Conheça o impacto das redes sociais na alimentação das pessoas

A “vida perfeita” publicada nos apps faz com muitos sejam rígidos com sua dieta

É grande o número de brasileiros que sofrem de transtornos alimentares, principalmente quando se trata de mulheres e adolescentes. Isso ocorre quando a pessoa tem problemas em aceitar o seu próprio corpo, decidindo fazer um regime alimentar rígido e sem acompanhamento profissional. Essa escolha pode resultar na anorexia, vigorexia, bulimia e ortorexia, além de afetar a saúde mental.

Márcia Karine, psicóloga, neuropsicopedagoga e coordenadora do curso de Psicologia da Uninassau – Centro Universitário Maurício de Nassau Paulista, comenta que os posts publicados nas redes sociais têm uma parcela de culpa em relação aos distúrbios. “As pessoas vendem sua própria imagem no Instagram e em outros aplicativos. Elas compartilham fotos de corpos bem definidos, muitas vezes com edições para esconder as ‘imperfeições’, e estimulam a realização de procedimentos estéticos. A harmonização facial, por exemplo, é uma técnica que vem fazendo grande sucesso entre os famosos. Tudo isso pode ser tornar um gatilho para quem é insatisfeito com o próprio corpo”, explica.

Quando isso acontece, a pessoa fica com medo de ganhar peso e diminui drasticamente a quantidade de comidas nas suas refeições. Além disso, se exercita em excesso para compensar as calorias recebidas; tenta emagrecer por meio de métodos inadequados; ou se alimenta compulsivamente, ficando arrependida em seguida.

“Esses distúrbios, além de impactarem a alimentação, podem causar problemas mentais, como ansiedade, depressão e transtorno bipolar. Ao notar que alguém está passando por essa dificuldade, é importante conversar e fazer com que aceite procurar profissionais que possam ajudar. Em alguns casos, um psicólogo nem sempre é o suficiente, sendo necessário o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar”, explica Márcia.

A psicóloga indica que, para um uso saudável das redes sociais, as pessoas devem deixar de seguir todas as contas que consideram um gatilho, ou seja, trazem desconforto, mexem negativamente com sua autoestima e causam ansiedade.

Fonte: Centro Universitário Maurício de Nassau Paulista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s