Pós-Páscoa: nutricionista do Sesi-SP dá dicas de como aproveitar os chocolates que sobraram

Receitas com o aproveitamento integral dos alimentos e rituais com momentos prazerosos são algumas ideias do portal Alimente-se Bem, desenvolvido pelo Sesi-SP para consumidores e empresas do setor

Depois do feriadão com Páscoa e muitos chocolates, e com as opções de lazer fechadas, o jeito é ter criatividade para desfrutar bons momentos com o que traz felicidade. Inovar e aproveitar as sobras dos ovos de Páscoa pode ser uma alternativa para passar melhor o tempo, quando consumido com moderação. As receitas que estão no portal Alimente-se Bem, no ar desde outubro de 2020, trazem como conceito a alimentação saudável, sustentável e econômica.

Para os amantes do chocolate, a nutricionista do Sesi-SP, Aline Pendeza, relata que muitas pessoas têm dificuldade em conseguir consumi-lo em porções moderadas. Pensando nisso, a nutricionista disponibilizou no podcast do Alimente-se Bem, disponível no site, um áudio que leva a uma meditação para ser feita no momento da degustação do chocolate. Um exercício para treinar a capacidade de trazer atenção ao minuto presente, ao comer, sem julgamentos ou críticas, com uma atitude de abertura e curiosidade.

“Comer com atenção plena (ou no termo em inglês, mindful eating) é uma aptidão inata do ser humano, mas se perde ao longo dos anos com as experiências de vida, regras, preocupações, expectativas e fantasias.” Para a meditação, Pendeza orienta que a pessoa esteja num local tranquilo e sem interrupções para curtir as melhores sensações sem aquele peso na consciência.

O site também oferece quatro receitas criativas que podem ser aproveitadas com as sobras dos ovos de chocolate, como bombons recheados com doce de grão-de-bico , mousse de chocolate com aquafaba , miniovos com merengue de aquafaba e pirulitos de semente de jaca.

O chocolate pode ser uma opção mais saudável com menor gordura, quando obtido com maior concentração de cacau. No chocolate amargo, por exemplo, a proporção de massa de cacau varia de 35 a 85%. Na versão ao leite, corresponde a cerca de 30%. Já a versão branca utiliza a manteiga de cacau, que é a parte da gordura extraída do fruto.

O cacau é rico em magnésio, fibras, polifenóis, flavonoides, ferro e antioxidantes. De todos os nutrientes, a função mais importante é a de proteger nossas células contra danos causados pelo envelhecimento, especialmente as células do coração. Alguns estudos, que dependem de um aprofundamento maior, demonstram que o consumo de chocolate parece estar associado também a um menor declínio cognitivo.

Fonte: Alimente-se Bem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s