Guia definitivo para escolher a escova dental perfeita para sua saúde oral

Do formato da escova ao tipo das cerdas, passando pelas necessidades específicas de cada indivíduo, saiba todos os detalhes que você deve prestar atenção na hora de comprar sua próxima escova dental

Atualmente, a grande maioria das pessoas já sabe que apenas a escovação convencional não é suficiente para garantir uma higiene oral eficaz. Fio dental, raspadores de língua e escovas interdentais são alguns itens que também devem fazer parte da rotina de cuidados com a cavidade oral. Isso não quer dizer, no entanto, que o uso da escova dental (combinada ao creme dental, é claro) não seja importante. Muito pelo contrário.

A escovação é tão importante para uma higiene oral adequada que até mesmo a escolha do produto que será utilizado no seu dia a dia deve ser realizada com cuidado. Existem uma série de detalhes que devem ser observados para garantir que a escova realizará a higiene não somente de maneira eficaz, mas também sem causar lesões na cavidade oral. Então, para te ajudar a escolher sua próxima escova dental, Hugo Lewgoy, cirurgião-dentista e doutor pela USP, aponta todos os itens que devem ser levados em consideração. Confira:

Foto: Bruno/Germany-Pixabay

-Veja se o material da escova é adequado: bambu, plástico e alumínio são alguns dos materiais utilizados atualmente para a confecção de escovas dentais. E, ao contrário do que muitos pensam, esse não é apenas um detalhe estético. “É importante que a escova seja feita com um material não poroso e seja lisa e sem irregularidades. Caso contrário, existe um maior risco de contaminação e proliferação de microrganismos na escova, o que pode colocar sua saúde em risco”, afirma o especialista.

Verifique a rigidez das cerdas: muitas pessoas acreditam que cerdas duras são mais eficazes na higienização dos dentes, o que não é verdade. Na realidade, o uso de escovas com cerdas rígidas não é recomendado pelos dentistas. “Cerdas muito duras podem desgastar o esmalte dos dentes e provocar retração gengival”, diz Lewgoy, que indica o uso de escovas com cerdas mais macias. Hoje já é possível, inclusive, encontrar no mercado escovas com cerdas feitas com um tipo de fibra ultramacia ideal para uma escovação eficiente e atraumática: o Curen. “O Curen é um tipo de fibra mais fina e ultramacia capaz de desorganizar totalmente a placa bacteriana sem causar injúrias ou traumatismos nos dentes e gengivas”, explica.

-Atente-se à quantidade de cerdas: além de ultramacias, as cerdas devem estar presentes na escova em uma grande quantidade. “Quanto mais cerdas, maior é a eficácia da escovação e menor é o acúmulo de placa bacteriana no dente”, alerta o cirurgião-dentista. “Além disso, uma grande quantidade de cerdas, preferencialmente acima de 5 mil cerdas, ajuda a eliminar os espaços existentes entre os tufos, assim impedindo o acúmulo de sujeiras e restos de alimentos”, afirma. Atualmente, a escova com maior número de cerdas no mercado é a Escova Curaprox Velvet, que conta com 12.460 cerdas ultramacias para formar uma superfície extremamente eficaz na limpeza dos dentes sem perder a suavidade e delicadeza.

Escolha um formato adequado para sua idade: idade é uma das características mais importantes na hora de escolher a escova de dentes, que deve ser usada já a partir do nascimento dos primeiros dentes. “Nessa primeira fase, o ideal é que a escova utilizada possua uma cabeça pequena e anatômica, para que não cause ferimentos, e um cabo ergonômico que permita que o instrumento seja segurado tanto pelos pais, quanto pela criança, como é o caso da escova Curaprox Baby, assim ajudando a estimular a criança precocemente a realizar a higiene oral, o que contribui para estabelecer esse hábito que deverá ser levado ao longo de toda a vida”, destaca o profissional.

Já por volta dos 4 anos, quando começamos a ganhar certa autonomia na escovação, a escova ideal recomendada pelo especialista é aquela que possui um tamanho adequado para ser segurada pelas mãos pequenas dessa idade e uma anatomia que evite a ocorrência de lesões na gengiva, como é o caso da escova Curaprox Kids. “A partir dos 12 anos, quando entramos na adolescência, até a idade adulta, a escolha da escova vai depender das necessidades individuais de cada paciente. Mas, no geral, é importante que as escovas possuam uma grande quantidade de cerdas ultramacias, um cabo que facilita a empunhadura e uma anatomia da cabeça que não cause traumas na cavidade oral. É interessante também apostar em escovas com um design que favoreça a angulação correta durante o ato da escovação, que deve ser de 45º, como é o caso das escovas dentais Nuance Nude, da Swiss Smile”, completa o cirurgião-dentista.

Foto: JanFidler/Morguefile

Suas necessidades individuais também importam: os seres humanos são únicos e possuem necessidades individuais. O mesmo vale para nossa cavidade oral, que pode ter características específicas que precisam ser endereçadas na hora de escolher uma escova eficaz na manutenção da saúde oral. Por exemplo, durante a adolescência e início da fase adulta, é muito comum o uso de aparelhos ortodônticos, que podem impedir que as escovas convencionais realizem uma higiene adequada.

“Dessa forma, quem utiliza aparelhos ortodônticos deve apostar em escovas com uma canaleta central de cerdas rebaixadas, que se encaixam perfeitamente sobre o aparelho para permitir uma higienização eficaz, como é o caso da escova Curaprox 5460 Ortho. Se a escova não for adequada, o aparelho ortodôntico pode acumular detritos alimentares e, consequentemente, facilitar a formação da chamada placa bacteriana ou biofilme oral, provocando as cáries dentais e inflamações gengivais”, recomenda o especialista.

Já pacientes que se sentem desmotivados a realizar a higienização oral ou acabam aplicando muita força durante essa etapa dos cuidados, o que pode prejudicar a saúde dos dentes e gengivas, encontram a solução ideal nas escovas hidrossônicas, como a Hydrosonic Pro, da Curaprox. “A grande vantagem da escova hidrossônica é justamente a diminuição da força ou pressão de escovação, possibilitando a desorganização da placa bacteriana com pouco contato com as superfícies dos dentes, além de diminuir o tempo de escovação e motivar o paciente a praticar o hábito com a frequência recomendada”, explica o cirurgião-dentista. E as opções de escovas para atender características específicas de cada indivíduo são inúmeras, então não deixe de buscar um produto que se adeque as suas necessidades.

Consulte um dentista: na dúvida sobre qual a escova dental ideal para você, o melhor é perguntar ao seu dentista durante as consultas. “O profissional especializado poderá realizar uma avaliação do estado da sua saúde oral e das duas características individuais para recomendar o produto mais adequado e eficaz para o seu caso”, finaliza Lewgoy.

Fonte: Curaprox – os produtos da marca refletem décadas de pesquisas, um conhecimento profundo sobre higiene oral e o trabalho em cooperação com as principais lideranças profissionais da Odontologia mundial. Estes produtos traduzem-se em benefícios abrangentes com alta qualidade e sofisticação para garantir a prevenção das doenças orais de forma totalmente eficiente e sem machucar as gengivas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s