Diabetes: é possível ter uma alimentação variada sem agravar a doença

Nutricionista da Dietbox explica que reduzir carga glicêmica das refeições, priorizar alimentos anti-inflamatórios e contar carboidratos podem ajudar no processo

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, a doença crônica atinge cerca de 13 milhões de pessoas no Brasil, e esse número tende a aumentar. A enfermidade faz com que o corpo não produza insulina ou não consiga usa-la de forma adequada, sendo este o hormônio que controla a quantidade de glicose (açúcar) no sangue. Essa deficiência eleva os níveis de glicose no organismo causando a hiperglicemia que, em longo prazo, pode danificar vasos sanguíneos, nervos e órgãos.

Quando falamos em diabetes, surgem diversas dúvidas sobre alimentação, pois muitas pessoas acreditam que é necessário ter uma rotina alimentar restritiva. Para Júlia Canabarro, nutricionista da Dietbox, startup de nutrição, além do tratamento com um médico, o acompanhamento nutricional ajuda a entender que é possível tomar decisões assertivas e substituir alimentos, sem tornar a dieta monótona. “Muitos alimentos podem auxiliar no tratamento da Diabetes, é necessário apenas usa-los com sabedoria para manter os níveis glicêmicos dentro dos padrões estabelecidos”, explica a profissional.

O que consumir?

De acordo com a especialista, alguns alimentos não podem faltar na rotina. Os anti-inflamatórios, como, por exemplo, peixes (salmão, sardinha e atum), óleos (óleo de linhaça, óleo de peixe e azeites) e alimentos como cúrcuma, alho, cebola, entre outras especiarias podem auxiliar no tratamento da resistência à insulina e a diminuir a liberação de substâncias inflamatórias.

Outro ponto importante é a redução da carga glicêmica das refeições, que pode promover diminuição dos níveis de glicose e também ajudar a controlar a resistência à insulina. “Este fator dependerá da proporção entre os tipos de carboidratos ingeridos, do teor de fibras dos alimentos, do grau de processamento e do tipo e tempo de cozimento”, esclarece Júlia.

Dissolve

“Algumas opções de baixo índice glicêmico que podem compor as refeições são pães e massas integrais, aveia, soja, vegetais, cogumelos, batata-doce, leguminosas e algumas frutas com maior teor de água”, completa a nutricionista da Dietbox.

Alimentos funcionais e compostos bioativos também são fortes aliados quando inseridos na dieta. Algumas opções podem ser chia, canela, biomassa de banana verde, fibras e probióticos.

Alimentação flexível

Botswanayouth

Uma alimentação que proporcione maior flexibilidade ajudará a conseguir melhores resultados. A contagem de carboidratos na escolha dos alimentos é um fator importante, pois é o nutriente que mais altera a glicemia. “Se o indivíduo souber a quantidade de carboidrato ingerida terá maior controle, independentemente de sua origem, seja de açúcares, pães, frutas ou biscoitos, por exemplo. Diabéticos não precisam seguir uma alimentação tão restritiva, desde que conheçam os limites e sejam bem orientados para evitar futuras complicações”, pondera Júlia.

Neste processo é fundamental definir a proporção insulina X carboidrato, ou seja, quantas unidades de insulina serão necessárias para cobrir os gramas de carboidratos ingeridos, oferecendo maior liberdade para determinar o que quer comer e aprender a corrigir a glicemia, caso necessário.

A nutricionista da Dietbox reforça que o método de contagem de carboidrato deve ser orientado por profissionais capacitados. “A princípio, essa técnica pode parecer difícil, mas com acompanhamento nutricional regular é possível ter uma rotina mais flexível e manter uma vida saudável apesar da doença”, conclui a especialista.

Fonte: Dietbox

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s