Veganismo: o risco das cápsulas de suplementos

Uma pesquisa inédita feita pelo Ibope e encomendada pelo Good Food Institute Brasil revelou que quase metade (47%) dos brasileiros reduziu o consumo de carne em 2020. Entretanto, adotar um estilo de vida saudável vai além de selecionar alimentos no almoço e no jantar: é importante ter cuidado também com as cápsulas dos medicamentos e suplementos ingeridos na dieta.
  
A maioria dessas cápsulas tem origem animal. Elas são feitas de gelatina, que é produzida com matéria-prima e proteínas de origem animal. Também chamadas de cápsulas duras, são derivadas do colágeno, extraído da pele e ossos de animais. Podem conter, ainda, plastificantes, corantes e conservantes.  

Como alternativa, vegetarianos e veganos têm apostado nas cápsulas com gelatina vegetal, a chamada ágar-ágar, extraída por meio do processo de fervura de algas vermelhas. É o caso da Curcuvegan, um suplemento alimentar 100% natural desenvolvido pela BenCaps à base de cúrcuma, uma planta com ação anti-inflamatória.

Suplementos veganos x mercado

As vantagens dos suplementos veganos vão desde o processo de produção das cápsulas. Segundo a empresa chinesa de serviços de informações Xinhua Silk Road, a cápsula de origem vegetal é considerada um produto superior por ser isento de aditivos químicos e por seu processo de produção contribuir menos com a poluição.

O suplemento vegano é elaborado a partir de compostos vegetais e são fundamentais para repor algumas vitaminas, minerais e proteínas. Afinal, até mesmo quem ingere carnes pode ter deficiências nutricionais devido ao estilo de vida agitado. A suplementação diária evita as deficiências nutricionais e repõe as necessidades. Dentre os benefícios dos suplementos veganos, estão a melhora da qualidade de vida, correção de deficiências nutricionais e o auxílio na saúde e na composição corporal.

Com a conscientização acerca da diferença de qualidade entre as cápsulas de origem vegetal e de origem animal, esse mercado deve crescer ainda mais e, assim, veganos se beneficiarão com mais opções de produtos de origem não animal.

Desafios para veganos   
  


Muitos não sabem, mas diversos itens que utilizamos no dia a dia têm origem animal, como é o caso das pastas de dentes, sacolinhas plásticas, pneus de carros e até mesmo shampoos. Este pode ser um desafio para quem optou pelo veganismo, e é justamente por isso que é muito importante pesquisarmos como os produtos são feitos.  
  
Depois que um animal é abatido, seus subprodutos são classificados em partes comestíveis e não comestíveis. Estas últimas são usadas em uma variedade de indústrias, incluindo cosméticos, tecidos, produtos farmacêuticos etc.  
  
Informações: Curcuvegan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s