Dia Nacional de Combate à Hipertensão

Médico Cid Pitombo explica as causas da doença e como se prevenir

Sua vida tem sido estressante? A alimentação desregrada? Suas atividades físicas estão prejudicadas com a pandemia? Aumentou o consumo de tabaco e álcool? E de comidas prontas, industrializadas? Você se sente ansioso? E durante a pandemia do novo coronavirus, os problemas se acentuaram? Pois bem, saiba que você pode estar hipertenso e não sabe. A pressão arterial acima de 12×8 ou de 13×9, em idosos, é considerada acima do normal e muitas vezes o indivíduo está acima desse patamar sem sentir nada de diferente, é a chamada doença silenciosa.

E a hipertensão pode provocar diversas doenças, como arritmias cardíacas, acidente vascular cerebral isquêmico e hemorrágico, demência, aneurisma da aorta torácica e abdominal, insuficiência cardíaca, angina do peito, infarto agudo do miocárdio, perda progressiva da visão e insuficiência renal. Um estudo divulgado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia relatou aumento de casos de hipertensão e também de problemas cardiovasculares que chegaram a aumentar o número de óbitos em 2020 em 132%.

A boa notícia é que ao se controlar a hipertensão com medicamentos, as chances de se desenvolverem essas doenças são muito reduzidas.

” Cerca de 25% dos brasileiros já tinham hipertensão antes da pandemia. Esperamos novos dados do Ministério da Saúde para saber como estamos agora. Certamente é maior porque foi um ano muito estressante para todos. Mas, em linhas gerais, o que sempre alertamos aos pacientes e estamos reforçando é que muitas doenças podem ser evitadas se diminuirmos o fumo e álcool excessivo, alimentos industrializados e ultraprocessados, que são carregados de sódio, se abandonarmos de vez o sedentarismo e ao menos, fazermos uma caminhada, pular corda, andar de bicicleta, ou exercícios funcionais em casa mesmo; e dormimos ao menos 7 horas por dia”, afirma o médico Cid Pitombo, especialista em tratamentos para obesidade e cirurgia bariátrica por videolaparoscopia.

“Fazendo essa rotina, já vai ajudar a aliviar o estresse, grande provocador de hipertensão. Aí pode complementar com atividades prazerosas, como ouvir música, dançar, ler um bom livro, brincar com crianças ou animais e tantos outros hobbies ou atividades que trazem mais calma, conforto e alegria”, reforça.

Entre os sintomas mais comuns que podem aparecer quando a pressão está acima do normal estão dor de cabeça, dor na nuca, tontura, enjoo, dor no peito (angina), falta de ar e visão turva ou embaçada, mas normalmente a doença se instala sem dar sinais. “E é muito comum famílias terem o mesmo problema, tanto de diabetes quanto de hipertensão, porque normalmente os hábitos ruins são adotados por todos, sobretudo a alimentação rica em sal, açúcar, farinhas e gorduras”, lembra o médico.

Ilustração: RACGP

“E depois da Covid trazendo tantas complicações associadas a essas comorbidades, o que se espera é a sociedade melhorar todos esses hábitos. Pacientes portadores de obesidade mórbida quando submetidos à cirurgia bariátrica, por exemplo, ao perderem peso, têm o benefício da reversão da hipertensão na maior parte dos casos. Diminuindo além da chance estatística das doenças que a hipertensão leva, a uma importante diminuição no custo com medicamentos, em um momento importante como o que estamos vivendo”, complementa.

Fonte: Cid Pitombo é especialista em obesidade e cirurgias bariátricas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s