Arquivo da categoria: Férias

Como reduzir riscos de contágio pelo coronavírus durante comemorações do Ano-Novo

Infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz reforça que a recomendação principal é ficar em casa e evitar aglomerações

Em tempos de pandemia, muitas dúvidas surgem em relação às festas de Ano Novo: “Pode se reunir com a família?”, “O que seria mais seguro?”, “Sem beijos e abraços?”. De acordo com o infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Ivan França, a regra de ouro é não se reunir com familiares e amigos, nem realizar festas.

“Esse será o fim de ano da responsabilidade. Os casos de Covid-19 vêm aumentando em todo o país. Precisamos ser responsáveis, cuidarmos de nós mesmos e do próximo”, comenta. A indicação também é a recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que fez um alerta de que o mais seguro seria não realizar as tradicionais reuniões familiares desta época.

Com intuito de diminuir o risco de uma explosão de casos de Covid-19, para este final de ano, o Ministério da Saúde, em parceria com a Fiocruz, lançou uma cartilha com recomendações sobre a forma mais segura de passar as festas. O primeiro passo, como já apontado pelo infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, é ficar em casa, e no máximo celebrar com aqueles que convivem na mesma residência. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos aponta que o ideal seria reunir até seis pessoas, a depender do tamanho do local, sempre respeitando o distanciamento social de dois metros.

Caso não seja possível evitar visitas em casa, certifique-se de que os convidados estejam tomando todas as medidas de segurança para evitar o contágio de Covid-19. O primeiro passo é manter o maior isolamento possível dias antes destes encontros. Também é fundamental utilizar máscaras durante todo o tempo, só retirá-las na hora das refeições e guardá-las em um local adequado, além de higienizar as mãos com frequência, manter distanciamento seguro ao sentar à mesa e não compartilhar objetos, como pratos e copos.

Após tocar utensílios domésticos compartilhados com outros convidados, como talheres de servir, jarras, ou qualquer outro item, lave as mãos com água e sabão ou utilize álcool em gel 70° INPM. Também é recomendado que as pessoas responsáveis pelos pratos que vão compor as ceias usem máscaras enquanto manuseiam as receitas.

“Se possível, montar as ceias em lugares abertos e mais arejados, como salas com janelas ou quintais. O ideal seria que os idosos e pessoas do grupo de risco não fizessem parte de nenhuma reunião presencial, mas caso não seja possível, outra dica seria as mesas de jantar dos mais idosos ou grupo de risco estarem separadas”, explica França. Infelizmente, o especialista aponta que não será um ano para celebrar com abraços, apertos de mãos e beijos. “Isso terá que ser evitado, o risco de contágio nestes tipos de manifestações de afeto é muito grande”, reforça.

Importante também não ter música alta para que as pessoas não tenham que gritar ou aumentar o volume da fala, pois caso alguém esteja contaminado, o vírus pode ser “lançado” em um número maior de partículas virais no ambiente. Pessoas que estão com sintomas da Covid-19 ou que tiveram contato com alguém infectado não devem sair de casa. Esses casos exigem isolamento total.

“Muitos países começaram a vacinação, mas isso não quer dizer que a pandemia está acabando. O processo ainda vai demandar duas doses, estima-se que deve levar no mínimo um ano e meio para vacinar toda a população brasileira, por isso é extremamente importante que as recomendações sejam seguidas para evitar que o cenário piore ainda mais no início do próximo ano”, comenta o infectologista.

Época de férias

Nesta época do ano, muitas pessoas tiram férias e as viagens também preocupam no caso de risco de contaminação pelo coronavírus. A recomendação dos órgãos sanitários internacionais é a de não viajar, mas caso não seja possível, as dicas são as seguintes:

Foto: Anita Peppers/Morguefile

=Tenha preferência por viagens com carro próprio. Se for viajar de avião ou ônibus, não retire a máscara e dê preferência pelo uso das cirúrgicas ou a N95;
=Verifique se há hospitais com capacidade de atendimento para caso de alguma urgência no local de destino;

=Evite ir a restaurantes e bares, se puder, leve alimentos e bebidas de casa;
=Caso planeje fazer refeições em restaurantes, evite os que servem comida a quilo;


=Use máscara em todo e qualquer ambiente, como hotéis, restaurantes, praias, ruas e passeios ao ar livre;
=Verifique se o local da sua hospedagem está seguindo os protocolos de segurança e higienização, e respeitando a taxa de ocupação de conforme protocolo da cidade.


=Quando voltar da viagem, fique pelo menos 14 dias em isolamento para garantir que, caso tenha se contaminado, não transmitirá o vírus a outras pessoas.

Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Três dicas para viajar com segurança no fim do ano

A Flix, seguradora digital com foco na venda de seguros e assistências residenciais, conta como o planejamento pode ser um aliado para o novo modelo de férias coletivas

A ideia de segurança para as viagens de fim de ano mudaram com a pandemia do coronavírus. Se antes a procura se dava por espaço suficiente para encontrar com todos os amigos e familiares em regiões de praia ou interior, agora o ideal é reservar lugares aconchegantes, afastados de aglomerações e em pequenos grupos para evitar novos contágios.

Nessa perspectiva, donos de imóveis para aluguel de temporada e até mesmo interessados em tirar um período fora de casa, podem recorrer a algumas medidas que ajudem nesse novo modelo de férias. Para Felipe Barranco, CEO e cofundador da Flix, seguradora digital com foco na venda de seguros e assistências residenciais, muitos segmentos devem trabalhar juntos para que esse momento seja um período de descanso responsável.

“Nós já percebemos um aumento da preocupação com o bem-estar em consequência do isolamento social, e depois de um ano com muitas transformações, é natural que as pessoas busquem um refúgio. Para que esse movimento seja seguro, é imprescindível estar preparado para possíveis imprevistos e contato com pessoas fora do círculo de convívio”, comenta o CEO.

Pensando nesse cenário, a Flix separou três dicas para quem pretende viajar no recesso sem preocupações. Confira:

  1. Certifique-se dos cuidados básicos com a casa
Getty Images

Antes de viajar, é importante verificar as condições da casa que ficará sem manutenção diária por um tempo. Para isso, é necessário entender se a saída de gás, torneiras e tomadas estão em dia e sem riscos aparentes. Uma boa opção é deixar uma cópia da chave com uma pessoa de confiança que não vai viajar, assim, caso haja um imprevisto, a resolução será mais ágil e eficaz. Outra alternativa é contratar um seguro residencial personalizado, assegurando que qualquer dano causado possa ser revertido em pouco tempo e não comprometa as economias para o próximo ano – este também vale para quem possui uma casa de aluguel, uma vez que ela terá maior utilização com a privação de passeios.

  1. Verifique se existem centros de saúde não comprometidos perto do destino que vai viajar

Fazer um planejamento de emergência deixará a viagem mais fácil e segura, para isso é importante mapear hospitais, farmácias e centros de atendimento que são próximos da residência alugada. Ter esse controle diminui o tempo de acesso em caso de emergências e previne filas e aglomerações no caminho. “Essa é uma boa iniciativa para ser adotada pelos contratantes neste final de ano, assim é possível preservar não apenas os inquilinos temporários, mas também toda a comunidade residente”, explica Felipe.

  1. Vai viajar com pets? Lembre-se de que eles também precisam de cuidados

Certifique-se, antes de viajar, que a carteira de vacinação do animal esteja atualizada. Procure um veterinário, se necessário, para entender qual é a melhor forma de viajar com o seu companheiro e invista em cuidados básicos de saúde e higiene. Assim como a residência, existem planos e seguros focados na prevenção e cuidados com os pets. Caso seu animal possua alguma predisposição, você estará seguro de que o atendimento será rápido e sem causar aglomerações em centros de medicina veterinária.

Sobre a Flix

Flix é a primeira seguradora digital brasileira com foco exclusivo na venda de seguros e assistências residenciais. Fundada em março de 2020 por Felipe Barranco e Marcos Carneiro, a insurtech possui um portfólio com 45 opções de ofertas, entre cobertura financeira e assistências e permite a personalização da cobertura securitária de acordo com a necessidade do cliente. Desenvolvida com o propósito de ressignificar e acessibilizar o mercado de seguros residenciais, a Flix realiza todo o processo de maneira descomplicada, simples e flexível.

Férias de verão: é possível aproveitar sem se preocupar com a balança

Os quilos extras estão te incomodando? Calma. Nutricionista dá 5 dicas que vão te ajudar a perder peso de forma saudável nos dias de folga 

O verão é considerado por muitos, a melhor época do ano. E motivos não faltam, não é mesmo? Afinal, é nessa estação que os dias são mais longos, o clima é mais quente, as praias ficam lotadas e as pessoas aproveitam para tirar férias, viajar, passear e curtir os momentos com a família e amigos. Alguns chegam até a fazer loucuras para perder peso quando se lembram dos quilos extras que ganharam no fim do ano.

Esse desespero às vésperas da estação pode não funcionar e alguns hábitos podem comprometer uma dieta equilibrada. Por isso, é importante lembrar dos cuidados diários com o corpo. Um estudo realizado pelo site Female First mostra que as mulheres pesam, em média, três quilos a menos no verão.

Quando questionadas sobre as preocupações em relação ao corpo, elas responderam que o fato de olhar fotos antigas e não servir na roupa que tanto gostavam, era uma sensação angustiante. Das 2 mil mulheres que participaram da pesquisa, 32% disseram que ter um amigo próximo em forma as motivou a seguirem um estilo de vida mais saudável para estarem mais magras no verão.

Mas, é possível manter a dieta e o peso mesmo nesta época do ano? Matheus Motta, Nutricionista do Vigilantes do Peso explica que o verão é um incentivo a mais na hora de buscar o peso saudável e a aparência dos sonhos. “É possível sim, manter uma rotina equilibrada. Basta planejar-se com antecedência, lembrando sempre de manter uma alimentação saudável e uma boa rotina de atividades físicas. Isso além de proporcionar bem-estar, vai fazer aqueles quilos indesejáveis irem embora”, explica.

Confira as dicas que separamos para aproveitar o verão e ainda emagrecer:

peso-fita-metrica-balanca

• Mude seus hábitos: tenha em mente que para alterar hábitos é preciso paciência e perseverança. Vá com calma. Quando começar a perceber as mudanças – não só na balança – verá que a jornada  está valendo a pena.

jantar almoço comida vinho mulher

• Permita-se: sua relação com a comida deve ser a mais natural possível, sem sofrimento e nem restrições. Não é preciso se privar do convívio social e nem deixar de comer fora, só porque está de dieta. 

academia-3

• Pratique exercícios: se exercitar com regularidade contribui para o ganho de massa muscular e perda de gordura. Além de evitar quadros de estresse, ansiedade, insônia e depressão. Escolha a atividade que mais te agrada e mexa-se. Seu corpo irá agradecer.

mulher bebendo agua na praia

• Hidrate-se: com as altas temperaturas, perdemos muito líquido por meio do suor e, quando temos a sensação de sede, é porque já perdemos uma boa parte da hidratação do organismo. A água refresca e contribui para o bom funcionamento do organismo. Além de regular a temperatura do corpo, ela faz bem à pele, ao aparelho digestivo e aos rins.

sanduiche natural frango
Pixabay

5. Escolha o que comer: na praia ou em passeios ao ar livre, procure ingerir bastante líquido e escolha sempre comer alimentos frescos. Sanduíches de pão integral com proteínas magras, como peito de peru light ou queijo cottage, são uma boa opção.

Siga esses conselhos e transforme o seu dia a dia, sem restrições – coma melhor, mexa-se mais e seja mais feliz. Comer bem implica em qualidade de vida, bem-estar, saúde, disposição e elevação da autoestima.

Fontes: Vigilantes do Peso / Female First

Alerta para férias: bebidas energéticas são ciladas e saúde pode ser prejudicada

Especialistas explicam como funciona a “bomba” de energia que ganha espaço nas baladas

Com as férias, as baladas “bombam” em todo o Brasil. Para aguentar a noite inteira, as bebidas energéticas ganharam espaço, prometendo conceder grandes quantidades de empolgação e energia para quem as consome. No entanto, de acordo com especialistas da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), o produto é uma grande cilada para o organismo.

bebida energetica energeticos

O presidente da entidade, José Francisco Kerr Saraiva, explica que uma latinha já acelera os batimentos cardíacos, independentemente de fatores de risco como obesidade, diabetes, sedentarismo e estresse. “O energético estimula receptores responsáveis pela vasodilatação coronária e periférica, podendo gerar problemas cardiovasculares até em jovens”, afirma.

Cardiologista especialista em Medicina Esportiva, Nabil Ghorayeb destaca que os energéticos são, na verdade, um concentrado de cafeína e taurina em bebida adocicada. “Na teoria, eles oferecem mais energia, mas a única consequência após a ingestão é a redução da sonolência”, diz o especialista.

drinque energetico.png

Ambos concordam que o principal risco é quando se mistura o produto com bebidas alcoólicas, como vodca e gim. “Isso gera uma confusão no cérebro da pessoa, já que os destilados agem como soníferos, enquanto o energético é estimulante. O efeito principal é a taquicardia, extremamente desagradável, que pode gerar falta de ar e tontura, além de desmaios”, explica Ghorayeb.

Segundo Saraiva, os energéticos, quando consumidos em excesso, também podem causar aumento de pressão arterial e arritmias, levando a casos mais sérios, como Infarto Agudo do Miocárdio e Acidente Vascular Cerebral. A bebida promete reduzir fadiga e melhorar o estado de vigília, possibilitando horas de atividades e, por isso, é comumente utilizada em baladas.

coração médico

Além dos problemas cardiovasculares já expostos, os energéticos podem gerar nervosismo, desidratação, insônia e tremores. No rótulo, deve constar a informação que a mistura com bebidas alcoólicas não é recomendada, já que também pode mascarar a embriaguez.

Fonte: Socesp

É possível manter uma boa alimentação durante uma viagem?

Quem nunca saiu de uma dieta durante uma viagem? A nutróloga Marcella Garcez explica que manter-se regrado não é tão difícil como parece

Viajar e conhecer novos lugares é uma ótima experiência, muito pelo fato de nos desligarmos um pouco da nossa rotina habitual. Porém, essa mudança de rotina geralmente afeta bastante a nossa alimentação, pois, quando estamos viajando, acabamos optando por refeições fora de casa – muitas vezes através de alimentos de caloria vazia.

“É possível, sim, manter uma alimentação regrada durante uma viagem, mas é preciso organização prévia e força de vontade”, afirma Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia.

A dificuldade já começa no local de embarque. “Muitas vezes não temos boas opções para ingerir alimentos saudáveis nos aeroportos e rodoviárias. A saída é se programar antes: compre snacks saudáveis, barrinhas, leve frutas e prepare lanches naturais para levar com você durante o percurso. Dessa forma você garante lanches leves e saudáveis, com o bônus de gastar menos dinheiro”, destaca.

Uma vez que já estamos no local da viagem, não é tão difícil como parece. Marcella sugere não pular nenhuma das grandes refeições (café da manhã, almoço e jantar), nem as realizar muito distante do horário habitual, pois isso faz com que a rotina se perca, nos deixando mais suscetíveis a sair do foco.

café da manhã viagem.jpg

“Ao acordar, faça um café da manhã reforçado, com frutas, ovos ou iogurte, cereais, aveia etc. Evite pães brancos, bolos e biscoitos. “Não saia de casa ou do hotel sem estar bem alimentado, pois a fome virá quando estiver na rua, e as opções diversas que a rua oferece pode acabar te seduzindo”, alerta.

prato-comida

Quanto ao almoço e ao jantar, o ideal é preparar a própria refeição. Como nem sempre é possível – e nem mesmo desejável –, nesse caso dê preferência a restaurantes que possuem opções saudáveis e nutritivas. “Escolha alimentos naturais, incluindo os molhos, temperos e bebidas. Ainda que seja tentador, não exagere na sobremesa”, sugere a especialista.

Durante os passeios, evite comer petiscos de ambulantes, pois não se sabe a procedência do alimento e ninguém quer correr o risco de passar mal durante uma viagem, não é? Recorrer aos fast-foods? Nem pensar.

praia comida

“Para esse tipo de passeio, a dica é a mesma do local de embarque: prepare previamente o que for consumir. Lanches naturais são sempre uma ótima opção, pois matam a fome de maneira saudável. Uma visita a mercados que vendem alimentos frescos locais sempre é um bom programa e uma oportunidade para se abastecer de snacks saudáveis e frutas para os passeios. E não se esqueça de se hidratar bastante, preferencialmente tomando água”, ressalta.

Por fim, a pergunta que não quer calar: não posso comer nada fora da dieta? A nutróloga esclarece: “Pode. Tudo é uma questão de equilíbrio. É claro que, muitas vezes, em uma viagem, queremos conhecer a cultura local e seus pratos típicos e isso deve ser incentivado. Só não vale exagerar e comer ‘errado’ em todos os dias da viagem, pois dessa forma a dieta vai por água abaixo, além do fato que a má alimentação prejudica a nossa saúde”, finaliza

Fonte: Marcella Garcez é médica Nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran. A médica é Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

Técnicas para evitar desgaste físico e emocional durante longos voos

As cidades do Rio de Janeiro, Florianópolis e Recife são os destinos nacionais com as melhores ofertas para celebrar o Natal e o Réveillon neste ano, de acordo com levantamento realizado pela Almundo – empresa de tecnologia para viagens e agência omnichannel. A expectativa da companhia é que as viagens para o período representem 20% dos pedidos realizados no último trimestre do ano, um crescimento de 10% em relação ao mesmo período de 2018.

Considerando as compras realizadas de 1º de junho a 30 de novembro, com datas para embarques e retornos compreendidas entre 20 de dezembro e 10 de janeiro, os destinos nacionais mais buscados em 2019 foram São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre, Florianópolis, Porto Seguro e Jericoacoara. Na categoria dos internacionais, se destacaram Santiago Do Chile, Buenos Aires, Cusco (Peru), Paris, Miami, Roma, Joanesburgo, El Calafate (Argentina), Lisboa e Madrid, respectivamente.

Voos longos: como torná-los menos cansativo

trombose-aviao

Ainda que viajar seja um dos maiores prazeres da vida, enfrentar longos voos é estressante. Chega um momento em que permanecer muitas horas dentro de um avião se torna desagradável, sem falar que pode afetar a saúde física e mental.

“Nossa energia e motivação atingem o nível mais baixo durante a segunda metade do voo, quando já nos alimentamos, assistimos a alguns filmes e ainda não conseguimos dormir”, afirma Vivian Wolff, especialista em desenvolvimento humano e mindfulness pelo Integrated Coaching Institute (ICI).

Pensando no conforto de quem enfrentará horas de voo neste final de ano, Vivian formulou técnicas simples para você praticar ao longo da viagem, proporcionando bem-estar e evitando desgaste físico e emocional:

– Fique de pé no corredor. Se possível, tire os sapatos. Esse exercício aumenta o fluxo sanguíneo para os pés e, finalmente, para o resto do corpo. Enquanto inspira, levante os calcanhares. Ao expirar, solte os calcanhares e levante os dedos dos pés. Balance para frente e para trás por cinco respirações, focando toda sua atenção nesse vai e vem.

– Mexer o tronco para cima alonga e revigora. Fique de pé. Faça uma respiração profunda e coloque os braços esticados acima de sua cabeça, como se fosse tocar o teto do avião. Ao inspirar, estique um pouco mais o braço direito acima da cabeça, como se fosse colher uma fruta bem no alto de uma árvore. Exale e traga o braço de volta. Inale e faça o mesmo com o braço esquerdo sempre com consciência e presença. Repita por 5 respirações.

– Lembre-se de respirar, levando sua atenção para o movimento do ar entrando e saindo de seu corpo. Chamar nossa atenção para a respiração regula nossa resposta ao estresse e melhora o humor. Antes de entrar no voo, você pode baixar alguma meditação guiada que te ajude a relaxar, sem criar expectativas ou pressa para chegar.

Projeto oferece passeio em meio à natureza durante as férias

“Férias na Mata Atlântica” é uma oportunidade que responsáveis e crianças têm para se aproximar da natureza

A Fundação SOS Mata Atlântica oferece no dia 27 de julho (sábado), das 10 às 16 horas, em Itu (SP), uma oportunidade de passeio diferente para pais e responsáveis realizarem com crianças entre 5 e 12 anos. No “Férias na Mata Atlântica”, os participantes passarão um dia na natureza, realizando atividades lúdicas, como trilha, oficina, contação de histórias e muitas outras ações, que darão o entendimento sobre a importância das árvores para a vida das pessoas e também aos animais, além de realizarem um plantio de árvores nativas da Mata Atlântica.

A participação é gratuita, porém as vagas são limitadas. As inscrições devem ser feitas no site da organização. Mais informações pelo email info@sosma.org.br .

Com o tema “A floresta voltou e os bichos também” a ação acontece no Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – Heineken Brasil, local onde é possível ver na prática os benefícios da restauração florestal para o homem e ao meio ambiente. Entre outras atividades, será realizado uma visita ao viveiro de mudas nativas, ao jardim sensorial – que visa despertar nossos sentidos através do cheiro, tato e paladar, com 30 plantas do Brasil e do mundo sendo muitas delas por vezes desconhecidas – teatro e piquenique.

De propriedade do Grupo Heineken no Brasil, a fazenda foi cedida em comodato para a SOS Mata Atlântica em 2007 e tem mais de 500 hectares. Mais da metade de sua área foi recuperada com o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica e hoje, 12 anos depois, já é possível ver um cenário bem diferente, com árvores que já alcançam 10 metros de altura.

A partir dos projetos de pesquisas realizados em parcerias com universidades, já se pode considerar o espaço como refúgio para a biodiversidade, incluindo mais de 200 espécies de aves identificadas. Além disso, o lago próximo à propriedade já teve melhoria em sua qualidade e quantidade de água, fator que pode contribuir para a qualidade de vida da população local.

“O Férias na Mata Atlântica é uma oportunidade de interação com as crianças em um ambiente natural que alia aprendizado, diversão e vivência com a natureza. O tema desse ano, a floresta voltou e os bichos também, busca reforçar para adultos e crianças a importância de se recuperar florestas e perceber como não há só mudanças na paisagem como também em todo o sistema ecológico, incluindo os benefícios não só para os animais, como para nós seres humanos”, afirma Kelly De Marchi, educadora ambiental da Fundação SOS Mata Atlântica.

Entre os destaques da programação está a peça teatral “A Floresta dos meus Sonhos”. Neste espetáculo do Estúdio Mágico Produções, a sabedoria e as vivências do avô são os principais instrumentos para promover mudanças de atitudes na neta e fontes de inspiração sobre os cuidados necessários na preservação do meio ambiente com o foco na Mata Atlântica.

Além de levar educação ambiental de maneira lúdica para as crianças, a peça tem como objetivo mostrar que o termo “velho” não tem nenhuma relação com inútil, mas sim com “mais sabedoria” e valorizar o papel da pessoa idosa em nossa sociedade. O “Senhor do Tempo” – narrador – faz uma ligação entre espectadores e os personagens e estimulará a interatividade nas decisões e escolhas da menina. Ao término da apresentação, haverá um “quiz” e debate com artistas sobre a apresentação.

No local do evento funciona a base de restauração florestal da SOS Mata Atlântica, com um viveiro com capacidade de produção de 750 mil mudas por ano – com cerca de 100 espécies nativas. Também são realizadas ações de educação ambiental, mobilização, cursos e capacitação, além de pesquisa em parceria com universidades. Anteriormente, o local abrigava uma fazenda de café que, após o plantio de 720 mil mudas nativas mil mudas nativas feito ONG, hoje está em processo de restauração florestal.

Confira abaixo algumas imagens de edições anteriores do “Férias na Mata Atlântica”

IMG_5538-614x460IMG_5340-614x460IMG_5224-614x460IMG_5546-614x460IMG_5292-614x460IMG_5232-614x460IMG_5569-614x460

Férias na Mata Atlântica
Quando: 27 de julho (sábado) de 2019, das 10h às 16h
Onde: Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – HEINEKEN Brasil
Endereço: Rodovia Marechal Rondon, km 118,3 – Bairro Porunduva – Itu/SP.
Faixa etária: 5 a 12 anos, acompanhados por responsáveis maiores de 18 anos
Informações: info@sosma.org.br
Como chegar: clique aqui

Quatro dicas para cuidar da pele durante viagens de avião

Especialista da Onodera indica truques simples e rápidos que ajudam a manter a hidratação facial

Durante o período de férias muita gente se prepara para viajar de avião. Neste cenário, além de todos os preparativos que antecedem a viagem, é necessário pensar nos cuidados com a pele do rosto. “Dependendo do tempo de voo, é comum sentir a pele rígida, mais enrugada e com coceira. Isso acontece devido a pressurização, ar condicionado e quantidade menor de oxigênio, fatores que favorecem a perda de água da pele”, explica Thaís Carvalho, fisioterapeuta dermato-funcional da Onodera Estética.

Para quem está de malas prontas e deseja enfrentar a viagem sem desconfortos, a especialista separou algumas dicas. Confira:

limpeza pele mulher

1 – Prepare a pele: um dia antes de viajar, lave o rosto com água morna e aplique uma máscara de hidratação seguida de um creme para fortalecer a pele e prevenir a desidratação durante o voo.

alimentação-saciedade
Foto: Shutterstock

2 – Hidrate-se: reforce a ingestão de líquidos e invista em alimentos que tenham alto teor de água, como frutas e saladas. Evite bebidas alcoólicas e comidas ricas em gordura, sal e açúcar, que aceleram a perda de água do corpo.

shutterstock mulher pele rosto
Foto: Shutterstock

3 – Evite maquiagens pesadas: em vez da base, que é mais pesada, opte pelo uso de um BB ou CC Cream. Para voos longos, lembre-se também de retirar a maquiagem para que a pele possa respirar e se regenerar naturalmente.

pexels protetor labial lábios
Pexels

4 – Arrume a nécessaire: invista em lencinhos para remover a maquiagem e o excesso de oleosidade. “Protetor labial, hidratante e água termal também são ótimos produtos para serem usados durante a viagem. Não esqueça de colocá-los na bagagem de mão e conferir a medida permitida”, finaliza.

Fonte: Onodera Estética

Como planejar uma viagem de férias com pouco dinheiro

Especialistas explicam como reduzir gastos, evitar dívidas e investir para multiplicar recursos e garantir o passeio

Para muitas pessoas o maior desafio na hora de planejar as férias é a situação financeira. Por mais que que pareça difícil, é possível planejar a tão sonhada viagem com pouco dinheiro. Antes de tudo, é importante definir quais são as prioridades e entender o que cabe no seu bolso.

Para ajudar a concretizar esse objetivo, especialistas da Magnetis, primeira fintech de gestão de investimentos fundada no Brasil, separou os principais passos desta jornada.

Para onde ir?

aeroporto viagem mulher pixabay 2

Definir o destino tem grande influência na organização financeira, porque dependendo da distância, a viagem pode ficar bem mais cara. Por isso, é preciso avaliar o que é mais importante: conhecer outro país? Ir a um local em que se possa aproveitar programas ao ar livre? Conhecer culturas diferentes? Todos esses fatores terão influência na decisão sobre o destino da sua viagem.

Muitas pessoas sonham em viajar para o exterior, mas devido a cotação da moeda local, principalmente na Europa, essas viagens tendem a sair mais caras, sendo necessário um orçamento maior.

Se o objetivo for viajar e gastar menos, vale repensar o destino. O Brasil tem ótimas opções e para todos os gostos, com alternativas muito interessantes em relação ao custo total. Além da moeda ser a mesma, os voos domésticos tendem a custar menos dependendo do local escolhido. Mas se você não abre mão de sair do país, na América do Sul existem destinos interessantes, com preço mais baixo do que outros locais turísticos, e vai te permitir gastar menos.

Quanto tempo de viagem?

quarto de hotel 2

Na hora de planejar também é importante pensar em quanto tempo deseja passar no local, sabendo que quanto mais dias fora de casa, maior o custo final. O preço de hospedagem, alimentação, compras e assim por diante, que podem gerar um custo maior, têm que ser avaliados.

Alguns desses quesitos podem ser driblados com pacotes de viagem, que incluem estadia, passagens, alimentação, e outros serviços. Na maioria das vezes pode sair mais barato contar com uma operadora de viagens do que escolher cada detalhe por conta própria.

Pesquisar o valor das passagens com meses de antecedência pode te dar um grande desconto. Além de promoções, a possibilidade de ter mais tempo para pagar até a viagem garante uma preocupação a menos. O mesmo vale para hospedagem, já que pacotes com descontos podem ser encontrados meses antes do que quando se fecha tudo em cima da hora.

Além disso, sempre confira quais serviços estão incluídos na hospedagem. Existem hotéis que oferecem café da manhã durante a estadia, o que já representa uma economia. Outros têm parceria para descontos em passeios e traslados gratuitos do aeroporto para o local, veja qual se encaixa melhor no seu plano de viagem, afinal, avaliar o custo benefício é fundamental quando se tem pouco dinheiro.

Só leve o que for essencial

mulher no aeroporto

O excesso de bagagem é outro fator que merece atenção, então leve somente o necessário. Esse é um custo extra que é fácil de ser evitado, lembrando que diversos viajantes têm o costume de comprar muitos itens durante a viagem, é justamente nesse momento que se perde o controle do peso das bagagens e, se o intuito é justamente gastar pouco, não faz sentido cair na tentação da compra compulsiva. Pense sempre em economizar.

Economize antes da viagem

calculadora cartões

Não existe fórmula mágica para ter dinheiro para viajar: é preciso poupar uma quantia se deseja atingir esse objetivo. Abrir mão de hábitos que custam caro e fazer uma reserva financeira para a viagem é crucial. É importante encarar os planos de férias como qualquer outra meta financeira, como fazer algum curso, adquirir aposentadoria, comprar a casa própria, e assim por diante.

Algumas dicas simples são:

=Reduzir gastos com lazer;
=Pesquisar dados antes de fazer qualquer compra;
=Não gastar mais do que ganha;
=Economizar por alguns meses antes da viagem;
=Comprar à vista sempre que puder;
=Evitar dívidas;
=Investir para ter suas economias multiplicadas;
=É possível, sim, viajar com pouco dinheiro, tudo depende de um bom planejamento e um pouco de força de vontade na economia.

Sobre a Magnetis

Magnetis é a primeira fintech de gestão de investimentos fundada no Brasil. Desde 2015, ajuda as pessoas a atingir suas metas de vida por meio de investimentos mais inteligentes. Com algoritmos que escolhem as melhores carteiras e um time de consultores sempre à disposição, já montou mais de 230 mil planos de investimento para ajudar as pessoas a investir no que importa. A empresa foi vencedora do prêmio Fintech Awards Latam em 2017, na categoria modelo de negócios. É parceira da GPS Investimentos, subsidiária do grupo suíço Julius Baer e maior gestora independente de patrimônio de alta renda no Brasil, e da Easynvest, corretora de valores com mais de 50 anos de atuação no mercado.