Arquivo da categoria: finanças

ClearSale dá dicas para o consumidor fugir das fraudes na Black Friday

Pesquisar o histórico da loja e pagar com cartão de crédito são alguns cuidados que garantem uma compra mais segura

A Black Friday deve movimentar mais de R$ 3,5 bilhões em compras no comércio eletrônico este ano, de acordo com estimativas do Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce. E, para garantir boas ofertas e não cair em tentativas de fraudes na data mais esperada do varejo, é importante ter cautela.

Pensando nisso, a ClearSale, empresa líder em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, alerta sobre os cuidados que devem ser tomados pelos consumidores para evitar golpes e ter mais tranquilidade durante as compras.

“O cartão de crédito é o modo de pagamento mais seguro no ambiente on-line. Ao optar por esse método em vez do boleto ou transferência bancária, o cliente consegue contestar a cobrança junto ao banco caso tenha problema com a compra, o que não é possível com os outros métodos”, alerta Omar Jarouche, diretor de Marketing e Soluções da ClearSale. “É importante ainda que o consumidor faça uma pesquisa sobre os sites menos conhecidos ou suspeitos, verificando se há reclamações ou indícios de não envio dos produtos”, aconselha.

Confira abaixo as dicas para realizar compras seguras e fugir das fraudes na Black Friday:

Pesquise a reputação da loja antes de realizar a compra

dreamstime trabalho mesa notebook mulher 2

Verifique o histórico da loja antes de se fazer a compra. A busca é possível tanto no site do Procon, que disponibiliza uma lista das lojas que devem ser evitadas, ou ainda em sites que avaliam as lojas. Caso não existam avaliações da empresa na internet, o recomendado é evitar efetuar a compra e buscar um outro site de confiança.

Averigue se o site tem a sigla ‘https’ no endereço da web

Sixty-and-Me mulher computador

Em sites com a sigla, a comunicação é criptografada, o que aumenta a segurança na transmissão dos dados. É importante também verificar se há um ícone com referência a um cadeado na parte inferior do navegador.

Prefira o pagamento por cartão de crédito

cartao-de-credito-compras-gde

Esta é a forma mais segura para pagamentos online. Além da operadora de crédito ter mecanismos para identificar possíveis fraudes, também é um método que permite que o cliente conteste a cobrança e solicite o reembolso do valor, diferente do pagamento por transferência bancária ou boleto.

Suspeite se o desconto for muito maior no boleto

mulher computador lendo

É comum que sites falsos tenham preços muito mais baixos para pagamento via boleto, pois nessa forma de pagamento é mais difícil para a vítima pedir o estorno.

Procure dados oficiais da empresa como CNPJ, endereço físico e contato

empreendedorismo_moda costura computador

Sites de e-commerce falsos normalmente não disponibilizam essas informações.

Instale o Compre&Confie em seus dispositivos

ai

O aplicativo é totalmente gratuito e alerta o usuário caso seu CPF seja usado em uma transação indevida, permitindo que ele impeça a fraude clicando no botão ‘não fui eu’.

 Fonte: ClearSale

Black Friday: 21,6% das transações via apps podem estar desprotegidas

Pesquisa revela que páginas de internet que se comunicação com aplicações mobile não possuem certificado de segurança SSL

Às vésperas de uma das principais datas do e-commerce brasileiro, a Black Friday – que acontece em 29 de novembro, um estudo da Serasa Experian aponta que 21,6% das transações feitas via aplicativos podem não estar seguras, o que representa uma em cada cinco realizadas no país.

Isso ocorre porque estes programas instalados em dispositivos móveis trocam informações com endereços que não contam com o certificado de segurança SSL (Secure Socket Layer), certificado digital que autentica a identidade de um site e criptografa os dados enviados para o servidor, protegendo a integridade e veracidade das informações que são trocadas na internet.

O grande volume de compras feitas via dispositivos móveis nesta época do ano faz com que os consumidores precisem estar atentos. Uma forma de averiguar se o ambiente é seguro é procurar pela informação nas Políticas de Privacidade. Caso os termos não deixem claro o uso de criptografia, a recomendação é que a compra seja via desktop, sempre de olho se há o símbolo do cadeado ao lado da URL na barra do navegador. Os consumidores também não devem baixar aplicativos fora das lojas dos sistemas operacionais.

SERASA 1.png

Segundo o diretor de Certificação Digital da Serasa Experian, Maurício Balassiano, “o uso de celular para compras por meio de apps vem aumentando ano após ano, graças à rápida adesão dos brasileiros a novas tecnologias. Isso faz com que os fraudadores sofistiquem o phishinhg* para capturar os dados dos consumidores em golpes. Isso só reforça a necessidade de segurança na proteção da comunicação entre aplicativos e servidores das empresas”.

Thoran Rodrigues, CEO e fundador da BigData Corp., explica que não são apenas os aplicativos que demandam atenção dos consumidores. “Avaliamos também cerca de 700 mil serviços oferecidos no modelo de SaaS (Software as a Service) e as interfaces de programação (APis) de plataformas on-line, elementos cada vez mais importantes da internet e que exigem as mesmas demandas de segurança”. Entre estas frentes analisadas, aproximadamente 30% não oferecem a proteção dos certificados de SSL.

Apesar de avanço, quase 15% dos sites ainda são desprotegidos

Ainda que muitos endereços eletrônicos tenham buscado certificados SSL, o volume daqueles que operam sem proteção aos dados é bastante considerável. Segundo o estudo, aproximadamente 15% deles encontram-se nesta situação.

SERASA2

Ao desmembrar o mapeamento por categorias, os portais governamentais são os mais desprotegidos, seguidos por corporativos e e-commerce. Estes acendem um sinal de alerta pelo grande volume de transações financeiras que realizam. “O número ainda é grande e pode prejudicar consumidores que olham apenas o preço e não prestam atenção aos critérios de segurança”, comenta Balassiano.

Ainda segundo o executivo, os lojistas precisam ficar atentos à renovação dos certificados. “Hoje temos 14,3% dos sites com certificados SSL expirados. Quem não prestar atenção a este detalhe pode estar perdendo vendas junto aos compradores mais conscientes”, finaliza.

SERASA3.png

Veja outras dicas que a Serasa Experian preparou para a data:

=Atenção com links e arquivos compartilhados em grupos de mensagens de redes sociais. Estes programas ou sites podem ser maliciosos e direcionar para páginas não seguras, que contaminem os dispositivos com vírus que funcionam sem que o usuário perceba e coletam dados sigilosos.
=Para verificar se o site é seguro, basta observar alguns sinais simples. Veja se no browser há um cadeado fechado. Em caso positivo, clique em cima e verifique se o Certificado Digital SSL emitido está em nome da loja na qual você está comprando. Essa conferência pode ser feita no Selo de Segurança, que geralmente está no rodapé da página. Ao acessar o site, no endereçamento, verifique se o HTTP tem um S, ou seja, HTTPS. Essas providências garantem um ambiente seguro.
=Desconfie sempre de ofertas com preços muito abaixo do mercado e de última hora. E-mails com valores, promoções e vantagens muito especiais merecem desconfiança. Nesses momentos, é muito comum que os cibercriminosos usem nomes de lojas bastante conhecidas para tentar invadir o seu computador. Eles se valem de e-mails, SMS e réplicas de sites para tentar pegar informações e dados de cartão de crédito, senhas e informações pessoais do comprador.
=Uma prática muito utilizada pelos golpistas no ambiente online é a de phishing*. Os criminosos copiam as informações trocadas durante uma transação, como nome, endereço, CPF etc. Esses são coletados para fraude de identidade, que acontece quando dados de um consumidor são usados por terceiros para firmar negócios sob falsidade ideológica ou obter crédito sem a intenção de honrar os pagamentos.
=É importante, também, no caso de lojas desconhecidas e em caso de desconfiança, fazer uma pesquisa em sites dedicados à avaliação de lojas virtuais, como Reclame Aqui e e-Bit. Avaliar a reputação de uma loja é uma providência essencial a partir da experiência de outras pessoas.

mulher executiva celular
Pexels

Metodologia do estudo

A Serasa Experian encomendou o estudo da BigData Corp., que captura e processa, continuamente, dados obtidos a partir de mais de 23 milhões de sites brasileiros (e mais de 1,5 bilhão no mundo todo). Para esta pesquisa, a empresa trabalhou com resultados obtidos na última semana de outubro de 2019. Os dados de 2018, apresentados neste material foram capturados em junho daquele ano.

*Phishing: prática, como o nome sugere (“phishing” em inglês corresponde a “pescaria”), de “pescar” informações e dados pessoais importantes, como senhas, CPF, número de cartão de crédito e de contas bancárias, por meio de mensagens falsas.

Fonte: Serasa Experience

 

 

Cinco dicas para aproveitar os descontos da Black Friday

Cuponeria oferece descontos de até 70% em marcas como Netshoes, Carrefour e Quem Disse Berenice
A Black Friday chegou ao Brasil em 2010. A tradição, nascida nos Estados Unidos e importada pelos brasileiros, ocorre na última sexta-feira do mês de novembro – dia seguinte à Ação de Graças, já conhecido como um dia de promoções e preços baixos.

Embora seja um dia específico de grandes descontos, o Brasil passou a fazer diversas ações promocionais por toda a última semana de novembro e, em alguns casos, por todo o mês. Esse dia também marca o início da época de vendas natalinas, uma das principais datas para o comércio durante o ano.

Somente em 2017, a data movimentou no país cerca de R$ 2,1 bilhões de reais, de acordo com o portal Ebit, que ajuda a medir reputação das lojas virtuais e do e-commerce. Esse dado mostra não apenas a importância da ação, mas também como o consumidor brasileiro já tomou pra si a tradição das compras promocionais.

Assim como a Black Friday, a Cuponeria , primeira e mais completa plataforma de cupons de descontos do Brasil, é reconhecida por oferecer aos consumidores de todo o País ofertas incríveis, só que neste caso, durante o ano todo. Fundadora e CMO da Cuponeria, Nara Iachan elencou 5 dicas para os consumidores aproveitarem a Black Friday da melhor forma. Confira:

• Crie uma lista de desejos

anotar

Ao longo do ano, é comum entrar em diversos sites de compra, cadastrar e fazer listas mentais do que se gostaria comprar. Hoje em dia, a esmagadora maioria deles já conta com um espaço para listas de desejo, ou seja, um local em que se pode selecionar os produtos que deseja sem precisar colocar, efetivamente, no carrinho de compras.
A Black Friday é o momento ideal de revisitar essas listas, fazer uma garimpagem no que realmente interessa e, principalmente, verificar quais as melhores ofertas nos produtos que deseja levar.

• Tenha cuidado com sites não recomendados

freegreatpicture-compras-online

Uma boa dica é sempre observar bem o nível de confiabilidade dos e-commerces. Para isso, é possível consultar páginas como o Reclame Aqui ou o Ebit, que fazem esse tipo de verificação. Além disso, comprar em lojas virtuais recomendadas por amigos, reconhecidas do grande público ou direcionados por outros sites confiáveis é sempre uma forma de minimizar o risco.

• Antecipe as compras de Natal

compras

A Black Friday abre a temporada de compras natalinas, e pode ser muito útil antecipar os presentes de Natal. Uma excelente maneira de aproveitar os grandes descontos é comprar os presentes da família e amigos desde já. Considerando ainda que é comum que as compras online costumam ter um prazo maior para a entrega, esse tipo de planejamento ajuda a ter tudo em mãos quando o Natal chegar.

• Use cupons de descontos

cuponeria cumpom

Além das promoções dos próprios e-commerces, usar cupons de desconto é uma excelente maneira de usufruir ao máximo das ofertas da Black Friday. Pela Cuponeria os descontos podem chegar até 70% em lojas como Netshoes, Carrefour e Quem Disse Berenice. Confira a coleção completa para a data no link .

• Compare os preços

Sixty-and-Me mulher computador

Outra dica importante para aproveitar as melhores ofertas da Black Friday é comparar os preços entre as lojas, considerando os cupons de desconto, é claro. A comparação, inclusive, deve ser feita entre o preço promocional e o real, para ver se realmente vale a pena investir no produto em questão e evitar cair em fraudes.

Fonte: Cuponeria

 

Como desenvolver disciplina financeira – por Ricardo Hiraki Maila* 

Disciplina financeira é uma qualidade importantíssima para a garantia de execução do planejamento financeiro. Afinal, não adianta criarmos um planejamento sem que ele seja executado de maneira adequada. A organização vai garantir o sucesso nos seus objetivos financeiros.

O fator base para você alcançar a disciplina é comprometimento. Se seu planejamento financeiro diz para você cortar saída aos finais de semana por pelo menos um mês, você terá que cortar. Os resultados só vão aparecer se você se comprometer em executar o planejado. Questione e saiba dizer não. “Qual o benefício se eu for comprometido e realizar o planejado? Quero comprar? Posso comprar? O que acontece se eu não comprar?”

Mobilize sua família e quem está ao seu lado. Conte que está em uma fase de mudança de hábito, os benefícios de você adquirir e porquê está fazendo isso. Peça apoio e “broncas” (se necessário), afinal, todos nós gostamos de um empurrãozinho a mais.

Conheça alguns hábitos que ajudam durante esse processo:

contas escritorio gadini pixabay

=Crie seu planejamento financeiro com o horizonte de pelo menos dois anos.
=Faça a análise constante do seu orçamento, trace planos de ação e acompanhe.
=Coloque suas contas para serem pagas em um só dia. Foque na quitação de dívidas.

personal-budget-017.jpg
=Anote todos os seus gastos e confronte sempre com seu planejamento. O ideal é uma planilha.
=Não compre parcelado. Acostume-se a trabalhar com o dinheiro que tem no momento.
=Evite desperdícios. Seu bolso agradece, o mundo e seu planejamento financeiro também.

mulher lendo jornal
=Estude sempre. Busque conteúdos relevantes e com quem possua autoridade no tema. O mundo financeiro é simples, mas pode ser complexo se você não der a devida atenção.
=O mais importante é você fazer isso repetidamente até se tornar um hábito e ser uma coisa comum.

*Ricardo Hiraki Maila – administrador, pós-graduado em gestão financeira pela FGV e pós-graduado em gestão de negócios pelo Mackenzie. Trabalhou por mais de cinco anos como diretor de planejamento e financeiro de um grande grupo do Brasil. Fundou a Plano Consultoria há dois anos, empresa de consultoria de finanças pessoais, que hoje conta com 15 colaboradores. 

Formas de economizar com produtos de beleza

Mulheres convivem diariamente com a pressão em relação à aparência. A indústria da beleza se aproveita disso, desenvolvendo mais e mais produtos, muitas vezes desnecessários, para gerar o desejo de compra. Porém, produtos e serviços de beleza podem causar um grande prejuízo no orçamento. Mesmo que o gasto não seja descontrolado, uma pessoa que se propõe a ir mensalmente à manicure, depiladora e cabeleireira pode ter um custo alto. Veja algumas dicas apresentadas pelo Simplic para economizar nesse setor.

1 – Estabeleça um orçamento mensal

mulher-contas
Faça uma lista de todos os seus gastos com beleza por mês – maquiagens, salão de beleza e até retoques de cabelo feitos a cada três meses. Assim, ficará fácil comparar se os gastos condizem com seus ganhos e não estão ultrapassando seu limite mensal; caso a conta não feche, é hora de rever compras e serviços.

2 – Tenha um kit básico

beleza bolsa perfume maquiagem mulher

Os itens usados no dia a dia, como cremes hidratantes, protetores solares, perfumes e maquiagem, que formam um kit básico, devem ser delimitados por você. Esses itens podem entrar em seu orçamento mensal, já maquiagens de festa, novos lançamentos e produtos específicos, menos cotidianos, são supérfluos e devem ser comprados apenas quando o orçamento estiver sobrando em alguma outra categoria.

3 – Aproveite até o fim

embalagem creme cosmetico.jpg
Depois de comprar um produto é preciso aproveitá-lo ao máximo. Muitas vezes, quando o conteúdo está no final, não conseguimos mais extraí-lo da embalagem. Uma dica é, com uma tesoura, abrir a embalagem, horizontalmente, de forma que possa acessar o conteúdo – que não acabou.

4 – Saiba quando vale pagar mais

maquiagem
Nem sempre é uma boa ideia economizar em maquiagem, uma vez que a qualidade pode interferir na saúde da sua pele. Itens como lápis de olho não tem grande diferença e podem ser encontrados em marcas mais econômicas. Já a base, que fica em contato direto com a pele de todo o rosto, pode ter tecnologias específicas que justificam a diferença de preço e valem gastar mais.

5 – Faça você mesma!

pés unhas esmalte pixabay werby fabrik
Foto: Werby Fabrik/Pixabay

Quando o orçamento aperta, pintar as unhas, fazer depilação e hidratações nos cabelos são possíveis de fazer em casa, de forma muito mais econômica. Deixar para um profissional apenas coisas que você não domina – como cortar o cabelo – pode aliviar o orçamento. Deixar idas ao salão intercaladas com as vezes que faz o serviço em casa também é uma opção para quem não abre mão do serviço.

Produzido por Simplic tendo como fontes Finanças Femininas, Dicas de Mulher

Como melhorar o desempenho nas áreas de empreendedorismo, administração e finanças

Onde e como você se enxerga na próxima década? Agora que já imaginou, tenha em mente que, antes de buscar o seu desenvolvimento na carreira, é necessário projetar o seu crescimento profissional. Para auxiliar nessa etapa, o personal growth é o profissional que apoia o aperfeiçoamento das competências e habilidades que visam aprimorar o conhecimento.

Segundo Daniel Lustig, especialista em personal growth, é preciso estimular as formas de evolução: “A mudança de hábito acontece gradualmente e melhora a sua atitude no desempenho das atividades profissionais. Ser mais receptivo, pró-ativo e positivo são algumas atitudes básicas para crescer na carreira”, explica.

Lustig complementa que “a chave para o crescimento é estar aberto para novas oportunidades que surgem na sua área”.  Pensando desta forma, preparou dicas para as principais carreiras. Confira:

Empreendedorismo

empreendedorismo moda mulher trabalho

Segundo Lustig, o indivíduo que escolhe essa área precisa de saúde financeira e mental para atingir os seus objetivos. “Para alcançar os resultados desejados é primordial construir o seu caminho. Ter um plano de ação com metas alcançáveis é ser mais assertivo, pois estabelece foco no trabalho”, afirma.

Além disso, estipular pequenas metas para alcançar em um espaço determinado de tempo, ajuda a conquistar resultados e dá fôlego para seguir até o objetivo final. O personal growth atua nesse processo junto ao cliente, na organização e na adoção de um novo olhar em relação à vida.

“A dificuldade pode aparecer no mundo empreendedor como em qualquer área de atuação. Nesse momento em que pode haver dúvidas sobre o seu negócio, é importante buscar alternativas para encontrar uma solução viável” destaca.

Administração

freegreatpicture-mulher-carreira-laptop

Nessa área é preciso otimizar a produtividade e usar a tecnologia ao seu favor. “Adequar-se aos processos do mundo digital facilita e melhora os processos que estão presos às técnicas passadas”, fala Lustig.

Não tenha medo de inovar. “Ser criativo é propor novos formatos para o que está antigo. Com o auxílio do personal growth, você desenvolve esse lado criativo para atingir os objetivos desejados”, completa.

Finanças

 

mulher estudando wiseGEEKInvestir na capacitação é uma forma de atuar com excelência e diminuir erros. Lustig diz que ter coragem e ter paixão pelo que faz, motiva o indivíduo a participar de treinamentos e cursos. “Quando você está aberto para novas oportunidades, você cresce como profissional”, avalia.

Lustig adverte que o método do personal growth não é apenas uma forma de evoluir na carreira ou na educação, mas na transformação pessoal.

Fonte: Daniel Lustig é personal growth e fundador da Mind Factory. Formado em administração, capacitado pela Sociedade Brasileira de Coaching, Association for coaching, Institute of Positive coaching & research, Via institute on character, Worth Ethic Corporation e Behavioral Coach Institute nas áreas de Personal & Professional, Executive, Positive e Career Coaching, Mentoring e liderança.

 

Você já ouviu falar sobre alimentação sazonal?

Prática auxilia no emagrecimento e na economia doméstica

Durante os próximos meses começa a época do mamão, das nozes, da uva e do rabanete. Além desses, outros inúmeros alimentos se tornam mais ou menos frequentes nas feiras livres de todo o país de acordo com a sua sazonalidade e região. Mas por que respeitar essa característica quando, dia após dia, os alimentos se tornam mais fáceis de serem encontrados durante todo o ano?

frutas

Entre os benefícios de priorizar o consumo dos alimentos de acordo com a safra, há o aumento da qualidade, os impactos na saúde e o baixo custo que essa prática pode oferecer. “Cada hortaliça, legume e fruta tem um período propício para o cultivo. Basicamente, há o que chamamos de início de safra, quando os alimentos começam a chegar aos balcões; safra, quando a oferta é abundante; fim de safra, quando encontrar aquele item começa a ser mais difícil; e, por fim, a entressafra, quando o alimento não é cultivado e vendido”, explica o Nutricionista do Vigilantes do Peso, Matheus Motta.

Durante o ápice da safra, os alimentos encontram condições naturalmente favoráveis para seu cultivo e colheita e se mostram maiores, melhores e em grande quantidade. “Essa qualidade vai além da fruta bonita e chega também no valor nutricional. Alimentos consumidos dentro do período da safra tendem a se desenvolver melhor, podendo conter mais vitaminas e minerais , já que a semente encontra solo e ambiente propícios para se desenvolver”, ressalta o especialista.

Quem já tentou comprar morango fora de época sabe que uma fruta também pode ser salgada. Isso acontece em função da oferta e da procura. A dificuldade em cultivar um alimento diminui a quantidade e afeta a qualidade do item ofertado. Matheus conta ainda que em função disso, conhecer e respeitar as safras também auxilia – além da manutenção da saúde, na economia doméstica.

alimentos frutas vermelhas

Luciana Daudt, gestora jurídica e Associada do Vigilantes do Peso, adotou a sazonalidade na alimentação depois de perceber que alguns itens da lista de compras estavam caros demais. “Fui procurar o porquê e descobri que o aumento nos preços era em decorrência da entressafra”, explica.

Alimento melhor significa saúde melhor? Para Luciana, sim. “Sou uma pessoa muito alérgica e a alimentação impacta bastante no funcionamento do meu organismo. Ingerir alimentos mais frescos e nutritivos, cultivados com respeito à sazonalidade, melhorou bastante as minhas crises de alergia na pele”.

De acordo com Matheus, a saúde é beneficiada porque há uma variação nas escolhas. “Se a pessoa segue a sazonalidade, ela passa a adaptar o cardápio mês a mês e, assim, consome uma maior variedade de alimentos  e, consequentemente, de nutrientes, vitaminas e minerais”, complementa.

verduras legumes frutas

“Para quem quer emagrecer, essa variação ajuda a deixar a alimentação mais leve e fugir da rotina, a probabilidade da pessoa enjoar de comer um único legume é menor, e, assim, o engajamento dela na reeducação alimentar também é beneficiado”, conclui.

Fonte: Vigilantes do Peso

Pouco lembrado, estresse financeiro é uma das principais ameaças à saúde mental

Este mês acontece a campanha Setembro Amarelo, criada para promover a conscientização e prevenção do suicídio. É um período marcado pela discussão de temas ligados à saúde mental, porém um fator bastante importante nessa equação costuma ser pouco mencionado: a saúde financeira. Os problemas financeiros, comprovadamente, são grandes fontes de preocupação e até depressão.

Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que 69% das pessoas endividadas sofrem de ansiedade. Insegurança (65%), estresse (64%), angústia (61%), desânimo (58%), sentimento de culpa (57%) e baixa autoestima (56%) também aparecem no estudo.

A pesquisa revela, ainda, que o endividamento atinge até mesmo a vida profissional e social dos entrevistados, com 25% dos pesquisados afirmando terem ficado mais desatentos e menos produtivos no ambiente de trabalho.

De acordo com a Investor Pulse, pesquisa realizada pela BlackRock, 71% dos brasileiros acreditam que sua saúde financeira afeta diretamente seu bem-estar. Além disso, quase 60% afirmam que é o dinheiro – no caso, a falta dele – o que mais causa estresse em suas vidas.

Algumas empresas já começam a se preocupar com o estresse financeiro de seus funcionários e seus impactos sobre sua produtividade e saúde mental. A fintech Magnetis, primeira gestora de investimentos digital, oferece o primeiro benefício corporativo de bem-estar e educação financeira do país, chamado Magnetis Para Empresas. O programa tem duração mínima de 12 meses e a dinâmica é muito parecida com a dos planos de saúde, em que as empresas pagam por vida.

estresse

O serviço começa com palestras para a equipe, com o objetivo de despertar o interesse em educação financeira. Por meio de um questionário, cada colaborador identifica seu perfil e recebe recomendações para planejar melhor sua vida financeira. O programa ainda inclui uma plataforma digital de educação financeira, em que o colaborador vai aprender os ensinamentos essenciais de acordo com seu perfil financeiro, e diferentes tipos de consultoria individualizada.

Em apenas dois anos, o benefício já foi adotado por dezenas de empresas de diferentes segmentos, como Leo Madeiras, GPS Investimentos, Edools, Transunion, Arquivei, Olist, Megamamute e Monashees.

Informações: Magnetis

 

Dicas para economizar e poupar dinheiro mesmo em tempo de crise financeira

Se um bom planejamento financeiro é essencial para ter uma vida equilibrada, em tempos de crise econômica no país, ele se torna fundamental. Quando o cenário econômico brasileiro apresenta problemas, grande parte da população também passa por dificuldades, e precisa se esforçar para manter as finanças em dia. O importante é se manter longe das dívidas e dos empréstimos, além de economizar e poupar dinheiro.

Como educação financeira não é o ponto forte dos brasileiros, conseguir economizar e poupar dinheiro, ainda mais em tempos de crise econômica, pode ser um grande desafio. Como desafios foram feitos para serem vencidos, o especialista em finanças e fundador da Maway Global Investments, Thiago Silva, dá algumas dicas:

1) Organize suas finanças

anotar
Faça uma planilha e coloque nela os seus ganhos e os seus gastos. Até a compra de uma bala deve ser anotada. Afinal, é tão comum se perguntar “onde gastei todo o meu dinheiro” e não fazer a mínima ideia de como o valor foi diminuindo na sua conta. Isso vai ajudar a controlar as despesas.

2) Controle as despesas

dinheiro
Cortar os gastos é o primeiro passo para controlar as despesas e economizar. Mas será que as pessoas sabem realmente o que cortar? Para fazer tal corte é preciso entender que há três tipos de gastos: os essenciais, os necessários e os supérfluos. Entender o que cada um engloba faz toda a diferença, pois é o ponto essencial que mostra os gastos realmente importantes dos que podem ser cortados.

3) Comece a poupar desde o primeiro dia que receber o pagamento

finanças dinheiro3
Não espere chegar o fim do mês para começar a cortar gastos e economizar para poupar. Separe uma quantia assim que o dinheiro entrar. Se não sabe como nem onde investir, busque se informar ou conte com a ajuda de um profissional. Atualmente existem meios muito democráticos de se poupar, de forma eficiente, mesmo que com uma pequena quantia. Que tal começar guardando 5% do que você ganha e ir aumentando a porcentagem?

4) Pague as suas contas em dia

contas escritorio gadini pixabay
Fique de olho nas datas de pagamento das suas contas, pague em dia e evite a cobrança de juros e multas. Se tiver desconto no pagamento antecipado, programe-se para isso.

5) Evite compras parceladas

cartao-de-credito-compras-gde
Priorize compras à vista, uma vez que as parceladas podem se tornar uma verdadeira armadilha. Especialmente para quem não sabe controlar o dinheiro. Uma compra parcelada aqui, outra ali, e a pessoa terá muitos meses só pagando dívidas. Fora que é um perigo contar com um dinheiro que ainda não é seu; valor que pode entrar na sua conta futuramente, mas que ainda não é uma certeza.

6) Repense alguns itens da sua vida

compras
O seu estilo de vida condiz com sua renda mensal? É interessante reavaliar alguns hábitos e repensar o que pode ser trocado na sua vida e, mesmo assim, continuar sendo divertido e prazeroso.

7) Use a tecnologia como aliada

celular mesa trabalho
Você pode lançar mão de aplicativos e ferramentas que ajudam a gerenciar as finanças e controlar os gastos.

Fazer o planejamento financeiro não é difícil. O mais complicado é segui-lo. “Comece, se empenhe, faça acontecer, torne o controle um hábito até que se torne algo natural. No começo pode até ser desconfortável, mas quando a pessoa domina isso e começa a economizar e poupar, ela vê que pode investir e caminhar para a independência financeira. Isso não significa só qualidade de vida, mas liberdade”, finaliza Silva.

Fonte: Maway Global Investments

Saiba como fazer o dinheiro render mais sem sacrificar hábitos de consumo

Aplicativo Citizen, do IBPT, auxilia no controle de gastos e promove a educação financeira do cidadão

Happy hour com os colegas de trabalho, aquele cafezinho da manhã na padaria da esquina, o almoço ou jantar naquele restaurante bacana e pronto, é o suficiente para que aquele casaco de inverno visto na vitrine do shopping tenha que esperar um pouco mais, talvez até a próxima estação.

Outro assunto que merece atenção e que faz o dinheiro desaparecer é o parcelamento das compras do cartão de crédito e o parcelamento da fatura, que não sai do pagamento mínimo mês a mês, tornam as contas cada vez mais complexas e o dinheiro mais curto.

Para auxiliar o consumidor a tomar as rédeas das próprias finanças, o IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação desenvolveu o aplicativo Citizen. Por meio dele, ao cadastrar as notas fiscais de suas compras, o usuário fica sabendo quanto do valor pago foi abocanhado pelos tributos. Após seis meses de uso constante, registrando compras em supermercados, farmácias, lojas, postos de combustíveis e restaurantes, o aplicativo identifica a inflação do usuário.

iphone_inicial.png

Disponível nas plataformas Android e iOS, após baixar o aplicativo e fazer o cadastro inicial, o usuário faz a leitura do QR Code da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) ou do código de barras do Danfe da NFe (Nota Fiscal Eletrônica) de cada compra, podendo também lançar notas fiscais de meses anteriores. No Citizen é possível controlar os gastos por categoria, data, valor total, estabelecimento onde comprou e pesquisar a evolução do valor unitário de cada bem ou mercadoria.

Mudança de hábito

Para não ficar no vermelho e não ter que sacrificar alguns hábitos, é fundamental que o cidadão elenque prioridades e não deixe para depois para se preocupar com o seu dinheiro.

“Temos o costume de nos preocuparmos com o dinheiro quando ele está acabando, e isso é um erro grave, agindo dessa forma, comprometemos nossas finanças e se corre o risco de ele faltar para cobrir algum imprevisto”, diz o presidente executivo do IBPT, João Eloi Olenike.

Olenike alerta e dá algumas dicas para que os contribuintes fiquem de olho nas finanças e não comprometam sua renda e salário para não “sobrar mês no fim do dinheiro”.

– Elenque prioridades

contas escritorio gadini pixabay

Aluguel, luz, água, telefone e demais contas fixas devem ser prioridade, pois essas contas, principalmente, são as grandes responsáveis pela inserção do nome dos cidadãos em serviços de proteção ao crédito.

– Pesquise antes de comprar

mulher computador lendo

Nada de sair comprando por aí sem antes pesquisar, e até nisso o Citizen pode ser seu aliado. “Se é um produto que o usuário tem o hábito de comprar com frequência, por meio do Citizen ele pode consultar em qual estabelecimento esse item custou mais barato. Uma boa maneira de economizar no produto e nos tributos”, destaca Olenike.

– Faça listas

agenda anotações
Pixabay

Para não cair em tentação ao ir as compras, faça listas. Assim, você compra somente o necessário. “Como dizemos, quando vamos ao supermercado com fome, acabamos comprando até o que não precisamos. Dessa forma, fazer listas é o ideal, assim o consumidor não foge do seu propósito e não gasta com itens supérfluos”, diz Olenike.

– Tenha uma reserva financeira

crianca-e-dinheiro
Foto: Cambridge.credit.org

Ninguém está livre de imprevistos, e para isso, é bom ter uma reserva financeira, guardada mês a mês. “É muito importante poupar um pouco do que ganha, pois assim, muitos sonhos podem ser realizados sem ter que esperar muito. Da mesma forma que algo inesperado pode acontecer, um problema de saúde, um inconveniente com o automóvel, e nesses casos, ter uma reserva financeira pode fazer toda a diferença”, ressalta o especialista.

– Evite parcelamentos

FreeGreatPicture compra cartão sacola

Fuja de parcelamentos longos, priorize as compras à vista e não deixe de pedir “aquele descontinho”.

– Anote o que ganha e o que gasta

Closeup of Accountant Hands Counting on Calculator
Freepik

Pode abandonar o papel e a caneta, sim! Seu celular, que está com você na maior parte do dia, será a sua ferramenta de controle de gastos. Basta baixar o aplicativo Citizen IBPT e fazer o escaneamento das suas notas fiscais. O Citizen disponibiliza gráficos de leitura simples e intuitiva, por meio dele é possível controlar os gastos por categoria, data, valor total, estabelecimento onde comprou e pesquisar a evolução do valor unitário de cada bem ou mercadoria.

Fonte: Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT