Chuvas de verão: saiba como evitar doenças em época de enchentes

Especialistas orientam sobre como proceder em caso de contato com águas contaminadas

As últimas semanas têm sido marcadas por fortes chuvas que atingem diversos estados do país. O grande volume de água aumenta os riscos de enchentes, alagamentos e deslizamentos de terra, e de enfermidades diversas transmitidas pelo contato com águas contaminadas, a exemplo da Leptospirose (causada pelo contato com a urina de ratos).

As temperaturas mais altas e as chuvas intensas aumentam, ainda, a preocupação dos especialistas com a proliferação de casos de dengue, zica e chikungunya, doenças que são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, cuja reprodução é maior durante o verão.

Especialistas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz orientam sobre como proceder em caso de contato com águas contaminadas e durante a manifestação de sintomas relacionados às principais doenças causadas por elas:

•Com a ocorrência de enchentes e transbordamentos de rios e córregos, a urina de ratos (causadora da Leptospirose) existente em esgotos e bueiros mistura-se à água das enxurradas e à lama.
•Os principais sintomas da Leptospirose são dores pelo corpo — principalmente nas panturrilhas –, febre, icterícia rubínica (coloração amarelada na pele e nos olhos, que por vezes podem ficar avermelhados) e dor de cabeça. A qualquer sinal de sintomas é importante procurar um médico, para que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível.
•O período de incubação da leptospirose pode chegar a até 30 dias, mas normalmente os sintomas se manifestam entre sete e 14 dias após a exposição ao risco. O diagnóstico é feito por meio de exame de sangue e o tratamento consiste no uso de antibióticos e medidas de suporte clínico (muitas vezes, requer internação hospitalar).
•Para a limpeza de moradias alagadas por águas contaminadas, o ideal é utilizar luvas, botas de borracha ou outro tipo de proteção, como sacos plásticos duplos, para as pernas e os braços. A lama que permanecer nos ambientes, utensílios, móveis e outros objetos deve ser removida com escova ou vassoura, sabão e água limpa.
•Para a limpeza de ambientes e superfícies deve-se utilizar produtos à base de hipoclorito de sódio (como água sanitária). O que não puder ser recuperado deve ser descartado.
•Alimentos que tiveram contato com a água das enchentes devem ser descartados, pois mesmo quando lavados e secos, ainda podem estar contaminados.


•A principal forma de prevenção da dengue, zica e chikungunya é eliminar pontos que podem acumular água parada e que provocam o surgimento de poças. Dessa forma é possível evitar a proliferação das lavras do mosquito Aedes aegypti, transmissor dessas três doenças.
•Os principais sintomas dessas doenças são febre alta, manchas na pele, dores de cabeça e pelo corpo, principalmente nas articulações. A qualquer sinal de sintomas, é importante procurar um médico ou pronto atendimento, pois são doenças potencialmente graves.


•Os recipientes usados como bebedouros de animais de estimação também pedem atenção, já que podem se tornar focos de proliferação do mosquito transmissor da dengue, zica e chikungunya.

Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s