Arquivo da categoria: mitos e verdades

Dez mitos e verdades sobre Kombucha

Tais Tomaz Roque, nutricionista parceira da Vih!, explica todas as dúvidas sobre a bebida rica em probióticos que tem ganhado adeptos em todo o país

Kombucha é uma bebida milenar feita à base de chá, açúcar e uma cultura viva – leveduras e bactérias – conhecida como scoby (Symbiotic Colony of Bacteria and Yeast). Após a fermentação, o Kombucha transforma-se em uma bebida rica em probióticos naturalmente frisante, saborosa e muito refrescante.

No Brasil, a bebida que tem ganhado adeptos, ainda gera dúvidas e questionamentos sobre sua origem e características. Para esclarecer o tema, a Vih!, marca especializada na bebida há mais de dois anos, preparou uma lista com dez mitos e verdades sobre o assunto com a ajuda da nutricionista Tais Tomaz, parceira da marca. Confira abaixo:

O Kombucha é uma bebida saudável.

kombucha
Verdade: Kombucha é feito a partir de um chá que é fermentado e possui grande variedade de vitaminas, minerais, enzimas e ácidos orgânicos, extremamente saudáveis para o nosso corpo. O agente que ativa a produção desses organismos é o “scoby”, do inglês Symbiotic Colony of Bacteria and Yeast (Colônia Simbiótica de bactérias e leveduras). O scoby é colocado no chá (geralmente verde, mate ou preto) e por meio do processo metabólico transforma a cafeína e o açúcar em probióticos. O Kombucha é rico em nutrientes naturais, como vitamina B, ácido acético, glucurônico, lático, entre outros. Melhora a saúde geral do organismo, facilitando a digestão e a absorção de nutrientes, além da recuperação da flora intestinal. “O Kombucha sempre foi conhecido como um tônico natural, uma vez que ele ajuda a fortalecer o sistema imunológico e melhorar o funcionamento intestinal”, explica a Tais. “Mas a gente toma mesmo porque além de todos esses benefícios é muito gostoso”, afirma Angélica Moretti, fundadora da Vih!

O Kombucha é feito com organismos vivos.

kombuchaaa.jpg
Verdade: scoby, agente ativo da produção da bebida, é uma cultura de bactérias e leveduras. O Kombucha não pasteurizado contém bactérias e leveduras, extremamente benéficas para a saúde intestinal e digestiva, evitando doenças e colaborando na absorção de nutrientes. Os probióticos também possuem grande quantidade de antioxidantes, ajudando e protegendo o organismo de doenças inflamatórias.

O Kombucha emagrece.

kombucha1
Mito: a bebida tem ganhado cada vez mais adeptos por seus diversos benefícios para a saúde, sendo o principal deles o auxílio no bom funcionamento intestinal, aumentando a sensação de bem-estar. Mas é mito achar que o Kombucha é responsável pela perda de peso. Ele contém ácidos importantes para a flora intestinal, além de algumas vitaminas e aminoácidos, mas se não houver uma alimentação adequada aliada a uma vida saudável, o Kombucha sozinho não tem esse poder.

O Kombucha não pode ser tomado todos os dias.

kombucha-side-effects-1296x728-feature
HealthLine

Mito: muitas pessoas ao redor de todo o mundo consomem Kombucha diariamente. Mas, por se tratar de uma bebida viva, quando não pasteurizada, é importante usar o bom senso.

Kombucha demora uma semana para ser preparado.

kombucha pixabay.jpg
Pixabay

Verdade: a bebida tem característica funcional graças à ação da colônia de leveduras chamada “scoby”. É essa colônia de micro-organismos que é responsável por fermentar o chá e acrescentar a ele um potencial probiótico imenso. Por isso, a mistura deve fermentar entre sete e 15 dias dentro de um recipiente com algum chá – geralmente preto, verde e mate – e açúcar. Depois disso, é só misturar o líquido às frutas, ervas ou outros chás para saborizar.

Qualquer chá pode ser usado na preparação?

cha--hibisco
Verdade: porém, sabemos que alguns chás funcionam melhor do que outros. Os mais usados na preparação são o chá verde ou preto, mas também podem ser substituídos por infusão de mate, de hibisco ou jasmim. As infusões de hortelã e capim-santo, por exemplo, possuem óleos que destroem a colônia, então não são recomendados.

Kombucha não tem data de validade.

KombuchaBenefitsHeader.jpg
Mito: depois de pronta, a bebida deve ser conservada em geladeira, por aproximadamente cinco meses. A fermentação não pára na geladeira, somente desacelera.

Kombucha pode ser tomado na versão alcoólica.

Kombuchaça sem ferrão
Le Manjue

Verdade: de fato, todo o processo de fermentação gera álcool. Em processos bem controlados de produção, esta quantidade fica abaixo de 0,5%, o que não é considerado alcoólico. Mas, pode-se optar por fermentar de forma a produzir mais álcool. Se quiser deixar o drinque com a cara do happy hour, o sabor aromático do gin pode ser uma opção para ser adicionada ao Kombucha depois de pronto. Ou seja, o que é bom pode ficar ainda melhor.

Kombucha só pode ser tomado de dia.

Kombuchatea-GettyImages-
Getty Images

Mito: Kombucha pode ser bebido a qualquer hora do dia e da noite. Ele é um excelente substituto para outras bebidas, como o refrigerante e suco. Muitos preferem beber em jejum, pela manhã, para ajudar no processo de digestão e substituir o café. A bebida também pode ser usada como um energético natural e ser consumida antes ou depois de atividades físicas. O ideal é tomar bem gelado, realçando o sabor da bebida e a deixando ainda mais refrescante.

Kombucha é uma bebida vegana.

kombucha 2
Verdade: a menos que você use mel para adoçar. A bebida milenar é um poderoso probiótico natural e não é de origem animal. O scoby é uma colônia simbiótica de bactérias e leveduras que bioprocessa o chá e o açúcar, criando o Kombucha.

Fonte: Vih!

Alguns mitos e verdades sobre o câncer de mama

O cenário do câncer de mama no Brasil e no mundo traz números expressivos. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no país, quase 60 mil mulheres são atingidas pela doença por ano. A enfermidade está entre as mais comuns neste grupo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma, além de ser a número um no ranking de causa de morte por câncer no mundo.

Diante desta dimensão, o problema ainda gera muitas dúvidas. O mastologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Yong Kyun Joo, explica o que é mito e verdade sobre o assunto:

1. Realizar o autoexame todo mês e não sentir nada exclui a necessidade de fazer a mamografia?

autoexame seios cancer rivermedical

Mito: apesar de importante, o autoexame feito como única forma de prevenção não é um método eficaz para detectar o câncer de mama. Isso porque o indivíduo só consegue apalpar o nódulo cancerígeno quando ele está em estágios avançados. Portanto, se você tem 40 anos ou mais, deve fazer mamografia todos os anos.

2. Apenas quem tem casos na família pode ter câncer de mama?

Mito: devemos sempre valorizar os antecedentes familiares, principalmente em parentes de primeiro grau. Porém, cerca de 90% das pacientes com diagnóstico de câncer de mama não tem nenhum histórico familiar, ou seja, a maioria não tem um componente hereditário.

3. Ter filhos diminui a chance de ter câncer de mama?

amamentação mãe pixabay
Foto: Pixabay

Verdade: a gestação é um dos principais fatores protetores para câncer de mama, principalmente antes dos 30 anos. Isso porque o tecido mamário só atinge a sua diferenciação completa com a gestação, tornando-se, desta forma, menos suscetível à transformação maligna.

4. Homens também podem ter câncer de mama?

Verdade: é muito mais raro, com uma proporção de 1/100, mas homens também podem ter câncer de mama. Neles, a doença aparece mais tardiamente, geralmente na sexta ou sétima década de vida.

5. O ultrassom de mamas é um bom substituto para a mamografia no rastreamento de câncer mamário?

mamografia-2

Mito: embora o ultrassom seja muito mais confortável, ele não é eficaz para rastreamento como método isolado. Apesar de amplamente utilizado, o seu principal papel é complementar à mamografia, que é ainda o principal exame para a detecção do câncer de mama.

Fonte: Hospital Edmundo Vasconcelos

Confira alguns mitos e verdades sobre coloração de cabelo

O hairstylist e embaixador da Bio Extratus, João Bosco, esclarece algumas dúvidas muito comuns sobre coloração

Se você está pensando em tingir os cabelos, mas tem dúvidas sobre coloração, confira os mitos e verdades esclarecidos pelo hairstylist e embaixador da Bio Extratus, João Bosco.

Deixar a coloração no cabelo por mais tempo possibilita que a cor fique mais intensa?
Mito: “Não recomendo deixar mais tempo do que o indicado pela marca de coloração usada, pois pode variar entre 10 e 50 minutos, dependendo do resultado desejado. Além disso, os pigmentos podem aderir mais e dar a sensação de cor mais escura ou intensa. Outro detalhe é ficar atento ao tempo de pausa para não causar irritação no couro cabeludo”, sugere Bosco.

tingindo os cabelos

Cabelos virgens são mais fáceis de tingir?
Verdade: “Sim, os cabelos que nunca foram coloridos são mais fáceis já que a tintura  neutraliza os pigmentos naturais com facilidade”, explica o embaixador da Bio Extratus.

O xampu ideal auxilia na manutenção da coloração? Por quê?
Verdade: “Tão importante quanto a qualidade da coloração utilizada, o xampu e cremes de tratamento devem ser de boa qualidade e ter indicação para cabelo colorido, afinal, esses produtos não devem conter sal ou sulfatos”, alerta Bosco.

cabelos-longos12

A coloração sempre vai ressecar o cabelo?
Parcialmente verdade: “Uma coloração permanente precisa de uma quantidade maior de amônia para entrar e fixar bem na fibra do cabelo. Isso pode deixar os fios levemente alterados dependendo da qualidade da tinta usada. Por isso, é sempre bom investir em coloração com tratamentos ‘inside’. Uma outra opção é apostar em uma coloração orgânica que utilize óleos vegetais ao invés da amônia – substância que preserva melhor a hidratação natural dos fios”, afirma o profissional.

Pintar os cabelos sujos é realmente melhor?
Parcialmente verdade: “Para quem utiliza a coloração tradicional, com mais amônia, o ideal é deixar um ou dois dias sem lavar para potencializar a tintura. Já para quem usa tonalizante ou tintas orgânicas, o melhor é que os fios estejam limpos para facilitar a coloração”, sugere o hairstylist.

Para te ajudar na escolha da tintura e dos produtos ideais, selecionamos algumas sugestões. Confira:

Imagens-dos-Packs_0028_Pós-Coloração-460x300

A linha pós-coloração – composta por xampu, banho de creme, memorizador da cor, condicionador, finalizador e fix dose – é desenvolvida para hidratar, recuperar, proteger e aumentar a durabilidade da cor nos cabelos coloridos. A formulação dos produtos possui antioxidantes responsáveis por manter os cabelos tingidos hidratados e brilhantes, além de goji berry, aminoácidos de cereais e lumicor – tecnologia exclusiva que repara a fibra capilar.

bio extratus

A Bio Extratus Color possui 49 nuances e possui pigmentação com mais alta tecnologia que garante uma fixação precisa. O produto ainda possui propriedades anti-inflamatórias que contribuem para não irritar o couro cabeludo.

Fonte: Bio Extratus

Outubro Rosa: cinco mitos e verdades sobre o tratamento do câncer de mama

Notícias falsas podem prejudicar pacientes em tratamento. Antes de repassar ou de seguir à risca informações que recebeu no WhatsApp ou redes sociais, é importante garantir que a orientação está correta

Neste mês de Outubro Rosa, o Instituto Oncoguia – ONG de apoio a pacientes com câncer, alerta para o risco que notícias falsas podem trazer para pacientes com câncer de mama.

“Quando uma mulher recebe o diagnóstico de um câncer, alguns segundos depois ela já estará cercada de notícias e dicas que, supostamente, irão ajudar nessa fase. Pedimos muito cuidado e cautela com isso, pois há o risco de algumas não serem verdadeiras e, pior, que envolvam tratamentos alternativos que podem prejudicar os tratamentos convencionais”, alerta a psico-oncologista e presidente do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz.

Na opinião de Luciana, a principal forma de combater essas notícias falsas é garantindo o acesso a informação de qualidade, útil e adequada à fase do tratamento, engajando os pacientes ativamente em todas as decisões necessárias desse momento. “Fale com seu médico, procure por fontes confiáveis antes de acreditar em toda informação que você recebe”, orienta.

Para ampliar ainda mais as discussões sobre a importância da informação de qualidade, apoio e networking para pacientes com câncer de mama durante o Outubro Rosa, o Oncoguia realizará, no dia 12 de outubro, o “Encontro Oncoguia de Câncer de Mama para Pacientes em Tratamento: Inicial e Metastático”. O evento é gratuito e acontecerá em São Paulo, no Hotel Radisson Paulista. Para se inscrever e conferir a programação basta clicar aqui.

Abaixo, o Oncoguia separou algumas dúvidas bastante comuns recebidas pelo Oncoguia Confirma – canal de WhatsApp para o combate a fake news sobre câncer criado pela ONG em 2018, confira:

Crioablação é uma alternativa para curar o câncer de mama

crioablacao cancer de mama
lustração: Drattai.com

Mito: crioterapia ou crioablação já é feita em casos muito selecionados, mas em nenhum centro (nem mesmo em Israel, de onde surgiu um vídeo que viralizou nas redes falando sobre esse procedimento) substitui o tratamento convencional de cirurgia, radioterapia, quimioterapia etc. A crioablação pode ser feita em alguns raros casos de metástases, com resultados equivalentes aos de uma radioablação ou de uma radiocirurgia. Porém, este ainda é um procedimento experimental em tumores primários de mama. “É uma técnica que, no futuro, é aceitável de imaginarmos. Porém, não sabemos quando este futuro será. Mais estudos são necessários. Estamos de olho nas pesquisas”, comenta Nivaldo Vieira, oncologista clínico e membro do comitê científico do Instituto Oncoguia.

Paciente com câncer de mama tem direito à cirurgia reparadora pelo SUS

auto-exame-cancer-de-mama-ibcc-diante-do-espelho-chuveiro-ou-deitada
Verdade: é garantido por lei ao paciente com câncer de mama a realização da cirurgia plástica reparadora da mama retirada (total ou parcialmente) em decorrência do tratamento do tumor, assim como a realização da simetria. A reconstrução pode ocorrer no mesmo ato da cirurgia para retirada da mama, quando houver condições técnicas e clínicas. Ou seja, a indicação sempre dependerá do seu médico e do seu caso.

É possível tratar o câncer de mama com imunoterapia

imunoterapia celulas cancer mnt
MedicalNewsToday

Verdade: em maio de 2019, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a primeira imunoterapia para câncer de mama no Brasil. O tratamento pode beneficiar pacientes com câncer de mama triplo negativo. Outras possibilidades do uso de imunoterapia para pacientes com câncer de mama estão sendo discutidas e em breve poderá haver novidades.

Cuidado multidisciplinar faz a diferença no tratamento do câncer de mama

mulher consulta medica
Foto: Is-Med.com

Verdade: não só para pacientes com câncer de mama, mas com qualquer tipo de tumor, principalmente se for metastático, o envolvimento de uma equipe multidisciplinar pode garantir um tratamento mais integral e mais qualidade de vida aos pacientes oncológicos. Os especialistas que fazem parte da equipe multidisciplinar podem variar de acordo com as diferentes necessidades de cada paciente, mas podem compor esse time oncologista, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, paliativista, entre muitos outros.

Pacientes em tratamento de câncer não podem fazer atividade física

Outdoor Running Series
Mito: há muito tempo acreditou-se que pacientes com doenças como o câncer deveriam fazer repouso. Mas isso já é passado e pesquisas científicas já comprovaram que a prática de atividade física por pacientes oncológicos é possível, segura e pode melhorar a disposição, reduzir dores e efeitos colaterais de tratamentos e garantir mais qualidade de vida aos pacientes. A única recomendação é que, antes de começar a se exercitar, o paciente peça orientações ao seu médico e as siga.

encontro-oncoguia-de-cancer_b2f5_190913_2845.jpg

Encontro Oncoguia de Câncer de Mama para Pacientes em Tratamento: Inicial e Metastático
Dia: 12/10/2019
Horário: das 8h às 18h30
Local: Radisson Paulista São Paulo
Alameda Santos, 85 – Cerqueira César
Inscrições gratuitas: Oncoguia

Dez mitos e verdades sobre queda de cabelo

A queda capilar é hoje a sexta maior queixa de pacientes em consultórios de dermatologia. Mesmo assim, o assunto ainda é cercado de mitos relacionados às suas principais causas e tratamentos. O dermatologista Rafael Tomaz, gerente médico da Lupin, farmacêutica global que lançou no Brasil a Recrexina – dermocosmético inovador que trata o afinamento e a queda capilar – esclarece dez principais mitos e verdades relacionados ao problema, que tanto preocupa homens  quanto mulheres.

– O uso de apliques e mega hairs pode favorecer a queda capilar

aplique
Verdade: os apliques e mega hairs, quando inseridos na raiz, pesam no fio e têm um efeito gravitacional, puxando os cabelos para baixo. Isso prejudica a saúde dos fios, que vão se destacando da raiz, podendo levar a uma queda de cabelo irreversível. No caso de pacientes que já têm uma diminuição da densidade capilar, o recomendado é deixar os fios soltos sempre que possível.

– Com o tratamento adequado é possível perceber os resultados

cabelo queda
Verdade: hoje existem produtos e tecnologias que permitem resultados satisfatórios em grande parte dos pacientes. Com indicação médica, o uso de medicamentos, como a Finasterida e o Minoxidil, pode trazer benefícios no recrescimento capilar. Entretanto, alguns efeitos colaterais podem ser observados: em alguns pacientes a Finasterida pode promover uma diminuição da libido e disfunção erétil. O Minoxidil, por outro lado, pode induzir o crescimento indesejado de pelos faciais em mulheres. Recentemente foi lançado o dermocosmético chamado Recrexina, que auxilia no aumento da densidade capilar, com resultados iniciais já observados após 2 meses de uso, tornando-se mais expressivos após quatro meses. Recrexina é uma formulação tópica inovadora e patenteada que possui resultados clínicos comprovados por meio de estudos científicos. Ela tem em sua composição moléculas capazes de estimular e ativar as células-tronco do couro cabeludo, promovendo o recrescimento e o fortalecimento do cabelo, além de potencializar a formação de queratina.

– A calvície é provocada exclusivamente pela idade e por fatores genéticos

mulher queda de cabelo MNT
MedicalNewsToday

Mito: a herança genética e o envelhecimento são alguns dos fatores mais comuns que levam à queda capilar e até mesmo à calvície. No entanto, o problema tem diversas causas, podendo ser provocado por fatores como estresse, distúrbios hormonais, anemia, entre outros. É importante a avaliação do dermatologista para o correto diagnóstico da causa da calvície.

– O uso de anabolizantes e esteroides pode provocar queda de cabelo, favorecendo a calvície

anabolizantes esteroides
Verdade: o excesso de testosterona é um dos principais vilões da queda de cabelo. Por isso, o uso do hormônio sexual masculino como anabolizante pode favorecer a perda dos fios. Muitos jovens procuram o consultório do dermatologista queixando-se de uma queda muito acentuada e, quando você investiga a história desse paciente, é comum que esse problema esteja associado ao uso de “bombas” de academia.

– A calvície pode ser totalmente revertida

homem sorrindo pexels
Pexels

Mito: não há cura para a calvície, no entanto existem tratamentos que ajudam a aumentar a quantidade de fios no couro cabeludo. É importante ressaltar que pacientes com queda capilar nos estágios inicial ou moderado responderão melhor ao tratamento. Por isso, recomenda-se tratar o quanto antes para se ter uma resposta mais expressiva.

– O uso de determinados medicamentos pode levar à queda

remedio pilula pixabay
Pixabay

Verdade: há diversos medicamentos que têm como possível efeito colateral queda de cabelo transitória. Por outro lado, a dosagem errada do medicamento também pode ser prejudicial. Por isso, é importante que o paciente não faça uso de qualquer medicação sem orientação médica.

– O uso diário do secador pode ser prejudicial

cabelo
Mito: secador não é vilão, mas é importante utilizar uma temperatura amena e manter determinada distância para não danificar o couro cabeludo. Já o uso da chapinha deve ser desencorajado como hábito, pois a temperatura elevada e o contato direto da prancha com a haste do fio podem provocar uma quebra.

– O uso de chapéus, bonés e tocas pode prejudicar os fios de cabelo

chapeu-mulher-verao
Verdade: chapéus e bonés abafam o couro cabeludo, podendo causar a chamada dermatite seborreica e o excesso de oleosidade na raiz, que por sua vez favorecem a queda do cabelo.

– Os cabelos caem mais em determinadas estações do ano, geralmente no outono

queda de cabelo

Verdade: há indícios de que os cabelos caem mais em algumas estações do ano, como no outono. Porém, os fatores associados a esta observação são pouco compreendidos. Em países como o Brasil, que não possui estações do ano tão marcadas, este efeito pode ser pouco expressivo.

Fonte: Lupin

 

Mitos e verdades sobre biscoitos e cookies integrais

Como saber se um biscoito é realmente integral? Todo biscoito é fonte de fibras? Veja as dicas para quem busca bem-estar

Você é daqueles que querem uma dieta equilibrada e fica perdido diante da gôndola de biscoitos e cookies do supermercado? Há tantas opções e sabores disponíveis que, muitas vezes, o consumidor acaba esquecendo de checar se o que busca no alimento realmente está sendo entregue.

Para ajudar na escolha, Adria Plus Life, marca de biscoitos doces e salgados, cookies e bits de cereais integrais, convidou a nutricionista Jaqueline Mathias, da consultoria Equilibrium, para esclarecer mitos e verdades sobre alguns alimentos.

É verdade que farinha de trigo fortificada e farinha de trigo integral são a mesma coisa?

farinha de trigo.jpg
Mito. Os grãos integrais são formados por três elementos: o farelo, que contém fibras, vitaminas e minerais; o gérmen, que é fonte de gorduras, proteínas e vitaminas; e, finalmente, o endosperma, a camada intermediária do grão que fornece amido e proteínas. No grão refinado, somente o endosperma está presente.

Se o biscoito tiver em sua formulação farinha integral, por exemplo, está garantido que o produto é realmente integral?

biscoito integral
Mito. Para ser considerado integral, o cereal integral deve aparecer como primeiro ingrediente da lista no rótulo da embalagem e ser o único cereal a compor o produto. Por lei, a lista de ingredientes é feita em ordem decrescente. Assim, o primeiro ingrediente que aparece na lista é o que foi utilizado em maior quantidade na formulação do produto. Se o primeiro ingrediente do rótulo for farinha de trigo integral, aveia integral, ou flocos de arroz integral, o biscoito ou cookie e não conter outro tipo de grão refinado, indica que é realmente integral.

Fazer lanches entre as principais refeições com alimentos ricos em fibras ajuda a saciar a fome?

muesli fibras pixabay
Pixabay

Verdade. As fibras alimentares são definidas como uma classe de compostos vegetais que, quando consumidos, não são digeridos ou absorvidos pelo intestino. Assim, além de ajudar a manter a saciedade, as fibras ajudam no trânsito intestinal, são aliadas na redução do colesterol LDL (também conhecido como mau colesterol) e ainda ajudam a equilibrar os níveis de açúcar no sangue. Estudos também mostram que as fibras podem estimular o crescimento de bactérias boas no intestino, como as bifidobactérias e lactobacilos, contribuindo para o equilíbrio da flora e o bom funcionamento intestinal.

Dizer que o alimento é fonte de fibras é diferente de dizer que contém fibras?

adria cacau
Verdade. Qualquer alimento à base de cereais integrais contém algum teor de fibras. Mas, para ser considerado fonte de fibras e informar isso ao consumidor em sua embalagem, o alimento deve contar com pelo menos 2,5g por porção.

É verdade que algumas pessoas têm intolerância a cereais integrais?

mulher-deitada-dor
Mito. Não existe intolerância aos grãos integrais, mas sim pessoas com diagnóstico de doença celíaca, uma desordem no sistema autoimune, não devem consumir produtos com glúten, – uma proteína encontrada no trigo, centeio, cevada e malte –, sejam eles integrais ou refinados. A doença celíaca não tem cura e o único tratamento é manter uma alimentação sem glúten. Felizmente, porém, acomete uma parcela muito pequena da população. Para a maioria, que não tem doença celíaca, os cereais integrais podem fazer parte de uma alimentação equilibrada.

Fonte: Adria

Hoje é o Dia Mundial do Alzheimer: veja alguns mitos e verdades sobre a doença

A cada 3,2 segundos um novo caso de demência é detectado no mundo, é o que estima a Associação Internacional de Alzheimer (ADI). A doença, que acomete em grande parte idosos, é degenerativa, progressiva e irreversível e as causas da doença ainda não são totalmente conhecidas.

Neste Dia Mundial do Alzheimer, o neurologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Roger Taussig, aponta algumas dúvidas sobre o tema e esclarece o que é mito e o que é verdadeiro sobre a doença.

Alzheimer é a principal causa de demência no mundo

idoso alzheimer cuidadora pixabay
Verdade: a Doença de Alzheimer representa cerca de 50 a 75% dos casos de demência no mundo, de acordo com levantamento realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O Relatório de 2015 da Associação Internacional de Alzheimer (ADI) afirma que a previsão é que, até 2050, um novo caso da doença seja detectado a cada segundo no mundo.

Mulheres têm mais chances de desenvolver Alzheimer

alzheimer-ebook
Verdade: segundo levantamento da Associação Americana de Alzheimer (Alzheimer’s Association), ao atingir os 65 anos de idade, uma mulher tem a chance de 1 para 6 de desenvolver a doença até o final da vida. Nos homens o risco é de 1 para 11. O risco de uma mulher desenvolver Alzheimer depois dos 60 anos é duas vezes maior do que o de desenvolver câncer de mama, por exemplo. Apesar de não terem estudos suficientes que comprovem o motivo para a predisposição de mulheres desenvolverem a doença, uma das possibilidades mais plausíveis é que mulheres vivem mais que os homens e um dos principais fatores para aparecimento da Doença de Alzheimer é a idade.

Não é possível prevenir o Alzheimer

yoga-jeviniya- pixabay
Foto: Jeviniya-Pixabay

Mito: muitos estudos já comprovam que treinar a mente e manter hábitos saudáveis ao longo da vida podem prevenir o Alzheimer. Neste ano, a OMS anunciou algumas recomendações que incluem a prática de exercícios aeróbicos e a adoção da dieta mediterrânea, que consiste na ingestão de cereais integrais, azeite de oliva, vegetais, frutas e peixes, para a prevenção da doença. Para as pessoas que são portadoras de diabetes, colesterol alto, obesidade ou hipertensão arterial, o bom controle desses problemas também diminui o risco de desenvolver o Alzheimer e também a demência vascular. Alguns estudos indicam ainda que a prática de exercícios, como yoga e mindfulness, também pode auxiliar na prevenção da doença, e até mesmo amenizar os sintomas em quem já apresenta o quadro. Essas práticas já vêm sendo utilizadas nos Estados Unidos e em países da Europa e têm apresentado resultados satisfatórios.

O primeiro sintoma do Alzheimer é a perda de memória

cerebro alzheimer
Parcialmente verdade: na maioria dos casos de Alzheimer, o primeiro sintoma a se manifestar é a perda de memória. O paciente começa a esquecer acontecimentos recentes e pode se tornar repetitivo nas ações. Isso acontece porque os hipocampos, fundamentais para a memória, são as primeiras regiões do cérebro a terem o acúmulo da proteína tau. Entretanto, existem variantes de Alzheimer que não se iniciam pela memória. Na Atrofia Cortical Posterior, os primeiros sintomas são visuais. Na afasia logopênica, os primeiros sintomas relacionam-se à linguagem. Na variante disexecutiva, a dificuldade de organização e planejamento são as primeiras manifestações. É importante saber que, à medida que a doença avança, todas as áreas do cérebro ficam comprometidas. Desse modo, os sintomas cognitivos são múltiplos com o tempo. Além disso, também aparecem alterações comportamentais que podem diminuir a qualidade de vida do paciente.”É importante entender que o Alzheimer atinge, inicialmente, as memórias recentes. Somente nos estágios mais avançados é que as memórias do passado serão comprometidas. Conforme a doença progride, outros sintomas aparecem e a capacidade de funcionar independentemente é perdida”, afirma Taussig.

Alzheimer não tem cura

alzheimer cora
Verdade: apesar de ainda não existir uma cura para a doença, já existem tratamentos capazes de minimizar os efeitos do Alzheimer. Um importante fator para o sucesso na medicação é o diagnóstico precoce, que é realizado de forma clínica por um médico especialista.

Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Cinco mitos e verdades sobre bebidas funcionais

Bebidas funcionais podem ajudar a perder peso, mas não são “milagrosas”; especialista em obesidade Gladia Bernardi lista mitos e verdades sobre a eficácia e os cuidados com essas bebidas – como café “bulletproof”, “golden milk” e os sucos detox – que vêm se tornando populares entre os que querem enxugar a silhueta

Seja entre os mais jovens ou mais velhos, aumenta a cada dia o número de pessoas que procuram seguir um estilo de vida mais saudável. Por outro lado, tem crescido também a procura das pessoas por “fórmulas mágicas” para emagrecer, de preferência o mais rápido possível – e, com isso, as chamadas bebidas funcionais vêm ganhando cada vez mais adeptos.

A promessa é que essas bebidas acelerem o metabolismo e, dessa forma, ajudando a emagrecer. Assim, muitos têm apostado nos drinques funcionais como o “café à prova de balas” – ou “bulletproof coffee”, que é composto por café, manteiga e óleo de coco, e tem como objetivo principal manter a pessoa saciada logo pela manhã, reduzindo a fome e aumentando a queima de gordura.

Turmeric-Milk-latte-1024x683

Outra bebida que virou “queridinha” é o “golden milk” – mistura de leite vegetal, açafrão, e outras especiarias, além do sucos detox – que, apesar de existir em variadas versões, tem o mesmo objetivo – a eliminação de toxinas que sobrecarregam o organismo.

A especialista em obesidade Gladia Bernardi, autora do best-seller “Código Secreto do Emagrecimento”, explica que é necessário ter bastante cuidado, porque essas bebidas não dão resultado se todos os outros cuidados com sua saúde física e emocional forem deixados de lado.

“Eu vejo muitas pessoas recorrendo somente a esses meios de emagrecimento “rápido” – sejam as bebidas funcionais ou até mesmo as dietas restritivas. É preciso muita atenção porque, além da alimentação, a mente deve estar alinhada a esse propósito. Reprogramar o cérebro é o melhor caminho para o emagrecimento definitivo e sustentável”, defende a especialista.

Abaixo, Gladia lista alguns mitos e verdades sobre as bebidas funcionais:

Não é necessário se preocupar com a quantidade ingerida dessas bebidas

facebook bulletproof

Mito. Não é raro ver pessoas bebendo drinques funcionais o tempo todo, sem se preocuparem com o que isso pode causar. Mas quando algo é ingerido sem controle algum, o seu corpo acaba tornando-se imune àquilo, ou seja, depois de certo tempo, ele deixa de fazer efeito. Além disso, muitas bebidas funcionais têm um valor calórico alto, o que pode acabar prejudicando ainda mais a saúde de quem as toma se não forem ingeridas com um certo equilíbrio. “Nada que é feito em excesso é positivo, pois, como sempre digo, o que faz o veneno é a dose. Podemos usar alimentos ultraprocessados como um exemplo. Se você come muita ‘besteira’, sua saúde e sua mente irão dar sinais de que aquilo está te fazendo mal. Mesmo que o objetivo dessas bebidas funcionais seja positivo, o resultado será o mesmo. Por isso, deve-se controlar a dosagem das bebidas, e trabalhar o seu objetivo por meio da mente, que sempre será a maior aliada”, diz.

Bebidas funcionais têm mais benefícios do que apenas ajudar a emagrecer

Turmeric-Golden-Milk-Recipe-Image-1-9310
Verdade. Se as pessoas tiverem cuidado ao ingerir as bebidas funcionais, elas podem alcançar mais benefícios do que apenas emagrecer. Muitos desses drinques, como os sucos detox, são diuréticos, ajudando a eliminar o excesso de sódio do corpo. Além disso, existem outros pontos positivos – como aumento da energia, aceleração do metabolismo e melhoria da digestão. Mas, é claro, isso se não houver um consumo descontrolado da bebida”, alerta Gladia. Segundo a especialista, o “golden milk”, por exemplo, é composto por leite e especiarias e contem compostos digestivos, que funcionam como anti-inflamatórias e antioxidantes naturais. Além disso, também ajudam a controlar a ansiedade. “Apesar do cuidado necessário, as bebidas funcionais não são vilãs, elas têm benefícios. Mas é importante alinhar sempre seus objetivos e desejos, saber o seu próprio limite, e, trabalhar em conjunto tanto o corpo quanto a mente. Dessa forma, os resultados se tornam muito mais fáceis de serem alcançados”, defende Gladia.

Quem ingere bebidas funcionais não precisa se preocupar com a alimentação

cafe
Mito. Apesar dos drinques funcionais serem aliados no emagrecimento, não há como trabalharem sozinhos. Por isso, é necessário que a alimentação não seja deixada de lado. Uma alimentação saudável e regrada é sempre essencial para que o resultado positivo chegue. Principalmente em casos mais difíceis, quando a pessoa é acostumada a comer besteiras e quer adotar um cardápio mais saudável. “Sabemos que, às vezes, é difícil controlar aquela vontade de comer um doce, quando não estamos acostumadas com isso, mesmo depois de um dia estressante. Mas se a pessoa quer alcançar um objetivo, é preciso que trabalhe a mente junto com o corpo, para que comece a entender o que o corpo de fato precisa. Visualizar diariamente o resultado que quer alcançar é uma das formas para ganhar força e passar pela fase inicial, que é a mais difícil, e alcançar o resultado”, explica Gladia.

As bebidas funcionais são saudáveis

kombucha
Verdade. Elas são saudáveis, mas é preciso estar atento. Apesar de serem usadas tendo o emagrecimento como principal objetivo e ainda contarem com outros benefícios, como já falado acima, não vale de nada apostar todas as fichas nesse método, se os outros cuidados com sua saúde forem negligenciados. Por exemplo: se a pessoa quer tomar as bebidas funcionais para emagrecer, tudo bem. Mas não adianta fazer isso se, no mesmo dia, ela for para uma pizzaria com seus amigos, comer vários pedaços de pizza, tomar chope, e depois em casa tomar um copo de suco detox, achando que ele irá “anular” tudo aquilo que ingeriu. “As pessoas acreditam que podem comer o que quiserem, pois só tomar o suco irá fazer com que as calorias ingeridas desapareçam. Mas não é assim que funciona, e é por isso que o uso da mente é essencial nesse processo. Se a pessoa estiver mais consciente, não terá vontade de comer 5 pedaços de pizza e 4 chopes, por exemplo. Ela ficará saciada e satisfeita com 2 fatias de pizza e 1 chope, ou seja, ela terá reeducado o corpo e a mente para comer e beber menos, como um hábito”, diz.

Vou tomar essas bebidas e emagrecer definitivamente?

Woman Drinking Fruit and Protein Shake
Foto: Michael A. Keller/Corbis

Mito. É impossível ter a certeza de que algo é para sempre, principalmente quando falamos do nosso corpo. O emagrecimento é algo que precisa ser trabalhado com muita força de vontade, principalmente quando falamos de pessoas que têm problemas com a comida, como compulsões alimentares. É necessário manter firme a ideia de que, se você quer emagrecer, essa é uma decisão diária – e as bebidas funcionais não têm efeito a longo prazo se não forem ingeridas da forma correta. Essa mudança é árdua para quem não tem o costume de seguir uma alimentação saudável e regrada, mas não quer dizer que seja impossível. O importante é que você tenha na sua mente que consegue fazer isso, e não se esqueça dos benefícios que isso trará para a sua saúde – tanto física quanto mental. Se o intuito é emagrecer e manter, a alimentação saudável precisa virar rotina, parte da sua vida. “Amadurecer a mente, os sentimentos, pode tornar mais fácil o processo de reeducação alimentar. Dessa forma, o trajeto até o objetivo principal pode ser feito de forma mais leve e menos sofrida e, o maior importante, sem prejudicar a saúde”, finaliza.

Fonte: Gladia Bernardi é autora do best-seller “Código Secreto do Emagrecimento” (Ed. Gente), nutricionista funcional, especialista em obesidade e em emagrecimento consciente. Há 18 anos pesquisa e trabalha em busca da solução para a obesidade, e após mais de 35 cursos em nutrição, medicina integrativa, física quântica, neurociência e programação neurolinguística, criou seu próprio método, o Emagrecimento Consciente. Idealizadora do programa online de emagrecimento Casa da Mente Magra, que dura 10 semanas e oferece todo o suporte para quem quer perder peso.

Os perigos escondidos por detrás dos mitos da vacinação

É preciso receber a dose bloqueio da vacina do sarampo? As reações das vacinas podem ser graves? Adultos devem ser vacinados? A vacina da gripe causa a doença. Ana Paula Moschione Castro, doutora em pediatria, especialista em alergia e imunologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e diretora da Clínica Croce, tira as dúvidas que existem em torno das vacinas.

1 – Vacinas causam autismo.

criança brinquedo autismo pixabay
Pixabay

Mito. E bem perigoso. Estudos científicos sérios foram realizados e não mostraram essa relação do espectro do transtorno autista e vacinas. Essa fake news pode gerar uma onda antivacinas perigosa, que traz consequências muito ruins, como é o caso da epidemia de sarampo que estamos acompanhando no momento.

2 – Somente as crianças devem ser vacinadas.

vacina

Mito. Adultos também devem se vacinar. É muito importante a vacinação contra o tétano, a febre amarela. E hoje ainda temos à disposição para os adultos vacinas contra o herpes zoster, hepatite A e B, ou seja, uma série de imunizações à disposição que devem ser tomadas pelos adultos. Tenha a sua carteirinha de vacinação em dia, pois isso pode garantir saúde e, consequentemente, qualidade de vida.

3 – Vacinas podem ter contraindicações.

vacina gripe milton michida gov sp
Foto: Milton Michida / Governo do Estado de S. Paulo

Verdade. Aqui vale o conceito de vacinar, para estimular o sistema imunológico a criar uma resposta de defesa contra um agente nocivo. Existem dois grupos para contraindicação: aqueles pacientes que não podem receber microrganismos vivos, que são as vacinas atenuadas (febre amarela, herpes zoster, sarampo e rubéola) estão contraindicadas. O outro grupo é o de pacientes que apresentaram reações alérgicas graves contra a vacina. Essas reações alérgicas sempre precisam ser discutidas com o médico.

4 – Sempre que me vacino contra a gripe fico gripada.

gripe mulher

Mito. A vacina contra a gripe não causa a gripe, pois é uma vacina inativada e indicada para proteger somente contra um tipo de gripe, que é a influenza. Na época do inverno existem outros vírus, como o rinovírus, que levam a quadros parecidos com gripes, mas não são. A vacina contra a gripe é segura, com uma cobertura ampla e não causa gripe.

5 – Quem está com febre não pode se vacinar.

mulher gripe doente cama

Verdade. Em parte! Ainda que a febre não seja uma contraindicação à vacina, podemos ter dois desdobramentos quando se vacina uma criança com febre: não sabemos se o pico de febre está relacionado à vacina ou ao à infecção, e nós, médicos esperamos nos quadros altos de febre, com duração de três a quatro dias, que a febre passe. Causas não conhecidas de febre também pode ser uma contraindicação. Melhor aguardar a criança melhorar.

6 – Alérgicos não devem se vacinar.

anafilaxia alergia

Mito. E grande! Pacientes alérgicos se beneficiam de vacinas contra a gripe, contra pneumococo. Precisa tomar cuidado com algum componente que está presente na vacina que desencadeia a reação alérgica, como o ovo, por exemplo. Ou se o paciente teve uma reação alérgica grave específica à aquela vacina. Mesmo para pacientes com alergia à proteína do ovo, as vacinas contra a gripe e sarampo são liberadas. Não generalize que alérgicos não devem se vacinar, pois é o contrário, há grandes benefícios.

7 – Vacina é perigoso para idoso.

vacina-portal-brasil
Foto: Portal Brasil

Mito. Muitos estudos já comprovam que vacinar idosos contra a gripe e pneumonia melhora demais a qualidade de vida desses pacientes e reduz a mortalidade. Vacinar-se contra o tétano é fundamental, a vacina de herpes zoster também é muito importante, já que minimiza uma grande complicação que é a neurite herpética, ou seja, o paciente que deseja longevidade precisa ter a carteira de vacinação em dia.

8 – Toda vacina dá reação.

medico-consulta

Mito. As vacinas são extremamente seguras. As reações mais comuns acontecem em até 10% dos vacinados, com dor local e febre, que passa em um, dois dias. A maioria não apresenta reação. Mas sempre é aconselhável tirar suas dúvidas com o seu médico.

9 – Já me vacinei contra o sarampo e não preciso mais tomar nova dose.

Prazo estendido para vacinação de Sarampo.
Foto: GESP

Mito. Infelizmente, estamos vivendo uma epidemia de sarampo. Um aumento gigantesco no número de casos. Ainda que você tenha recebido as duas doses da vacina contra o sarampo depois de um ano de idade, é necessário receber uma terceira dose caso haja alguém com a doença no seu trabalho, condomínio, escola, ou seja, perto do seu convívio. É a chamada dose de bloqueio. O sarampo é uma doença grave, pode matar e a vacina é a única forma de prevenção. Somente pacientes em tratamento de quimioterapia ou com algum comprometimento da imunidade estão contraindicados a receber a vacina do sarampo. A vacina contra o sarampo é extremamente segura.

Fonte: Clínica Croce

Mitos e verdades sobre refluxo gastroesofágico

Doença tem tratamento e deve ser acompanhada por um especialista

Mais de 50% da população brasileira diz sofrer com algum desconforto relacionado ao estômago, como azia, queimação e refluxo. O dado foi levantado pela Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) e mostra que os sintomas são bem mais comuns do que se imagina. Porém, vale o alerta: o desconforto causado pela doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) pode ser facilmente confundido com má digestão, por isso a avaliação de um especialista e tratamento adequado são tão importantes.

O tratamento para a DRGE é focado na adoção de um estilo de vida mais saudável, com hábitos alimentares adequados, além de medicações para o controle da secreção de ácido produzido pelo estômago. “Entre as medidas comportamentais estão perda de peso, dieta com restrição de alguns alimentos – como álcool, café, chocolates, sucos cítricos – e alimentar-se com porções menores de alimentos, várias vezes ao dia”, explica a médica Adriana Agnelli, cirurgiã do aparelho digestivo.

De acordo com a especialista, quando há algum tipo de complicação ocasionada pelo refluxo gastroesofágico pode ocorrer a indicação de tratamento cirúrgico. “A cirurgia é realizada por videolaparoscopia e consiste na confecção de uma válvula antirrefluxo ao redor da transição esofagogástrica. Neste momento é corrigida a hérnia de hiato, se houver, e feita uma diminuição do hiato esofágico através de uma aproximação dos músculos do pilar diafragmático, chamada crurorrafia.”

A doença, bastante comum na população, em especial em idosos e obesos, ainda gera muitas dúvidas e, por isso, a médica listou alguns mitos e verdades sobre ela:

Os únicos sintomas são azia, queimação e regurgitação?

nausea enjoo azia mulher doente md-health
Foto: MD-Health

Mito. Podem ocorrer outros sintomas como a tosse, asma, rouquidão, mau hálito e pigarro.

Gordura na região abdominal pode ocasionar o refluxo?

shutterstock_barriga gordura
Shutterstock

Verdade. A obesidade e gordura localizada no abdome provoca aumento da pressão dentro do estômago, facilitando a ocorrência de refluxo.

Café, álcool e chocolates podem aumentar o refluxo?

café

Verdade. São alimentos que podem afrouxar o esfíncter inferior do esôfago, um músculo presente na transição do esôfago para o estômago.

Pães, embutidos e outros carboidratos também aumentam os sintomas de refluxo?

Tabua de queijos e embutidos Ovo e Uva com vinho branco (Foto Marco Pinto)

Verdade. Estes alimentos estimulam uma maior produção de ácido pelo estômago e também não são recomendados.

O refluxo está relacionado com alguma doença do coração?

homem infarto dor peito geralt pixabay

Mito. Não há nenhuma relação mas doenças do coração e refluxo podem provocar dores semelhantes, na região retroesternal, no meio do tórax, e por isso estas doenças podem ser confundidas. Deste modo, com frequência é necessário realização de exames para diferenciar estas duas doenças.

Enquanto estiver dormindo jamais terei qualquer sintoma de refluxo.

depositphotos mulher cama dor doente
Depositphotos

Mito. Na maioria das pessoas o refluxo piora em posição supina (deitado com o rosto para cima), e pode haver refluxo durante o sono, principalmente quando a pessoa faz uma refeição copiosa antes de se deitar.

Dizer que tem hérnia de hiato é o mesmo que dizer que tem refluxo?

mulher dor sii

Mito. A hérnia de hiato é uma alteração anatômica que facilita a ocorrência de refluxo. Com muita frequência pessoas com refluxo apresentam hérnia de hiato mas nem todas as pessoas com hérnia de hiato apresentam refluxo.