Arquivo da categoria: orgânico

ESPM lança curso de beleza vegana

O que é beleza numa sociedade na qual o consumo consciente e a sustentabilidade são cada vez mais importantes? Como a indústria da beleza vem se adaptando a esses novos padrões?

cosmeticos naturais veganicos organicos

A ESPM SP, escola de negócios referência nas áreas de Comunicação, Consumo, Economia Criativa e Gestão, realiza, em 19 de outubro, o curso Beleza Vegana: O Novo Mercado, A Revolução das Marcas. Ministrado por Giuliana Sesso, ex-diretora de marketing da revista Vogue, e pela jornalista Renata Kalil, ex-editora de beleza de publicações como a própria Vogue e a Glamour, o curso vai discutir a chamada beleza ética e como a indústria da beleza, suas marcas e seus consumidores lidam com questões como o crescimento do consumo consciente e da importância da sustentabilidade.

“Vamos promover um dia de trocas de experiências e de informações sobre o mercado ético da beleza”, diz Giuliana. “Cada vez mais será preciso que as marcas aprendam com os consumidores, os consumidores aprendam com as marcas e as marcas aprendam com outras marcas.”

Uma das grandes linhas da beleza ética é o veganismo, cuja base é o não uso de ingredientes de origem animal na composição de alimentos e outros produtos, inclusive cremes, xampus e sabonetes.

“A beleza vegana é um gesto de generosidade”, afirma Renata Kalil. “É uma aposta em futuro mais ético. Consumo sustentável e com propósito é o maior sinônimo de luxo. Não há nada mais chique do que não compactuar com a crueldade animal.”

Entre os temas do curso está a identificação, por parte dos consumidores, de produtos realmente veganos, que não devem ser confundidos com os chamados produtos cruelty free (aqueles que foram produtos sem, por exemplo, uso de animais para testes de laboratório).

Os interessados devem se inscrever clicando aqui.

VEGAN KVD Hero - WVD
Foto de campanha da marca Kat Von D Beauty

Curso de Beleza Vegana: O Novo Mercado, A Revolução das Marcas
Data: 19 de outubro, sábado
Horário: das 10h às 17h
Investimento: R$ 590,00 ou 10 vezes de R$ 59,00
Local: ESPM Tech
Endereço: R. Joaquim Távora, 1240, Vila Mariana — São Paulo

Café Le Manjue chega a Vila Nova Conceição

Seguindo o conceito grab and go de comidas saudáveis, os sócios Renato Caleffi, Bruno Amaro e Rafael Miranda inauguraram mais uma unidade do Café Le Manjue, na Vila Nova Conceição.

A nova loja aposta em um projeto totalmente democrático e sustentável, criado pela arquiteta Flávia Machado. Entre os diferenciais está um balcão na esquina, criado para ser um espaço de venda ágil. Além disso, o ambiente conta com um pequeno salão interno com paredes revestidas de tintas orgânicas e luminárias em estilo retrô, proporcionando um lugar aconchegante e acolhedor ao cliente. No centro do café, uma mesa compartilhada tem como objetivo reunir grupos e estimular novas conexões. A calçada também foi reformada, com piso ecológico permeável e uma nova jardineira com intuito de cuidar do espaço público.

O menu com criações assinadas pelo chef Renato Caleffi, que desde 2007 está à frente do restaurante e aposta em uma gastronomia orgânica, funcional, saudável e que conquiste todos os paladares, apresenta novidades. É o caso da “Marmita Fit”, que traz uma opção diferenciada para cada dia da semana e oferece uma proteína e um carboidrato, acompanhados de uma salada (R$ 36).

le manjue

Na parte dos doces, os destaques vão para o Brownie Funcional, feito com farinha de mandioca e de arroz, chocolate 55% cacau e castanha-de-caju, uma opção sem glúten e sem leite (R$ 8); o Iogurte de coco com mel ou melaço servido com granola artesanal (R$ 16); e os bombons funcionais, sem açúcar e vegano (R$ 10), além do bolo de aniversário que passa a ser vendido sob encomenda (R$ 100/ quilo).

Já na parte de bebidas a sugestão é o Golden Milk (R$ 11), preparado com leite de coco, mel ou melaço e golden milk (mix de especiarias: cúrcuma, gengibre, cravo, canela, pimenta preta e noz-moscada).

Hoje o café Le Manjue conta com unidades na região do Jardins e no Shopping JK Iguatemi. A ideia dos sócios é expandir e franquiar a rede de cafés e oferecer o melhor da culinária orgânica, saudável e funcional.

Le Manjue:

le manjue 2

Vila Nova Conceição: Rua Afonso Braz, 315. Horário de funcionamento: Segunda a Sábado – 8h às 20h.

Jardins: Alameda Lorena, 1004 – Jardins/SP. Horário de funcionamento: Segunda a sexta-feira – 7h às 22h. Sábado – 9h às 16h

JK Iguatemi: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041 -2º Piso – Shopping JK Iguatemi
Horário de funcionamento: Segunda a Sábado – 10h às 22h. Domingo e feriados – 14h às 20h

Especialista dá dicas de hábitos e ingredientes para um cardápio saudável

É notável que a relação de muitos brasileiros com a alimentação tem mudado muito nos últimos anos. A busca por um estilo de vida mais saudável e a preocupação com a procedência dos alimentos ingeridos no dia a dia tem se tornado cada vez mais evidente, dando um espaço cada vez maior para o consumo de produtos naturais e orgânicos e para a adoção de práticas mais sustentáveis na hora de cozinhar.

Pensando nisso, o chef Renato Caleffi, responsável pelo renomado restaurante paulista Le Manjue, e professor no Curso de Especialização Cuisine Santé do Centro Europeu, uma das principais escolas de gastronomia do país, apontou alguns hábitos indispensáveis para ele no cotidiano da profissão e que tornam o preparo diário das refeições mais saudável e natural.

Pioneiro na aplicação, gestão e consultoria da gastronomia saudável e orgânica no Brasil, o chef garante que um dos costumes fundamentais para um cardápio com menos elementos prejudiciais à saúde é o uso de alimentos orgânicos. “Alimentos que foram cultivados com recursos mais naturais, sem o uso de fertilizantes artificiais ou pesticidas, são sempre a melhor opção para a qualidade do prato, para a saúde do consumidor e para o meio ambiente”, afirma.

organicos

Além disso, usar o mínimo de produtos industrializados também faz toda a diferença. “O ideal é montar e preparar as receitas com o máximo de ingredientes frescos, deixando os industrializados e segundo plano, como por exemplo substituir o molho de tomate pronto embalado, por um caseiro feito na hora com tomates frescos”, explica Renato Caleffi.

oleaginosas pixabay
Pixabay

Outra dica que agrega saúde e sustentabilidade ao cardápio é substituir as fontes de proteína de origem animal por opções menos agressivas ao meio ambiente*. “As opções alternativas a carne estão cada vez mais acessíveis, basta pesquisar e encontrar novas fontes de proteína e sabores que encaixe melhor em cada dieta”, comenta o especialista.

mel polen pixabay

O aproveitamento total dos alimentos também é essencial para quem preza por um estilo vida saudável. “É muito pertinente praticar o hábito de aproveitar o alimento em sua totalidade, buscando formas e receitas de utilizar também a casca e o caroço, não somente a polpa”, declara.

Além dos hábitos e formas de preparo, alguns ingredientes também podem adicionar mais sabor e saúde as refeições feitas na cozinha de casa, como o mel de abelha nativa e o vinho natural. Para finalizar o chef Renato Caleffi aponta qual é o ingrediente indispensável para ele em grande parte das receitas de casa e do restaurante.

biomassa banana verde shutterstock
Shutterstock

“Sem dúvida, o que não pode faltar é a biomassa de banana verde, que além de funcional oferece inúmeros benefícios para o organismo, como controlar a glicemia, reduzir o colesterol e melhorar o funcionamento intestinal e fortalecer a imunidade”, completa o especialista.

*Dicas para substituir a proteína animal:

Operação Carne Fraca: como substituir a carne animal sem perder as proteínas
Não quer mais comer carne? Veja opções para substituir
Para um mundo mais sustentável, é preciso diminuir o consumo de carne
Cinco substitutos da carne para incluir no cardápio

Glúten: cosméticos com a substância podem causar reações alérgicas em celíacos

Além dos alimentos, a proteína do trigo também está presente em muitos cosméticos e pessoas celíacas podem ter alergias, irritações e dermatites por usarem estes produtos sem saber que contém glúten.

Os portadores da doença celíaca sabem que não devem ingerir nenhum alimento que contenha glúten, pois sua ingestão causa danos à parede do intestino delgado e gera problemas como diarreia, prisão de ventre, irritabilidade, flatulência e inchaço. Porém, em alguns casos, não ingerir glúten não é o suficiente.

gluten.jpg

“Existe uma variante da doença celíaca, a dermatite herpetiforme, que é desencadeada pelo uso de cosméticos que tenham alguma substância derivada do glúten. Entre os sintomas da doença estão erupções, bolhas, escurecimento da pele, vermelhidão e coceira. Em 20% dos casos, ela vem acompanhada pelos sintomas gástricos comuns da doença celíaca, como cãibras intestinais e diarreia”, explica Márcio Accordi, biólogo geneticista e diretor da Biozenthi Laboratórios Cosméticos.

O problema é que, ao contrário do que ocorre com os alimentos, as empresas de cosméticos não são obrigadas a dizer no rótulo se o produto contém glúten ou não. Além disso, devido ao INCI Name, sistema internacional de codificação para os ingredientes de um produto, pode ser difícil identificar que componentes presentes na fórmula possuem glúten.

“Alguns nomes comuns em cosméticos e que indicam a presença de glúten são Triticum Vulgare, Avena Sativa, Hordeum Vulgare, Secale Cereale, Hydrolyzed Wheat e Wheat Germ Extract, mas existem muitos outros. Em caso de dúvida, o melhor a se fazer é entrar em contato com o fabricante do produto”, alerta o especialista.

Biozenthi

biazenthi.png

Desde dezembro de 2011, a Biozenthi abraçou a causa dos celíacos sendo a primeira empresa brasileira a fabricar e identificar cosméticos livres de glúten. A empresa certifica-se da origem das matérias-primas adquiridas com os fornecedores, evitando assim que qualquer cosmético da marca contenha glúten, seja de forma direta ou indireta, como em casos de contaminação cruzada.

“Para saber se os produtos contêm glúten pessoas celíacas precisam avaliar toda a composição do rótulo e, em muitas situações, acabam tendo que entrar em contato com o SAC do fabricante. Então, para a Biozenthi, foi um grande desafio e ao mesmo tempo um imenso prazer poder ajudar este grupo de pessoas que até então não tinham nenhuma empresa em que confiar. Por isso, todos os nossos produtos contém a informação de glúten free logo após a composição.”, afirma Accordi.

Informações: Biozenthi

 

Acordo entre Brasil e Chile simplificará importação de vinhos orgânicos

Inédita no mundo, medida dará equivalência de produtos orgânicos comercializados entre os dois países

Um acordo de equivalência de produtos orgânicos de origem vegetal in natura e processados entre Brasil e Chile, que vigora desde o mês de abril, permitirá a simplificação da importação de vinhos chilenos orgânicos por distribuidoras, importadoras e lojas.

O acordo, assinado em setembro do ano passado, em forma de memorando pelas autoridades dos ministérios da agricultura dos dois países, estabelece que o Chile reconhecerá a certificação realizada no Brasil para produtos orgânicos e o Brasil também reconhecerá a certificação do Chile. O acordo é inédito na América do Sul e no mundo.

O acordo inclui produtos vegetais e processados de origem vegetal, para consumo humano, nos quais os vinhos são incluídos e é resultado do Memorando, assinado em setembro de 2018 pelos dois países, de reconhecimento dos sistemas de certificação e controle para a produção orgânica dos dois países.

O memorando determina que o Chile reconheça que o Sistema de Certificação de Produto Orgânico do Brasil cumpre as normas e objetivos do sistema de certificação agrícola orgânica chilena e, por sua vez, o Brasil reconhece que o Sistema Chileno de Certificação de Produto Orgânico está em conformidade com os padrões e objetivos do sistema de certificação de produtos agrícolas orgânicos no Brasil. Dessa forma, um produto que atenda ao padrão de certificação orgânica chileno terá garantia suficiente para o Brasil reconhecê-lo e vice-versa.

wines_of_chile_brasil___vinhedo_biodinamico.jpg

O acordo será válido por cinco anos e, segundo Claudio Cárdenas, chefe do departamento de Agricultura Orgânica, do SAG-Servicio Agrícola e Ganadero, do Chile, é inédito em diversos sentidos. Trata-se do primeiro deste nível assinado entre os países da América do Sul e é o primeiro no mundo que reconhece, sem restrições, os dois tipos de certificação orgânica: certificação de terceiros, na qual uma empresa certifica a operação orgânica de acordo com os regulamentos atuais de origem, e também o outro sistema, que é o de certificação própria (ou de primeira parte), realizado por meio de Organizações de Produtores, os chamados Sistemas Participativos, que cumprem os requisitos regulamentares que são estabelecidos e, consequentemente, a certificação é concedida. Este último sistema de certificação é garantido pela autoridade competente de cada país (SAG-Serviço Agrícola y Ganadero, do Chile e MAPA-Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Brasil).

O acordo abre a possibilidade de os produtos receberem uma certificação válida dos Sistemas Participativos de Garantia (organizações de agricultores orgânicos). Para poder exportar um produto orgânico, será necessário estar acompanhado do respectivo Certificado de transação, que deve ser emitido por um Organismo de Certificação reconhecido pelo Serviço Agrícola e Pecuária, sendo este um certificado de primeira parte ou uma organização de agricultores ecológicos.

No caso de vinhos, bem como outros produtos vegetais frescos e processados autorizados no âmbito deste acordo, para serem exportados e comercializados no Chile e no Brasil, haverá a necessidade da inclusão, pelos produtores, do selo orgânico chileno e brasileiro. No caso do Brasil serão dois selos: para diferenciar a origem da certificação, que poderá ser uma empresa certificadora ou uma organização de agricultores orgânicos no sistema participativo. Com o objetivo de começar e simplificar a operação, haverá um período de transição e adaptação, onde poderão ser utilizados rótulos com selo orgânico chileno ou selo orgânico brasileiro.

A expectativa de Claudio Cárdenas é que haja um aumento no comércio de produtos orgânicos em geral de ambos os países, já que o acordo tem como principais objetivos a promoção de ações que visem facilitar o comércio, bem como iniciativas e políticas que estimulem o desenvolvimento da produção orgânica de ambos países, mantendo uma comunicação fluida e colaborando mutuamente em questões de controle.

vinho amigos brinde.jpg

Angelica Valenzuela, diretora da Wines of Chile, diz que este acordo representa um grande avanço e que vai em direção às novas tendências do consumidor brasileiro que procura cada vez mais vinhos orgânicos e de qualidade premium. Para ela, esta medida também foi positiva para o trade, formado por importadores e distribuidores, por simplificar todo o processo de importação de vinhos orgânicos, que antes eram mais complexos.

A Wines of Chile foi criada com o nome de Associação de Vinhos do Chile, em abril de 2007, com o propósito de unificar os esforços da indústria chilena de vitivinicultura. A entidade reúne 74 produtores, que abrangem as diversas regiões vinícolas e é presidida por Aurelio Montes.

Primeira da zona norte de São Paulo, Feira de Orgânicos Lar Center completa um ano

Há um ano, o Shopping Lar Center, em parceria com a AAO – Associação de Agricultura Orgânica, promove todos os domingos pela manhã uma feira exclusiva de produtos orgânicos ao ar livre. Montado em uma área reservada do estacionamento, o evento reúne vários produtores que vendem verduras, legumes, frutas, hortaliças, temperos, laticínios, molhos, geleias, castanhas, cereais, bolos e pães, além de cafés, sucos, chás e vinhos orgânicos.

Cultivados em um sistema que respeita os ciclos naturais, beneficiando a biodiversidade e reduzindo os impactos ao meio ambiente, os produtos orgânicos são livres de agrotóxicos e se destacam pelo sabor e aroma mais intensos. De acordo com dados divulgados pelo Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), 15% da população brasileira têm o hábito de consumir orgânicos regularmente.

“Temos o compromisso de sempre oferecer ações inéditas e diferenciadas aos nossos clientes, atendendo a todos. A Feira de Orgânicos Lar Center foi a primeira da zona norte e, desde a sua inauguração, teve excelente aceitação dos moradores dos bairros no entorno, bem como de frequentadores do empreendimento que não residem na região. A feira, que valoriza os pequenos produtores e contribui para a disseminação da importância do consumo de produtos orgânicos, recebe público diverso todos os domingos e já se tornou um local de encontro semanal de muitas pessoas e famílias”, afirma Fabiana Teixeira, gerente de marketing do Shopping.

Feira de Orgânicos LAR CENTER - 03

Além de comprar alimentos saudáveis e altamente nutritivos, os consumidores têm a oportunidade de desfrutar de um delicioso café da manhã orgânico e participar de várias ativações, como workshops, bate-papos com renomados profissionais e exercícios físicos relaxantes. Dentre os diferenciais do evento estão uma área exclusiva para as crianças brincarem, espaços para refeição e convivência, bicicletário e bebedouros para os pets, que também são muito bem-vindos no Shopping.

Fabiana reforça que são realizadas com frequência atividades educativas e lúdicas para as crianças, que podem brincar e se divertir enquanto os pais fazem as compras na Feira de Orgânicos. Em junho, dando continuidade às ações de entretenimento e lazer para toda a família, o Lar Center promoverá, em parceria com a PlayDate – movimento de mães em apoio à maternidade consciente -, aulas de jardinagem, oficinas de pintura em tela, contação de histórias e oficinas para confecção de adereços juninos.

Feira de Orgânicos LAR CENTER - 05

Oficinas Infantis – Junho
Dia 9/06: Aulas de jardinagem – às 10h e às 11h
Dia 16/06: Oficinas de pintura em tela – às 10h e às 11h
Dia 23/06: Oficinas para confecção de adereços juninos – às 10h e às 11h
Dia 30/06: Oficinas para confecção de adereços juninos – às 10h e às 11h

Feira de Orgânicos LAR CENTER - 04

Serviço – Feira de Orgânicos Lar Center
Quando: Todos os domingos
Horário: Das 8h às 13h
Local: Estacionamento do Shopping Lar Center
Endereço: Av. Otto Baumgart, 500 – Vila Guilherme – São Paulo/SP

Feira de Orgânicos Lar Center terá workshop de receitas orgânicas com chef Rodrigo Einsfeld

No próximo domingo, 19 de maio, o Lar Center promoverá um workshop com o chef Rodrigo Einsfeld em comemoração ao primeiro ano da Feira de Orgânicos, que acontece todos os domingos, a partir das 8h, em uma área reservada do estacionamento do Shopping. Ex-participante do MasterChef Profissionais, Rodrigo dará dicas gastronômicas e ensinará três saborosas receitas feitas exclusivamente com ingredientes orgânicos.

Realizada em parceria com a AAO – Associação de Agricultura Orgânica, a Feira de Orgânicos Lar Center reúne pequenos produtores que comercializam uma ampla variedade de alimentos saudáveis e altamente nutritivos. A feira dispõe de uma barraca com diversificado cardápio orgânico para o café da manhã, espaços para refeição e convivência, uma área para as crianças brincarem, além de bicicletário e bebedouros para pets.

Fabiana Teixeira, gerente de marketing do Shopping Lar Center, ressalta que a Feira de Orgânicos tem sido um grande sucesso, reunindo diversos públicos todos os domingos pela manhã.

“Temos o compromisso de sempre promover experiências completas e diferenciadas para os nossos clientes, atendendo toda a família. Na Feira de Orgânicos, além de comprar e consumir produtos de alta qualidade, os frequentadores têm a oportunidade de tomar café da manhã, participar de várias atividades, oficinas e bate-papos conduzidos por renomados profissionais, que abordam a importância da alimentação saudável e como a produção de alimentos orgânicos beneficia o meio ambiente e a biodiversidade e fortalece a economia”, afirma.

Fabiana reforça que aqueles que forem à Feira de Orgânicos no próximo domingo também poderão participar das aulas gratuitas de pilates que a Decathlon, em parceria com o M. Marques Estúdio de Pilates, promoverá às 9 e às 10 horas. Além disso, a partir das 11h, os frequentadores irão curtir o som da Emblues Beer Band, banda itinerante que mescla ritmos variados como folk, blues, jazz e a música regional brasileira em suas apresentações.

Chef Rodrigo Einsfeld

Rodrigo começou a cozinhar por necessidade enquanto trabalhava como ator. Antes de abrir o Barê, em São Paulo, onde ficou por quatro anos no comando da cozinha, passou pelos restaurantes Stuzzi, no Rio de Janeiro, e pelo Arola Vintetres, em São Paulo. O chef também participou da primeira edição do MasterChef Profissionais no Brasil, em 2016, e, em seguida, trabalhou por um período no restaurante – três estrelas Michelin – Atelier Crenn, em São Francisco, na Califórnia. Hoje, Rodrigo integra o Grupo 8+ como Chef Executivo da Tartuferia San Paolo e sócio da Tartuferia Giapponese, além de prestar consultoria para diversos restaurantes em todo o país.

larcenter.jpg

Workshop com Rodrigo Einsfeld
Data: 19 de maio de 2019
Horário: das 11h30 às 12h30
Entrada: gratuita
Capacidade: 20 pessoas
Local: Feira de Orgânicos Lar Center (estacionamento do Shopping Lar Center)
Endereço: Av. Otto Baumgart, 500 – Vila Guilherme – São Paulo/SP

Beleza Sustentável: aprenda a fazer cosméticos naturais e veganos

A convite do Namu Cursos, primeira plataforma online para uma vida equilibrada, Daniella Kakazu e Luiza Monteiro, ambas engenheiras químicas e pós-graduadas em sustentabilidade, elaboraram um curso on-line exclusivo para a plataforma. Com o nome de “Cosméticos Naturais e Veganos”, o curso possui 11 videoaulas que ensinam a fazer os mais variados tipos de cosméticos com foco no cuidado da pele, como hidratantes, séruns, esfoliantes, máscaras e tônicos.

cosmeticos naturais veganicos organicos

O grande diferencial do curso é que todos os cosméticos são livres de elementos de origem animal. Até mesmo ingredientes como o leite e o mel – muito presentes em cosméticos – são deixados de fora das receitas. “A ideia é fazer tudo para causar o mínimo de impacto possível ao meio ambiente” explica Luiza.

Além disso, os produtos são 100% naturais, ou seja, sem nenhum componente que foi sintetizado em laboratório. “Desejamos transformar as relações das pessoas com seu próprio corpo e com a natureza, levando os benefícios dos cosméticos naturais a todos. Queremos inspirá-las a ter um cuidado mais verdadeiro, minimalista e harmonioso com a sua pele”, diz Daniella.

De acordo com Luiza, é um grande erro achar que os cosméticos precisam ter produtos químicos ou de origem animal para deixar a pele bonita e saudável. Os ingredientes vegetais são muito nutritivos, eficientes e trazem diversos benefícios para a pele a longo prazo. Ao contrário dos produtos convencionais, que em sua maioria são compostos por água ou ingredientes químicos e tratam apenas os sintomas aparentes. “Além do que, alguns deles são agressivos à pele, causando alergias, irritações, acne, coceiras e até desequilíbrios hormonais”, completa.

As professoras explicam que a transição de produtos industrializados para naturais não é para ser algo duro ou sofrido. “Vá substituindo aos poucos. Conforme os seus produtos forem acabando, vá introduzindo os naturais na sua rotina”. Além disso, é necessário ter paciência, pois o organismo pode demorar um pouco para se acostumar com eles. “É importante que não desista nas primeiras tentativas”.

O curso idealizado por Daniella e Luiza reúne dicas que ajudarão nessa transição, além de explicar quais são os melhores ingredientes para todos os tipos de pele, seja ela ressecada, oleosa, sensível ou com acne. Em adicional, mostra os cuidados necessários para fazer os cosméticos em casa, com qualidade.

Valores: a vista = R$ 286,00, ou em até 12x de R$ 23,83 no cartão de crédito.

Natural skincare cosmetic products on white marble table from above. Creams, balms, masks, oils, serums.  Beauty blogger concept

Namu Cursos

É uma start up com foco em qualidade de vida. É a primeira plataforma de videoaulas voltada exclusivamente para o bem-estar. O objetivo da empresa é contribuir para a evolução das pessoas por meio de conteúdos para uma vida mais equilibrada. Os cursos são completos e contam com os melhores professores de yoga, pilates, fitness e alimentação saudável. São adquiridos por meio do site e podem ser acessados pelo computador, celular ou tablet.

Sobre Daniella Kakazu e Luiza Monteiro

Daniella e Luiza são Engenheiras Químicas pela UFSCar. Daniella é pós-graduada em Sustentabilidade pela Universidade da Califórnia, de Los Angeles (EUA). Ambas empreendedoras na Jaci Natural, marca de cosméticos naturais, veganos e sustentáveis.

Apfel, restaurante vegetariano e orgânico, recebe mostra com 22 artistas

Uma apaixonada pelos mistérios da terra e de tudo o que pode nascer pela vontade da natureza, assim é Mylenne Signné, chilena radicada no Brasil há 30 anos. Ela propõe mais do que um modo saudável de se alimentar, apresentando, sobretudo, um estilo de vida e de nutrição.

Sua vida, desde maio de 2002, é dedicar carinho, amor e atenção ao restaurante vegetariano e orgânico Apfel, nos Jardins. Amante de cores, aromas e sabores, Mylenne aprecia substituir ingredientes. Como toda admiradora da nutrição orgânica, a chef sabe respeitar o tempo certo de cada safra, a colheita de cada legume ou verdura possui seu período certo na cozinha do restaurante.

Da cozinha de sua tia-avó no Chile, ela carrega as lembranças mais saborosas da infância. No Brasil, aprendeu a importância da cozinha vegetariana , com uma das precursoras deste tipo de alimentação ( Tia Lúcia, proprietária do primeiro vegetariano de Saõ Paulo) em um país ainda novato e pouco entusiasta deste tipo de culinária.

Seu restaurante, além de vegetariano e orgânico, é sustentável; a equipe cuida de uma horta própria, reusa a água e estimula o aproveitamento total dos alimentos. Seu lifestylle, carrega o conceito natural de seu comportamento, e esta definição é traduzida nos pratos que a chef prepara no Apfel.

apfel 2.png

São 18 opções de saladas e 17 de pratos quentes, além das sobremesas, que variam todos os dias. A estrela dos doces é a torta de frutas vermelhas, que está entre as mais pedidas pelos clientes e habitues. Além disso, a casa oferece alguns eleitos do público, como o nhoque de beterraba com pesto de brócolis, o risoto de quinoa com legumes e shitake e, claro, as empanadas chilenas na versão da chef.

apfel1

Para Mylenne, “nada é novo, tudo se reinventa”, e ela gosta mesmo é de “ brincar” com as alquimias deliciosas de uma cozinha rica em sabor, cor e textura. O restaurante também produz sob demanda, aceita pedidos de buffet em domicílio, previamente combinado com a chef, que poderá estabelecer as melhores opções de entradas, prato principal e sobremesa, de acordo com a ocasião.

Pet friendly e amante de bicicletas também possuem espaço no restaurante – vale conhecer o Apfel Bike, com localização privilegiada, o local traduz a convicção de que viver bem é apenas mudar hábitos e atitudes. Mylenne nos mostra, com sua casa, que reunir amigos e família ao redor de uma mesa, é apenas o reflexo de uma nova forma de viver .

Mostra Elementos

Hoje (11) ocorre a inauguração da mostra Elementos. Trata-se de uma coletiva com 22 artistas apresentando obras em diferentes estilos, técnicas e materiais, indo desde as tradicionais telas aos mais inusitados materiais, como os refugos da joalheria. As obras ficarão expostas até o dia 11 de maio. A abertura será realiza esta noite, das 18 às 21 horas.

apfel

Apfel Jardins – Rua Bela Cintra, 1343 – Jardins – São Paulo – SP – Horário de funcionamento: de segunda a sexta: das 11:30h às 15h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 16h. Valores: preço único R$ 37,90 de segunda a sexta-feira; e R$ 43,90 aos sábados, domingos e feriados. 

Nutricionista ensina passo a passo para manter a alimentação equilibrada

Recentemente, comemoramos o Dia da Saúde e Nutrição (31/03). Para ressaltar a importância de cuidar da alimentação e para que isso se reflita em longevidade e qualidade de vida, Mariana Maciel, nutricionista do dr.consulta, rede de centros médicos, explica os dez passos para uma alimentação saudável, indicados pelo Ministério da Saúde:

1. Fazer de alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação

vegetais

Na hora de selecionar o que deve ser ingerido diariamente, as pessoas devem dar preferência para alimentos frescos, que não tenham passado por nenhum ou pouco processo de beneficiamento, como grãos, raízes, legumes, verduras, frutas etc. “Evite consumir alimentos industrializados e prontos para o consumo. A orientação é para tentar desembalar menos e preparar mais os alimentos em casa, envolvendo a família sempre que possível. Pode ser mais divertido e certamente será mais saudável”, afirma Mariana.

2. Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias

sal-marinho-seasalt

Muitos consideram todos esses itens grandes vilões da alimentação. O que nem todo mundo sabe é que quando bem escolhidos e bem dosados, eles contribuem para o desenvolvimento e funcionamento do nosso corpo. “Como o brasileiro em média consome sódio demais, vale estar atento para diminuir a adição de sal nos alimentos preparados e também evitar os que contêm sódio demais em sua composição, como temperos prontos, molho inglês e de soja, salgadinhos e petiscos, alimentos em conserva, enlatados, embutidos e curados, entre outros”.

3. Limitar o consumo de alimentos processados

graos integrais everyday health
Foto: Everyday Health

Como todo ser humano, vez ou outra não é pecado comer alimentos processados. Porém, com certeza não devem ser a base do cardápio diários. Isso porque o modo de preparo desses alimentos altera de maneira desfavorável sua composição nutricional. “Procure aumentar os alimentos ricos em fibras e integrais, pois eles diminuem a absorção do colesterol, são mais nutritivos e ajudam no trânsito intestinal. Exemplos: arroz e pão integral, cereais integrais, vegetais e frutas crus e com casca, sementes e frutas secas”, explica a especialista.

4. Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados

macarrao instantaneo
Pixabay

Biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, refrigerantes e macarrão instantâneo são alguns dos exemplos de alimentos ultraprocessados. Por conta de sua composição, possuem pouco ou nenhum valor nutricional. “Leia sempre o rótulo dos alimentos e a lista de ingredientes. Procure sempre aqueles que você conhece todos os ingredientes e tenham a menor quantidade de aditivos”, indica Mariana.

5. Comer com regularidade e atenção em ambientes apropriados e, sempre que possível, com companhia

jantar almoço comida vinho mulher

É importante manter uma rotina de alimentação, tentando ter uma regularidade nos horários das refeições principais, como café, almoço e janta, além de evitar ficar beliscando ao longo do dia. Preste atenção no que você está levando à boca; o momento da refeição tem que ser prazeroso e aproveitado. Procure comer acompanhado, em locais limpos, confortáveis e tranquilos e onde não haja estímulos para o consumo de grandes quantidades de alimento. Isso favorece o comer com regularidade e atenção. “Coma sentado, devagar, mastigando bem, descansando os talheres a cada garfada e não combine a refeição com outras atividades como ler ou assistir televisão”, revela a nutricionista.

6. Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados

organicos

Apesar de não estar diretamente relacionado ao ato de comer, o local onde são feitas as compras pode influenciar e muito na escolha de alimentos e em como as refeições serão montadas posteriormente. Assim, busque mercados que possuam a parte de hortifruti, feiras livres etc. “Fique atento também para não sair de casa com fome. Isso interfere bastante na escolha das compras e nas quantidades. E sempre que possível, opte por alimentos orgânicos”.

7. Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias

avo neta cozinha freepik
Freepik

Procure aprender técnicas culinárias diferentes para variar os modos de preparo e deixar o cardápio mais apetitoso. “Troque com familiares e amigos conhecimento e aprendizados. Isso enriquece não somente o prato, como também nossas relações com as pessoas que nos cercam. Isso faz com que desfrutemos mais da alimentação e garantimos a origem e o preparo do que comemos”, afirma Mariana.

8. Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece

despensa
Foto: Onehundreddollarsamonth

Busque dedicar um tempo à organização de sua despensa, assim como se planejar para fazer as compras e montar cardápios semanais. Procure dividir com a família as tarefas que remetem ao preparo das refeições. “Todos saem ganhando saúde e qualidade de vida, afinal a alimentação faz parte do nosso seguro de vida. Não podemos deixar para comer o que der, quando der”.

9. Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora

749_buffet-feijoada-no-restaurante-ccultura-caseira

A correria do dia a dia não permite que tenhamos uma refeição preparada por nós mesmos, de maneira fresca, todos os dias. Vez ou outra precisamos comer fora e, apesar de todas as tentações disponíveis, é importante selecionar um local que prepare suas refeições na hora, como restaurantes de comida por quilo. “Evite grandes redes e fast-foods ou locais que ofereçam comidas congeladas”, alerta a especialista.

10. Ser crítico quanto às informações e orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais

television

Tenha em mente que a publicidade visa vender produtos, não oferecer informações de qualidade. Preste a atenção nas mensagens que forem passadas e absorva-as com um olhar crítico. “Se tiver alguma dúvida sobre algum produto, cheque com um especialista”.

Por fim, tenha paciência, pois o processo de reeducação alimentar e a adoção de um estilo de vida mais ativo não pode e nem deve ocorrer subitamente. “Para ser duradouro, deve ser um processo longo e vagaroso”, finaliza.

Fonte: dr.consulta