Envelhecimento dos dentes: entenda por que acontece e quais os sinais

Presidente da Odontocompany aponta para as principais causas do surgimento do quadro e como preveni-las

Nem todo mundo sabe, mas os dentes também sofrem com o envelhecimento causado pelo avanço da idade. Quando este é o assunto, as pessoas geralmente associam à perda da estética do rosto, como o aparecimento de rugas, por exemplo. No entanto, assim como o restante do corpo, a arcada dentária também passa pelo mesmo processo, que é natural e se caracteriza por alterações que podem ser mais ou menos evidentes conforme os anos passam.

Shutterstock

O cirurgião dentista, fundador e presidente da OdontoCompany, maior rede de clínicas odontológicas do mundo, Paulo Zahr, destaca que isso acontece porque alguns tecidos de formação de células dentárias acabam deixando de ser renovados diante do aumento da idade. “À medida que envelhecemos, surgem sinais estéticos e na funcionalidade dos dentes, como recessão da gengiva, que expõe parte do dente; mobilidade dentária, quando há amolecimento dos dentes e possibilidade de se deslocarem em vários sentidos; e o amarelamento dos dentes e desgastes nas bordas”, explica.

O cirurgião também aponta para a associação desse processo com outros problemas de saúde. “O envelhecimento dos dentes pode estar acompanhado de doenças, que podem tanto acontecer com o aumento da idade quanto de maneira precoce, com pessoas que não tiveram cuidado adequado na fase juvenil”, aponta.

Alguns destes principais problemas são as cáries, que podem acontecer quando o esmalte dentário começa a se desgastar. Isso quer dizer que, por exemplo, uma pessoa mais jovem, com hábito de escovação adequado, tem menos propensão de desenvolver cárie do que alguém mais velho, que já tem certa vulnerabilidade ao esmalte. Por isso, é importante redobrar os cuidados com a ingestão de alimentos que contêm açúcar e aumentar a frequência de higienização em todas as faixas etárias.

Outro sinal do envelhecimento é o surgimento da sensibilidade dentária. Ele é caracterizado por dor ou incômodo ao ingerir alimentos quentes ou frios, muito doce ou ácidos, e geralmente acontece devido à diminuição da margem gengival. “A partir dos 40 anos também existe uma maior incidência de doença periodontal, uma inflamação dos tecidos de sustentação do dente. A principal causa é o acúmulo excessivo de placa bacteriana e, por isso, a limpeza é fundamental. Além disso, outro problema muito comum com o avanço da idade é a xerostomia, quando há redução no processo de produção de saliva”, completa.

Como prevenção, é importante realizar visitas regulares ao dentista para avaliar os cuidados e tratar da melhor forma possível a saúde dentária.

Fonte: OdontoCompany

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s