Arquivo da categoria: gim

Dicas de Spencer Amereno para um coquetel perfeito

Head Bartender do Guilhotina bar sugere o passo a passo para caprichar e curtir com um dos drinks mais famosos

Em 9 de abril foi comemorado o Dia Nacional da Gim Tônica nos EUA. Não se sabe ao certo o motivo, mas podemos dizer que um coquetel tão saboroso e tradicional merece, sim, a própria data. E para aproveitar a comemoração, Spencer Amereno, premiado Head Bartender do Guilhotina Bar (eleito em 2019 o 15º melhor bar do mundo), sugere o passo a passo para montar o gin tônica perfeito.

Como montar o Gin & Tonic perfeito, por Spencer Amereno

=Primeiro, é preciso saber que um bom gin & tonic leva basicamente dois ingredientes, além do gelo e garnish – aquela guarnição que acompanha o coquetel. Então, certos detalhes do drinque vêm mais à tona do que em outras configurações de misturas. Pense nesta estrutura na hora de montar a sua combinação.

=Ao montar o coquetel, coloque primeiro o gelo. Sirva o gim em seguida e deixe a tônica para o final. Verta o líquido o mais perto possível do copo, sempre. A intenção é que, com gentileza, você não desperdice as microbolhas da tônica.

=Na hora de escolher o copo que será servido o drinque, lembre-se de que a taça bojuda (ou conhecida como taça balão) concentra mais os aromas do coquetel, mas na prática é mera questão cultural entre utilizar essa taça ou o copo highball, mais tradicional. Se for servir ou consumir o drinque na taça, é interessante carregar pela haste para não transferir calor com o copo e esquentar seu coquetel.

=O gelo é parte essencial do coquetel. Se quiser ser um ice expert, crie uma prateleira na parte superior da geladeira ou embaixo do freezer (algumas geladeiras já vêm com esse compartimento) para estocar suas pedras, esferas ou outros formatos. Use sempre fôrmas de silicone, pois, na mudança de estado físico de líquido para sólido, ocorre uma expansão e pode quebrá-las.

=Gosto de utilizar cítricos como garnish (casca ou fatia) nesse drinque, pois combinam super bem com gim e são muito aromáticos. Apenas tome cuidado, pois os óleos essenciais, por serem bem ácidos, podem eliminar algumas borbulhas da tônica. Use com moderação e criatividade.

Fonte: Guilhotina Bar

Comemore o Dia do Café preparando um Espresso Martini de primeira

Sócio-proprietário do Cafe Hotel, especializado em curadoria de cafés especiais, indica a receita deste novo clássico

Como todo bom amante de café sabe, todo dia é dia de curtir uma xícara de sua torra especial. Porém, 14 de abril é uma das muitas datas que celebram a bebida mais brasileira de todas. Além de vários benefícios para a saúde, o líquido que embala as nossas manhãs é extremamente saboroso e versátil. Prova disso é que a coquetelaria mundial considera incluir café em toda receita que for possível.

Assim, Caio Tucunduva, mestre de torra, especialista em cafés especiais e sócio-proprietário do Cafe Hotel, em São Paulo, sugere a combinação ideal para um dos coquetéis mais tradicionais dos bares: o Espresso Martini.

Inventado por Dick Bradsell em 1983, o drinque foi batizado, naquela época, de Vodka Espresso. De acordo com as lendas de balcão, a receita teria sido criada para uma garota, futura supermodel, que visitara Dick e pedira um coquetel que levasse café. “Como fazemos uma curadoria em cafés especiais brasileiros, sempre colhidos a mão e na safra do ano, gosto de usar gim premium nacional porque combina melhor com os os perfis que escolhemos, também brasileiros”, explica Tucunduva sobre a receita de Espresso Martini do Cafe Hotel.

Espresso Martini, por Caio Tucunduva do Cafe Hotel

Ingredientes

50 ml de gim premium nacional (recomendado Jardim Botânico)
50 ml de café espresso tirado na hora50 ml de licor de café artesanal (veja abaixo como preparar)

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes em uma coqueteleira. Adicione gelo e bata vigorosamente. Em seguida, sirva em uma taça martini com a ajuda de um coador. Como preparar o licor de café artesanal: Em um pote de vidro, coloque 75 gramas de café especial moído, 300 ml de vodka orgânica (recomendada TIIV) e deixe infusionar por cerca de 60 min. Depois, passe a infusão por um filtro de café. Para finalizar, adicione o mesmo volume de xarope simples de açúcar e misture.

Fonte: Cafe Hotel

Picolé é destaque em versão refrescante de gim tônica

Chef Melchior Neto ensina a versão de um dos drinques queridinhos do momento

Durante muito tempo o gim foi considerado “bebida de velho”, nos últimos tempos ele ganhou espaço entre todas as idades e hoje é um dos destilados mais consumidos no Brasil.

Apesar de ser consumido de diversas formas, o mais tradicional é preparar o gim combinado com água tônica. Mesmo sendo um clássico, cada um tem um jeitinho especial de preparar o drinque. O chef Melchior Neto abriu o livro dos segredos e ensinou a sua versão que leva alecrim e picolé.

Gincolé por Chef Melchior Neto

Ingredientes
50ml de gim
10ml de curaçao blue
200m de água tônica
1 ramo de alecrim
1 picolé de groselha
Gelo

Modo de preparo
Em uma taça coloque o gelo e deixe resfriar por alguns segundos, em seguida coloque o gim e o curaçao. Complete com a água tônica, finalize com o picolé e o alecrim. Beba com moderação.

Gema Restaurante: Rua das Paineiras, 378 – Jardim, Santo André– SP. Telefone para reserva e delivery: 4436-3773

Aprenda a preparar Ginger: drinque feito com gim e brotos de poejo

A bebida é do premiado restaurante D’autore, de Campinas (SP)

Que tal aprender um drinque novo? Ginger é a dica do D’autore, casa especializada em alta gastronomia, localizada em Campinas, interior de São Paulo. A bebida é perfeita para saborear no verão, além ser sofisticada e refrescante.

O drinque leva gim, água tônica, suco de limão siciliano, gengibre, zimbro e refrescantes brotos de poejo, uma planta da família das plantas mentoladas como o hortelã. Confira a receita:

Ginger do D’autore

Ingredientes
50 ml de gim
110 ml de água tônica;
10 ml de suco limão siciliano;
3 fatias de gengibre;
4 bagas de zimbro;
2 brotos de poejo.

Modo de Preparo
Em uma taça de vinho coloque os brotos de poejo, as bagas de zimbro, o suco de limão siciliano e as fatias de gengibre picadas. Encha de gelo, acrescente o gim e a água tônica. Com uma colher bailarina, mexa para misturar os ingredientes. Decora com hortelã ou alecrim.

D’autore: Rua dos Bandeirantes, 313, Cambuí, Campinas (SP). Horário de funcionamento: terça a quinta: das 12h às 15h / das 19h às 22h; sexta: das 12h às 15h / das 19h às 22h; sábado: das 12h às 15h / das 19h às 22h e domingo: das 12h às 16h. Reservas: (19) 3307-3921.

Gim da Virada: aprenda a preparar o drinque da Água Doce para comemorar o novo ano

Pensando no que beber na virada de 2020 para 2021? A rede Água Doce ensina a preparar o “gim da virada”, um drinque para comemorar a chegada do novo ano. Confira:

Gim da Virada – Drinque de Ano-Novo

Ingredientes
50ml de gim
150ml de água tônica
Sementes de ½ romã
Especiarias: anis estrelado e cravo da índia

Modo de preparo
Coloque a romã no fundo da taça, cubra com gelo, coloque o gim e complete com água tônica. Decore com um ramo de hortelã.

Grau de dificuldade: Fácil
Tempo de preparo: 10 minutos
Rendimento: 1 taça de 300ml

Fonte: Água Doce

Leve e versátil, gim é uma ótima opção para brindar as festas de fim de ano

Para quem quer aprender como preparar algumas receitas simples e práticas, Maurício Kalvelage, um dos fundadores da Kalvelage, ensina o passo a passo

Ele conquistou o paladar dos brasileiros nos últimos anos e provou que não é apenas uma bebida passageira. Sim, estamos falando do gim que, apesar de parecer algo criado nos últimos tempos,tem origem bem mais antiga do que se imagina. Tudo começou na Holanda, no século XVII (1650), quando o professor e médico Francisco de La Boie, conhecido como Sylvius, estava tentando achar um remédio diurético capaz de suavizar problemas renais. Sendo assim, decidiu misturar o zimbro ao destilado de cereais e criou o que posteriormente ficaria conhecido como gim.

Hoje é possível encontrar diversas opções da bebida, incluindo versões nacionais, internacionalmente premiadas, como é o caso da Kalvelage London Dry Gin. Feito a partir de um destilado mundialmente premiado e produzido em Santa Catarina, na região do Vale Europeu, a bebida combina oito ervas aromáticas, com a riqueza de sabores brasileiros.

A receita é composta por zimbro, coentro, cardamomo, casca de laranja, rosas, melissa, cidrão, angélica e tem 43% de teor alcoólico. Um Autêntico London Dry Gin tem em destaque o sabor do zimbro, juntamente com notas herbáceas e cítricas, especialmente o cardamomo.

“O London Dry é o gim mais consumido e mais famoso do mundo, e sua principal característica é o aroma e o sabor marcante do zimbro, harmonizando com a complexidade criada pela seleção de botânicos, sendo permitido apenas a adição de água (para adequar o teor alcoólico) depois do processo de destilação.”, explica Maurício Kalvelage, um dos fundadores da marca.

O Kalvelage London Dry Gin é feito com 100% de cereais brasileiros e livre de açúcar e glúten. Logo na sua primeira competição, conquistou medalha de bronze no San Francisco World Spirits Competition em 2020.

Gim para todos os gostos

Tanto no verão quanto nas festas de final de ano, o gim pode ser uma boa opção para saborear durante esses períodos.

Para quem quer aprender como preparar algumas receitas simples e práticas, Maurício Kalvelage ensina o passo a passo, confira:

Gim & Tônica com chá de frutas vermelhas

Ingredientes
• 50ml de Kalvelage London Dry Gin;
• 1 Sachê de chá de frutas vermelhas;
• 150ml de água tônica

Modo de preparo
Em uma taça de 400ml coloque 50ml de Kalvelage London Dry Gin e o sachê de chá de frutas vermelhas. Espere por aproximadamente dois minutos para liberar os sabores e cor do chá. Complete a taça com gelo e finalize com 150ml de água tônica tradicional!

Gim & Tônica

Ingredientes
• 50ml de Kalvelage London Dry Gin;
• 2 fatias de limão siciliano;
• 150ml de água tônica
Modo de preparo
Complete uma taça de 400ml com gelo e adicione 50ml de Kalvelage London Dry Gin. Coloque as duas fatias de limão siciliano e finalize com 150ml de água tônica tradicional!

Fonte: Kalvelage

Destilaria H. Weber lança gim botânico com zimbro e mais sete especiarias

Com uma receita passada de pai para filho, o resultado é um gin suave e aromático

Nos últimos anos, o gim tem conquistado cada vez mais o paladar dos brasileiros e se tornou uma bebida democrática e presente em diversas receitas de drinques. Pensando nisso, a destilaria H. Weber lança o Antiqua Botanic Gin, um autêntico gim botânico. Elaborado com o tradicional zimbro, além de cardamomo, limão, pimenta dedo-de-moça, pimenta da Jamaica, coentro, erva mate e gengibre, o resultado é um gim suave e aromático. Assim como a história da Weber Haus, essa receita também é uma tradição familiar.

“A ideia de um gim botânico surgiu da inspiração das cachaças fabricadas pelo meu pai 30 anos atrás. Ele se utilizava de especiarias para acrescentar suavidade e complexidade ao sabor da cachaça. Por conta dessa combinação de elementos e do sucesso que ela se tronou, decidimos usar essa mesma receita para fabricar um gim exclusivo.” – explica Evandro Weber, diretor da Destilaria H. Weber.

De uma tipicidade única, a infusão resulta de um processo que ocorre lentamente em um exclusivo alambique de cobre, onde aflora a “alma” deste gim. A graduação alcoólica do Antiqua Botanic Gin é de 38,8%, e a garrafa de 1 litro possui preço sugerido de R$ 69,00.

Informações: Weber Haus 

Que tal preparar um Cocktail Spiced Strawberry Gin?

Feriado prolongado, chance de inovar na gastronomia, certo? Que tal esta receita desenvolvida pelas bartenders Creusa Rogato e Patrícia Caroline, da Ice Empire Cocktails, para a Sabor das Índias? Um coquetel diferente. Confira?

Cocktail Spiced Strawberry Gin

Foto: Produtora Foco na Panela

Ingredientes:
40 ml de gim;
1/2 limão siciliano;
30ml de xarope de maçã;
2 colheres bailarinas de Chutney de Pimenta com Morango Sabor das Índias;
Refrigerante à base de gengibre;
1 traço de Campari (uma pequena quantidade, de 5 a 10ml);
2 sementes de zimbro;
3 pimentas biquinho;

Modo de preparo:
Em uma coqueteleira, adicione o Chutney e o xarope de maçã, misture bem. Com um dosador, adicione o gim, o limão espremido e gelo. Bata bem e coe em uma taça com gelo. Despeja o refrigerante de gengibre na taça e complete o cocktail até faltar um dedo da borda. Coloque o traço de Campari, o zimbro e as 3 pimentas biquinho no palito.

Fonte: Sabor das Índias

Monkey 47 Sloe Gin chega ao Brasil e inova categoria de gins premium

Feito à base de gin, com teor alcoólico de 29%, o aperitivo de gim alemão complementa o portfólio de Brand Factory – incubadora de marcas e projetos da Pernod Ricard

O segundo semestre chega com novidade no universo da coquetelaria. Isso porque chega ao mercado brasileiro o primeiro aperitivo premium feito à base de gim, o Monkey 47 Sloe Gin. Conhecido pelos amantes de gim, o exótico Monkey 47 traz mais um produto para o portfólio de Brand Factory – incubadora de marcas e projetos da Pernod Ricard.

“O objetivo da Unidade de Negócios de Brand Factory é o aprendizado rápido para construção de portfólio rentável e escalável através de novos conceitos e modelos de negócios. Nos últimos anos temos testado e tido experiências positivas na categoria de aperitivos com Lillet e com as duas versões de Ramazzotti – Rosatto e Amaro – e agora o Sloe Gin vem para somar sendo o primeiro “Aperitivo de Gim” do mercado. O DNA da área é o pioneirismo: e nada melhor que trazer para teste uma nova categoria em um mercado que cresce a passos largos ano versus ano. Vamos adiante no conceito: TLO (Test, Learn, Optimize)!” explica Camilla Junqueira Ortenblad, gerente de negócios de Brand Factory.

Com apenas 29% de teor alcoólico, Monkey 47 Sloe Gin leva como principal ingrediente uma fruta chamada Sloe, também conhecida como Blackthorn, que foi a inspiração para o nome. Nativa da Europa, a fruta é a responsável pelo sabor frutado adocicado e único quando combinada com o sabor de Monkey 47. É um produto leve, suave e refrescante que vem para somar para os amantes tanto do Gin quanto dos aperitivos.

Sabor e produção

Com processo totalmente artesanal e minucioso feito na Alemanha – local de origem do gim -, as frutas são colhidas à mão depois da primeira geada, lavadas e infusionadas em Monkey 47 e outros preciosos botânicos da Floresta Negra. Depois de serem misturas, a bebida descansa por quatro semanas, deixando um sedimento no fundo do tanque. É nesse momento que a bebida é retirada pelo topo do tanque e o sedimento é prensado para extrair os líquidos sem danificar as frutas. Todas as partes são novamente misturadas e filtradas diversas vezes e diluídas até o volume alcoólico chegar a 29%. Depois disso, leva apenas seis semanas para que o Monkey 47 Schwarzwald Sloe Gin fique pronto. Cada garrafa então é numerada e possui um anel onde se lê em latim a frase “Um entre muitos”, conferindo a exclusividade merecida do produto.

Sugestões de consumo

Monkey 47 Sloe Gin é perfeito para misturar nos mais diversos coquetéis ou para apreciar puro com gelo, ou com tônica. É um autêntico Monkey 47, porém com características únicas, que tornam a experiência única. A marca aposta no Negroni M47 Sloe Gin, versão do clássico drinque, que leva 30 ml de Monkey 47 Sloe Gin, 30 ml Campari e 30 ml Vermute em um copo baixo com gelo. Outra opção é o Sloe&Soul, que combina 45 ml de Monkey 47 Sloe Gin, 120 ml de tônica ou mixer em um copo com gelo e decorado com limão e hortelã.

Onde encontrar no Brasil

Monkey Sloe Gin pode ser encontrado na plataforma digital Drinks and ClubsThe Gin Flavours e também em nos principais varejos premium, com valor sugerido na gôndola por R$ 359,90.

Três receitas de coquetéis que levam chocolate

Seja como ingrediente ou decoração, doce pode harmonizar muito bem nos drinques

Cacau pode ser traduzido como Elixir dos Deuses. Reza a lenda maia que foram os deuses quem deram o chocolate à humanidade. A iguaria, muito apreciada por astecas e maias nos primórdios, passou a integrar a alimentação contemporânea não só pelo sabor, mas também pelas propriedades nutricionais.

De acordo com pesquisadores da Austrália, pessoas que comeram chocolate pelo menos uma vez por semana, em estudo, tiveram melhor desempenho em tarefas cognitivas. Chocolates meio amargos e amargos são ricos em cálcio, magnésio, ferro, fósforo, manganês e cobre. São também fonte de potássio, selênio e zinco, além de carboidratos, proteínas e fibras.

Se consumido com parcimônia, pode ajudar a combater o estresse, ansiedade e melhorar o humor, já que ajuda o organismo a secretar serotonina [hormônio do bem-estar]. Pensando nisso, aqui há três receitas de coquetéis que levam chocolate, seja como harmonização, seja como ingrediente.

O primeiro faz parte da nova carta de drinques da marca Quetzalli, o primeiro coquetel de alta qualidade pronto para servir e beber à base de tequila do Brasil. O drinque foi criado por Milton Lopes, embaixador da marca e bartender do Estúdio Becca.

Cafezin, por Milton Lopes

quetzalli

Ingredientes
50ml de Quetzalli
30ml de café
10ml de Cointreau
Gelo

Modo de preparo:
adicione todos os ingredientes na coqueteleira. Bata tudo e sirva em taça.

Guarnição de sonho de valsa

Ingredientes
100ml de Quetzalli
2 bombons sonho de valsa
30ml de leite condensado

Modo de preparo
No liquidificador, coloque todos os ingredientes. Bata tudo, coloque na forma de gelo e sirva como sorvete ou sobremesa ao lado do drinque.

Negroni com borda de cacau, por Bianca Petrillo

negroni

Ingredientes
30 ml de BEG Gin
30 ml de Campari
30 ml de Cinzano
Gelo grande
Cacau em pó
Casca de laranja

Modo de preparo
Pegue um copo baixo e “suje” uma parte da borda com o cacau em pó. Coloque a pedra grande de gelo dentro. Agora, adicione gim, Campari e Cinzano. Mexa o líquido com uma bailarina. Pegue a casca de laranja e aperte sobre o copo para liberar os óleos essenciais da fruta e perfumar o drinque. Finalize com a casca dentro da bebida.

Chocolate Negroni

chocolate negroni

Ingredientes
30 ml de BEG Gin
30 ml de vermute
30 ml de Brasilberg
15 ml de licor de chocolate
1 quadrado de chocolate meio amargo
Gelo grande

Modo de preparo
Em um copo baixo, coloque o gelo grande. Adicione todos os ingredientes e mexa com uma bailarina. Finalize com um quadrado de chocolate meio amargo sobre o gelo.

Fonte: BEG Gin