Raclette: o delicioso sabor do inverno

O inverno em São Paulo reserva muitos prazeres, incluindo comida de altíssima qualidade

Dentro das diversas opções atreladas ao clima frio do inverno, as mais usuais são a degustação de pratos típicos da estação. Do bom e muito conhecido fondue, ao consumo de bons rótulos de vinhos, uma das opções que surgem com bastante intensidade é o consumo do queijo raclette. Essa iguaria é oriunda da Suíça, típico do cantão de Valais. Inúmeros relatos históricos indicam que esse tipo de queijo é consumido na região dos Alpes Suíços há mais de 400 anos.

Como item da culinária, o queijo se tornou a estrela principal do prato de mesmo nome: a raclette. A palavra é derivada do verbo francês “racler”, que significa raspar, em uma referência direta à forma tradicional de preparo do prato. Provavelmente o nome ganhou notoriedade porque foram os franceses que acabaram por aprimorar a receita, adicionar outros ingredientes, fazer combinações irresistíveis e, por isso, acabaram se tornando especialistas no preparo desse prato, ajudando a popularizá-lo.

O raclette é produzido a partir do leite cru, em um processo lento, para ser extraído todo sabor marcante e a textura perfeita. O tempo de maturação deste queijo, em seu preparo tradicional, leva pelo menos 90 dias, para ser atingido a perfeição; firme por fora e macio por dentro.

Vale destacar que a versatilidade do queijo de raclette não precisa ser limitada. O mesmo pode ser de leite de cabra, ovelha, búfalo ou vaca, do suave ao aromático, genuíno, defumado, temperado com alho ou com pimenta, o prato não precisa ter limite. A combinação pode ser feita com batatas cozidas, legumes e frutas, servida com o queijo raclette assado, raspado por cima, como o bom manual da iguaria aponta.

No século XX, precisamente nos idos dos anos 70, este prato ganhou ainda mais sofisticação com o aparecimento de inúmeros modelos de racleteiras elétricas. Algumas, hoje, permitem derreter queijo na mesa em panelinhas, onde são inseridos diversificados ingredientes como toucinho, tomate, abacaxi, entre outras opções.

Em São Paulo existem diversos restaurantes que servem essa iguaria. Vale destacar que até o dia 10 de setembro, às sextas e sábados, o Grand Hyatt São Paulo oferece o Festival de Raclette, com um menu que engloba uma estação raclette, legumes, frios e fondue de chocolate. Como opções à parte são oferecidos batata assada com crispy de presunto Yaguara e queijo raclette e sanduíche de brisket.

Grand Hyatt São Paulo – Av. das Nações Unidas, 13301 – Itaim Bibi, São Paulo – SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s