Papa Francisco pediu redução do consumo de carne

Ele foi desafiado pela Million Dollar Vegan a adotar uma alimentação vegana em 2019; carta aos participantes da Conferência da Juventude da União Europeia de 2022 fala da relação entre a proteína animal e a destruição da natureza

O Papa Francisco, que em 2019 foi desafiado pela jovem ativista Genesis Butler e pela ONG Million Dollar Vegan a adotar o veganismo durante a quaresma, escreveu uma carta aos participantes da Conferência da Juventude da União Europeia em que pede “uma vida sem desperdícios” e trata da redução do consumo de carne como uma das formas de salvar o meio ambiente.

O evento ocorreu em Praga, entre 11 e 13 de julho. Na mensagem enviada logo no começo da conferência, o Papa cita a importância da redução do consumo de carne para que os jovens se comprometam com uma ecologia integral e quebrem essa tendência autodestrutiva gerada pelo consumismo.

Embora sem detalhar o impacto ambiental gerado pela produção das proteínas animais, o pontífice afirmou que “é conveniente, em certas regiões do mundo, consumir menos carne: também isto pode ajudar a salvar o meio ambiente”.

A Million Dollar Vegan comemora que, mesmo sem ter aceito o desafio de adotar uma alimentação vegana durante a quaresma em 2019, o Papa se mostre aberto a defender um menor consumo de carne e demonstre que entende seus impactos negativos que aceleram as mudanças climáticas.

Já se reconhece que a criação de animais para produzir carne, leite e ovos gera grandes emissões de gases de efeito estufa. Um estudo do Observatório do Clima, divulgado em junho, apontou que em 67% dos municípios brasileiros a criação de gado é a maior responsável pela quantidade de emissões.

“Uma alimentação vegana é provavelmente a maior maneira de reduzir seu impacto no planeta Terra, não apenas os gases de efeito estufa, mas a acidificação global, eutrofização, uso da terra e uso da água. É muito maior do que reduzir seus voos ou comprar um carro elétrico”, detalhou o cientista Joseph Poore, da Universidade de Oxford, que liderou estudo publicado na revista Science em 2018 sobre os impactos da nossa alimentação no meio ambiente.

O desafio proposto

Há três anos, a ONG Million Dollar Vegan desafia líderes mundiais a adotarem o veganismo. Ao Papa Francisco, foi proposto um desafio para que ele deixasse os produtos com ingredientes de origem animal fora do prato por 40 dias até a Páscoa. Caso aceitasse, a ONG se propunha, na época, a doar US$ 1 milhão para uma instituição de caridade à escolha do pontífice.

Post da campanha

Sobre a Million Dollar Vegan

A Million Dollar Vegan é uma organização sem fins lucrativos internacional dedicada a educar as pessoas sobre os benefícios ambientais, éticos, pessoais e de saúde pública decorrentes da adoção de um estilo de vida baseado em plantas. Além dos desafios a líderes mundiais e de oferecer conteúdo gratuito sobre nutrição e suporte para pessoas que desejam descobrir o veganismo, a Million Dollar Vegan também realiza distribuição de refeições e cestas básicas à base de plantas para pessoas de comunidades mais atingidas pela crise da Covid-19. Em todas as campanhas e ações, o foco central do trabalho é informar sobre como uma mudança para uma alimentação à base de plantas pode beneficiar tanto as pessoas como os animais.

Para receber apoio e informações sobre todos os benefícios do veganismo, acesse o site da Million Dollar Vegan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s