Maturidade: conceito ‘anti-aging’ é questionado e abre caminho para um novo ponto de vista

Envelhecer faz parte do processo natural da vida. Diante de uma população que vive mais e melhor, há meios para manter a boa qualidade da pele atrelada a um estado de espírito positivo e sem exageros

Foi o tempo em que os 30 anos e a fase da menopausa eram temidos pelas mulheres como marcos do processo de envelhecimento. Com os avanços da ciência, hoje, é possível atenuar diversos sintomas da menopausa que precisam ser levados a sério e tratados. Alguns deles, por exemplo, segundo o Guia da Menopausa, elaborado pela Associação Brasileira do Climatério (Sobrac) em parceria com a Sociedade Americana de Menopausa (AMS), são a falta de energia, oscilações de humor, além da perda de colágeno e elasticidade da pele, que fica mais seca, flácida e frágil. Fica claro que viver bem nessa fase exige cuidado extra.

Quem nunca ouviu conceitos como: ageless ou anti-aging? É muito comum lermos sobre esses conceitos que reforçam a ideia de antienvelhecimento, mas, atualmente, as mulheres mais maduras têm agido e pensado de forma diferente. A dermatologista Maria Fernanda Tembra destaca: “Essas mulheres estão se sentindo cada vez mais empoderadas e procuram por tratamentos que não as deixem com o rosto de uma menina de 20 anos, mas com uma pele saudável para sentir-se bem com a idade que têm. E esse deve ser o caminho”.

O Sculptra, a exemplo disso, é o primeiro e único bioestimulador de colágeno à base de ácido poli-L-lático com indicação de uso para corpo e face que restaura a firmeza da pele gradualmente, pois estimula a produção gradual de colágeno do próprio corpo. Os resultados começam a aparecer a partir do terceiro mês, mas ação pode durar até 25 meses.

“É comum que ao longo do tempo haja uma produção cada vez mais baixa de colágeno e isso se intensifica durante a menopausa, pois os níveis de estrogênio caem e por consequência, perdemos colágeno e elastina. Afetando não só a saúde da pele da mulher, mas também sua autoestima e autoconfiança. O bioestimulador de colágeno à base de ácido poli-L-lático e o ácido hialurônico injetável, são substâncias eficazes para auxiliar na firmeza, elasticidade e viço da pele”, explica Maria Fernanda.

Dentre as possibilidades de tratamentos com ácido hialurônico, o injetável proporciona uma hidratação de dentro para fora que auxilia inclusive na elasticidade da pele. Como opção, Restylane SkinboostersTM forma pequenos “reservatórios” de ácido hialurônico abaixo da superfície da pele para proporcionar hidratação e brilho duradouros, dando um efeito glow. A substância restaura a composição natural da pele reduzindo a aspereza e promovendo maciez, hidratação e suavizando o aspecto da pele.

Existem inúmeras possibilidades para manter a pele madura mais saudável e natural. Mas, é dever do profissional da saúde analisar cada caso e indicar o melhor tratamento preservando o bem-estar e a saúde do paciente. “A principal dica é sempre fazer acompanhamento médico e aliar os tratamentos dermatológicos com os ginecológicos, pois as alterações hormonais influenciam diretamente na saúde da pele”, finaliza a dermatologista.

Fonte: Galderma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s