Arquivo da categoria: Mulheres

Mês da Mulher tem lançamento do primeiro aplicativo de segurança pessoal

UrSafe possui função de ativação por reconhecimento de voz, geolocalização sincronizada com serviços de emergência (como o 190) e a possibilidade de compartilhar sua localização em tempo real com familiares e amigos

Pensando no mês em que se comemora o Dia da Mulher, tecnologia busca promover inovações que ajudem a garantir a segurança das mulheres em casos de assédio nas ruas, violência doméstica, abuso no transporte, violência laboral, assaltos, entre outras situações de risco.

Esse foi um dos pilares para a criação do UrSafe, o primeiro aplicativo com ativação viva-voz por reconhecimento de voz e totalmente sincronizado com os serviços de emergência (como o 190). Os recursos avançados deste aplicativo ajudarão os usuários a se protegerem e evitarem situações de risco, desde o uso de aplicativos de namoro às cegas ou aplicativos de mobilidade compartilhada, até emergências relacionadas a eventos climáticos ou invasões domésticas.

De acordo com Anthony Oyogoa, CEO e cofundador da UrSafe, a tecnologia revolucionou o mundo em que vivemos. “Existem aplicativos móveis para quase tudo. No entanto, o campo da segurança pessoal quase não teve progresso nos últimos anos, apesar do grande número de ameaças que as pessoas enfrentam todos os dias. Por isso, criamos o UrSafe, para responder às necessidades atuais de segurança de cada pessoa, independentemente de quem elas sejam, do que fazem ou de onde moram. Para que eles possam viver uma vida plena, sem medo”, disse ele.

ursafe1

Ameaças à segurança pessoal são um problema global; no entanto, as mulheres e as crianças parecem ser o grupo mais desprotegido. Em todo o mundo, estima-se que aproximadamente nove em cada dez mulheres estejam em risco e uma em cada três tenha sofrido violência física ou sexual.

Além disso, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, a violência baseada em gênero cobra mais vítimas no mundo do que qualquer outra ameaça ao bem-estar das mulheres. Por outro lado, cerca de 80% dos casos de violações nem sequer são denunciados às autoridades, devido ao medo de piores represálias ou simplesmente devido à ideia de que a equipe judiciária não fará ou não poderá fazer nada a respeito.

Um levantamento do Datafolha* mostra que 16 milhões de mulheres acima de 16 anos sofreram algum tipo de violência. O número de agredidas fisicamente alcançou quase cinco milhões de mulheres, uma média de 536 mulheres por hora em 2018. A pesquisa mostra que 76% das mulheres vítimas de violência contam que conheciam o agressor.

Essa tecnologia, que pode ser encontrada no mercado pela primeira vez, foi desenvolvida por uma equipe de especialistas nas áreas de saúde, segurança pessoal, forças armadas e política; para oferecer uma solução única e confiável para os problemas reais de segurança do mundo de hoje.

Você está em perigo? UrSafe é o aplicativo móvel que pode ajudá-la

Ursafe-Women

Saber que existe uma tecnologia de segurança não apenas fará com que os agressores pensem duas vezes antes de cometer um ataque, mas também permitirá que a família e os amigos saibam constantemente a localização precisa de seus entes queridos.

Entre os recursos diferenciais deste aplicativo estão:

ursafe 2

=Uma tecnologia inteligente que permite aos usuários configurar palavras-chave diferentes para diferentes gravidades de ameaças. De um leve desconforto a uma emergência.
=Reconhecimento de voz e mãos livres. Uma ferramenta que permite aos usuários solicitar ajuda urgente em casos de emergência em que não podem usar as mãos ou não se sentem confortáveis ao usar o telefone.
=Conexão direta com serviços de emergência (como o 190) em mais de 240 países e territórios com geolocalização integrada em tempo real, sem a necessidade de usar dados móveis.
=A capacidade de compartilhar sua localização com amigos e familiares designados, permitindo que seus entes queridos saibam exatamente onde você está o tempo todo.
=Uma ferramenta que permite que a família, amigos e entes queridos sejam informados de uma possível situação de emergência com áudio e vídeo ao vivo.

celular carro pixabay
Pixabay

O aplicativo já está disponível para download no iPhone na Apple App Store e Android no Google Play.

*encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública

Informações: UrSafe

Confira nutrientes e componentes ativos importantes para a saúde feminina

Nutricionista dá dicas de suplementos que auxiliam no dia a dia

Que o organismo feminino é único, isto todo mundo já sabe. A cada mês, as mulheres atravessam um ciclo hormonal que altera sua fisiologia e provoca sintomas específicos em seu corpo. Além disso, algumas disfunções tendem a acometer mais mulheres que homens, fato este que impulsiona a busca por cuidados especializados para com a saúde feminina.

Além da terapia com medicamentos, profissionais da saúde têm recorrido, cada vez mais, aos nutracêuticos e superfoods como terapias adjuvantes para minimizar sintomas e melhorar a qualidade de vida das pacientes. Pensando nisso, Thaiza Nunes, nutricionista gerente do Meeting Brasileiro de Nutrição Estética, listou algumas queixas femininas específicas e como a ciência por trás destes alimentos/suplementos pode ajudar a incrementar sua prescrição.

1. Coenzima Q10 e ação antirrugas

mulher-espelho-rosto-rugas

Presente naturalmente nos alimentos, a coenzima Q10 (CoQ10) é um componente essencial para a geração de energia nas mitocôndrias. Muitos estudos apontam para benefícios cardiovasculares e neurodegenerativos obtidos a partir de sua suplementação. Apesar do organismo sintetizar coenzima Q10, à medida que envelhecemos, a produção em partes do corpo como a pele, tende a cair substancialmente.

Diversos produtos cosméticos contêm CoQ10 em sua composição, em razão desta ajudar a proteger a pele contra espécies reativas de oxigênio (ROS) e sinais do envelhecimento. Como suplemento nutricional, a CoQ10 também pode prevenir o envelhecimento e exercer ação antirrugas.

2. Cranberry e infecção urinária

cranberry

Caracterizada pela presença de sinais e sintomas bastante característicos, além da presença de bactérias na urina, a infecção urinária (UTI) é mais comum em mulheres, embora a maioria dos casos não apresentam grandes complicações. Entre os fatores que predispõem as mulheres a esse tipo de infecção, pode-se citar: a maior proximidade da uretra em relação à vagina e ao ânus, locais de ampla proliferação bacteriana; e o fato das mulheres passarem longos períodos forçados sem urinar.

Normalmente, a forma de tratamento da UTI é a antibioticoterapia. No entanto, mulheres que tendem a infecções urinárias de repetição, correm o risco de desenvolver resistência bacteriana. Dessa forma, métodos preventivos, sem o uso de medicamentos, são extremamente interessantes para tratar essas pacientes. Assim, a ingestão de suco de cranberry e de nutracêuticos à base do fruto têm sido usados para prevenir UTI, uma vez que seus polifenólicos e procianidinas são capazes de inibir a adesão de bactérias patogênicas.

3. Levedo de cerveja e queixas menstruais

levedura cerveja thefreshtoast

Sem dúvidas, uma das queixas mais comuns das mulheres envolve a tensão pré-menstrual (TPM) e seus sintomas característicos. Além de dificultar a vida diária, a TPM provoca sintomas físicos que são um verdadeiro pesadelo para muitas mulheres. Dores mamárias (mastalgia) e no corpo, cólicas, cefaleia e alterações no humor e no apetite são algumas das reclamações mais recorrentes.

A literatura aponta que a deficiência de nutrientes como vitamina B6 (ou piridoxina), cálcio, magnésio, triptofano, vitamina D, zinco e ômega-3 podem agravar os sintomas da TPM. Um dos alimentos que o nutricionista pode incluir no cardápio das pacientes que sofrem com a TPM é o levedo de cerveja, rico em vitamina B6. Através da ação do composto ativo da piridoxina – o piridoxal fosfato -, a vitamina atua na biossíntese de neurotransmissores como a serotonina, relacionada ao prazer e bem-estar, atenuando os sintomas e melhorando o humor.

Doença Renal Crônica atinge mais de 195 milhões de mulheres no mundo

Mais de 600 mil mulheres morrem por ano no mundo por complicações da DRC

Ontem, 8 de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher. A data que destaca a importância da mulher na sociedade e luta pelos direitos, também é um momento importante para se preocupar com a saúde delas. Segundo dados da Organização World Kidney Day, a Doença Renal Crônica (DRC) atinge mais de 195 milhões de mulheres ao redor do mundo e é a oitava principal causa de morte, causando 600 mil por ano.

rins-healthtap

Obesidade, pressão alta, lúpus eritematoso sistêmico, doença inflamatória autoimune, pielonefrite e infecção urinária estão entre as principais causas da DRC em mulheres. Complicações relacionadas à gravidez também aumentam o risco da doença e as principais causas de lesão renal aguda (IRA) são pré-eclâmpsia, aborto e hemorragia pós-parto. Mulheres com DRC podem engravidar, porém é preciso acompanhar a gestação, uma vez que, aumenta a probabilidade de apresentar altas taxas de transtornos hipertensivos e ocasionar partos prematuros.

“A Doença Renal é mais comum nas mulheres, mas a cronificação acontece mais em homens, que é a perda total da função renal. Elas também cuidam mais da saúde, vão mais ao médico e realizam, frequentemente, exames preventivos. Já a maioria dos homens só recorre ao médico quando a doença já se instalou, que é quando aparecem os sintomas”, afirma Anelise Marcolin, diretora executiva da Fundação Pró-Renal.

Na fila do transplante de rim, paciente da Pró-Renal revela superação e perda de cabelos

Na Pró-Renal, 45% dos pacientes são mulheres que estão em tratamento de diálise e na fila de espera do transplante aguardando um rim. Uma delas é a fisioterapeuta Michele Buffara, de 49 anos. Separada e com um filho de 25 anos, há mais de dez anos ela descobriu que tem rins policísticos e convive com a doença. Em 2012, realizou um transplante de rim na cidade de Joinville (SC), porém, sem sucesso.

Durante sete meses, Michele lutou contra a rejeição do órgão, porém uma infecção fez com que ela tivesse que retornar à fila de espera do órgão. “Tentaram todos os tipos de remédios para segurar. Mas não deu. No fim, perdi também meu cabelo. No início mexeu um pouco comigo, mulher tem vaidade, mas dei graças a Deus que estava em casa e viva”, afirma.

Durante o período que ficou sem os cabelos, Michele conta que ajudou pessoas com câncer, oferecendo lenços para pessoas em tratamento. Ela também descreve que desde que descobriu a doença mudou a sua alimentação, diminuindo o sal e alguns alimentos com sódio alto.

“Continuo fazendo academia, trabalhando, caminhando, saindo com amigos e faço as tarefas de casa. Se você está triste, coloque sua melhor roupa porque todo dia é especial. Viva o presente! E desfrute das coisas boas da vida. Abrace mais e viva com a alma”, afirma a paciente, que no momento está na fila de espera por transplante de rim e realiza hemodiálise três vezes por semana.

Campanha na Boca Maldita orienta sobre saúde renal

Na próxima quinta-feira, dia 12 de março, é celebrado o Dia Mundial do Rim. A Fundação Pró-Renal vai realizar uma campanha com exames preventivos gratuitos e orientações de saúde com nutricionistas, médicos, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros. A campanha, que conta com a parceria do SESC/PR, acontece na Boca Maldita, em Curitiba (PR), e o atendimento será das 10 horas às 16 horas.

Getty rim rins humanos
Getty Images

Idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) em conjunto com a Federação Internacional de Fundações do Rim (IFKF), este ano a campanha está focada na importância das intervenções preventivas para se evitar o início e a progressão da Doença Renal. O tema principal “Como está a sua creatinina?” tem como objetivo de alertar a população sobre a importância de fazer exames preventivos para saber sobre a saúde renal.

Fonte: Pró-Renal

Canção das mulheres

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco – em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ”Olha que estou tendo muita paciência com você!”

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa – uma mulher.

mulher e borboletas

Lya Luft

Le Settimane Gastronomiche: “As mulheres na gastronomia” no Eataly

Até 13 de março, o espaço oferece uma programação especial nos restaurantes e workshops gratuitos com chefs convidadas

Durante as duas primeiras semanas de março, o Eataly comemora Le Settimane Gastronomiche, com o tema “As mulheres na gastronomia”. Cinco mulheres que trabalham nas cozinhas do maior complexo gastronômico italiano da cidade criaram pratos que serão vendidos nos restaurantes por R$ 28 e ensinados em workshops gratuitos para os clientes.

Para completar a programação, o Eataly recebe grandes nomes femininos da gastronomia nacional, que também preparam receitas exclusivas para a semana temática: Tássia Magalhães do Fabbrica, Telma Shiraishi do Aizome, Ana Soares do Mesa III, Mariana Fonseca do Grupo Myk e Giovanna Perrone, vencedora do programa televisivo Top Chef, e ensinam como fazer cada um deles nos workshops gratuitos do final de semana.

No final de semana (7 e 8 de março), pratos das 5 chefs convidadas serão servidos nos restaurantes também no almoço e jantar durante dois dias e as chefs também farão workshops gratuitos para os quer querem aprender a receita e modo de preparo do prato.

Ao longo de todos os dias, o espaço conta com diversas ações promocionais nas lojas, preço especial nas taças de vinho durante almoço e jantar (R$15), além dos pratos por R$28 e 20 workshops gratuitos para aproveitar a semana e o fim de semana dos dias 07 e 08 de março, aprendendo o passo a passo de cada uma das receitas.

Programação Le Settimane Gastronomiche “As mulheres na gastronomia” (7 a 13/03)

Datas: 7 a 8/03
Trattoria Itália – convidada Mariana Fonseca – almoço e jantar: Parppardelle con ragú di salsiccia (massa tipo papardele com molho de linguiça e tomate);
Brace Bar & Griglia – convidada Tássia Magalhães – almoço e jantar: Risotto di asparagi, uovo perfetto e acciughe (arroz Carnaroli cozido no caldo de aspargos com lascas de aspargos, anchovas frescas e ovo mollet);

farfalle__carbonara_limone__botarga_ana_soares_mesa_iii_lucas_terribili
La Pasta – convidada Ana Soares – almoço e jantar: Farfalle alla Carbonara e bottarga;

lula_recheada__9_
Mare Pesce Vino – convidada Telma Shiraishi – almoço e jantar: Lulas com cogumelos e pimenta sasho (túbulos de lula grelhada recheada com cogumelos shitake e shimeji com hananirá);
Bistecca – convidada Giovanna Perrone – almoço e jantar: Arroz de pato (miniarroz de pato na brasa, avelã, laranja e mix de ervas tostadas)

Datas: 9 a 13/03
9 – Bistecca (Beatrice Miranda) – almoço e jantar: Polenta con ragú (polenta cremosa com rabada desfiada cozida lentamente e servida em seu próprio molho);
10 – Mare Pesce Vino (Camilla Gaspari) – almoço e jantar: Insalata di calamari, mela verde e mandarino (salada fresca de lula, erva doce, maçã verde e tangerina. servida com focaccia);
11 – La Pasta (Luana Castro) – almoço e jantar: Fregola e Cozze (massa seca típica da Sardenha com mexilhões e limão);
12 – Brace Bar & Griglia (Vanessa Zenke) – almoço e jantar: Risotto di zucca con gorgonzola e salvia (risoto com purê de abóbora, queijo gorgonzola dolce e sálvia frita);
13 – Trattoria Italia (Natalia Usberti) – almoço e jantar: Risotto alle cipolle con provolone (risoto com cebola caramelizada e pedaços de provolone).

Workshops gratuitos (sem inscrição e por ordem de chegada)
*no primeiro andar em frente à scuola

7.3 às 12h – Tássia Magalhães
7.3 às 14h – Juliana Cavalheiro da Padaria Feito a pão – na padaria
7.3 às 15h – Telma Shiraishi
7.3 às 17h – Luisa Abram – Chocolates Luisa Abram
7.3 às 19h – Ana Soares
8.3 às 12h – Giovanna Perrone
8.3 às 14h – Monica Maia da Tartuferia San Paolo
8.3 às 15h – Fernanda Valdivia – Padeira da Deli Garage – na padaria
8.3 às 16h – Gislaine Gallette da Gallette Chocolates
8.3 às 18h – Mariana Fonseca
9.3 às 19h – Beatrice Miranda
10.03 às 19h – Camilla Gaspari
11.03 às 19h – Luana Castro
12.03 às 19h – Vanessa Zenke
13.03 às 19h – Natalia Usberti

Vinhos por R$ 15,00 em todos os restaurantes, no almoço e jantar durante Le Settimane Gastronomiche. Os rótulos são: Chiari Rosso, Sangiovese Chiari Inzolia, Pinot Grigio Chiari Rose e Sangiovese.

Eataly: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1.489, São Paulo – SP

 

Dia Internacional da Mulher: prepare uma receita especial para ela

Aproveite a data e surpreenda aquela mulher importante da sua vida com uma refeição diferenciada

Domingo, 8 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher, data que marca as lutas e conquistas da classe feminina ao longo dos anos. Sacciali, marca de alimentos gourmet inspirados na culinária italiana, convida os amantes da boa gastronomia a prepararem um almoço ou jantar especial para homenagear aquela mulher importante da sua vida.

Confira as receitas que a Sacciali separou:

Abóbora Assada com Azeite Premium Sacciali

abobora assada

Ingredientes
½ abóbora japonesa
2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
2 colheres de Azeite Premium Sacciali
Sal e pimenta do reino

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 200ºC. Com uma escova para legumes, lave bem a casca da abóbora sob água correte, raspe e descarte as sementes. Corte a fruta em fatias grossas, formando uma meia lua. Numa tigela grande, misture o mel com o vinagre balsâmico e o Azeite Premium Sacciali. Junte a abóbora e misture bem com as mãos para envolver todas as fatias com o tempero. Disponha as fatias numa assadeira grande, uma do lado da outra e tempere com o sal e a pimenta do reino. Leve ao forno por cerca de 25 minutos, até ficarem caramelizadas e macias. Na metade do tempo, vire os pedaços da abóbora para caramelizar por igual. Está pronta.

Omelete de Palmito Sacciali na frigideira

omelete palmito

Ingredientes
5 ovos
2 toletes de Palmito de Açaí Sacciali
1 batata grande
1 tomate
½ cebola
1 dente de alho
½ xícara de chá de leite de coco
1 colher de chá de farinha de trigo
2 colheres de sopa de azeite
4 ramos de coentro
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 180º, temperatura média. Enquanto isso, descasque e corte a batata em cubos pequenos, transfira para uma panela pequena, cubra com água e leve ao fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos. Escorra a água e transfira a batata para uma tigela. Reserve. Corte os toletes de Palmito de Açaí Sacciali em quatro e fatie cada um em pedaços pequenos. Descasque e pique a cebola e o alho. Corte o tomate ao meio, descarte as sementes e corte cada metade em pequenos cubos. Lave, seque e pique as folhas de coentro. Leve uma frigideira média de borda alta que possa ir ano forno ao fogo médio. Quando aquecer, regue com o Azeite Premium Sacciali, adicione a cebola, tempere com uma pitada de sal e refogue até murchar. Junte o Palmito de Açaí Sacciali, a batata e mexa por mais três minutos. Acrescente o tomate, o alho e tempere com o sal e refogue por mais dois minutos. Por último, misture o coentro. Regue o refogado com o leite de coco, salpique com a farinha e misture bem. Desligue o fogo. Em uma tigela, quebre os ovos e bata com um garfo, apenas para misturar as claras com as gemas. Junte o refogado ao Palmito de Açaí Sacciali, cerca de 1/3 dos ovos batidos e misture. Acrescente o restante dos ovos batidos, sem mexer, e leve ao forno para assar por 20 minutos. Sirva a seguir!

Dica: a sugestão é saborear o prato com salada de brotos ou molho de alcaparras.

Torta Cremosa de Geleia de Morango Sacciali

torta geleia

Ingredientes
2 xícaras de chá de farinha de trigo
2 colheres de sopa de açúcar
1 xícara de chá de manteiga
2 ovos
6 colheres de sopa de água
1 gema para pincelar

Ingredientes recheio
1 lata de leite condensado
1 xícara de chá de leite
1 gema peneirada
1 colher de sopa de amido de milho
1 Geleia de Morango Sacciali
Suco de ½ limão

Modo de preparo
Misture a Geleia de Morango Sacciali com o suco em uma panela e leve ao fogo baixo. Quando ferver, deixe cozinhar por 10 minutos. Deixe esfriar. Para o recheio, misture os ingredientes em uma panela e mexa até engrossar em fogo baixo. Deixei esfriar;
Para a massa, em uma tigela, misture a farinha, o açúcar, a manteiga e os ovos até formar uma farofa. Junte a água aos poucos e vá misturando até formar uma massa homogênea, que desgrude das mãos. Se for necessário, acrescente mais água. Embrulhe a massa em um filme plástico e leve à geladeira por 30 minutos. Reserve 1/3 da massa e abra o restante com o rolo e forre uma forma de aro removível. Espalhe o recheio frio e acrescente por cima a Geleia de Morango Sacciali. Abra o restante da massa e corte em tiras. Cubra a torta trançando as tiras e pincele com a gema batida. Leve a torta ao forno médio de 180ºC, preaquecido, e deixe assar por 20 minutos ou até dourar. Quando estiver pronta, aguarde alguns instantes para desinformar e está pronta.

Fonte: Sacciali

Startup oferece linha de crédito para incentivar empreendedorismo feminino no país

Além de crédito, mulheres apoiadas pela startup poderão fazer parte do programa de parceiros de cartão multi benefícios

O cartão Descompplica acaba de lançar mais uma modalidade, o Descompplica Transforma, programa de liberação de crédito para incentivar o empreendedorismo feminino no Brasil. Segundo a startup, 43% dos negócios do país são conduzidos por mulheres e a ideia é aumentar ainda mais esse número por meio do programa, já que mais da metade dos parceiros comerciais da startup também são mulheres.

“Nosso objetivo é encorajar, motivar, capacitar e empoderar mulheres a criarem seus negócios no Brasil. Hoje mais de 70% dos nossos parceiros comerciais são mulheres e queremos dar total apoio a elas, mostrando que é possível conciliar vida pessoal, profissional e ainda movimentar a economia”, explica Raissa Urbano, fundadora e CEO da Descompplica.

Uma das frentes do projeto é fornecer linha de crédito para mulheres que desejam criar o próprio negócio, além disso, cada mulher apoiada poderá fazer parte da rede de parceiros do cartão, ou seja, algo que facilitará na prospecção de clientes e divulgação do negócio/serviço escolhido por ela.

mulher trabalho empreendedora nasirkhan-morguefile

A taxa de juros do microcrédito é de 8% ao ano e 24 meses de carência. A ideia é realizar parcerias com órgãos que possam baratear ainda mais as taxas do empréstimo.

“Estamos realizando parcerias com órgãos internacionais para facilitar o microcrédito e baratear ainda mais a taxa de juros. Nossas mulheres empreendedoras também farão parte da rede de parceiros do cartão, onde o usuário poderá procurá-la para utilizar nossos serviços e ela ainda será comissionada por isso”, explica Raissa.

Empreendedorismo feminino no cartão Descompplica: uma história de sucesso

Raissa é advogada e trabalhou durante muito tempo no ramo de incorporação imobiliária. Não se sentia completa na área e via que precisava explorar mais sua vontade em ajudar outras pessoas. Foi então que criou a Descompplica, uma fintech/startup focada na classe C.

Foram investidos cerca de R$ 10 milhões de reais na criação da startup, onde seu produto principal é um cartão multibenefícios que além de ser conta digital e cartão de crédito, também integra outros serviços para uso em mais de 30 mil estabelecimentos conveniados, sendo supermercados, farmácias, academias, escolas, hospitais e entre outros

“Nosso objetivo é facilitar qualquer tipo de serviço utilizado pelo cidadão brasileiro, principalmente o da classe C, que ainda não possuem familiaridade com o digital, eles até usam um serviço outro, mas são carentes de auxílio. Esse será um produto digital com atendimento presencial focado em descomplicar a vida das pessoas, ou seja, um canal de integração de serviços que permitirá experiência digital e física ao mesmo tempo”, conta Raissa.

empreendedorismo moda mulher trabalho

Hoje, a Descompplica já possui mais de 13 mil usuários cadastrados, mais de 40 mil estabelecimentos parceiros parceiros em Brasília, Minas Gerais, Goiás, Sergipe, Pernambuco e São Paulo, e 20 mil em processo de credenciamento, além de 23 subdivisões, sendo a Descompplica Transforma uma delas. Para este ano, a startup espera crescer em 50% e ampliar sua atuação para todo o Brasil.

Sobre a Descompplica

descompplica-transforma

A Descompplica é uma startup/fintech omnichannel que integra serviços rotineiros do cidadão brasileiro a um só cartão. Fundada em 2018, a Descompplica já possui mais de 10 mil usuários cadastrados e 30 mil estabelecimentos parceiros, entre eles, supermercados, hospitais, clínicas, academias. O grande diferencial do serviço é a mesma utilização para diversos fins, inclusive para solicitar empréstimos e cartão de crédito. Além disso, conta com postos de atendimentos espalhados por todo o país. Atualmente está disponível em Sergipe, Minas Gerais, Distrito Federal e São Paulo.

Informações: Descompplica

The Body Shop lança promoção especial para Dia Internacional da Mulher

The Body Shop, marca global ativista e empoderada, lança campanha especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Como uma forma de homenagear e valorizar meninas e mulheres, neste sábado (7) e domingo (8), todos os produtos da marca estarão com 30% de desconto*. As clientes podem escolher seus itens preferidos de todas as categorias, que vão de linhas corporais, faciais, capilares e até acessórios.

Essa é a oportunidade perfeita para reabastecer o estoque dos produtos favoritos da marca e, claro, experimentar novos itens por um preço mais em conta. Dentre os destaques, o Serum Facial Anti-Imperfeições Tea Tree sai de R$ 99,00 por R$ 69,30; o Esfoliante Capilar de Chá Verde de R$ 121,00 por R$ 84,70 e a Máscara Purificante e Iluminadora de Carvão Do Himalaia, de R$ 155,00 por R$ 108,50.

himalaia carvao

A promoção é válida tanto para lojas físicas, quanto para o e-commerce da marca, até quando durarem os estoques.

*O desconto é nacional, não acumulativo com outras ofertas da loja. Válido para produtos, nas compras realizadas em um mesmo cupom fiscal. Limitada a uma compra por CPF mediante apresentação do documento de identificação pelo proprietário.

 

Nutrição comportamental é estratégia que auxilia a saúde feminina

Bruna Pavão, consultora nutricional da Cuida Bem, indica que é preciso identificar os gatilhos que levam à alimentação exagerada

Dentre as doenças crônicas não-transmissíveis que mais afetam o público feminino no Brasil, a maioria está relacionada ao estilo de vida, como alimentação inadequada ou a prática insuficiente de exercícios físicos. A conclusão foi apresentada ano passado no estudo Saúde Brasil 2018, realizado pelo Ministério da Saúde. Para a consultora nutricional Bruna Pavão, da marca Cuida Bem, o mês em que se comemora o Dia Internacional das Mulheres é uma oportunidade para repensar hábitos e adotar a nutrição comportamental, linha que procura mudar a relação das pessoas com a comida, o que, por consequência, pode impactar na melhoria da saúde da mulher.

Segundo a especialista, existem evidências de que situações estressantes, de ansiedade e mudanças hormonais interferem na dieta feminina: “Artigo intitulado Aspectos contextuais e pessoais influenciadores do consumo de chocolate faz um comparativo da experiência vivenciada pelas mulheres e pelos homens quando ingerem esse tipo de alimento, e fica comprovado que para eles alterações de humor e aspectos emocionais não afetam o consumo de chocolate, ou seja, não aumenta e nem diminui. Ao contrário do que ocorre com as mulheres.”

xicara açucar adoçante cafe cha pixabay
Pixabay

E não é só por chocolates que as mulheres anseiam. Doces em geral costumam ser mais consumidos por elas. Por isso, substituições são um caminho indicado: ao invés de uma receita que leve açúcar refinado, opte por aquelas que tenham adoçantes naturais. Bruna indica que o consumo excessivo de doces contendo açúcar levam ao aparecimento de doenças como a diabetes, a obesidade, a hipertensão arterial e até mesmo ao Alzheimer. Os doces açucarados contêm também alta quantidade de radicais livres, substâncias que com o tempo provocam o envelhecimento precoce das células do corpo.

“Para driblar o desejo de consumir chocolate, ou qualquer outro doce, a dica é apostar na ingestão de outros alimentos mais naturais, tais como as frutas melancia, caqui, banana e maçã, ou ainda em produtos sem adição de açúcares como a Paçoca com Chia, Quinoa e Amaranto, a Cocada e o Tablete de Amendoim da linha Cuida Bem. Dessa forma, a vontade é satisfeita com bons ingredientes para a saúde”, enfatiza.

Para garantir uma dieta baseada na nutrição comportamental é importante identificar os gatilhos que despertam o desejo pela comida. Muitas vezes, ele nasce da gula, uma das principais causadoras do ganho de peso e da ocorrência de doenças evitáveis. Bruna explica que ela pode ser desencadeada por diversos fatores, inclusive pelas memórias afetivas que associam o prazer de ingerir determinado alimento a situações alegres ou a pessoas.

comer mastigar boca garfo mulher

A dica é se alimentar com mais atenção e, ainda, evitar comer de forma excessiva. “Para ajudar nesse processo, coma devagar e mastigue bem os alimentos. Aproveite para sentir os aromas da refeição antes de comer, pois o cheiro desempenha um papel importante na satisfação e alegria que sentimos. Assim o que for ingerido será apenas na medida necessária e de forma prazerosa. Além disso, evite associar o momento da refeição a atividades paralelas, como mexer no celular ou assistir TV.”

Uma outra vantagem de se comer bem, escolhendo corretamente os alimentos pelos nutrientes que oferecem, é beneficiar saúde como um todo, auxiliando dessa forma até mesmo a beleza da pele, o fortalecimento dos cabelos e das unhas devido à ação dos antioxidantes e das vitaminas E e C, do betacaroteno, do licopeno e do resveratrol. Para ter uma oferta maior de antioxidantes e vitaminas, vale apostar em diferentes tipos de alimentos. Tomate, nozes, amêndoas, manga, amendoim e mamão são algumas dentre várias opções disponíveis nos alimentos saudáveis.

castanha do pará pixabay
Pixabay

Ainda, dentre os principais nutrientes que o público feminino deve ingerir estão o ferro e o ácido fólico. “O primeiro porque muitas mulheres podem sofrer perdas significativas durante o período menstrual”, sinaliza Bruna. São boas fontes de ferro quinoa, amêndoa e castanha-do-pará, além do feijão, da beterraba e dos vegetais verdes, que possuem quantidades do mineral. Quanto ao ácido fólico, ele pode ser encontrado no espinafre e no abacate, por exemplo.

mulher frutas maçã

“Para mulheres entre 19 e 50 anos, o ideal é não fazer refeições volumosas e ao longo do dia realizar pelo menos três refeições principais diárias e pequenos lanches nos intervalos de cada refeição, apostando em snacks, frutas e lanches naturais. Para aquelas acima dessa faixa etária é preciso ter ainda mais cuidado com o excesso de sal por causa do elevado risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares ”, afirma a consultora nutricional.

Mature Woman Carrying Shopping Bag Full Of Vegetables

Bruna ainda pontua que para conseguir aplicar completamente a técnica da nutrição comportamental ao dia a dia é importante: pensar sobre o tipo de alimento que será ingerido e evitar fazer refeições de modo automático, sentir a textura dos diferentes tipos de alimentos, conhecer os sabores predominantes (doce, azedo, salgado, amargo e umami), compreender os sinais do corpo que podem indicar a deficiência de determinados nutrientes e por fim se concentrar ainda mais no ato de se alimentar, dedicando atenção plena ao momento.

Fonte: Santa Helena

Dia Internacional da Mulher também é sinônimo de cuidados com a saúde

Hospital Paulista ressalta a importância dos cuidados com a rinite hormonal,
a labirintite e a otosclerose, que têm maior incidência entre elas

Neste domingo, 8 de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher, data conhecida por reforçar temas de importância para o público feminino, adotada inclusive pela Organização das Nações Unidas, ampliando a conscientização por assuntos como saúde e bem-estar. O Hospital Paulista aproveita a celebração para destacar alguns cuidados relacionados à rinite hormonal, labirintite e otosclerose.

As mudanças hormonais pelas quais passam as mulheres, como na gravidez, podem trazer a maior ocorrência de algumas doenças. Entre elas, a rinite hormonal. A labirintite também tem maior incidência no público feminino por pré-disposição genética e fatores relacionados à menopausa. Já a otosclerose, que se caracteriza pela perda de audição condutiva, é um problema com maior incidência em mulheres.

Hormônios, genética e menopausa

gripe espirro rinite

“A rinite alérgica pode ser agravada durante o ciclo menstrual, a puberdade, a gestação e por problemas na tireoide, por exemplo, e se dá porque temos receptores hormonais dentro do nariz. Ou seja, quando os hormônios se alteram, ficam em maior ou menor quantidade dentro do sangue, e podem fazer o nariz inchar ou inflamar, levando a rinite hormonal”, afirma Sheila Tamiso, otorrinolaringologista do Hospital Paulista.

labirintite

Já a labirintite ocorre por pré-disposição genética, e acomete principalmente as mulheres. Apesar de não ter uma faixa etária específica, afeta mais pessoas acima de 50 anos, como consequência de alterações metabólicas e vasculares.

Problema menos comum, a otosclerose é uma condição genética que pode causar surdez, geralmente em um dos ouvidos, e é transmitida apenas pelo sexo feminino, de mãe para filha. Além disso, a gravidez pode piorar o quadro de quem já tem essa pré-disposição, que costuma surgir a partir dos 30 ou 40 anos.

mulher garganta pescoço tireoide

“Vale ressaltar que a mulher deve cuidar da saúde indo periodicamente ao médico, inclusive ao otorrinolaringologista, já que questões tão comuns, como as hormonais, podem gerar diferentes problemas, e muitas nem se dão conta disso”, finaliza a especialista do Hospital Paulista.

Fonte: Hospital Paulista de Otorrinolaringologia