Arquivo da categoria: comportamento

Como lidar com a avalanche de estímulos ao consumo desta época do ano?*

O consumo paira sobre o imaginário neste período do ano. Mais recentemente, se inicia com a adoção massiva do comércio brasileiro à campanha Black Friday, em novembro, seguindo os estímulos dos tradicionais presentes de Natal e, depois, as promoções e queimas de estoque em janeiro. São inúmeros eventos que conduzem às compras de itens, muitas vezes, não essenciais.

Nesse sentido, o consumo pode ocorrer como resposta a uma emoção negativa (tristeza, baixa estima, tédio) ou mesmo pela necessidade de mostrar status social por meio do poder de compra. Além do quesito emocional, é inegável o impacto das campanhas publicitárias, a ponto de transformar alguns produtos e serviços em necessidades imediatas. São as ideias por detrás do “valer a pena” ao mostrar o “preço reduzido” ou a sensação de “poucas unidades” disponíveis daquele produto/serviço.

Diferentes teorias tentam explicar o comportamento de consumo. Alguns economistas destacam o aumento dos gastos diante da percepção de redução do preço. Sem contar aquelas pessoas que tendem a valorizar mais as possíveis perdas (ou faltas) do que os ganhos que virão do produto ou serviço que estão prestes a adquirir.

Mas o que desencadeia a decisão de comprar?

Sixty-and-Me mulher computador

Pode ser qualquer estímulo (ambiente, mídia, fala de alguém) que nos faça pensar sobre alguma ideia, conceito, produto ou necessidade. Ou seja, os gatilhos despertam interesse em coisas que não estávamos necessitando ou pensando até o momento que fomos estimulados por eles.

Como lidar com esses gatilhos e evitar armadilhas?

FreeGreatPicture compra cartão sacola

• Identificar o que te faz querer consumir é o primeiro passo. Pergunte-se sobre o que te levou a querer o produto/serviço naquele momento? Estava triste? O desconto pareceu atraente? O atendimento na loja foi cordial e te fez sentir-se à vontade?
• Seja consciente de sua real necessidade e do motivo que te faz pensar que o produto/serviço é importante naquele momento.
• Questione-se sobre a disponibilidade do produto ou serviço no futuro: ele poderá acabar ou parar de ser oferecido? Você deve comprar naquela hora?

Em síntese, tenha clareza dos objetos ao seu redor, de como eles te afetam, e das estratégias de venda no comércio físico e virtual. A consciência é uma das principais formas de garantir que as decisões de consumo sejam realizadas adequadamente e que efetivamente trarão benefícios.

Por outro lado, deixar-se levar pela sedução barata de algum momento ocasionará a aquisição de bens e serviços desnecessários, decorrentes de pura falta de consciência. É preciso estar atento a si mesmo e ao seu ambiente até mesmo no momento das compras.

*Por Jeferson G. Pires, professor mestre do curso de Psicologia da Anhanguera São José (SC), Psicólogo e Doutorando em Psicologia- UFSC.

The Women realiza último encontro do ano no Hotel Boutique Unique Garden, em Mairiporã

Último evento do ano, será um day use com uma vivência sensorial, reflexiva, que estimule o autoconhecimento, o incentivo dos votos para o novo ano, com ritual de passagem para 2020

O ritual de passagem para um novo ano que se inicia é um momento de grande simbologia para renovar fôlegos, promessas e esperanças. Mais do que apostar as fichas nas velhas simpatias, há quem encare o mês de dezembro como uma possibilidade real de renovação para o próximo ciclo. E é nesse clima que o The Women realizará o seu último evento do ano: “The Women Celebrate”, no dia 14 de dezembro, às 10 horas, no Hotel Unique Garden, em Mairiporã, São Paulo.

Esta edição será ainda mais especial, proporcionando um dia inteiro de programação exclusiva para as participantes e inovando o conceito do The Women. O local escolhido para este encontro foi pensado especialmente para que as mulheres possam vivenciar uma experiência criativa de autoconhecimento e expressão, baseada na exploração dos sentidos e na vivência de trocas e partilhas.

O incrível Unique Garden é localizado próximo a uma área de preservação da Mata Atlântica e, mais que um hotel, é um espaço que oferece uma forma única de contato com a natureza em um espaço de conforto, privacidade e contemplação. Conduzida pelas sócias do Sou Rara, Roberta Morelli e Andréa Derani, a experiência será dividida em três momentos principais: o de pensar, sentir e agir.

the woman2.jpg
Participantes do último encontro

As terapeutas prometem uma jornada cheia de sensações, cores, reflexões, descobertas, muitas inspirações e amor para buscar o encontro com a essência única de cada mulher. “Queremos desprogramar tudo aquilo que bloqueia a mulher, contribuindo para que cada uma encontre sua melhor versão, de maneira libertadora e divertida” conta Roberta.

As atividades incluem meditação, passeio sensorial na natureza e combinações de cores e looks. “A condução do processo será pautada por conteúdos de arte e moda, que são reconhecidamente formas visuais de manifestações de personalidade e identidade”, completa Roberta.

O convite ainda inclui um welcome coffee, um delicioso almoço em meio à natureza, sorteios e presentes cuidadosamente escolhidos por cada um dos apoiadores. “Será um evento diferente e único. Tudo foi planejado e idealizado com muito carinho e com a parceria de profissionais extremamente competentes, para que a nossa última experiência do ano seja incrível e contribua para um ritual de passagem de ano inesquecível para as participantes”, ressalta a idealizadora do projeto, Theka Moraes.

Sobre as Palestrantes

Roberta Morelli: estrategista de marketing, marca e exploradora de tendências, é formada em administração de empresas pela FGV e comunicação pela ESPM. Apaixonada por comportamento humano, moda, marketing, branding, inovação e comunicação. Possui uma jornada de 25 anos como gestora de marketing. Atuação em diferentes mercados: moda, bens de consumo, varejo, family office. Gestão de grandes marcas: Marisa, Perdigão, Batavo, BRF Brasilfoods, Del Valle, Quaker, Brastemp, Sonho de Valsa. Hoje atua como aceleradora de marketing e gestora de pessoas em pequenas e médias empresas, trabalhando em rede com profissionais de renome no mercado.

Andréa Derani: empreendedora, sócia da Petalusa – empresa que hospeda jornadas de autoconhecimento. Artista Plástica, advogada, exerceu a profissão por mais de 18 anos como consultora em direito ambiental focada a regularização de ativos para acesso a biodiversidade brasileira, parceria pioneira entre seu escritório e a Natura Ekos. Neste mesmo tema participou ativamente em fóruns internacionais que precederam o Tratado Internacional de Acesso a Biodiversidade. Jornalista e Ativista Social.

the woman.jpg

The Women Celebrate
Data: 14 de dezembro,
Local: Hotel Unique Garden:
Endereço: Estrada Laramara, 3500 – Mairiporã
Horário:  saída de São Paulo às 8 horas, início do evento às 10 horas, com horário das 17 horas previsto para retorno.
Valor para participar: R$ 836,00
Informações e reserva de vaga: as interessadas devem consultar o perfil no Instagram @thewomenoficial ou clicar aqui

 

 

Clóvis de Barros Filho lança livro “A Felicidade é Inútil”

Editado pela Citadel Grupo Editorial (RS), livro de filosofia pretende atrair leitores ainda não familiarizados com o assunto. Publicação tem prefácio escrito pela Monja Coen Roshi, formato pocket, preço acessível e está disponível em livrarias de todo o país

A foto em preto e branco de um bebê ao lado de um joão-bobo está logo na abertura do livro A Felicidade é Inútil, escrito por um dos mais relevantes pensadores da atualidade, o Prof. Clóvis de Barros Filho. O título provocativo é sustentado por um autoquestionamento: para que ser feliz?

Filósofo, palestrante e acadêmico experiente, em seu mais novo livro (de quase 30 outros anteriores) o professor se debruça na filosofia de que vale mesmo a pena viver o instante e aproveitá-lo, pois ele em si deve se bastar – não tendo, portanto, uma utilidade, ou um outro fim.

“Faço aqui uma espécie de defesa da vida. Alguns momentos da existência se bastam e esgotam neles mesmos a sua razão de ser”, explica. “Passam sem você se dar conta, com uma duração falseada pelo espírito, pois são tão incríveis que você desliga a sensação de passagem do tempo. Nesses momentos é que se tem a sensação que passou rápido demais e poderia durar um pouco mais tempo. Cada segundo da vida que você pensa que poderia durar mais, é um instante de vida perfeitamente inútil, por isso mesmo, extremamente feliz”, completa.

Com pertinente prefácio escrito pela Monja Coen Roshi, o autor, de 54 anos, marca que o livro A Felicidade é Inútil não se propõe a ensinar ninguém a ser feliz, tampouco a viver momentos de felicidade. Explica até mesmo que a palavra “felicidade” no título da publicação é uma isca, então logo na introdução se dispõe a explicar para prevenir quaisquer equívocos de expectativa na entrega de receitas de felicidade.

“O livro busca, por meio de situações muito cotidianas, mostrar o que podemos entender por felicidade e, sobretudo, mostrar que quase sempre essa felicidade está presente em situações de completa inutilidade, isto é, situações que não são entendidas como instrumento para nada, meio para nada, caminho para nada, mas são momentos que, por um mero acaso ou mesmo num cenário planejado, não precisam de mais nada para valer. Elas não dependem de outra para realizar seu valor”, comenta o autor.

Sobre o autor

clovis-bg.jpg

Clóvis de Barros Filho (Ribeirão Preto, 21 de outubro de 1965), doutor e livre-docente pela Escola de Comunicações e Artes da USP, é atualmente um dos mais requisitados palestrantes do Brasil. Suas aulas e palestras sobre ética já foram ouvidas por milhões de pessoas em todos os estados do país, e também no Uruguai, França, Argentina, Angola, Espanha, Portugal, dentre outros. Atua no mundo corporativo desde 2005, por meio de seu escritório, o Espaço Ética. É autor de quase 30 livros, incluindo o best-seller “A Filosofia Explica as Grandes Questões da Humanidade”.

Formato

Em tamanho 10cmx14 cm, leve e prático de transportar, o livro se propõe não apenas a ser levado para qualquer lugar, mas também para presentear e ser lido em qualquer espaço, sem a dificuldade de carregar um volume grande demais.. “O público, ainda sem familiaridade com a leitura de filosofia, agora tem uma publicação que ajuda a entrar nesse ambiente por meio de uma linguagem mais leve do que o habitual dos livros de filosofia, com um vasto repertório de exemplos do cotidiano. O professor utiliza-se ainda de filmes renomados e histórias do cotidiano para explicar conceitos filosóficos”, explica Marcial Conte Jr, editor da Citadel Grupo Editorial.

“Além, é claro, do habitual encadeamento de ideias, de forma genial e divertida, do prof. Clóvis. Por conta disso estamos ampliando os pontos de venda para além das livrarias, para que o público encontre o livro em outros lugares”, completa.

Para Clóvis de Barros Filho, a perspectiva de escrever um livro de bolso é de criar com o leitor uma certa intimidade física, decorrente da maior portabilidade. “A ideia é romper com o relativo estranhamento, a distância, entre as pessoas e os livros. O livro pocket permite que o texto acompanhe o leitor por onde ele estiver. Sem falar que o formato é econômico, portanto mais democrático”.

clovis.jpg

Título: A Felicidade É Inútil
Autor: Clóvis De Barros Filho
Editora: Citadel
Ano: 2019
Assunto: Filosofia
Páginas: 288
Preço sugerido de capa:
Livro impresso: R$ 24,90
Ebook: R$ 19,90
Em breve em audiolivro na Tocalivros

Ministério da Mulher assina convênio com Instituto Avon para divulgar Ligue 180 nas embalagens 

Instituto Avon assina convênio com o Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, para a divulgação do canal Ligue 180 em todas as embalagens dos produtos da marca. São centenas de milhões de produtos vendidos por ano que são distribuídos por um milhão de revendedoras em todo Brasil. O Ligue 180 é um canal de apoio, denúncia e orientação às vítimas de violência, que está disponível 24 horas, todos os dias da semana.

Pelo convênio, o Instituto Avon também vai ter acesso aos dados do banco de dados do Ligue 180 para elaborar pesquisas e estudos e, assim, viabilizar projetos em defesa da mulher.

“Com a aplicação do logo nos produtos Avon estaremos em 60% dos lares brasileiros. É fundamental que todas as mulheres em todo território nacional conheçam o Ligue 180 porque, além de ser um canal de denúncia, é também um lugar onde elas podem buscar apoio e orientação”, explica Daniela Grelin, diretora executiva do Instituto Avon.

O convênio foi assinado durante o III Seminário Internacional Brasil – União Europeia sobre prevenção da violência doméstica contra a mulher.

Avon_Embalagem_180_575

Sobre o Instituto Avon

Há 16 anos, o Instituto Avon se dedica em salvar vidas e é por isso que apoia e desenvolve ações que tenham em sua essência a premissa de superar dois dos principais desafios à plena realização da mulher: o combate ao câncer de mama e o enfrentamento das violências contra as mulheres e meninas. Ano após ano, o trabalho do instituto tem contado com parcerias importantes e a colaboração e dedicação de muitas pessoas e organizações para fazer com que, a cada dia, mais pessoas recebam informações sobre as causas e saibam como agir. Como braço de investimento social da Avon, empresa privada que investiu mais de 170 milhões em ações sociais voltadas às mulheres no Brasil, o Instituto já apoiou a realização de mais de 350 projetos e ações, beneficiando 5,7 milhões de mulheres.

Desde a fundação, o Instituto desenvolve iniciativas que contribuem com a detecção precoce do câncer de mama. No total, foram investidos R$ 86 milhões para o desenvolvimento de 161 projetos e doação de 51 mamógrafos e 32 aparelhos de ultrassom. Por meio destas doações, mais de 2.3 milhões de mamografias e 471 mil ultrassonografias de mama foram realizadas e 38.5 mil diagnósticos positivos feitos.

Violências contra as mulheres e meninas

mulher - constrangida anita peppers
Foto: Anita Peppers

No enfrentamento das violências contra as mulheres e meninas, o Instituto Avon atua há 11 anos e já destinou R$ 34 milhões para 193 projetos voltados ao fortalecimento e integração da rede de proteção à mulher em situação de violência. Só em 2018, contribuiu com a formação de mais de 4 mil agentes públicos (policiais, ouvidores, juízes, e agentes de saúde), possibilitou que mais de 7 mil advogados e terapeutas passassem a oferecer serviços gratuitos à população por meio do Mapa do Acolhimento e 10 mil atendimentos online pelo aplicativo Mete a Colher.

Para cumprir com a missão de mobilização da sociedade, as iniciativas do Instituto se dividem em quatro grandes pilares de atuação: Conhecimento, Articulação, Apoio a Projetos e Engajamento e Impacto. Mas, o grande diferencial da organização sem fins lucrativos para a concretização de seus projetos e ações é a capacidade de articulação de diferentes stakeholders, como empresas públicas e privadas, funcionários, ONGs, movimentos sociais, organismos internacionais e órgãos públicos de todas as esferas. Além disso, o Instituto conta ainda com a força de vendas Avon, composta por mais de um milhão de revendedoras, que disseminam conhecimento sobre as causas e atuam como rastreadoras de necessidades específicas de atendimento da população em suas respectivas comunidades.

Essa capilaridade e abrangência permitem ao Instituto Avon estar presente em 100% dos municípios brasileiros.

Informações: Instituto Avon

 

Quais fragrâncias remetem à infância? Confira quais são as notas clássicas

Uma fagrância pode despertar boas lembranças da infância e até render ótimas risadas: seja naquele produto muito usado quando criança, ou de cheiros naturais como o da terra molhada

Boas lembranças da infância são recordadas por aqueles já passaram pela melhor fase da vida. E para resgatar os bons momentos dessa época, a Ginger Fragrances, casa nacional de fragrâncias, apresenta as fragrâncias clássicas da infância, capazes de despertar na memória lembranças que ficaram marcadas e que, ocasionalmente, são recordadas com sorrisos e nostalgia.

Quando se fala em perfumes da infância, o cheiro vai muito além de um bom perfume ou creme usado. “Cada um de nós tem suas próprias memórias pessoais, que remetem à infância e a fases diferentes da vida. O bolo no forno, a terra molhada de chuva, o perfume que a nossa mãe usava”, explica Fernanda Faigle, perfumista da Ginger.

Lavanda com abelhas
Lavanda

Além disso, a profissional também explica que a lavanda, a camomila e a nota clássica de talco são perfumes que lembram a infância, pois são capazes de trazer sensação de conforto e segurança emocional. “O cheiro de caramelo, baunilha e chocolate também são relacionados a essa época, pois essas notas possuem uma ligação com cérebro que ativam sensações de prazer e autoindulgência, sendo desejados também nos perfumes adultos”, admite.

jasmim verão pixabay
Jasmim

Todos esses sentidos e emoções são traduzidos em notas delicadas em produtos para os bebês, muitas vezes seguindo o conceito care que traz lavanda, amêndoas, camomila, calêndula, leite, mel e algodão. Notas cítricas e florais como rosa, gerânio, lilás, flor de laranjeira, lírio e jasmim, com fundos transparentes de madeiras e musks leves também aparecem.

Já para crianças maiores, as fragrâncias se assemelham mais com as dos adultos, porém mais leves e menos marcantes. Muitas vezes são compostas por notas frutais como abacaxi, melão e pera; aquosas como notas de mar e cachoeira; cítricas como bergamota, limão e mandarina, ou herbais como alecrim, erva-doce e lavanda.

Vanilla sticks and flower on grey background
Baunilha

Segundo Fernanda, para as meninas as fragrâncias tendem a levar notas de baunilha, mel e caramelo, com estruturas florais, frutas vermelhas ou amarelas. Esses perfumes podem ser encontrados em colônias e cosméticos infantis, sachês para gavetas, aromatizadores de ambientes e até em lojas de roupa que tenham identidades olfativas. Para dar um toque especial durante o desenvolvimento desses produtos, a Ginger possui em seu catálogo notas de talco, camomila e mel voltados para os bebês.

Olfato dos bebê

mae e bebe.jpg

Desde bebê, o ser humano já começa desenvolver a memória olfativa, considerada, inclusive, a mais forte, capaz de despertar emoções e mais fáceis de reativar. Os recém-nascidos conseguem reconhecer a mãe e seu ambiente pelo cheiro, pois isso está ligado ao seu instinto de sobrevivência.

“Isso acontece porque na infância a maioria das situações têm grande relevância emocional para nós, pois a nossa percepção de mundo está em formação. E quando um cheiro é percebido dentro de uma situação de grande relevância emocional, ele fica muito marcado na nossa memória. Ao longo da vida, cada vez que sentirmos o cheiro, essa memória será reativada, desencadeando o mesmo tipo de emoções”, finaliza Fernanda.

Sobre a Ginger

Uma casa de fragrâncias 100% brasileira. Assim é a Ginger, que nasceu atendendo com exclusividade grandes empresas consolidadas do mercado, com produtos e serviços de alta qualidade. A Casa de Fragrâncias possui centro criativo, laboratório com cromatógrafo de última geração (GC-MS) e equipamentos para o desenvolvimento e aplicação de novas fragrâncias. Utiliza ingredientes de altíssima qualidade, incluindo especialidades da perfumaria e óleos essenciais 100% naturais, comprados diretamente dos principais fornecedores globais. A Ginger tem sede em Monte Mor, região metropolitana de Campinas, a 120 km de São Paulo, e filial no sul do país.

 

Unisa lança programa de desconto para pessoas acima de 45 anos

Universidade não tem Idade oferece descontos permanentes de 15% para qualquer curso de graduação

A Universidade Santo Amaro – Unisa acaba de lançar o Programa Universidade não Tem Idade, iniciativa que visa estimular o ingresso no ensino superior de pessoas com idade a partir de 45 anos. O egresso será isento da primeira mensalidade, mediante pagamento de taxa administrativa no valor de R$ 20,00; e sob as demais mensalidades, terá 15% de desconto adicional até o final do curso.

A iniciativa abrange incentivos financeiras, com descontos de 15% nas mensalidades (exceto para o curso de Medicina). O candidato pode optar dentre as mais de 100 opções de cursos de graduação disponíveis tanto na modalidade presencial quanto a distância.

O acesso à Unisa e ao Programa Universidade não Tem Idade se dará por meio de aprovação no processo seletivo. O candidato poderá optar pelo Vestibular Tradicional, Vestibular Agendado, Ingresso com a nota do Enem ou redação on-line.

mulher livros estudar pixabay
Pixabay

As inscrições podem ser feitas por meio do site ou pelo telefone 0800 171 796. O candidato aprovado deverá realizar matrícula online ou presencialmente em um dos campi ou polo da Unisa.

Por que os casos de ansiedade e depressão aumentam no fim do ano?

Frustrações por metas não alcançadas, sentimentos de perdas e principalmente o luto, são alguns dos motivos para entristecer as pessoas neste período

A proximidade com as festas de fim de ano, para a maioria das pessoas é sinônimo de alegria e de diversão, para outros, de tristeza e frustração. Mas por que as sensações costumam variar tanto de pessoa para a pessoa? Por que uma época do ano, em específico, costuma mexer tanto com os sentimentos?

Segundo o psicólogo cognitivo comportamental Emerson Viana, existem inúmeros fatores para isso e o principal é que costumam ficar mais sensíveis e pensativos nesta época, principalmente porque tudo o que estiver relacionado a situações vividas em anos anteriores, costumam voltar com força neste momento e nem sempre essas lembranças são positivas. Muitas vezes essas lembranças são acompanhadas de frustrações pela perda de um amor, ou pela sensação que mais um ano está se acabando e não foi possível reatar laços perdidos no passado.

tristeza emoji

O psicólogo explica ainda que isso é normal, pois tendemos a fazer uma retrospectiva sobre os meses que passaram, o que inclui tanto as conquistas, quanto as frustrações. Além disso, as famílias costumam se reunir mais neste período e isso pode ser bastante doloroso para aqueles que perderam entes queridos ou que possuem problemas familiares. “E esse misto de sentimento pode desencadear reações adversas em cada pessoa. Alguns lidarão com isso de maneira mais leve, enquanto outros sofrerão antes mesmo que essa época chegue” – garante.

Para lidar com todos esses sentimentos que circundam o fim de ano é necessário tomar algumas atitudes que incluem a presença de um profissional especializado. O indivíduo precisa, avaliar o que deu certo e o que não deu de maneira imparcial, buscando entender o porquê de cada uma destas resoluções e pontuar o que ele pode fazer para ajustar a rota para o ano seguinte. “Mas este exercício é importante para o autoconhecimento e não para que a pessoa se frustre ainda mais, por isso é importante ser realizada com ajuda de um profissional” – reforça.

Além disso, outra dica importante para evitar a frustração é estipular metas que são possíveis de serem realizadas. Se junto com a meta, não for criado um plano para conquistá-la, é quase impossível dela se realizar.

“Muitas pessoas chegam ao meu consultório frustradas com elas mesmas, por não terem alcançado os planos que traçaram no último dia do ano, mas quando começamos a terapia, fica evidente que isso não seria possível. Uma pessoa extremamente sedentária, jamais conseguirá se tornar uma atleta se não houver preparo e acompanhamento médico, por exemplo. Assim como realizar aquela tão sonhada viagem; se a pessoa não estiver disposta a economizar e abrir mão de algumas coisas. Assim, é importante buscar ajuda para alcançar suas metas.” – evidencia Viana.

tristeza mulher natal.jpeg

O psicólogo finaliza dizendo que muitos destes objetivos só são possíveis com dedicação e cuidado emocional. É importante conhecer a motivação para cada um destes sonhos; buscar entender o que eles significam e para isso a terapia é uma grande aliada na hora de lidar com emoções que são difíceis de serem compreendidas. O autoconhecimento ainda é o principal fator para um ano leve e feliz.

Fonte: Emerson Viana é psicólogo cognitivo comportamental formado pela Universidade Metodista de São Paulo. Neste período, estagiou em importantes centros de atendimento psíquico ampliando o seu conhecimento e adquirindo experiência no desenvolvimento pessoal de adolescentes e terceira idade. Fundador e diretor clínico da Clínica Viva Psicologia

Black Friday: dicas para controlar as compras impulsivas

Em época de Black Friday o espírito do poder de compra domina as propagandas e os desejos das pessoas. É fato que uma boa promoção pode trazer aquele bem tão desejado ainda mais rápido, porém é preciso ter cuidado para não cair na cilada de comprar apenas por impulso.

Segundo pesquisa recente realizada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), cerca de 85% dos consumidores admitem fazer compras sem qualquer planejamento. No estudo, 47% dos entrevistados revelaram que o maior motivo para a gastança desenfreada é a ansiedade, seguida de perto pela a insatisfação com a própria aparência, que atinge 44% do público da pesquisa.

Lia Clerot_Psicóloga
Lia Clerot

Para a psicóloga Lia Clerot, o impulso é uma forma de compensação para suprir problemas de autoestima e inseguranças. “Acredito que a falta de visão de si mesmo e de amor próprio faz com que a pessoa desconte todas as suas frustrações e problemas em coisas externas, uns descontam na comida, outros na bebida e muitos nas compras”, ressalta a especialista.

Segundo ela é preciso estar atento aos sinais, pois a pessoa que sofre desse mal vive num vazio constante, já que o prazer da compra é muito efêmero e se vai muito rápido, às vezes horas depois do bem adquirido.

Um alvo fácil para as campanhas e promoções de fim se ano são os mais jovens, como crianças e adolescentes. Conectados a todo tempo na web, onde tudo acontece com certo imediatismo, eles convivem a todo tempo com essa urgência de conseguir o querem o mais rápido possível e transmitem essa sensação aos pais na hora de comprar.

“Nessa situação cabe aos pais avaliarem a necessidade de compra e não apenas satisfazer a vontade do filho. É válido ponderar quantos presentes a criança já ganhou, o real uso que ela fará dele e se precisa daquilo que está pedindo”, explica Lia.

Compras Compulsivas - Banco de imagen (2)

Uma dica da psicóloga é evitar o cartão de crédito e o motivo está estritamente ligado a ínsula cerebral (responsável por, entre outras funções, coordenar as emoções). “Quando saímos só com dinheiro na carteira e gastamos um grande volume, visualmente aquela movimentação nos impacta, já com o cartão cria-se a ilusão de que não houve um gasto já que não se viu quantitativamente o quanto se gastou, ali no ato de pagar o caixa”, finaliza.

Outra dica é contar até dez “pode parecer estranho, mas contar mentalmente aciona o aspecto racional e ajuda a controlar o impulso” revela. Outra boa medida é diferenciar a necessidade do desejo, por exemplo: se seu celular estraga, a compra de um novo é uma necessidade, porque você usa o telefone como meio de comunicação, mas se ele está em bom estado e você apenas quer um mais moderno, isso configura desejo.

Especilista em inteligência emocional - Fabricio Nogueira
Fabrício Nogueira

Para o especialista em inteligência emocional, Fabrício Nogueira, relembra que os sentimentos, às vezes, reforçam as compras impulsivas. “A aquisição instantânea de algo, muitas vezes, é feita para suprir um sentimento, mas ela não preenche o vazio e não soluciona os possíveis problemas emocionais, por isso, nesse momento é melhor refletir sobre a necessidade de compra dos bens de consumo,” afirma o especialista.

Compras Compulsivas mulher computador pensando

O desejo é uma sensação de imediatismo muito comum na sociedade moderna. “Vivemos a geração fast-food, ou seja, tudo é pra agora, e esse imediatismo é que acaba trazendo frustração e infelicidade. Acredito que a compra de algo que gostamos é importante, mas é necessário avaliar se temos a condição financeira para isso. A aquisição instantânea ou simplesmente ter algo porque o outro tem, não preenche o vazio e não resolve problemas, pensar melhor sobre as atitudes que tomamos é sempre uma boa solução para todas as áreas da nossa vida” ressalta Nogueira.

Fonte: Lia Clerot é formada em psicologia pela Universidade Católica de Brasília, com especialização em Terapia Familiar Sistêmica. Além da sua formação, buscou novos cursos para aprimoramento da profissão, sendo eles em Psicodrama, de coaching ontológico com um dos precursores da prática no Brasil, Homero Reis, além de um curso de formação do ICI- Integrated Coaching Institute, um dos mais reconhecidos do Brasil.

ClearSale dá dicas para o consumidor fugir das fraudes na Black Friday

Pesquisar o histórico da loja e pagar com cartão de crédito são alguns cuidados que garantem uma compra mais segura

A Black Friday deve movimentar mais de R$ 3,5 bilhões em compras no comércio eletrônico este ano, de acordo com estimativas do Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce. E, para garantir boas ofertas e não cair em tentativas de fraudes na data mais esperada do varejo, é importante ter cautela.

Pensando nisso, a ClearSale, empresa líder em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, alerta sobre os cuidados que devem ser tomados pelos consumidores para evitar golpes e ter mais tranquilidade durante as compras.

“O cartão de crédito é o modo de pagamento mais seguro no ambiente on-line. Ao optar por esse método em vez do boleto ou transferência bancária, o cliente consegue contestar a cobrança junto ao banco caso tenha problema com a compra, o que não é possível com os outros métodos”, alerta Omar Jarouche, diretor de Marketing e Soluções da ClearSale. “É importante ainda que o consumidor faça uma pesquisa sobre os sites menos conhecidos ou suspeitos, verificando se há reclamações ou indícios de não envio dos produtos”, aconselha.

Confira abaixo as dicas para realizar compras seguras e fugir das fraudes na Black Friday:

Pesquise a reputação da loja antes de realizar a compra

dreamstime trabalho mesa notebook mulher 2

Verifique o histórico da loja antes de se fazer a compra. A busca é possível tanto no site do Procon, que disponibiliza uma lista das lojas que devem ser evitadas, ou ainda em sites que avaliam as lojas. Caso não existam avaliações da empresa na internet, o recomendado é evitar efetuar a compra e buscar um outro site de confiança.

Averigue se o site tem a sigla ‘https’ no endereço da web

Sixty-and-Me mulher computador

Em sites com a sigla, a comunicação é criptografada, o que aumenta a segurança na transmissão dos dados. É importante também verificar se há um ícone com referência a um cadeado na parte inferior do navegador.

Prefira o pagamento por cartão de crédito

cartao-de-credito-compras-gde

Esta é a forma mais segura para pagamentos online. Além da operadora de crédito ter mecanismos para identificar possíveis fraudes, também é um método que permite que o cliente conteste a cobrança e solicite o reembolso do valor, diferente do pagamento por transferência bancária ou boleto.

Suspeite se o desconto for muito maior no boleto

mulher computador lendo

É comum que sites falsos tenham preços muito mais baixos para pagamento via boleto, pois nessa forma de pagamento é mais difícil para a vítima pedir o estorno.

Procure dados oficiais da empresa como CNPJ, endereço físico e contato

empreendedorismo_moda costura computador

Sites de e-commerce falsos normalmente não disponibilizam essas informações.

Instale o Compre&Confie em seus dispositivos

ai

O aplicativo é totalmente gratuito e alerta o usuário caso seu CPF seja usado em uma transação indevida, permitindo que ele impeça a fraude clicando no botão ‘não fui eu’.

 Fonte: ClearSale

Tutores que passeiam com cachorros vivem melhor

Não é exagero: quem convive com cachorros e passeia com eles têm uma vida muito melhor. Segundo um estudo realizado pela Universidade de Uppsala, na Suécia, com mais de três milhões de pessoas com idades entre 40 e 80 anos – comparando tutores e não tutores de cães -, quem é pai de cachorro apresentou uma redução de 33% no risco de morte e 11% no risco de doença cardiovascular em comparação aos que não convivem com o pet.

Além disso, a caminhada é a principal responsável pelo upgrade na saúde. “Tutores que passeiam com seus cães são mais felizes e confiáveis, menos solitários, dão às suas vidas um significado maior e têm uma sensação de pertencimento ao mundo aprimorada”, explica Renata Ragazini, passeadora da DogHero e especialista em comportamento de cães.

Ainda segundo o estudo, a presença do cachorro influenciou na redução de 20% no risco de morte e de 23% no risco de doença cardiovascular. “Esses números provam que os cachorros são um fator de proteção impactante, especialmente para a saúde de pessoas que moram sozinhas – grupo notadamente mais vulnerável a essas condições”, diz Renata.

Os benefícios ainda vão além: aumento do bem-estar e dos contatos sociais e melhoria no microbioma bacteriano (mais resistência imunológica e menos alergias); outros estudos com tutores também apontaram a redução da pressão arterial, do colesterol e dos triglicérides, além de melhores índices de sobrevivência e recuperação após ataque cardíaco.

Ser pai de cachorro já ajuda na saúde. Agora, passear com ele todos os dias aumenta ainda mais os benefícios. Renata Ragazini separou alguns benefícios. Confira:

Passear com o cachorro é bom para a sua saúde

mulher-cachorro-bicicleta

Uma pesquisa realizada na China pela Universidade de Nanjing entre 2015 e 2016, concluiu que quanto maior o tempo de convívio e de interação (brincadeiras e passeios) com o cão, menores são os riscos de desenvolver doenças coronarianas.

Passear com o cachorro te mantém em forma

A02JAA Man walking dog

A Organização Mundial de Saúde recomenda uma média de duas horas e meia de atividade física por semana para pessoas entre 18 e 64 anos. Adivinha quem tem mais chance de alcançar essa meta? Pessoas que passeiam com seus cachorros! Esse compromisso de fazer um bem ao amigo de quatro patas também ajuda a emagrecer, já que cada saída dura no mínimo 10 minutos e o ideal é que isso aconteça ao menos três vezes por dia.

Passear com o cachorro é benéfico à mente

casal  idoso  cachorro   conversa.jpg

“Quando você está com seu pet e mais ainda quando passeia com ele, os níveis de ocitocina, serotonina e dopamina se elevam no organismo”, explica Renata. “Consequentemente, seu bem-estar se eleva, você se acalma, fica menos ansioso e com a pressão arterial dentro da normalidade. Não é à toa que eles estão cada vez mais presentes nos ambientes de trabalho, trazendo mais energia, satisfação e produtividade para todos.”

Para as pessoas mais velhas, passear com o cachorro também adiciona propósito e significado ao cotidiano, afastando a solidão e reduzindo o declínio cognitivo e as doenças. Cuidar do pet é um grande motivo – baseado no amor – para seguir positivamente a rotina. Nesse aspecto, que vale para todos, a depressão também leva um “chega pra lá”.

Chame um passeador quando a agenda apertar

doghero dogwalker

Mesmo para quem está comprometido em passear regularmente com o cachorrinho, imprevistos podem acontecer. Nessas situações, a melhor saída é contar com ajuda profissional. Na DogHero, o passeador recebe orientação para lidar com as mais diversas situações que podem acontecer durante um passeio. Assim como você, o dog walker ama cachorros e vai dar ao seu pet toda a atenção que ele precisa – cada passeio é feito com apenas um cachorro (salvo quando há mais de um na mesma família). Os passeios são adaptados ao perfil e nível de energia do seu cão, que ficará satisfeito e saudável.

O passeador ideal é selecionado no aplicativo da DogHero seguindo as informações que você forneceu, como endereço e duração de passeios. Você acompanha, graças ao rastreio por GPS do aplicativo, tudo que acontece, incluindo início, término e quantos xixis ele fez. E, caso ele se machuque ou passe mal durante o passeio, a empresa reembolsa os gastos com veterinário em até R$ 5 mil.

Fonte: DogHero