Arquivo da categoria: Saúde

Cardiologista explica a relação entre infarto e doenças respiratórias

Com alta incidência nesta época do ano, pneumonia, bronquite e até a gripe podem ser gatilhos para complicações do coração em adultos, principalmente em idosos

É só o tempo mudar para a rinite, a sinusite e outras inflamações aparecerem. As infecções respiratórias – garganta inflamada, tosse, febre e dor facial -, típicas desta época do ano, afetam quase metade da população brasileira. Agravadas pelo tempo frio e seco, elas podem aumentar o risco de doenças cardíacas, como o infarto, por exemplo, principalmente para quem já passou dos 60 anos. A gripe é o principal fator de risco para as complicações.

A relação entre estas doenças esquenta a discussão sobre o aumento do número de ataques cardíacos no inverno. Ela pode ser explicada pelo fato de que esse tipo de quadro favorece a formação de coágulos sanguíneos, de inflamações, alterações no fluxo do sangue e de toxinas que danificam os vasos. “Ocorrem determinadas alterações agudas na parede arterial da artéria coronária, responsável por irrigar o músculo cardíaco. Esse processo provoca a obstrução da artéria, levando ao infarto”, explica Leopoldo Piegas, cardiologista e coordenador do Programa de Cuidados Clínicos de Infarto Agudo do Miocárdio do HCor.

coração pulsação pixabay
Ilustração: Pixabay

Embora o risco absoluto seja baixo, segundo Piegas, é importante ter ciência de que uma infecção respiratória pode, sim, ocasionar um infarto. “Não há motivos para alardes. Além de fatores muito mais poderosos para o aparecimento do infarto do que uma gripe, há um grupo de risco mais suscetível, que são pessoas com doença coronariana pré-existente, as que já sofreram infarto e aquelas acima de 60 anos”, ressalta.

Prevenção

A boa notícia é que há métodos preventivos que ajudam a ficar longe das doenças respiratórias, como a vacinação antigripal. A imunização é capaz de reduzir o risco em 30% de sofrer um ataque cardíaco. “Além disso, atitudes simples, como lavar bem as mãos e evitar locais aglomerados são estratégias preventivas importantes. E, acima de tudo, não ignorar os sintomas que podem indicar um ataque cardíaco”, orienta Piegas.

Sinais de infarto

mulher infarte

Alguns sintomas podem ser notados previamente. Conhecê-los ajuda no diagnóstico precoce e garante boas chances de recuperação. Confira:

Mal-estar
Tontura seguida de enjoo
Sensação grave de indigestão e de obstrução na garganta
Suor frio
Falta de ar e dificuldade para respirar
Dor nas costas.

Fonte: HCor

Beleza glacial: temperaturas criogênicas restauram pele e removem gordura

Tratamentos estéticos com frio são menos invasivos que métodos tradicionais e trazem bons resultados

Usado corretamente, o frio pode ter benefícios importantes para a saúde. Essa é a proposta das crioterapias, tratamentos que aplicam temperaturas abaixo de zero em regiões específicas do corpo. Na estética, as crioterapias podem reduzir medidas e rejuvenescer a pele.

“No caso da criolipólise e da criofrequência, nós temos aparelhos específicos que atuam congelando pequenas áreas do corpo para estimular uma quebra da gordura, principalmente a localizada”, diz Luciana Dantas, coordenadora da graduação em Estética e Cosmética do Centro Universitário IESB. “O congelamento gera uma lesão, a morte das células, e o próprio organismo já faz um processo inflamatório para eliminá-las”, continua.

Segundo a professora, esses métodos trazem bons resultados e são muito utilizados na estética para redução da gordura localizada e até da visceral, em alguns casos. Existe ainda o peeling criogênico, que usa as baixas temperaturas para reduzir linhas de expressão, clarear manchas e uniformizar o tom da pele.

criolipolise.jpg

“Um dos benefícios dessas técnicas é que esses procedimentos são minimamente invasivos, nada parecido com uma lipoaspiração. O risco para o paciente é muito menor”, conta Luciana. “É claro que existem todos os cuidados para se utilizar a técnica corretamente e para não causar uma queimadura. O paciente faz o procedimento na clínica e já sai sem nenhum impedimento para sua rotina normal”, continua.

É preciso apenas seguir as recomendações para o cuidado com a região e para garantir os resultados – que são progressivos e demoram até seis meses para aparecer completamente. O processo gera uma reparação das células no local, que vão sendo regeneradas com menos gordura ao longo do tempo. O frio estimula ainda a produção de colágeno, o que melhora consideravelmente a textura da pele, sem nenhuma cicatriz.

Fonte: Estética e Cosmética do Centro Universitário IESB

Máscara para cílios: como usar da maneira correta

Dermatologista da Clínica Karla Assed Curitiba dá dicas para não ter complicações com o uso do rímel

Ele dá volume e alonga os cílios, além de realça o olhar. Por isso, o rímel é um dos itens de beleza preferido das mulheres – e indispensável em qualquer maquiagem. Mas seu uso exige alguns cuidados. Já parou para pensar que a embalagem da máscara de cílios é um ambiente úmido, ideal para o desenvolvimento de fungos, bactérias e outros micro-organismos que podem causar a queda dos cílios, além de inflamações nos olhos, terçol e até mesmo caspa nos fios?

Por isto, é preciso ficar muito atenta à data de validade do rímel. “Após aberta, a máscara deve ser utilizada por três meses e depois descartada”, alerta a médica dermatologista Mayara Bravo, da Clínica Karla Assed Curitiba.

“Evite também guardar o rímel e outras maquiagens no banheiro, pois a umidade e a temperatura do local contribuem para a proliferação de fungos. Se possível, mantenha estes itens em ambientes frescos e secos, longe do calor e da luz excessivos”.

Outras dicas da especialista:

cílios máscara rimel olhos beleza maquiagem

=Aplique a máscara com carinho e cuidado, pois os cílios são sensíveis e você pode acabar quebrando os fios;

=Evite o uso de rímel à prova d’água no dia a dia, pois eles são mais difíceis de remover e podem danificar os fios;

=Procure passar o rímel sempre de dentro para fora, evitando chegar muito próximo à raiz;

mulher olhos olheira maquiagem

=Não compartilhe sua máscara com outras pessoas, pois este hábito pode transmitir conjuntivite e outras infecções bacterianas e virais;

=Nunca durma sem retirar a maquiagem. Opte por demaquilantes bifásicos para remover o rímel, cuidando para não esfregar demais os cílios e atenta para não deixar resíduos;

thumbnail coceira olhos
Thumbnail

=Em qualquer sinal de complicações, suspenda imediatamente o uso da máscara e procure um dermatologista.

Fonte: Karla Assed

Dor de estômago pode ser um alerta para doenças graves

Especialista ressalta que vários males agridem o aparelho gastrointestinal e eles são diagnosticados somente com exames

Quem nunca sentiu uma dor de estômago pelo menos uma vez na vida? Alguns desses desconfortos como gases, azia, má digestão podem passar em algumas horas ou em poucos dias. O que muitas pessoas não sabem é que se a dor, for constante, pode ser alguma doença que precisa de tratamento urgente. As causas da doença são variadas e vão desde abusos na dieta até a presença de bactérias, úlcera e câncer de estômago.

A dor de estômago é definida como toda a sensação de mal-estar localizada na parte central superior do abdome. Um estudo publicado no British Medical Journal (BMJ), em 2015, divulgou uma pesquisa que avaliou os riscos e a prevalência desse sintoma, concluindo que 20% da população de todo o mundo pode vivenciá-lo, e que a dor de estômago é mais frequente entre as mulheres, fumantes e pessoas que fazem uso contínuo de um anti-inflamatório, principalmente o do tipo não esteroide.

Segundo Henrique Eloy, médico especialista em cirurgia e endoscopia bariátrica e gastroenterologia, são vários males que agridem o aparelho gastrointestinal e eles são diagnosticados apenas com a realização de exames, sendo a endoscopia – que consiste em introduzir um pequeno tubo com uma câmera pela boca para visualização do esôfago e da primeira parte do intestino delgado, o principal deles. “Muitas vezes a dor de estômago pode não estar ligada a doenças graves, mas ela sempre impacta de forma negativa a qualidade de vida das pessoas”, ressalta.

MULHER DOR ESTOMAGO COLICA

Ainda de acordo com Eloy, não usar medicamentos sem indicação médica, evitar o consumo excessivo de álcool, não fumar e não exagerar na alimentação, são algumas formas de prevenir a doença.

As pessoas devem ficar alertas para alguns sinais que indicam maior gravidade sobre a doença. São eles: histórico familiar de câncer gastrointestinal; perda de peso importante e espontânea; sangramento nas fezes; vômitos; dificuldade progressiva ao engolir os alimentos; anemia por deficiência de ferro sem causa definida; e icterícia.

Fonte: Henrique Eloy, médico especialista em cirurgia e endoscopia bariátrica e gastroenterologia

 

Estudo diz que mudança alimentar ajuda a tratar inflamações na pele

Estudo publicado no Skin Therapy Letter no começo de 2018 afirma que alguns alimentos são altamente maléficos para causar ou piorar inflamações de pele, enquanto outros podem ajudar e muito o tratamento da acne, psoríase, envelhecimento, dermatite e rosácea

Definitivamente, ‘você é o que você come’, mas um novo estudo vai um pouco além disso e diz que você sente na pele muita coisa por conta da sua alimentação. A pesquisa científica Skin and Diet: An Update on the Role of Dietary Change as a Treatment Strategy for Skin Disease, publicada em janeiro no Skin Therapy Letter, afirma que a mudança na dieta pode servir como um componente importante na terapia para certas condições da pele, incluindo acne, rosácea, envelhecimento, psoríase e dermatite.

“Certos nutrientes, alimentos ou padrões alimentares podem agir como ‘gatilhos’ de doenças, enquanto outros podem ser benéficos. Por exemplo, um padrão alimentar que enfatize o consumo de alimentos integrais em vez de alimentos altamente processados pode ajudar no tratamento de certas condições da pele, principalmente àquelas ligadas à inflamação”, afirma a dermatologista Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD).

De acordo com a médica, esse artigo foi uma importante revisão para esclarecer as relações entre dieta e pele, uma vez que uma simples pesquisa na internet já revela que há muita desinformação. “Um exemplo é o chocolate. Muitas vezes ligado ao aparecimento de acne, esse produto só é maléfico se tiver alta quantidade de carboidratos e gorduras e menor concentração de cacau. De forma que não é o cacau o responsável por piorar inflamações de pele e, sim, a gordura e o carboidrato”, exemplifica. Na sequência, a médica destaca os principais pontos do estudo:

Acne

274172_573153_saiba_como_se_livrar_da_acne_web_

Alimentos perigosos: a evidência mais forte até o momento sobre os gatilhos dietéticos para acne é para dietas de alta carga glicêmica. “Em um estudo, pacientes com acne demonstraram melhora significativa após 12 semanas de uma dieta de baixa carga glicêmica. Estudos posteriores documentaram que esse padrão alimentar resultou em menor biodisponibilidade de andrógenos e alteração na produção de sebo da pele”, diz a médica. O uso de suplementos como Whey Protein já foi indicado em estudos como influenciador importante no desenvolvimento de acne resistente.

Ostra_3

A dieta ideal: as recomendações alimentares para pacientes com acne incluem alimentos ou suplementos contendo probióticos, ácidos graxos ômega-3, zinco, antioxidantes, fibras e vitamina A. “Alimentos com zinco tem papel importante para o controle da produção de sebo, de acordo com estudos”, afirma a médica.

Envelhecimento da Pele

mulher-espelho-rosto-rugas

Alimentos perigosos: para os pacientes que apresentam fotoenvelhecimento, os fatores do estilo de vida que afetam esse processo são um aspecto importante do tratamento. “Embora o tabagismo e a proteção solar sejam comumente indicados como maléficos a esse tipo de paciente, os fatores dietéticos também devem ser considerados”, diz Valéria. Uma das grandes preocupações é o açúcar e o carboidrato: “Níveis mais altos de açúcar no sangue podem resultar na produção de produtos finais de glicação avançada (conhecidos como AGEs), que agem no endurecimento das fibras de colágeno, o que resulta em perda de elasticidade e flacidez. O consumo de AGEs pré-formados, criados durante certos processos de cozimento, como a fritura, também pode ser prejudicial”, afirma a médica.

goji berry dry

A dieta ideal: muitos estudos em laboratório e em animais descobriram que vários antioxidantes encontrados em alimentos (frutas, vegetais, folhas de chá e sementes) atuam para limitar os efeitos cutâneos nocivos da radiação ultravioleta (UV). “Em um estudo, indivíduos que consumiram pasta de tomate diariamente por 12 semanas apresentaram menos eritema induzido por UV, bem como níveis mais baixos de metaloproteinases (enzimas que degradam colágeno)”, diz a médica. Outras pesquisas em humanos sugerem que uma dieta rica em fitonutrientes pode limitar o fotodano. “Um estudo relatou que a maior ingestão de vegetais, legumes e azeite parece proteger contra danos do fotoenvelhecimento. Em outra pesquisa com mais de 4.000 mulheres, concluiu-se que as vitaminas A e C são importantes para uma pele ser menos envelhecida”.

Dermatite Atópica

dermatite_atopica

Alimentos perigosos: as alergias alimentares estão altamente correlacionadas com a dermatite atópica e os seis alimentos mais comuns a funcionar como gatilhos são: leite, ovos, trigo, soja, frutos do mar ou nozes.

493ss_thinkstock_rf_five_panel_prebiotic_foods
Thinkstock

A dieta ideal: os simbióticos, que são probióticos em combinação com prebióticos, mostraram-se promissores no tratamento da dermatite atópica. “Probióticos são bactérias vivas, similares àquelas encontradas naturalmente no corpo humano, e que podem ser benéficas para a saúde. Os prebióticos, como certas fibras vegetais, são definidos como carboidratos não digeríveis que estimulam o crescimento de bactérias probióticas no intestino”, explica.

Psoríase

psoriase-mulher

Alimentos perigosos: a importância da dieta deve ser enfatizada para todos os pacientes com psoríase, principalmente devido ao maior risco de doenças relacionadas, incluindo diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares, que podem ser evitadas ou melhoradas por abordagens dietéticas. “É bem reconhecido que o tabagismo e o aumento da ingestão de álcool estão associados à psoríase. Mas alimentos contendo glúten podem atuar como um gatilho em alguns pacientes, e testes para anticorpos celíacos são necessários para aqueles que relatam sintomas gastrointestinais de acordo com o estudo”, explica.

óleo de peixe pixabay

A dieta ideal: em uma revisão sistemática da literatura, o aumento da gravidade da psoríase pareceu correlacionar-se com um maior índice de massa corporal (IMC), e acredita-se que a obesidade provavelmente predisponha à psoríase e vice-versa. De acordo com o artigo, embora as recomendações dietéticas específicas não sejam claras, um estudo observacional encontrou uma associação benéfica de melhora com pacientes que seguiram a dieta mediterrânea. “Em termos de suplementos nutricionais, vários estudos apostam no óleo de peixe como o mais promissor e a vitamina D oral demonstrando alguma promessa em estudos abertos. Houve evidência limitada para o benefício da suplementação de vitamina B12 e selênio”, afirma a médica.

Rosácea

AdobeStock_ rosacea

Alimentos perigosos: pacientes com rosácea devem evitar os desencadeantes alimentares e nesse grupo entram várias especiarias, molho picante, chocolate ao leite e branco, frutas cítricas, álcool (incluindo vinho e bebidas destiladas), além de bebidas quentes como café e chá. “Não significa que o paciente com o paciente com rosácea deve deixar de ingerir todas essas substâncias, mas ele deve ficar de olho, juntamente com o médico, se esses alimentos não influenciam negativamente na vermelhidão da pele e inflamações”, afirma a médica.

muesli fibras pixabay
Pixabay

A dieta ideal: a pesquisa indica o possível papel de uma conexão intestinal na rosácea, sugerindo um aumento do consumo de fibras e da ingestão de água ou o uso de simbióticos por via oral.

Fonte: Valéria Marcondes é dermatologista da clínica que leva seu nome, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser.

“Dores e as delícias” dos 50 anos: psicóloga explica pontos positivos e desafios

Especialista indica principais mudanças dessa fase e como aproveitar “o auge da vida”

É inegável que há mudanças físicas e psicológicas quando chegamos aos 50 anos. No entanto, ao contrário do que muita gente pensa, elas não são necessariamente mudanças negativas. Pelo contrário: é o auge da vida, quando nos sentimos mais confiantes, seguros e com ainda mais garra para realizar sonhos.

Para falar sobre o novo conceito de ter 50 anos, Vânia Calazans, psicóloga clínica e hipnoterapeuta cognitiva especialista em transtornos de ansiedade, conta quais são as dores e as delícias de chegar nessa década e já adianta: é bom, sim, completar meio século.

De acordo com ela, hoje é possível chegar aos 50 anos em plena forma física, mental e estética: “Existem muitos recursos como, atividade física, suplementação, dietas específicas e produtos de beleza e estética. Tudo isso facilita um envelhecimento mais saudável e traz autoconfiança”, explica a especialista. “Quando a mulher faz 50 anos, ela está no auge da vida”.

Veja abaixo as mudanças positivas e negativas que acontecem quando chegamos aos 50 anos.

casal 50

Autoconfiança: de acordo com Vânia, quando chegamos aos 50 anos a autoconfiança aumenta. “Normalmente a pessoa já está mais realizada profissionalmente, mais segura, se sentindo muito experiente. Então, aquelas inseguranças próprias de uma idade mais jovem, ficam para trás”, explica. “No caso da mulher, se aos 30 anos ela pensava em se casar, aos 50 está pensando em aproveitar a vida, viajar, desfrutar melhor a companhia das pessoas. Ela tem mais confiança para escolher com quem quer estar”, completa.

mulher estudando wiseGEEK

Autoestima: a psicóloga explica que a maioria das mulheres – o gênero que mais sofre com pressões sobre o corpo – já não se importa mais com a avaliação alheia, passando a aceitar seu próprio corpo, sua postura e se sentir confortável consigo mesma. “A mulher se sente mais autêntica. Ela sabe que pode ser uma mulher interessante, sedutora”.

shutterstock maturidade mulher brinde vinho

Maturidade: Vânia conta que existem vários estudos que mostram que pessoas acima dos 50 anos têm uma satisfação maior em relação à vida. Elas lidam melhor com frustrações, valorizam mais os bons momentos, priorizam a qualidade de vida, procuram alimentar uma vida social rica, divertida e já não têm tanto espaço emocional para se preocupar com bobagens. “Com essa mudança de olhar, a maturidade vem, sim, em função das experiências de vida. A pessoa com 50 anos já passou por inúmeras experiências e já sabe lidar melhor com dificuldades e sabe negociar de uma forma mais efetiva. Sabe aquela história de você ter razão ou ser feliz? Normalmente nesse momento as pessoas optam pela felicidade”, diz.

shutterstock mulher 50 praia
Shutterstock

Vida financeira mais estável: aos 50 anos, uma grande parte das pessoas já têm melhores condições financeiras do que aos 30 anos, por exemplo. Isso traz mais tranquilidade, e é um ponto muito positivo. “Normalmente a pessoa está com a vida mais resolvida. Há mais independência, mais autonomia e é possível planejar mais viagens, ou desfrutar melhor a companhia das pessoas”, aponta Vânia.

mindfulness- mulher meia idade

Controle das emoções: quando jovens, somos por muitas vezes dominados pelas emoções. Com a maturidade, esse cenário geralmente muda, e traz muitos benefícios para as decisões ou situações que devemos lidar. “A partir dos 50 anos, as pessoas têm, sim, uma condição maior de lidar com emoções. Não há mais aquele ímpeto da juventude, aquela ânsia de viver as coisas tão intensamente”, diz Vânia. A vida, nesse momento, já ensinou muitas coisas por meio das experiências vividas, e esse aprendizado é muito rico, pois vai tornando as pessoas mais conscientes, fazendo com que elas tenham mais condições de lidar com as limitações que a vida nos impõe, e gerenciar melhor as frustrações, explica a psicóloga.

shutterstock mulher profissao 50.jpg
Shutterstock

Realização de sonhos: apesar de a realização de sonhos ser uma prioridade em todas as fases da vida, Vânia explica que, a partir dos 50 anos, sobra um pouco mais de espaço para eles. “Isso acontece porque a pessoa não está mais tão preocupada em enfrentar a vida. Normalmente muitos já criaram os filhos, já estão com vida profissional mais estabilizada e podem usufruir daquilo que construíram. É um momento da vida que sobra mais espaço e mais tempo para que a pessoa olhe para si, se enxergue e se priorize”, explica a psicóloga, acrescentando: “Ela passa a ir em busca daquilo que entende que vai trazer felicidade e satisfação”.

exercicios

Mudanças hormonais: a mulher aos 50 anos, por exemplo, está passando ou está próxima da fase da menopausa, e essa mudança hormonal impacta tanto fisicamente como emocionalmente. “Os sintomas psíquicos mais presentes são alteração de humor, tristeza, flutuação emocional, cansaço, desânimo, pouca paciência, pavio mais curto”, explica a psicóloga. Com isso, essa fase da vida pode ficar conturbada, caso a mulher não procure ajuda médica. “O ideal é consultar um ginecologista para entender a necessidade ou não de fazer reposição hormonal”, diz. Vale lembrar que nem todas as mulheres reagem da mesma forma na menopausa. “No entanto, muitas vezes por causa dos sintomas físicos, como insônia e ondas de calor, há interferência na vida social da mulher, pois esses fatos mexem muito com o humor, então ela se sente mais cansada e às vezes com falha de memória. A alteração hormonal também pode impactar na vida sexual da mulher”. Por isso, é importante manter uma alimentação equilibrada, a prática de atividade física e sempre consultar um médico para que essa transição hormonal seja tranquila.

George Clooney 7438_SIZED
 Foto: Douglas Kirkland

E não pense que os homens escapam: por volta dessa idade, há o que se chama popularmente de andropausa, a deficiência androgênica do envelhecimento masculino. Por essa razão, é importante que os homens também consultem um médico para avaliar como está a saúde e equilibrar os hormônios, se for necessário.

mulher meia idade grisalho

Perdas físicas: Vânia explica que é importante ter em mente que a partir dos 50 anos, as perdas físicas começam a ser mais frequentes, afinal, nem todos conseguem ter a mesma flexibilidade de antes. “É importante entender e aprender a lidar com as restrições que são inerentes a essa fase da vida. Isso, se não for bem trabalhado, pode trazer tristeza ou melancolia. A tecnologia nos permite acesso a inúmeras atividades que melhoram nossa qualidade de vida, mas se estiver difícil internalizar essas mudanças, a ajuda psicoterápica é bem-vinda. É preciso lembrar de valorizar os bons momentos e jamais se isolar, pois isso pode aumentar a tristeza e levar à depressão”, diz a psicóloga.

Estudos científicos

Dores

 

Delícias

 

Mulheres começam a sentir os sintomas da menopausa, como cansaço e alterações do sono. Em ambos os sexos, também aparecem sintomas físicos como fraqueza muscular, de cabelos e unhas, ganho de peso e ressecamento da pele. Os novos 50 buscam especialistas para manter vitalidade e atividades. (Fontes: Pesquisas Best Age, 2018; Instituto Lumina) A curva da felicidade tem o formato da letra U, e indica que a felicidade é maior no começo da vida, diminui ao longo dos anos e atinge seu ponto mais baixo por volta dos 45 anos. Depois volta a subir, mostrando que as pessoas mais velhas com boa saúde, estabilidade financeira e afetiva podem sentir-se tão felizes quanto as pessoas mais jovens, de acordo com a antropóloga brasileira Mirian Goldenberg, especialista em envelhecimento.
25% dos brasileiros nessa faixa etária temem mais as mudanças no corpo e a sensação de se sentirem feios do que a pobreza ou a doença. A segunda principal preocupação do brasileiro com 50 anos ou mais é a falta de dinheiro (20%), seguida pela solidão (18%), sentir-se inútil (14%), ser um peso para outras pessoas (11%). (Fonte: Instituto Locomotiva, 2019). O Youtube é a plataforma preferida de vídeos para pessoas entre 45-55 anos, com preferência três vezes maior que o segundo player. No canal, a troca de experiências intergeracionais é uma realidade (Fontes: Video Viewers, Provokers/Google, 2018).

 

Celebridades que comemoram 50 anos em 2019:

Adriana Esteves
Cate Blanchett

rs_634x1024-190106170609-634-catherine-zeta-jones-2019-golden_globes-red-carpet-fashions.ct.010619
Catherine Zeta-Jones
Dan Stulback
Dave Grohl
Dira Paes
Ellen Pompeo
Gerard Butler

gwen-stefani-new-music-2017
Gwen Stefani
Jack Black
Jason Bateman
Jason Priestley
Javier Bardem
Jay-Z

-jennifer-aniston-vf
Jennifer Aniston
Jennifer Lopez
Marcos Pasquim
Marilyn Mason

Wild Turkey McConaughey HR
Matthew McConaughey
Monica Martelli
Paul Rudd
Peter Dinklage
Renee Zellweger

 

 

19 de Maio é Dia da Cefaleia: descubra maneiras de viver sem dor

Embora bastante debilitante é possível conviver com a enxaqueca crônica e manter a qualidade de vida

Em dia 19 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate à Cefaleia, doença que se apresenta com mais de 150 tipos diferentes de dores de cabeça, entre elas a enxaqueca crônica, considerada uma das mais incapacitantes, com interferência direta em atividades sociais e laborativas de quem convive com ela.

Como explica a neurologista chefe do setor de cefaleias na Unifesp,  Thais Villa, “a enxaqueca crônica debilita tanto pela intensidade da dor como pelos demais sintomas atrelados à doença, como náusea, sensibilidade à luz, cheiro forte, e movimentos bruscos, que seguem em uma periodicidade continua, muitas vezes diária”.

Mas a especialista tranquiliza que ainda que a doença não tenha cura, tem possibilidade de controle desde que o paciente seja corretamente diagnosticado e conduzido para um programa multidisciplinar que contemple medicações e outras terapias adjuvantes, além de mudanças de hábitos. “Cada paciente precisa ser analisado em sua individualidade, dentro de sua rotina, para a identificação dos gatilhos de suas crises de dor e da composição das condutas adequadas a serem trabalhadas com ele”, relata a neurologista.

Dentre alguns dos hábitos a serem manejados, destacam-se:

remedios medicamentos pilulas

Uso excessivo de medicações: um dos principais fatores para a cronicidade das dores de cabeça é o uso indiscriminado de analgésicos, que em longo prazo, com a necessidade cada vez maior de uso para surtirem efeito, geram o chamado “efeito rebote” da dor.

mulher domindo cama sono c_scott pixabay
Foto: C_Scott/Pìxabay

Higiene do sono: manter uma rotina de horário para acordar e para dormir e ter um período de sono de 7 a 8 horas por dia é essencial para quem sofre de enxaqueca crônica.

salsicha e embutidos pixabay

Alimentação: comer de forma equilibrada e saudável, evitando períodos longos de jejum, é a regra para qualquer pessoa se manter bem, mas no caso dos enxaquecosos ainda é preciso evitar alguns alimentos que possuem ingredientes desencadeantes de crise. Embora eles possam variar de pessoa para pessoa, alguns são mais comumente associados às crises dolorosas, tais como: álcool, cafeína e embutidos em geral.

cama mulher relaxar
Pixabay

Estresse e ansiedade: organizar adequadamente a carga de trabalho, evitando o acúmulo de tarefas, especialmente de levá-las para casa, são importantes para o melhor manejo das emoções. Investir em hobbies e atividades relaxantes também soma neste processo.

mulher exercicios
Foto: Morguefile/Bonnie Henderson

Atividades físicas: realizar atividades aeróbicas leves regularmente (mínimo 3 vezes por semana) ajuda a liberar endorfinas, analgésico natural do organismo, beneficiando as medidas preventivas para o tratamento da enxaqueca crônica.

Dentre as linhas medicamentosas que devem ser seguidas mediante a prescrição direta do médico neurologista que acompanha pessoalmente o paciente, estão as drogas que agem tanto na prevenção quanto no tratamento das crises. “São princípios de atuação totalmente diferentes, que precisam ser tomados na dose e no momento certo tanto para evitar como para abortar um quadro de dor”, explica Thais, completando que mesmo para os casos mais severos, há caminho para a cessão das crises.

dor cabeça mulher

A profissional explica que ao dar atenção para as ações preventivas, se ganha com menos necessidade de tratamento da crise. Neste contexto, um aliado das medicações orais é a aplicação injetável da toxina botulínica A. Aplicada em até 31 pontos específicos da cabeça e ombros, a cada três meses, as injeções agem inibindo as vias neurais de transmissão da dor no sistema nervoso. “Há casos em que não apenas ela auxilia na redução das medicações, como até na extinção delas”, finaliza.

Fonte: Thais Villa é fundadora e diretora clínica do Headache Center Brasil. Graduada em medicina PUC- Campinas (2002), residência Médica pela Unifesp (2006). Doutorado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Pós-Doutorado/ Fellowship pela Universidade da Califórnia Los Angeles (Ucla) nos Estados Unidos | Professora de Neurologia e Chefe do Setor de Cefaleias na Unifesp. Membro Diretor da Sociedade Brasileira de Cefaleia. Membro Titular da Academia Brasileira de Neurologia. Membro do Conselho Consultivo do Comitê de Cefaleias na Infância e Adolescência da International Headache Society

 

Ação #RelaxaACabeça promove conscientização no Parque Ibirapuera

Em alusão ao Dia Nacional da Cefaleia, 19 de maio, a Abraces (Associação Brasileira de Cefaleias e Enxaqueca), com o apoio da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC) e da Novartis, promoverá ação de mindfulness, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Na ocasião, o público presente poderá desfrutar de atividades de relaxamento e alongamento com o mote ‘relaxa a cabeça’.

A enxaqueca atinge 15 a cada 100 brasileiros, o que equivale a 30 milhões de pessoas no país. “Trata-se de uma doença complexa que envolve várias áreas do cérebro e tem como manifestação predominante a dor de cabeça. Pode variar em gravidade, com sintomas que vão desde dores de cabeça até náuseas, vômitos, sensibilidade à luz e odores”, explica Mario Peres, médico neurologista da Sociedade Brasileira de Cefaleia. O médico alerta ainda que o paciente com enxaqueca deve ser tratado com drogas profiláticas e específicas.

Além disso, Peres estará presente na ocasião, para alertar a população sobre os sintomas, causas, diagnóstico e importância da adesão ao tratamento mais adequado, ponderando que é possível sim minimizar os impactos da doença na qualidade de vida do paciente, quando devidamente tratada.

psicologiamindfulnesspixabay

#RelaxaACabeça
Data: 19 de maio
Horário: das 8h às 12h
Local: Parque Ibirapuera, São Paulo
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana, São Paulo – SP

Remédios naturais: alimentos que nutrem e auxiliam no combate de doenças

Ana Lucia Hoefel, Professora do curso de Nutrição da FSG, listou 18 alimentos que servem como remédios naturais para o organismo

Em meio a rotina tão corrida que milhões de brasileiros levam todos os dias, ter uma alimentação rica em frutas, verduras, plantas, cereais e saladas está se tornando algo raro, resultando em diversos problemas de saúde, como a obesidade, diabetes, doença renal crônica, retinopatia, doenças neurológicas e até mesmo psiquiátricas.

A adoção de hábitos saudáveis no dia a dia é capaz de prevenir doenças e promover a saúde, fazendo dos alimentos o próprio remédio para o corpo. Pensando nisso, a professora Ana Lucia Hoefel, do curso de Nutrição do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG), listou 18 alimentos cuja capacidade é promover saúde ao corpo e a mente. Confira:

maçã

Maçã: alimento riquíssimo em nutrientes, possui polifenóis, flavonoides, procianidinas, antocianinas, chalconas e taninos. Tem ação diurética, atua protegendo o aparelho digestivo e regulando o intestino, é anti-inflamatória e antioxidante.

aRomã: está entre os frutos mais saudáveis da terra, que contém centenas de sementes comestíveis. Rica em fibras, vitaminas, minerais e compostos bioativos ou fitoquímicos com efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes que os cientistas afirmam que são únicos na romã.

Abacate: incrivelmente nutritivo, contêm mais potássio do que bananas. Também é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que auxiliam a manter os níveis de colesterol dentro das faixas adequadas.

azeite-oliva

Azeite de oliva: outro alimento que contém gordura monoinsaturada, sendo também amigo do coração. Além disso, o azeite de oliva extra virgem, prensado a frio, contém mais de 800 substâncias com capacidade antioxidante. Ele apresenta potente propriedades anti-inflamatórias. Pode auxiliar na prevenção de acidentes vasculares cerebrais.

Canela: é uma das especiarias mais deliciosas e saudáveis do planeta. Estudos mostraram que ela é capaz de auxiliar no controle da glicemia. Além de possuir efeito termogênico podendo auxiliar no controle do peso corporal.

Cravo da Índia: tempero bastante utilizado na culinária popular, tem ação antimicrobiana e antifúngica. Pode ser usado para prevenção de cáries e também melhora o hálito.

farinha-sementes-linhaça
GreenMe

Linhaça:  possui quantidade apreciáveis de ácido graxo poli-insaturado do tipo W3, chamada gordura “boa”, que demonstraram ter efeitos saudáveis para o coração. Cada colher de sopa de semente de linhaça moída contém cerca de 1,8 gramas de ômega-3. Além disso, a linhaça possui lignanas, substâncias que podem ser convertidas, dentro no nosso organismo, em substâncias muito semelhantes ao estrogênio, hormônio feminino.

Cranberry: uma das mais importantes fontes dos fitoquímicos quercetina e miricetina da natureza, ambos são potentes antioxidantes e melhoram a circulação sanguínea. Auxilia como coadjuvante no tratamento de infecções do trato urinário, principalmente se causados pela bactéria Escherichia coli.

Uva: riquíssima em nutrientes, a uva é um alimento que deveria ser consumido diariamente. Riquíssima em vitamina C e potássio, sua casca possui ação antioxidante e anti-inflamatória. Além disso, protege contra certos tipos de câncer e doenças crônicas.

couve
Foto: Jorgeyu / Morguefile

Couve:  está entre os alimentos mais nutritivos da terra. Tem antioxidantes poderosos como a quercetina e Kempferol, fonte de vitamina C e potássio.

Gengibre: muito utilizado na atualidade, principalmente por sua ação termogênica. O gengibre tem ação anti-hemética, ou seja, auxilia na melhora de náuseas.

Alho: consumir alho diariamente ajuda a baixar os níveis de colesterol devido às propriedades anti-oxidantes do fitoquímico alicina. Estudos mostraram que o alho é imensamente benéfico para regular a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue.

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

Açafrão da terra (cúrcuma longa): tem ação antidepressiva, estudos científicos mostraram que o uso de suplementos de cúrcuma, promove melhora nos sintomas depressivos. Além disso, tem ação antioxidante, anti-inflamatória e imunoestimulatória.

Nozes: são excepcionalmente nutritivas, possuem atividade antioxidante e ácidos graxos ômega-3. Esta riqueza de nutrientes contribui para os efeitos benéficos das nozes para a saúde, entre eles a redução da inflamação e a melhora dos fatores de risco para doenças cardíacas.

Salsa: possui ação anti-inflamatória e é riquíssima em vitamina C. Podemos destacar, que a vitamina C é uma vitamina capaz de deter radicais livres, além de ajudar na imunidade.

Manjericão: um tempero que não pode faltar à mesa, possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Como antioxidante ajuda a combater radicais livres, que são sustâncias que estão por trás do surgimento de diversas patologias.

salvia creative commons
Foto: CreativeCommons

Sálvia: tempero muito utilizado no Sul para temperar frango. Possui propriedades incríveis tais como reduzir flatulência gástrica e intestinal, efeito anti-inflamatório, antimicrobiano, anticarcinogênico. Estudos científicos já mostraram que, em pacientes com depressão auxilia na melhora do humor e também melhora a função cognitiva.

Orégano: tem efeito antifúngico, antioxidante, antimicrobiano e bactericida. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados ao usá-lo em preparações. Ele deve ser sempre adicionado no final da preparação, não deve ser fervido e nem levado ao forno, pois, suas propriedades antioxidantes são perdidas.

Fonte: FSG é o Centro Universitário da Serra Gaúcha. Reconhecida há 20 anos pelo seu protagonismo no desenvolvimento de propostas educacionais instigadoras, é referência no cenário da educação superior.

Higienização de ambientes compartilhados evita doenças*

Corrimões, botões de elevadores e maçanetas das portas, balcões de portaria, entre outros locais, com grande circulação de pessoas, precisam de uma higiene cuidadosa e constante.

O outono já chegou e as temperaturas já começam a cair e o clima fica mais seco, o que propicia a incidência de doenças, como gripes e alergias comuns nas estações frias. A transmissão de vírus normalmente acontece através de tosse ou espirros das pessoas infectadas ou ao passar as mãos em superfícies que estejam contaminadas e em seguida tocar os olhos, o nariz ou a boca.

Quarto_Gêmeos_2016126115931

Tanto no outono quanto no inverno é muito comum as pessoas preferirem os locais fechados e evitarem a friagem, o que resulta em aglomerações e, consequentemente, o contágio por vírus. Para evitar isso, a higiene deve ser redobrada, mas não somente a pessoal é suficiente para combater os monstros invisíveis. Nos condomínios residenciais e comerciais, por exemplo, há grande circulação de pessoas em todas as áreas úteis e comuns aos frequentadores, usuários e moradores. Com isso, aumenta a probabilidade de contaminação de algumas doenças.

mulher espirro

Outra reclamação comum nas estações outono e  inverno está relacionada às alergias respiratórias (irritação das vias aéreas). Isso também porque as pessoas ficam mais dentro dos ambientes, seja casa ou apartamento, que ficam mais tempo fechados por causa do frio, impedindo maior circulação de ar. Um dos fatores que provoca a alergia é a poeira, provocada por ácaros que gostam de locais escuros, úmidos e quentes. Os especialistas garantem que independe de época do ano, a limpeza diminui a incidência dessa doença, já que elimina a poeira e as contaminações.

Mas, como viver tranquilamente, sem medo de contrair um vírus ao tocar em corrimões, botões de elevadores e maçanetas das portas dos condomínios? E como confiar a limpeza de um local extenso e de trânsito alto de pessoas a quem não é especializado nesse tipo de trabalho?

Para locais de grande circulação, como nos condomínios, é recomendável a contratação de serviços profissionais, em que as pessoas encarregadas da limpeza tenham conhecimento sobre a melhor forma de higienização e qual frequência ideal para o serviço.

Para isso, o mais indicado é a contratação de empresas especializadas, que trabalham com terceirização do serviço e oferecem serviços de limpeza para pequenos, médios e grandes condomínios tanto residenciais como comerciais. Empresas confiáveis possuem funcionários treinados especificamente para este tipo de trabalho, como os auxiliares de limpeza e auxiliares de serviços gerais.

Esses profissionais recebem um treinamento com instruções teóricas e práticas sobre atendimento a clientes, postura profissional, cronograma das atividades diárias e programadas, tipos de produtos e suas finalidades e, principalmente, conhecem técnicas de higienizar ambientes. E para garantir o bom resultado, esses profissionais possuem encarregados que fiscalizam se o trabalho está sendo desenvolvendo de acordo com as instruções.

aedes

De qualquer forma, cuidar da limpeza é crucial em todos os lugares. Ter um ambiente sempre limpo e bem cuidado mantém uma boa aparência, como também afasta insetos e também evita o perigoso Aedys aegypti – que transmite, além da dengue, a febre chikungunya e o vírus zica – que não tem época restrita para se proliferar, já que nosso país é tropical.

Entre as recomendações está colocar o lixo fora no mínimo uma vez por dia, lavar cestos e latas de lixo sempre que possível e eliminar locais propícios ao acumulo de água parada. Medidas como essas afastam o mau cheiro e evitam que ratos e insetos se proliferem nas áreas condominiais. É recomendada ainda a limpeza de áreas de lazer, como salões de festas, parquinhos e playgrounds.

limpeza carpete sun cline cleaning
Foto: Sun Cline Cleaning

O síndico e os responsáveis pela manutenção do condomínio devem ficar atentos às áreas mais necessitadas de limpeza, porém também é dever de todos os condôminos contribuir com a organização e a higiene, tanto de seus apartamentos quanto das áreas sociais para que o local esteja limpo e bem apresentável.

*Amilton Saraiva é especialista em condomínios da GS Terceirização

Salvar