Arquivo da categoria: saúde bucal

Dicas para consumir alimentos ácidos sem prejudicar os dentes

Você sabia que hábitos como bochechar uma bebida ácida antes de engolir e consumir ácidos antes de dormir aceleram a degradação do dente?

Os ácidos presentes em comidas e bebidas, como sucos cítricos, refrigerantes, álcool e comida processada/refinada são um dos principais tipos de fontes responsáveis pela biocorrosão dos dentes, que é a perda da estrutura dental provocada por um processo químico de dissolução do esmalte por ácido, sem envolvimento de bactérias.

De acordo com Luis Calicchio, odontologista e sócio-diretor da Clínica Ateliê Oral, em São Paulo, a deficiência na produção de saliva, conhecida como xerostomia, é outro fator que predispõe pacientes à corrosão, pois ela tem um papel importante na proteção contra os agentes ácidos.

O especialista ainda alerta: “a biocorrosão, aliada à fricção e à tensão colocada na mordida, principalmente à noite durante o sono, período em que não existe um controle dos mecanismos conscientes, pode causar micro trincas na região cervical (próxima da gengiva e do esmalte dos dentes) e provocar, em pouco tempo, as chamadas lesões cervicais não cariosas (espécie de depressão no esmalte do dente) e a hipersensibilidade dentinária, que são, hoje, as doenças de maior incidência na boca do ser humano, chamadas de ‘mal do século’, com cerca de 80% da prevalência em pessoas jovens e de meia idade”, diz Calicchio.

sorriso

Para controlar a erosão, é indicado esperar 30 minutos para escovar os dentes depois de consumir ácidos, evitando, assim, a ação abrasiva das pastas dentais na superfície ainda amolecida do dente.

Outras recomendações para evitar a degradação são: evitar bochechar a bebida antes de engolir e também evitar consumir bebidas ácidas antes de dormir, quando os efeitos protetores da saliva estão reduzidos.

Para você não sofrer esse desgaste, o que pode ocorrer sem perceber, os especialistas do Ateliê Oral reuniram nove recomendações fáceis de adotar no dia a dia:

1. Evitar deixar bebidas ácidas por longo tempo na boca. Quando possível utilizar canudo.
2. Evitar escovar os dentes imediatamente após a ingestão de alimentos e bebidas ácidas e enxaguar a boca com água após a ingestão.
3. Encerrar as refeições com alimentos ricos em cálcio, como queijo, após a ingestão de alimentos ácidos.

frutas-citricas.jpg
4. Evitar alimentos ácidos tarde da noite, período de diminuição do fluxo salivar.
5. Evitar jejum prolongado, a fim de manter o pH da saliva.
6. Beber água durante o dia para contribuir com a diluição de alimentos na boca.

dieta-fibras-e-probioticos
7. Evitar ingestão de frutas ácidas e fontes de fibras, barra de cereal, sem ingestão de água subsequente.
8. Evitar ingestão diária de gomas de mascar não cariogênica devido aos seus ingredientes ácidos.

banana
9. Ao comer frutas, escolha as menos ácidas e aquelas com textura mais macias.

Veja abaixo uma lista de alimentos e bebidas ácidas em ordem decrescente de acidez*

1- Refrigerante
2. Bebidas energéticas
3. Álcool
4. Açúcar
5. Bebidas gaseificadas
6. Comida processada/refinada

suco contra ressaca
7. Sucos Cítricos
8. Sorvete
9. Pipoca
10. Carne
11. Café
12. Queijo Amarelo
13. Chá

xicara açucar adoçante cafe cha pixabay
Pixabay

14. Adoçantes artificiais
15. Massa
16. Pão
17. Suco de fruta pasteurizado
18. Ovos

peixe robalo tarasov pixabay
Foto: Tarasov/Pixabay

19. Peixe
20. Arroz
21. Leite de soja
22. Aveia

*Livro “Lesões cervicais não Cariosas e Hibersensibilidade dentária” – autor: Prof. Paulo Vinicius Soares e John Grippo (2017)

Fonte: Ateliê Oral

 

Consuma chocolate, sem esquecer de escovar os dentes depois

Se não é possível diminuir o consumo dessas delícias, pelo menos tente escovar os dentes ou fazer um bochecho sempre que colocar um pedacinho de chocolate na boca

Sabia que os flavonoides presentes no cacau são compostos fenólicos que funcionam no nosso corpo como antioxidantes? Eles neutralizam os radicais livres, famosos por apressar o envelhecimento e provocar câncer.

Segundo pesquisadores da Unicamp, quarenta gramas de chocolate convencional teriam mais compostos fenólicos que uma maçã ou uma taça de vinho tinto. Já pesquisadores espanhóis observaram recentemente que esses mesmos compostos fenólicos podem combater bactérias que provocam cáries e danos às gengivas. Os estudos foram publicados na revista americana Journal of Agricultural and Food Chems.

De acordo com Luis Calicchio, sócio-diretor da Made Me A, clínica de odontologia estética do Grupo Ateliê Oral, o ideal para os dentes é tentar controlar o consumo excessivo de chocolate nos dias que envolvem a Páscoa. Ou se não aguentar, o dentista faz uma recomendação.

“Escove os dentes com uma pasta dental com flúor entre 30 e 45 minutos depois, mas não se esqueça de passar o fio dental imediatamente ou, em último caso, pelo menos faça um bochecho com água após cada vez que comer chocolate para remover o excesso que fica parado nas superfícies dentárias entre os dentes”, diz.

mulher-comendo-chocolate

Calicchio completa dizendo que o açúcar do chocolate colabora para a sobrevivência das bactérias que vivem na boca. E elas produzem ácidos que são responsáveis pela formação do início da cárie. Portanto, cuidado.

Fonte: Made Me A

 

Mordida errada pode causar dores de cabeça e até disfunção na mandíbula

Cirurgia ortognática corrige os casos mais graves e o tratamento com fisioterapia auxilia na recuperação do paciente

A mordida errada é um dos problemas odontológicos mais frequentes e pode ser uma consequência de diversos fatores, como genéticos, endócrinos, ambientais ou consequência de maus hábitos (mastigar tampas de canetas ou roer unhas). O problema é estrutural e resulta nos desencontros dos arcos do maxilar no momento em que a boca se fecha.

Como consequência a mordida errada pode causar dificuldade na mastigação, na respiração, no desgaste dos dentes, dores de cabeça, gerar DTM (disfunções temporomandibulares) e desarmonia facial.

Segundo o serviço de Neurologia do Hospital das Clínicas da UFMG, cerca de 80% das pessoas com enxaqueca apresentavam algum tipo de DTM. A dificuldade em diagnosticar a disfunção ocorre porque o paciente procura tratamento para um único sintoma que o incomoda.

Algumas das principais mordidas erradas são: prognatismo (queixo se projeta para frente), retrognatismo (falta de desenvolvimento da mandíbula, aparência de “queixo pequeno”), mordida aberta (ausência de contato entre os dentes superiores e inferiores) e mordida assimétrica (algumas articulações ficam sobrecarregadas, trabalhando fora da sua posição adequada e confortável e isso ocasiona dor).

O tratamento para qualquer uma das mordidas erradas deve ser feito com um ortodontista. Porém se houver necessidade o paciente será encaminhado para um bucomaxilo e submetido à uma cirurgia ortognática para uma oclusão perfeita. Hoje no mercado o aparelho autoligado é o mais tecnológico e que prepara os pacientes para as cirurgias de correção.

cirurgia ortognática.jpg

Apesar de pouco se falar sobre a fisioterapia, é esse tratamento o responsável por eliminar dores orofaciais, além de preparar o paciente para a cirurgia e garantir um pós cirúrgico de rápida recuperação. Fabiana Oliveira, fisioterapeuta especialista em disfunção temporomandibular e dor orofacial, explica como o tratamento pode ajudar: “A fisioterapia entra nestes casos para diminuir a inflamação e aliviar a tensão muscular. Os exercícios e recursos terapêuticos ajudam a relaxar a musculatura da face e melhoram os movimentos da mandíbula”.

Quando a pessoa tem que se submeter a cirurgia ortognática significa que irá fazer o procedimento para resultar em uma boa oclusão, colocar o maxilar no melhor encaixe e para promover estética facial, fazendo com que o rosto do paciente mude para melhor.

A cirurgia pode gerar várias sequelas como: edemas volumosos, paresias, parestesias, restrições severas ou moderadas do movimento bucal, alterações dos movimentos mandibulares e faciais, espasmos musculares, dores orofaciais e cefaleias. A fisioterapia, aliada ao tratamento desses casos, tem se mostrado fundamental.

“A fisioterapia realizada imediatamente pode melhorar o tempo de recuperação e agilizar o retorno do paciente a atividades cruciais como a mastigação e a deglutição em até 15 dias (sem esse tratamento é comum a pessoa recuperar a mastigação perfeita após dois meses). Por esse motivo desenvolvi o método New Smile, que possibilita eliminar ou reduzir a dor e os edemas, recuperar a amplitude do movimento, além de estimular e contribuir para o retorno da sensibilidade caso afetada”, explica Fabiana.

O New Smile acompanha os pacientes antes, durante e após a cirurgia, diminuindo o tempo de recuperação e aumentando a qualidade de vida de quem precisa passar pela cirurgia ortognática.

Após dois anos tentando corrigir a mordida com aparelho fixo, Silvana Aparecida dos Santos, de 50 anos, descobriu que o tratamento mais eficaz para o seu caso era se submeter a cirurgia ortognática. A mordida que não apresentava o encaixe perfeito dos arcos do maxilar, resultou também na dificuldade para dormir por conta da apneia. Silvana fez a cirurgia ortognática em janeiro de 2018 e, logo após o procedimento, começou o tratamento de fisioterapia com Fabiana.

sorriso boca dentes perfeitos

Depois da segunda seção já foi possível notar grande diferença na recuperação, com diminuição do inchaço e melhora da cicatrização. “O tratamento com a equipe de Fabiana foi muito importante, o laser cicatrizou os pontos e interrompeu os sangramentos, enquanto as massagens reduziram o inchaço e o choque teve efeito na recuperação da sensibilidade. Além da correção da maxila, o principal benefício que a cirurgia me proporcionou foi ter uma melhor respiração”, completa Silvana.

Fonte: Fabiana Oliveira, fisioterapeuta especialista em disfunção temporomandibular e dor orofacial

Alimentação adequada reflete na saúde da boca

Para quem está iniciando uma dieta, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) traz recomendações com o intuito de manter a saúde bucal em dia

É no início do ano que muita gente resolve adotar hábitos mais saudáveis recorrendo às dietas. A mudança pode ser benéfica, mas se conduzida por um profissional da área. Do contrário, há riscos inclusive para a saúde bucal.

Quem adere a uma dieta da moda como a do jejum intermitente – no qual a pessoa fica horas sem se alimentar – está mais sujeito à diminuição do pH, importante para controlar a acidez da boca.

“Quando ficamos muito tempo sem comer ocorre uma queda acentuada no pH interferindo na acidez, e por consequência, na probabilidade do surgimento da cárie e erosão dental. Para amenizar o problema, a recomendação é beber bastante água”, explica a cirurgiã-dentista e conselheira do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), Sandra Kalil Bussadori.

Como a nutrição interfere em todo o funcionamento do corpo, qualquer alteração nos hábitos alimentares causa impactos. “Dietas muito restritivas, por exemplo, podem provocar diminuição ou ausência de alguns nutrientes e vitaminas essenciais para a manutenção da saúde bucal, favorecendo o aparecimento de infecções”, avisa a cirurgiã-dentista.

Outro cuidado necessário é com a ingestão exagerada de certos alimentos, mesmo sendo saudáveis. “As frutas ácidas, se consumidas em excesso, podem causar a erosão dental – que é o tipo de lesão em que ocorre perda de estrutura dental através de reação química”, conta a Sandra.

Para amenizar e até mesmo evitar o processo de erosão, a recomendação é tomar um copo de água ou realizar um bochecho com o líquido. Na sequência, recomenda-se fazer a higienização. “A indicação é esperar, pelo menos, uns 30 minutos para a escovação utilizando sempre uma escova de dente macia ou extramacia, fio e creme dental”, diz a cirurgiã-dentista.

sorriso boca dentes perfeitos

Dietas que podem trazer benefícios

Algumas dietas, por outro lado, podem ser bastante benéficas para a saúde bucal, com a inclusão de determinados grupos de alimentos. Entre eles, os que são ricos em fibras como os grãos, vegetais e algumas frutas. Os lácteos também são fontes importantes para manter a boca saudável.

“Os alimentos fibrosos evitam a formação de placa bacteriana e os lácteos contribuem para saúde por conta do cálcio e das proteínas. Tem ainda os que são ricos em vitamina C, excelentes antioxidantes para aumentar a imunidade, mantendo as gengivas saudáveis”, aponta a conselheira.

Vale ressaltar que além da dieta é necessário manter bons hábitos de higiene e a atenção deve ser redobrada com as crianças. “No caso delas, a higienização costuma ser menos eficiente e se elas têm uma dieta com muito açúcar podem ficar mais suscetíveis à cárie dental”.

Com a adoção de dietas saudáveis, higienização da forma correta e visitas regulares ao (a) cirurgião(ã)-dentista é possível manter a silhueta e a boca mais saudável.

Confira 10 alimentos que podem fazer bem para a saúde bucal

maçãs

· Maçã

pera pippalou2

· Pera

morango do emiliano
· Morango

brocolis
· Brócolis

abobora
· Abóbora

GOIABA VERMELHA
· Goiaba

tomates
Foto: Max Straeten/Morguefile

· Tomate

espinafre
· Espinafre

raspberries framboesa iogurte vermelha
· Iogurte

kefir
· Kefir

Fonte: CROSP

SulAmérica oferece dicas para bem-estar e ressalta assistência especial para cães e gatos

Exercícios, alimentação adequada e consulta periódica ao veterinário contribuem para qualidade de vida dos pets; cobertura da SulAmérica complementa cuidados

Adotar hábitos de cuidados regulares com os pets é fundamental para garantir o seu bem-estar. SulAmérica, maior seguradora independente do país, dá dicas de atitudes simples que podem ser incorporadas ao cotidiano para que os animais domésticos tenham uma vida longa, saudável e equilibrada.

vacina gatos

Um dos primeiros cuidados com os cães e gatos é a correta vacinação do animal, que deve respeitar as suas características individuais, seguindo o calendário correspondente à idade. A vermifugação desde filhote é outra medida essencial para evitar que os pets tenham a saúde comprometida por parasitas, que podem causar queda de pelos, anemia e perda de peso.

cachorro brincando agility

Animais precisam se exercitar regularmente para a manutenção da saúde física e psicológica, evitando doenças como estresse e obesidade. No caso dos cães, passeios ao ar livre onde possa correr, socializar com outros cães, sentir cheiros e texturas diferentes são a melhor opção. Já no caso dos gatos, brincadeiras em casa com objetos indicados para esses animais, como bichinhos de feltro e arranhadores, são as ideais.

cachorro banho pethealthzone
Foto: Pethealthzone

A higiene adequada é outro cuidado que deve ser tomado para evitar diversas complicações na saúde animal. Cães devem tomar banho no máximo a cada quinze dias, intervalo que pode ser maior no caso dos gatos. Animais peludos devem ter a tosa realizada regularmente. Os produtos para limpeza devem ser específicos para pets, sem agentes agressivos que possam ocasionar alergia.

cachorrinho escova dente

O mesmo vale para a higiene bucal, que evita mau hálito e o aparecimento de lesões, e deve ser realizada com produtos adequados para pets. Além disso, é importante manter o ambiente onde o animal fica em boas condições de limpeza, utilizando produtos específicos que não contenham substâncias nocivas à saúde do pet.

Gatos_ração

Ainda, programar os horários de alimentação dos pets cria uma rotina e exclui possíveis excessos. O veterinário irá indicar os alimentos, quantidades e horários ideais de alimentação para cada raça, tamanho e idade. A água deve ser disponibilizada e trocada ao longo de todo o dia para mantê-los hidratados e deve ser limpa e fresca, de preferência filtrada ou mineral.

Cat at veterinarian

A visita ao veterinário deve ocorrer com frequência, sendo, pelo menos, anual. Problemas específicos exigem o olhar atento de um profissional apto a orientar os tutores sobre os cuidados que devem ser tomados e o tratamento mais indicado.

Assistência para pets em casa

sulamerica pet.png

Para que os tutores tenham mais comodidade e facilidade no cuidado com seus animais e para a execução das dicas apresentadas, a SulAmérica disponibiliza a Assistência Pet – voltada a cães e gatos que moram com o segurado, é uma das opções do Plano Superior de Assistência 24 horas, disponível no seguro SulAmérica Residencial. Esta assistência oferece uma série de serviços para complementar os cuidados com os animais domésticos ou para auxiliar em situações emergenciais.

Entre as opções estão o envio de ração, consulta veterinária, transporte veterinário emergencial, hospedagem de animais, aplicação de vacinas em domicílio e assistência funeral. Ao aderir, o cliente também poderá obter orientações por telefone, solucionar dúvidas em relação ao comportamento do animal e ser auxiliado em caso de pequenos acidentes domésticos com seu cão ou gato.

Além disso, o beneficiário também conta com um concierge que fornece informações sobre vacinas necessárias, pet shops, adestramento, laboratórios de análises clínicas, banho, tosa, e até onde encontrar reiki para pets.

Mercado em expansão

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 132,4 milhões de animais de estimação no País – são mais de 52 milhões de cães e 22 milhões de felinos, considerando apenas os animais atendidos pelo serviço de Assistência Pet da SulAmérica.

O mercado pet cresceu 4,9% em 2017, na comparação com o ano anterior, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Conforme a entidade, o Brasil já é o terceiro maior mercado neste segmento, depois de ter faturado mais de US$ 5 bilhões em 2017. Cerca de 70% do faturamento deste mercado é referente a gastos com alimentação.

Fonte: SulAmérica

Caiçaras, Caipiras e Tropeiros de volta à Capital Paulista

Os sabores, aromas e fazeres de cerca de 140 municípios invadem São Paulo, de 19 a 23 de setembro, durante a 21ª edição do maior evento de cultura tradicional do Estado

O Revelando São Paulo chega a sua 21ª edição, trazendo para a capital paulista as tradições que fazem a diversidade e pluralidade do Estado de São Paulo, com a participação de culinaristas, artesãos, violeiros e dançantes de diversos municípios do Interior e Litoral. De 19 a 23 de setembro, o Parque do Trote/Mart Center irá se transformar em um grande espaço de celebração multicultural.

O festival, realizado desde 1997, dispõe de espaços de culinária e ranchos tropeiros de diferentes regiões do estado, com culinaristas produzindo os doces caseiros, bolinhos caipira, broas, pamonhas, bolos, café caipira, virados, afogados, galinhadas, feijão tropeiro, farinha de mandioca, peixes e moquecas, entre outras iguarias que compõe a “Mesa Paulista”. Nos espaços de artesanato, artesãos de diversas regiões produzem palha de milho, folha de bananeira, cipó, madeira, ferro, cerâmica, crochê e bordado, entre outros materiais, com técnicas passada através de gerações da família.

O público poderá ainda conhecer manifestações culturais e artísticas de diferentes regiões do Estado. A cada dia, o Revelando apresenta uma programação diversificadas, como catira, folia de reis, grupos de congadas e moçambiques, batuque e violeiros.

A edição desse ano também comemora também os 70 anos da Comissão Paulista e Nacional de Folclore.

Com a realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, o Revelando São Paulo – Festival da Cultura Paulista é um evento gratuito, que acontece das 9h às 21h.

Programação
Programação Permanente das 9 às 21h
Artesanato – Exposição e comercialização de produtos artesanais de tradição, bem como demonstração dos misteres dos artesãos.
Comensalidade – Os humanos se encontram, compartilham ideias e sentimentos. Celebram o encontro e a sintonia compartilhando a mesa, o comer e beber juntos.
Culinária – Preparo e consumo de iguarias da culinária paulista tradicional.
Em Torno do Barro – Espaço concebido para a reunião de arteceramistas tradicionais e o compartilhamento de saberes e conhecimentos nas artes do fogo e do barro.
Homem do Realejo Presença dos homens do Realejo durante o festival.
Espaço Interétnico – Indígenas do estado de São Paulo, com sua musicalidade, seu artesanato e outras práticas culturais.
Comunidades de Ciganos, convivência e compartilhamento de músicas, danças e outros elementos culturais identitários.
Recitação do Rosário – Todos os dias às 8h na Capela e às 9h no Quintal de São Benedito.
Comemoração CPF – Celebração dos 70 anos da Comissão Paulista de Folclore, com exposição fotográfica sobre a cultura tradicional Paulista obra dos fotógrafos; Reinaldo Meneguim, Diego Dionisio, Flavio Pilege, César Dinis e Leonil.

artesanato foto reinaldo maneguim
Foto: Reinaldo Maneguim

20 de Setembro – Quinta – Feira – Vila + (antigo Mart Center)
09h- Abertura de Palco: Banda Municipal de Jacupiranga; Banda Marcial Municipal de São Sebastião
XIX Encontro de Violeiros: Grupo Raízes Viola Caipira – Atibaia; Denirval e Davi – Atibaia; Rubens e Fabinho- Atibaia; Tomás e Romancito – Atibaia; Vanderley e Waldir – Atibaia; Claudinei e Pires – Violeiros – Guarulhos; Vera Bianca e Guaru – Guarulhos; Grupo de Violeiros Som das Dez – Guarulhos; Toshio e Luiz – Violeiros – Guarulhos; Quesia Ribeiro – Guarulhos; Cesar Viola e Cuiabá – Iporanga; Violeiros Itaóca; Paco e Thiago – Pedra Bela; Raízes do Ribeira
Os Rouxinóis – Dupla de Violeiros – São Paulo; Tropeirinhos Rancho da Viola Catira – Tatuí
17h – Tarde Seresteira: Seresteiro da viola – São Caetano do Sul; Seresteiros com Ternura – Tatuí; Gabiroba Congo Capixaba – São Paulo – Rancho Tropeiro; 18h XIX Encontro de Orquestra de Viola; Camerata de Viola Caipira SLP – São Luiz do Paraitinga; Orquestra de Violeiros – Taboão da Serra; Conjunto de Música Sertaneja de Raiz – Várzea Paulista; Grupo de Viola Caipira São Gonçalo – Votorantim
20h Encerramento: Orquestra de Viola de Guarulhos.

SONY DSC
Foto: Rafael Leitão

21 de Setembro – Sexta – Feira – Vila + (antigo Mart Center)
09h – Abertura do Palco: Trança fitas – Itaóca; Adoradores da Santa Cruz – Mirim – Embu das Artes
XIX Encontro de Fandango: Fandango de Tamanco – Itaóca; Fandango do Cuitelo – Ribeirão Grande
XIX Encontro de Catira: Grupo de Catira de Monteiro Lobato; Rainhas do Catira – Hortolândia;
Cururueiros – Tatuí; Dança do Barro – Apiaí
XIX Encontro de São Gonçalo: São Gonçalo – Atibaia; São Gonçalo – Jarinu; Grupo de Dança de São Gonçalo de Pardinho
13h – Encontro de Orquestra: Orquestra de Violeiros de Descalvado; Orquestra de Violeiros e Cantores Ouro na Serra – Guapiara; Orquestra de Violeiros Coração da Viola – Guarulhos; Orquestra de Viola Matutos da Mantiqueira – Joanópolis; Orquestra Torrinhense de Viola Caipira
18h Comemoração do Dia internacional da Paz e Conexão de Cura
Grupo Orgulho Caipira – Dança do Sabão – Lagoinha
20h X Noite de São João: Quadrilha Terceira Idade Juventude Imaculada – Cruzeiro;
Encerramento: Bonecões da Mantiqueira – Caçapava

SONY DSC
Foto: Rafael Leitão

22 de Setembro – Sábado – Vila + (antigo Mart Center)
9h Cortejo – XXIII Festival de Bonecos de Rua e Cabeções: Bloco da Vaca – Artur Nogueira; Bonecões Caçapava; Bonecões Gigantes Pereirões – Monteiro Lobato; Bloco Zé Pereira – São Bento do Sapucaí; Bonecões Torrinha; Banda Waldemar Tedeshi – Torrinha; Cia Caracaxa – São Paulo
9h – Palco – Encontro de Reiada: Folia de Reis Luz Divina – Artur Nogueira; Cia. Ases do Brasil – Folia de Reis – Campinas; Grupo de Folia de Reis de Santo Antonio do Bairro Tinga – Caraguatatuba; Folia de Reis Paróquia de Nossa Senhora da Boa Esperança – Caçapava; Folia de Reis de Cândido Mota; Folia de Reis – Embu das Artes; Folia de Reis Estrela Guia de Guarulhos; Folia de Reis de Pedra D’Alva de Guarulhos; Folia de Reis de Palmital; Folia de Reis Morro do Abrigo – São Sebastião; Cia. de Reis Litoral – São Sebastião; Grupo Folia de Reis da Vila Formosa – Sorocaba; Folia de Reis de Torrinha; Companhia de Santos Reis – Várzea Paulista; Divino Espírito Santo da Rainha da Paz do Julio Mesquita – Sorocaba; Confraria do Divino Espírito Santo _ Joanópolis; Folia de Reis do Pontal Cruz – São Sebastião; Moçambique da Vila Tesouro – São José dos Campos
13h – Dança da Santa Cruz – Carapicuíba; Grupo Sarabaque – Carapicuíba
– XVII Festival da Amizade – Devi – Dança Indiana – Atibaia; Grupo Cheiro de Mate – Capão Bonito; Reisado Sergipano e Bumba meu Boi do Guarujá; Grupo Folklorístico Stella Bianca – Jarinu; Coral Guarani da Aldeia Araça-Mirim – Pariquera Açu; Grupo de Danças Gaúchas Tropeiros da Nascente – Pilar do Sul
Rancho Folclórico Típico Madeirense do Morro do São Bento – Santos; Mi Vejo Simón – São Paulo; San Simón – São Paulo; Grupo de Danças Parafolclóricas de Pirassununga; Associação Cultural Anástasis – Olímpia; Ribeira Ryofu Daiko – Registro; Grupo Apolo de Danças Gregas – São Paulo; Folclore e Etnografia Região Autónoma da Madeira – São Paulo; Ballet Folclórico Boliviano – Guarulhos
15h Mesa de Cosme e Damião – No Saguão
19h XVII Noite dos Tambores – Grupo Baobá de Melê – Coco de Pisada – Peruíbe; Grupo de Jongo Filhos da Semente – Indaiatuba
20h Encerramento: Grupo Samba Lenço – Mauá; Jongo Quilombolas do Tamandaré Guaratinguetá

café caipira reinaldo maneguim
Foto: Reinaldo Maneguim

23 de Setembro – Domingo – Vila + (antigo Mart Center)
9h Palco – BAMUC – Banda Municipal de Cajati; Corporação Musical Maestro Custódio Possidônio Martin – Apiaí; Associação Cultural Som & Arte – Peruíbe
12h – Cortejo – Entrada no Recinto – XX Congado Paulista – Congada Rosa – Atibaia; Congada Verde – Atibaia; Cia. de Moçambique de Caraguatatuba; Cortejo do Divino de Itanhaém; Congada de São Benedito e Nossa Senhora da Conceição – Lagoinha; Grupo Folclórico e Religioso Moçambique de São Benedito de Lorena; Moçambique Esperança – Monteiro Lobato; Congada Santa Ifigênia – Mogi das Cruzes; Congada Batalhão Nossa Senhora de Aparecida – Mogi das Cruzes; Congada do Divino Espírito Santo – Mogi das Cruzes; Congada Preto e Branco – Nazaré Paulista; Congada São Benedito – Pindamonhangaba; Grupo de Moçambique Leal Bahia – Piraju; Congada Terno de Sainha Irmãos Paiva – Santo Antônio da Alegria; Congada São Benedito – São Sebastião; Congada de São Benedito e do Divino Espírito Santo – Socorro; Bandeira do Divino Espírito Santo – Votorantim; Irmandade do Divino da Paróquia Nossa Senhora do Ó – São Paulo; Caminheiros de Santo Expedito – Mairiporã; Irmandade de Moçambique Vila do Tesouro – São José dos Campos Caiapó de Piracaia; Afoxé Filhos do Cacique – São Paulo
18 h : Encerramento: The Sun – Orchuestra – São Paulo

doces

21º Revelando São Paulo
De 19 a 23 de setembro, das 9h às 21H
Local: Mart Center – Vila Maria/Vila Guilherme.
Entrada gratuita

 

Inverno pode afetar saúde dos dentes: saiba como se prevenir

Com fim somente em setembro, a estação mais fria do ano demanda atenção à saúde bucal. Além de aumentar a sensibilidade dos dentes, o inverno é aquela época do ano em que comidas mais quentes e vinhos são ingeridos com mais frequência. Segundo Paulo Coelho Andrade, mestre e especialista em implantodontia e pós-graduado em odontologia estética, se as pessoas não tomarem certos cuidados, após o inverno os dentes poderão estar manchados e mais sensíveis.

saúde-bucal-reprodução-internet 2

Como a boca possui uma temperatura média de 36°C a 38°C, com o choque térmico das temperaturas baixas do inverno, os dentes podem sofrer com sensibilidade e desconforto. “O choque térmico causado pela entrada do ar frio na boca pode causar sensibilidade aos dentes, provocando dor e incômodo”, explica Andrade.

Ele ainda ressalta que nos casos em que a dentina já está exposta, devido algum problema, as dores podem ser ainda piores: “Nos casos dos dentes que possuem cárie ou retrações gengivais, as terminações nervosas estão mais sensíveis e os sintomas, como dor, podem ser intensificados”.

Além da sensibilidade causada pela entrada do ar frio, nesta época, comidas mais quentes são uma ótima pedida, por isso as pessoas ingerem mais. Esses alimentos também podem causar sensibilidade e levar a dor e desconforto.

“Manter a higiene bucal diária, pode prevenir o aparecimento de cáries e manter os dentes saudáveis. Nos casos de hipersensibilidade dentária são necessários a avaliação, para indicação de um creme dental ideal, e a cobertura das retrações com materiais obturadores ou facetas. Em caso de cárie é de suma importância o tratamento o mais breve possível. Cada caso é um caso e é sempre necessário o acompanhamento de profissional”, afirma o especialista.

saúde-bucal- reprodução-internet

Outro problema comum nessa época são as manchas nos dentes causadas pelo vinho. “O álcool pode provocar uma diminuição de até 40% nas glândulas salivares. Isso faz com que ocorra uma maior deposição de resíduos nos dentes. Além disso, sua acidez pode ter efeitos nocivos aos dentes”, explica Andrade. Ele aponta que para redução dos danos, uma solução prática é ingerir água na mesma quantidade e após cada taça de vinho, além, é claro, da higiene bucal diária.

Fonte: Paulo Coelho Andrade é mestre em Implantodontia pelo Centro de Pesquisas Odontológicas de Campinas e especialista em Implantodontia pela Associação Brasileira de Odontologia, ambos os títulos reconhecidos pelos Conselhos Estadual e Federal de Odontologia, já realizou mais de 50.000 implantes e facetas em 28 anos de implantodontia. 

Pets também precisam de cuidados com a saúde oral

Assim como nós precisamos ter cuidados com a saúde oral, cães e gatos também necessitam de cuidados que incluem higienização bucal e consultas regulares ao odontologista veterinário. Com isso, são evitados problemas como doenças periodontais e mau hálito. Para alertar os tutores sobre os cuidados que devem ser observados, a Virbac, empresa multinacional francesa dedicada exclusivamente à saúde animal, promove uma campanha sobre saúde oral dos pets, durante o mês de maio.

Entre as ações estão a divulgação de vídeos nas redes sociais da marca, como Instagram e Facebook , ciclo de palestras no aplicativo Vetsmart e abordagens específicas da equipe Virbac junto aos médicos veterinários.

O problema bucal mais comum em cães e gatos é a doença periodontal. Definida como a inflamação de estruturas como gengiva, ligamento periodontal, cemento e/ou osso alveolar, apresenta diversos graus de intensidade e tem como principal causa a placa bacteriana.

“No início, a placa pode provocar uma leve inflamação da gengiva, a gengivite que, se não for tratada, pode evoluir para uma periodontite grave, com reabsorção do osso alveolar e perda de dentes. Além disso, o acúmulo de bactérias pode cair na corrente sanguínea e levar a alterações sistêmicas”, alerta Ricardo Cabral, médico veterinário da Virbac. Nesses casos, a doença é irreversível.

Examining mouth and tongue of Red Tabby female cat, Glenda
Warren Photographic

Outro problema comum é o mau hálito, provocado pelo aumento do número de bactérias que causam o cheiro desagradável. Nessas situações, é recomendado o uso de xilitol, um tipo de açúcar que, quando misturado com a água, pode ser consumido pelo pet e ajuda a controlar o crescimento das bactérias.

“Porém, a medida é apenas paliativa, exigindo a adoção de higienização oral mais completa, com escovação e visitas periódicas ao médico veterinário especialista”, afirma Cabral. De acordo com ele, outras causas da halitose, como também o problema é conhecido, são alterações gástricas e endócrinas. Por isso, se o problema persistir, é fundamental procurar a avaliação de um médico veterinário.

Como escovar

Cabral explica que a escovação deve ser diária, pois as bactérias presentes na boca do animal podem se multiplicar e formar uma placa. Mas, como nem sempre isso é possível, ele recomenda que a higienização seja feita, no mínimo, uma vez por semana.

cachorro escova dentes

O mercado oferece diversas opções de escovas de dentes específicas para cães e gatos, com cerdas anatômicas e cabo mais alongado. Podem também ser utilizadas dedeiras de silicone ou gaze e, com os dedos, percorrer toda a superfície dental dos animais. “A pasta dental deve ser exclusivamente de uso veterinário, pois os cremes dentais humanos são ricos em flúor e sabões que, quando engolidos pelos animais, podem provocar problemas de saúde”, alerta.

Muitos tutores substituem a escovação dando petiscos para o seu pet. Segundo Cabral, é preciso ficar atento ao tipo de produto utilizado. “Petiscos resistentes, em formatos específicos, têm abrasividade que ajuda na remoção da placa bacteriana. No entanto, dependendo da textura e do tamanho, ele pode não ser resistente o suficiente para causar esta abrasividade e, o que é pior, acaba se acumulando nos dentes. Além disso, podem ser muito calóricos, prejudicando programas de perda e manutenção de peso de cães obesos”, explica.

O que usar na higiene bucal

aquadent.jpg

A Virbac oferece uma linha completa de produtos para cuidar da saúde bucal dos animais, composta por enxaguante, pasta dental e tiras mastigáveis. O Aquadent é indicado para controlar o mau hálito, dificultando a organização e proliferação das bactérias que formam a placa. A base de xilitol, o produto deve ser misturado com a água que será consumida pelo pet – 5 ml de produto a cada meio litro de água, que deve ser trocada a cada 24 horas.

pasta dental virbac.jpg

Para a escovação, a opção é a CET Pasta Enzimática, que auxilia no controle da placa bacteriana que origina o tártaro.

veggie dent.png

E, para os dias em que não for possível realizar a escovação, o tutor poderá dar ao seu cão as tiras mastigáveis CET Veggie Dent. Especialmente desenhadas para proporcionar ação mecânica de limpeza, são altamente palatáveis e contêm em sua fórmula proteína de soja e farelo de milho, o que torna o produto saudável e saboroso.

Informações: Virbac

Edição especial de escova Curaprox com parte das vendas revertida à SOS Mata Atlântica

A Curaprox lançou edição especial SOS Mata Atlântica de sua escova 5460 UltraSoft. Com embalagem duo, as escovas trazem nas cerdas um desenho de árvore e são resultantes de uma parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica. Parte da renda do produto será revertida à organização que atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica.

A edição especial conta com duas escovas 5460, uma de cabo verde e uma de cabo branco, ambas com desenho de árvores nas cerdas. O cirurgião-dentista Hugo Lewgoy, doutor pela USP, explica que a escova da Curaprox favorece a angulação correta durante o ato da escovação, que no caso deve ser em um ângulo de 45° (metade das cerdas apoiada sobre a coroa dental e metade apoiada sobre a margem gengival). “Além disso, a escova CS 5460 Ultra Soft traz 5460 cerdas ultramacias que não machucam a gengiva durante a limpeza dos dentes, promovendo uma escovação efetiva e atraumática”, explica.

O cirurgião-dentista enfatiza que o ideal é sempre optar por escovas que contenham grande quantidade de cerdas e que sejam macias, o que promove maior eficiência na escovação. “Muitas vezes, o consumidor crê que as cerdas duras higienizarão mais os dentes. Muito pelo contrário. Costumo dizer que é como se pegássemos uma vassoura com cerdas duras e varrêssemos um chão com piso branco e brilhante. Certamente, ao longo do tempo, ele perderá o brilho e surgirão alguns riscos”, finaliza.

curaprox51_16809_curaprox51_16796_

Para Marcia Hirota, diretora executiva da Fundação SOS Mata Atlântica, a edição especial também tem caráter educativo, pois ao adquirir a escova o consumidor tem a oportunidade não só de apoiar as iniciativas da Fundação, mas também de repensar seus hábitos.

“Um produto que conta com a preocupação ambiental pode provocar essa reflexão nas pessoas. Na embalagem destacamos, por exemplo, como o uso de um copo d’água durante a escovação pode economizar mais de 11,5 litros de água numa casa ou 79 litros em apartamento”, diz ela. Uma das causas trabalhadas pela Fundação SOS Mata Atlântica é a Água Limpa, um elemento da natureza essencial à vida, mas cada vez mais escasso e distante.

Fonte: Curaprox

 

Placa bacteriana agrava doença renal em cães e gatos

Higiene bucal é algo indispensável para a saúde humana e, com nossos amigos de quatro patas, não é diferente. No entanto, apesar de ser imprescindível, a minoria dos tutores se atenta para o problema. A falta de escovação, além da sensação de sujeira e do mau hálito, podem causar doença periodontal.

A doença periodontal é uma das condições orais mais comuns em cães e gatos, afetando mais de 85% dos animais com mais de cinco anos de idade. O desenvolvimento dessa doença ocorre pelo acúmulo de placa bacteriana e tem relação direta com o tipo de alimentação e ausência de escovação bucal dos animais.

Além de comprometer a dentição e os tecidos de sustentação, o problema pode levar ainda ao surgimento de doenças sistêmicas, como a hepatite, inflamação de articulações, doenças cardíacas e renais. As bactérias presentes na boca causam uma inflamação da gengiva que pode sangrar durante a mastigação ou mesmo durante as brincadeiras. O sangramento facilita a penetração das bactérias na corrente sanguínea e, essas podem acumular em outros órgãos.

No caso dos rins, especificamente, a boca com presença de cálculos dentários, independente se está no início ou em um estágio mais grave, pode levar ao desenvolvimento da doença renal crônica, uma condição difícil de ser diagnosticada que acaba sendo percebida em estágios avançados, quando o cão ou gato passa a apresentar insuficiência renal.

cachorro escova dentes

A placa bacteriana dos animais é igualzinha à do ser humano, se desenvolve em 24h. Mas, apesar dos problemas serem os mesmos, a pasta dental utilizada por nós, humanos, são tóxicas para os animais. Nesse sentido, é indispensável procurar um creme dental desenvolvido especialmente para os pets.

Felizmente, hoje já é possível encontrar produtos de ótima qualidade, como o Dental Care, um gel dental desenvolvido para higienização bucal de cães e gatos. O gel evita a formação de placa bacteriana, previne o mau hálito, a gengivites e também os tártaros, além de ajudar no clareamento dos dentes. Com cuidados especiais, você garante a saúde do seu melhor amigo por muito mais tempo.

*Cibele Erreiras Ruiz é médica veterinária, especializada em nefrologia/urologia na Clínica Veterinária Bele Bichos e é consultora do Grupo Ipet