Arquivo da categoria: literatura

Livro sobre menopausa retrata histórias divertidas e sensíveis que vão do ódio ao amor

Autora Leila Rodrigues compartilha com o leitor sobre como reagiu aos inúmeros sintomas dessa etapa que é pouco difundida

A menopausa é a soma de duas palavras gregas que significam mês e fim. Depois de passar por um período de altos e baixos, a autora, nascida no interior de Minas Gerais, Leila Rodrigues, decidiu compartilhar sobre este assunto pouco difundido: a menopausa e o climatério. Assim, por meio de crônicas, nasceu o livro Hormônios, me ouçam!, publicado pela Literare Books International.

O caso de amor e ódio que viveu durante oito anos com sintomas de enxaqueca, insônia, ganho de peso, calorão, “chororô”, e mau-humor, entre outros, fez Leila perceber que ninguém nos prepara para essa surpresa da vida, e que teve por si só entrar nesse mundo desconhecido e silencioso.

Na obra, aponta-se que 35% das mulheres têm vergonha de falar que estão na menopausa. Esse foi um dos fatores que fizeram com que a autora não só vivesse essa metamorfose, mas mergulhasse no mundo das palavras. Leila também explica a diferença entre dois termos: o climatério significa período crítico e abrange a partir do começo dos sintomas ao término definitivo. Enquanto a menopausa é classificada 12 meses após o cessar permanente da menstruação.

Com essa bagagem de experiência de quem viveu na pele, a autora conta de maneira bem-humorada tudo o que sentiu, são crônicas para o leitor rir e se identificar, além de se informar sobre um universo que não deveria ser confidencial.

Em um dos capítulos, ressalta-se a importância de ter uma rede de apoio para esses momentos, que vão desde a família a amigas verdadeiras. Para Leila, “envelhecer não é uma escolha, ser feliz, sim”. Por isso, a autora abraçou a causa e ajuda mulheres a pensarem que a menopausa pode, sim, ser vivida com mais autoestima e qualidade de vida.

Sobre a autora

Leila Rodrigues é palestrante, escritora e desenvolveu sua carreira como empresária no segmento de tecnologia. Partindo da sua experiência pessoal com a menopausa precoce, Leila Rodrigues se tornou uma estudiosa do assunto e fez desse tema a sua causa. Colabora, por meio de palestras e orientações nas redes sociais, para que as mulheres passem pela menopausa com mais dignidade, qualidade de vida e alegria de viver.

Atua também como cronista em jornais e revistas na sua região. Nascida no interior de Minas Gerais e criada junto aos três irmãos, Leila Rodrigues carrega nas suas crônicas a simplicidade de suas raízes e a força da sua própria trajetória. É casada, mãe de dois filhos e hoje vive em Divinópolis/MG com a família.

hormonios-imprensa
Hormônios, me ouçam!
Autora: Leila Rodrigues
Editora: Literare Books International
Páginas: 123
Preço: impresso – R$ 34,90 / Kindle – R$ 24,90
Disponível na versão física e digital, para esta última, clique aqui.

Dia do Livro: dez autores indispensáveis para conhecer (ou reler) durante a quarentena

Bookplay, streaming de educação, faz lista com clássicos das literaturas brasileira e portuguesa; todos estão disponíveis na plataforma

bookplay

Ficar em casa durante o período de quarentena é uma oportunidade para aumentar o vocabulário, melhorar o próprio texto, aprimorar discursos e apresentações, colocar a leitura em dia e, ainda, conhecer (ou reler) clássicos de autores indispensáveis. A editora de livros Jenkins Group, dos Estados Unidos, publicou uma pesquisa sobre os hábitos de leitura e constatou um dado curioso: a maior parte das pessoas que verdadeiramente leem preferem best-sellers com, no máximo, dez anos de lançamento, deixando de lado os “bons e velhos” clássicos.

Bookplay, primeira plataforma de streaming 100% brasileira de educação, porém, pode ajudar a mudar este panorama e ainda trazer todos os benefícios acima. Confira a lista com dez obras de autores clássicos, das literaturas brasileira e portuguesa. A seleção – normalmente lembrada apenas em época de vestibular, mas que carrega histórias importantes e agrega ao conhecimento de forma geral – está disponível para leitura e em audiolivro na plataforma.

1. Machado de Assis – Dom Casmurro

dom-casmurro-34
Narrado em primeira pessoa, o personagem principal é o carioca de 54 anos Bento de Albuquerque Santiago, advogado solitário e bem estabelecido que pretende contar, na meia idade, seus momentos de moço. O título, segundo o autor, é uma homenagem a um poeta que, certa vez, o importunou com seus versos em um trem e lhe chamou de “Dom Casmurro” por ter fechado os olhos durante a recitação.

2. José de Alencar – O Guarani
Situa-se na primeira metade do século XVII. O fidalgo português D. Antônio Mariz, que participou da fundação do Rio de Janeiro, tem dois filhos: Diogo e Cecília. Diogo, sem querer, mata uma índia durante uma caçada, fato que inicia uma guerra entre a tribo Aimoré e a família. Cecília é o alvo da fúria dos índios, que querem vingança. Cecília, porém, tem um “aliado”: o índio Peri é apaixonado por ela, mas não tem seu amor correspondido. Cecília ainda é alvo da ira de Loredano, servo de D. Antônio, líder de um motim entre os empregados.

3. Aluísio Azevedo – O Cortiço
A obra descreve a ascensão do comerciante português João Romão – dono de uma venda, uma pedreira e um cortiço – próximo à casa do endinheirado comendador Miranda. A rivalidade entre os dois aumenta à medida que cresce o número de moradores do cortiço, na sua maioria, empregados da pedreira que também fazem compras na venda, enriquecendo João rapidamente.

4. Lima Barreto – Recordações do Escrivão Isaías Caminha
Isaías Caminha é um mulato nascido no interior e, em certo momento, lê um artigo contendo ofensas às pessoas de sua raça. Ele resolve, então, partir para a capital para estudar e combater o preconceito. Percebendo o prestígio de cronistas e repórteres, aproveita-se de um contato e consegue um convite para trabalhar na redação de um jornal.

5. Castro Alves – Espumas Flutuantes

Download-Espumas-Flutuantes-Castro-Alves-em-ePUB-mobi-e-PDF
Os 54 poemas reunidos em Espumas Flutuantes sintetizam todas as características inovadoras de Castro Alves. O título transmite a ideia de transitoriedade: as espumas de um mar agitado funcionam como uma metáfora de quem sente a iminência da morte, a vida se esvaindo.

6. Jorge Amado – A Morte e a Morte de Quincas Berro D’Água
O livro conta a história de Joaquim Soares da Cunha, funcionário público e cidadão respeitado, casado e com filhos, que levava uma vida tranquila. Um dia, resolve mudar seu destino: abandona a família e entrega-se ao vício da bebida. Recebe o apelido de “Berro D’água” após curioso episódio: em uma de suas bebedeiras, vira uma cachaça, toma um susto e berra para todos que era água.

7. Mário de Andrade – Macunaíma
Narrativa mítica cujo mote é caracterizar o povo brasileiro por meio de um herói sem caráter. Macunaíma, preguiçoso e mágico, desde pequeno, transformando-se em adulto, busca prazeres com a mulher de seu irmão Jiguê. Pelas traquinagens excessivas, é abandonado pela mãe e pelos dois irmãos, e passa a viver inúmeras aventuras na Floresta Amazônica, onde nasceu: ganha corpo de homem, mas com cabeça de menino; corre atrás de um amuleto; conhece a tribo das índias sem marido; e se envolve em lutas e combates.

8. Gregório de Matos – Obras Poéticas
Nascido em 1636, Gregório de Matos é considerado o maior poeta barroco do Brasil. Conhecido por ser ousado, satírico e moderno para a época, sempre gerou muita polêmica ao criticar temas políticos e religiosos. “Obras Poéticas” reúne grande parte da produção do autor.

9. Eça de Queirós – O Primo Basílio
Jorge, bem-sucedido engenheiro e funcionário de um ministério, e Luísa, moça romântica e sonhadora, protagonizam o típico casal da classe média da sociedade portuguesa do século XIX. Casados e felizes, sentem a falta apenas de um filho para completar a alegria do lar. Ao mesmo tempo em que cultiva a união formal e feliz com Jorge, Luísa mantém amizade com uma antiga colega, Leopoldina, conhecida por seus adultérios. A felicidade e a segurança de Luísa passam a ser ameaçadas quando Jorge precisa viajar a trabalho para o Alentejo.

10. Fernando Pessoa – Cancioneiro

cancioneiro__9788525410375_9788525417015_hd
As poesias do escritor, além de prestar uma homenagem à tradição lírica lusitana de preservar os seus mais antigos textos literários, também se relacionam com cantigas medievais, pois o ritmo e a métrica dos versos deixam esses poemas tão harmoniosos que eles se transformam, também, em verdadeiras letras de música. A obra é composta por poemas líricos, rimados e metrificados, de forte influência simbolista.

Sobre o Bookplay

Primeira plataforma de streaming 100% brasileira voltada para o conteúdo de educação, reúne mais de 4 mil livros, mil cursos – inclusive de inglês -, 1,5 mil audiolivros, 600 videoaulas, banca completa com revistas e jornais e área kids com livros, audiolivros e jogos para as crianças. Tudo 24 horas por dia e com acesso liberado para até três pessoas via computador, tablet ou celular, sendo compatível com iOS e Android. O Bookplay também conta com clube de benefícios, pelo qual mais de 200 parceiros proporcionam ofertas e descontos exclusivos. O aplicativo também permite a leitura dos livros em modo off-line. Com mais de 120 mil usuários já cadastrados, a plataforma deve fechar 2020 com mais de 200 mil.

Sesi-sp Editora disponibiliza e-books gratuitos para ler e cozinhar em casa

Para incentivar a leitura e facilitar o acesso aos livros neste período de quarentena, a Sesi-SP Editora está disponibilizando e-books gratuitos.

A ação conta com diversos títulos para download, com diferentes temáticas. O primeiro grupo, cujo tema é alimentação, é formado por três livros que integram a coleção Receitinhas para você: Chocolate, Bolos e Sabores do dia a dia.

Os títulos estão disponíveis nas principais plataformas e aplicativos: Amazon, Apple Books, Kobo eBooks e Google Play Livros. O download gratuito poderá ser feito até 13 de abril de 2020.

Além dos temas citados, a coleção Receitinhas para Você é formada pelos volumes: Culinária baiana; Pães; Biscoitos, geleias, patês e acompanhamentos; Azeite; A culinária vegana; Cerveja; e Café.

Conheça mais sobre os livros disponíveis para download gratuito

livros sesi

Em Receitinhas para você – Chocolate, estão reunidas 37 maneiras de se criar com o chocolate, além de trazer conter informações importantes sobre como prepará-lo da maneira mais adequada para obter o melhor resultado (e sabor!) em cada uma das receitas, que vão desde o simples bombom até o estrogonofe de chocolate.

Tudo o que você precisa saber para fazer o bolo mais delicioso: Receitinhas para você – Bolos trata dos cuidados com os ingredientes, explica a maneira correta de untar a forma e de regular a temperatura do forno, oferece noções de procedimentos seguros na manipulação de alimentos e dicas para você fazer o bolo perfeito, e traz, ainda, receitas incríveis, caldas e coberturas.

Pratos nutritivos, simples, acessíveis e saborosos. Em Receitinhas para você – Sabores do dia a dia, estão reunidas 60 dessas receitas, que vão desde o prato mais básico, como arroz com açafrão, até os mais saudáveis, como tortas integrais.

Além dos títulos mencionados, a Sesi-SP Editora prevê, em breve, a disponibilização das coleções Minutos de literatura e Contos filosóficos para download gratuito da versão em e-book.

Primavera Editorial lança obras da poetisa Florbela Espanca

As obras da poetisa portuguesa Florbela Espanca serão lançadas no Brasil, em versão digital, pela Primavera Editorial. Com edições bimestrais, o primeiro e-book da coleção Bela Flor será Poemas Selecionados, já disponível para os leitores. Com um design que ressalta o caráter erótico, cult e desconstruído da escritora, os livros terão prefácio de Larissa Caldin, publisher da Primavera Editorial.

Com arrebatamento e linguagem telúrica, a poetisa portuguesa Florbela Espanca construiu uma obra com forte teor confessional: densa, amarga e triste. A expressão poética – via contos, poemas, cartas e sonetos – é marcada por sentimentos como amor, saudade, sofrimento, solidão e morte, mas sempre em busca da felicidade.

Com o intuito de disseminar a história e obra de uma escritora excepcional, a Primavera Editorial decidiu lançar a coleção Bela Flor, uma homenagem à poetisa. A partir deste mês, a editora lançará bimestralmente um e-book com a obra da autora, iniciando com Poemas Selecionados.

1Capa-Florbela

Florbela Espanca é uma poetisa que já tem poema no próprio nome. Embora ofuscada muitas vezes pela figura de poetas como Fernando Pessoa, foi um dos grandes nomes da poesia portuguesa. Segundo Larissa Caldin, publisher da Primavera Editorial e autora do prefácio, um dos primeiros poemas de Florbela foi escrito aos sete anos, e ela o intitulou de A vida e a morte.

“Florbela sempre teve uma necessidade de colocar para fora os seus sentimentos, o que torna a obra dela tão pessoal e biográfica. Com essa história de vida, ela nunca precisou levantar bandeiras, porque a própria existência em si já era a personificação da emancipação feminina na época. É impossível passar incólume à obra dela, que cozinha amor, erotismo e devoção – devoção esta muitas vezes submetidas ao amor por um homem, sim, mas sempre consciente em ser uma escolha, não uma imposição”, diz Larissa.

Sobre Florbela Espanca

1FlorbelaEspanca

Nascida em 8 de dezembro de 1894, na região do Alentejo, Florbela Espanca – cujo nome de batismo era Flor Bela Lobo – é fruto de uma relação extraconjugal entre João Espanca e Antônia da Conceição Lobo, que a registrou como “filha de um pai incógnito”. Com a morte prematura da mãe, passou a ser criada pelo pai e a esposa, Mariana do Carmo Toscano.

O reconhecimento como filha legítima só veio após a morte da madrasta. Com 18 anos, Florbela iniciou o ensino secundário, sendo uma das primeiras mulheres a estudar, o que configurava um escândalo para a sociedade da época. Após se casar, a poeta decide voltar a estudar e ingressa a Faculdade de Direito de Lisboa – era uma das 14 mulheres entre 347 estudantes homens.

Não foram apenas os estudos que tornaram Florbela uma mulher à frente do seu tempo. Em 1921, ela se apaixonou por António Guimarães e decide, então, pedir o divórcio a Alberto, primeiro marido (ela se divorciaria, depois, de Antônio também). Embora o ato tenha sido completamente condenado pela sociedade, Florbela não se importou; não queria seguir os mesmos passos da mãe, pois estava mais interessada em buscar a própria felicidade. Morreu aos 36 anos, de uma overdose de barbitúricos, deixando uma obra da mais alta qualidade literária.

Onde encontrar: Amazon

 

Sugestão de livro para o Dia Internacional da Síndrome de Down

O amor na visão de uma menina com Síndrome de Down, cujo dia internacional é comemorado hoje (21) é tema de romance da Editora Melhoramentos; obra convida o leitor a entrar na “cabeça” de Rose e a quebrar muitos “pré-conceitos”

Rose ama Jack. Jack ama Rose. Assim começa um incrível romance. Rose Procura Jack, da autora Mel Darbon, com tradução de Sandra Pina, foi indicado a diversos prêmios internacionais e é o novo lançamento da Editora Melhoramentos.

Logo na primeira página somos apresentados a Rose Tremayne, uma garota de 16 anos, com 1,50 de altura, pele clara, olhos verdes e cabelos ruivos dourados, na altura dos ombros. Com botas e bolsa roxa, sua cor preferida. Essa é a descrição de Rose, desaparecida há 5 dias. Rose tem síndrome de Down.

O amor entre Rose e Jack, seu namorado há 7 meses, uma semana e três dias também é revelado ao leitor, logo nas primeiras páginas. Sem entender o motivo de Jack ter desaparecido, a adolescente encontra no escritório do pai, postais escondidos que foram enviados pelo seu namorado, de quem não se tem notícia desde o fatídico dia em que ele foi levado.

Após uma crise de raiva, Jack é internado em uma clínica e os pais de Rose a impedem de vê-lo. Os postais confirmam que Jack também sentia sua falta, e foi assim que a garota reuniu toda a sua coragem e traçou uma rota detalhada, em busca do seu amor, até o endereço que constava nos postais. Rose entra então, em uma longa e angustiante viagem, atravessando Londres.

O livro é escrito em primeira pessoa, e a linguagem de Rose e de Jack refletem a maneira como eles são, ela com síndrome de Down e ele com outras limitações. Sandra Pina, tradutora da obra, comenta que “na tradução literária, uma das coisas mais importantes é manter a ‘voz’ do autor original. Neste caso, a voz da narradora tinha uma característica especial. Por isso, depois de ler a história e antes de começar a tradução, fiz um trabalho de pesquisa”. Completa “traduzir as palavras foi a parte mais fácil, o mais complexo foi, antes de tudo, entender a personagem”.

Durante o trajeto Rose se depara com as mais inimagináveis situações. “Sua independência a leva a tomar decisões, mas sua ingenuidade acaba colocando a personagem em situações muito perigosas”. Ao compartilhar a visão do mundo com Rose, o leitor tem a possibilidade de ultrapassar inúmeros preconceitos com relação a síndrome de Down.

“Através de uma aventura, o leitor consegue perceber que existem níveis diferentes da Síndrome, que portadores dela são pessoas iguais a ele, com sentimentos, que tomam decisões, que têm desejos, etc. Talvez se a história fosse contada por um narrador onipresente, esse tipo de empatia do leitor com a personagem não fosse tão forte”, ressalta Sandra.

O trajeto da protagonista provoca emoção, indignação. Mel Darbon produziu uma história envolvente, “acho que esses são elementos que caracterizam um bom livro: ele precisa ser capaz de provocar sentimentos no leitor”, finaliza Sandra.

Sobre a autora

Mel Darbon passou grande parte de sua infância inventando histórias para manter seu irmão autista feliz em viagens de carro. Trabalhou em várias áreas, como designer de teatro e artista freelancer. Também passou um bom tempo ensinando jovens adultos com dificuldades de aprendizagem e organizando workshops criativos para mães adolescentes. Ela agora escreve romances para jovens adultos e é apaixonada por dar voz àqueles que de outra forma não poderiam ser ouvidos. Seu primeiro romance é este Rose Procura Jack e ela está trabalhando em seu segundo livro.

rose

Será que Rose encontra Jack?
Autora: Mel Darbon
Editora: Melhoramentos
Formato: 21 x 13,5 x 1,5 cm
Número de páginas: 304
Preço: R$ 45,00

Seis livros para celebrar o Dia Internacional da Mulher

Cada dia mais está claro que é muito importante dar às mulheres o poder da decisão e espaço para a participação social. O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, contribui para reconhecer ainda mais o valor delas na sociedade. Pensando nisso, a Disal criou a campanha “Quinzena das Empoderadas” com dicas de livros que trazem a força da figura feminina como protagonista. Confira algumas obras selecionadas para destacar histórias de mulheres marcantes.

Lute-Como-Uma-Garota

A obra de Laura Barcella e Fernanda Lopes, “Lute como uma garota – 60 feministas que mudaram o mundo”, reúne o perfil de figuras importantes da militância feminista que deixaram e que ainda deixam a marca na história da luta das mulheres. Frida Kahlo, Simone de Beauvoir, Oprah Winfrey e Madonna são algumas das mulheres trazidas no livro, além de mais de dez nomes essenciais da luta no Brasil. Trazendo ilustrações em preto e branco de muitas das mulheres abordadas, a obra traz esclarecimentos de como e pelo que essas figuras lutaram. A obra pode ser adquirida clicando aqui.

As-Cientistas

Apresentando as contribuições de cinquenta mulheres nos campos da ciência, tecnologia, matemática e engenharia, o livro “As Cientistas – 50 mulheres que mudaram o mundo”, traz não só o perfil de grandes personalidades. Ilustrações, infográficos sobre equipamentos de laboratório, um glossário científico ilustrado e taxas de mulheres que trabalham atualmente em campos da ciência são elementos que compõe a obra e que contribuem para uma melhor compreensão de grandes vitórias de importantes figuras. Jane Goodall, Marie Curie e Katherine Johnson são nomes de cientistas presentes no livro escrito e ilustrado por Rachel Ignotofsky. “As Cientistas – 50 mulheres que mudaram o mundo” celebra as realizações de mulheres que mesmo enfrentando obstáculos, abriram caminho para outras gerações de engenheiras, biólogas, entre outras. Para adquirir o livro, clique aqui.

Clube-da-Luta-Feminista

Escrito por Jessica Bennett, “Clube da Luta Feminista – Um manual de sobrevivência para um ambiente de trabalho machista”, apresenta um guia incisivo e irônico de como sobreviver ao sexismo no ambiente de trabalho. Mesclando experiências pessoais da autora e de outras mulheres, a obra traz dicas valiosas que contribuem com a luta feminina contra o muitas vezes, sutil preconceito presente no ambiente corporativo. O livro também traz pesquisas, estatísticas e diversas informações que são rodeadas por ilustrações. Propondo formas de combaterem situações constrangedoras na hora do trabalho, Bannet também aborda como as mulheres se autossabotam e como isto torna-se um desafio para ter um espaço no ambiente profissional. Para obter a obra, clique aqui.

Frida---Biografia

Biografia ilustrada, o livro “Frida Kahlo – Uma biografia”, apresenta a vida e a obra da pintora mexicana que se tornou um ícone do feminismo. A obra inclui trechos dos diários da artista, além de cartas e depoimentos, mostrando poeticamente como a arte contribuiu para vencer limitações e para reinventar o próprio existir. A livro da autora María Hesse dá voz para uma das figuras mais marcantes do século XX que teve uma vida que merece ser mais conhecida. Você pode comprar o livro clicando aqui.

812FwlFI7hL

“Extraordinárias – Mulheres que revolucionaram o Brasil”, traz a vida de várias brasileiras que fizeram história e que impactam indiretamente a vida de todos, mas que dificilmente aparecem nos livros. Apresentando o reconhecimento que estas figuras merecem, a obra de Duda Porto de Souza e Aryane Cararo, conta com desenhos de grandes ilustradoras, além de trazer uma linguagem leve. O livro que surge a partir de uma vasta pesquisa, é ideal para quem quer conhecer o perfil de revolucionárias de diversas regiões brasileiras que deixaram legados na história da educação, política, direitos humanos, ciências, entre outros campos. Adquira a obra clicando aqui. 

Empodere-se

Os desafios que envolvem questões femininas atuais, são trazidas na obra “Empodere-se – 100 desafios feministas para reconhecer sua própria força e viver melhor”, que tem o objetivo de motivar as mulheres a acreditarem mais em si mesmas. Envolvendo a importância do empoderamento feminino, o livro de Maynara Fanucci aborda a culpa e a falta de autoconfiança que muitas vezes está presente na vida das mulheres e assim, apresenta maneiras de mudar esta realidade. A ideia é que se as mulheres incorporarem atitudes simples, buscando bem estar e autoestima, podem ajudar a construir um mundo melhor e mais igualitário. O livro pode ser encontrado clicando aqui. 

Fonte: Disal Distribuidora

Clóvis de Barros Filho lança livro “A Felicidade é Inútil”

Editado pela Citadel Grupo Editorial (RS), livro de filosofia pretende atrair leitores ainda não familiarizados com o assunto. Publicação tem prefácio escrito pela Monja Coen Roshi, formato pocket, preço acessível e está disponível em livrarias de todo o país

A foto em preto e branco de um bebê ao lado de um joão-bobo está logo na abertura do livro A Felicidade é Inútil, escrito por um dos mais relevantes pensadores da atualidade, o Prof. Clóvis de Barros Filho. O título provocativo é sustentado por um autoquestionamento: para que ser feliz?

Filósofo, palestrante e acadêmico experiente, em seu mais novo livro (de quase 30 outros anteriores) o professor se debruça na filosofia de que vale mesmo a pena viver o instante e aproveitá-lo, pois ele em si deve se bastar – não tendo, portanto, uma utilidade, ou um outro fim.

“Faço aqui uma espécie de defesa da vida. Alguns momentos da existência se bastam e esgotam neles mesmos a sua razão de ser”, explica. “Passam sem você se dar conta, com uma duração falseada pelo espírito, pois são tão incríveis que você desliga a sensação de passagem do tempo. Nesses momentos é que se tem a sensação que passou rápido demais e poderia durar um pouco mais tempo. Cada segundo da vida que você pensa que poderia durar mais, é um instante de vida perfeitamente inútil, por isso mesmo, extremamente feliz”, completa.

Com pertinente prefácio escrito pela Monja Coen Roshi, o autor, de 54 anos, marca que o livro A Felicidade é Inútil não se propõe a ensinar ninguém a ser feliz, tampouco a viver momentos de felicidade. Explica até mesmo que a palavra “felicidade” no título da publicação é uma isca, então logo na introdução se dispõe a explicar para prevenir quaisquer equívocos de expectativa na entrega de receitas de felicidade.

“O livro busca, por meio de situações muito cotidianas, mostrar o que podemos entender por felicidade e, sobretudo, mostrar que quase sempre essa felicidade está presente em situações de completa inutilidade, isto é, situações que não são entendidas como instrumento para nada, meio para nada, caminho para nada, mas são momentos que, por um mero acaso ou mesmo num cenário planejado, não precisam de mais nada para valer. Elas não dependem de outra para realizar seu valor”, comenta o autor.

Sobre o autor

clovis-bg.jpg

Clóvis de Barros Filho (Ribeirão Preto, 21 de outubro de 1965), doutor e livre-docente pela Escola de Comunicações e Artes da USP, é atualmente um dos mais requisitados palestrantes do Brasil. Suas aulas e palestras sobre ética já foram ouvidas por milhões de pessoas em todos os estados do país, e também no Uruguai, França, Argentina, Angola, Espanha, Portugal, dentre outros. Atua no mundo corporativo desde 2005, por meio de seu escritório, o Espaço Ética. É autor de quase 30 livros, incluindo o best-seller “A Filosofia Explica as Grandes Questões da Humanidade”.

Formato

Em tamanho 10cmx14 cm, leve e prático de transportar, o livro se propõe não apenas a ser levado para qualquer lugar, mas também para presentear e ser lido em qualquer espaço, sem a dificuldade de carregar um volume grande demais.. “O público, ainda sem familiaridade com a leitura de filosofia, agora tem uma publicação que ajuda a entrar nesse ambiente por meio de uma linguagem mais leve do que o habitual dos livros de filosofia, com um vasto repertório de exemplos do cotidiano. O professor utiliza-se ainda de filmes renomados e histórias do cotidiano para explicar conceitos filosóficos”, explica Marcial Conte Jr, editor da Citadel Grupo Editorial.

“Além, é claro, do habitual encadeamento de ideias, de forma genial e divertida, do prof. Clóvis. Por conta disso estamos ampliando os pontos de venda para além das livrarias, para que o público encontre o livro em outros lugares”, completa.

Para Clóvis de Barros Filho, a perspectiva de escrever um livro de bolso é de criar com o leitor uma certa intimidade física, decorrente da maior portabilidade. “A ideia é romper com o relativo estranhamento, a distância, entre as pessoas e os livros. O livro pocket permite que o texto acompanhe o leitor por onde ele estiver. Sem falar que o formato é econômico, portanto mais democrático”.

clovis.jpg

Título: A Felicidade É Inútil
Autor: Clóvis De Barros Filho
Editora: Citadel
Ano: 2019
Assunto: Filosofia
Páginas: 288
Preço sugerido de capa:
Livro impresso: R$ 24,90
Ebook: R$ 19,90
Em breve em audiolivro na Tocalivros

Editora Alaúde lança “Vegano pelo Mediterrâneo”

A riqueza da dieta da região serviu de base para a composição dos pratos que não contém produto de origem animal e vão propiciar ao leitor o prazer de comer bem e de forma saudável.

Realidade nos principais centros gastronômicos do mundo, o movimento vegano ganha agora um poderoso aliado, o livro “Vegano pelo Mediterrâneo”, que chega às livrarias pela Editora Alaúde. São 128 páginas, com 50 versões veganas de receitas tradicionais dos países banhados pelas inebriantes águas azuis do Mar Mediterrâneo.

Mundialmente conhecida por ser uma alimentação mais saudável, a comida mediterrânea é rica em frutas, verduras e legumes – regados a bastante azeite de oliva. A obra oferece diversas opções para quem quer ter uma dieta mais nutritiva, sem abrir mão do prazer de comer bem.

Com introdução de dar água na boca sobre a riqueza culinária da Europa, África e Oriente Médio, o livro tem receitas que valorizam ingredientes frescos e pratos que fazem bem ao coração e aos olhos. Com receitas exclusivas, “Vegano pelo Mediterrâneo” tem dicas sobre a origem das receitas e detalhes de como foram feitas as adaptações para conquistar até os mais exigentes paladares.

vegano pelo mediterraneo.jpg

Título: Vegano pelo Mediterrâneo
Editora: Alaúde
Formato: 20×20 cm
Páginas: 128
Acabamento: brochura com orelhas, miolo colorido
Preço: R$ 39,90

Dia Nacional do Livro: SP Lovers Coffee and Wine oferece Ninho de Livros

Hoje é Dia Nacional do Livro e no SP Lovers Coffee and Wine, logo na entrada, independentemente de quem frequenta ou não o café, é possível realizar trocas de livros no Ninho de Livros instalado na entrada da casa. Trata-se de um projeto de incentivo à leitura e ocupação de espaços em nossa cidade, conforme explicações próprias. São instaladas casinhas e funciona mais ou menos assim:

1. Você abre a casinha
2. Escolhe o livro
3. Coloca outro livro
4. Boa leitura.

Simples, rápido e colaborativo.

O SP Lovers Coffee & Wine é fruto de um sonho da proprietária, Diana Trevisani que, há seis anos, transformou o lugar que havia sido um antigo sebo em um charmoso espaço, com sofás confortáveis e cristaleiras que abrigam peças de decoração, tornando o ambiente sofisticado e aconchegante. Na varanda, um ombrelone faz sombra para mesinhas e cadeiras para quem prefere o ar livre. Com cardápio enxuto, porém, com opções desde almoço executivo assinado por um chef francês, até tortas e bolos veganos, o SP Lovers Coffee & Wine só faz uso de produtos de qualidade. Os cafés que são servidos têm acima de 84 pontos, são 100% arábica e de micro lotes. A casa é pet friendly, o que a torna uma opção perfeita de passeio para toda a família.

Ninho-de-Livros.jpg

Informações: Ninho de Livros

Literatura gastronômica da Editora Alaúde quer conquistar público do ‘Mesa SP’

Pela primeira vez o Mesa SP, maior congresso de gastronomia da América Latina, vai promover a Feira do Livro de Gastronomia, que contará com a participação da Editora Alaúde. Na ocasião, mais de 60 títulos da companhia literária estarão disponíveis. Além disso, na tarde de sábado (26) haverá um espaço dedicado para que o público conheça um pouco mais de algumas das obras e ainda sair com livros autografados pelos autores.

Já confirmaram presença o Chef Daniel Bork, de “A cozinha de Daniel Bork”; a também Chef Natália Werutsky, que assina o “Cozinhando em Família”; a jornalista gastronômica Roberta Malta Saldanha, autora do “Culinária brasileira, muito prazer”. Veganos também têm leituras e autógrafos garantidos de Kátia Cardoso, autora de “50 comidinhas veganas”, “50 doces veganos”, “50 marmitas veganas”, “50 petiscos veganos”.

Já os fãs de uma boa aguardente encontrarão a obra “Os segredos da cachaça”, dos experts no assunto, os autores João Almeida e Leandro Dias, que também vão autografar o livro durante o evento.

segredo da cachaça

A sessão de autógrafos dos autores das obras da Editora Alaúde será realizada no sábado, 26, das 14 às 17 horas, durante a terceira edição do Mesa São Paulo, que ocorre entre 24 a 27 de outubro, no Memorial da América Latina e tem como tema “Cozinha de Transição: Novos significados para um planeta em mutação”.