Hoje é o Dia Nacional do Bolo

A data especial vem com um significado maior que apenas o conhecido item dos lanches da tarde

Além da água na boca que aquele bolo recém tirado do forno, hoje, 26 de novembro, é comemorado o Dia Nacional do Bolo. O setor de confeitaria é um dos segmentos que mais tem crescido – e movimentado – na economia brasileira desde a pandemia. De acordo com pesquisas feitas pela Consumo Equilibrado, o mercado de doces, confeitarias e fábricas, chegam a faturar 12 bilhões de reais a cada ano. Pensando nisso, trouxemos a história de quem faz de seu dia a dia, a motivação para continuar dentro do mercado que mudou sua vida por completo.

Com o aumento dos pedidos, a confeiteira Katherine Macedo se viu deixando de lado uma carreira bem sucedida na área da saúde como fisioterapeuta, e se dedicando aos quitutes em tempo integral, conseguindo abrir o próprio negócio na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. “No início, era apenas um ‘a mais’ e não algo que eu pensava em fazer crescer. Durante a minha faculdade de fisioterapia eu vendia brigadeiros, quando fui fazer minha pós em São Paulo, passei a vender cupcakes.”

Quando ela passou a investir no “hobby”, a responsabilidade passou a pesar cada vez mais. “Teve uma hora em que as coisas começaram a pesar e eu tive que escolher um lado. Eu estava trabalhando em hospital, comandando uma loja com a minha filha pequena, e grávida … era muita coisa. Escolhi o que realmente me fazia feliz, a confeitaria. Agora, os planos são apenas focados para o crescimento. Queremos, futuramente, abrir novas franquias e crescer cada vez mais.”

A chef chocolatier Mirian Rocha – que já passou por países como Alemanha e França – é especialista em chocolate origem e já criou receitas excepcionais com ingredientes dos mais variados, mas ela sempre retorna ao bolo de chocolate como um “favorito”. “No final, a simplicidade dos pratos é o que ganha os grandes paladares. Bolo de chocolate é infalível em qualquer ocasião, e dá aquela aquecida no peito, ele sempre te leva a algum lugar.”

Mirian também frisa a importância de datas como esta: “É nostálgico, isso com certeza. Todas as datas que envolvem o nosso ofício – e eu acho que posso falar por todos os chefes e confeiteiros por aí – nos fazem viajar no tempo, pensando em como tudo começou e em como as coisas mudaram até o dia de hoje. Seguramente, dá orgulho da jornada.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s