Arquivo da categoria: Olhos

Shiseido Ultimune Eye previne ressecamento, rugas e sinais de envelhecimento

Dizem que nossos olhos podem revelar nossa idade. Então, como podemos protegê-los e defendê-los contra os danos?

A pele ao redor dos olhos é especialmente delicada. Ela facilmente demonstra o cansaço e a exaustão, começando a apresentar sinais gerais de envelhecimento por volta dos 25 anos. Sem mencionar todos os danos diários que causamos ao esfregar os olhos – seja para combater o cansaço ou a fadiga causada por telas de computador, celulares ou TV, demaquilar aquela máscara de cílios mais resistente ou devido à irritação causada pela poluição ou alergias. Esse tipo de fricção pode enfraquecer significativamente a área do contorno dos olhos.

O Ultimune Power Infusing Eye Concentrate dá suporte a esta pele frágil, combatendo os danos diários causados pela fricção e trazendo uma nova força que ajuda a prevenir o ressecamento, rugas e sinais de envelhecimento. Usado sozinho ou em combinação com outro tratamento Shiseido para potencializar seus efeitos, ele entrega uma pele mais luminosa e suave ao redor dos olhos.

Ultimune Power Infusing Eye Concentrate é o primeiro produto de tratamento específico para os olhos da Shiseido que reduz comprovadamente em 30% os danos causados pela fricção. Combinando tecnologias recém-desenvolvidas com a consagrada fórmula de Ultimune, o Ultimune Power Infusing Eye Concentrate ajuda a reduzir o atrito ao redor da área dos olhos e melhora a condição da pele. Isso neutraliza danos e sinais de envelhecimento precoce que podem ser causados pela fricção e pela remoção intensiva da maquiagem.

Uma grande inovação tecnológica. A linha Ultimune é conhecida por sua capacidade de fortalecer a pele de dentro para fora, aprimorando suas defesas internas. No coração da fórmula está a tecnologia de ImuGeneration da Shiseido, enriquecida por uma brilhante mistura de ingredientes botânicos, incluindo cogumelos Reishi e extrato de íris energizante, conhecidos por ajudarem a manter a condição ideal da pele.

O recém-lançado tratamento para os olhos também inclui Complexo Smoothing Defense, que atua como um escudo para proteger a delicada área dos olhos do impacto de atritos. Enquanto um exclusivo complexo de agentes hidratantes trabalha para aumentar a hidratação da pele e potencializar suas defesas naturais.

Defesa Invisível

15478-UTM-S-Power_Infusing_Eye_Concentrate_15ml-Shade-1812-Product_Angled-2000

O Ultimune Power Infusion Eye Concentrate desaparece quase instantaneamente, deixando apenas um véu invisível. Formulado com a mesma conceituada textura do sérum Ultimune, leve, refrescante e não pegajosa. Adere de forma bonita e sem esforço à delicada área dos olhos, criando uma sensação reconfortante de proteção imediatamente após a aplicação.

As mulheres experimentaram grandes melhorias nos cinco problemas que afetam o contorno e a aparência dos olhos: aspereza, olheiras, inchaço, rugas e flacidez.

Ultimune Power Infusion Eye Concentrate não apenas reduz os danos causados por fricção em 30%. Ele também ajuda a atenuar a aspereza, olheiras, inchaço, rugas e perda de firmeza – os cinco principais problemas que afetam o contorno e a aparência dos olhos – enquanto dá suporte às forças naturais da pele, promovendo suavidade e resiliência.

Com curvas projetadas para deslizar sem esforço na sua mão e uma perfeita tampa lisa e arredondada, até o design exclusivo da embalagem é guiado pelo conceito de Ultimune Eye. Simbolizando a nova resistência da pele aos atritos, a embalagem vermelha vibrante invoca a cor da assinatura do Ultimune, enquanto as cores em degradê sinalizam a evolução da pele e sua condição cada vez aprimorada.

Tecnologia

Esfregamos os olhos todos os dias, sem perceber os danos que estamos causando para a pele delicada da área dos olhos. Fazemos isso quando estamos cansados. Quando queremos demaquilar aquela máscara de cílios mais resistente. Quando nossos olhos se sentem pesados após longas horas na frente de uma tela de computador, celular ou TV. Quando eles se sentem irritados por alergias ou pela poluição.

Entretanto a pele ao redor dos olhos é especialmente delicada e facilmente danificada por atrito. Depois de esfregar a pele apenas uma dúzia de vezes, o estrato córneo pode se deteriorar. Essa camada mais externa é crítica para selar a barreira da pele e proteger a epiderme.

O atrito causado pela fricção também danifica a saúde das células de Langerhans, que são conhecidas por fortalecer e melhorar as defesas internas da pele. Uma vez comprometidos, seus números diminuem significativamente. E, como resultado, estamos menos protegidos.

A pele começa a ficar mais áspera, olheiras e inchaço aparecem. O envelhecimento precoce torna-se um risco significativo.

Imunidade da pele

Dentro da pele, as células de Langerhans atuam como guardiãs da imunidade – encontrando, capturando e removendo corpos estranhos, além de suprimir quaisquer reações causadas por essas substâncias. Constantemente gerando e aprimorando as células Langerhans, este revolucionário tratamento da área dos olhos reduz os fatores indutores de danos e cria um ambiente favorável para uma pele mais radiante e forte.

Esta nova tecnologia inovadora atua como um escudo protetor para a sua pele reduzir significativamente os danos causados pelo atrito. Protege a própria superfície da pele enquanto também penetra profundamente no estrato córneo para proteger as células de cada camada individualmente e manter as defesas internas.

Três complexos Shiseido se combinam para fornecer essa proteção multinível:

Skin Shield (óleo de suavização): reduz a fricção na superfície da pele.

Protetor de células (xarope de milho com alto teor de frutose): liga-se diretamente ao estrato córneo para proteger suas reservas de hidratação e minimiza os danos.

Escudo lipídico (óleo de noz de macadâmia): mistura-se com lipídios intracelulares para proteger as células do estrato córneo para uma área dos olhos mais hidratada e radiante dos olhos.

Hidratação

Um composto poderoso, contendo extrato de manjerona e glicerina, evitam a oxidação das células de Langerhans e promovem a produção de ácido hialurônico na pele. O extrato de manjerona é conhecido por combater os radicais livres que podem danificar o suprimento de células de Langerhans pela pele.

Um tratamento específico para a área dos olhos que melhora a capacidade de autodefesa da pele contra danos causados por agressores externos e pelo atrito, promovendo pele macia, radiante e firme de dentro para fora.

Modo de Uso: Use todas as manhãs e noites após limpar e balancear a pele. Aperte o dosador apenas uma vez para toda a área dos olhos. Para ampliar sua eficácia, combine o Ultimune Power Infusing Eye Concentrate com algum creme para os olhos da Shiseido, como o Benefiance Eye Cream.

15478-UTM-S-Power_Infusing_Eye_Concentrate_15ml-Shade-1901-Product_withCase-1000

Shiseido Ultimune Power Infusing Eye Concentrate – Preço sugerido: R$ 359,00

Informações: Shiseido

Preenchedores faciais podem causar perda da visão

Atualmente, existem vários preenchedores injetáveis capazes de amenizar os efeitos do envelhecimento no rosto, como ácido hialurônico, gordura, hidroxiapatita de cálcio e até o polimetilmetacrilato (PMMA) – não recomendado, mas ainda utilizado. Porém, com a famosa “harmonização facial” e o aumento da popularidade desse tipo de procedimento, é importante ter cuidado antes de optar pela aplicação destes produtos, pois, se realizado de forma incorreta, o procedimento pode resultar em sérias complicações, como a perda parcial ou total da visão.

shutterstock botox

O oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugenio, em Brasília, teve dois casos de pacientes que perderam a visão em decorrência desses procedimentos. “A aplicação de preenchedores pode, eventualmente, obstruir uma veia da drenagem ocular ou uma artéria fina que leva até uma artéria oftálmica, causando a perda da visão”, explica, apontando que nesse tipo de situação pode ocorrer até um AVC, caso a aplicação atinja uma artéria cerebral.

O risco está presente nesse tipo procedimento independente da substância preenchedora utilizada. Segundo revisão sistemática publicada no periódico científico PRS-Global Open, que analisou casos de perda de visão associados a preenchimentos faciais, de 190 casos, 47% foram causados por injeção isolada de gordura, 28% estavam relacionados a aplicação de ácido hialurônico e os outros 25% foram associados a outros tipos de preenchedores.

Recentemente, a ex-modelo americana Carol Bryan disse, em entrevista ao jornal The Independent, que teve seu rosto deformado após realizar um preenchimento facial para dar volume na testa e nas maçãs do rosto, em 2009, aos 47 anos. Ela passou a realizar uma série de procedimentos corretivos que só pioraram o quadro. Ao remover o volume extra em sua testa, um nervo óptico foi atingido e ela perdeu a visão do olho direito.

Um estudo publicado pelo JAMA Ophtalmology alerta que o preenchimento na área da testa pode causar danos irreversíveis aos olhos. A Food and Drug Administration recomenda que a injeção de gordura ou colágeno, por exemplo, seja feita apenas na área central do rosto, como ao redor da boca.

Além da testa, outra região de elevado risco é a da glabela, entre as sobrancelhas. “Este local é bastante arriscado porque contém uma série de artérias superficiais que se comunicam com as artérias da retina”, diz Medeiros.

cosmetic-injectables-botulinum-toxin botox

A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) alerta que procedimentos estéticos devem ser realizados apenas por médicos, que são profissionais habilitados para também tratar as eventuais complicações. Profissionais que não tenham a devida habilitação e autorização legal para a sua execução podem provocar risco à saúde pública da população.

Outros problemas que podem ocorrer durante o procedimento com preenchedores são: reações urticariformes (lesões na pele), cicatrizes e deformidades; choque anafilático (reação alérgica grave); sequelas como necrose e cegueira, caso os produtos sejam aplicados de forma errada e parem na circulação sanguínea.

Fonte: Clínica de Olhos Dr. João Eugenio

Dieta pobre pode levar à perda da visão

A mídia destaca os riscos para a saúde cardiovascular, obesidade e câncer, associados à má alimentação, mas a má nutrição também pode danificar permanentemente o sistema nervoso, principalmente a visão

Um caso extremo de comer “exigente” causou perda da visão em um jovem paciente, de acordo com um novo estudo de caso publicado no Annals of Internal Medicine. Os pesquisadores da Universidade de Bristol, que examinaram o caso, recomendam que os médicos considerem a neuropatia óptica nutricional em pacientes com sintomas visuais inexplicáveis ​​e dieta pobre, independentemente do Índice de Massa Corporal (IMC), para evitar perda permanente da visão.

junk food

“A neuropatia óptica nutricional é uma disfunção do nervo óptico, importante para a visão. A condição é reversível, se detectada cedo. Mas, se não tratada, pode levar a danos estruturais permanentes no nervo óptico e perda da visão”, afirma o oftalmologista Virgílio Centurion, diretor do Instituto de Moléstias Oculares (IMO).

Em países desenvolvidos como o Reino Unido, as causas mais comuns de neuropatia óptica nutricional são problemas intestinais ou medicamentos que interferem na absorção de nutrientes importantes para o estômago. As causas puramente alimentares são menos comuns porque o suprimento de alimentos é bom, mas em outros lugares do mundo, pobreza, guerra e seca estão ligadas à desnutrição e a taxas mais altas de neuropatia óptica nutricional.

Cientistas clínicos da Bristol Medical School e do Bristol Eye Hospital examinaram o caso de um paciente adolescente que primeiro procurou um clínico geral com queixa de cansaço. A ligação entre seu estado nutricional e a visão não foi detectada muito mais tarde, quando sua deficiência visual tornou-se permanente.

Apesar de ser um “comedor exigente”, o paciente apresentava IMC e altura normais, sem sinais visíveis de desnutrição e não tomava medicamentos. Os testes iniciais mostraram anemia macrocítica e baixos níveis de vitamina B12, que foram tratados com injeções de vitamina B12 e orientação dietética.

Quando o paciente voltou ao hospital, um ano depois, os sintomas de perda auditiva e de visão haviam se desenvolvido, mas nenhuma causa foi encontrada. Aos 17 anos, a visão do paciente piorou progressivamente, a ponto de chegar à cegueira.

Investigações posteriores descobriram que o paciente apresentava deficiência de vitamina B12, baixos níveis de cobre e selênio, alto nível de zinco e acentuado nível reduzido de vitamina D e densidade mineral óssea. Desde o início do ensino médio, o paciente consumia uma dieta limitada a batatas fritas, pão branco e um pouco de carne de porco processada. No momento em que a condição do paciente foi diagnosticada, ele apresentava visão prejudicada permanentemente.

Os pesquisadores concluíram que a dieta junk food (alimentos com alto teor calórico, mas com níveis reduzidos de nutrientes) do paciente e a ingestão limitada de vitaminas e minerais nutricionais resultaram no aparecimento de neuropatia óptica nutricional. Eles sugerem que a condição pode se tornar mais prevalente no futuro, dado o consumo generalizado de junk food, em detrimento de opções mais nutritivas, e a crescente popularidade do veganismo (se a dieta vegana não for suplementada adequadamente para evitar a deficiência de vitamina B12).

That Vegan Brand - Gnocchi de Espinafre 4
Gnocchi de espinafre vegano

“A visão impacta nossa qualidade de vida, educação, emprego, interações sociais e saúde mental. O caso relatado no estudo destaca o impacto da dieta na saúde visual e física e o fato de que a ingestão de calorias e o IMC não são indicadores confiáveis ​​do estado nutricional”, afirma a neuro-oftalmologista Márcia Marques, que também integra o corpo clínico do IMO.

A equipe de pesquisadores recomenda que o histórico da dieta faça parte de qualquer exame clínico de rotina, como perguntar sobre tabagismo e ingestão de álcool. “Isso pode evitar que o diagnóstico de neuropatia óptica nutricional seja esquecido ou descartado, pois algumas perdas visuais associadas podem ser recuperadas totalmente se as deficiências nutricionais forem tratadas com antecedência suficiente”, afirma a oftalmologista Márcia Marques.

Fonte: IMO-Instituto de Moléstias Oculares

Exposição excessiva ao sol pode causar câncer de olho?

Quando se pensa nos danos causados pelos raios ultravioletas do sol, o que imediatamente vem à mente são o câncer de pele e o envelhecimento precoce da pele. Sabe-se que existe uma ligação entre a radiação solar excessiva, sem proteção, e o desenvolvimento do câncer de pele, com atenção especial ao melanoma, menos incidente, porém de maior gravidade.

Além da pele, o melanoma pode ocorrer em outras partes do corpo, como no olho, por exemplo. Embora tenha origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, pigmento responsável pela coloração da pele e dos olhos) como no câncer de pele, seu comportamento é diferente. “O melanoma ocular ou uveal é o tumor maligno do olho mais comum no adulto e corresponde a 5% de todos os melanomas”, explica Sheila Ferreira, oncologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO), unidade Oncoclínicas em São Paulo.

Segundo a especialista, a causa do melanoma ocular é desconhecida, mas alguns fatores de risco para o desenvolvimento tumoral foram identificados:

● Idade/gênero: o risco aumenta com o envelhecimento e a incidência é discretamente maior em homens;

mulher meia idade praia chapeu

● Raça e cor dos olhos: pessoas com pele clara, cabelos claros e olhos claros são mais propensas a desenvolver o melanoma ocular;

● Doenças hereditárias: pessoas que tem a síndrome do nevo displásico (múltiplas “pintas” pelo corpo) também têm risco aumentado de apresentar melanoma ocular, assim como melanoma de pele;

-stock-photo mulher praia chapeu oculos

● Pintas: diferentes tipos de sinais no olho ou na pele também têm sido associados a um maior risco. No caso do câncer de pele, recomenda-se o uso de chapéus, óculos de sol contra os raios ultravioleta, que proporcionam melhor proteção para os olhos e, consequentemente, redução do risco de câncer de pele ao seu redor.

“Embora a exposição aos raios ultravioletas aumente o risco de câncer de pele, a relação entre a luz solar e os melanomas oculares não está comprovada, mas alguns acreditam que os óculos de sol podem reduzir o risco de melanoma ocular”, diz Sheila.

Diagnóstico acidental ou sintomático

Oftalmopatia-de-Graves-2

Os sintomas do melanoma ocular dependem da localização e tamanho da lesão dentro do olho. “Os pacientes podem ser assintomáticos, ou seja, não apresentarem nenhum sinal de que algo esteja errado, e o tumor ser percebido durante o exame de rotina com o oftalmologista. Em outros casos, o melanoma pode causar alterações ou dificuldades visuais que fazem o paciente procurar uma ajuda médica que acaba resultando na descoberta da doença”, frisa a oncologista do CPO, apontando as duas formas mais comuns de diagnóstico deste tipo de tumor.

Como é o tratamento do melanoma ocular?

A decisão do tratamento depende de diversos fatores como tamanho e localização do tumor, idade do paciente, estado de saúde. As condutas terapêuticas evoluíram drasticamente ao longo dos anos. No passado, a remoção do globo ocular era a única. “Atualmente, tratamentos conservadores são possíveis. Para tumores pequenos, a braquiterapia é uma opção”, afirma Sheila. A técnica mencionada é uma radioterapia interna em que a fonte de radiação é colocada dentro ou junto da área que exige tratamento. “A decisão é feita de forma individualizada com base na avaliação adequada do aspecto do melanoma e a depender das características clínicas de cada paciente”, observa a médica.

Como prevenir o câncer de olho

gettyimages-olho cancer melanoma
GettyImages

Como já destacado anteriormente, fatores ambientais parecem não ter relação com melanoma ocular e sua associação com exposição solar é incerta. Portanto, o diagnóstico precoce é de extrema importância.

A radiação ultravioleta, no entanto, parece predispor ao melanoma de conjuntiva (membrana transparente que recobre a parte branca do olho) e palpebral. Por isso, o uso de óculos escuros pode contribuir para a prevenção da doença nessas regiões do olho. A oncologista complementa dizendo que “Usar chapéus de aba larga e bonés também pode resguardar os olhos dos raios UV”.

Vale lembrar que a doença não se desenvolve apenas em quem apresenta fatores de risco. Daí a necessidade de acompanhamento regular com oftalmologista. Consequências do melanoma uveal Além dos sintomas oculares, quando diagnosticado tardiamente, o melanoma ocular pode se espalhar para outros órgãos, sendo o fígado o órgão mais acometido, segundo a especialista. Nestes casos, os tratamentos podem incluir cirurgia da metástase, embolização da lesão (injeção de substâncias no intuito de bloquear ou diminuir o fluxo de sangue para as células cancerígenas), quimioterapia, ou imunoterapia.

Fonte: Centro Paulista de Oncologia

Carnaval requer cuidados com os olhos

Carnaval é época de cair na folia, caprichar na maquiagem e na fantasia. Mas para não encerrar a festa antes da hora é preciso tomar alguns cuidados com os olhos. Neste período, crescem os casos de inflamação e a doença mais comum é a conjuntivite, pois as aglomerações, principalmente em ambientes fechados, favorecem a proliferação de vírus.

Sprays de espuma e maquiagens também podem aumentar o risco de contaminação nos olhos por agentes biológicos e químicos, causando blefarite (inflamação das pálpebras), terçol e alergias.

conjuntivite Webmd
Conjuntivite – Fonte: WebMd

Os sintomas da conjuntivite viral ou bacteriana são pálpebras inchadas, vermelhidão, sensação de areia nos olhos e secreção. Em ambos os casos a pessoa precisará de tratamento especializado. Segundo o oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugênio, a melhor forma de evitar as conjuntivites durante o carnaval é manter as mãos limpas, evitar coçar os olhos, optar por locais arejados e não compartilhar maquiagem nem óculos.

carnaval-glityter

O excesso de maquiagem pode acarretar problemas. “Sombras com glitter ou purpurina podem arranhar o cristalino ou ainda se acomodar nas pálpebras, causando irritação”, explica o médico. O lápis de olho também pode obstruir os orifícios das glândulas de meibômio, que são responsáveis pela secreção de material gorduroso presente na composição da lágrima. Com a obstrução das glândulas, aumentam os riscos de inflamação e infecção local, causando terçol ou blefarite.

Recomenda-se utilizar maquiagem de boa qualidade e retirá-las com demaquilantes bifásicos, além de lavar bem o rosto. Respeitar o prazo de validade dos produtos é importante.

diariolanoticia spray espuma
DiarioLaNoticia

O spray de espuma, muito utilizado neste período, também é um grande risco para os olhos. “Esse tipo de spray utiliza substâncias como o poliuretano, além de gases para o efeito de spray (gás butano) que podem causar lesões nas mucosas dos olhos”, afirma Hilton Medeiros.

O médico explica que se a substância entrar nos olhos, deve ser lavada com água corrente e nenhuma medicação deve ser aplicada no local. “Nada de colírios, pomadas, isso só vai agravar o problema. Se após a lavagem ainda houver dor ou sensação de areia nos olhos ou ainda uma piora da visão, é imprescindível procurar a ajuda de um oftalmologista”, diz o especialista.

carnaval mulher

Objetos estranhos, como os variados tipos de serpentinas, confetes e outros artifícios que são empregados em festas de carnaval, podem lesionar os olhos. Por isso, durante o dia procure usar óculos com proteção UVA e UVB, pois além de proteger os olhos dos raios ultravioleta, vão protegê-los desses objetos. À noite, redobre a atenção.

Fonte: Clínica de Olhos Dr. João Eugênio

Conjuntivite é muito comum no verão; veja como evitá-la

Incidência da doença nesta época pode chegar a 80%; porém, medidas simples e eficazes podem ajudar a evitar esse e outros problemas oculares

Chapéus e óculos escuros. Esses adereços tornam-se muito presentes em épocas de férias, como no início do ano, mas a utilidade deles vai muito além do estilo. Quem quer prevenir doenças oculares deve levar tais itens na mala, sem pensar duas vezes. O uso de óculos escuros de qualidade, certificado por profissionais, aliado ao chapéu, ajuda — e muito -, a proteger a visão de vários problemas, como a conjuntivite.

-stock-photo mulher praia chapeu oculos

“No verão a incidência dessa doença chega a 80%, por isso é importante prevenir”, explica o oftalmologista do Hospital CEMA, Omar Assae.

A conjuntivite ocorre quando há uma inflamação da conjuntiva, membrana que recobre o olho. A mais comum delas, a infecciosa, pode ser bacteriana ou viral, e é altamente contagiosa. Existem vários tipos da doença, como a conjuntivite alérgica, fúngica e a tóxica, porém as virais são as mais comuns.

Além do uso do chapéu e dos óculos escuros, é importante também adotar medidas de higiene, que podem fazer toda a diferença e deixar a conjuntivite bem longe. “Evite coçar os olhos, principalmente se as mãos estiverem sujas e se estiver em ambientes aglomerados. Só esse cuidado já previne boa parte dos casos”, detalha o médico. Já no caso do cloro das piscinas e do sal do mar, embora não causem doenças diretamente, podem provocar alergias ou irritações.

conjuntivite Webmd
Conjuntivite – Fonte: WebMd

Por fim, nada de tratamentos caseiros para tratar a vermelhidão ocular, coceira ou outros sintomas correlatos. Sentiu que algo não vai bem nos olhos, procure um oftalmologista, pois medidas caseiras podem agravar ainda mais o quadro. Além de conjuntivite, outras enfermidades que podem aparecer no verão são as ceratites, alergias, catarata precoce, tumores, pterígio, entre outras.

Fonte: Cema

Especialista dá dicas de como cuidar da saúde dos olhos durante o verão

Óculos de sol, viseiras e lubrificantes oculares são importantes para evitar o ressecamento dos olhos e o contato direto com o Sol

O Verão é uma das épocas mais esperadas pelos brasileiros, mas também uma das mais perigosas para nossa saúde, já que a exposição solar excessiva pode provocar queimaduras de pele, por isso, todo cuidado é pouco, inclusive com a saúde dos olhos.

Ione Alexim, coordenadora do Serviço de Oftalmologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, alerta para o uso de lentes de contato em dias de praia e piscinas, por exemplo. Por se tratar de um produto de base aquosa e muito sensível, as lentes de contato estão facilmente suscetíveis a contaminações por bactérias, como a Pseudomonas aeruginosa.

lentes de contato - Foto J. Durham
Foto: J. Durham/MorgueFile

“Esse tipo de bactéria é geralmente encontrada na água do mar e piscinas e pode causar úlceras de córnea”, diz a especialista. Cerca de 50% dos pacientes que apresentam algum tipo de infecção bactéria na córnea, pode acabar com algum tipo de sequela. “As bactérias e a areia impregnam as lentes e, mesmo descartando o material após o uso, o contato com os olhos e a exposição às bactérias já aconteceu”.

A médica também ressalta que um diagnóstico muito comum é a conjuntivite química causada pelo cloro da piscina, inclusive em pacientes que não têm nenhum tipo de problema oftalmológico, uma vez que a exposição pode ocorrer com qualquer pessoa. Alguns cuidados, como não compartilhar toalhas, travesseiros e óculos escuros e ter o hábito de sempre lavar as mãos pode ajudar na prevenção de doenças oculares.

Como evitar o desconforto do tempo seco?

olho lacrimejando

O tempo seco comum nos dias de altas temperaturas também é um problema, já que isso aumenta o ressecamento dos olhos. Uma forma de evitar o desconforto é o uso frequente de lubrificantes oculares, com preferência para os sem conservantes. “A tendência é que as lágrimas naturais evaporem ainda mais rápido durante o calor, causando a sensação do olho seco ou a piora da queixa”, comenta.

A especialista explica que isso acontece muito no dia a dia, principalmente, para quem trabalha ou passa muito tempo conectado aos eletrônicos, pois piscamos com menos frequência nesses períodos. “O ideal é fazer pausas ao longo do dia para lubrificar os olhos e evitar exposição direta a saídas de fluxo do ar nos aparelhos de ar condicionado”, ressalta. A oleosidade da pele também ajuda no ressecamento dos olhos. “Nesses casos, é recomendável lavar a região dos olhos com xampu neutro”.

shutterstock mulher 50 praia
Shutterstock

Segundo a médica, o uso de óculos de sol e de viseiras é essencial para evitar o contato direto com o Sol e o ressecamento dos olhos. Outro ponto que a especialista destaca, é a importância de checar a qualidade e a autenticidade das lentes dos óculos de sol. “Não podemos afirmar que os óculos vendidos nas ruas ou até mesmo por ambulantes na praia têm proteção ultravioleta,” diz a médica. A preferência deve ser sempre por produtos adquiridos em lojas que ofereçam certificados de garantia para o produto.

Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Dieta equilibrada faz bem aos olhos e evita doenças

Há uma relação intrínseca entre alimentação e saúde. Uma dieta rica e bem dosada contribui para uma vida mais saudável, organismo equilibrado e maior disposição no dia a dia. Como partes fundamentais do corpo, os olhos seguem a mesma regra e podem ser beneficiados por uma série de nutrientes.

Alimentos que contêm vitaminas A, C e E, ômega 3, zinco, entre outros, devem fazer parte das refeições. A frequência, contudo, vai depender da substância e do tipo de deficiência que o indivíduo possui. “É importante ressaltar que, em determinadas condições, a quantidade de nutrientes necessários pode ser elevada. Nestes casos, é recomendado o uso de suplementação com comprimidos”, explica Ibraim Vieira, oftalmologista do H.Olhos – Hospital de Olhos.

Abaixo, o médico traz uma lista dos principais nutrientes e de suas fontes alimentícias.

Retinol ou vitamina A – trata-se do nutriente mais importante para a visão. É essencial no ciclo dos fotorreceptores, células da retina que possibilitam a visão. Sua deficiência no organismo pode levar à xeroftalmia (olho seco), redução da visão no escuro e, nos piores casos, à cegueira.

damasco
Onde encontrar: cenoura, abóbora, ovos, damasco e fígado.

Carotenoides (zeaxantina e luteína) – são as substâncias responsáveis pelos tons entre amarelados e avermelhados na natureza. “Primos” da vitamina A, sua ausência aumenta o risco de DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade), doença que ocorre em uma parte da retina chamada mácula e que leva à perda progressiva da visão central.

milho espigas
Onde encontrar: milho, pequi, couve e na maioria dos vegetais amarelos, alaranjados, vermelhos e verdes.

Ômega 3 – o aumento do consumo deste tipo de gordura pode ajudar nos sintomas de olhos seco e blefarite (inflamação da parte externa das pálpebras).

tartar de salmao
Onde encontrar: salmão, sardinha, atum, linhaça e chia.

Vitaminas C e E – sua ingestão também reduz o risco de DMRI.

GOIABA
Onde encontrar: limão, laranja, goiaba, brócolis (vitamina C); vegetais verde-escuros, castanhas, amêndoas, gema de ovo e fígado (vitamina E).

Zinco – mais uma substância que reduz o risco de DMRI.

freegreatpicture-frango
Onde encontrar: carne de vaca, frango, peixes, feijão, grão-de-bico e castanhas.

O outro lado

Por outro lado, existem dietas que podem prejudicar a saúde dos olhos, sobretudo quando associadas à ingestão em exagero ou em pacientes com doenças prévias.

diabetes-alimentacao

Segundo Vieira, a retinopatia diabética é uma das principais causas de cegueira no mundo. O desenvolvimento da doença está intimamente ligado ao consumo de determinados alimentos: “Para pessoas com diabetes, a ingestão de açúcares e carboidratos em grandes quantidades tende a gerar alterações retinianas que, em longo prazo, podem prejudicar a visão e até cegar”.

O consumo de álcool em excesso também pode levar a problemas oftalmológicos, como a neuropatia tóxica, que ataca os nervos periféricos. A subnutrição, presente em muitos casos de alcoolismo, também aumenta o risco de doenças na retina. O abuso de bebidas alcoólicas durante a gravidez coloca em risco a formação dos olhos do bebê.

“A ingestão exagerada de algumas vitaminas e suplementos também está relacionada ao aumento de patologias. Por isso, deve-se priorizar uma dieta sensata. Em caso de dúvidas ou de deficiência de nutrientes, a melhor solução é sempre conversar com um médico ou nutricionista”, adverte.

Fonte: Grupo H.Olhos

Halloween: junto das makes, lentes coloridas dão um toque criativo às fantasias

Aterrorizantemente colorido: aposte nas lentes de contato para ousar no Halloween
Final de outubro chegou e, com ele, a data mais “assustadora” e criativa do ano: o Halloween. O “dia antes do dia de todos os santos” é conhecido pelas fantasias surpreendentes, looks incríveis, penteados criativos e, principalmente, pelas maquiagens.

Se você gosta de brincar e se fantasiar, ou mesmo seus filhos, que podem estar pedindo uma ajudinha na hora de se arrumar, uma dica é caprichar no olhar, vale apostar nas lentes de contato coloridas, desde as opções cintilantes até a mais aterrorizantes.

“O uso das lentes permite que a pessoa se reinvente, destacando uma make básica ou ressaltando uma maquiagem mais chamativa” afirma Gabrielle Pompilio, Gerente de Marketing da e-lens, maior e-commerce de lentes de contato do Brasil.

Existem inúmeros estilos, com diferentes cores, tons e formatos de pupila e que se adequam a inúmeras maquiagens, fantasias e tons de pele. Confira abaixo algumas sugestões:

lentes coloridas fantasia
Lentes coloridas Fantasia

As lentes exóticas são ideais para fantasias com estampas Animal Print, dando destaque a um ar selvagem. Existem modelos nas cores branca, preta e vermelha, além daquelas que imitam os olhos de gatos e dragões.

lentes coloridas fantasias 2
Lentes de contato Solflex Color Hype

Ideal para a famosa combinação “anjinho e diabo”, o contraste entre as cores branco e vermelho, remete a dualidade céu e inferno, muito utilizada na ocasião. Maquiagens com glitter e diferentes tons de vermelho e branco dão o toque final de toda a composição deste olhar.

lentes fantasia coloridas
Lentes de contato Fantasy

Os olhares “fixantes” são uma boa escolha para quem deseja fantasias e looks mais psicodélicos e alucinantes. ET’s e zumbis são alternativas para este tipo de lentes.

Segundo Gabrielle, uma dica importante é não se esquecer de colocar as lentes antes de começar a se maquiar e também retirá-las antes de remover a make. Assim, você evita que as lentes saiam do lugar e deixa seus olhos livres para passar os cremes demaquilantes. Se você usa óculos de grau, não tem problema: muitas delas corrigem também miopia e hipermetropia, e algumas até baixas dioptrias de astigmatismo.

Sobre a e-lens

A e-lens é o maior e-commerce de vendas de lentes de contato do Brasil. No site é possível comprar com facilidade, rapidez e segurança as lentes de contato e soluções de assepsia receitadas pelo médico oftalmologista. Além disso, a e-lens conta com uma grande variedade de lentes com finalidade estética, entre os modelos estão as diversas opções de cores e as mais exóticas que imitam olhos de gato, por exemplo. A mais recente novidade da empresa é a criação da linha de assinatura de lentes de contato. Dessa maneira, o cliente consegue programar a compra das lentes de contato durante o período que acha necessário e não precisa mais se preocupar com isso.

Saiba qual é o seu tipo de olheira e quais tratamentos podem ser adotados

Sabe aquelas manchas escuras, que aparecem embaixo dos olhos e tanto incomodam homens e mulheres quando o assunto é beleza facial? Agora não é mais preciso conviver com elas. As temidas e indesejadas olheiras podem ser tratadas e amenizadas por meio de uma série de técnicas, que vão desde a aplicação de cosméticos a um procedimento estético minimamente invasivo realizado em consultório.

A dermatologista e speaker da Sinclair Pharma, Jaciara Hunnicutt , alerta, no entanto, que antes de adotar qualquer tipo de tratamento, é importante conhecer a origem do problema. Segundo a especialista, existem quatro tipos de olheiras, que podem se manifestar pelos mais diversos motivos, como genética, exposição excessiva ao sol, noites mal dormidas, entre outros.

Confira agora os tipos de olheiras existentes e os tratamentos recomendados:

1. Olheiras vasculares:

olheiras

As olheiras vasculares são aquelas que apresentam coloração arroxeada, azulada ou até algo avermelhada. Também podem deixar a região abaixo dos olhos mais inchada em algumas circunstâncias. As principais causas são distúrbio do sistema circulatório, aumento dos vasos sanguíneos e pele muito fina na região. Retenção de líquidos, estresse, noites mal dormidas ou cansaço pioram a situação. O tratamento pode ser realizado com laser, drenagem linfática, dermocosméticos com cafeína, entre outros. “Laser e Luz pulsada são excelentes opções de tratamento”, explica Jaciara.

2. Olheiras pigmentares:

olhos olheiras

As olheiras pigmentares possuem coloração amarronzada ou marrom-acinzentada, podendo ter a tonalidade parecida com outras manchas da face, como o melasma, por exemplo. São causadas pelo acúmulo de pigmentos na pele fina dos olhos. Geralmente, são mais comuns em pessoas que possuem a pele morenas a negra ou que tenham rinite. Segundo a dermatologista, o tratamento ideal depende do tipo de pigmento, que pode ser melanina ou hemossiderina, mas de forma geral, dermocosméticos despigmentantes, peelings e procedimentos a laser fazem parte do tratamento. Já a exposição solar pode piorar o aspecto das manchas ao longo do tempo.

3. Olheiras estruturais ou profundas:

olheiras13539564941_web_

De coloração castanha ou marrom-acinzentada, as olheiras profundas costumam dar um ar de constante cansaço em quem as possui e, curiosamente, de todas as olheiras essas são as menos influenciadas pelos hábitos de vida do paciente. Na verdade, essas olheiras, que são como sombras na face, estão intimamente ligadas à estrutura do rosto; acontecem devido a maior profundidade do sulco nasojugal (goteira lacrimal) e, às vezes, do sulco palpebromalar. A boa notícia é que podem ser facilmente tratadas com preenchimento.

De acordo com a médica, os preenchimentos têm se mostrado bastante efetivos para estes casos. “Eu indico a linha Perfectha, uma geração de preenchedores de ácido hialurônico da Sinclair Pharma, empresa internacional de dermatologia. Entre as quatro apresentações do produto, voltadas para o tratamento de diferentes áreas do rosto e das mãos, a Perfectha Finelines, desenvolvida exclusivamente para a região dos olhos (pés de galinha e olheiras), apresenta um resultado realmente espetacular”, enfatiza.

perfectha_product-min-1.png

Jaciara ainda ressalta que, aplicado por um profissional capacitado e na medida certa, o preenchedor possui poucas contraindicações. “O produto traz em sua fórmula o acido hialurônico, um componente natural do nosso organismo, que promove sustentação, brilho e hidratação da pele. O Perfectha devolve ao paciente uma expressão realmente mais jovem e saudável”, finaliza.

4. Olheiras mistas

olheiras-fundas-2

Acontecem quando dois ou mais tipos se associam. Nesse caso, as olheiras apresentam características combinadas e, normalmente, exigem também tratamentos combinados.

Fonte: Sinclair