Arquivo da categoria: 50+

Etarismo: mais de 60% dos profissionais em meia idade estão desempregados

Pesquisa de Profissionais Brasileiros mostra também quais são os setores que oferecem mais oportunidades para mulheres e homens nessa idade

Com o aumento da expectativa de vida, novas perspectivas são oferecidas para a inclusão de colaboradores mais experientes e maduros que sofrem o etarismo no mercado de trabalho. De acordo com a Pesquisa de Profissionais Brasileiros, realizada pela Catho, marketplace de tecnologia que conecta empresas e candidatos, com profissionais de todo o país, 67,2% das mulheres acima dos 37 anos e 62,1% dos homens acima dos 40 estão desempregados atualmente.

Diante desse cenário, é importante direcionar as atenções para o etarismo no mercado de trabalho, nome destinado a discriminação por idade dentro das empresas. Entre os setores que mais contratam profissionais nesta faixa etária é possível perceber que as mulheres recebem mais oportunidades nas áreas  de Administração (31,5%),  Enfermagem (16,3%) e Ciências Contábeis (8,7%). Já os homens têm mais chances em vagas de Administração (30,5%), Ciências Contábeis (10,4%) e Engenharia Mecânica (7,9%), de acordo com os dados da pesquisa realizada pela Catho. 

“Este cenário tinha tudo para ser diferente. Afinal, profissionais mais velhos tendem a apresentar mais estabilidade e lealdade na relação com o empregador, além de colaborar e agregar o ambiente de trabalho por meio de suas experiências anteriores. Olhando para a nossa pesquisa, é possível perceber que setores de tecnologia, por exemplo, têm um número menor de profissionais mais velhos em seu quadro. É importante que existam cada vez mais programas afirmativos destinados a essa mudança para que as empresas se tornem mais diversas, o que, comprovadamente, traz ganhos como melhorias na resolução de problemas e na produtividade.”, comenta Carolina Tzanno – Gerente Sênior de Recursos Humanos da Catho.  

Uma das alternativas para as empresas avançarem nessa pauta está na inserção de vagas afirmativas, ou seja, destinação de oportunidades indicadas exclusivamente para grupos minorizados, sem distinção de gênero, idade e etnia, prezando sempre pela diversidade.  

Plenapausa participa de evento Minha Idade Não Me Define

Nesta quinta-feira, dia 27, a Plenapausa, primeira femtech no Brasil a promover informação, solução e acolhimento para mulheres na menopausa, participa do primeiro evento presencial Minha idade não me define, na Unibes, em São Paulo. O encontro, feito por mulheres maduras para discutir a menopausa e como ela impacta em suas vidas, trará debates para promover a conscientização sobre saúde, bem estar e qualidade de vida para mulheres que estão passando por esta fase.

O encontro terá uma roda de conversas com Tipiti Barros, do Fika Conversas, e um painel sobre menopausa, sexualidade e impacto emocional. Com mediação da jornalista Adília Belotti, contará com a presença da escritora e psicanalista Sylvia Loeb, do Minha idade não me define, e da médica Juliana Honorato, especialista em climatério e parceira da Plenapausa.

Os ingressos para participar do evento são a partir de R$ 30,00 e podem ser adquiridos pelo Sympla.

Minha Idade Não Me Define
Local: Unibes Cultural
Endereço: Rua Oscar Freire, 2.500, Pinheiros – São Paulo (SP)
Horário: 19h às 22h

Curso para empreendedores acima dos 50 criarem negócios abre inscrições

Iniciativa da Prefeitura de São Paulo é gratuita e com entrega de certificado
 

O programa Fábrica de Negócios está com inscrições abertas para empreendedores acima dos 50 anos de idade. O curso é voltado para quem tem uma ideia de negócio, mas não sabe por onde começar, ou para quem já possui um, mas quer aprender os conceitos de empreendedorismo e estruturar a empresa. As atividades serão realizadas de forma on-line, nos dias 7, 9, 11, 16, 18 e 21 de novembro, das 19 às 21 horas. As inscrições podem ser realizadas até às 12 horas do dia7 de novembro, clicando aqui.

O Fábrica de Negócios, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), entidade vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, tem o objetivo de acelerar o crescimento econômico da cidade e as oportunidades de geração de renda para os cidadãos. 

“A economia prateada é a terceira maior atividade econômica do mundo, movimentando cerca de US$ 7,1 trilhões anuais e consequentemente, gerando muitas oportunidades em negócios. São Paulo está atenta a esse movimento e busca se preparar para oferecer serviços para essa população, cada vez mais numerosa”, ressalta a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “Por este motivo, a Prefeitura de São Paulo não tem poupado esforços para promover a geração de renda dessas pessoas, inclusive por meio do empreendedorismo. Esta edição do Fábrica de Negócios chega justamente para fortalecer os empreendimentos que estão em fase de criação e podem se tornar grandes empresas”, complementa.

O programa Fábrica de Negócios tem como objetivo auxiliar no desenvolvimento de habilidades empreendedoras, aprender ferramentas que auxiliarão na gestão do negócio e possibilitar ampliação de rede de contatos e troca de experiências. 

“Os pequenos e médios empreendedores enfrentam muitos desafios para tirar suas ideias do papel, principalmente quando falamos de um público acima dos 50 anos. Com o Programa Fábrica de Negócios o beneficiado tem a oportunidade de desenvolver suas habilidades empreendedoras, conhecer novas ferramentas para aprimorar as atividades do seu negócio e, ainda, ampliar e criar as redes de contato e trocar experiências”, diz Renan Vieira, presidente da Ade Sampa.

Como funciona o curso:

As duas primeiras aulas serão orientadas pela pergunta “Tenho uma ideia, e agora?”. Essa fase incentiva a integração entre os participantes, estimulando-os a trocar propostas, percepções e a identificarem oportunidades a partir de suas realidades, buscando alternativas, como a utilização de recursos que eles mesmos possuem e valorização do próprio repertório. 

As demais aulas têm como tema “Teste seu negócio pondo a mão na massa”. Essa etapa tem o intuito de auxiliar os participantes nas principais premissas de seus modelos de negócio. Nela, eles conhecem e adquirem ferramentas fundamentais, como o CANVAs – modelo de negócios, para validar ou invalidar sua ideia. O objetivo principal é o desenvolvimento de MVPs — Produtos Viáveis Mínimos — e a realização de uma primeira venda. 

Ao todo, o curso possui carga horária de 12 horas e conta com certificado. Também são oferecidas vagas para pessoas surdas com intérprete de Libras disponível, sendo necessário informar a modalidade na inscrição. As vagas são limitadas. 

Curso Fábrica de Negócios – Aulas: 7, 9, 11, 16, 18 e 21 de novembro, das 19h às 21h Modalidade: On-line – Inscrições aqui



Luciana Gimenez dispara: “Estamos no jogo”

A apresentadora do Super Pop! é a capa digital da revista Máxima de setembro. Luciana Gimenez que topou fazer o ensaio sem retoques fala sobre o amadurecimento das emoções e o Etarismo, e garante que preconceito relacionado à idade, por muito tempo, não era falado

Luciana Gimenez estampa a capa da edição de setembro da Máxima Digital. Sempre muito franca revela ser vítima de etarismo – inclusive nas relações amorosas. Ouvir a frase: você não tem mais idade para isso ou aquilo, pode ser classificada como etarismo, que consiste no preconceito, na intolerância, na discriminação contra pessoas com idade avançada.

A apresentadora, que completa 53 anos em novembro, é uma inspiração para centenas de mulheres espalhadas mundo à fora. Ela afirma que envelhecer é uma coisa que não tem como lutar contra, não é algo que se pode escolher. “Eu acho muito legal quando as pessoas falam que adoram quando ficam maduras. Eu não levanto essa bandeira, porque realmente ainda tenho uma dificuldade com isso. Acredito que o etarismo é mais um tipo de preconceito que, por muito tempo, não era falado por aqui – e nem considerado importante. Sempre admiti para todos que eu odeio ficar velha – e isso desde os meus 30 anos”, disse ela em entrevista exclusiva para a Máxima. “Então, já tem um certo (auto)preconceito, mas não sabemos o quanto isso foi motivado pela rejeição alheia”, comentou.

A revista Máxima que retomou sua publicação na versão digital, muda o foco de seu conteúdo e passa a tratar de temas como diversidade, movimentos sociais e inclusão. A publicação do Grupo Perfil conta com edições especiais mensais, com o projeto das capas colecionáveis que reunirá personalidades da mídia, como influenciadores, artistas e líderes político para estampar as versões digitais.

A capa digital e colecionável da Máxima deste mês estará disponível no canal

Fotos: Pedro Dimitrow (@pedrodimitrow)
Texto: Gabriele Salyna (@gabisalyna)
Design de Capa: Felipe Fiuza (@felipepontofiuza)
Make e cabelo: Leonardo Nascimento (@leonardo_makeup)
Stylist: Satomi Maeda @satomimaeda
Assistente Stylist: Priscila Gomes (@prigomees)
Assistente fotografia: Denisson Felix (@denisson_felix)
Backstage: Renato Dantas (@renatodantas)
Business ( estúdio Pedro Dimitrow): Viviane Arnaldi (@viviarnaldi)
Coordenação: (estúdio Pedro Dimitrow) Adriana Rocha (@adri_roch)
Captação de vídeo: Rafaella Brandi (@rafaellabrandi)

Modelos 50+ representam a diversidade na moda

Por muito tempo o universo da moda, da passarela e publicidade, foi associado a alguns estereótipos, normalmente relacionados a jovens altos e extremamente magros. No entanto, os modelos com mais de 50 anos estão chamando a atenções e mostrando que essa realidade já mudou. 

Chamados de sêniores, eles são o momento no mercado! As marcas abriram espaço e passaram a entender o quão é importante ter representatividade e gerar identificação com o público alvo.

Diferente de pessoas que ficam receosas com a chegada da idade, os modelos encontraram na profissão uma nova paixão e uma maneira de se manterem super ativos e animados. Esses são os casos de Vera Lucia, de 57 anos, Walter Giani, de 59, e Maristela Mikrute, de 60. 

Os três são sêniores da agência MegaDiversity, o maior grupo de agenciamento artístico da América Latina. Desde que entraram no casting, estão com a agenda cheia, realizando diversos trabalhos em todo o país. 

“Quando fiz 50 anos deu um ‘clique’. Foi um divisor de águas. Eu tenho o dom da alegria, gargalhada de rica e prazer em viver. Quero fazer muita coisa ainda porque envelhecer é um privilégio, estou muito melhor agora. A única opção de não envelhecer é morrer jovem, isso eu não quero não”, diz Vera. 

Vera – Foto: Arquivo Pessoal

Maristela conta que ser modelo com mais de 60 anos é uma grande alegria. Ela aproveita toda a onda virtual para trazer um pouco desse universo pra suas redes sociais, compartilhando bastidores dos jobs e vídeos de dicas. “É incrível saber que a idade está sucumbindo as indústrias da moda e beleza. Cada vez mais as marcas estão dando espaço para as mulheres de cabelos grisalhos e de rugas, enxergando assim, o envelhecimento como novas oportunidades”, declara.
 

Maristela (Foto: Divulgação)


“Independente da idade, o nosso lugar é unicamente onde desejamos estar de verdade. Não podemos deixar que a sociedade dite nossa vida. Sou muito feliz de estar fazendo parte dessa mudança no mercado. Além disso, sinto orgulho de fazer parte da Mega, justamente nesse segmento”, diz o publicitário Walter.
 

Walter (Foto: Divulgação)

A MegaModel Diversity mira na autenticidade e em pessoas de verdade, seguindo sua própria filosofia: prover uma comunicação mais humana, realista e com diversidade, gerando a cada trabalho uma maior representatividade.

Ford Models Brasil aposta na diversidade da moda investindo em modelos 50+

Agência integra em seu casting top models maduras e oferece mentoria para quem deseja iniciar carreira como modelo independentemente da idade

A Ford Models Brasil aposta e investe na diversidade do mercado da moda. A prova disso é o Time 50+ da marca, composta por modelos maduras. Esse supercasting dispõe das top models Ana Luiza Nascimento, Beth Motta e Vita Christoffel. As três possuem vasta experiência, com carreiras de renome por passarelas internacionais, estampando campanhas e capas de revistas mundo à fora.

Ana Luiza Nascimento já realizou campanhas para marcas de vários segmentos, além de ter feito parte do editorial “Toda Beleza” da primeira edição da revista ForbesLife Fashion.

Já Beth Motta é um rosto bastante conhecido por estampar propagandas de grandes nomes do mercado de calçados, roupas e produtos de beleza.

Enquanto Vita Christoffel, que era produtora cultural e começou a modelar aos 58 anos, atesta que nunca é tarde para realizar um sonho. Vita, inclusive, já desfilou pela São Paulo Fashion Week a convite de Ronaldo Fraga. Foi no evento que ela conheceu o maquiador Marcos Costa, que a convidou para participar de seu livro e a apresentou à Ford Models Brasil.

O ato de coragem de Vita em apostar na carreira de modelo na maturidade a colocou na lista Forbes 50+ como destaque entre dez histórias de reinvenção e sucesso a partir dos 50 anos. Por acreditar que nunca é tarde para tornar o sonho de modelo em uma realidade, a Ford Models Brasil não só aposta como também oferece suporte para quem quer trilhar uma carreira de sucesso no mundo da moda, independentemente da idade.

Pensando nisso, a agência criou o “Masterclass: Como Se Tornar Modelo”, curso on-line de mentoria para quem quer ser modelo, mas ainda não sabe como e nem por onde começar. O Masterclass possui e-book exclusivo, avaliações e mentoria especializada, além de conter aulas que abordam temas como dicas de comportamento, orientações sobre a carreira de modelo e contra golpes que são cada vez mais praticados por pessoas e agências fraudulentas.

“É um excelente ponto de partida para quem deseja ingressar no mundo da moda, mas precisa de uma melhor direção sobre por onde começar. O Masterclass não só orienta, como é capaz de encorajar as pessoas a iniciar na profissão que sonham, seja em qual idade for”, afirma a sócia-diretora da Ford Models Brasil, Denise Céspedes.

Fonte: Ford Models

MultiGold Molico restaura nutrientes para preservar potência do corpo e mente do público 50+

O envelhecimento é uma realidade, mas é só mais um ciclo natural da vida, assim como a infância, a adolescência, a fase adulta. O número de pessoas com idade acima de 50 anos é uma crescente constante, e dados do IBGE revelam que o público entre 50 e 59 anos já corresponde a 12,4% da população brasileira. Da mesma forma, a expectativa de vida, que em 1940 era de 45,5 anos passou para 76,3 anos em 2018 (IBGE, 2019). Existe até um nome para este fenômeno: Revolução Prateada. Trata-se de uma realidade global que abraça o envelhecimento saudável da população e, portanto, o aumento da longevidade.

A alimentação é uma das principais aliadas da saúde, sobretudo, nesses anos de vida que vamos, pouco a pouco, ganhando a mais. É por isso que quanto mais cedo cultivarmos hábitos alimentares saudáveis, maiores são as chances de termos uma saudabilidade resistente e, por consequência, uma melhor qualidade de vida

“Porém, junto ao crescimento da expectativa de vida e do avanço da idade, outros fatores evoluem em comunhão: ganhamos maturidade, novas prioridades, segurança de escolher o que queremos, mas, ao mesmo tempo, temos que acompanhar os fatores fisiológicos”, explica Gisele Pavin, Gerente Sênior de Nutrição, Saúde e Bem-Estar da Nestlé.

A energia não é mais a mesma, a concentração diminui e as escolhas alimentares e o estilo de vida passam a ser ainda mais relevantes nessa fase da vida. Quanto antes começarmos, mais sucesso teremos na manutenção da nossa saúde.

E, se por um lado há chances desses fatores acometerem, por outro há uma série de ações, comportamentos e marcas dedicadas a oferecer soluções necessárias para preservar a saúde, física e mental, a independência e o bem-estar do corpo, da mente e da alma. São escolhas que se fazem hoje para que o estado saudável se perpetue.

Molico oferece aos consumidores um portfólio completo, que atende diferentes necessidades. Todas as versões contêm o Mix Restaura+: 12 vitaminas e minerais que ajudam a restaurar o que os adultos perdem todos os dias. E pensando na evolução dessa jornada de nutrição adulta, Molico apresenta um lançamento exclusivo para o Canal Farma: Molico Multigold: a combinação das funcionalidades de Molico em um único produto, especialmente desenvolvido para restaurar os principais nutrientes dos brasileiros 50+. Saúde dos ossos, formação dos músculos, mobilidade, apoio à imunidade e fibras para o equilíbrio do corpo, além do MIX Restaura+.

“De acordo com uma pesquisa realizada em 2020 pela Plataforma Gente, 68% dos brasileiros acima de 55 anos, se identificam com a frase: “Nunca pensei que chegaria tão bem na idade em que estou”. Molico Multigold anda de mãos dadas com este público para oferecer restauração multibenefícios para preservar o bem-estar físico e mental. E é assim que os adultos 50+ ganham liberdade para escolher o que querem fazer, aonde querem ir e quem querem ser: esportistas, artistas, turistas, empresários, chefs de cozinha…” detalha Stephanie Arnesen, Head de Marketing de Leites da Nestlé Brasil.