Arquivo da categoria: Alimentação

Hoje é o Dia Mundial da Batata Frita

Ela é tão amada no mundo todo que ganhou uma data especial em sua homenagem. Neste sábado, 30 de maio, comemora-se o Dia Mundial da Batata Frita. No entanto, não é apenas esse tipo que é querido e festejado. Também assadas ou cozidas, redondas, palito, com carinha e tantas outras. Não importa a forma de preparo, a verdade é que dá vontade de comer essas delícias todos os dias.

Afinal, saborear uma batatinha é garantia de momentos de prazer e alegria, além de uma boa nutrição. É por isso que a Bem Brasil, fabricante 100% brasileira de batata pré-frita congelada, se orgulha de ser líder de vendas no segmento.

BemBrasil-Ondulada (1)

Sediada em Araxá, no Triângulo Mineiro, a empresa oferece mais de 10 formatos do tubérculo para que todos tenham opções e possam variar o cardápio constantemente. Além da batata palito tradicional, algumas alternativas práticas – especialmente quando feitas na air fryer –, saborosas e de alta qualidade são: crinkle, ondulada, fininha, carinhas, cortes caseiro e especial, batata doce, noisette e tantas outras.

Ainda vale lembrar que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, as batatas também oferecem benefícios para a saúde. Elas têm baixo teor de gorduras e calorias, são livres de colesterol e fontes de diversos nutrientes, como fibras; magnésio, zinco e cobre; vitaminas C, B1 e B6; ferro e ácido fólico. Uma batata, por exemplo, tem mais potássio que três bananas. Além disso, estudos mostram que são ricas em antioxidantes, substâncias indispensáveis para uma boa circulação sanguínea e boa visão, podendo até mesmo prevenir AVCs.

O gerente Agrícola da Bem Brasil, Edson Tomonari, acrescenta que o cultivo da batata também é benéfico para o planeta. Isso porque, para a produção de um quilo do tubérculo, são necessários 202 litros de água. No caso da maçã e do arroz, esse volume sobe para 332 e 1.112, respectivamente. Já o processamento de um quilo de carne consome 16.664 litros de água. Ou seja, o consumo da batata proporciona um valor nutricional alto, aliado a um baixo impacto ambiental, na comparação com outros alimentos.

Com quase 14 anos de atuação no mercado, a Bem Brasil é pioneira no segmento e se destaca por manter um cuidado diferenciado com sua principal matéria-prima. A empresa tem amplo controle de todo o processo produtivo, desde o plantio das batatas nas fazendas até a entrega aos pontos de venda.

BemBrasil-Palito-tradicional batata

Além disso, para garantir a diversidade de formatos, processa variados tipos de batata, como Asterix, Markies, Challenger e Innovator. “Cada um apresenta particularidades, por exemplo, coloração da casca e da polpa, sabor mais característico de batata, mais crocância, tempo de cozimento, resistência a danos mecânicos e à oxidação, entre outros”, explica Tomonari. Tudo isso para garantir sabor e felicidade aos clientes.

Fonte: Bem Brasil

Moça lança creme de passar em três sabores

Nova linha traz três novos sabores: avelã, doce de leite e churros

creme-de-passar-nestle-042020-1400x466_0

Moça estreia na categoria creme de passar e traz ao seu portfólio três sabores feitos com base de Leite Moça: Churros, Avelã e Doce de Leite.

A nova linha é o complemento perfeito para pães, bolos, torradas, waffles, frutas, mas também para quem quer comer o doce direto do potinho ou ainda incrementar o preparo de receitas culinárias.

Por ser produzido a partir do calor, o produto adquire um aspecto aerado na superfície, basta seguir a orientação presente na tampa ao abrir: misturar um pouquinho com a colher e pronto, combinar com o que quiser! Além disso, Moça de Passar é fechado a vácuo e não contém conservantes.

moça 2

Moça de Passar está disponível em embalagens de 215 gramas para os sabores Avelã e Doce de Leite, e 195 gramas no sabor Churros, chegando as principais redes varejistas do país com preço sugerido de R$ 9,99.

Fonte: Moça/Nestlé

Alimentos termogênicos: auxílio para uma dieta saudável

Em um momento em que a adoção de uma alimentação saudável se tornou uma questão de saúde pública, para que as pessoas possam ter a sua imunidade reforçada, principalmente aquelas que fazem parte de grupo de risco para a Covid-19, como idosos, hipertensos e diabéticos, conhecer novos alimentos e suas funções pode ser um grande auxílio neste contexto.

“Cuidar da nossa saúde por meio da alimentação deveria ser uma rotina, assim como escovar os dentes e lavar as mãos – ato que se tornou símbolo de saúde neste momento -, pois muitas doenças crônicas da atualidade, como diabetes e hipertensão, podem ser adquiridas devido a uma má alimentação”, avalia Beatriz Cantusio Pazinato, nutricionista da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, que atua na Divisão de Extensão Rural (Dextru) da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS).

Outra questão levantada pela nutricionista – em tempo de isolamento social no qual as pessoas estão em casa, muitas vezes sem uma rotina diária de exercícios físicos -,está relacionada a manutenção do peso.

“Muitas pessoas estão em casa, trabalhando em sistema de home office, em que ficam horas sentadas, ou estudando de forma on-line, restritas em espaços menores; a tendência é diminuir as atividades físicas e, muitas vezes, ampliar a ingestão de alimentos industrializados, muitas vezes de elevada densidade calórica. Com isso, uma das consequências pode ser o aumento de peso, que pode levar à piora ou ao desenvolvimento de doenças”, diz a nutricionista.

pexels-especiarias temperos

Nesse cenário, ganham destaques os alimentos termogênicos que, segundo a literatura especializada, são aqueles que demandam maior energia para que sejam digeridos pelo organismo, fazendo com que o gasto calórico durante a digestão seja maior.

“Todos os alimentos, ao serem digeridos, demandam gasto energético desde a etapa da mastigação, até a absorção final dos seus nutrientes, inclusive elevam a temperatura corporal durante esse processo. Estudos apontam que aos alimentos conhecidos como termogênicos são atribuídas propriedades que aceleram o metabolismo e, consequentemente, favorecem o gasto calórico”, explica Beatriz, salientando que “a ingestão desses alimentos de forma isolada não será suficiente para garantir a perda de peso, pois requer também a prática frequente de atividade física e o consumo de alimentos equilibrados, de acordo com as necessidades nutricionais de cada indivíduo. Para conseguirmos emagrecer, precisamos gastar mais calorias do que ingerimos”, esclarece.

Existe pouca literatura científica disponível sobre esses alimentos, no entanto sabe-se que podem apresentar não apenas as propriedades de aceleração do metabolismo, como também ação antioxidante, melhorias na imunidade, diminuição da flatulência (gases), entre outras.

Plantas termogênicas: cultivo

Segundo Maria Cláudia S. G. Blanco, engenheira agrônoma da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, que atua na Dextru/CDRS, dentre as plantas consideradas termogênicas, encontram-se muitos temperos e especiarias. “O que é um presente ao paladar e torna a alimentação nutritiva ainda mais saborosa e convidativa. Temos como exemplos dessas plantas as pimentas em geral, o cravo, a canela, o gengibre, o cominho, o cardamomo e a mostarda; plantas ricas em óleos essenciais, os quais são constituídos por compostos que atuam favorecendo a saúde, além de conferirem sabor e aroma aos alimentos”.

A agrônoma informa que esses alimentos estão disponíveis no mercado, cultivados por agricultores que trabalham arduamente para a população ter segurança alimentar. “No entanto, neste momento em que muitos estão em distanciamento social, existem plantas termogênicas que podem ser cultivadas em casa, seja no jardim, no quintal ou mesmo em vasos ou jardineiras, plantas úteis para a nossa alimentação. Selecionamos aqui três culturas herbáceas e anuais para a descrição do cultivo, pois estas podem ser produzidas de forma caseira. Além da propriedade termogênica, elas possuem atributos que conferem sabor, aroma e benefícios medicinais para diversas preparações culinárias”.

Cominho (Cuminum cyminum)

cominho savory spice
Savory Spice

Nativo do sul da Rússia, o cominho é uma erva aromática anual com cerca de 50cm de altura. Usada como tempero, é um dos componentes do famoso “curry”. É utilizada, também, em preparações medicinais, especialmente para combater distúrbios digestivos.
A parte usada é o fruto, denominado aquênio (popularmente chamado de semente). Trata-se de um fruto simples e seco, com uma semente aderida por um único ponto em sua parede, característica típica das plantas da família Apiaceae, entre elas a erva-doce e o funcho.

O cominho é uma planta de clima subtropical; a temperatura ideal de cultivo se encontra na faixa de 10°C a 26°C, não suportando clima muito quente e seco. Prefere solo arenoargiloso, com pH em torno de 6,2, rico em matéria orgânica e cálcio.
A propagação é feita por sementes em sementeira ou viveiro para formação de mudas. Ao atingirem entre 5cm e 10cm de altura, podem ser transplantadas em canteiros, sob espaçamento de 30cm a 40cm entre linhas e de 15cm a 25cm entre plantas.
Pode ser facilmente cultivado em vaso ou jardineira, utilizando-se composto orgânico e adubos orgânicos adequados para hortaliças, encontrados em bons estabelecimentos agropecuários. O solo deve ser mantido úmido, sem proporcionar encharcamento. O cominho precisa de algumas horas por dia de sol direto para seu bom desenvolvimento.

Cuminum cyminum

A colheita é feita de três a quatro meses após o plantio, quando as plantas começarem a secar e os frutos a mudar de cor (amarelecerem). Deve-se realizar o corte das plantas e posteriormente pendurá-las, invertidas; logo abaixo delas, colocar recipiente ou pano para receberem os frutos que caem do feixe após o término da secagem. Este procedimento pode ser feito à sombra, em temperatura ambiente ou em secador com temperatura máxima de 40°C. Os frutos do cominho podem ser usados inteiros ou moídos para preparação de chá medicinal, pães, carnes, sopas etc.

Gengibre (Zingiber officinale)

ginger gengibre

O gengibre, originário da Ásia, é uma planta perene rizomatosa que pode atingir um metro de altura. O rizoma carnoso é a parte comestível da planta, sendo utilizado na culinária; na agroindústria de bebidas e alimentos; na perfumaria; e na produção de medicamentos e cosméticos. Prefere clima quente e úmido com precipitação (chuvas) de no mínimo 1.500mm/ano. Exige solo fértil, leve, bem drenado e rico em matéria orgânica.

O plantio deve ser feito em local definitivo, por meio de rizomas que tenham de 5cm a 10cm de comprimento e com gemas túrgidas (em início de brotação). Os rizomas são colocados em sulcos de 10cm a 15cm de profundidade e cobertos com uma camada de 5cm a 10cm de terra. A adubação de plantio é feita com cinco toneladas de composto orgânico por hectare. Caso seja necessário o plantio em vaso, este deve ser grande e de boca larga, capaz de comportar os rizomas crescidos e facilitar a colheita. Utilizar composto orgânico e adubos orgânicos para hortaliças, como torta de mamona.
O gengibre deve ser plantado de setembro a novembro. A colheita se dá após sete até 10 meses do plantio, quando as folhas secam. O espaçamento recomendado é de um metro entre linhas e 40cm entre plantas.

Os principais cuidados são a manutenção da umidade do solo, mas sem encharcamento; a realização de amontoas (chegamento de terra no colo da planta) para cobrirem os rizomas superficiais, de três a quatro vezes durante o ciclo da cultura (no vaso, basta colocar terra a medida em que eles aparecerem na superfície); e a adubação de cobertura, a qual deve ser realizada em dois momentos usando-se cinco toneladas de composto por hectare antes da primeira amontoa (90 dias) e cinco toneladas de composto por hectare antes da terceira amontoa (150 dias).

ginger- gengibre 123RF

O gengibre pode ser consumido fresco ou desidratado e é utilizado em diversos produtos medicinais como xarope e pastilhas, em variadas preparações culinárias doces ou salgadas e em chás, sucos e outras bebidas como o quentão, típico das festividades juninas brasileiras.

Pimentas (Capsicum spp)

pimenta
Pixabay

Há vários tipos de pimentas, com diferentes formatos, cores, aromas e graus de pungência. Muitas são originárias das Américas, inclusive do Brasil. Ao escolher a variedade para plantio, selecione a que mais agrade o paladar, além de considerar a resistência da variedade às doenças que mais ocorrem nessa cultura. Dentre as mais cultivadas no Brasil, temos a dedo-de-moça, cumari, de cheiro, malagueta, biquinho e pimenta-de-bode.

Podem ser plantadas no campo ou em vasos, neste caso utilizar húmus de boa qualidade, sementes ou mudas de boa procedência e fertilizantes orgânicos para hortaliças como torta de mamona, geralmente encontrados em bons estabelecimentos agropecuários.
No campo, o plantio das mudas produzidas em viveiro é feito em sulcos de 30cm a 40cm de largura por 20cm a 25cm de profundidade, distanciados por 80cm ou em covas de 20x20x20cm, espaçadas de um a 1,5m entre linhas e de 0,5m a 0,9m entre plantas.
A adubação de plantio é realizada com 15 até 40 toneladas/ha de composto orgânico ou esterco de curral curtido. A adubação de cobertura, com 50g a 100g por planta de torta de mamona, deverá ser dividida em quatro aplicações, sendo uma delas no início do florescimento e outra na frutificação.

pimenta pimenteira pixabay
Pixabay

A pimenteira pode produzir por vários meses, por isso recomenda-se que seja tutorada com meia estaca (pode ser de taquara ou bambu) e feita uma poda após o término de cada colheita, estimulando a rebrota da planta. A colheita se inicia de 90 a 140 dias após o plantio, dependendo da variedade, do manejo etc. As pimentas são consumidas frescas, desidratadas ou em conserva. Compõem diferentes pratos salgados e doces, oferecendo-lhes um toque picante ou “de cheiro” que os tornam especiais e inesquecíveis.

Confira algumas receitas com os ingredientes acima:

Salada de couve com gengibre

salada gengibre repolho domesticate
Imagem meramente ilustrativa/Domesticate

Ingredientes:
1 pires de couve mineira cortada bem fininho;
1 pires de brócolis cozido al dente e cortado;
1 pires de beterraba ralada;
1 colher (das de sopa) de gengibre ralado, para temperar;
1 colher de sopa de vinagre de maçã;
½ limão;
1 “fio” de azeite;
sal a gosto.

Preparo:
Coloque a couve, o brócolis, a beterraba e o gengibre ralado em uma vasilha. Misture. Tempere a salada com sal, azeite, vinagre de maçã e limão. Sirva e bom apetite.

Sopa de abóbora com cominho

sopa abobora pinterest
Imagem meramente ilustrativa/Pinterest

Ingredientes:
1 quilo de abóbora ou moranga cortada em cubos sem casca e sem sementes;
1/2 maçã descascada e sem sementes;
1 batata pequena descascada e picada;
1 cebola picada;
1 cenoura cortada em rodelas;
2 dentes de alho;
2 colheres (chá) de cominho;
3 colheres (sopa) de cheiro-verde fresco picado (salsinha e cebolinha);
3 xícaras (chá) de caldo de galinha já preparado;
1/2 xícara (chá) de leite;
sal a gosto.

Preparo:
Colocar todos os ingredientes, menos o leite e o cheiro-verde, em uma panela grande. Cozinhar em fogo médio, com a panela tampada, até que os legumes estejam cozidos. Bater todos os ingredientes no liquidificador. Voltar à panela, juntar o leite, o cheiro-verde, mexer e acertar o sal, se necessário. Servir bem quente.

Rendimento: de 4 a 6 porções.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Hoje é o Dia Mundial do Hambúrguer, conheça opções para veganos

Em comemoração ao Dia Mundial do Hambúrguer nutricionista sugere versões de burgers vegetais para quem reduziu o consumo de carne animal

Com o objetivo de sugerir pratos saudáveis e deliciosos em celebração do Dia Mundial do Hambúrguer, a nutricionista Jessica Santos da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, indica abaixo opções de hambúrgueres veganos para as pessoas que buscam reduzir a carne nas refeições:

Hambúrguer vegetal idêntico a carne

Considerado uma inovação no mercado vegetariano, os hambúrgueres à base de plantas, mas com cheiro, sabor e textura semelhante ao de origem animal, são as opções ideais para quem quer tirar a carne bovina do prato, mas ainda sente falta do sabor. “Por ser idêntico à carne animal, este tipo de burger vai bem com acompanhamentos tradicionais como alface, tomate, maionese e queijo fatiado, sendo que estes dois últimos ingredientes também possuem versões veganas”, sugere.

Hambúrguer de grão-de- bico

burger grao de bico

Por ser uma ótima fonte de proteína, o grão é uma das leguminosas mais utilizadas para substituir a proteína de origem animal, por isso burgers de grão-de-bico além de muito saborosos também são bem nutritivos. Para economizar tempo no preparo do lanche, a nutricionista indica que já existem burgers de grão-de-bico vegan prontos em mercados, só chegar em casa e grelhar na frigideira.

Burger de Quinoa Vegan

Outra excelente opção para fazer um lanche delicioso e livre de insumos de origem animal é o hambúrguer de quinoa. “Por ter um sabor mais suave, este tipo de burger vai bem com acompanhamentos de gosto mais marcante como rúcula, cebola roxa ou maionese temperada”, indica.

Burger sabor frango

burguer frango

Já para quem prefere o sabor do frango, também existem burgers à base de ervilha que imitam o gosto da ave, perfeitos para um lanche leve e gostoso. “Molhos de sabor mais forte como ketchup, mostarda e maionese também combinam com este hambúrguer”, pontua.

Hambúrguer à base de soja

Como algumas pessoas já devem saber a soja também é uma fonte de proteínas que tem sido muito utilizada para substituir a carne animal. Por isso, também é possível optar por hambúrgueres vegetais à base de soja para comemorar o Dia Mundial do Hambúrguer sem precisar ingerir alimentos de origem animal.

Fonte: Superbom

 

As dez frutas mais ricas em vitamina C e os benefícios deste nutriente

Fontes naturais são mais eficientes no aporte da vitamina, que ajuda a fortalecer a imunidade e a reforçar a absorção de outros minerais no organismo, segundo a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau

Cuidar da imunidade é importante em todas as épocas do ano. Mas, durante as estações mais frias, como o outono e o inverno, alguns cuidados extras são necessários, já que o organismo fica mais suscetível a infecções e doenças respiratórias comuns dessas épocas.

Quando o assunto é fortalecer o sistema imune, uma vitamina em especial sempre ganha as atenções: a vitamina C. Segundo a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau, de fato esse nutriente contribui para que as defesas do corpo sejam reforçadas, uma vez que a principal função da vitamina C é auxiliar os mecanismos antioxidantes dos quais o organismo precisa. Consequentemente, essa ação tem influência no sistema imunológico.

E as vantagens da vitamina C não param por aí. O nutriente ainda ajuda na prevenção de doenças crônicas, no retardo do envelhecimento celular, na absorção de minerais importantes, como o ferro e o cálcio, e também auxilia na produção natural de colágeno – o que, por sua vez, contribui para a saúde dos tecidos da pele, unha, cabelos, músculos, ossos e articulações.

Mas, antes que você pense em investir nas pastilhas efervescentes vendidas em farmácias, a nutricionista alerta: a absorção do corpo é muito melhor quando a vitamina C vem de fontes naturais, como as frutas.

De acordo com Renata: “uma pessoa adulta precisa de cerca de 75mg de vitamina C por dia. Isso é facilmente atingido com 1 porção diária de fruta rica nessa vitamina ou duas porções de frutas de modo geral, considerando que quase todos os alimentos desse grupo contém pelo menos uma pequena quantidade de vitamina C”.

No ranking das frutas mais ricas nessa vitamina, estão:

frutas-citricas

1 acerola – 150mg de vitamina C
1 goiaba – 120mg de vitamina C
Suco de 4 limões – 110mg de vitamina C
2 tangerinas – 110mg de vitamina C
5 morangos – 100mg de vitamina C
2 kiwis – 100mg de vitamina C
1 fatia de abacaxi – 95mg de vitamina C
1 caju – 95mg de vitamina C
1 laranja – 90mg de vitamina C
1 manga média – 90mg de vitamina C

Na hora de consumir as frutas, pensando no aporte da vitamina, Renata ressalta que vale ter atenção em dois pontos: evite aquecer ou usar esses alimentos em preparos quentes, e deixe para descascar as frutas apenas no momento em que for comê-las.

“A vitamina C é sensível ao calor. É como se evaporasse em contato com temperaturas altas. Quando temperamos uma carne com limão e em seguida levamos ao forno para assar, aproveitaremos o sabor do limão, mas não a vitamina C inicialmente nele contida. Já quando acrescentarmos limão na carne após assada e em temperatura mais baixa, no momento da refeição, aí sim teremos o benefício nutricional e o do sabor”, orienta.

Como a vitamina C também sofre alterações em contato com o ar, caso precise preparar sucos ou guardar os alimentos já descascados na geladeira, a dica da profissional é utilizar um recipiente hermético, que vai preservar a polpa da fruta e as qualidades nutricionais.

Por fim, Renata ensina o passo a passo de receitas práticas e saborosas não deixar a vitamina C faltar na rotina. Anote:

Molho para saladas cruas

Molho cítrico para saladas (002)

Ingredientes:
4 col de sopa de azeite extravirgem
2 col de sopa de água
Suco de 1 limão
Suco de 1/2 laranja pera
1 col de café de sal

Modo de preparo:
Misture tudo delicadamente e use para regar saladas cruas.

Suco de carambola com maracujá e gengibre

Suco de carambola maracujá e gengibre (002)

Ingredientes

Polpa de 1 maracujá
1 carambola sem sementes
1 col de chá de gengibre picado
1 xícara de gelo
300 ml de água

Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador, coe e beba em seguida.

Tigela de frutas

Tigela de Frutas (002)

Ingredientes
Suco de 1 laranja
1 kiwi fatiado
30 mL de leite de aveia
1 xícara de morangos congelados
1 col de sopa de semente de linhaça dourada
5 amêndoas
1 col de sopa de mel

Modo de preparo:
Bata no mixer o suco de laranja com os morangos congelados, o mel e o leite de aveia.
Coloque em uma taça e cubra com o kiwi fatiado e as amêndoas. Consuma em seguida.

Fonte: Oba Hortifruti

Benefícios da pasta de amendoim

Nutricionista aponta as vantagens do consumo da pasta de amendoim como a prevenção de doenças, auxílio na perda de peso e fortalecimento ósseo e muscular

Popular por todo o Brasil, o amendoim é versátil e pode ser consumido tanto doce quanto salgado. Por todo país existem diversas receitas que tem o amendoim em sua base, tal como a paçoca, o pé-de-moleque, sorvetes e bolos.

Nos Estados Unidos, por volta de 1930, a manteiga de amendoim foi desenvolvida como forma de suplementação à alimentação das crianças durante a depressão econômica naquele país. Por ser um alimento com grande teor de proteína, logo se tornou um grande sucesso. Com o tempo, ela substituiu a própria manteiga de leite no café da manhã, sendo consumida com pães e biscoitos.

“Hoje a manteiga de amendoim é comercializada em embalagens prontas para o consumo, mas é preciso observar as informações nutricionais antes da compra”, afirma a nutricionista Thaíse Costa, da Tia Sônia – marca referência em alimentação saudável e natural.

Quais os benefícios da pasta de amendoim?

amendoim pixabay

São muitos. A manteiga de amendoim ou pasta de amendoim – como é mais conhecida – é uma ótima fonte de energia e ideal para atletas que buscam mais disposição durante as atividades físicas. Dentre os nutrientes, ela contém magnésio, que é fundamental para fortalecimento dos ossos, principalmente na infância e na adolescência. Porções de duas colheres de sopa por dia já fornecem cerca de 50mg de magnésio, 17% da necessidade diária deste mineral.

“Este alimento também é rico em gordura boa. Portanto, é indicado, em até 40g diárias, para eliminar o colesterol ruim e elevar as taxas do colesterol bom”, explica Thaíse. “Por ser rica em potássio, ela também auxilia na melhora do funcionamento muscular, o que previne cãibras e promove o relaxamento dos músculos”, completa.

Cerca de 30g da pasta de amendoim contém 252mg de potássio, 15% da quantidade recomendada por dia. Além disso, devido a presença da vitamina B6, a pasta de amendoim aumenta a imunidade, pois cerca de 30g do alimento já supre em torno de 10% das necessidades diárias recomendadas da vitamina.

“A pasta de amendoim também ajuda na moderação do apetite e na gestão de peso. Ela é indicada para quem deseja se manter em forma, pois a grande quantidade de fibras e proteínas em sua composição são fundamentais para controlar o apetite e diminuir a ingestão de calorias”.

Entretanto, esse alimento tem alto valor calórico, por isso é preciso moderar no consumo durante o dia. Ingerir 2 colheres de sopa por dia de manteiga de amendoim também reduz em 30% as chances de desenvolver diabetes e previne o envelhecimento. “Pesquisas mostram que o consumo diário da manteiga de amendoim auxilia na prevenção não só da diabetes, mas como também de doenças cardíacas e crônicas”, explica Thaise.

A nutricionista também recomenda seu consumo em doses moderadas para aproveitar apenas seus benefícios. “Consumir a pasta de amendoim nas refeições iniciais do dia prepara o corpo com mais qualidade para as atividades diárias”, conta a nutricionista.

Onde encontrar?

A pasta de amendoim virou queridinha dos atletas e adeptos da alimentação saudável e está disponível em supermercados e empórios naturais. É possível encontrar na prateleira diversas opções do produto. A marca Tia Sônia, por exemplo, possui em seu portfólio a Pasta de Amendoim Ultrabar, que se diferencia no mercado pelos ingredientes que compõe o produto: óleo e açúcar de coco, sal do Himalaia e claro, muito amendoim.

pasta de amendoim

“Além do amendoim, a principal diferença é que a Pasta de Amendoim UltraBar produzida pela Tia Sônia possui dois ingredientes derivados do coco: o açúcar de coco – produto natural, com baixo índice glicêmico e com elevadas quantidades de potássio, magnésio, ferro e zinco – e o óleo de coco – rico em TCM (triglicerídeos de cadeia média) – que são gorduras mas fáceis de serem quebradas pelo nosso organismo para serem usadas como fonte de energia. Essa pasta de amendoim possui também uma ótima ação anti-inflamatória e antioxidante para o corpo”, explica Thaise.

Fonte: Tia Sônia

Bauducco lança mega cookies recheados

Inovar faz parte do DNA da Bauducco, empresa que introduziu a categoria de cookies no mercado nacional em 2009. Com um portfólio que alia novidades e muito sabor, a marca, que é a preferida entre os jovens brasileiros, promete surpreender com uma edição limitada e especial de Mega Cookies, que une os cookies que só a Bauducco sabe fazer com um recheio cremoso incrível.

O novo Mega Cookies Bauducco chega em dois deliciosos sabores: Triplochoco, cookie com massa de chocolate, gotas de chocolate branco e recheio cremoso de chocolate com avelã; e Caramelo, cookie com massa de baunilha, deliciosas gotas de caramelo e recheio de chocolate com avelã.

Mega Cookies CarameloMega Cookies Triplo

As novidades já estão disponíveis nos varejistas de todo o país, com preço médio sugerido de R$ 2,99 (cada unidade).

Informações: Bauducco | SAC: 0800 701 1599

Nutricionista dá dicas de alimentos que estimulam a sensação de felicidade

É verdade que alguns alimentos podem aumentar a sensação de bem-estar no organismo? Como funciona isso, fale sobre a produção maior de neurotransmissores (tipo serotonina), como isso influencia diretamente na sensação de felicidade.

O alimento não é apenas necessário como combustível metabólico para o corpo, torna-se cada vez mais evidente que existe uma associação entre o alimento e as funções cerebrais, como humor e cognição. O triptofano representa um elemento essencial para o funcionamento do cérebro, devido ao seu papel como precursor da produção do neurotransmissor serotonina (5-hidroxitriptamina).

O triptofano (aminoácido essencial), é um precursor da síntese de serotonina. A síntese de serotonina dependente das concentrações de triptofano no cérebro. Como a serotonina está envolvida na regulação do humor e da ansiedade, baixos níveis de serotonina podem contribuir para o aumento da ansiedade e a depressão. Como a disponibilidade de serotonina depende da ingestão de triptofano, as fontes alimentares desse aminoácido são vistas como essenciais para uma boa saúde mental e bem-estar.

De acordo com a nutricionista Adriana Stavro, as fontes de triptofano são:

banana-pixabay

Banana – rica em fibras, potássio e vitaminas.

salmão kristina popp pexels
Foto: Krisztina Papp/Pexels

Peixes – como salmão, truta, sardinha, atum e arenque, aportam gorduras essenciais, como o ômega 3, que o corpo não consegue produzir, este protege a estrutura da membrana celular e os neurônios. Também fornecem proteínas, tirosina, ferro, zinco, vitaminas B6 e B12, todos nutrientes favoráveis ao cérebro.

leite

Laticínios – leites, queijos e iogurtes são uma boa fonte de triptofano, cálcio e magnésio. Além disso, os iogurtes, em especial, aqueles que contêm probióticos, ajudam no equilíbrio da microbiota intestinal. O órgão é responsável pela produção de cerca de 90% a 95% da serotonina do corpo, mantê-lo em equilíbrio é importante para a saúde emocional.

grao de bico

Grão de bico – além de triptofano, esta leguminosa tem alta concentração de vitaminas B6 e B9, que também atuam na produção de neurotransmissores relacionados ao bem-estar.

chocolate amargo cacau elsenaju

Chocolate 70% – quem já experimentou, sabe consumir um pedaço já melhora rapidamente o humor. O triptofano está presente nas sementes de cacau, por isso que, quanto mais amargo e cacau o doce tiver, mais benefícios ao nosso bem estar. Foi o que constatou um estudo divulgado na reunião anual da Experimental Biology 2018, em San Diego, na Califórnia. O consumo do chocolate amargo com 70% de cacau pode melhorar os níveis de humor, memória e imunidade. Outra pesquisa da University of Wales Swansea, no País de Gales, no Reino Unido, mostrou que a ingestão de carboidratos está associada à melhora do humor e que o mau humor estimula o consumo de ‘alimentos de conforto’ como o chocolate.

mel pexels
Pexels

Mel – também é fonte de triptofano, com ação calmante que induz a uma sensação de bem-estar. O alimento produzido pelas abelhas ainda é fonte de fruto-oligossacarídeos, que ajudam a promover o equilíbrio das bactérias no trato gastrointestinal. O mel também colabora com uma melhor regulação neuroendócrina, favorecendo a sensação de prazer e a disposição.

GettyImages- mulher negra protetor solar

Sol – a vitamina D é um importante nutriente para a produção de serotonina e é sintetizada no organismo com a ajuda da luz solar. Há, inclusive, pessoas que sofrem de depressão sazonal, que as acomete nos meses mais frios. A recomendação de exposição ao sol é às 10h e depois das 16h.

mulher tomando remedio probiotico suplemento

Vitaminas do complexo B – especialmente a B6 e a B12, são aliadas na produção de serotonina. São nutrientes importantes para pessoas idosas e, muitas vezes, uma suplementação com acompanhamento médico ou nutricional é indicada.

feijao

Magnésio – outro nutriente importante para equilibrar a produção de serotonina e que ainda ajuda a regular a função nervosa. Alguns alimentos fontes desse mineral são folhas verdes escuras, peixes, banana e feijão.

Resumo

Quais são os alimentos que ajudam a promover maior sensação de bem-estar e felicidade e por que, quais são os nutrientes deles que têm essa ação?

Segundo a nutricionista, o prazer da comida não vem apenas do sabor. Alguns alimentos possuem propriedades capazes de estimular sensações de bem-estar, pois aumentam a produção de neurotransmissores, (principalmente a serotonina) responsáveis pela comunicação entre as células nervosas.

alimentacao saudavel alimentos saudaveis

Os principais nutrientes que trazem sensação de bem-estar são o aminoácido triptofano (banana, peixes, grão de bico, cacau, mel) carboidrato (arroz integral, batata doce, batata) ácido fólico – B9 (espinafre, agrião, fígado, feijão, nozes, abacate, banana, melão, levedura de cerveja), potássio (banana, beterraba, batata doce, espinafre, aveia, abacate, amêndoa, couve manteiga, água de coco), vitamina C (laranja, limão, acerola, caju, goiaba, tomate, mamão) cálcio (brócolis, sardinha, espinafre, linhaça, grão de bico, chia, aveia, semente de gergelim, amêndoas, ovos, leite), magnésio (sementes, leguminosas, cereais integrais, abacate, banana, castanha de caju, espinafre, salmão), selênio (castanha-do-pará, ovo, frango, atum), e os ácidos graxos (linhaça, chia, abacate, semente de abóbora, peixes, azeites).

adriana

Fonte: Adriana Stavro é formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo. Pós-graduada em Doenças Crônicas não Transmissíveis pelo Hospital Albert Einstein. Pós graduanda em Nutrição Clinica Funcional pela VP consultoria, pós graduanda em Fitoterapia pela Course4U.

Conheça Cocodensado: primeira marca de leite condensado vegano e sem açúcar do Brasil

Lari Michelin é influencer e muito conhecida por compartilhar com seus seguidores seu estilo de vida fitness. Entre a produção de conteúdo envolvendo receitas e treinos, ela se dedica ao seu próprio negócio. Lari, que atualmente cursa administração de empresas na UFRGS, também é uma das sócias da Cocodensado, primeira marca de leite condensado vegano e sem açúcar do Brasil.

lari

A ideia surgiu em 2018, com o propósito de atender o público vegano e aquele que quer ter um estilo de vida mais saudável, um nicho que busca muito por opções de doces sem adição açúcares, saudáveis e que, ao mesmo tempo, sejam gostosos.

A partir desse propósito, a Cocodensado foi elaborada e começou a tomar forma. Lari e seus sócios, Paola e Mateus, colocaram a mão na massa e logo a ideia começou a sair do papel. Tudo surgiu muito naturalmente, os três tinham muita vontade de empreender e começaram a estudar mais sobre esse meio.

cocodensado2

Em alguns momentos, esbarraram com algumas dúvidas e receios, porém, decidiram manter o foco no objetivo em comum. Em outubro de 2018, a Cocodensado entrou no mercado e não demorou muito para virar sucesso. Com duas semanas do início das atividades, a empresa já tinha 65 pedidos por todo Brasil, foi uma surpresa até para os próprios sócios.

cocodensado3

“Conheci um casal com uma ideia genial em mente! Eu me identifiquei muito com o espírito inovador e a vontade de empreender, me juntei a eles, trouxe ideias e depois de muitas reuniões, muitos testes e testes de receitas, fizemos acontecer. Nas duas primeiras semanas recebemos mais de 65 pedidos e feedbacks positivos de pessoas de vários lugares do Brasil querendo comprar”, diz Lari.

A base do Cocodensado é produzida apenas com quatro ingredientes: leite de coco, xilitol, água e óleo de coco. Além do original, também é encontrado nos sabores doce de leite, brigadeiro, morango e maracujá. Atualmente, o produto é vendido pelo e-commerce e também é encontrado em diversas lojas de produtos naturais pelo país.

cocodensado

“Jamais duvidem que a ideia de vocês pode dar certo, corram atrás para fazer acontecer, porque ninguém fará por vocês”, finalizou a empresária e influencer.

Informações: Cocodensado

Confira a seleção da Splash Bebidas Urbanas para comemorar o Dia Nacional do Café

Amanhã, 24 de maio, se comemora o Dia Nacional do Café, a data simboliza o início da colheita dos grãos em grande parte das regiões cafeeiras do Brasil. Os dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), confirma a paixão nacional pela bebida, já que o Brasil é o maior exportador mundial e o segundo no mundo entre os que mais consomem a bebida.

De acordo com dados do Euromonitor , o Brasil conta com mais 13 mil estabelecimentos que têm o café em seu cardápio e mais 3 mil estabelecimentos especializados apenas em café. Com o isolamento social, as cafeterias estão fechadas, mas seguem atendendo aos apaixonados por cafés por delivery.

A Splash Bebidas Urbanas presente em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, segue seu atendimento via delivery e leva a experiência da cafeteria para a casa dos consumidores. A rede utiliza em suas receitas 100% de grãos nacionais, vindos de fazendas de Minas Gerais, onde os grãos são torrados na técnica de ar quente o que garante uma torra uniforme.

Para que os clientes tenham a mesma experiência que tem na loja da Splash, a marca conta com copos e embalagens que conservam a temperatura e preserva a mesma qualidade e sabor da cafeteria no delivery. No cardápio, os clientes encontram diversas misturas e versões para agradar todos os gostos com opções que vão de tradicionais, veganas e com chocolate e Nutella.

A marca ainda conta com a opção em cápsulas feitas com grãos 100% arábica, torrado e moído em torra média, que podem ser encontradas em quatro sabores: Expresso Intenso, Expresso Clássico, Expresso Canela e Expresso Vanilla e Nozes.

Confira a seleção de cafés da Splash Bebidas Urbanas para comemorar o Dia Nacional do Café:

Cafés Gelados

Fraplash Café Brasileiro

fraplash café brasileiro
Feito à base de baunilha, leite, gelo e café, finalizado com um maravilhoso chantilly. Para os coffee lovers a opção de dose extra de café. Preço – R$ 10,90

Café gelado

Café gelado
Dose dupla de café com gelo. Com opção de acrescentar calda de caramelo ou avelã.
Preço – R$ 8,90

Opções quentes

Crush – Mochalatte

MocchaLatte
Feito à base de leite, café expresso, finalizado com espuminha do leite e calda de doce de leite. Preço – R$ 15,90

Tradicional

Café expresso

café expresso
O tradicional também pode ficar moderninho, acrescente calda de nutella ou ainda chantilly. Preço – R$ 7,00

Café com leite

Quentinho e ainda finalizado com aquela espuminha do leite. Opção também com leite de arroz para os veganos. Preço – R$ 8, 90

Cappuccino

capuccino_2

Quentinho e cremoso. Feito à base de leite, café, açúcar, chocolate e canela. Preço – R$ 8,90

Cappuccino light (vegano)

capuccino_1
Quentinho e cremoso. Feito à base de leite de arroz, café, chocolate e canela.
Preço – R$ 9,90

Cappuccino com nutella

Cappuccino com nutella
Quentinho e cremoso. Feito à base de leite, café, açúcar, chocolate e canela, finalizado com dose extra de calda de nutella. Preço – R$ 9,90

Cápsula:

Torrado e moído, 100% arábica, bebida dura, torra média;

Expresso Intenso

Capsula_Splash_040
Expresso Clássico

expresso canela
Expresso Canela
expresso vanila
Expresso Vanilla e Nozes

Onde encontrar: iFood; Uber Eats e Rappi

Informações: Splash Bebidas Urbanas