás com a cauda ou “rabeta” voltada à direção da viagem. Comumente usada em conjunto com o nome de uma manobra, como “fakie ollie” ou “fakie to fakie 900”, o termo dá a entender que a manobra foi realizada de forma correta, porém com sentido contrário. As manobras realizadas de fakie geralmente recebem uma maior pontuação nos campeonatos por conta do grau de dificuldade elevado.

No universo do skate, a palavra dá sentido ao que não é normal, que não é usual ou que é incomum, ou seja, algo autêntico. Além disso, a palavra “fake”, de grafia similar, significa “falso” em inglês e, atualmente, é usada para denominar contas ou perfis usados na internet para ocultar a identidade real de um usuário.

Fakie and Chips (3) (002)

Dessa forma, o peixe vegano do Sirène foi batizado de “fakie” para fazer essa conexão com o universo do skate que a marca já está inserida e, também, dar sentido ao peixe que não é proveniente do animal, podendo ser entendido como um “peixe falso”.

“Identificamos a necessidade de oferecer ao nosso público alguma outra opção vegana além de apenas batatas fritas. Percebemos que, a cada dia que passa, temos mais pessoas adeptas ao vegetarianismo e veganismo que deixam de frequentar o Sirène por um tempo, por falta de opções. Nós já tínhamos essa vontade, mas levamos cerca de dois anos para encontrar substitutos ideais de proteína não animal, que atendessem as nossas exigências de qualidade. Agora, em parceria com a Germinou, incluímos esse surpreendente alimento feito de à base de soja não transgênica ao nosso cardápio”, finaliza Lopes.

Fakie and Chips (1) (002)

O “Fakie n’ Fish” está disponível nas unidades de Balneário Camboriú (SC), Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Informações: Sirène

Como identificar sintomas de distúrbio financeiro?

Especialista mostra que mudança de hábito pode começar durante a pandemia

Com a crise do coronavírus, questões relacionadas à finanças merecem ainda mais atenção, pois a instabilidade da economia e mudança de comportamento levaram a uma série de demissões, inclusive no Brasil. Em tempos tão instáveis, o equilíbrio e a organização ajudam a evitar problemas que atrapalham o dia a dia e o convívio familiar. Com isso, Rebeca Toyama, especialista em saúde financeira traz pontos a serem aprimorados na vida de pessoas e famílias que passam essas dificuldades.

A organização da vida financeira é uma das bases do tripé para se atingir estados de bem-estar, mas é preciso lembrar que é comum enfrentar diversas crises ao longo da vida, e para passar bem por estes momentos difíceis é necessário buscar hábitos no cotidiano que desperte a consciência de poupar.

Para a especialista é necessário buscar hábitos no cotidiano que desperte a consciência de poupar e entender que mudança de comportamento é algo gradual. Muitas vezes as pessoas não seguem seu propósito por conta da indisciplina financeira, e por isso, e acabam abrindo mão de sonhos, justamente por não sobrar dinheiro no final do mês.

“Para melhorar de vida precisamos procurar ajuda e perder o medo de encarar as finanças. Começar com pequenos hábitos e fazer suas escolhas a partir da sua realidade, faz muita diferença. E lembre-se, a nosso balanço patrimonial é um reflexo de nossa história de vida, e você pode mudar algumas coisas para impactar positivamente no seu patrimônio daqui para frente, afinal já sabemos que imprevistos acontecem.”, afirma Rebeca Toyama, especialista em saúde financeira.

Rebeca lista seis atitudes para identificar os sintomas do distúrbio financeiro:

insonia _ divulgacao (002)

1- Ansiedade: preocupação e desespero com tudo que envolve o dinheiro;

finanças dinheiro3
2- Ausência de economia: quando não se faz parte da vida do indivíduo poupar ou guardar dinheiro;

mulher-contas
3- Excesso de dívidas: força do hábito de trabalhar para fazer dívidas e pagá-las;

celular dinheiro internet
4- Falência e empréstimos: se esbarra sempre em fazer empréstimos para quitar ou fazer mais dívidas, e sem perceber, coloca seus bens em perigo;

pais discussão separação casamento
5- Conflito com familiares: o dinheiro impacta nas relações com parentes e amigos;

cartaodecredito cartoes credito TheDigitalWay por Pixabay
TheDigitalWay/Pixabay

6- Incapacidade de manter mudanças: não consegue seguir com os planos colocados para poupar dinheiro, como deixar o cartão em casa e guardar dinheiro.

REBECA-TOYAMA-0141
Fonte: Rebeca Toyama é fundadora da RTDHO empresa com foco em bem-estar e educação corporativa. Especialista em estratégia de carreira e saúde financeira. Atua há 20 anos como coach, mentora, palestrante, empreendedora e professora e atualmente é mestranda em psicologia clínica. Coaching Aceleração de Resultados e Coaching para Executivos. Integra o corpo docente da pós-graduação da Alubrat (Associação Luso-Brasileira de Transpessoal), Instituto Filantropia e Universidade Fenabrave.