Arquivo da categoria: inverno

Três receitas de saladas quentes para manter a alimentação saudável no inverno

Com a chegada dos dias frios, o Freeletics Nutrition apresenta receitas que unem a leveza das saladas com o quentinho dos legumes cozidos

Chegou de novo aquela época do ano em que o friozinho começa a aparecer e comer saladas frias não é mais tão atrativo, mas, ainda assim, os dias de tempos mais amenos não pedem sopas todas as noites. Para manter a alimentação regrada, nesta época e aproveitar o melhor dos dois mundos, por que não uma salada quente?

Com todas as cores, verdes e leveza de uma salada tradicional e o bônus de alguns legumes da estação cozidos, as saladas quentes podem ser a refeição de transição perfeita na medida que passamos do tempo mais quente para o inverno. Por isso, os especialistas em nutrição do Freeletics Nutrition, aplicativo de nutrição com uso de inteligência artificial, criaram algumas receitas deliciosas de saladas quentes.

A grande vantagem de saladas quentes é que você não precisa seguir uma receita específica para garantir que seja saborosa. Que tal um pouco de proteínas extras hoje? Tente adicionar galinha, frango ou tofu. Quer um boost de vitaminas? Adicionar fatias de frutas vermelhas ou maçã? Precisa de algo que preencha mais? Adicione um punhado de nozes ou sementes. As possibilidades são infinitas.

Salada de lentilhas e cenoura assada

salada de lentilhas e cenoura assada

Uma refeição perfeita para quando ainda já há um friozinho pairando no ar, esta salada é uma base à qual você pode adicionar outros legumes da estação, nozes e até frutas!

Ingredientes
450g de cenoura
100g de lentilhas
3 colheres de sopa de óleo de coco
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
Um punhado de coentro

Modo de Preparo
Preaqueça o forno em 220 graus. Lave as lentilhas, ferva-as numa panela, por cerca de 20 minutos antes de drenar e reservar. Corte as cenouras em pedaços de grossura média, em torno de 3 centímetros de comprimento. Aqueça o óleo de coco em uma panela e jogue sobre as cenouras, garantindo que fiquem totalmente cobertas em óleo. Transfira a mistura para um prato próprio para forno e polvilhe com coentro picado e uma pitada de sal. Asse no forno durante 30 minutos ou até que as cenouras se amoleçam levemente.
Depois de retirar do forno, transfira a mistura de cenouras para um pote e misture com as lentilhas, o vinagre e as folhas de coentro até que a mistura fique homogênea.
Adicione tempero a gosto

Rendimento: 2 porções

Salada quente de queijo de cabra

salada quente de queijo de cabra

Essa é para os amantes de queijo. Coloque frutas secas para obter um gosto mais doce ou nozes para adicionar gorduras saudáveis.

Ingredientes
140g de folhas verdes (espinafre, couve ou alface funcionam muito bem)
Um punhado de repolho roxo picado
70g de mirtilos
250g de queijo de cabra
2 colheres de sopa de sementes de gergelim
2 colheres de sopa de cranberries secos
2 colheres de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de óleo de gergelim
1 colher de sopa de tahine sem açúcar
1 colher de sopa de vinagre balsâmico

Modo de Preparo
Pique bem fininho os cranberries secos, adicione-os a um pote com as sementes de gergelim e misture bem. Pegue 2 colheres de chá de queijo de cabra, faça uma bola com o queijo e role-o na mistura de cranberry/gergelim, cobrindo bem. Repita isso com todo o queijo e reserve as bolinhas. Para o molho, misture o óleo de gergelim, tahine, mel, vinagre balsâmico e óleo de oliva em uma xícara até que fiquem bem homogêneos.
Aqueça uma travessa não aderente em fogo bem baixo, coloque um fio de óleo de oliva e um fio de mel antes de colocar as bolinhas de queijo. Gire constantemente para garantir que cozinhem de forma homogênea e retire-as do calor logo antes que começarem a se desfazer. Lave o alface e o repolho e coloque-os em um pote de salada grande, junto com as bolinhas de queijo. Adicione os mirtilos e o molho e misture bem antes de servir.

Rendimento: 4 porções

Salada de berinjela e grão de bico

salada beringela grao de bico

Saladas nem sempre precisam significar grandes quantidades de folhas verdes! Nesta receita, as berinjelas e o grão de bico são a base, enquanto os tomates frescos dão um toque de sabor saudável.

Ingredientes
1 berinjela grande, picada em rodelas de 1 cm de espessura
1 lata de grão de bico, drenada
140g de iogurte grego
5 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
1 colher de chá de páprica defumada
1 colher de chá de cominho moído
Pitada de pimenta caiena
1 dente de alho pequeno, picadinho
600g de tomates maduros fatiados em rodelas de aprox. 0,5 cm
70g de sementes de romã
40g de folhas de coentro frescas
Pitada de sal a gosto

Modo de Preparo
Preaqueça o forno em 200 graus. Organize as berinjelas em camada única em uma assadeira com bordas, pincelando ambos os lados com azeite de oliva. Em um pote pequeno, misture a páprica, o cominho, a pimenta caiena e o sal. Polvilhe sobre as fatias de berinjela, junto com os grãos de bico drenados. Asse a mistura de berinjela e grãos de bico durante 30 minutos ou até que fique corada e macia, virando no meio do processo. Adicione os tomates nos últimos cinco minutos. Em um pote, misture o iogurte e o alho e tempere com sal. Depois de cozinhar, misture a berinjela, os grãos de bico e o tomate em um prato. Coloque um pouco de óleo na salada e tempere com romã, coentro e tempero a gosto. Sirva com o molho de iogurte.

Rendimento: 4 porções

Sobre o Freeletics

O Freeletics foi construído a partir de uma única visão: desafiar e inspirar pessoas para que se tornem a melhor versão delas mesmas. Freeletics é o criador de alguns dos principais aplicativos fitness da Europa, promovendo e aumentando a aptidão física, assim como força mental, força de vontade e autoconfiança – todas ferramentas vitais para seguir a vida de acordo com seus desejos e metas. Fundada em 2013, a companhia já criou um dos mais bem sucedidos movimentos fitness no mundo, com 34 milhões de usuários em 160 países diferentes.

Mercearia do Francês sugere salada quente, pratos clássicos e famosa sopa de cebola

Com menu assinado pelo chef José Luis Balon, casa localizada no coração de Higienópolis oferece amplo cardápio, que agrada todos os públicos e paladares

Prestes a completar 15 anos de existência, a Mercearia do Francês possui o espírito descontraído dos bistrôs parisienses com gastronomia franco-brasileira. Aliado a isso está a experiência de seu chef, José Luis Balon, que está sempre em busca de oferecer aos seus mais fieis clientes os sabores e tradições do país da Torre Eiffel, porém, sempre com uma pitada de brasilidade.

Soupe l´oignon joao erbert
Soupe L´oignon / Foto: João Erbert

Sendo assim, para o inverno as sugestões da casa vão desde as saladas, que possuem versões quentes, tais como a de ”chèvre chaud” (mix de folhas tomate, torrada com queijo de cabra quente, pimentas rosa, nozes molho balsâmico e mel) e a salada de filé mignon (mix de folhas, tomate, tiras de filet mignon ao molho dijon). Já entre os pratos quentes, os mais escolhidos pelos clientes são cassoulet maison com confit de canard (tradicional prato de inverno francês do sul da França: cozido de feijão branco, com linguiça paio, costelinha de porco e uma coxa de pato confitada) e a La Soupe L’oignon (sopa de cebola com uma torrada de parmesão).

Moule et Frites
Moule et Frites / Foto: João Erbert

Além disso, a Mercearia do Francês ainda possui um vasto menu, com clássicos que também aquecem e alimentam. Entre os snacks está o Croque Madame (Pão de forma, presunto gratinado com molho bechamel, ovo e salada com molho dijon). Já nas categorias de pratos quentes estão medalhão de filet mignon grelhado ao molho dijon, batata cremosa gratinada; confit de canard (coxa de pato confitada em baixa temperatura com redução de vinho tinto e cebola roxa e acompanhado de batata e cogumelos sauté) e salmão, maracujá, risoto de rúcula; e o seu mais antigo prato, o Moules et Frites (uma generosa porção de 750 gramas de mexilhões, acompanhado de fritas, baguete francesa e maionese aioli, que está desde 2005 no menu da casa), entre outros.

mercearia

Para finalizar, Crepe Suzette (crepe flambada com calda de laranja e sorvete de creme), Cheesecake du chef e Tarte tatin com sorvete (torta de maçã com sorvete de creme) estão entre as delícias doces sugeridas pelo Chef Balon.

Os pedidos da Mercearia do Francês podem ser solicitados via iFood e também pelo telefone (11) 3214-1295.

Mercearia do Francês: Rua Itacolomi, 636 – Higienópolis – Tel. (11) 3214-1295

Plantas e jardim em casa: conheça quatro dicas de cuidados no inverno

Os cuidados, apontados pela empresa Vertical Garden, são simples e preparam a planta para a nova brotação na primavera

O inverno chegou. E, em parte do nosso país, ele vem de verdade, ou seja, as temperaturas realmente caem e o tempo de incidência da luz solar passa a ser menor. Por isso, nesta estação do ano o cuidado com as plantas, seja em ambientes internos ou externos merece atenção.

“No inverno as plantas entram em um estado vegetativo mais lento, como se fosse uma hibernação prévia à primavera”, explica Bruno Watanabe, paisagista da Vertical Garden, empresa referência em paisagismo corporativo e residencial no país. “Há a troca parcial das folhas, o que explica o aspecto amarelado da folhagem, perfeitamente normal na estação. Ele indica que a planta está se preparando para a nova brotação, que normalmente acontece ao final do inverno” diz Watanabe.

No entanto, é preciso prestar atenção na rotina de regas. “O inverno é também um período propício para a poda e adubação”, diz o paisagista. Acompanhe abaixo quatro dicas principais da Vertical Garden para o cuidado com as plantas na estação mais fria do ano.

jardim sustentável markusspiske pixabay 2

Sol – se suas plantas estão em vasos pequenos e médios, de fácil deslocamento, esse é o momento de deixá-las mais próximas do local da sua casa onde a incidência da luz solar é mais duradoura. “Não hesite em arrastar seus vasos para mais próximo de janelas ou varandas nessa época do ano”.

jardim jardinagem regar regador mulher idosa pasja1000 por Pixabay
Foto: Pasja1000/Pixabay

Rega – com a queda das temperaturas e também do metabolismo da planta, as regas no inverno podem ser mais espaçadas. “Isso não significa que a rega será suspensa, mas ao invés de uma rotina diária de rega você pode alterná-la dia sim, dia não”.

mulher fertilizando jardim plantas freepik
Freepik

Adubação –  inverno é a estação da adubação. É possível usar adubos orgânicos, como a terra orgânica, ou os químicos. “Afofe a terra e, se optar pelo adubo químico, que quase sempre contém nitrogênio, tenha o cuidado de colocá-lo mais distante do tronco da planta”.

mulher podando plantas jardim poda leek garden
Leek Garden

Poda – o inverno também é a estação mais propícia para a poda. É importante retirar folhas secas e respeitar o tronco da planta na poda. Uma dica é realizar o corte com tesoura apropriada e cerca de 10 cm acima de cada nó da planta. “Pode parecer muita coisa mas não é. Essa poda vai fortalecer a planta para a brotação na primavera”.

Segundo Watanabe, o cuidado com as plantas é um hábito que favorece muito a nossa saúde física e mental. E estar em contato com o verde têm efeitos benéficos sobre a sensação de bem-estar.

jardim

“Há pesquisas, como a da Universidade de Chibra, no Japão, que atestam que o contato com as plantas reduz em até 16% os índices de cortisol, o hormônio relacionado ao estresse; em 4% a frequência cardíaca, e em 2% a pressão arterial”, finaliza o paisagista.

Fonte: Vertical Garden

Veja como dar um carinho especial para a pele no inverno

Inverno é tempo de repensar os cuidados que temos com o nosso corpo, em especial, com a nossa pele. O problema mais comum desta época é o ressecamento – seja causado pelas baixas temperaturas, vento, redução da umidade ou pelo aumento de banhos mais quentes -, o que pede uma atenção (e hidratação) dobrada. Para ajudar nesse cuidado, algumas dicas infalíveis para colocar em prática já:

Técnica de Oleação

oleo corporal
Uma prática de autocuidado usada desde os tempos mais remotos, a oleação consiste em aplicar óleos 100% vegetais em todo o corpo. Além de proporcionar um momento de carinho e dedicação a nós mesmos, a prática ajuda a nutrir até as camadas mais internas da pele. O ideal é que se faça diariamente pelas manhãs antes do banho, porque o produto cria uma camada protetora reduzindo os danos causados pela água quente. Uma ótima sugestão para esse momento é o Óleo Relaxante de Lavanda da Weleda (R$ 99,00), que hidrata o corpo, enquanto seu aroma ajuda a acalmar e relaxar.

Máscaras faciais


Queridinhas entre os apaixonados por beleza, as máscaras faciais já fazem parte da rotina de skincare de muitos brasileiros, e no inverno esse cuidado é ainda mais necessário. Com uma alta concentração de ingredientes ativos, esses produtos atuam até nas camadas mais profundas da pele otimizando o resultado de tratamentos que podem ter como objetivo hidratar, nutrir, revitalizar ou controlar acnes. Vale lembrar que para aplicação da máscara o rosto deve estar limpo e livre de impurezas, como restos de maquiagem. Assim a pele consegue absorver o tratamento e não obstruí os poros. Para esse cuidado, aposte em uma boa dose de hidratação com as máscaras de hydrogel da Neutrogena – Hydro Boost e Purifying Boost (R$ 19,90).

Para áreas mais ressecadas

nutrimento intensivo
O inverno pode ser ainda mais rigoroso para algumas regiões do corpo, mãos, pés, cotovelos e joelhos costumam ser as partes mais ressecadas por conta da sua maior exposição as agressões externas. Para solucionar esse problema, vale dobrar a hidratação, especialmente à noite, com produtos como Skin Food da Weleda (R$ 69,90), que repara os danos da barreira cutânea e nutre a pele.

Para comprar online: Weleda / Neutrogena (Droga Raia) 

Chegada do inverno é momento ideal para potencializar hidratação e cuidar da saúde da pele

Saiba como evitar o ressecamento do corpo em épocas de temperaturas mais baixas e isolamento social

Com a chegada do inverno nossos hábitos mudam, os banhos ficam mais quentes, usamos roupas mais pesadas e muitas vezes consumimos menos água. Estas mudanças, aliadas à queda da temperatura e à baixa umidade do ar, afetam diretamente a saúde da nossa pele, provocando o ressecamento e textura áspera. Normalmente, as regiões do corpo mais atingidas são mãos, pés, joelhos, cotovelos e lábios.

Nessa época, é comum que surjam irritações cutâneas que podem gerar incômodos e desdobrar em problemas mais sérios. É o que explica Juliana Canosa, médica dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

“No inverno, inicialmente a pele tende a ficar mais ressecada, áspera. Quando o ressecamento passa a ser mais intenso, ela começa a ficar descamativa e pode evoluir para coceiras e até fissuras. Em caso extremo, pode ocorrer eczema pelo frio, uma erupção cutânea que precisa de cuidados especializados, principalmente se houver infecção por bactérias, que penetram nessas fissuras“, afirma a dermatologista.

A boa notícia é que com atitudes simples e pequenos ajustes na nossa rotina de autocuidado, é possível ter uma pele saudável e macia, mesmo no frio. “É importante aumentar o consumo de água para repor o líquido perdido por conta da respiração e do suor. Outra dica para recuperar e também proteger as áreas ressecadas é reduzir o tempo no banho, evitar o uso de buchas – mesmo as vegetais, além de intensificar o uso de produtos que oferecem hidratação intensa, fundamentais nesses períodos. E não podemos esquecer de manter o uso do protetor solar, mesmo estando em casa“, sugere a especialista.

Para isso, Bepantol Derma conta com uma linha completa de hidratantes com alto poder restaurador e que pode atender à cada necessidade, com formatos e texturas diferentes. Confira:

bepantol

O novo Bepantol Derma Hidratante Intenso Toque Seco, com textura leve, oil free e rápida absorção, é indicado para a hidratação intensa das mãos, rosto e pescoço. Após a lavagem das mãos ou uso do álcool em gel, manter a pele hidratada é extremamente importante para evitar sensibilidade e até o surgimento de rachaduras.

bepantol-derma-hidratante-multirrestaurador-20g-637995_m1_637088323643954579

Já o Bepantol Derma Hidratante Multirrestaurador é recomendado para a rotina de hidratação diária das regiões mais secas ou sensibilizadas da pele, como ombros, cotovelos, unhas, cutículas e calcanhares.

TMKRS_BAYER_BEPANTOL_BEPANTOL DERMA LABIAL_BASTÃO SOLTO

Além dos hidratantes, a linha também conta com Bepantol Derma Protetor Labial Diário que oferece hidratação intensa e prolongada com alta proteção contra os raios UVA e UVB – FPS 30. Seu formato prático em bastão contém ingredientes como vitamina E e Dexpantenol (pró-vitamina B5), que protegem os lábios contra o ressecamento e envelhecimento precoce.

Informações:Bepantol Derma

Frio e uso de máscaras de proteção: como evitar tendência à irritação e alergia na pele

Da mesma forma que o uso constante do álcool gel ou a limpeza da mão com água e sabão se fazem necessário nesse momento para diminuir o risco de contágio pelo novo coronavírus, a máscara também é. O problema é que – assim como a limpeza e desinfecção das mãos – a nossa pele pode sentir os efeitos do uso da máscara – ainda mais nesse frio.

“A utilização constante das máscaras de proteção desencadeia uma alteração da fisiologia da pele, produzindo a nível cutâneo o que denominamos de dermatite de contato – irritativo ou alérgico. E como estamos em uma estação mais fria, essa combinação tende a deixar a nossa pele mais irritada, seca e com inflamação”, explica a dermatologista  Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Em casos de usos mais constantes, é ainda possível observar o aparecimento de secura, vermelhidão, descamação, infecções secundárias e maceração na pele.

NickyPe-pixabay mascara oculos virus
Nickype/Pixabay

“E isso também pode causar o agravamento de algumas doenças preexistentes, como a dermatite atópica, acne, rosácea, psoríase e dermatite seborreica”, acrescenta a médica.

Além do uso de máscaras e do frio, essa inflamação, que precede a sensibilidade da pele, pode ter fatores emocionais envolvidos e um dos maiores vilões nesse sentido é o estresse – que é cada vez mais comum na quarentena.

“Muitos tipos de células da pele, incluindo as imunológicas e as endoteliais (células das paredes dos vasos sanguíneos), podem ser reguladas por neuropeptídeos e neurotransmissores, que são substâncias químicas liberadas pelas terminações nervosas da pele. O estresse pode liberar um nível maior dessas substâncias e, quando isso ocorre, pode afetar o modo com o qual nosso corpo responde a muitas funções importantes, como sensação e controle do fluxo sanguíneo. Além disso, a liberação desses produtos químicos pode levar à inflamação da pele, que pode ficar mais sensível e irritada”, explica a médica.

Evidentemente, a recomendação para o uso das máscaras ainda continua. “Os estudos mostraram que muitas pessoas são assintomáticas. Mas essas pessoas têm o vírus e o transmitem ao falar, mesmo sem nenhum sintoma. Como não sabemos se somos assintomáticos ou não, ao sair de casa, devemos usar máscara”, afirma a dermatologista. “Mas a primeira recomendação para evitar os ‘efeitos adversos’ da máscara é a de não sair de casa. Até porque esses problemas de sensibilidade na pele geralmente nos fazem levar mais a mão ao rosto, por isso é fundamental evitá-los”, acrescenta.

Mas para quem realmente precisa sair e usar a máscara, é possível ter alguns cuidados para evitar os problemas. Para a dermatologista, torna-se essencial adotar algumas medidas de proteção a fim de manter a função barreira cutânea. No momento da higienização, por exemplo, o melhor é optar por uma lavagem suave, evitando uma fricção acentuada e o uso de sabões perfumados.

Também é necessário ficar atento aos produtos e ingredientes que devemos ou não aplicar na pele sensibilizada. Como explica a dermatologista, é importante evitar a utilização de produtos com fragrâncias e alguns conservantes, bem como a aplicação de cremes com retinol, alfa-hidroxiácidos e esfoliantes na pele sensível da face.

Em alternativa, se a sua pele está mais sensível ou irritada, você pode utilizar antes do hidratante uma máscara (cosmética) com ativos calmantes. “Aloe vera e alfabisabolol são boas opções, pois tem efeito anti-inflamatório e anti-irritante”, diz a médica. Outra boa opção é a nicotinamida (vitamina B3), que reforça a barreira cutânea.

mulher bicicleta mascara freepik
Freepik

“Lembre-se que, nesse momento, a hidratação diária da pele é de suma importância a fim de restaurar e manter o equilíbrio fisiológico; use cremes hipoalergénicos (sem perfumes nem conservantes), com uma ação emoliente, hidratante, regeneradora, anti-irritante e anti-inflamatória. E, para finalizar os cuidados durante o dia, mesmo dentro de casa é necessário usar o fotoprotetor”, finaliza a médica.

Fonte: Paola Pomerantzeff é dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais.

Sete dicas para evitar doenças circulatórias que são comuns no inverno

Cirurgiã vascular explica por que a circulação pode ficar comprometida nos períodos frios e alerta: pacientes com problemas de saúde devem redobrar a atenção

O tempo frio estimula a contração dos vasos sanguíneos, principalmente das artérias periféricas, o que pode ser perigoso principalmente para pessoas com quadro de obesidade e sedentarismo. “Quando há excesso de gordura na parede das artérias, isso atrapalha ainda mais o sangue chegar até alguns tecidos”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

“Essa má circulação pode ser extremamente perigosa, porque há riscos de desenvolvimento de insuficiência arterial periférica, infartos do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC)”, alerta a médica.

De acordo com a especialista, o acúmulo de gordura deixa as paredes das artérias endurecidas e estreitas, então o processo de circulação se torna mais lento. “Esse tipo de problema atinge mais pessoas com fatores de risco como as que estão acima do peso, tabagistas, colesterol aumentado, hipertensos e diabéticos”, comenta.

raynaud warm n cool
Foto: WarmNCool

Quando há predisposição genética ou quadros de obesidade, alimentação desequilibrada e sedentarismo, a preocupação se torna ainda maior. “Diabéticos ou hipertensos precisam controlar a doença, praticando exercícios físicos regularmente, mantendo alimentação balanceada e evitando fumar”, esclarece a cirurgiã vascular.

O fenômeno de Raynaud também costuma aparecer ou descompensar com maior frequência no frio. “Nesse fenômeno, existe um espasmo (contração) da artéria em reação ao frio, o que torna os pés ou mãos gelados, pálidos e com alteração de coloração”, explica a angiologista.

A médica explica que o corpo pode dar sinais de que está com a circulação “comprometida”: “O paciente pode sentir dormência ou inchaço nos membros, formigamento nas mãos e nos pés. No caso de cãibras, dor ao caminhar, paralisia ou fadiga muscular pode ser um indício de arteriosclerose”.

Em qualquer sinal de alteração, um médico deve ser consultado, alerta Aline. “O tratamento para as doenças circulatórias pode ser feito por meio de medicamentos ou cirurgia se for necessário. Mas a prevenção é o melhor tratamento, especialmente para pacientes que já tenham alguma doença que contribui para a obstrução das artérias”, comenta.

Dicas para evitar esses problemas:

roupa inverno conforto
Foto: Styleoholic

• Usar roupas confortáveis e quentes, evitar peças justas (elas podem comprimir os músculos das pernas e cintura);

Mingau de aveia com banana (002)
• Consumir alimentos ricos em fibras, já que auxiliam na boa digestão e controle do colesterol;

Senior woman yoga copy space
Foto: 123RF

• Fazer exercícios físicos sob orientação médica;

salmao
• Optar por alimentos com gorduras poli-insaturadas;

hipertensao coração pressao alta pixabay
• Controle adequado da pressão e diabetes;

beber água
• Beber muita água (entre dois e três litros) por dia;

mulher usando meia elastica compressao
• Cuidado ao usar meias elásticas sem orientação médica, nesses casos ela pode piorar a situação.

Fonte:Aline Lamaita é cirurgiã vascular e angiologista, formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American College of Phlebology. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina.

Casos de asma tendem a aumentar com a chegada do inverno

Com a chegada do inverno há um aumento dos casos de asma, mais conhecida como “bronquite asmática” ou “bronquite alérgica”, é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas que, em indivíduos suscetíveis, pode causar episódios recorrentes de chiado, falta de ar e tosse, devido a obstrução ao fluxo aéreo. Em casos mais graves, pode haver o impedimento da passagem do ar pelo sistema respiratório, o que é algo extremamente preocupante neste momento de pandemia pela Covid-19.

asma pulmão

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que 300 milhões de pessoas no mundo sofram com a asma, que já é a quarta maior causa de internação no Brasil e a terceira causa entre crianças e adultos jovens. Dados do Ministério da Saúde apontam que, no Brasil, já são 6,4 milhões de indivíduos acima de 18 anos com a doença.

Por isso, com a chegada do inverno e o Dia Nacional de Controle da Asma, lembrado ontem, 21 de junho, Ana Paula Cruz Gonçales, pneumologista pediátrica do Hospital Sepaco, faz um alerta à população sobre a importância de ter um acompanhamento médico para não ser acometido por doenças que podem acarretar em crises graves.

“A asma é resultado de interações entre fatores ambientais e genéticos, pode se manifestar em qualquer fase da vida e também fora do período sazonal. A boa noticia é que, com tratamento adequado, as crises podem ser amenizadas e os sintomas controlados durante todo o ano”, destaca a especialista.

Durante o inverno, os dias são mais frios, secos e há um maior acúmulo de poeira e poluição, fazendo com que os pacientes acabem sofrendo mais com as crises, principalmente, as crianças e os idosos que são mais sensíveis a estes “agentes externos”, os chamados alérgenos.

Quando a mucosa respiratória é agredida por agentes externos, envia um sinal de alerta para a medula óssea, que por sua vez produz células especiais de defesa. Este sinal é recebido como um ‘alerta de ataque’ ao aparelho respiratório e, literalmente, ‘contra ataca’ ao mandar células especiais que provocarão um processo inflamatório nas vias aéreas (brônquios) para expulsar estes ‘invasores’. Quem possui a doença descreve como um ‘sufocamento’, com muita tosse, falta de ar, cansaço, sensação de aperto e chiados no peito, isso devido à obstrução variável do fluxo aéreo causada pela inflamação das vias respiratórias.

A médica ressalta que a doença não tem cura, mas pode ser controlada, as crises evitadas ou até amenizadas, com controle ambiental associado à medicações especificas para cada paciente e de acordo com a gravidade da sua doença. Desta forma, é necessário estar atento, inclusive a outros alérgenos, tais como cigarros, ácaros, mofos, poeiras, pelos de animais, produtos com cheiros fortes (perfumes, incensos, tintas, vernizes etc).

asma bombinha

Para finalizar, Ana Paula destaca que é importante toda a família ter consciência das causas que agravam as crises de asma e criarem hábitos saudáveis, contribuindo assim para que as pessoas asmáticas não sofram tanto e possam ter uma melhor qualidade de vida.

Fonte: Sepaco

Creme de Feijão com Calabresa Defumada, Bacon e Camarão

A chegada do inverno pede comidinhas bem quentinhas. E nada melhor do que sopas e cremes para variar o cardápio e combinar com a estação. Pensando nisso, o Chef Anderson Camargo, da Middleby, elaborou uma receita deliciosa: Creme de Feijão com Calabresa Defumada, Bacon e Camarão. Confira o passo a passo:

Creme de Feijão com Calabresa Defumada, Bacon e Camarão

FEIJAO-BRANCO

Ingredientes:
• 350g de feijão branco
• 150g de calabresa defumada cortada em rodelas
• 10 unidades de camarões médios
• 80g de bacon cortado em cubos médios
• ½ cebola picada
• 3 dentes de alho picado
• 1 talo de alho-porró cortado em rodelas
• 50ml de vinho branco seco
• 1 colher de sopa de salsinha picada
• 3 folhas de louro
• 50g de manteiga sem sal

Modo de Preparo:
• Em uma panela de pressão cozinhe o feijão com a folha de louro, pode utilizar também o couro do bacon que será utilizado na receita. Cozinhe até começar a desmanchar o feijão. Após o cozimento, bata no liquidificador o feijão com um pouco do caldo do cozimento. Cuidado para não ficar muito aguado;
• Em uma panela acrescente a calabresa, o bacon e deixe fritar até começar a dourar e soltar a gordura. Acrescentar a cebola e o alho e deixar dourar;
• Agregar o camarão e refogar por mais 2 minutos e logo após o vinho branco e o alho poro;
• Coloque o feijão batido ao refogado e deixe em fogo baixo até começar engrossar. Agregar a manteiga e acertar o sal;
• Finalize com a salsinha picada e pronto.

Colégio Mary Ward promove campanha do agasalho em sistema de drive-thru

As doações serão destinadas a 14 instituições que auxiliam pessoas em situações de vulnerabilidade

O Colégio Mary Ward, instituição localizada no bairro do Tatuapé, realiza até dia 24 de junho a campanha de doação de agasalhos no sistema drive-thru, em prol de instituições que trabalham com pessoas em situação de vulnerabilidade como asilos e creches. O projeto que nasceu da Pastoral acontece todos os anos juntamente com a Festa Junina, porém, por conta do isolamento social imposto pelo novo coronavírus, este ano a arrecadação acontecerá de forma diferenciada.

Para a coordenadora da Pastoral e do Ensino Religioso do Colégio, Lurdes Paier, a campanha é uma expressão concreta da filosofia do Colégio. “O projeto está vinculado a todo o olhar pedagógico, porque entendemos que esse é um gesto de alteridade, solidariedade, de partilha e humanidade. Temos que educar para olhar a humanidade e olhar o planeta, não podemos ficar fechados nos protegendo individualmente”, explica.

Sempre no mês de junho, os alunos eram divididos em grupos para se articularem e conseguirem doações. Nos anos anteriores já foram arrecadados até seis toneladas de cobertores e agasalhos. É um momento em que toda comunidade escolar se envolve e se empodera dessa ideia para concretizá-la de maneira solidária.

Assim como a Festa Junina, que será realizada de maneira virtual, o corpo docente se organizou para manter a campanha que sempre esteve no calendário escolar, mas fazê-la acontecer de uma maneira segura dentro dos novos padrões. “Estou contente porque conseguimos deixar que isso não passasse em branco, e estamos conseguindo realizar todos os projetos planejados para o decorrer do ano. Será uma expressão concreta do amor e comprometimento para com o próximo. Nos humanizamos quando nos tornamos mais humano com o outro”, conclui Lurdes.

agasalho

Campanha do Agasalho em sistema Drive-Thru
Data: 17/06 a 24/06
Local: Portaria do Centro Cultural do Colégio Mary Ward (R. Gonçalo Nunes, 310 – Tatuapé, São Paulo – SP, 03407-000)