Arquivo da categoria: Alimentação

Marca líder de produtos naturais e plant-based na América Latina chega ao Brasil

Principal marca da empresa Terrafertil, Nature’s Heart traz portfólio com 20 produtos de alta qualidade a preços acessíveis

Em alta, o mercado de alimentos saudáveis e naturais tem crescido substancialmente ao redor do mundo, tornando-se cada vez mais a escolha de uma parte significativa da população. E o Brasil, que também é parte disso, agora vai ganhar um apoio de peso na categoria. Estabelecida como a marca líder de alimentos naturais e plant-based na América Latina, Nature’s Heart chega ao Brasil trazendo o que há de melhor no universo de naturais.

A marca chega ao país com um total de 20 produtos no portfólio entre mix de nuts e frutas, bebidas vegetais e superfoods (alimentos que oferecem benefícios para saúde e utilizam processos em sua produção que respeitam o meio ambiente), todos cuidadosamente selecionados desde sua origem, processados e distribuídos para que cheguem com qualidade e preço acessível aos consumidores brasileiros.

A empresa nasceu há mais de 10 anos, do sonho dos irmãos Bermeo em dar continuidade ao negócio do pai que comercializava vegetais secos. Em parceria com outros dois sócios, o grupo não economizou esforços até desenvolver um amplo portfólio de produtos naturais e conquistar mercados ao redor do mundo com produtos 100% produzidos na América Latina.

“Eu e meus irmãos somos gratos ao nosso pai que nos apresentou esse universo de sabores únicos. Desde que provamos, reconhecemos o potencial desses alimentos. Focamos no objetivo de formar uma empresa com produtos nacionais de origem natural e benefícios reais à saúde e conseguimos! Queremos ser parte da mudança que está acontecendo ao nosso redor, permitindo que as pessoas comam melhor e contribuindo para um futuro com mais qualidade de vida”, analisou David Bermeo, fundador e presidente executivo de Terrafertil.

leite de coco nature.jpg

No Brasil, a marca chega com um portfólio diversificado e uma das apostas é a superfruta Golden berry. Referência de mercado, Nature’s Heart é responsável por 90% do processamento global desse alimento repleto de nutrientes naturais e benefícios à saúde, que tem o potencial de se tornar o que as cranberries representam hoje.

“Poucas pessoas sabem, mas uma porção de 100g de Golden berry fornece três vezes mais fibras do que a mesma quantidade de ameixa e contém a mesma porção de potássio que três bananas. Temos certeza de que Nature’s Heart vai ser fundamental para que a fruta entre de vez no cotidiano do brasileiro. Cultivamos Golden berry em terras previamente selecionadas na Colômbia e no Equador e auditamos todos os agricultores envolvidos no processo de produção. A qualidade do nosso produto é realmente inigualável”, pontuou Raúl Bermeo, fundador e diretor geral de Terrafertil.

Na categoria de bebidas vegetais, todas as variedades foram adaptadas para atender perfeitamente às preferências do consumidor brasileiro e o sabor de castanha de caju, desenvolvido exclusivamente para o Brasil, promete ser um grande sucesso do novo mercado.

Definitivamente, provas de que Nature’s Heart chega com o objetivo de assumir a liderança do setor no país e conquistar de vez o coração e paladar do brasileiro.

O portfólio completo:

Leites vegetais – 1 litro

natures heart 3

Amêndoa (sem adição de açúcares)
Arroz (sem adição de açúcares)
Aveia (sem adição de açúcares)
Coco e arroz (sem adição de açúcares)
Castanha de caju (sem adição de açúcares)
Cacau e arroz

Superfoods – 100g

nature heart supetfood.jpg

Cacau em pó
Cacau nibs
Quinoa real
Quinoa real com cogumelos
Spirulina

Mix de Nuts e Frutas – 65g

natures heart 2

Cranberry Nuts
Fruitberry Mix
Goldenberry Nuts
Nutty Berry Mix
Mix de Nuts e Frutas– 25g

natures heart

Cranberry
Cranberry Nuts
Fruitberry Mix
Goldenberry Nuts
Nutty Berry Mix

Sobre Terrafertil

Terrafertil foi fundada em 2005, no Equador, e hoje é administrada por dois dos três irmãos fundadores, David e Raúl Bermeo. Nesse tempo, a marca expandiu sua presença para os Estados Unidos, México, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Reino Unido e outros 17 mercados, chegando ao Brasil em 2019. A empresa já recebeu reconhecimento internacional pelo seu impacto social positivo por meio do trabalho com centenas de pequenos agricultores.

Sua principal marca, Nature’s Heart, tem a missão de oferecer aos consumidores uma ampla gama de produtos que proporcionam benefícios reais à saúde com qualidade, propriedades e sabor. Nature’s Heart possui o mais amplo portfólio de produtos naturais do mercado e é líder na categoria de snacks saudáveis na América Latina. Neste ano, a Nestlé adquiriu parte da operação global de Terrafertil, que continuará sendo administrada pelos fundadores tendo 100% de seu DNA respeitado.

Informações: Nature’s Heart

Segunda sem Carne: cresce simpatizantes e opções nos cardápios dos restaurantes

O movimento “Segunda Sem Carne”, lançado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), que convida a população para evitar a ingestão de proteína animal uma vez por semana, atingiu a marca recorde de 67 milhões de refeições à base de vegetais só no ano 2018. A campanha brasileira é considerada a maior do mundo, segundo a entidade, e tem como objetivo incentivar essa substituição pelo bem da saúde das pessoas, animais e do meio ambiente. Conquistando cada vez mais adeptos, redes de alimentação saudável vem mostrando que dá para começar a semana sem carne com opções deliciosas.

fricasse
Fricassê de carne de jaca com requeijão vegano

Na Mr. Fit, por exemplo, é possível experimentar iguarias como o fricassê de carne de jaca com requeijão vegano, a feijoada vegana com legumes grelhados ou até mesmo a famosa moqueca de banana da terra. Além disso, a rede tem sobremesas como o brigadeiro e o beijinho de biomassa.

wrap
Wrap Árabe Falafel

Outra rede que investiu em variedade de pratos para começar a semana sem carne é a Boali, que traz uma seleção de ingredientes frescos para o cliente criar sua própria salada, além de diversas opções de molhos e sementes, como linhaça, chia, entre outros. O wrap Árabe Falafel, feito de bolinhos de grão-de-bico, tomate, pepino, cebola roxa, hortelã e molho árabe, é sucesso da casa e uma ótima pedida para quem quer se integrar a onda do vegetarianismo.

A rede Mr. Fit nasceu com a proposta de oferecer uma alimentação e com muito sabor, preparada de forma rápida e a um preço acessível. A empresária Camila Miglhorini, com dificuldade de encontrar uma comida rápida e com qualidade em um mundo repleto de produtos artificiais e refinados, criou o Mr. Fit na cidade de Paulínia, interior de São Paulo, em 2013. Pioneira em fast-food saudável no Brasil, a rede oferece refeições e sanduíches saudáveis, como estrogonofe de biomassa de banana. Está presente em mais de 14 estados no país, além-implantação em países como EUA.

Vila Butantan promove arraial com comidas típicas, brincadeiras e música

Festa terá quitutes típicos e versões gourmet, shows, pescaria e touro mecânico * A entrada é gratuita

Uma das épocas mais esperadas do ano chegou. Nos dias 15 e 16 de junho (sábado e domingo), a partir do meio-dia, a Vila Butantan realiza seu tradicional arraial junino, com uma programação recheada de brincadeiras, música ao vivo e, claro, muitas comidas típicas de dar água na boca.

Durante os dois dias de evento, os restaurantes e trucks da Vila terão cardápio especial junino, alguns com um toque gastronômico, como o quentão de chocolate, e outros tradicionais, como pamonha, milho verde, canjica, caldos e arroz doce. Os preços das comidas e bebidas vão de R$ 5,00 a R$ 40,00.

Para embalar a festa, no sábado, dia 15, o Trio Beijo de Moça comanda o som das 15 às 18 horas. Em seguida, é a vez da dupla Mateus e Murilo agitar o público com músicas sertanejas, das 18 às 21 horas. No domingo, dia 16, o show musical fica por conta do Trio Concreto, que tocará das 15 às 18 horas, e da dupla Ângelo & Thiago, das 18 às 21 horas.

E não para por aí: nos dois dias vai rolar pescaria com direito a prêmios, além do touro mecânico, que promete divertir o público de todas as idades. Tudo isso acontece em meio a uma decoração junina especial.

mesa festa junina

Confira abaixo as comidas típicas que estarão disponíveis na festa junina da Vila:

Food Park:
Sanduíche de carne louca – Bello Apetite
Caldo de feijão – Bello Apetite
Sanduíche de Pernil – Classe A
Pamonha – Classe A
Torresmo – Classe A
Licor de Genipapo e Jabuticaba – Classe A
Milk Shake de milho – My Oh My
Quentão de chocolate – My Oh My
Caldos diversos – Abade Pizza Frita
Bolo de coco gelado – Malucake
Milho doce – Malucake
Vinho quente – Malucake
Vinho quente com frutas – Nikas
Espetinho – Nikas
Vinho quente – La Polenta
Canjica – Macondo
Arepa – Macondo
Pastéis diversos – Pastel Gourmet
Waffle com creme de paçoquita – Waff

Praça de eventos
Crepes – Crepe Mania
Caldos e cremes quentes – Bowl Caldos
Arroz doce – Tio João
Quentão – Molecular

Lojas
Quindim – Doro
Arroz doce com manga – Thaitai
Pastel de camarão e shimeji – Thaitai
Arepas – Cantinho da Arepas
Tequenhos – Cantinho das Arepas
Milho verde – Bar Lá em Cima

vilabutantan.png

Informações: Vila Butantan

Marca de queijos veganos premiada mundialmente desembarca no país

Violife, marca de queijos veganos de origem grega, premiada mundialmente, anuncia o lançamento de sete tipos de queijo de origem 100% vegetal no Brasil. A partir de agora, os consumidores podem encontrar nas melhores lojas e supermercados do país com uma linha completa nos sabores mozzarela, feta, original, prato, provolone, parmesão e tradicional. Toda linha possui certificação kosher, é livre de conservantes, soja, nozes, glúten e usam aromatizantes naturais.

A empresa, de origem grega e com forte atuação no mercado americano, europeu e outros mercados globais tem agora como objetivo atender uma demanda em constante crescimento no Brasil e que busca alimentos saudáveis, livres de derivados de origem animal.

De acordo com pesquisa da Mordor Intelligence divulgada em 2018, o mercado de substitutos de laticínios no Brasil é impulsionado pela forte demanda entre consumidores veganos, que buscam uma alimentação saudável e até pessoas com problemas de saúde como colesterol elevado. Os produtos servem ainda como alternativa no cardápio de pessoas que sofrem com algum tipo de intolerância à lactose ou alergias. Segundo a Food Allergy Initiative, a alergia ao leite de vaca é a principal alergia alimentar no Brasil.

Sabor marcante

Os queijos veganos da Violife ficaram entre as 20 marcas de queijo mais vendidas no Reino Unido em 2018, sendo o primeiro do tipo vegano a aparecer na pesquisa da The Grocers. O produto também foi considerado o melhor produto vegano na região, vencendo o prêmio PETA UK Vegan Food Awards 2015.

“O queijo Violife é unanimidade entre as pessoas que já experimentaram. No teste cego, é muito comum confundirem os produtos com o queijo de origem animal”, explica Paulo Treu, diretor da Global Picks Brasil, empresa responsável pela venda no País. A empresa afirma que o tipo mozzarella, por exemplo, é macio, derrete com perfeição e ‘estica’ durante a mordida. Todos os produtos oferecem cremosidade e sabor comparáveis aos principais queijos da cozinha italiana.

A textura resulta da técnica de processamento, que conta com processo de embalamento especial por meio de atmosfera controlada e estéril. A qualidade diferenciada permite que os produtos Violife alcancem tempo de prateleira muito elevado – entre 10 a 12 meses sem qualquer uso de conservantes.

violife.jpg

Vegetarianismo em alta

No Brasil, 14% da população se declara vegetariana, segundo pesquisa do Ibope Inteligência feita em abril de 2018. Nas regiões metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro, esse percentual sobre para 16%. A estatística representa um crescimento de 100% em relação a 2012. Hoje, o número representa quase 30 milhões de brasileiros que se declaram adeptos a esta opção alimentar – um número maior que a população de toda Austrália e Nova Zelândia juntas.

Informações: Violife Brasil

É possível conciliar low carb e vegetarianismo

Os nutrientes necessários para manutenção da saúde do organismo devem ser buscados em boas fontes de proteínas e gorduras provenientes dos vegetais

É muito comum as pessoas atestarem que não é possível conciliar o vegetarianismo à estratégia alimentar low carb. Isto porque a prática se caracteriza por reduzir o consumo de carboidratos e por buscar as calorias necessárias para o corpo humano em proteínas, principalmente, as encontradas em produtos de origem animal.

Ao contrário da impressão corrente, a Associação Brasileira LowCarb (ABLC) afirma que é perfeitamente possível adaptar a estratégia low carb aos hábitos alimentares dos vegetarianos. Como no vegetarianismo é excluído total ou parcialmente um grupo de macronutrientes que provem aminoácidos e ácidos graxos essenciais à vida humana, a ABLC recomenda que, quem optar por adotar esta estratégia alimentar, seja num contexto low carb ou não, busque ajuda de um nutricionista e/ou profissional da área de saúde para que sua dieta seja adequada às suas necessidades.

Além de ser uma estratégia que restringe carboidratos, a low carb é uma prática alimentar que se baseia no consumo de alimentos naturais e na restrição de alimentos ultraprocessados. Então, se alguém deseja aderir à prática deve evitar açúcares, farináceos e o excesso de amido, que se transformam em glicose no sangue, levando ao aumento do hormônio insulina e, consequentemente, ao maior armazenamento de gordura no corpo.

Segundo o diretor-presidente da ABLC, José Carlos Souto, muitos vegetarianos quando iniciam a prática sem acompanhamento de um profissional de saúde tendem a optar por uma dieta baseada em pães, massas, bolos e batatas fritas, a fim de buscarem a energia necessária para o bom funcionamento do corpo, já que folhas verdes tais como couve, espinafre, alface, agrião e rúcula, não apresentam calorias significativas e, isoladamente, não conferem saciedade.

abacate

Com a proteína da carne banida de sua dieta, Souto esclarece que os vegetarianos devem ter como principal fonte de calorias, não os carboidratos refinados e industrializados, mas as boas gorduras, que podem ser encontradas em diversos produtos vegetais, como: frutas (abacates); oleaginosas (nozes, castanhas, macadâmias, amêndoas); laticínios (principalmente queijos e manteiga) e azeite de oliva e óleo de coco. Além disso, o aporte proteico adequado também deve ser garantido em uma dieta vegetariana bem formulada.

De acordo com o médico, ovos também são importantes aliados nessa estratégia alimentar, pois, além de serem excelente fonte de gordura, são ricos em proteína. “Para quem não apresenta problemas de digestibilidade e autoimunidade, comer feijões e lentilhas é recomendável, pois também colaboram no aporte de proteínas”, explica o diretor-presidente a ABLC.

beringela pixabay

Pessoas que aderiram à low carb e optaram por não consumir carnes podem achar que o vegetarianismo é incompatível com essa prática alimentar. Como dito, não é viável ter como base da alimentação humana somente folhas verdes. Conforme Souto, quando combinados a boas fontes de proteínas vegetais, os vegetais folhosos e, também, os vegetais de baixo amido (couve-flor, berinjela, brócolis, cenoura, cebola, alho etc.) são unanimidade em termos nutricionais, estando universalmente associados a bons desfechos de saúde em 100% dos estudos clínicos.

Frutas devem ser ingeridas com parcimônia

Enquanto hortaliças podem fazer parte basicamente de qualquer dieta, a ingestão de frutas deve estar de acordo com a necessidade de cada pessoa. O diretor-presidente da ABCL explica que se o objetivo não é a necessidade de controle de peso, o consumo de frutas sem restrições é uma opção.

blueberry mirtilo pixabay
Pixabay

“Se a pessoa precisa perder peso ou já tem resistência à insulina, glicose no sangue se alterando, mas não tem diabetes, é recomendado consumir frutas com moderação”, diz Souto. Neste caso, é melhor optar por frutas menos açucaradas. As campeãs nesse quesito são coco e abacates. As frutas vermelhas, tais como morango, mirtilo, framboesa e amora, também têm poucos açúcares e são boas opções. Outras, como ameixa, melão, pêssego, laranja, maçã, e mamão, contêm níveis moderados de açúcar e podem se adequar à dieta.

Entre as frutas contendo mais açúcares estão banana, figo, uva, manga, abacaxi e melancia. Caso não haja problemas de saúde, estas frutas podem ser consumidas, desde que tenha atenção às quantidades. Essas questões são individuais, e um nutricionista pode ajudar a calcular as porções adequadas, de acordo com as necessidades e objetivos de cada um. Para os adeptos de very low carb (VLC), essas frutas devem ser evitadas. A banana, por exemplo, é tão açucarada que equivale neste quesito a mais de 20 morangos.

Apesar de não serem proibidas em uma estratégia alimentar low carb, Souto destaca que frutas não são bons lanches para se fazer de estômago vazio. Isto porque os níveis de glicose no sangue podem se elevar rapidamente, ocasionando fome uma ou duas horas depois, assim que os níveis voltarem a baixar. Conforme o diretor-presidente da ABLC, a melhor opção de lanche numa estratégia low carb é aquela que une boa proteína e boa gordura.

Assim como em qualquer outra dieta, é possível conciliar a opção pessoal de restringir o consumo de produtos de origem animal, como no caso do vegetarianismo. Contudo, recomenda-se que haja acompanhamento de um nutricionista com experiência no assunto a fim de garantir que a estratégia seja corretamente formulada e bem-sucedida.

Fonte: ABLC

Especialista indica alimentos com ação desintoxicante e antioxidante

Expert em implantação de spas no mundo e idealizadora do tratamento Detox Power faz seleção especial de alimentos benéficos para o organismo

Uma das principais consultoras em spas do mundo, certificada pelo The Chopra Center e idealizadora do tratamento Detox Power, Renata de Abreu, destaca alimentos altamente benéficos para o organismo, com ingestão indicada sempre que possível. De acordo com a Medicina Ayurveda, a qualidade dos alimentos, o tipo de alimento e o ambiente em que comemos influenciam na capacidade de digestão do organismo, tanto para o bem quanto para o mal. Para auxiliar e combater as toxinas diárias ingeridas pelo dia a dia, a especialista selecionou alguns produtos que irão auxiliar nesse combate. Confira abaixo algumas dicas.

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

Cúrcuma: seu principal princípio ativo é a curcumina, que já apresenta diversas comprovações científicas a respeito dos seus benefícios à saúde, como antioxidante, anti-inflamatória, antiviral, antifúngica, antisséptica, com atividade contra Alzheimer, Parkinson, câncer, diabetes, alergias, artrites e auxilia no tratamento do colesterol aumentado, das doenças autoimunes e cardiovasculares. Na Medicina Ayurvédica é indicada para tratar distúrbios do fígado, reumatismo, doenças de pele, diabetes, anemia, gastrite, endometriose, colite, asma, bronquite e hipercolesterolemia. Quando utilizada externamente, é eficaz para o tratamento de dermatites, eczemas e psoríase. Age também como adstringente e purificadora.

chia pixabay
Pixabay

Chia: devido ao seu enorme poder antioxidante e nutrientes como ômega 3, cálcio, magnésio, manganês, fósforo, proteínas e fibras, as sementes de chia são úteis no processo de emagrecimento, prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes e tumores. A semente de chia é eficaz como agente detox, pois auxilia no processo de emagrecimento devido à sua capacidade de proporcionar a sensação de saciedade, evitando que a pessoa consuma calorias extras de outros alimentos.

limao

Limão: o suco de limão é um excelente desintoxicante para o organismo. Além de antioxidante e rico em potássio, clorofila e fibras ele ajuda a alcalinizar o sangue, eliminando toxinas do organismo, diminuindo assim os sintomas da fadiga e melhorando a disposição para realizar as suas tarefas diárias.

gengibre

Gengibre: apresenta uma substância chamada gingerol, dotada de propriedades, antioxidantes, anti-inflamatórias e antimicrobianas que protegem o nosso organismo. O gingerol é responsável pelo sabor picante do gengibre. As propriedades terapêuticas do gengibre se devem à ação conjunta de várias substâncias, principalmente encontradas no óleo essencial do gengibre, rico nos componentes medicinais cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona. O gengibre também é rico em substâncias termogênicas que ativam o metabolismo do organismo e podem potencializam a queima de gordura corporal e a eliminação de líquidos. Pode também ser utilizado para promover a secreção gástrica, aumento dos movimentos intestinais, os níveis de colesterol, regular a glicose no sangue e estimular a circulação periférica. Atua como um anti-inflamatório natural, melhora a saúde digestiva e tem efeitos sobre o sistema nervoso. O gengibre estimula os sucos gástricos e facilita a absorção dos nutrientes dos alimentos.

Detox Power

A técnica do Detox Power, criada por Renata de Abreu, reúne quatro terapias ayurvedas muito poderosas para promover a desintoxicação com foco na digestão e na correta eliminação, promovendo a desinflamação dos tecidos que ocorre pela permanência de toxinas no corpo. Renata de Abreu, por sua vez, é empresária e instrutora certificada pelo The Chopra Center, escola do renomado médico e escritor indiano, radicado nos Estados Unidos, Deepak Chopra.

Primeira da zona norte de São Paulo, Feira de Orgânicos Lar Center completa um ano

Há um ano, o Shopping Lar Center, em parceria com a AAO – Associação de Agricultura Orgânica, promove todos os domingos pela manhã uma feira exclusiva de produtos orgânicos ao ar livre. Montado em uma área reservada do estacionamento, o evento reúne vários produtores que vendem verduras, legumes, frutas, hortaliças, temperos, laticínios, molhos, geleias, castanhas, cereais, bolos e pães, além de cafés, sucos, chás e vinhos orgânicos.

Cultivados em um sistema que respeita os ciclos naturais, beneficiando a biodiversidade e reduzindo os impactos ao meio ambiente, os produtos orgânicos são livres de agrotóxicos e se destacam pelo sabor e aroma mais intensos. De acordo com dados divulgados pelo Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), 15% da população brasileira têm o hábito de consumir orgânicos regularmente.

“Temos o compromisso de sempre oferecer ações inéditas e diferenciadas aos nossos clientes, atendendo a todos. A Feira de Orgânicos Lar Center foi a primeira da zona norte e, desde a sua inauguração, teve excelente aceitação dos moradores dos bairros no entorno, bem como de frequentadores do empreendimento que não residem na região. A feira, que valoriza os pequenos produtores e contribui para a disseminação da importância do consumo de produtos orgânicos, recebe público diverso todos os domingos e já se tornou um local de encontro semanal de muitas pessoas e famílias”, afirma Fabiana Teixeira, gerente de marketing do Shopping.

Feira de Orgânicos LAR CENTER - 03

Além de comprar alimentos saudáveis e altamente nutritivos, os consumidores têm a oportunidade de desfrutar de um delicioso café da manhã orgânico e participar de várias ativações, como workshops, bate-papos com renomados profissionais e exercícios físicos relaxantes. Dentre os diferenciais do evento estão uma área exclusiva para as crianças brincarem, espaços para refeição e convivência, bicicletário e bebedouros para os pets, que também são muito bem-vindos no Shopping.

Fabiana reforça que são realizadas com frequência atividades educativas e lúdicas para as crianças, que podem brincar e se divertir enquanto os pais fazem as compras na Feira de Orgânicos. Em junho, dando continuidade às ações de entretenimento e lazer para toda a família, o Lar Center promoverá, em parceria com a PlayDate – movimento de mães em apoio à maternidade consciente -, aulas de jardinagem, oficinas de pintura em tela, contação de histórias e oficinas para confecção de adereços juninos.

Feira de Orgânicos LAR CENTER - 05

Oficinas Infantis – Junho
Dia 9/06: Aulas de jardinagem – às 10h e às 11h
Dia 16/06: Oficinas de pintura em tela – às 10h e às 11h
Dia 23/06: Oficinas para confecção de adereços juninos – às 10h e às 11h
Dia 30/06: Oficinas para confecção de adereços juninos – às 10h e às 11h

Feira de Orgânicos LAR CENTER - 04

Serviço – Feira de Orgânicos Lar Center
Quando: Todos os domingos
Horário: Das 8h às 13h
Local: Estacionamento do Shopping Lar Center
Endereço: Av. Otto Baumgart, 500 – Vila Guilherme – São Paulo/SP

Três quitutes para uma festa junina deliciosa e saudável

A Chef funcional Lidiane Barbosa ensina três receitas para continuar saudável nas festas juninas.

Bolo de fubá com coco e açafrão

bolo de fubá.jpg

Ingredientes:
3 ovos
1/2 xícara de açúcar de coco ou eritritol (1/2 xicara menos 2 colheres de sopa)
1 xícara de fubá fino orgânico
4 colheres de sopa de manteiga ghee líquida
1/2 xícara de leite de coco caseiro
1 xícara de coco seco em pedaços ou em lascas
1 colher de sopa de fermento caseiro
1 colher de chá de açafrão em pó.

Modo de preparo
Bata no liquidificador os ovos e o açúcar por 5 minutos. Acrescente os demais ingredientes aos poucos deixando por último o fermento. Coloque em uma forma pequena untada com ghee e polvilhe fubá fino. Asse em forno pré aquecido 180ºC por 30 minutos. Quem gosta de pedaços de coco, coloque em lascas e não bata no liquidificador. Quando a massa estiver pronta, coloque em um bowl e misture delicadamente.

Bolo de Milho

bolo de milho

Ingredientes:
3 a 4 ovos – se forem grandes, optem por ter ovos.
1 xícara (chá) de eritritol em pó ou xilitol* pó ou açúcar de coco (se você utiliza açúcar mascavo ou demerara, pode ser também) *antes de substituir seu açúcar por xilitol, faça alguns testes. Em algumas pessoas, ele pode ter efeito laxativo.
½ xícara (chá) de fubá fino orgânico
¾ de xícara (chá) de manteiga ghee ou de óleo de coco – liquidos
400g de milho cozido ou 2 xícaras (chá)
¼ de xícara (chá) de farinha de linhaça – opcional
1 ½ xícara (chá) de leite de coco caseiro
1 colher (sopa) de fermento caseiro
opcional: 1 colher (chá) de canela em pó
Lembrando que: a manteiga ghee, o leite de coco e o fermento em pó, já ensinei em vídeos anteriores à esse.

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma média com manteiga ghee ou óleo de coco e polvilhe fubá fino orgânico. No liquidificador, bata os ovos e o eritritol em pó ou açúcar de sua escolha. Bata bem, por 3 minutos. Coloque o fubá e o leite de coco e bata mais um pouco, até obter uma massa homogênea. Por último o milho, a farinha de linhaça e o fermento. Bata obter uma massa lisa. Coloque a massa na assadeira e leve a forno pré aquecido por 40 à 45 minutos.

Pipoca Doce com Caramelo de Coco e Flor de Sal

pipoca doce.jpeg

Ingredientes:
1 xicara de chá de milho de pipoca orgânico
2 colheres de sopa de óleo de coco extravirgem
3 colheres de sopa de açúcar de coco
1/4 de xicara de água flor de sal

Modo de preparo:
em uma panela coloque o óleo de coco. Deixe esquentar um pouquinho e adicione o milho. Mexa um pouco e deixe que a pipoca estoure. Abaixe o fogo e deixe que ela estoura sozinha. Retire a pipoca da panela, coloque em um bowl. E na mesma panela adicione o açúcar e a água e mexa por 5 minutos, até formar um caramelo. Adicione a pitada de flor de sal e na mesma panela adicione a pipoca já estourada. Mexa delicadamente e sirva em seguida.

Fonte: Chef Funcional Lidiane Barbosa

Cuidados com a alimentação nas festas juninas

Junho é mês de festas e, é claro, de mesa farta. Com o período junino, a variedade de pratos típicos aumenta nos restaurantes, lanchonetes e supermercados em todo o Brasil. Pensando nisso, a nutricionista Talitta Maciel, do canal de Assinaturas Nutriflix, fez uma lista de substituições inteligentes para comidas juninas. Confira:

Piores alimentos das festas juninas

1. Quentão

quentão_
Além do alto valor calórico devido ao álcool, o quentão é uma bebida que pode prejudicar a saúde. Se consumido em excesso pode deixar uma pessoa embriagada e com sérios problemas no fígado, como uma inflamação tóxica, também por causa do álcool.

2. Cocada

cocada2
Além de rica em óleo, devido aos triglicerídeos existentes no coco, a cocada leva muito açúcar e, por isso, pode gerar problemas como a descompensação do diabetes.

3. Pastel

Pastel de Carne
Vilão já bem conhecido, este quitute tem excesso de gorduras saturadas e uma quantidade muito grande de carboidratos refinados. É uma bomba calórica para quem deseja perder gordura corporal e uma granada para quem tem problema com o excesso de açúcar no sangue.

4. Canjica

canjica com amendoim
Se não levasse tanto açúcar, seja refinado ou mascavo, esta preparação seria ideal, pois tem grande quantidade de proteínas e exerce efeito na diminuição do apetite. Mas, como é adoçada, entra na lista dos alimentos menos recomendados.

5. Arroz doce

arroz doce pinterest
Como se não bastasse o refino do arroz, levando-o a ser um alimento que libera grandes quantidades de açúcar no sangue de uma só vez, este é um prato preparado também com açúcar refinado. É determinantemente proibido para quem está no estado de pré-diabetes ou de diabetes.

Melhores alimentos das festas juninas

1. Cuscuz

Cuscuz-Paulista2-659x371
Feita de milho, esta preparação não precisar ser adoçada. É gostoso por natureza e rico em vitaminas do complexo B. Se vier com ovo, raspa de coco e leite, fica rico em proteína e melhora a velocidade com que a glicose entra no corpo.

2. Batata doce assada

batata doce szafirek
Foto: Szafirek/Morguefile

Ideal para os diabéticos. Este alimento tem um baixo índice glicêmico, ou seja, uma baixa velocidade de entrada do açúcar no sangue. Gera uma saciedade prolongada e é o mocinho do dia da festa.

3. Milho cozido

milho alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Rico em fibras. Este alimento tem efeito moderador no apetite e o carboidrato presente no grão tem vitaminas que ajudam a ativar o metabolismo. Tem valor calórico baixo se comparado com grande parte das preparações da festa junina.

4. Curau

curau
Este quitute é derivado do milho e também leva leite, uma fonte de proteína. Combinação ideal para uma pequena refeição. Para quem precisa perder peso e não consegue resistir aos doces, vai bem como uma sobremesa, mas também deve ser consumido com moderação.

5. Bolo de fubá

bolo de fubá
É uma excelente preparação. Leva ovo, leite e é rico em fibras. O carboidrato do bolo de fubá, por ser misturado a esses produtos, tem índice glicêmico melhorado. Cuidado com a adição de açúcar e com a quantidade ingerida. Minha sugestão é comer uma ou duas fatias

Dicas para não enfiar o pé na jaca na festa junina:

1. Escolher uma ou duas fontes de carboidratos e comer como se fosse uma refeição. Não sair beliscando todas as preparações e alimentos.
2. Planeje o que você realmente gosta de comer, e sempre coma uma proteína, como um churrasquinho, juntamente com a preparação mais doce.
3. Não beba mais que 100 ml no momento em que estiver se alimentando. Beber mais pode acabar com a sua festa devido a uma possível indigestão, com sintomas que vão desde um desconforto no estômago a uma diarreia.
4. Não tempere muito os alimentos, ainda mais quem está com o estômago mais sensível.
5. Coma, preferencialmente, sentada(o) em uma mesa. Assim focará mais a atenção no que come e, possivelmente, comerá menos.
6. Deixe o doce para o final. Principalmente se for mulher. Deixe o sabor doce ficar na boca por mais tempo. Isso evitará o excesso do açúcar.
7. Não beba álcool demasiadamente.

Armadilhas

=Pipoca: rica em manteiga e sal – 50g de pipoca salgada, feita com óleo e sal, contém, em média, 200kcal.
=Paçoca: rica em açúcar de rápida absorção.
=Milho verde: fonte de carboidrato, na festa junina ainda carrega excesso de sal e muitas vezes manteiga.
=Pé de moleque: rica em açúcar e calorias, contem gordura.

No frio a fome aumenta e a pessoa pode engordar ainda mais se comer este tipo de comida? Sim, quando ingerimos mais calorias do que gastamos, aumentamos nossos estoques, o nosso balanço energético fica positivo e ganhamos peso.

Trocas Inteligentes: 

Arroz doce (100g = 160 calorias): o arroz é rico em carboidratos e tem elevado teor energético. Fonte de cálcio, o arroz doce pode ter seu valor calórico reduzido para 87 calorias (100g) através da troca de alguns ingredientes, como leite integral pelo desnatado e açúcar por adoçante artificial.

Bolo de fubá (100g = 350 calorias): rico em carboidratos e com elevado teor energético, o milho ainda é boa fonte de fibras e vitamina A. As calorias podem ser reduzidas para 222 (100g) optando por leite desnatado e adoçante artificial para forno. A mesma substituição pode ser feita para o bolo de milho, reduzindo as 311 calorias para 178 (100g) e para a canjica, diminuindo de 226 para 165 calorias (100g).

Pamonha (100g = 171 calorias): de preferência para adoçante artificial, leite desnatado e margarina light no preparo do prato, o que reduz para 162 calorias a cada 100g.

Pipoca: pode ser preparada sem óleo ou manteiga. Na hora de salgar, utilize sal em spray. Além de temperar por igual, essa salmoura hidrata a pipoca, corrigindo o ressecamento causado pela ausência de gordura.

maria tapioca3

Tapioca: rica em carboidratos e com elevado teor energético, a tapioca é produzida a partir da mandioca. Porém, o valor calórico varia de acordo com o tipo de recheio.
Deste modo, a dica é optar por recheios de frutas, evitando combinações com muito açúcar, leite de coco e leite condensado.

Pé-de-moleque (100g = 487 calorias); paçoca (100g = 484 calorias): o amendoim é classificado como uma semente oleaginosa, rica em potássio, magnésio, ferro, cálcio, zinco, fibras e gordura. Devido ao alto índice de gordura, tem elevado teor calórico e, por isso, deve ser consumido com moderação.

Pinhão (100g = 174 calorias): fonte de carboidratos, o pinhão tem um significativo teor de proteínas, minerais e vitaminas do complexo B. Suas propriedades auxiliam no aumento de anticorpos no organismo.

Vinho quente

Vinho quente (100ml = 120 calorias): por ser proveniente da uva, o vinho possui substâncias antioxidantes como os flavonoides – que combatem os radicais livres – e o resveratrol – que possui efeito cardioprotetor. Devido ao seu teor alcoólico, deve ser consumido com moderação.

Serviço: Talitta Maciel, nutricionista do canal de Assinaturas Nutriflix