Arquivo da categoria: suplementos

Conheça a alimentação ideal para quem quer ganhar massa muscular

Além dos exercícios físicos, a dieta é um dos pilares para garantir a manutenção dos músculos

Para grande parte das pessoas que dedicam um tempo à prática de atividade física, visitando a academia e incluindo hábitos saudáveis na rotina, um dos principais objetivos é a obtenção da massa magra, importante não só para o desempenho atlético ou a estética, mas auxilia na manutenção de uma vida saudável a longo prazo. A massa magra consiste em tudo aquilo que não for gordura no corpo, incluindo massa muscular, pele, órgãos, entre outros.

A massa muscular vai além do corpo sarado, sendo fundamental para a saúde a longo prazo. Entre os principais benefícios está o combate a doenças, o fortalecimento dos ossos, a prevenção contra a resistência à insulina, entre outros. Além de uma rotina saudável e voltada para a criação de massa muscular, com uma sequência de treino pensada com este objetivo, a alimentação tem uma grande influência na formação e manutenção dos músculos do corpo.

Antes de definir uma dieta, é essencial visitar um médico especialista, como um nutricionista, para garantir que a alimentação diária irá suprir todas as necessidades energéticas. Além disso, conversando com um profissional, é possível encontrar a necessidade ou receber a recomendação correta do uso de suplementos alimentares, como o Whey Isolado, definindo a dose indicada para consumo e as possíveis causas da necessidade por trás do uso, caso a questão seja relacionada a algum problema de absorção de nutrientes, por exemplo. Confira os alimentos mais indicados para quem quer desenvolver massa muscular.

=Frango, carne e peixes
Esses alimentos são ricos em proteína e ferro, nutrientes que estimulam a hipertrofia, que consiste no crescimento dos músculos. Eles também colaboram para aumentar a quantidade de oxigênio nos músculos, importante para evitar a fadiga muscular. Além disso, peixes como salmão e atum são ricos em ômega 3, que garante o bom funcionamento do cérebro, ajuda na recuperação muscular e previne a inflamação, que pode gerar dores.

=Oleaginosas
Castanhas, nozes, amendoim, semente de linhaça e outras oleaginosas são uma boa fonte de vitaminas do complexo B, grupo importante para fortalecer o sistema imunológico, ajudando também na melhoria das funções cerebrais, redução na degeneração de cartilagens e alívio de dores musculares, que podem aparecer em decorrência do exercício físico.

=Abacate
O abacate é uma fonte de gordura boa que ajuda a reduzir o acúmulo de gordura presente no corpo e facilita o aumento de calorias na dieta para ganhar massa muscular. Ele é rico também em vitaminas do complexo B, K e C, além de potássio e cobre, conjunto que ajuda na perda de peso, no fortalecimento dos ossos e colaborando para a diminuição da pressão arterial.

=Derivados do leite
Inserir na dieta leite, iogurte e queijos é essencial para permitir o crescimento muscular por serem ótimas fontes de proteína, cálcio, fósforo e magnésio, também ajudando a estimular a contração muscular, garantindo um treino com maior rendimento. Além disso, alimentos desse tipo aumentam as calorias na dieta, o que colabora para o aumento dos músculos quando combinados com uma rotina de exercícios apropriada.

Fonte: Growth Supplements

 

Por que no outono os cabelos caem mais?

Não é só na natureza que outono é tempo de renovação. Na fisiologia humana isso também acontece, especialmente com os cabelos. Acordar e ver vários fios no travesseiro, perceber a enorme quantidade de cabelo que cai durante o banho ou simplesmente constatar os fios que caíram após pentear o cabelo são situações que assustam e tiram o sono de qualquer um.

Segundo Fabíola Cruz, bioquímica, é normal perder até 150 fios durante o dia, mas em épocas como outono, esse número aumenta para cerca de 600 fios por dia.

Com a chegada do outono/inverno, cai a incidência de luminosidade e as temperaturas ficam cada vez mais baixas. Com menos horas de sol as células produtoras de melanina produzem menos deste pigmento, diminuindo a cor e o brilho dos cabelos. Além disso, as pessoas tendem a se proteger do frio e acabam ficando mais dentro dos ambientes.

Foi com a busca incessante por complexos vitamínicos que apoiassem as mulheres, que Aryane Garcia desenvolveu, com biomédicas e nutricionistas, a Gliti Hair. O lançamento é um suplemento alimentar em cápsulas com fórmula ultraconcentrada de vitaminas e minerais que atuam diretamente na qualidade de vida e acentua resultados no tratamento para queda de cabelo, estímulo de colágeno e fortalecimento das unhas.

“No outono, há também um aumento da temperatura da água do chuveiro e isso promove alterações tanto na estrutura dos fios de cabelos como no couro cabeludo. Os cabelos se tornam mais frágeis e quebradiços e a couro cabeludo fica mais oleoso”, completa Fabíola.

cabelo queda

A queda dos fios é parte natural do ciclo de vida dos cabelos, que tem fases de crescimento. Mulheres com cabelos longos percebem com mais frequência esse fenômeno, mas os homens também sofrem com a perda dos fios. Muitas mulheres, inclusive, ficam com receio de lavar o cabelo com a mesma frequência com medo de aumentar a queda dos fios. “Lavar os cabelos continua sendo muito importante nesse período. E isso, aliado a uma suplementação de nutricosmético regular, auxilia o nascimento de novos fios”, afirma Aryane.

Conheça Gliti Hair

Em sua composição, Gliti Hair conta com biotina, ou vitamina B7, muito importante para o metabolismo, e que atua na formação e fortalecimento de unhas, pele e cabelos. Utilizando hidratos de carbono e síntese de ácidos graxos, a Biotina ajuda a absorver todas as vitaminas do Gliti Hair corretamente, sem exageros e na medida que o corpo precisa.

Além da biotina, há um complexo vitamínico que soma as vitaminas A, B, C, D e E e que ajuda a equilibrar os efeitos positivos em seu organismo. A Vitamina A é responsável pela renovação celular e criação de novas fibras de colágeno na pele. Já o complexo de vitaminas B é cheio de ativos que aumentam a resistência natural e controlam a pele oleosa.

A Vitamina C é o mais poderoso antioxidante, combate o envelhecimento, ajuda a clarear, iluminar e estimular a produção de colágeno. Vitamina D faz seus dias mais felizes, pois é importante para todo o organismo. Vitamina E é fundamental, pois potencializa a hidratação do corpo.

GLITI-HAIR

Por último, a soma de ferro, selênio e zinco finalizam o nutricosmético. O ferro é fundamental, produz a hemoglobina que transporta o oxigênio para as células. Ótimo para quem precisa de uma forcinha extra na rotina. Zinco faz a proteção celular e a síntese da dopamina e da serotonina. Selênio atua em enzimas que diminuem o estresse oxidativo do cérebro, prevenindo o envelhecimento e colaborando na eliminação de toxinas.

Gliti Hair – Preço: R$ 99.90

Informações: Gliti

Pele madura tem menor firmeza e hidratação, saiba como tratá-la

Além de tratamentos em clínica, cremes e cápsulas prescritas por dermatologistas melhoram a qualidade da pele madura, que sofre com deficiência natural de estrogênio

Na faixa etária dos 40 aos 50 anos, as rugas se acentuam e a pele começa a ficar marcada com “rugas em repouso”, a flacidez já está em um grau moderado e as queixas são de perda do contorno facial e formação do aspecto “buldogue” das bochechas caídas.

“Ocorre a diminuição dos coxins de gordura da face, a bochecha começa a murchar, então, além da consulta a um dermatologista, que poderá propor alguns tratamentos como toxina botulínica e estimuladores do colágeno, os cremes devem ser usados para melhorar a qualidade da pele, sua hidratação e a questão das manchas”, afirma a farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, Mika Yamaguchi.

Mas sabe por que isso acontece? “O hormônio estrogênio aumenta a elasticidade, firmeza, produção de matriz extracelular e hidratação. Há uma deficiência natural desse hormônio após esse período, então isso contribui para a menor elasticidade, firmeza e hidratação da pele madura”, completa a especialista em dermo e nutricosméticos.

Além disso, outro tratamento que deve ser feito, segundo a farmacêutica, é o de manchas, justamente porque nessa idade elas podem ter várias origens, sejam hormonais, por exposição solar, poluentes ambientais, poluentes digitais, estresse, cigarro e o próprio envelhecimento sistêmico.

“As hormonais são as mais difíceis de serem tratadas, as demais com um bom tratamento tópico e oral e acompanhamento médico são passíveis de tratamentos; mas as manchas do melasma caracterizam uma doença crônica, em que é necessário um acompanhamento contínuo para controle”, diz a especialista.

Pensando nas necessidades da pele madura, Mika afirma que é necessário o uso de ativos que melhorem os seguintes parâmetros: reepitelização da epiderme, auto-hidratação, redensificação, luminosidade e combate à inflamação. Por isso ela sugere os seguintes tratamentos:

mulher meia idade creme

Reepitelização da epiderme: uso de cremes com os ativos Hyaxel e SWT-7, que vão hidratar a pele profundamente, ao mesmo tempo em que ajudam no preenchimento das células. “As cápsulas também devem ser usadas, com ativos como Exsynutriment e Bio-Arct, que juntos promoverão uma melhora da síntese de colágeno, com melhora da firmeza e do funcionamento celular”, afirma.

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

Auto-hidratação: a farmacêutica sugere os ativos Hyaxel e Arct-Alg, que juntos melhorarão a hidratação natural da pele, triplicando a produção de energia das células da pele. As vitaminas orais indicadas são Exsynutriment (silício para melhorar a sustentação e a flacidez da pele) e In.Cell, que combina vários nutrientes para beneficiar a saúde da pele.

THERAPEUTIQUE FEMMEWOMAN  TAKING MEDICATION
FreeGreatPicture

Redensificação: a união de Scupltessence, Progeline e Densiskin em um mesmo creme promove o redesenho e rearquitetura facial, com efeito ‘Dermorelax’. Para ingestão oral, além de Exsynutriment e In.Cell, a farmacêutica sugere Glycoxil, um ingrediente que tem a capacidade de diminuir os malefícios do açúcar e carboidratos na pele.

gettyimages- mulher pele meia idade

Luminosidade: por meio da associação entre Superox C (aumenta produção de colágeno e ácido hialurônico), Silpearl (associação de silício biodisponível com nutrientes funcionais da pérola para restaurar a luminosidade e o equilíbrio hídrico da pele), Arct-Alg (triplica produção de energia celular) e Overnight Repair (poderoso defensor ambiental além de anti-idade e hidratante), o creme diminui o aspecto opaco da pele, melhorando seu brilho natural. Nas cápsulas, Mika sugere Glycoxil para evitar as manchas provenientes dos malefícios do açúcar e carboidratos, e Bio-Arct, antioxidante que triplica a produção energética, melhorando o aporte de nutrientes.

GettyImages remedios pilulas suplementos.jpg
Getty Images

Combate à inflamação: para tratar a pele inflamada, Mika sugere Pro Barrier Repair e Connect Cell, que vão minimizar os efeitos da inflamação, além de restabelecer a comunicação celular. Para as cápsulas, além de Glycoxil e Bio-Arct, é indicada a suplementação de FC Oral, um modulador inflamatório, com efeito antioxidante e hidratante.

Mika lembra que, antes de qualquer tratamento, é necessário consultar um médico para personalizar as fórmulas de acordo com a necessidade do paciente.

Fonte: Biotec Dermocosméticos–  SAC: 0800-7706160

Suplemento previne envelhecimento da pele e auxilia o equilíbrio hormonal

Desenvolvido especialmente para mulheres maduras, Keep Lady, da Buona Vita, é rico em vitaminas e minerais que atuam prevenindo a formação de rugas, melhorando a elasticidade da pele, protegendo o sistema cardiovascular e promovendo o bom funcionamento do intestino.

Pensado para a mulher madura e experiente, Keep Lady contribui para a firmeza, reduz rugas, regula a imunidade e atua no rejuvenescimento celular. Indicado para mulheres de todos os tipos e fototipos de pele, o produto contém ácido ortossilícico em sua composição, que atua na sustentação da epiderme. Além disso, a formulação também conta com colágeno hidrolisado (resistência e elasticidade dos tecidos), ácido ascórbico (vitamina C – antioxidante, melhora a qualidade da pele) e Vitamina A (proteção imunológica e saúde da epiderme).

O Keep Lady é um nutricosmético desenvolvido especialmente para mulheres com mais de 40 anos que previne o envelhecimento da pele e a formação de rugas, estimula a produção de colágeno e auxilia no equilíbrio hormonal, além de melhorar a função intestinal.

Modo de uso: para resultados satisfatórios devem ser ingeridas, sempre sob orientação de um profissional especializado, duas cápsulas do produto por dia, juntamente com líquido.

keep_lady_rejuvenescimento_mulher.png

Keep Lady Preço: R$ 145,00

Informações: Buona Vita – SAC: (41) 3023-1855

Hidratação não é só beber água: entenda o papel dos eletrólitos

Cansaço, dificuldade de concentração, dores de cabeça e até fome podem ser sinais de desidratação, que pode ser evitada com eletrólitos e vitaminas

hydrolift--9-of-26-

Dor de cabeça, cansaço, irritabilidade e constipação? Pode ser desidratação! Apesar de nem sempre relacionados à desidratação, esses sintomas e outros, como pele seca, sensação de fome e dificuldade de irritação, são sinais frequentes de uma hidratação ineficiente. E não são poucas as pessoas com esse problema: segundo um estudo da US National Library of Medicine, cerca de 20% a 30% dos adultos estão desidratados.

Mas, como evitar a desidratação? Geralmente, pressupõe-se que se hidratar é apenas tomar água e suprir a quantidade perdida. Afinal, a água ajuda no transporte e distribuição de vitaminas, minerais, glicose, oxigênio e outros nutrientes para todas as células do organismo. Entretanto, como o nosso corpo não produz água, precisamos repô-la diariamente de maneira eficaz, em um processo de hidratação.

Porém, a hidratação só é eficiente quando essa água tem a capacidade de entrar nas células, e para isso precisamos da presença harmônica dos eletrólitos. Para entender melhor o processo de hidratação em que a água “penetra” as células, precisamos lembrar das aulas de química, quando aprendemos sobre os solutos e os solventes. Solutos são substâncias dissolvidas em um solvente, sendo a água considerada o solvente universal.

Então, onde quer que a água vá no nosso organismo, ela ajuda no transporte e distribuição dos solutos do corpo. Assim, a água leva vitaminas e minerais para todas as células e também transporta e elimina as toxinas do corpo – e essa ação é ainda mais potencializada com o consumo de eletrólitos.

Segundo a médica Elisa Urban, da Essential Nutrition, “os eletrólitos são sais que atuam como condutores de eletricidade, ajudando na hidratação eficiente, que só ocorre quando a água tem a capacidade de entrar nas células entregando nutrientes essenciais e mantendo o organismo em constante equilíbrio”. Por isso, a presença harmônica de alguns eletrólitos, como sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo e cloro torna-se fundamental para o bom funcionamento do organismo. Já a sua carência afeta os sistemas nervosos central e periférico.

Eletrólitos em ação

hydrolift--25-of-26-

A presença de doses adequadas de eletrólitos no corpo é importante não só para a hidratação, mas para conduzir a “eletricidade do corpo”. A presença harmônica de certos eletrólitos como o sódio (Na+), o potássio (K+), o magnésio (Mg++), o cálcio (Ca++) e o cloro (Cl-) passa a ser fundamental para o bom funcionamento do organismo, e podemos entender por que a carência de eletrólitos gera tantos sintomas no sistema nervoso central e periférico.

Afinal, os tecidos musculares e os neurônios são considerados tecidos elétricos no corpo, ativados por atividade elétrica que é transportada através dos eletrólitos. Segundo publicações científicas, a deficiência de cálcio, por exemplo, pode resultar em cãibras musculares. Já o magnésio e fósforo são essenciais nos processos energéticos; e o cloro é extremamente importante na regulação da pressão osmótica e junto com sódio promove o balanço dos fluídos corporais.

Repondo eletrólitos: a importância da suplementação

hydrolift--16-of-26-

A opção de repor eletrólitos via suplementos pode trazer maior variedade e equilíbrio de minerais de acordo com a necessidade do corpo. O que se deve evitar é o consumo de suplementos com pouca variedade de eletrólitos ou que contenham corantes ou adoçantes artificiais.

Uma opção é Hydrolift, da Essential Nutrition, composto de sódio, potássio, magnésio, fósforo, cloro, cálcio, zinco, cromo, manganês, selênio, molibdênio, vitamina C, adoçante natural stevia e aroma natural de tangerina, ou seja, contém todos os micronutrientes essenciais para a recuperação do organismo desidratado.

Outro benefício dos eletrólitos prontos para consumo é a praticidade: em stickers, podem ser levados na bolsa e consumidos em qualquer lugar, seja no escritório ou no trânsito, demandando apenas uma garrafinha com água para o consumo. Em viagens ou passeios ao ar livre, com temperaturas altas, e durante a prática de exercícios, o consumo de eletrólitos é ainda mais indicado

Afinal, apenas para manter funções fisiológicas como respirar, ir ao banheiro e suar são perdidos até dois litros de água por dia, número que aumenta quando fatores como calor ou exercício físico são adicionados. Assim, os eletrólitos ou sais minerais são indispensáveis para o bom funcionamento das funções corporais, ajudando o organismo a se manter bem hidratado e a repor os minerais essenciais para as funções das células.

Informações: Essential Nutrition

Vitamina D para veganos e vegetarianos melhora sistema imune

Alternativa vegana à Vitamina D3, obtida da lanolina (gordura extraída da lã da ovelha), a vitamina D vegana da Pharmapele provém do cogumelo e ajuda no tratamento da psoríase e prevenção do câncer, diminui a resistência à insulina, ajuda no controle da obesidade e regula o desenvolvimento de funções

O número de pesquisas que tem como alvo a vitamina D vem aumentando. Principalmente os estudos sobre os problemas relacionados à queda dos seus níveis ideais. “A deficiência de vitamina D é apontada como um problema de saúde pública em todo o mundo. Dependendo da população estudada, a hipovitaminose D pode acometer até 90% dos indivíduos”, explica Luisa Saldanha, farmacêutica e diretora científica da Pharmapele.

cogumelo_portobello.jpg

“Esse dado é preocupante, porque cada vez mais os estudos relacionam a Vitamina D não só com uma função de metabolismo do cálcio e saúde óssea, mas com questão imunológica, participando de funções essenciais à manutenção do equilíbrio do organismo”, acrescenta. Por esse motivo, a Pharmapele apresenta a Veg-D, vitamina D obtida dos cogumelos Portobello, representando uma alternativa vegana à vitamina D3, de origem animal, geralmente extraída da lanolina (gordura da lã da ovelha).

De acordo com a especialista, a vitamina D está envolvida em diversos processos do organismo, como: homeostase do cálcio (normaliza o metabolismo ósseo protegendo contra osteoporose, quedas e fraturas); sistema imunológico (efeito imunomodulador sobre as células do sistema imune); sistema cardiovascular (controle da função cardíaca e da pressão arterial); sistema neuromuscular (protege contra sarcopenia e aumenta a força muscular); obesidade (deficiência de vitamina D é um dos fatores que desencadeia o acúmulo de gordura corporal); desenvolvimento de funções cerebrais (protegendo contra demência e esclerose múltipla); além de sua atuação no pâncreas e no tratamento de doenças como psoríase e cânceres.

“O ativo inibe a proliferação celular. Uma descontrolada proliferação das células pode estar associada a mutações específicas, podendo acarretar doenças como psoríase e até mesmo câncer. No caso da atuação no pâncreas, a vitamina D está relacionada à diminuição da resistência insulínica, estímulo e liberação de insulina e diminuição do risco de diabetes melito tipo 2”, afirma a farmacêutica.

Câncer

vitamina-d peq

De acordo com Luisa, estudos epidemiológicos mostram associação entre baixos níveis sanguíneos de vitamina D (25-OHD) e risco aumentado para o desenvolvimento de alguns tipos de cânceres, sendo os mais estudados os de mama, colorretal e de próstata.

“A vitamina D também tem ação inibitória na angiogênese (crescimento de novos casos a partir dos já existentes), provavelmente pela inibição do fator de crescimento endotelial vascular; esse processo é fundamental para o crescimento de tumores sólidos, então acredita-se que essa atividade antiangiogênica seja um dos mecanismos responsáveis por sua capacidade de supressão tumoral”, diz a farmacêutica.

Indicações

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

A suplementação de vitamina D é segura e indicada para todos os indivíduos de todas as faixas etárias, respeitando-se o diagnóstico prévio de deficiência ou insuficiência da vitamina D, explica a farmacêutica. “O diagnóstico é obtido de forma muito rápida, fazendo um simples exame sanguíneo. De posse do resultado do exame e diagnóstico médico, é feita a suplementação com a dose adequada para cada caso e faixa etária”, diz a farmacêutica.

Ela enfatiza, no entanto, que certos indivíduos, antes mesmo de algum diagnóstico, já são considerados grupo de risco, pois se encaixam em algumas características que vão favorecer a deficiência da vitamina D no organismo. São eles: pacientes com quadro de raquitismo ou osteomalácia; portadores de osteoporose, idosos com história de quedas e fraturas; obesos; grávidas e lactantes; pacientes com síndromes de má-absorção; pós-cirurgia bariátrica; insuficiência renal ou hepática; hiperparatiroidismo; pessoas que fazem uso de medicações que interfiram no metabolismo da vitamina D (anticonvulsivantes, glicocorticoides, antifúngicos, antirretrovirais, colestiramina, orlistat); doenças granulomatosas e linfomas.

“É importante ressaltar que toda a condição que limite a exposição solar pode potencialmente causar hipovitaminose D e podem ser acrescentados à lista indivíduos em regime de fotoproteção e usuários de vestimenta religiosa (véu, burca, paramentos ou batina)”, finaliza.

Fonte: Pharmapele

Vitamina K2 auxilia na saúde óssea

A vitamina K faz parte de uma família de compostos lipossolúveis que engloba três diferentes formas de vitamina K: K1-filoquinona, K2-menaquinonas e K3-menadiona.

A principal fonte de vitamina K na dieta provém de vegetais folhosos verde-escuros, de óleos vegetais, frutas e grãos e está presente no formato de vitamina K1. A menaquinona ou vitamina K2, por sua vez, é encontrada em alimentos de origem animal e que contêm gorduras, como carnes, ovos e queijos, bem como na soja fermentada, além de ser produzida a partir da atividade da microbiota intestinal de humanos e animais.

OVOS
De acordo com a literatura, alguns fatores atrapalham a absorção da vitamina K no jejuno e no íleo, tais como lesões intestinais, ingestão alimentar insuficiente, deficiência de vitamina D, doença renal crônica, envelhecimento, consumo de antibióticos, entre outros. Ainda nesse contexto, de acordo com o Estudo Brasileiro de Osteoporose, em torno de 81% dos brasileiros apresentam ingestão de vitamina K inferior aos valores recomendados de AI (ingestão adequada), 90ug/dia para mulheres e 120ug/dia para homens.

A deficiência de vitamina K pode favorecer o desenvolvimento de problemas associados à mineralização da cartilagem, aumento de fraturas ósseas, problemas de coagulação e doenças cardiovasculares. Estudos têm apontado, especificamente, para a ação da menaquinona na prevenção da calcificação arterial e na mortalidade por doença arterial coronariana.

Em estudo duplo-cego, placebo-controle (KNAPEN et al., 2015), os autores avaliaram se a suplementação com menaquinona-7 (MK-7) teria o potencial de reduzir a rigidez arterial e alterar propriedades elásticas da artéria carótida de mulheres (n=244) pós-menopausadas e saudáveis.

Após 3 anos de suplementação com vitamina K2 (180 µg/dia) ou placebo, foi observado que parâmetros de rigidez arterial foram impactados positivamente no grupo suplementado com MK-7; além disso, mulheres que apresentavam endurecimento local da artéria carótida revelaram bons resultados quanto à elasticidade dessa estrutura.

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

Desfechos positivos também foram associados à suplementação de K2 como agente protetor ósseo e antiosteoporótico, sobretudo, em mulheres pós-menopausadas. De acordo com Yamaguchi e Weitzmann (2011), a vitamina K2 possui a capacidade pró-anabólica, uma vez que promove a formação óssea, ao mesmo tempo em que atua como anticatabólica, pois suprime a reabsorção dos ossos; tal habilidade ocorre graças à ação antagonista de K2 na ativação de NF-kB.

*Fonte: Caroline Guerreiro – nutricionista consultora da Naiak 

Super Ômega 3 com maior concentração de gorduras saudáveis

A Schraiber, empresa que fornece suplementos alimentares, phytocosméticos e insumos homeopáticos, lança mais um produto voltado para o bom funcionamento do organismo. Desta vez, a aposta são as cápsulas de Super Ômega 3 com maior concentração de EPA (ácido eicosapentaenoico) e DHA (ácido docosahexaenóico), gorduras saudáveis essenciais para manter a saúde e as funções cerebrais, além de melhorar os níveis de colesterol.

Apesar de ser muito importante para nossa saúde, o Ômega 3 – mais conhecido como óleo de peixe concentrado – não é produzido de forma natural pelo corpo e por isso deve ser ingerido por meio do consumo de alimentos, principalmente peixes e frutos do mar. Quando a ingestão do nutriente não é suficiente para manter o organismo, uma solução são as cápsulas.

Os suplementos nutricionais a base de Ômega 3 auxiliam a concentração, a aprendizagem, a memória e o humor, e ainda melhoram os índices de colesterol. Quando enriquecidos com EPA, passam a ter função anti-inflamatória, que são benéficas para a saúde do coração e acrescidas de DHA, possuem ação antioxidante, que previnem doenças degenerativas.

No Brasil, o Ministério da Saúde recomenda o consumo de 1000mg a 3000mg de Ômega 3 por dia, o que corresponde a ingestão de 2 cápsulas do Super Ômega 3.

Super-Omega-3

Informações: Schraiber

Os cuidados necessários para manter unhas fortes e bonitas

É ótima a sensação de sair do salão com as unhas feitas, mas é preciso ter em mente que a estética não é tudo. Por baixo das cores e texturas dos esmaltes, existe a necessidade de maiores cuidados, como deixá-las sempre hidratadas e optar por produtos menos agressivos

Esmaltes da moda, cutículas feitas e unhas sempre lixadas não são o suficiente para deixá-las bonitas e saudáveis. A estética também está ligada à saúde e pode ser comprometida se a rotina de cuidados não estiver em dia.

De acordo com a instrutora do curso de Manicure e Pedicure, do Instituto Embelleze, Cida Silva, da unidade de Taboão da Serra, é de extrema importância manter uma série de cuidados para evitar problemas, como micoses, enfraquecimento e quebras constantes.

Pensando nisso, Cida separou diversas dicas para quem deseja exibir as unhas fortes e belas. Confira:

1) Alimentação

suplemento omega 3

Problemas na saúde do corpo, como falta de vitaminas, proteínas e sais mineiras também são refletidos nas unhas. Percebê-las mais fracas e quebradiças pode ser um alerta para repensar a alimentação. “Nem tudo o que acontece nas unhas só diz respeito a elas, o corpo dá sinais quando sente falta de algum nutriente e essa pode ser apenas a maneira que ele encontrou de pedir suplementação”. afirma a profissional.

2) Tempo para respirar

unhass

“Existe um grande mito de que é preciso intercalar as idas a manicure com um tempo para as unhas respirarem sem quaisquer produtos, mas a frequência não faz nenhum mal se a saúde das unhas estiver perfeita”, aponta a instrutora do Instituto Embelleze. Portanto, o ideal é que seja constante o uso de hidratantes e fortificadores para unhas e cutículas, em conjunto com os produtos utilizados nos salões de beleza.

3) Para a hora da remoção do esmalte

unhas14

Um dos produtos mais comuns no mundo para retirar o esmalte é a acetona, porém o seu teor de álcool é um dos grandes culpados por causar danificações nas unhas. Além de proporcionar ressecamento e deixá-las esbranquiçadas, o produto ainda pode ser o motivo de quebras recorrentes. “Já existe no mercado opções de removedores de esmalte sem acetona, que não só oferecem uma fuga desse problema, como também são ótimos hidrantes”, indica Cida.

4) Umidade

mulher corpo perna mao joelho

É importante secar completamente os pés e as mãos após o banho, porque a concentração de umidade é o ponto inicial para o desenvolvimento de micoses. “A infecção é conhecida por deixar as unhas amarelas, deformadas e grossas e é indicado procurar um dermatologista que indique o melhor tratamento para remoção”, explica.

5) Cutículas

unhas2

A proteção natural das unhas contra bactérias e fungos é a cutícula, portanto a sua completa remoção não é indicada. “Sabemos que há quem não considere as unhas feitas se as cutículas não forem retiradas. Mas, pelo bem da saúde das unhas, é preferível deixá-las aonde estão”, finaliza.

Fonte: Instituto Embelleze

 

Mulher: descubra os benefícios do ômega-3 para a saúde feminina

O ômega-3 é um ácido graxo poli-insaturado que atua na modulação do processo inflamatório de diversas doenças, desde as cutâneas até os casos mais graves, como o câncer. Uma dieta rica em ômega-3 pode auxiliar na prevenção dessas enfermidades e na redução do estresse oxidativo.

Especialmente para as mulheres, o consumo regular da substância melhora a qualidade de vida e traz maior bem-estar ao dia a dia. Segundo Renato Leça, médico nutrólogo e vice-presidente da Associação Médica Brasileira de Ortomolecular, o ômega-3 está associado ao progresso de principais problemas associados à saúde feminina. Abaixo, ele explica sobre algumas delas:

– Câncer de mama

cancer de mama
O câncer de mama é o tipo de neoplasia que mais afeta mulheres no mudo e ocorre através da proliferação desordenada de células mamárias. Segundo estudos, a suplementação com ômega-3 ajuda a prevenir tumores de mama. Enquanto nos países ocidentais o consumo da substância ainda está sendo difundido, nos países orientais este já faz parte dos hábitos alimentares da população.

– Doenças cardiovasculares

coração6
Em relação às doenças cardiovasculares, embora as mulheres sofram menos que os homens, esta ainda consiste na primeira causa de morte, por doenças crônicas, entre o sexo feminino. Um dos principais fatores que predispõem as mulheres às doenças do coração é a menopausa, fase em que a mulher perde parte da proteção conferida pelos hormônios. Nesse sentido, a suplementação com ômega-3 pode ajudar a prevenir a fibrilação ventricular (ritmo cardíaco com batimentos descompensados e acelerados), a morte súbita, melhorar o relaxamento endotelial e regular o ritmo cardíaco.

– Alterações hormonais

mulher calor fogacho menopausa
Tanto a TPM quanto a menopausa também podem ter seus efeitos atenuados com a ingestão de ômega-3, uma vez que os efeitos inflamatórios relacionados a essas condições seriam amenizados pela substância

Portanto, enriquecer a dieta com suplementos à base de óleo de peixe parece trazer resultados positivos para a saúde feminina.

Como escolher o ômega-3

suplemento omega 3

Uma questão importante na suplementação de ômega 3 é a escolha de cápsulas que facilitem o uso e a deglutição. OmegaPure e OmegaPure DHA, da Biobalance, são os suplementos com a maior concentração e alta pureza de ácidos graxos ômega-3 já registrados no Brasil. Além do teor superior a 90%, a linha OmegaPure apresenta zero colesterol, zero gorduras saturadas e zero gorduras monoinsaturadas.

A tecnologia gastrorresistente, aplicada à menor cápsula do mercado, assegura um maior conforto gástrico, porque impede refluxo com odor de peixe – uma queixa comum de quem consome ômega 3 em cápsulas convencionais. As cápsulas de tamanho reduzido são de fácil ingestão, permitindo seu consumo de forma confortável também por crianças e idosos.

Fonte: Renato Leça é professor de Oftalmologia e Coordenador das Disciplinas de Medicina Integrativa e de Nutrologia com Prática Ortomolecular da Faculdade de Medicina do ABC.