5 nutrientes essenciais para a saúde feminina

Tentar equilibrar as demandas da família e do trabalho, pode tornar difícil para qualquer mulher manter um estilo de vida saudável. Mas a comida certa pode não só melhorar a beleza da pele, cabelo, aumentar a energia e ajudar a manter um peso saudável, mas também apoiá-la nas diferentes fases da vida.

Quando crianças, as necessidades alimentares de meninos e meninas são muito semelhantes. Mas na puberdade, as mulheres começam a desenvolver necessidades nutricionais específicas e à medida que envelhecem o aporte nutricional também muda.

A nutricionista Adriana Stavro explica que as mulheres tendem a precisar de menos calorias ao longo da vida, mas a necessidade de vitaminas e minerais vão aumentando. As alterações hormonais associadas à menstruação, à gravidez e à menopausa significam que as mulheres têm maior necessidade de alguns nutrientes, ela cita quais são:

Cálcio – entre outras coisas, o cálcio é necessário para formação e fortalecimento dos ossos e dentes, regular o ritmo cardíaco e garantir que seu sistema nervoso funcione adequadamente. A deficiência de cálcio pode levar a problemas de humor, como irritabilidade, ansiedade, depressão e dificuldades para dormir. “A ingestão insuficiente faz com que o corpo retire cálcio de seus ossos para garantir o funcionamento normal das células, o que pode levar osteoporose. Boas fontes alimentares incluem laticínios, vegetais verdes folhosos, certos peixes, grãos, tofu, repolho e abobrinha.” esclarece Adriana Stavro.

Pixabay

Magnésio – aumenta a absorção de cálcio do sangue para os ossos. Na verdade, o corpo não pode utilizar cálcio sem magnésio. Boas fontes incluem vegetais verdes folhosos, abobrinha, brócolis, alabote, pepino, feijão verde, aipo e uma variedade de sementes.
Vitamina D: A vitamina D também é fundamental para o metabolismo adequado do cálcio. “Você pode obter vitamina D a partir da luz solar, e de alguns alimentos como salmão, camarão, leite fortificado com vitamina D, bacalhau e ovos.” ressalta Adriana.

Ferro – ajuda a formar hemoglobina que transporta oxigênio no sangue. Ele é importante para manter a pele, o cabelo e as unhas saudáveis. Devido à quantidade de sangue perdido durante a menstruação, as mulheres em idade fértil precisam de um aporte maior do mineral, assim como durante a gestação e amamentação. A deficiência de ferro leva a anemia ferropriva, muito comum em mulheres. Adriana relata,que a anemia causa fraqueza, exaustão, baixo rendimento físico e mental, problemas emocionais como depressão, irritabilidade e dificuldade de concentração. Boas fontes incluem proteínas de origem animal, verdes folhosos e feijões.

Folato ou vitamina B9 – é outro nutriente que muitas mulheres não recebem o suficiente. “O folato pode reduzir muito a chance de defeitos neurológicos congênitos quando ingerido antes da concepção e durante as primeiras semanas de gravidez. A B9 também pode diminuir o risco de uma mulher ter doenças cardíacas e certos tipos de câncer. O folato pode ser encontrado naturalmente nos alimentos, como vegetais folhosos verde-escuros, feijões, grão-de-bico e frutas cítricas”, finaliza Adriana.

Adriana Stavro é nutricionista Mestre pelo Centro Universitário São Camilo. Curso de formação em Medicina do Estilo de Vida pela Universidade de Harvard Medical School. Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional pelo Instituto Valéria Pascoal (VP) Pós-graduada EM Fitoterapia pela Courses4U.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s