Arquivo da categoria: alongamento

Seis dicas básicas para quem deseja começar a correr

Educadora física cadastrada no GetNinjas dá orientações de exercícios que podem ser feitos em casa para melhorar o condicionamento físico de corredores iniciantes

Com a flexibilização do isolamento social e a reabertura de parques muitas pessoas querem voltar a se exercitarem. Das diversas modalidades existentes, a corrida é uma das que ganha mais adeptos. Mas, para praticá-la de maneira segura, é preciso tomar alguns cuidados, além de tomar cuidado para não esquecer a máscara em casa. Pensando nisso, a educadora física Thais Nascimento Ghendov Gonçalves dos Santos, que atende pelo GetNinjas, maior aplicativo de contratação de serviços da América Latina, elencou seis dicas básicas para que deseja se iniciar na modalidade. Confira abaixo quais são elas:

Foto: Is-Med.com

1 – Busque um médico: antes de pensar em praticar qualquer atividade física, é essencial procurar por orientação médica, seja por meio de atendimento presencial ou via online. É muito importante que o seu corpo esteja preparado para fazer algo que exige esforço físico.

Foto: Pop Sugar

2 – Fortaleça a musculatura: o segundo passo para começar a correr é fortalecer a musculatura envolvida na atividade. No ambiente das academias de ginástica, há uma diversidade de equipamentos que proporcionam fortalecimento. Porém, há alguns exercícios feitos em casa de forma adaptada que também ajudam a alcançar este objetivo. #DicaNinja: o agachamento, por exemplo, é um ótimo exercício que pode ser realizado em casa e proporciona esse resultado.

Pinterest

3 – Pratique exercícios educativos: somente após o fortalecimento da musculatura é que é recomendado iniciar os exercícios educativos. Eles são chamados de educativos porque são responsáveis pela melhora de cada movimento da modalidade e também ajudam na postura para a execução da atividade. “Eles funcionam como uma dança: primeiro, nós pegamos os passos de cada parte da música, depois, treinamos várias vezes cada um deles e, por fim, juntamos tudo para criar a coreografia”, explica Thais. #DicaNinja: um dos principais exercícios educativos de corrida pode ser feito em casa desta maneira: em pé, sincronize perna direita com braço esquerdo e perna esquerda com braço direito. Comece devagar e aumente a velocidade aos poucos até que o movimento torne uma corrida.

4 – Utilize calçados adequados: um calçado adequado é um item indispensável para praticar corrida, porque, além de contribuir com o seu conforto, previne lesões nas articulações e evita dores nos pés, nas pernas e na coluna. Além disso, te ajuda a ter um rendimento melhor durante a atividade.

5 – Mantenha a regularidade nos treinos: se exercitar no mínimo três vezes por semana é o ideal para alcançar sua meta. O importante é manter o foco e a frequência das atividades.

Foto: Michael Heim/EyeEm/Getty Images

6 – Comece devagar e vá progredindo: comece fazendo pequenas treinos intercalando corrida e caminhada ou corrida e descanso. Assim, seu corpo vai se adaptando à nova rotina e se condicionando. Tente tudo isso na esteira, inicialmente, e, de maneira gradativa, intercale com corrida de rua.

Fonte: GetNinjas

Quais são os benefícios de se fazer alongamento?

Prevenir lesões e preparar o corpo para atividade física são alguns dos pontos positivos na prática do exercício

Reduzir tensões musculares, relaxar o corpo, se preparar para a atividade física, ativar a circulação e melhorar a coordenação são alguns dos benefícios da prática diária do alongamento, como explica Ana Paula Salim, professora de Educação Física do Colégio Presbiteriano Mackenzie (CPM) São Paulo.

StockSnap/Pixabay

Além disso, o exercício deixa os movimentos mais soltos e leves e previne alguns tipos de lesões, como distensões musculares. “Um músculo forte e previamente alongado resiste melhor à tensão do que um músculo forte não alongado”, pontua a professora.

Com a prática do alongamento, os músculos se mantêm flexíveis, fortes e saudáveis. “Nós precisamos dessa flexibilidade para manter uma boa amplitude de movimento nas articulações”, explica Ana Paula.

Por isso, segundo a profissional, é importante manter o costume de fazer uma série de alongamentos diários, porque, sem esse estímulo, os músculos se encurtam e ficam tensos, “tornando-se fracos e incapazes de se estender por todo o movimento”, completa ela. Isso pode causar dores nas articulações, distensões e danos musculares.

Novos hábitos

Pixabay

Atualmente, o país e o mundo têm enfrentado a pandemia da covid-19. O isolamento social é uma das alternativas para achatar a curva de disseminação do novo coronavírus, por isso as aulas a distância e o home office tornaram-se atividades comuns no dia a dia do brasileiro.

“Durante os estudos e o trabalho, principalmente os que ficam horas em uma mesma posição, as pessoas têm uma tendência a sofrer de tensão muscular e/ou estresse”, explica a professora.

É importante frisar que não existe um horário específico e correto para fazer os exercícios de alongamento, mas eles são recomendados, principalmente, antes e após qualquer atividade física. “O alongamento tem o objetivo de eliminar a tensão e melhorar a irrigação sanguínea, aumentando gradualmente a temperatura do tecido muscular preparando a musculatura para o movimento”.

Ainda segundo Ana Paula, o estresse reduz o fluxo sanguíneo, resultando em tensão muscular. Enquanto isso, o alongamento aumenta esse fluxo para os músculos, alivia a tensão e ajuda no relaxamento. Outro ponto relevante é que uma vez que seu sangue bombeia para os músculos, “ele também atinge o cérebro, onde pode efetivamente melhorar o humor”, completa.

“Os alongamentos devem ser feitos sob medida, segundo sua estrutura muscular e sua flexibilidade. O princípio básico está no respeito aos limites do seu corpo, mantendo sempre a postura corporal”.

Segundo a professora, se você quer começar a se alongar em casa, é preciso: disposição, manter a postura corporal e “nunca ultrapassar os seus limites, pois cada pessoa é única”, completa. Como material esportivo você pode usar um colchonete ou até mesmo uma toalha de banho para se deitar. “E uma boa música para relaxar!”, finaliza ela.

Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie

Dor na coluna: veja como fortalecer core de forma simples durante isolamento

Exercício simples pode mudar a rotina de trabalho e até melhorar a qualidade de vida

O momento de quarentena nos convida a ficar mais parados. Colocar uma série em dia, ficar mais tempo sentado durante o home office e encostar no sofá entre uma atividade e outra. Embora essas ações sejam completamente compreensíveis durante o isolamento social, é preciso ficar atento: nosso corpo foi projetado para o movimento.

Como explica Rafael Tomazetti, professor de musculação especializado em treino personalizado da Cia Athletica Unidade Anália Franco, uma das principais ferramentas para manter o equilíbrio do corpo é o fortalecimento do core. Mas o que é isso?

“O core é tudo que está relacionado ao centro do corpo. É dessa região que partem todos os movimentos, portanto é preciso ter uma atenção redobrada, devido às consequências das mudanças da rotina”, explica.

Como nosso corpo foi projetado para se movimentar, é comum sofrer algumas alterações com uma rotina mais desacelerada, como o aparecimento de dores nas costas, dores nos joelhos, desânimo e até mesmo dificuldade para respirar.

Quais são os principais problemas com a falta de fortalecimento do core?

Está com uma dorzinha nas costas? Com a nova rotina, essa queixa tem se tornado cada vez mais comum. É com o fortalecimento do core que conseguimos minimizar os danos do home office e rotina de menos movimentos.

“Um dos primeiros sintomas de um corpo pouco fortalecido são as dores na coluna vertebral, principalmente na região lombar. Isso acontece principalmente pelo core pouco fortalecido”, explica.

Outros problemas podem ser desenvolvidos pela falta de fortalecimento do centro do nosso corpo. “A falta de sustentação do tronco ou mal condicionamento da musculatura do core podem causar inúmeros problemas no corpo todo por falta de alinhamento. Sem contar que a dor nos impede de fazer atividades básicas do dia a dia”.

Como fortalecer o core dentro de casa, sem lesões?

O educador físico ressalta que é importante planejar o dia com hábitos saudáveis, e se exercitar não é apenas um fator estético. Atividade física tem um poder indiscutível para ganhar disposição, aliviar o estresse, diminuir a ansiedade e, além disso, fortalecer o sistema imunológico.

É possível condicionar essa região com apenas um exercício: a tradicional prancha ventral. “O movimento gera estabilidade na coluna vertebral e proporciona força. O ponto chave para realizar esse exercício é alinhar cabeça, tronco e quadril no mesmo plano, e ativar a musculatura do abdômen sugando o seu umbigo nas costas”, orienta o educador físico.

Esse tipo de exercício é extremamente simples, e são exige nenhum tipo de equipamento: apenas um espaço em que caiba o seu corpo inteiro. Depois que o praticante se acostumar com a prancha, ó possível variar nas posições e alternar com exercícios que movimentem outras regiões, para não ficar monótono.

Veja um treino simples montado pelo professor:

prancha ventral
Prancha ventral

ponte dorsal
Ponte Dorsal

· Realizar 20 segundos de prancha ventral e depois 20 segundos de ponte dorsal, descansando 30 segundos entre as séries. É importante repetir de duas a três vezes.
· As repetições devem ser alternadas: faça um exercício e em seguida execute o outro, lembrando de sempre respeitar o tempo de descanso.
· Não se esqueça de alongar no final do exercício. O relaxamento pode proporcionar mais ainda uma sensação de alívio.

Fonte: Companhia Athletica

Receita de verão Superbom: suco de tangerina com lichia

Com a chegada do calor a vontade de consumir pratos e bebidas mais leves e refrescantes aumenta. Para ajudar as pessoas que gostam de preparar receitas em casa e variar no menu, a Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, apresenta como sugestão a receita de suco de tangerina com lichia, saboroso e nutritivo.

“A lichia é fruta típica do verão rica em carboidratos, fibras e vitaminas como a vitamina B e C. Além disso, o alimento também possui antioxidantes que auxiliam na redução do colesterol ruim (LDL) e aumento do colesterol bom (HDL)”, destaca a nutricionista Bruna Pavão, responsável pela elaboração da receita.

Suco de Tangerina com Lichia

Ingredientes:
Meia xícara (chá) de suco de tangerina Superbom
Meia xícara (chá) de água de coco gelada
6 unidades de lichia sem casca e sem caroço
1 colher (chá) de gengibre ralado
Pedras de gelo

Modo de preparo:
Em um liquidificador, bata bem todos os ingredientes. Sirva gelado.

Tempo de preparo: 15 minutos.
Rendimento: cerca de 2 porções.

suco-de-tangerina-e-lichia-2

Fonte: Superbom

É possível manter uma boa alimentação durante uma viagem?

Quem nunca saiu de uma dieta durante uma viagem? A nutróloga Marcella Garcez explica que manter-se regrado não é tão difícil como parece

Viajar e conhecer novos lugares é uma ótima experiência, muito pelo fato de nos desligarmos um pouco da nossa rotina habitual. Porém, essa mudança de rotina geralmente afeta bastante a nossa alimentação, pois, quando estamos viajando, acabamos optando por refeições fora de casa – muitas vezes através de alimentos de caloria vazia.

“É possível, sim, manter uma alimentação regrada durante uma viagem, mas é preciso organização prévia e força de vontade”, afirma Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia.

A dificuldade já começa no local de embarque. “Muitas vezes não temos boas opções para ingerir alimentos saudáveis nos aeroportos e rodoviárias. A saída é se programar antes: compre snacks saudáveis, barrinhas, leve frutas e prepare lanches naturais para levar com você durante o percurso. Dessa forma você garante lanches leves e saudáveis, com o bônus de gastar menos dinheiro”, destaca.

Uma vez que já estamos no local da viagem, não é tão difícil como parece. Marcella sugere não pular nenhuma das grandes refeições (café da manhã, almoço e jantar), nem as realizar muito distante do horário habitual, pois isso faz com que a rotina se perca, nos deixando mais suscetíveis a sair do foco.

café da manhã viagem.jpg

“Ao acordar, faça um café da manhã reforçado, com frutas, ovos ou iogurte, cereais, aveia etc. Evite pães brancos, bolos e biscoitos. “Não saia de casa ou do hotel sem estar bem alimentado, pois a fome virá quando estiver na rua, e as opções diversas que a rua oferece pode acabar te seduzindo”, alerta.

prato-comida

Quanto ao almoço e ao jantar, o ideal é preparar a própria refeição. Como nem sempre é possível – e nem mesmo desejável –, nesse caso dê preferência a restaurantes que possuem opções saudáveis e nutritivas. “Escolha alimentos naturais, incluindo os molhos, temperos e bebidas. Ainda que seja tentador, não exagere na sobremesa”, sugere a especialista.

Durante os passeios, evite comer petiscos de ambulantes, pois não se sabe a procedência do alimento e ninguém quer correr o risco de passar mal durante uma viagem, não é? Recorrer aos fast-foods? Nem pensar.

praia comida

“Para esse tipo de passeio, a dica é a mesma do local de embarque: prepare previamente o que for consumir. Lanches naturais são sempre uma ótima opção, pois matam a fome de maneira saudável. Uma visita a mercados que vendem alimentos frescos locais sempre é um bom programa e uma oportunidade para se abastecer de snacks saudáveis e frutas para os passeios. E não se esqueça de se hidratar bastante, preferencialmente tomando água”, ressalta.

Por fim, a pergunta que não quer calar: não posso comer nada fora da dieta? A nutróloga esclarece: “Pode. Tudo é uma questão de equilíbrio. É claro que, muitas vezes, em uma viagem, queremos conhecer a cultura local e seus pratos típicos e isso deve ser incentivado. Só não vale exagerar e comer ‘errado’ em todos os dias da viagem, pois dessa forma a dieta vai por água abaixo, além do fato que a má alimentação prejudica a nossa saúde”, finaliza

Fonte: Marcella Garcez é médica Nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran. A médica é Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

Sucesso no Rio, sanduíche de sorvete chega a São Paulo

Toutsie combinou três delicias da gastronomia internacional para criar uma sobremesa personalizada de sorvete, brownie e macaron

Após cair no gosto dos consumidores do Rio de Janeiro, a Toutsie chegou a São Paulo em setembro. A primeira unidade da marca na capital foi instalada no Shopping Pátio Paulista, na região da Avenida Paulista. E, agora em outubro, a marca ganha a segunda Shopping Vila Olímpia, na zona sul da Capital.

Inspirada nas delicadas confeitarias francesas e nas sorveterias americanas, a versão brasileira do sanduíche de sorvete permite que o consumidor personalize a própria sobremesa.

Toutsie

“O cliente escolhe os ingredientes do início ao fim da preparação. Essa liberdade e mistura, fazem com que cada pessoa crie seu sabor favorito”, explica Rodrigo Wanderley, diretor de expansão e cofundador da Toutsie, que conheceu o produto durante viagens ao exterior com a sócia.

Para chegar à receita ideal, os fundadores da marca fizeram testes ao longo de um ano. Os experimentos, com produtos de alto padrão, levaram a um equilíbrio entre diferentes sabores, texturas e temperaturas.

Toutsie

“Essa união harmônica e inédita entre sorvete, brownie e macaron permite uma experiência muito diferente, já que o nosso cliente consegue comer o sanduíche de sorvete na mão, sem que ele derreta rapidamente, além de poder da um volta ao mundo em uma mordida”, brinca Fernanda, diretora comercial e cofundadora da Toutsie.

Toutsie
Foto: Rodrigo Azevedo

Com a personalização, o cliente terá centenas opções de combinações diferentes. “Cada visita às nossas lojas, o consumidor terá uma experiência nova. Ou, se preferir, pode repetir sempre o seu próprio sanduíche”, finaliza Rodrigo.

sorvete macaron

A empresa foi criada no Rio de Janeiro, em 2017, e conta com três operações no estado fluminense. Sucesso entre os cariocas e turistas, a rede irá inaugurar quatro unidades ainda este ano em São Paulo e tem previsão para mais dez lojas no primeiro semestre de 2020.

Informações: Toutsie

Fisiologista do HCor aponta benefícios da atividade física em dias frios

Queda das temperaturas aumenta a queima de calorias, pois acelera o metabolismo para manter o corpo aquecido

Com a queda das temperaturas nas estações de outono e inverno muitas pessoas deixam a atividade física de lado, seja pelo clima mais gelado ou pela falta de motivação para encarar o frio. O que poucos sabem é que estas estações são ideais para se exercitar, pois há um aumento da queima de calorias para que o corpo fique aquecido.

“Para manter a temperatura do organismo o metabolismo acelera seu funcionamento o que, consequentemente, aumenta também o apetite. É importante destacar que os resultados podem variar muito de acordo com cada pessoa, pois dependem da quantidade e da intensidade dos exercícios”, explica o fisiologista do esporte do HCor, Diego Leite de Barros.

Outros fatores importantes são a alimentação adequada e também as roupas utilizadas. “Mesmo na prática de atividades ao ar livre é importante usar roupas leves de tecido como a poliamida, por exemplo. Muitas roupas podem abafar o corpo o que irá acarretar na perda de sais minerais em excesso, o que não é recomendado”, salienta o fisiologista do HCor.

Sem parar

Em média, a aptidão cardiorrespiratória diminui cerca de 20%, entre um e dois meses, caso seja interrompida a frequência da prática de atividade física. Para evitar que isso aconteça o fisiologista do HCor tem algumas dicas.

Stocksy mulher exercicio inverno

1- Preparação – é preciso redobrar atenção. Aquecimento e alongamento devem ser mais demorados, pois o corpo levará mais tempo para atingir a temperatura ideal para a atividade física.

mulher meia idade tomando agua

2- Hidratação – fundamental antes, durante e depois dos exercícios, pois o corpo perde líquido com a transpiração, mesmo em dias mais frios.

treino corrida inverno3333333

3- Proteção – use roupas e calçados adequados e confortáveis para o clima frio, que não prejudiquem a mobilidade e consigam manter o corpo aquecido. Uma das grandes preocupações é evitar a hipotermia, quando o corpo perde calor em excesso.

shutterstock mulher corrida inverno
Shutterstock

4- Ar livre – verifique as condições do vento e temperatura antes de sair para um ambiente externo. O ideal é escolher um horário com sol e se não for possível quando a temperatura do dia estiver mais quente para estimular os músculos durante o exercício.

corrida caminhada inverno

5- Escolha – cada pessoa tem preferência por uma determinada atividade, mas o ideal é manter a regularidade. Nos dias frios, caminhada, corrida e futebol são ótimas opções.

Fonte: HCor

Dia do Cacau: quem nunca se rendeu aos sabores e prazeres do chocolate

Quase unanimidade quando o assunto é agradar o paladar, o chocolate não poderia deixar de ter uma data especial: nesta terça-feira, 26 de março, é comemorado o Dia do Cacau. Para celebrar essa fruta símbolo do Brasil, a Sesi-SP Editora separou sugestões de livros que trazem saborosas receitas, como o Receitinhas Para Você – Chocolate.

receitinhas para você.jpg

Neste livro, é possível encontrar receitas de bombons (simples, crocante, com avelã, de licor, banhado); trufas com frutas, de menta, de castanha de caju no copo, e no palito; cone trufado; palha italiana; petit gateau; ovos de páscoa, entre inúmeras outras. Receitinhas Para Você – Chocolate conta também com a história do cacau e importantes dicas.

Além desta, outras publicações da SESI-SP Editora trazem receitas em que o chocolate é o protagonista.

um chef hardcore.jpg

No lançamento Um Chef Hardcore, Henrique Fogaça ensina a preparar brigadeiro com sorvete de paçoca.

alimento.jpg

Em Alimento, Movimento & Alma, Lucyane Crosara indica receitas que, além de funcionais para o dia o dia, são deliciosas, como mousse de chocolate com calda de frutas vermelhas e pistache, bolo fofo de chocolate, cookie integral de aveia e cacau, e suflê de cacau com frutas vermelhas e matchá.

Fonte: Sesi-SP Editora

Carnaval: alimentação correta aumenta energia e dribla efeitos do álcool

O Carnaval chegou e é importante tomar alguns cuidados com a alimentação para curtir os cinco dias de festa sem dores de cabeça. Alguns alimentos, como frutas, ajudam a diminuir os efeitos colaterais do álcool e da ressaca. O ideal, nesse período, é fazer refeições mais leves e frequentes, o que ajuda a manter a energia sem excessos, e tomar cuidado com as comidas de rua.

“O principal foco deve ser a hidratação. Em seguida, manter a alimentação em volumes moderados e espaçados”, conta Patrícia Costa Bezerra, coordenadora do curso de Nutrição do Centro Universitário IESB.

castanha de caju pixabay
Pixabay

“Os carboidratos, como pães e massas, ajudam a repor a energia e devem ser consumidos com moderação. As proteínas reforçam nossa musculatura e sistema imunológico. As gorduras boas – presentes no azeite e em castanhas – são excelentes fontes de energia também, e os vegetais repõem vitaminas e sais minerais”, continua.

Para a professora, os principais vilões são os períodos longos sem refeições. Eles podem causar fraqueza, tontura e, em casos mais graves, até desmaios, já que a festa costuma exigir bastante energia. O excesso de gordura e frituras também pode trazer mal-estar, principalmente se forem consumidos na rua, em locais de procedência duvidosa.

churrasco-kebab-carne

“Observe principalmente as condições de armazenamento das comidas. O grande problema é que muitas vezes os alimentos já contaminados ou mantidos em temperaturas inadequadas não apresentam mudanças na aparência, no sabor ou na cor”, diz Patrícia.

“Por isso, os foliões devem procurar locais mais seguros para comer e evitar alimentos expostos há muito tempo. É preciso ter um cuidado especial com preparações que levam molhos e cremes, pois elas têm um maior risco de contaminação”, completa.

Outro fator importante a se considerar é o consumo de bebidas alcoólicas. O consumo em grandes quantidades ou por um tempo prolongado é perigoso para o corpo. Frutas e líquidos são a ferramenta mais importante para combater os efeitos colaterais e a ressaca.

coconut-with-coconut-water
Foto: Kamdora

“Aumente a quantidade de água, frutas e sucos de frutas no período, como de melancia, abacaxi, melão e água de coco”, diz a professora. “É fundamental destacar que os líquidos consumidos para hidratação não podem conter álcool, já que as bebidas alcoólicas desidratam ainda mais o corpo”, finaliza Patrícia.

Fonte: Centro Universitário IESB

Médico adverte: dietas radicais podem causar queda dos cabelos

As dietas restritivas podem alterar o funcionamento do organismo, causando, além de muito estresse, a queda massiva de cabelos. Por conta destas restrições alimentares e dos cortes radicais de alimentos com proteínas e vitaminas, muitas pessoas que estão tentando perder peso notam que, além dos quilos, parte dos fios são perdidos.

Isso acontece devido à oscilação de peso que, somado à restrição dos alimentos, faz com que o organismo não consiga absorver todos os nutrientes necessários para seu bom funcionamento.

queda de cabelo

“Os alimentos são a fonte da nossa sobrevivência. Dependendo do que a gente ingere, teremos saúde e um metabolismo regular. Quando nos alimentamos mal e escolhemos erroneamente os alimentos, os substratos que estamos fornecendo ao nosso organismo podem acabar provendo doenças e uma consequente queda dos cabelos, principalmente durante as dietas radicais”, conta o médico especialista em transplante capilar Thiago Bianco.

Quem está buscando perder peso, mas quer passar longe dos problemas capilares, deve procurar ingerir alimentos que ajudam no fortalecimento e saúde dos fios como:

espinafre

• Espinafre: fonte de ferro, além de gordura que protege os fios;

Cenoura

• Cenoura: confere brilho e é fonte de vitamina A (a deficiência desta vitamina causa ressecamento no couro cabeludo);

separated-egg-white-and-yolk ovo

• Ovos e derivados do leite: são fontes de proteínas e ácidos graxos que, além de nutrir o organismo, também ajudam a restaurar os óleos naturais dos fios;

aveia

• Aveia: rica em fibras, zinco, ferro e ômega 6 que ajudam a engrossar os fios;

nozes

• Nozes: podem diminuir a perda capilar por conta da biotina, vitamina E, proteínas e magnésio.

Segundo o médico, quando a queda se torna irreversível, a solução mais natural para devolver os fios à cabeça é o transplante capilar. “Dentro das opções de técnicas de transplante, nós avaliamos o paciente e escolhemos a melhor maneira de devolver estes fios. O cliente que perdeu peso, e consequentemente os cabelos ao longo deste processo, vai finalmente recuperar a autoestima, sem as cicatrizes aparentes”, conclui.

Fonte: Thiago Bianco é médico expert em transplantes capilares – considerado um dos pioneiros a realizar a técnica de implante microfolicular guiado por vídeo. Graduado em Medicina em 2006, especializou-se em cirurgia geral e trauma, além de direcionar sua carreira para a área de implante capilar. Membro titular da ISHRS (International Society of Hair Restoration Surgery), atualmente realiza um trabalho pioneiro com as técnicas de FUT (Follicular Unit Transplant) e FUE (Follicular Unit Extraction) para o transplante capilar de barba e de sobrancelha.