Arquivo da categoria: adoção

Hello Kitty lança coleção exclusiva com o Instituto Luisa Mell

A linha terá parte da renda revertida para a causa e contém itens para humanos e pets

O Instituto Luisa Mell, referência no combate aos maus-tratos de animais, anuncia neste mês em parceria com a Sanrio, a chegada da coleção Hello Kitty Lovely Pets. A linha, que estará disponível a partir do dia 19 de julho, exclusivamente na loja oficial do Instituto, contará com camisetas, chinelos, canecas e moletons para adultos e pets, que levam a estampa de uma das personagens mais queridas do mundo. Todos os produtos terão parte das vendas revertidas para a instituição.

Fundado em 2015, o Instituto Luisa Mell atua no resgate de animais feridos, abandonados ou em situação de maus-tratos. “Atualmente o instituto, localizado em Ribeirão Pires, região metropolitana de São Paulo, abriga mais de 300 animais entre cães e gatos, que após todos os cuidados necessários são disponibilizados para adoção consciente”, conta a Presidente do Instituto Luisa Mell.

“Estamos muito felizes com essa parceria junto ao Instituto Luisa Mell. Apoiar um projeto sério e que ajuda tantos animais é muito gratificante. Queremos convidar todos os fãs da Hello Kitty para apoiar a causa, conhecer o Instituto e, quem sabe, apadrinhar ou adotar um dos pets que vivem lá”, declara Monica Joseph, Gerente Comercial e Marketing da Sanrio no Brasil. “Lembrando que a adoção é um ato de amor e tem de ser feita com muita responsabilidade”, frisou.

A coleção pode ser encontrada exclusivamente no site da Loja Luisa Mell. O site institucional para doações, adoção ou apadrinhamento é o do Instituto Luisa Mell.

Devoluções de animais de estimação adotados durante pandemia batem recordes nos EUA

Os abrigos para animais de estimação nos Estados Unidos estão relatando taxas de devolução acima da média conforme a pandemia começa a diminuir

Por volta desta época, no ano passado, os abrigos relataram um aumento nas adoções, pois as pessoas passaram por medidas de bloqueio e queriam companhia em casa. Agora que estão se reajustando às rotinas anteriores, no entanto, elas estão voltando ao trabalho e às viagens e sentem que não podem mais cuidar de seus animais de estimação. Os cães, em particular, estão sendo devolvidos em números recordes.

AmericanHumane

“No início da pandemia, vimos absolutamente um aumento no número de pessoas prontas para adotar”, disse Ashley Roberts, do Lucky Dog Animal Rescue, em Arlington, VA, à BBC .

“Eles estavam fora do trabalho ou trabalhando em casa ou tinham horários mais flexíveis”, disse ela. “Mas nós, nos últimos dois meses, definitivamente vimos mais devoluções.”

Às vezes, as pessoas não pensam no compromisso sério de cuidar de um animal de estimação, disse ela. Conforme os novos tutores de animais voltam às suas rotinas, eles estão percebendo que filhotes e cães podem não se adequar ao seu estilo de vida, então os estão devolvendo, de acordo com KDVR , uma afiliada da Fox no Colorado.

“Fizemos muitas mudanças em nosso processo de adoção para evitar que as pessoas devolvessem cães uma vez que a pandemia acabasse”, disse Aron Jones, diretor executivo do Moms and Mutts Colorado Rescue em Englewood, CO, à estação de notícias.

“Mas nos últimos quatro meses, tivemos um número extremo de devoluções”, disse ela. “Eles estão devolvendo em vez de tentar fazer ajustes para manter seus cães, agora que o mundo está se abrindo”.

As entidades receberam mais devoluções até agora, em 2021, do que normalmente em um ano inteiro. Com mais de 200 cães disponíveis, eles estão enfrentando restrições financeiras e precisam de mais ração para alimentar todos os animais.

Além disso, as medidas de bloqueio impediram os tutores de animais de esterilizar ou castrar seus cães. Então, os abrigos estão vendo um aumento no número de ninhadas de filhotes que precisam de novos lares, informou a BBC.

No entanto, nem todos os abrigos tiveram um aumento nos retornos, de acordo com a WRGB , uma afiliada da CBS em Nova York. A Mohawk Hudson Humane Society, por exemplo, preparou novos tutores de animais para a responsabilidade da adoção quando o boom aconteceu no ano passado.

“A expectativa é que seja um compromisso vitalício para a vida toda que você terá com esse animal”, disse Ashley Bouch, CEO da humane society em Menands, NY, à estação de notícias.

“Isso sempre fez parte do nosso processo de querermos encontrar a melhor combinação”, disse ela. “Queremos combinar e preparar todos para o sucesso”, finalizou.

Esperemos que esta situação também não ocorra aqui no Brasil, já que a pandemia continua em alta, a vacinação lenta e muitos ainda estão em esquema de home office. Os animais simplesmente não merecem isso!

Fonte: WebMD

Pátio Cianê Shopping realiza nova edição da campanha Adota Pet On-Line

Em parceria com a Associação Abrigo Temporário de Animais Necessitados (Aatan), shopping center facilita o processo de busca e adoção de bichinhos virtualmente

O Pátio Cianê Shopping, localizado em Sorocaba (SP), está fazendo um convite especial para fazer aos apaixonados por animais. Em parceria com a Associação Abrigo Temporário de Animais Necessitados (Aatan), o shopping center prepara a terceira edição do ano do Adota Pet On-line com dez cães e oito gatos disponíveis para adoção. A campanha é uma oportunidade para quem deseja aumentar a família com um membro de quatro patas e dar um novo lar para animaizinhos que estão precisando de acolhimento.

“Mais de 60 animais encontraram um novo lar nas outras edições da nossa feira de adoção. A campanha ajuda a tirar animais da rua e facilita a busca de famílias e de quem mora sozinho e quer companhia. Um bichinho de estimação é sinônimo de mais amor e carinho para qualquer lar”, explica Tássia Carvalho, gerente de Marketing do Pátio Cianê Shopping.

Em parceria com Associação Abrigo Temporário de Animais Necessitados (Aatan), o Adota Pet On-line traz animais resgatados pela instituição. Para participar, basta acessar o canal da ONG no Instagram – @aatansorocaba – ou do Pátio Cianê Shopping – @patiociane – neste sábado, dia 15, às 13h e, depois, às 15h. Para realizar a adoção, é obrigatório ter mais de 18 anos de idade e apresentar original e cópia da identidade, do CPF e de um comprovante de residência na hora de buscar o seu bichinho.

Cobasi, em parceria com ONG Adotar, realiza evento de adoção de cães e gatos em Campinas

Evento iniciará no sábado, 16 de janeiro, e se repetirá aos sábados, a cada 15 dias

A Cobasi Campinas Princesa D’Oeste em parceria com a ONG Adotar Campinas, irá realizar um evento de adoção de cães e gatos nas dependências da loja localizada na Av. Princesa D’Oeste, no dia 16 de janeiro, das 10 às 13 horas. O evento ocorrerá a cada 15 dias, sempre aos sábados.
    
Para adotar um dos animais é necessário ser maior de 18 anos, portar o documento de identidade, passar na entrevista da ONG, ler e assinar o termo de adoção. Todos os animais disponíveis a serem doados estão castrados e vacinados.      
    
Para segurança de voluntários, clientes e funcionários, todos os representantes da ONG estarão com máscara e orientarão os possíveis adotantes sobre o distanciamento, além de disponibilizar álcool em gel.     
    
Este projeto faz parte das ações de incentivo a adoção da Cobasi que realiza eventos em parceria com instituições de proteção animal em diferentes cidades do Brasil. Atualmente é realizado eventos em parceria com 52 ONGs, em 53 lojas.     
    


Evento de adoção de cães e gatos     
Realização: Cobasi e Adotar Campinas
Local: Cobasi Campinas Princesa D’Oeste
Endereço: Av. Princesa D’Oeste, 1784, lote 19, quadra K Q 1868, Jd. Paraíso, Campinas – SP.
Datas: a partir de 16 de janeiro. Evento ocorre aos sábados, a cada 15 dias.
Horário: das 10h às 13h     

TikTok se une à ativista Luisa Mell e lança campanha de engajamento em prol dos animais

Valor arrecadado será destinado ao funcionamento da organização e a projetos de proteção animal do Instituto Luisa Mel

O TikTok, destino líder para vídeos móveis de formato curto, se uniu ao Instituto Luisa Mell para realizar uma campanha de doação de fundos que ajudará a manter esse trabalho que é reconhecido pela sociedade por resgatar, todos os anos, centenas de animais em situação de maus-tratos e abandono.

Até o dia 12 de maio, a campanha #Adotei estará disponível na página inicial do aplicativo e deve engajar milhares de pessoas a participar, afinal, como não amar e querer ajudar a causa animal?

A ação consiste no compartilhamento da hashtag #Adotei e no uso do filtro Vira-Lata Caramelo. Escolhido por ser o representante de uma “raça” genuinamente brasileira, esse “SRD” (cão sem raça definida) há muito tempo conquistou o coração das pessoas por seu carisma e popularidade.

“Queremos chamar vocês para essa campanha linda do TikTok, cujo objetivo é conscientizar. Por isso eles nos chamaram para lançarmos juntos essa campanha maravilhosa com a hashtag #adotei. Então você posta um vídeo lindo com seu adotado, se não tiver use o filtro do Caramelo e compartilhe. Vamos inundar o TikTok com o #Adotei”, comemora Luisa Mell.

A expectativa é chegar a 15 milhões de visualizações até o fim da campanha. Com o alcance desse número, poderá ser doada a quantia equivalente a até uma tonelada e meia de ração, que ajudará as ações do Instituto.

“Criadores de vídeos de todas as partes do país e do mundo estão convidados a extravasar a criatividade, demonstrando carinho e respeito para desta forma ajudar o Vira-Lata Caramelo a impactar o maior número de pessoas. No Brasil, todos os anos, o trabalho de ONGs e da população tem ajudado a resgatar milhares de animais das ruas e de ambientes de maus tratos e esta é uma causa relevante na qual nós acreditamos”, afirma Rodrigo Barbosa, TikTok Community Manager no Brasil.

Artistas como a Anitta e Gui Araújo também estão apoiando a campanha.

adotei luisa

Sobre o Instituto Luisa Mell:

O Instituto Luisa Mell foi uma das primeiras instituições a entrar no TikTok e atua, principalmente, no resgate de animais feridos ou em situação de risco, na sua recuperação e adoção. Entre cães e gatos, a ONG mantém cerca de 300 animais, todos resgatados das ruas. Na sede do Instituto, esses animais são protegidos, alimentados e aguardam pela chance de serem adotados e terem uma vida digna, cercada de amor por seus tutores.

O Instituto também atua pela proteção do Meio Ambiente, em ações cidadãs, ajudando a educar crianças e adultos sobre a importância de respeitar a Natureza e os animais. Também ajuda os órgãos públicos a fiscalizar o cumprimento e a denunciar crimes de maus-tratos ou qualquer outro previsto no Artigo 32 da Lei 9.605/98.

Rádio Transamérica lança campanha voltada à proteção de animais abandonados

Intitulada “Transamérica Companheiro Animal”, a ação de responsabilidade social tem entre seus objetivos conscientizar a população sobre o problema de abandono de animais no país

A Rádio Transamérica começa a veicular em rede nacional uma grande campanha institucional de responsabilidade social focada na proteção de animais abandonados no Brasil. Intitulada “Transamérica Companheiro Animal”, a ação será transmitida em todas as emissoras da rede de rádio no país, principalmente durante a temporada de férias de verão.

De forma instrutiva, sensível e motivadora, a campanha aborda importantes temas, como a conscientização sobre o problema do abandono de animais, possibilidades de adoção, castração de cães e gatos, ou até mesmo como essa questão vulnerável tem sido tratada na Europa. A iniciativa conta com spots que serão veiculados ao longo de toda a programação da Transamérica.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), há mais de 30 milhões de animais em situação de abandono Brasil. Sabe-se, no entanto, que apesar de ser em menor número, também há outros tipos de animais deixados de lado por seus tutores, como aves, répteis e até cavalos. De acordo com informações de Organizações não Governamentais (ONGs) voltadas à proteção animal, o período de férias de verão é o que registra maior quantidade de abandono de animais em nosso país.

Idealizada por Luiz Augusto Alper, gerente artístico da Rede Transamérica de Comunicação, a campanha é muito importante para que se revertam as estatísticas relativas ao abandono de animais no Brasil.

“Como veículo de comunicação, também temos responsabilidades sociais e o drama dos animais de rua enfrentado pelo Brasil, hoje no ranking dos países com maior população de animais abandonados, é a grande motivação dessa campanha”, afirma o executivo. “Não existe animal de rua, pois se existe esse termo é porque ele foi descartado por seus tutores, o que é uma questão diretamente relacionada às responsabilidades do ser humano”, completa Alper.

Beagle dog and brown cat lying together on the footpath.
Getty Images

Além de ser uma crueldade, os casos de abandono de animais também é um problema grave para o país, não somente pelos danos que causam ao bem-estar animal, mas à saúde pública, à economia e à ecologia. Em situação vulnerável, esses animais frequentemente são vítimas de fome, desnutrição, doenças, parasitas, envenenamento e violência, entre diversas outras formas de abuso.

Os benefícios científicos de ser um cat lover*

Pesquisa sugere que os gatos podem tornar nossa vida mais feliz e saudável

Todo 8 de agosto é Dia Internacional dos Gatos. E no deste ano, Cora provavelmente começou a manhã como qualquer outra: subindo no meu peito e arranhando meu ombro, exigindo atenção. Eu provavelmente levantei o edredom com sono e ela se aconchegou embaixo dele, esparramada ao meu lado. Para Cora – e, portanto, para mim – todos os dias é o Dia Internacional dos Gatos.

Os gatos podem nos acordar às quatro da manhã e vomitar com uma frequência alarmante, ainda assim, entre 10% a 30% de nós nos chamamos de “cat person (pessoas do gato)” – não pessoas de cães, nem mesmo amantes de gatos e cães com oportunidades iguais. Então, por que escolhemos trazer essas bolas de pelo para nossas casas – e gastamos mais de US$ 1.000 por ano em alguém que não é geneticamente relacionado a nós e, francamente, parece ingrato na maioria das vezes?

A resposta é óbvia para mim – e provavelmente para todos os amantes de gatos por aí, que não precisam de pesquisas científicas para justificar seu amor feroz. Mas os cientistas estudaram de qualquer maneira e descobriram que, embora nossos amigos felinos possam não ser bons para nossos móveis, eles podem dar alguma contribuição à nossa saúde física e mental.

1. Bem-estar

homem-gato-docg

De acordo com um estudo australiano, os donos de gatos têm melhor saúde psicológica do que pessoas sem animais de estimação. Nos questionários, eles afirmam se sentir mais felizes, mais confiantes e menos nervosos, além de dormir, se concentrar e enfrentar melhor os problemas de suas vidas.

Adotar um gato também poderia ser bom para os filhos: em uma pesquisa com mais de 2.200 jovens escoceses entre 11 e 15 anos, as crianças que tinham um forte vínculo com seus filhotes tinham uma qualidade de vida mais alta. Quanto mais apegados, mais se sentiam em forma, enérgicos e atentos, menos tristes e solitários; e quanto mais aproveitavam o tempo sozinhos, no lazer e na escola.

Com suas palhaçadas que desafiam a gravidade e posturas de sono semelhantes a ioga, os gatos também podem nos tirar do mau humor. Em um estudo, pessoas com gatos relataram experimentar menos emoções negativas e sentimentos de isolamento do que pessoas sem gatos. De fato, solteiros com gatos estavam de mau humor com menos frequência do que pessoas com um gato e um parceiro. (Seu gato nunca está atrasado para o jantar, afinal.)

gato computador vice.jpg

Até os gatos da Internet podem nos fazer sorrir. As pessoas que assistem aos  vídeos de gatos on-line dizem que depois sentem menos emoções negativas (menos ansiedade, aborrecimento e tristeza) e sentimentos mais positivos (mais esperança, felicidade e satisfação). É certo que, como descobriram os pesquisadores, esse prazer se torna culpado se o fizermos com a finalidade de procrastinação. Mas ver gatos irritar seus humanos ou serem embrulhados para presente de Natal parece nos ajudar a sentir-nos menos empobrecidos e recuperar nossa energia para o dia seguinte.

2. Estresse

gato frio colo cobertor

Posso atestar que um gato quente no seu colo, fazendo uma boa massagem nas coxas, é uma das melhores formas de aliviar o estresse. Uma tarde, sentindo-me oprimida, eu disse em voz alta: “Gostaria que Cora sentasse no meu colo”. Eis que ela trotou e pulou em cima de mim segundos depois (embora tentativas de replicar esse fenômeno não tenham sido bem-sucedidas).

Em um estudo, os pesquisadores visitaram 120 casais em suas casas para observar como eles reagiriam ao estresse – e se os gatos ajudariam. Ligados a monitores de frequência cardíaca e pressão arterial, as pessoas foram submetidas a uma série de tarefas assustadoras: subtrair três repetidamente de um número de quatro dígitos e, em seguida, segurando a mão em água gelada (abaixo de 40 graus Fahrenheit) por dois minutos. As pessoas ou estavam sentadas em uma sala sozinhas, com o animal de estimação perambulando, com o cônjuge (que poderia oferecer apoio moral), ou ambos.

Antes do início das tarefas estressantes, os tutores de gatos tinham uma frequência cardíaca e pressão sanguínea em repouso mais baixas do que as pessoas que não possuíam animais de estimação. Durante as tarefas, os donos de gatos também se saíram melhor: eram mais propensos a se sentirem mais desafiados do que ameaçados, seus batimentos cardíacos e pressão arterial eram mais baixos e até cometeram menos erros de matemática. Em todos os vários cenários, os tutores de gatos pareciam mais calmos e cometeram o menor número de erros quando o gato estava presente. Em geral, os donos de gatos também se recuperaram mais rapidamente fisiologicamente.

Por que os gatos são tão calmantes? Eles não nos julgam por nossas habilidades matemáticas fracas ou ficam extremamente angustiados quando estamos angustiados – o que explica por que os gatos foram realmente uma influência mais calmante do que outros significativos em alguns casos.

mulher-gato

Como Karin Stammbach e Dennis Turner, da Universidade de Zurique, explicam, os gatos não são simplesmente pequenos seres que dependem de nós. Também recebemos conforto deles – há toda uma escala científica que mede quanto apoio emocional você recebe do seu gato, com base na probabilidade de procurá-lo em diferentes situações estressantes.

Os gatos oferecem uma presença constante, livre dos cuidados do mundo, que pode fazer com que todas as nossas pequenas preocupações e ansiedades pareçam supérfluas. Como disse a jornalista Jane Pauley: “Você não pode olhar para um gato adormecido e se sentir tenso”.

3. Relacionamentos

sutterstock casal brincando gato
Shutterstock

Gatos são seres que cuidamos e que cuidam de nós (ou pelo menos acreditamos que sim). E as pessoas que investem nesse vínculo entre espécies também podem ver benefícios em seus relacionamentos entre seres humanos.

Por exemplo, a pesquisa descobriu que os tutores de gatos são mais sensíveis socialmente, confiam mais em outras pessoas e gostam mais de outras pessoas do que pessoas que não possuem animais de estimação. Se você se considera uma pessoa que gosta de gatos, tende a pensar que outras pessoas gostam mais de você do que alguém que não é gato nem cachorro. Enquanto isso, mesmo as pessoas que assistem aos vídeos sobre gatos se sentem mais apoiadas por outras do que aquelas que não são grandes fãs da mídia digital felina.

Embora essas correlações possam parecer desconcertantes, faz sentido se você considerar os gatos apenas um nó na sua rede social. “Os sentimentos positivos sobre cães / gatos podem gerar sentimentos positivos sobre as pessoas, ou vice-versa”, escrevem Rose Perrine e Hannah Osbourne, da Eastern Kentucky University.

Quando alguém – humano ou animal – nos faz sentir bem e conectados, aumenta nossa capacidade de bondade e generosidade para com os outros. Como constatou o estudo de adolescentes escoceses, as crianças que se comunicam bem com um melhor amigo são mais apegadas aos gatos, provavelmente porque passam o tempo brincando como um trio.

“Os animais de estimação parecem agir como ‘catalisadores sociais’, induzindo o contato social entre as pessoas”, escreveu o pesquisador do Reino Unido Ferran Marsa-Sambola e seus colegas. “Um animal de estimação pode aceitar características abertamente afetuosas, consistentes, leais e honestas que podem atender à necessidade básica de uma pessoa de sentir uma sensação de valor próprio e amada”.

4. Saúde

catrubbingfaceiwithman-nina-pearman2822x1415
Foto: Nina Pearman

Por fim, apesar do que você já deve ter ouvido falar sobre parasitas cerebrais entre gatinhos e humanos, há evidências de que os gatos podem ser bons para a nossa saúde. Em um estudo, os pesquisadores acompanharam 4.435 pessoas por 13 anos. As pessoas que possuíam gatos no passado eram menos propensas a morrer de ataque cardíaco durante esse período do que as pessoas que nunca possuíram gatos – mesmo quando consideravam outros fatores de risco como pressão arterial, colesterol, tabagismo e índice de massa corporal.

Isso era verdade para as pessoas, mesmo que elas não tivessem gatos atualmente, explicam os pesquisadores, o que sugere que os gatos são mais como medicina preventiva do que tratamento para uma doença em andamento.

Em outro estudo, James Serpell, da Universidade da Pensilvânia, acompanhou duas dúzias de pessoas que acabaram de adquirir um gato. Eles completaram pesquisas dentro de um ou dois dias após levarem o gato para casa e depois várias vezes nos próximos 10 meses. Na marca de um mês, as pessoas reduziram as queixas de saúde, como dores de cabeça, dores nas costas e resfriados – embora (em média) esses benefícios parecessem desaparecer com o passar do tempo. Como especula Serpell, é possível que as pessoas que formam um bom relacionamento com seus gatos continuem vendo benefícios, e as pessoas que não, bem, não.

mulher-com-gato-gata-pixabay

Grande parte dessa pesquisa sobre gatos é correlacional, o que significa que não sabemos se os gatos são realmente benéficos ou se as pessoas já são apenas um grupo feliz e bem ajustado. Mas, infelizmente, para nós, amantes de gatos, este não parece ser o caso. Em comparação com os amantes de cães, pelo menos, tendemos a ser mais abertos a novas experiências (mesmo que nossos gatos nervosos não sejam). Mas também somos menos extrovertidos, menos calorosos e amigáveis ​​e mais neuróticos. Experimentamos mais emoções negativas e as reprimimos mais, uma técnica que nos deixa menos felizes e menos satisfeitos com nossas vidas.

Pelo lado positivo, isso significa que é mais provável que os gatos realmente nos tragam tanto prazer e alegria quanto afirmamos, embora a pesquisa esteja longe de ser conclusiva. De fato, a grande maioria das pesquisas sobre animais de estimação se concentra nos cães, em parte porque eles são mais fáceis de treinar como assistentes de terapia. “Os gatos foram deixados para trás um pouco pela pesquisa”, diz Serpell. Ainda um osso para conseguir com nossos colegas caninos.

mulher deitada na cama com gato.jpg

Enquanto esperamos por mais dados, continuarei falando para todo mundo que estou feliz por ter um gato na minha vida – e na minha cama, na minha mesa de jantar e me vendo ir ao banheiro. O que perco de sono compenso no amor suave e peludo.

*Kira M. Newman é a editora-gerente do Greater Good. Ela também é a criadora do The Year of Happy, um curso de um ano na ciência da felicidade, e do CaféHappy, um encontro em Toronto. 

Neste domingo, ocorre 1º Veggie Rock Day no Espaço Buena Onda na Vila Mariana

No próximo dia 21 de julho vai rolar o 1º Veggie Rock Day, das 11 às 21 horas, no Espaço Buena Onda, com muita música em homenagem ao Dia Internacional do Rock. Haverá também muita comida, hambúrguer, fritas, chopp, artesanato e muito mais.

O local escolhido, Espaço Buena Onda, é um centro de convenções de 1.230m², ao ar livre arborizado e com uma ampla área verde dedicada ao espaço kids. Estrategicamente localizado próximo à estação de metrô Ana Rosa. Haverá feira de adoção de animais.

A D’Aldeia Vegana é a organizadora do evento e procura integrar as tribos, culturas e, principalmente, amor e a diversidade. É um espaço 100% inclusivo, desde sua equipe que tem foco na valorização de profissionais LGBTQIA+ e demais classes. Além disso é feito o auxílio a diversas ONGs que trabalham com refugiados e moradores de rua.

IMG-20190708-WA0048HAMBURGUER ROCK VEGGIE DAY

1º Veggie Rock Day
Dia: 21 de julho
Horário: 11 às 21 horas
Local: Espaço Buena Onda
Endereço: Av. Conselheiro Rodrigues Alves,83 – Vila Mariana – próximoàa estação do metrô Ana Rosa.
A entrada é gratuita e aberta ao público.

Cobasi e Miau Aumigos fazem evento de adoção de pets na Asa Norte, em Brasília

Evento ocorre aos sábados, das 10h às 16h

A partir do sábado, 30 de março, a Cobasi em parceria com a ONG Miau Aumigos irá realizar um evento de adoção de cães e gatos nas dependências da loja localizada na Via w2 Norte, 516 bloco E.

O evento acontecerá aos sábados, das 10h às 16h, e para adotar um dos animais é necessário ser maior de 18 anos, portar o documento de identidade, passar na entrevista da ONG, ler e assinar o termo de adoção. Todos os animais disponíveis para adoção estão castrados, vacinados e vermifugados.

Esse projeto faz parte das ações de incentivo a adoção da Cobasi que realiza eventos em parceria com instituições de proteção animal em diferentes cidades do Brasil. Atualmente realizamos eventos em parceria com 33 ONGs, em 31 lojas.

gato e cachorro for20petco
For20Petco

Evento de adoção de cães e gatos
Realização: Cobasi e Miau Aumigos
Local: Cobasi Shopping Brasília Asa Norte – Via w2 Norte, 516 bloco E
Data: A partir de 30 de março (todos os sábados)
Horário: das 10h às 16h

Atenção: a partir de abril, não postarei mais sobre animais/natureza/meio ambiente neste espaço, mas, sim, no blog criado apenas para esses temas: Se Meu Pet Falasse, clique no nome e irá para a página automaticamente. Por favor, se gosta de animais, siga-o. Obrigada.

Golden Square Shopping promove Feira de Adoção de cães e gatos

O evento contará com cerca de 60 animais; tutores interessados passarão por triagem

Levantando as bandeiras pet friendly e da importância da adoção responsável, o Golden Square Shopping realiza mais uma edição da Feira de Adoção de cães e gatos neste sábado (30), das 10 às 18 horas.

golden square adocao.jpg

O evento contará com cerca de 60 animais, sendo cães e gatos, filhotes e adultos que foram acolhidos pela União de Proteção Animal do Grande ABC.

Para adotar, os novos tutores precisarão passar por uma triagem que será realizada no local. Os aprovados serão informados no ato da entrevista e precisam ter mais de 18 anos, apresentar documento de identificação e comprovante de endereço.

Sobre a União de Proteção Animal do Grande ABC

A União de Proteção Animal do Grande ABC tem como missão transformar a realidade dos animais abandonados. Atuando na conscientização da população em relação à adoção responsável, no controle populacional dos animais por meio da esterilização, e na luta pela criação de leis mais rígidas em defesa dos animais. Proteger e defender aquele que não sabe falar.

gato e cachorro 33

Evento: Feira de Adoção de Cães e Gatos
Data: Sábado, 30 de março
Horário: das 10 às 18 horas
Local: Espaço Pet Golden Square Shopping
Endereço: Avenida Kennedy, 700/São Bernardo do Campo, São Paulo – Piso L1
Evento Gratuito

Atenção: a partir de abril, não postarei mais sobre animais/natureza/meio ambiente neste espaço, mas, sim, no blog criado apenas para esses temas: Se Meu Pet Falasse, clique no nome e irá para a página automaticamente. Por favor, se gosta de animais, siga-o. Obrigada.