Arquivo da categoria: turismo

Pousada do Sandi ensina a preparar Blood Mary

Quer aproveitar a gastronomia da Pousada do Sandi em sua casa? Aprenda a fazer o delicioso “Blood Mary”, um clássico da coquetelaria mundial.

Confira a seguir o passo a passo:

Blood Mary

Ingredientes:
50 ml de vodca
1 colher de suco de limão
100 ml de suco de tomate
1 colher (rasa) de sal
1 colher (chá) de molho inglês
4 gotas de pimenta Tabasco
Pimenta-do-reino a gosto
1 limão Siciliano
1 talo de salsão

Modo de preparo:
Em um copo, coloque o suco de limão, molho inglês, o sal e o Tabasco. Complete com gelo, coloque a vodca, o suco de tomate e mexa. Tempere com a pimenta-do-reino e decore com um talo de salsão e uma rodela de limão siciliano. Sirva com canudo.

Fonte: Pousada do Sandi

Vinícola familiar ganha três medalhas de Ouro no Brazil Wine Challenge

Vinícola familiar do Valle de Colchagua, no Chile, a Laura Hartwig ganhou três medalhas Ouro no 10º Brazil Wine Challenge. O júri especializado do concurso, realizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) entre os dias 13 a 15 de outubro, em Bento Gonçalves (RS), premiou os rótulos Edición de Familia 2015, Selección del Viticultor Petit Verdot 2015 e o Single Vineyard Carménère 2017.

“O Brasil tem recebido com bastante carinho nossos vinhos e estamos muito felizes com esta premiação de respaldo, que possui chancela oficial da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos”, destaca Alejandro Hartwig B, viticultor responsável pela vinícola.

Clássicos reinterpretados

Laura Bisquertt (foto) fundou a vinícola em 1978 ao lado do marido, Alejandro Hartwig

A Viña Laura Hartwig foi fundada em 1978 na comuna de Santa Cruz, pelos chilenos Laura Bisquertt e Alejandro Hartwig. O solo argiloso e o clima mediterrâneo denunciaram a vocação daquele terroir para a elaboração de grandes vinhos, como os clássicos do Velho Mundo, mas com identidade chilena. Hoje a empresa pratica uma viticultura de caráter sustentável, de baixo impacto e em escala humana, produzindo em 145 hectares até 12 mil caixas por ano.

Um dos principais rótulos da vinícola, premiado no Brazil Wine Challenge, é o Edición de Família 2015. Este blend das uvas Cabernet Sauvignon (50%), Malbec (28%), Petit Verdot (12%) e Cabernet Franc (10%) é elaborado pelo enólogo Renato Czischke, com os vinhedos mais antigos da vinícola.

Edición de Familia servido no enoturismo da Laura Hartwig

Um tinto elegante e delicado, que envelheceu em barricas de 1 e 2º uso por 20 meses e mais um ano em garrafa antes de chegar ao mercado. No sensorial, apresenta ainda rubi profundo e nariz frutado, com notas de especiarias, chocolate meio amargo, cassis, toque floral e grafite.

O vinho é mundialmente reconhecido: recebeu 94 pontos Guia Descorchados, entrando no ranking dos Melhores do Valle de Colchagua; está na seleção Wines of The Year – Bordeaux Blend de Tim Atkin, de quem recebeu 94 pontos; e figurou na lista dos Top 100 Wines of Chile de James Suckling, com 95 pontos. As últimas garrafas foram adquiridas pela importadora Vinhos Novo Chile, com distribuidores por todo o país.

Turista participa da Edición de Familia servido no enoturismo da Laura Hartwig

O Selección del Viticultor Petit Verdot 2015, por sua vez, é uma criação de Alejandro Hartwig. Também Ouro no Brazil Wine Challenge e eleito o Melhor Petit Verdot do Chile no Guia Descorchados, este rótulo é estruturado e com fruta bem integrada. De um rubi profundo, exala notas de especiarias e grafite, com madeira integrada. Em boca é encorpado, com taninos macios e final persistente.

A Viña Laura Hartwig pratica uma viticultura de caráter sustentável, de baixo impacto e em escala humana

Uva símbolo do Valle de Colchagua, a Carménère também é cultivada pela Laura Hartwig e gerou o premiado Single Vineyard Carménère 2017. De vinhedos plantados em 1995, em área com solo franco-argiloso e subsolo arenoso, este vinho ganha ainda 10% de Cabernet Sauvignon. O resultado é um tinto sedoso e elegante, com acidez equilibrada e madeira sutil, devido ao estágio de 12 meses em barricas de 4º uso. No nariz, notas de frutas negras, especiarias e nuances herbáceas, típicas das uvas.

Laura Hartwig é uma das mais condecoradas vinícolas do Chile, considerada pelo crítico Tim Atkim um Premier Cru Classé chileno. Até seus vinhos de entrada receberam boas pontuações em publicações especializadas, como o Laluca Merlot 2019 – 91 pontos Robert Parker. Este e os demais vinhos das linhas Laura, Selección del Viticultor, Single Vineyard e Laluca podem ser adquiridos no site DaGirafa; e encontrados nas melhores adegas e lojas especializadas do país.

Aprenda a fazer o Aperol Spritz servido na Pousada do Sandi

Quer aproveitar a gastronomia da Pousada do Sandi em sua casa? Aprenda a fazer o delicioso “Aperol Spritz” ideal para os dias mais quentes. Confira a seguir o passo a passo:

Aperol Spritz

Ingredientes:
• 60 ml de Aperol
• 20 ml de água com gás
• 90 ml de espumante Prosecco
• 1 fatia de laranja
• Gelo a gosto

Modo de preparo:
• Em um copo largo com gelo, misture os ingredientes e decore com 1 fatia de laranja

Fonte: Pousada do Sandi

Cacau Spritz do Txai Resorts Itacaré: deliciosa sugestão de drinque

Quer aproveitar a gastronomia do Txai Resorts Itacaré sem sair de sua casa? Aprenda a preparar o delicioso Cacau Spritz, feito com espumante e mel de cacau. O drinque faz parte do cardápio dos restaurantes Orixás e Praia , conhecidos por apresentarem versões sofisticadas da culinária baiana, sempre com ingredientes regionais e técnicas internacionais.

Confira a seguir o passo a passo do preparo:

Cacau Spritz

Ingredientes:
• 150 mil de espumante
• 120 ml de mel de cacau
• 50 ml de água com gás
• 8 pedras de gelo
• 2 folhas de capim-limão

Modo de preparo
Em uma taça, coloque as pedras de gelo, o espumante, o mel de cacau e a água com gás. Por fim, decore com as folhas de capim-limão e aproveite.

Rendimento: 1 drinque

Txai Resort Itacaré: Rodovia Ilhéus – Itacaré/Bahia BA 001 – km 48 – Telefone: (11) 3040-5010 / (73) 2101-5000. Email: central.reservas@txairesorts.com

Aprenda a fazer o drinque “Jorge Amado”, servido na Pousada do Sandi

Quer aproveitar a gastronomia da Pousada do Sandi em sua casa? Aprenda a fazer o delicioso drinque “Jorge Amado”, ideal para quem aprecia bebidas mais fortes. Confira a seguir o passo a passo:

Drinque Jorge Amado

Ingredientes:
• Limão
• Maracujá
• Pinga Gabriela Cravo e Canela
• Gelo

Modo de preparo:
Adicione um limão cortado com um maracujá em uma coqueteleira e macere. Acrescente gelo e uma dose de Gabriela Cravo e Canela. Misture bem todos os ingredientes e sirva em um copo baixo para drinques. Decore com uma laranja em rodela.

Fonte: Pousada do Sandi

Drinque “Lagoa Azul”, da Pousada do Sandi, é uma sugestão refrescante para os dias mais quentes

Quer aproveitar a gastronomia da Pousada do Sandi sem sair de sua casa? Aprenda a fazer o delicioso drinque “Lagoa Azul” ideal para ser saboreado em ocasiões especiais e em dias mais quentes. Confira a seguir o passo a passo:

Lagoa Azul

Ingredientes:
• Suco de limão
• Curaçao Blue
• Vodca
• Refrigerante de Limão
• Cereja
• Gelo

Modo de preparo:
Esse drinque é feito geralmente no copo long drink, ou copo de cerveja. Complete o copo com gelo. Adicione a vodca, o suco de limão e o Curaçao Blue. Complete com o refrigerante de limão. Decore com laranja em rodela e uma ou duas cerejas no palito.

Fonte: Pousada do Sandi

Vinhos portugueses do Alentejo para provar no Brasil

Maior região de Portugal é uma das favoritas de enófilos do mundo todo

Não é segredo que o Alentejo, maior região de Portugal, é também um grande produtor de vinhos do país. Diversos vinhos premiados são desenvolvidos em terras alentejanas, o que explica porque este destino está entre os favoritos de enófilos do mundo todo.

Quem viaja para a região pode visitar as inúmeras herdades produtoras e adegas e viver experiências maravilhosas, como provas de vinhos, refeições harmonizadas, piqueniques nos vinhedos e até workshops temáticos. Na época das vindimas, que já estão a todo vapor este ano, muitas propriedades convidam os visitantes a participar do processo da colheita e pisa das uvas!

Também é possível provar muitos dos vinhos alentejanos aqui no Brasil. Confira alguns dos rótulos disponíveis em lojas, adegas e importadoras brasileiras:

Caiado – Adega Mayor

Foto: Gonçalo Villaverde

Situada em Campo Maior, esta é a primeira adega de autor de Portugal, além de ser uma referência arquitetônica no mundo todo, considerada por muitos uma verdadeira obra de arte. O vinho Caiado é um rótulo jovem, com personalidade e grande abrangência gastronômica, além de um aroma envolvente e cheio de frutas. Sua versão branca é versátil, fresca e muito harmoniosa.

Guadalupe – Quinta do Quetzal


Nas encostas de Vidigueira, a Quinta do Quetzal também impressiona por sua arquitetura. Um de seus edifícios é uma construção moderna com restaurante, loja e galeria de arte. No entanto, a produção preserva antigas tradições e técnicas vinícolas, apostando no caráter verdadeiramente alentejano. O Guadalupe tinto tem um sabor intenso com notas de frutos vermelhos. O branco, por sua vez, possui um paladar frutado, com um final cítrico e mineral.

Herdade de São Miguel – Casa Relvas


A Casa Relvas é uma grande produtora com essência familiar e que investe fortemente na sustentabilidade. Suas vinhas contam com a presença de adoráveis ovelhas, que ajudam a reduzir o uso de herbicidas e adubos químicos durante o inverno. A Herdade de São Miguel foi a primeira linha de vinhos da Casa Relvas: o tinto é equilibrado, redondo e com aroma maduro; o branco, por sua vez, é bastante mineral e harmonioso, com aroma complexo e fina acidez.

Herdade dos Grous – Herdade dos Grous


A Herdade dos Grous é uma excelente produtora localizada em Albernôa. O vinho que leva seu nome é feito com uvas colhidas à mão, o que resulta em um produto elegante e de altíssima qualidade, com sabor encorpado. O branco é fino e delicado, enquanto o tinto é concentrado e estruturado.

Malhadinha – Herdade da Malhadinha Nova


Os 450 hectares da Herdade da Malhadinha Nova, em Albernôa, englobam uma adega moderna, um hotel de charme e um delicioso restaurante. Alicerce da marca, o Malhadinha é finamente trabalhado, desenvolvido com o casamento de castas criteriosamente selecionadas, apresentando um aroma complexo e paladar cheio. Conta com o calor e a generosidade típicos do Alentejo e é extremamente elegante.

Monte Velho – Esporão


A Herdade do Esporão é extremamente conhecida mundialmente por seus deliciosos vinhos e azeites. Situada próximo a Évora, principal cidade alentejana, trabalha com um sistema de produção biodinâmico, evitando ao máximo danos ao solo. O Monte Velho é um vinho versátil produzido há mais de 25 anos. Com um perfil equilibrado e gastronômico, é elaborado segundo as tradições alentejanas e apenas com uvas locais. Muitos dizem que é o próprio Alentejo em uma taça!

Pêra-Manca – Cartuxa


É impossível falar de vinhos alentejanos e não mencionar o Pêra-Manca, considerado um dos melhores do mundo. A fama se deve ao fato de ser uma bebida encorpada, complexa e elegante, além de muito exclusiva: sua produção não ultrapassa as 30 mil garrafas. Situada também nos arredores de Évora, a Cartuxa preserva a riqueza de sua memória arquitetônica e histórica em sua propriedade, que existe há muitos séculos.

Rio dos Patos – Herdade do Sobroso

Herdade do Sobroso

Inserida em uma paisagem ímpar nas proximidades do Rio Guadiana, a Herdade do Sobroso, com seus 1,6 mil hectares, conta com uma das mais extensas vinhas plantadas da região. O Rio dos Patos é uma homenagem aos mais de 2 mil anos de história e tradição na produção de vinhos junto ao Guadiana. Feito com uvas colhidas manualmente, tem uma versão branca fresca e elegante e um tinto intenso e vibrante.

Vila Santa – João Portugal Ramos


Com um nome que faz referência ao conhecido “Milagre das Rosas”, protagonizado pela Rainha Santa Isabel em Estremoz, o Vila Santa foi o primeiro vinho do projeto pessoal de João Portugal Ramos. As uvas são colhidas manualmente e, para o tinto, passam pela tradicional pisa a pé, resultando em um vinho carnudo, poderoso e cheio. O branco tem um sabor complexo e uma frescura mineral de grande elegância.

Sobre o Alentejo

Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos. Detentor de cinco títulos da Unesco e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros. A promoção turística internacional do Alentejo é cofinanciada pelo Alentejo 2020, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (Feder).

Informações: Turismo do Alentejo

Conheça uma das bebidas que fazem sucesso no cardápio do Txai Resort Itacaré

O Txai Resort Itacaré apresenta uma das bebidas que fazem sucesso entre os hóspedes que escolheram o lugar para desfrutar dos atrativos da Costa do Cacau, o drinque cacau spritz. A sugestão também pode compor a mesa de quem está buscando alternativas para manter os próximos dias mais agradáveis dentro de casa, já que, em muitos lugares, a quarentena continua e é preciso criatividade para incrementar o cardápio.

No Txai Resort Itacaré, a culinária ganha sabores e aromas únicos em seus dois restaurantes, o Praia e o Orixás, combinando o melhor da cozinha baiana com técnicas contemporâneas.

Cacau Spritz

bebida

Ingredientes
• 150 ml de espumante;
• 120 ml de mel de cacau;
• 50 ml de água com gás;
• 8 pedras de gelo;
• 2 folhas de capim-limão.

Modo de preparo:
Em uma taça coloque as pedras de gelo, o espumante, o mel de cacau e a água com gás. Por fim, decore com as folhas de capim-limão e aproveite!

Gostou da dica? Esta e outras podem ser encontradas no perfil do resort no Instagram.

txai ba

Txai Resort Itacaré: Rodovia Ilhéus – Itacaré/Bahia BA 001 – km 48
Três companhias aéreas nacionais realizam voos diretos das principais capitais brasileiras para Ilhéus: TAM, Gol e Azul.
– Informações e reservas: Tel: (11) 3040-5010 / (73) 2101-5000 – Email: central.reservas@txairesorts.com e

Quickly Travel ganha menu especial do Aizomê para celebrar Dia da Imigração Japonesa

Três regiões do Japão inspiram um menu elaborado especialmente pelo restaurante Aizomê para a Quickly Travel, especialista no destino, e uma das três subdistribuidoras oficiais da Match Hospitality AG para a revenda autorizada de ingressos a residentes no Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em julho de 2021. O menu foi criado pela chef Telma Shiraishi, a pedido da Quickly Travel, para comemorar o aniversário da imigração japonesa, celebrado no próximo dia 18 de junho. Tanto a entrada quanto o prato principal estão disponíveis no delivery do Aizomê. Uma oportunidade única de viajar pelo universo do Japão através de sua rica culinária!

Confira o menu:

1) Entrada: Kaisen Ju

Kaisen-Ju

Arroz temperado coberto por atum, vieira, ovas de salmão, ouriço do mar e algas

Destino que representa: Hokkaido – Ilha ao Norte

lavender and another flower field in hokkaido , Japan - nature background

As águas frias que banham o arquipélago japonês ao norte garantem uma diversidade e qualidade incomparável em pescados, frutos do mar e algas. Iniciamos a jornada gastronômica com um prato que representa essa riqueza de cores e sabores do mar.

2) Prato Principal: Sukiyaki

Sukiyaki---Rafael-Salvador
Foto: Rafael Salvador

Fatias de carne cozidas em shoyu e saquê com tofu, vegetais e cogumelos

Destino que representa: Honshu – A maior ilha na região central do Japão

Daigoji, Kyoto, Japan

A maior ilha do arquipélago japonês é composta por muitas regiões montanhosas e uma costa bem recortada. Cada região apresenta particularidades e pratos típicos tradicionais bem variados, tanto na composição quanto nos sabores. Mas as preparações reconfortantes preparadas em uma grande panela para todos se servirem são talvez a maior expressão da culinária afetiva japonesa.

3) Sobremesa: Beni Imo Tart

BENI IMO TART pinterest
Pinterest

Tartelete de crème légère e mousse de batata-doce roxa

Destino que representa:  Okinawa: lha ao Sul

Aharen Beach in Okinawa, Japan

Okinawa é um local de praias paradisíacas e clima ameno – o Japão tropical. Seu povo alegre e com o estilo de vida mais saudável do mundo contribui com uma receita típica para adoçar nosso menu. 

Preço do menu: R$ 195,00 por pessoa. 

Pedidos podem ser feitos pelo telefone: (11) 2222.1176 ou WhatsApp (11) 97247.3862

Cinco drinques da terra do sol nascente para preparar e saborear em casa

Quickly Travel, especialista no destino Japão, dá dicas de como fazer bebidas típicas japonesas

Mount fuji at Lake kawaguchiko with cherry blossom in Yamanashi near Tokyo, Japan.

Com diferentes bases, mas sempre exóticos e saborosos, drinques japoneses em geral utilizam shochu (bebida destilada, feita normalmente a partir da cevada, arroz ou batata doce) umeshu, saquê e gim. Muitos usam também frutas e matcha, resultando em bebidas saborosas e originais.

A Quickly Travel, uma das três subdistribuidoras oficias da Match Hospitality AG para a revenda autorizada de ingressos a residentes no Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em julho de 2021 dá dicas de como preparar alguns clássicos da coquetelaria nipônica.

Confira:

– Red Eye

Homemade Michelada with Beer and Tomato Juice

Inspirado no clássico Bloody Mary, o Red Eye utiliza 30% de suco de tomate, 65% de cerveja e 5% de suco de limão. O coquetel japonês geralmente é preparado com uma cerveja japonesa do estilo lager, que combina com a doçura e a acidez do suco de tomate.

Ingredientes:
• 30 ml de vodca
• 180 ml de suco de tomate gelado
• 350 ml de cerveja
• 1 ovo
• 20 ml de suco de limão

Método 2: (faça a quantidade que desejar, aqui apenas a proporção)
• 1/2 parte de cerveja gelada
• 1/2 parte de suco de tomate
• Algumas gotas de molho de pimenta

Modo de preparo:
• Coloque 30 ml de vodca em um copo congelado.
• Adicione 180 ml de suco de tomate gelado.
• Abra uma lata de cerveja (350 ml) e despeje no copo.
• Despeje os 20 ml do suco de limão.
• Vire a lata de cabeça para baixo e deixe sobre o copo até sair tudo.
• Quebre o ovo. Coloque no copo. Não misture.
• Sirva a bebida.

– Sake Martini

Sake Martini

O verdadeiro encontro do ocidente com a Ásia: o gim e o saque unidos em um Martini diferentão!

Ingredientes:
• 3 doses de gim (150 ml)
• ½ dose de saquê seco
• (25 ml)gelo a gosto
Modo de preparo:
• Num copo misturador com bastante gelo, junte o gim e o saquê. Misture com uma colher bailarina.
• Na borda de uma taça modelo “Y” (ou coupée), apoie uma peneira para coquetelaria (ou peneira pequena). Coe o drinque sem deixar passar pedaços do gelo. Se gostar, decore com finas fatias de pepino fatiado.

– Umeshu

Umeshu is a traditional Japanese plum drink (ume) Umeshu is a Japanese plum liqueur very associated with summer as it is refreshing.

O umeshu é um licor de ameixa japonesa de sabor adocicado, leve e com suave toque cítrico. O ume é a mesma fruta usada para fazer umeboshi. É feita de ameixa japonesa verde, açúcar e álcool de arroz (shochu). A época de produção é agora, junho, no Japão. A bebida era consumida como medicinal no período Showa para tratar dores de garganta. Virou uma bebida alcoólica popular e os japoneses costumavam fazer em casa.

Receita:
Deixe 1kg de ume de molho em água filtrada de oito a doze horas. Descartar a água e lavar as ameixas em água corrente; Coloque o ume verde em uma jarra com ½ kg de açúcar (de preferência em pedra) com 2 litros de shochu. Se optar pelo açúcar granulado, recomenda-se agitar a jarra uma vez ao dia. Se usar açúcar mascavo, ele fica mais doce e com aroma mais forte. O recipiente deve ser hermeticamente fechado e descansar em local escuro por no mínimo seis meses. O tempo ideal é esperar um ano. A mistura pode ser feita com qualquer bebida alcoólica. No entanto, o shochu é o mais utilizado e indicado. O umeshu pode ser consumido com pedras de gelo, puro (mais recomendado), com água (mizuwari), com chá verde (ochawari), com água quente (oyuwari), ou com soda ou tônica.

– Amasake

Japanese traditional sweet alcohol amazake

Amazake, ou ama-saquê, é um vinho de arroz japonês doce, de teor alcoólico baixo, fabricado a partir da fermentação do arroz e remonta ao período Kofun (300-538 AD). Dizem que amazake tira a fadiga causada por altas temperaturas, cura ressacas, e é bom para o fígado. Basicamente é uma mistura de arroz cozido com koji (usado para fazer missô) e água. A diferença para o saquê é que o amazake não usa levedura. Além disso, tem consistência cremosa já que não é filtrado. A receita usa poucos ingredientes, no entanto, é preciso medir a temperatura para que o amazake fermente. O komekoji pode ser encontrado pronto em pacotes em lojas de produtos orientais.

Ingredientes:
• 200 gramas de komekoji;
• 150 gramas de arroz japonês;
• Água

Modo de preparo:
Faça 150 gramas de arroz japonês na panela elétrica. Coloque três medidas de água para uma de arroz. Use o copo medidor de sua panela e coloque na função para fazer mingau. O objetivo é ter uma pasta cremosa. Retire a tigela com o arroz e deixe esfriar um pouco. Com ajuda de um termômetro monitore e espere até chegar a 60 graus Celsius para colocar o komekoji. Adicione o komekoji no arroz e misture bem. Coloque a tigela no suporte elétrico novamente, mas não tampe. Coloque o termômetro e cubra com um papel toalha. Ligue a panela para manter a temperatura entre 55 a 60 graus e deixe por 8 horas. Se precisar, coloque mais papel toalha por cima. De tempos em tempos, misture tudo para ajudar a fermentação.

– Tea Martini

Drink-Shangri-la-Toqui (1)

No Shangri-La Toquio, é servido um drinque exótico que combina chá, gim e saquê Amabu, que usa fermento de flores frutado, de nome Abelia. O gim é o Ki-No-Bi, fabricado em Kyoto, com botânicos japoneses. Para conferir um caráter exótico, o drinque recebe uma mistura original do Shangri-la Toquio à base de folhas de chá Darjeeling, embebida por uma hora, para extrair o aroma. E eles usam o vinho de sobremesa Sauternes para completar o sabor frutado e floral.

Ingredientes:
• Ki-No-Bi Gin (infusionado com Darjeeling Tea) 40ml
• Sake (Tenbuki Daiginjo) 20ml
• 10ml de Sauternes
• Casca de limão
• Griottines cherry (embebidas em Kirsch) ou cerejas em calda
Modo de preparo
• Coloque o gim infusionado no freezer, e o Tenbuki Daiginjo Sake e Sauternes na geladeira
• Gele no refrigerador a taça para o cocktail
• Adicione à taça o gim, o saque ice e o Sauternes e um pouco de água
• Sirva na taça escolhida para o drinque
• Adicione a cereja em calda para dar um toque a mais
• Decore com casca de limão

Fonte: Quickly Travel