Arquivo da categoria: aniversário

Mercadão de São Paulo: aprenda receitas de dois sanduíches do bar Mortadela Brasil

Hoje, 25 de janeiro, os paulistanos comemoram os 468 anos de sua cidade e os 89 anos de um dos seus cartões-postais, o Mercado Municipal (Mercadão).

O bar Mortadela Brasil, conhecido por seus lanches que reúnem quantidade e qualidade, é uma das melhores opções de gastronomia e turismo para quem deseja festejar na terça-feira, dia 25 de janeiro, o aniversário de 468 anos de São Paulo e, ainda, os 89 anos do Mercado Municipal Paulistano, o Mercadão. A casa, com localização privilegiada no box 4 do mezanino e linda vista para os vitrais, se tornou referência na cidade. Destaque para os sanduíches, pastéis, bolinho de bacalhau, as ótimas caipirinhas e o chope Brahma (claro, por R$ 13,00; e Black por R$ 14,00). O bar abre de segunda a sábado, das 8h às 18h, e aos domingos e feriados das 8h às 16h.

Para todos os sanduíches, há duas opções de pães de 80 gramas – baguete com parmesão e pão francês. O lanche mais conhecido da casa é o sanduíche Brazuca (baguete com parmesão de 80g, com generosas fatias de mortadela bologna tipo italiana, bacon crocante, queijo cheddar e alface americana – R$ 43,50 ), há 16 anos o mais pedido pelos clientes. Lançado em 2006, logo foi premiado no festival gastronômico Brasil Sabor do mesmo ano.

Outras atrações são o suculento e recheadíssimo pastel de Camarão com Catupiry (21 cm com 18 a 20 de camarões inteiros, catupiry, alho-poró e temperos especiais – R$ 42,00) e o Mortadela Brasil (baguete com parmesão de 80g, mortadela bologna tipo italiana, provolone, orégano, tomate fresco, alface americana e rúcula – R$ 43,50). É uma das poucas casas do Mercadão a trabalhar com a Mortadela Marba.

Há outras delícias, como bolinhos de bacalhau (duas unidades com 100 gramas cada, por R$ 32,00; ou uma unidade por R$ 16,00) e outras versões de pastéis.

A casa passou ao final de 2018 por uma ampla reforma. Ganhou ares mais modernos, além de um toque retrô. Destaque ainda para a chopeira, feita exclusivamente para o Mortadela Brasil, uma das casas que mais vendem chope no Centro de São Paulo, mesmo sem abrir no período da noite. “Demos uma modernizada geral, sem perder a identidade”, diz José Carlos Freitas, 59 anos, sócio da casa do lado do irmão, José Maurício de Freitas, 69 anos.

Até antes da pandemia, o Mortadela Brasil atendia em média a 600 pessoas por dia, entre apaixonados pelas delícias do bar e turistas do Exterior e do Brasil – de pessoas que visitam São Paulo para as famosas compras na rua 25 de março a empresários que chegam à cidade para negócios. Turistas que fazem da casa um pit stop obrigatório de um roteiro inesquecível, que é a visita ao Mercadão de São Paulo. Aos poucos, o movimento volta à normalidade, respeitadas todas as regras de prevenção ao covid.

A casa apareceu inúmeras várias vezes na mídia devido a sua permanente preocupação com a qualidade. Exemplos, o Mortadela Brasil ofereceu aulas de inglês para seus funcionários, preparou cardápios em português, inglês e espanhol; participou ativamente da campanha doeumlivro, nascida no twitter, e que arrecadou cerca de 180 mil livros; e participou de eventos da Cidade e do Estado de São Paulo, como Salão do Automóvel, Equipotel, Lollapalooza, Salão Duas Rodas, Feicon Batimat, Camarote Brahma e F-Indy.

Veja alguns itens do cardápio
Brazuca – Baguete com parmesão de 80g, com generosas fatias de mortadela bologna italiana, bacon crocante, queijo cheddar e alface americana – serve até duas pessoas – R$ 43,50. Brazuquinha – versão com menos recheio – R$ 39,00.
Senhora Calabresa – pão francês, calabresa especial de metro, com maravilhoso vinagrete à moda Mortadela Brasil e queijo derretido – serve até duas pessoas – R$ 37,00.
Mortadela Brasil – baguete com parmesão de 80g, mortadela bologna italiana, provolone, orégano, tomate fresco, alface americana e rúcula – serve até duas pessoas – R$ 43,50. Mortadelinha Brasil – versão com menos recheio – R$ 39,00.
Pernil Artesanal Especial – Suculento e muito saboroso, apropriado para quem aprecia uma carne com textura macia no pão francês e pernil assado com temperos especiais e molho especial. – R$ 39,50 (na casa). Com provolone: R$ 43,00.
Carne Seca Especial – Carne seca desfiada com temperos especiais, mussarela e tomate seco, no pão francês de 80g – R$ 44,50. – Carne Seca Simples – desfiada com temperos especiais – R$ 37,50.
Mortadela Bologna (tradicional, defumada e italiana) com Queijo – Mortadela quente com queijo, no pão francês de 80g – R$ 41,00.
Bolinho de Bacalhau (receita caseira, com 100g, elaborado com o legitimo bacalhau do Porto, com toque especial de azeitonas pretas portuguesas- serve uma pessoa. R$ 16,00.
Pastel de Frango com Catupiry – delicioso, com a massa sequinha e crocante, muito bem recheado com frango temperado e porção generosa de catupiry – R$ 27,00.
Pastel de Camarão com Catupiry – pastel de 21cm, com 18 a 20 de camarões inteiros, catupiry, alho poró e temperos especiais – serve até duas pessoas. – R$ 42,00.
Pastel de Bacalhau – Macio e com muito recheio do legítimo bacalhau do Porto. (Serve até 2 pessoas) – R$ 37,00.
Pastel de Palmito – Macio e crocante, com recheio de palmito selecionado que o deixa extremamente cremoso – R$ 26,00.
Pastel de Carne – delicioso, recheado com carne bovina de qualidade, moída e com tempero especial da casa – (Serve até 2 pessoas) – R$ 24,00. Pastel de Carne com queijo: R$ 25,00.
Pastel de Queijo – macio e com muito recheio. Exageradamente delicioso (serve até 2 pessoas) – R$ 22,00.
Pastel de Carne Seca com Catupiry – R$ 35,00.
Pastel de Banana Caramelizada com Chocolate – R$ 26,00.
Pastel de Pizza – R$ 22,00

Chope (a casa é premiada pela Real Academia do Chope):
Brahma Claro: R$ 13,00 – Brahma Back: R$ 14,00.

Cervejas
Colorado (600ml) – R$ 26,00; Budweiser, Stella Artois e Heineken (long neck, 330ml) – R$ 13,00
Original (long neck, 300ml) – R$ 13,00; Malzbier: R$ 13,00. Sem álcool: Heineken: R$ 13,00.
Caipirinhas (de cachaça – de R$ 19,00 a R$ 28,00; vodka Smirnoff e de saquê – R$ 26,00; e de vodka Absolut – R$ 34,00); cachaças (Espírito de Minas – R$ 13,00; e Seleta – R$ 9,00)
Molho de Pimenta Mortadela Brasil – molho de pimenta com sabor equilibrado – R$ 21,00.

Veja abaixo as receitas dos sanduíches Brazuca e Pernil Artesanal Especial do Bar Mortadela Brasil, um dos favoritos do turistas que visitam a maior cidade do País.

Receita 1 – de José Carlos Freitas, sócio do bar Mortadela Brasil – Sanduíche de Brazuca (o mais pedido na casa)

Ingredientes:
Uma baguete com parmesão de 80g (ou similar)
300g de mortadela italiana
60g de queijo cheddar
15g de bacon crocante
30g de alface americana

Modo de preparo
Em primeiro lugar, grelhar fatias de bacon e reservar. Com o uso da mesma frigideira, em fogo médio, acrescentar 300gr de mortadela italiana (no bar Mortadela Brasil é utilizada a mortadela Marba). Marcar dois minutos e virar o recheio de mortadela. Logo depois de virar, acrescentar 60gr de queijo cheddar e o bacon. Abafar com uma tampa e deixar por dois minutos. Abrir a baguete com parmesão ao meio, acrescentar as 30 gramas de alface americana e, em seguida, passar o recheio de mortadela para o pão. Colocar a outra metade do pão sobre o recheio e cortar o pão em duas metades. Agora, é só saborear o premiado sanduíche Brazuca…

Receita 2 – de José Carlos Freitas, sócio do bar Mortadela Brasil – Sanduíche de Pernil Artesanal com molho especial

Ingredientes
Um pão francês;
200 gramas de pernil assado fatiado;
duas fatias de tomate;
quatro rodelas de cebola;
duas rodelas de pimentão verde;
Vinho tinto seco (um copo);
Sal a gosto;
Orégano, louro e pimenta dedo de moça sem semente a gosto

Modo de preparo
Preparar o tempero do pernil com vinho tinto, sal orégano, louro e a pimenta. (Bater tudo no liquidificador.) Perfurar o pernil, derramar o tempero e deixar marinar por 12 horas na geladeira; Assar o pernil em forno preaquecido a 200 graus, coberto com papel alumínio (regar com o próprio caldo do tempero, para não ressecar a carne). Refogar o tomate, a cebola e o pimentão, para servir de molho na montagem do sanduíche. Fatiar 200 gramas do pernil já assado e montar o sanduíche no pão francês. Acrescentar o molho.

Mortadela Brasil – Rua da Cantareira, 306, mezanino, Box 4, no Mercado Municipal Paulistano. Tel e WhatsApp: 11-3311-0024/3229-9457. Horário: de segunda a sábado, das 8h às 18h, e aos domingos e feriados, das 8h às 16h.

Banco de Sangue Paulista funcionará hoje, feriado do Aniversário de São Paulo

Ação durante o feriado visa reforçar os estoques de bolsas de sangue da unidade. Doadores precisam fazer agendamento por WhatsApp

O aumento de novos casos de Covid-19 em todo o país tem afetado de forma direta o número de doadores de sangue e, consequentemente, o estoque de bolsas. Com o objetivo de amenizar esse quadro, o BSP (Banco de Sangue Paulista), unidade Santo Amaro, funcionará no feriado do aniversário de São Paulo (25 de janeiro) e espera a participação dos paulistanos para continuar ajudando quem mais precisa.

Para evitar qualquer tipo de aglomeração, é importante que as pessoas realizem agendamento prévio que será feito apenas pelo WhatsApp (11 97187-6737). A unidade segue todos os protocolos sanitários contra a Covid-19, sem qualquer risco ao doador, dentro de um processo muito seguro e tranquilo.

O BSP, pertencente ao grupo H.Hemo, maior rede de hemoterapia do Brasil, espera receber todos os tipos de sangue, especialmente A e O (positivo e negativo) que estão com níveis mais preocupantes.

“É uma excelente oportunidade para os paulistanos presentearem a cidade com esse gesto tão nobre e solidário. É importante que as pessoas continuem doando sangue com regularidade, pois as transfusões e tratamentos contínuos não podem esperar”, afirma, Silvia Cioletti, Diretora Regional Sudeste do Grupo H.Hemo.

Fique atento — O doador deve estar saudável e em boas condições de saúde. Precisa ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50kg, estar bem alimentado, mas não ingerir alimentos gordurosos e nem bebidas alcoólicas e procurar dormir, no mínimo, seis horas antes da coleta.

Vale destacar que o BSP oferece atendimento diferenciado com equipe técnica preparada em espaço seguro e confortável. A coleta dura, em média, 50 minutos do cadastro até a pausa para o lanche.

Doação de sangue no BSP (unidade Santo Amaro)
Data: 25/01 — feriado aniversário de São Paulo
Horário: 8h às 16h20
Agendamento: apenas por WhatsApp (11 97187-6737)
Endereço: Rua Iguatinga nº382, Santo Amaro

Sampa

Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi
Da dura poesia concreta de tuas esquinas
Da deselegância discreta de tuas meninas

Ainda não havia para mim, Rita Lee
A tua mais completa tradução
Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João

Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto
Chamei de mau gosto o que vi, de mau gosto, mau gosto
É que Narciso acha feio o que não é espelho
E à mente apavora o que ainda não é mesmo velho
Nada do que não era antes quando não somos Mutantes

E foste um difícil começo
Afasta o que não conheço
E quem vem de outro sonho feliz de cidade
Aprende depressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso

Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas
Da força da grana que ergue e destrói coisas belas
Da feia fumaça que sobe, apagando as estrelas
Eu vejo surgir teus poetas de campos, espaços
Tuas oficinas de florestas, teus deuses da chuva

Pan-Américas de Áfricas utópicas, túmulo do samba
Mais possível novo quilombo de Zumbi
E os Novos Baianos passeiam na tua garoa
E novos baianos te podem curtir numa boa

Caetano Veloso

 

masp
MASP

Mercado Municipal - SP
Mercado Municipal – SP – Foto: Assembleia Legislativa de SP

biblioteca-ma-2
Biblioteca Mario de Andrade

terraco-italia
Terraço Itália – Edifício Copan

 

Feliz aniversário, São Paulo!

Dona Firmina oferece pizza de mortadela no Aniversário de São Paulo

Para a data, já é tradição na Dona Firmina Pizzaria destacar em seu cardápio uma pizza com um dos ingredientes mais apreciados pelos paulistanos: a mortadela. Essa é a estrela da pizza Bologna, elaborada com massa de fermentação natural, molho de tomate caseiro, mortadela e raspas de limão siciliano sobre uma generosa camada de muçarela (R$ 89,00).

Além da Bologna, os clientes podem aproveitar a visita na pizzaria para experimentar sabores exclusivos como a Minho (paio assado sobre uma camada de queijo e pesto de couve – R$ 89,00), Lombardia (muçarela, gorgonzola, queijo de cabra, tomates, aspargos e dill – R$ 89,00), Terras Novas (figo, presunto parma, nozes e mel sobre uma camada de muçarela – R$ 89,00) ou Roma (ricota romana, salame Salamanca em tirinhas, grana padano e manjericão sobre uma camada de muçarela – R$ 89,00). A casa está seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento social para proteger a todos neste momento de pandemia.

Dona Firmina Pizzaria: Alameda dos Anapurus, 1491- Moema | Telefones: 5093-0302 / 5096-1298 / 5049-2346.

Bistrot de Paris oferece coquetel especial para celebrar o aniversário de São Paulo

Sempre muito ligado às suas tradições e à sua terra natal, o chef Alain Poletto elabora no seu Bistrot de Paris uma série de produtos especiais, que vão desde a charcutaria até as bebidas. Uma dessas especialidades é o Génépi, um licor elaborado com ervas da região de Haute-Savoie encontradas nas altas montanhas dos Alpes.

Essa foi a bebida escolhida para fazer uma caipirinha franco-paulistana para celebrar o aniversário de São Paulo no próximo dia 25 de janeiro. Para isso, o bartender da casa Leandro Brandão criou um coquetel com cachaça, Génépi, lima e mirtilos (R$ 32,00). A novidade estará disponível na semana de 24 a 30 de janeiro no restaurante.

Bistrot de Paris: Rua Augusta, 2542 – Jardim Paulista | tel.: (11) 3063-1675

Menu especial para comemorar aniversário de São Paulo na Mercearia do Conde

Para celebrar os 468 anos da cidade, a restauratrice Maddalena Stasi da Mercearia do Conde preparou um menu especial com clássicos da culinária paulista. De 25 a 28 de janeiro, o restaurante disponibilizará o seu menu executivo “Completinho do Conde” tanto no almoço quanto no jantar com pratos que fazem parte da gastronomia de São Paulo. A novidade inclui entrada, prato principal e sobremesa por R$72 ou somente o prato principal por R$ 58,00.

Para entrada, minicuscuz de peixe e camarões com salada acompanhado vinagrete de pimenta biquinho. Como prato principal, Maddalena escolheu um ícone da cultura paulistana – o Virado à paulista com costelinha de porco confit, ovo caipira estrelado, arroz, banana a milanesa e couve, acompanhado caldinho de feijão (com opção vegetariana sem costelinha). Outra opção de principal é o Peixe à caiçara com banana, arroz de amendoim e cambuquira salteada. Para adoçar, a sobremesa Espuma de goiaba com paçoquinha e emulsão de requeijão.

A casa ainda preparou mais uma homenagem em forma de coquetel: a Caipirinha de Cambuci com cachaça artesanal (R$ 28,00).

Mercearia do Conde: R. Joaquim Antunes, 217, Jardim Paulistano | Tel.: (11) 3081-7204
Horário de funcionamento: almoço – terça a sexta das 12h às 15h30 | Sábado, domingo e feriados das 12h às 16h. Jantar: terça a quinta das 19h às 22h30

Mercearia do Conde celebra 30 anos com Festival Mulheres à Mesa

Comandado por mulheres desde a sua inauguração, a Mercearia do Conde comemora com muito orgulho seus 30 anos de história. Para isso, a restauratrice Maddalena Stasi convidou grandes chefs mulheres da cidade para elaborar as receitas em um festival exclusivo batizado de Mulheres à Mesa. Participam do festejo a chef Giovanna Grossi; do restaurante Animus; Chef Viviane Gonçalves do restaurante Chef Vivi e a confeiteira Carole Crema. “Escolhemos a dedo as nossas convidadas que criaram pratos especiais para celebrarmos juntos esta trajetória de 30 anos!” completa Maddalena.

O menu especial é composto por entrada, 2 pratos principais e sobremesa, que podem ser pedidos individualmente. A entrada é um Gaspacho de melancia com crispy de presunto cru (R$ 34), elaborada pela chef Giovanna Grossi. O menu conta também com uma opção vegetariana da Chef Vivi Gonçalves, a Polenta crocante assada com tomate italiano tostado, salsa de ervas da horta e lascas de queijo tulha (R$ 74). Maddalena Stasi contribui para o menu com mais um prato principal, a Pescada cambucu grelhada com mini lulas, emulsão de feijão manteiguinha e baby rúcula ao molho de três limões (siciliano, taiti e cravo) (R$88). Fechando o cardápio, uma deliciosa sobremesa com assinatura de Carole Crema – o Bolo de coco com compota de frutas frescas e especiarias (R$ 31).

Todas as chefs tem muita sintonia com a Mercearia do Conde. A chef Giovanna Grossi é um dos nomes mais promissores dessa nova geração, foi a primeira mulher brasileira a chegar às finais mundiais do Bocuse D’or em Lyon, e com apenas 29 anos – coincidentemente a mesma idade que Maddalena abriu a casa – já tem muita história boa para compartilhar. Cosmopolita, a Chef Vivi passou por Londres, foi premiada com seu restaurante na China e traz em sua essência a sustentabilidade e o aproveitamento total dos ingredientes, um conceito que a Mercearia do Conde sempre priorizou. Os doces afetivos de Carole Crema remetem à criação dos pratos do cardápio que sempre levaram em conta as receitas de família.

Muita história

A história da Mercearia do Conde começa em 1991 como um empório de bairro, no coração do jardim Paulistano, vendendo queijos, vinhos, cereais a granel, pães e uma série de produtos especiais. Com as vendas aumentando, a mercearia inclui algumas receitas de pratos que faziam sucesso nas reuniões de família das sociais como o vatapá levinho, uma frigideira de bacalhau de comer rezando, o cuscuz paulista molhadinho… A clientela foi crescendo e pedindo mais. No espaço que tinham, meio no improviso, colocaram duas mesinhas e um menu bem enxuto com dois ou três pratos apenas. Logo foram descobertas pelo público, aumentaram o menu, os funcionários e até ganharam uma estrela no antigo Guia Quatro Rodas – um dos mais importantes da década de 90.

No início, a casa virou ponto de encontro de publicitários e aquela esquina de cores vibrantes ficou conhecida pelo grande bochicho que causava. Naquela época, todos procuravam novidades que ninguém oferecia até então, como suco de mexerica. Depois do suco de mexerica, uma série de tendências e sucessos foram criados na cozinha da Mercearia do Conde, como o nhoque de mandioquinha e a salada de cuscuz marroquino com frango e especiarias. Outros pratos mais simples, porém deliciosos, como as Tortas altas com bastante recheio de frango ou cenoura com ementhal, uma massa fininha e muita salada acompanhando também começaram a ganhar destaque e estão até hoje no cardápio. Além disso a casa vendia objetos e artesanatos da própria decoração do restaurante, tendência que se mantém viva e dinâmica até hoje.

O objetivo da marca sempre foi juntar, misturar e combinar sabores e culinárias diferentes sem perder as raízes brasileiras. Por isso, até hoje, é classificada como uma cozinha variada e tem pratos com influências tailandesas, indianas e italianas, misturadas com receitas e ingredientes regionais. Muitas receitas eram trazidas dos encontros familiares e das conversas com os tios de Maddalena – Caloca Fernandes – um dos maiores pesquisadores da alimentação brasileira – e Betina Orrico, uma das idealizadoras da Cozinha de Cláudia (a revista).

Durante esses 30 anos, a Mercearia do Conde foi palco para muitos primeiros encontros – é incrível o número de casais que contam que começaram suas histórias na Mercearia! -, aniversários e histórias afetivas de famílias e amigos. Por isso, a casa lançou também um concurso de histórias e fotografias que contam um pouco desses 30 anos de existência.

Pioneira, a marca abriu caminho para que outros restaurantes como Mani, Evvai e Basilicata Trattoria se instalassem por lá, tornando essa região um dos polos gastronômicos da cidade.

O Festival Mulheres à Mesa vai até o dia 24 de dezembro.

Mercearia do Conde – R. Joaquim Antunes, 217, Jardim Paulistano | Tel.: (11) 3081-7204

Dia do Miojo: uma das maiores invenções japonesas completa 63 anos hoje

Macarrão instantâneo se tornou tão popular que em 2020 foram consumidas mais de 116 bilhões de porções do alimento em todo o mundo

Hoje, 25 de agosto, uma das criações japonesas mais famosas de todos os tempos completa 63 anos: o macarrão instantâneo, ou simplesmente miojo para nós, brasileiros. Criado em 1958 pelo fundador da Nissin Foods, Momofuku Ando, o alimento se tornou tão popular em diversos países que em 2020 foram consumidas mais de 116 bilhões porções de macarrão instantâneo em todo o mundo, conforme pesquisa da World Instant Noodles Association (WINA).

Mas você conhece a história e a preocupação social que envolveram a criação do miojo? Tudo começou no período pós-Segunda Guerra Mundial no Japão, quando Momofuku Ando teve a ideia de criar um alimento prático, seguro, saboroso, com armazenabilidade e acessível para sanar a fome da população japonesa no período de reestruturação daquele país. Assim nasceu o Chicken Ramen, primeiro macarrão instantâneo do planeta. Em 2018 a WINA (World Instant Noodles Association) incluiu mais dois princípios ao famoso produto: ser nutritivo e ecologicamente sustentável.

Foto: Andree Autza/Morguefile

No Brasil a história do macarrão instantâneo começa em 1965, ano em que o produto chegou ao Brasil, e conquistou rapidamente consumidores de todo o país. Um levantamento da WINA mostra que o Brasil é líder de consumo do alimento na América Latina, com 2,7 bilhões de porções consumidas em 2020, resultando em um consumo per capita de 12 a 13 porções.

Inovação contínua

Momofuku Ando – fundador da Nissin

Em 1971, Momofuku Ando inovou novamente ao criar outro produto versátil, que pudesse ser consumido em um copo – nascia, então, o Cup Noodles. Já em 2000, o macarrão instantâneo foi considerado uma das maiores invenções do século XX, de acordo com uma pesquisa realizada no Japão pelo Fuji Research Institute. Por fim, em 2005, Momofuku Ando desenvolveu o Space Ram, uma versão do macarrão instantâneo para ser consumida em pleno espaço por um astronauta japonês.

Sephora celebra nove anos no Brasil com semana de descontos especiais

Desde 2012, rede francesa coleciona conquistas no país e comemora com os beauty lovers

Marcas exclusivas e desejadas pelas consumidoras, uma experiência única de compra e um portfólio completo com os melhores produtos de beleza: essa é a Sephora, maior e mais visionária rede de produtos de beleza do mundo, que comemora, em 2021, nove anos de presença no Brasil. Desde 2012, a rede é empenhada em satisfazer as necessidades do consumidor de beleza por meio de um mix de itens para maquiagem, skincare, haircare e fragrâncias. Para celebrar a ocasião, de 12 a 18 de julho, todas as lojas físicas, studios e e-commerce de Sephora oferecem descontos especiais em todas as categorias.

Para garantir visibilidade e condições diferenciadas para todos as categorias de produtos, os descontos foram escalonados. A partir desta quinta-feira (15), até o domingo (18), todas as categorias da loja estarão em promoção.

Os descontos são exclusivos para os participantes do programa de fidelidade Beauty Club, mas são extensíveis a todos: basta efetivar a sua inscrição no ato da compra, tanto pelo site, quanto nos pontos de venda físicos para celebrar com a rede.

Informações: Sephora

Feliz Aniversário São Paulo

SAMPA

Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi
Da dura poesia concreta de tuas esquinas
Da deselegância discreta de tuas meninas

Ainda não havia para mim, Rita Lee
A tua mais completa tradução
Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João

Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto
Chamei de mau gosto o que vi, de mau gosto, mau gosto
É que Narciso acha feio o que não é espelho
E à mente apavora o que ainda não é mesmo velho
Nada do que não era antes quando não somos Mutantes

E foste um difícil começo
Afasta o que não conheço
E quem vem de outro sonho feliz de cidade
Aprende depressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso

Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas
Da força da grana que ergue e destrói coisas belas
Da feia fumaça que sobe, apagando as estrelas
Eu vejo surgir teus poetas de campos, espaços
Tuas oficinas de florestas, teus deuses da chuva

Pan-Américas de Áfricas utópicas, túmulo do samba
Mais possível novo quilombo de Zumbi
E os Novos Baianos passeiam na tua garoa
E novos baianos te podem curtir numa boa

Caetano Veloso

MASP
MERCADO MUNICIPAL
BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE
EDIFÍCIO COPAN
IBIRAPUERA
ESTÁDIO DO PACAEMBU
A CIDADE VISTA DO TERRAÇO ITÁLIA