Arquivo da categoria: Vegetariano

Aprenda a preparar hambúrguer de palmito

Que tal apostar em receitas práticas, que não demandem muito tempo na cozinha? Pensando nisso, a Sacciali, marca de alimentos gourmet focada na gastronomia italiana, separou uma receita de Hambúrguer de Palmito, ideal para ser saboreado com uma salada leve. Confira:

Hambúrguer de Palmito Sacciali

Ingredientes:
• 2 Palmitos Sacciali picados
• 1 colher de sopa de pimentão vermelho
• 1 colher de sopa de cebolinha fresca picada
• 2 colheres de sopa de cebola picada
• 1 colher de sopa de Mostarda Gourmet Sacciali
• 1 colher de chá de alho picado
• 1 colher de sopa de farinha de berinjela
• 1 clara de ovo
• Fio de Azeite Premium Sacciali
• Pimento do reino a gosto

Modo de preparo:
Em uma panela adicione o fio de Azeite Premium Sacciali e doure o alho e a cebola. Em seguida junte o Palmito Sacciali. Desligue o fogo e acrescente o pimentão e a Mostarda Gourmet Sacciali e tempere com sal e pimenta. Em seguida, adicione a farinha de berinjela e misture até dar consistência. Coloque a cebolinha e a clara e mexa até obter uma massa homogênea. Acomode a massa em três aros iguais para hambúrguer ou molde com as mães e coloque em uma assadeira untada. Leve para assar em fogo média, preaquecido por 40 minutos. Sirva com salada.

hamburguer palmito

Fonte: Sacciali

Receita vegetariana: canelone light de beringela

Que tal uma receita que tem cara de massa, recheio leve e pouco calórico? Anote a nossa dica para fazer um canelone light de berinjela, uma receita criativa e nutritiva, que ainda leva molho de tomate livre de sódio, açúcares e gorduras. A dica é da Predilecta.

Canelone Light de Berinjela

Ingredientes:
1 colher se sopa de azeite de oliva
2 colheres de chá de sal
1 berinjela média

Molho:
1 xícara de chá de manjericão picado
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 colher de chá de sal
2 dentes de alho amassados
1 pacote de molho de tomate livre Predilecta
1 cebola média picada

Recheio:
1 colher de chá de pimenta-do-reino
1 xícara de chá de salsinha picada
2 xícaras de chá de ricota picada
½ colher de chá de nozes picadas

Modo de Preparo:
Lave bem a berinjela, seque, retire a parte verde da ponta e corte em fatias bem finas no sentido do comprimento. Coloque as fatias em uma peneira aparada sobre uma tigela e polvilhe o sal. Pressione com um prato e deixe descansar por 15 minutos para amenizar a amargura da berinjela. Em seguida, lave as fatias uma a uma, eliminando todo o sal e seque com papel toalha. Reserve. Com um pouco de azeite, pincele uma frigideira antiaderente e leve ao fogo até aquecer. Junte, aos poucos, as fatias de berinjela e frite até dourar os dois lados. Sempre que necessário, pincele a frigideira com o azeite de oliva.

Molho:
Em uma panela, aqueça o azeite de oliva, junte a cebola e o alho e refogue, sem parar de mexer. Acrescente o molho de tomate livre Predilecta e cozinhe.

Recheio:
Bata a salsinha, a ricota, as nozes e a pimenta-do-reino no processador até obter uma pasta homogênea e reserve.

Montagem:
Espalhe as fatias de berinjela em uma superfície lisa e distribua o recheio. Enrole as fatias como um canelone e disponha em uma assadeira de 23cm x 23cm. Despeje o molho sobre os rolinhos, cubra a assadeira com papel-alumínio e leve ao forno por 25 minutos. Elimine o papel-alumínio e deixe no forno por mais 10 minutos, ou até dourar. Retire do forno e sirva em seguida.

canelone

Fonte: Predilecta

 

Hoje é o Dia Mundial do Hambúrguer, conheça opções para veganos

Em comemoração ao Dia Mundial do Hambúrguer nutricionista sugere versões de burgers vegetais para quem reduziu o consumo de carne animal

Com o objetivo de sugerir pratos saudáveis e deliciosos em celebração do Dia Mundial do Hambúrguer, a nutricionista Jessica Santos da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, indica abaixo opções de hambúrgueres veganos para as pessoas que buscam reduzir a carne nas refeições:

Hambúrguer vegetal idêntico a carne

Considerado uma inovação no mercado vegetariano, os hambúrgueres à base de plantas, mas com cheiro, sabor e textura semelhante ao de origem animal, são as opções ideais para quem quer tirar a carne bovina do prato, mas ainda sente falta do sabor. “Por ser idêntico à carne animal, este tipo de burger vai bem com acompanhamentos tradicionais como alface, tomate, maionese e queijo fatiado, sendo que estes dois últimos ingredientes também possuem versões veganas”, sugere.

Hambúrguer de grão-de- bico

burger grao de bico

Por ser uma ótima fonte de proteína, o grão é uma das leguminosas mais utilizadas para substituir a proteína de origem animal, por isso burgers de grão-de-bico além de muito saborosos também são bem nutritivos. Para economizar tempo no preparo do lanche, a nutricionista indica que já existem burgers de grão-de-bico vegan prontos em mercados, só chegar em casa e grelhar na frigideira.

Burger de Quinoa Vegan

Outra excelente opção para fazer um lanche delicioso e livre de insumos de origem animal é o hambúrguer de quinoa. “Por ter um sabor mais suave, este tipo de burger vai bem com acompanhamentos de gosto mais marcante como rúcula, cebola roxa ou maionese temperada”, indica.

Burger sabor frango

burguer frango

Já para quem prefere o sabor do frango, também existem burgers à base de ervilha que imitam o gosto da ave, perfeitos para um lanche leve e gostoso. “Molhos de sabor mais forte como ketchup, mostarda e maionese também combinam com este hambúrguer”, pontua.

Hambúrguer à base de soja

Como algumas pessoas já devem saber a soja também é uma fonte de proteínas que tem sido muito utilizada para substituir a carne animal. Por isso, também é possível optar por hambúrgueres vegetais à base de soja para comemorar o Dia Mundial do Hambúrguer sem precisar ingerir alimentos de origem animal.

Fonte: Superbom

 

Receita vegetariana de Arroz Cremoso com Ervilhas Predilecta

Prato saudável promete agradar a todos os paladares

Nos últimos anos, as receitas veganas e vegetarianas ganharam muito mais espaço no mercado da gastronomia. Apesar das diferenças entre as duas vertentes, uma característica em comum é que, tanto quem segue uma alimentação vegetariana quanto vegana não consome carne. Marcas e restaurantes vêm modificando a sua forma de preparar e produzir os alimentos, buscando atrair consumidores que aderem a esse estilo de vida.

ervilhas

A Predilecta conquistou a certificação de conformidade de produtos veganos. O selo, emitido pela Sociedade Vegetariana Brasileira, garante a origem vegana dos produtos. Entre os alimentos que ganharam a certificação está o dueto (milho e ervilha) em conserva, ervilha em conserva e milho verde em conserva.

Para celebrar a certificação, a Predilecta preparou uma receita vegetariana de Arroz Cremoso 7 Grãos com Ervilha em Conserva Predilecta, confira:

Arroz Cremoso com Ervilhas Predilecta

arroz ervilha vegetariano

Ingredientes
• 1 colher de sopa de azeite
• ½ cebola médica picada
• 1 xícara de chá de cenoura picada em cubos
• 1 lata de Ervilha em Conserva Predilecta
• 1 litro de caldo de legumes (usando 2 cubos de caldo de legume)
• 1 xícara de chá de arroz, tipo 7 grãos
• 2 colheres de sopa de requeijão
• ½ xícara de vinho branco seca
• ½ xícara de chá de parmesão

Modo de Preparo
Em uma panela larga, adicione um fio de azeite e refogue a cebola em fogo alto, até que fique transparente. Junte o arroz 7 grãos e misture. Deixe-o refogando durante 5 minutos, mexendo sempre. Acrescente o vinho branco e mexa até que evapore. Acrescente o caldo de legumes aos poucos e mexa. Quando chegar na metade do caldo, adicione a cenoura e continue mexendo. Quando o arroz estiver quase no ponto e a água quase seca, adicione a Ervilha em Conversa Predilecta. Quando o arroz estiver no ponto, desligue a panela, acrescente o requeijão e o parmesão. Sirva quente.

Fonte: Predilecta

Delivery para veganos, vegetarianos e pessoas com restrição alimentar

Com refeições, petiscos e guloseimas, redes de alimentação querem atender o máximo de consumidores no período de reclusão

Com as medidas de isolamento por conta da Covid-19, redes de alimentação estão investindo na modalidade de entrega (delivery) para continuar atendendo o máximo de consumidores. Para isso, além dos cardápios tradicionais, também oferecem pratos e guloseimas para pessoas com algum tipo de restrição alimentar, veganos e vegetarianos. Conheça o que algumas marcas entregam pelos principais aplicativos de comida, através de app próprio ou por pedidos feitos diretamente nas unidades.

Espetto-Carioca
Espeto vegano com linguiça e carne 100% vegetais

Espetto Carioca, rede de bares e restaurantes é reconhecido pelo extenso e variado cardápio, mas como o próprio nome sugere, a especialidade da casa são mesmo os espetos. Entre os destinados aos vegetarianos e veganos estão os de abobrinha, berinjela, mussarela de búfala com tomate seco, brócolis, palmito com tomate seco e rúcula, além do misto com carne e linguiça 100% vegetal.

Mr-Fit
Burguer Fit feito com hambúrguer vegano

No Mr. Fit – primeira rede de fast food de alimentação saudável do país – dá para pedir o Burguer Fit feito com hambúrguer vegano, molho de mostarda, cebola roxa, rúcula, tomate seco no pão integral com gergelim, para acompanhar há diversos sucos funcionais e a sobremesa fica por conta do açaí. A rede também vende marmitas congeladas, caso o cliente se interesse em ter refeições saudáveis a sua disposição a qualquer momento.

Casa-de-Bolos (1)
Com zero lactose, o bolo funcional de cacau da Casa de bolos

O lanchinho da tarde fica por conta da Casa de Bolos, rede pioneira no segmento de bolos caseiros, que traz entre os mais de 100 sabores, os bolos: diet e integral de laranja, limão, maçã e maracujá; além das opções zero lactose, como os de cenoura, banana com canela e funcional de cacau.

Pizza-Prime
Estupenda é uma das mais pedidas na rede Pizza Prime

Para fechar a noite, a recomendação são as redondas veganas da rede Pizza Prime, como a Calabra Cream (calabresa e cheddar veganos), Estupenda (requeijão gourmet vegano, abobrinha, tomate cereja e castanhas salpicadas) e a Oriental feita com um mix de shitake e shimeji, champignon, gergelim branco, cream gourmet e pimenta biquinho. Para quem curte a versão doce, experimente a Choco Cream, com chocolate 0% açúcar, castanha e cerejas.

SVB anuncia ferramenta online que indica restaurantes com opções veganas no cardápio

Construído a partir do Google Maps, ‘Onde Tem Opção Vegana’ reúne mais de 3,2 mil estabelecimentos no Brasil que oferecem ao menos um prato vegano entre as alternativas.

O novo serviço de localização da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) promete resolver o problema do público que precisa encontrar restaurantes ou estabelecimentos comerciais com opções veganas. O mapa permite identificar os “Embaixadores da Segunda Sem Carne”, que oferecem descontos e promoções e outros benefícios todas as segundas-feiras, além de sugestões em todo o Brasil.

VEGANO
O recurso pode ser acessado a partir de qualquer dispositivo móvel ou computador com acesso à internet – clique aqui . Caso algum estabelecimento que o público conheça não faça parte da relação, é possível solicitar a inclusão. O serviço foi criado com base no trabalho desenvolvido pelo Programa Opção Vegana, cujo objetivo é oferecer consultoria gastronômica e nutricional gratuita a estabelecimentos interessados em incluir pratos 100% vegetais em seus cardápios.

A interatividade proporcionada pela ferramenta oferece funcionalidades que podem ser úteis aos usuários. É possível, por exemplo, calcular a distância, tempo de deslocamento, telefone e horário de funcionamento dos locais sinalizados.

Segunda sem carne

A Campanha Segunda Sem Carne (SSC) do Brasil é considerada a maior do mundo e contempla mais de 100 municípios. O trabalho conta com o apoio de instituições públicas e grandes empresas, beneficiando mais de três milhões de pessoas em todo o Brasil. A iniciativa foi lançada em 2009 pela SVB e atingiu a marca recorde de mais de 80 milhões de refeições a base de vegetais em 2019, crescimento de 20% em relação ao ano anterior.

03_risotto-crop-veghamburguer-crop-veg
Programação Opção Vegana

Criado há pouco mais de dois anos, oferece consultoria gratuita para desenvolvimento de receitas com alimentos de origem 100% vegetal e foi desenvolvido em parceria com a Humane Society International (HSI). Mais de 1,4 mil estabelecimentos comerciais, em diversos locais do Brasil, contam com o suporte do programa. O trabalho tem o objetivo de promover uma alimentação vegana de qualidade e acessível a toda população.

Abril Vegano quer incentivar a adesão ao veganismo

Ação busca engajar o público em relação ao movimento, alertando sobre os impactos positivos que a alimentação vegana provoca na sociedade, no meio ambiente e na saúde

A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) lançou nova campanha online de engajamento batizada de ‘Abril Vegano – Dê o primeiro passo para o veganismo’. O objetivo do trabalho é reforçar os benefícios da dieta 100% vegetal, incentivando a transição nutricional e oferecendo vários materiais gratuitos e já disponíveis online para ajudar as pessoas interessadas. As ações já começaram nas redes sociais e devem se estender ao longo do mês, com veganos enviando convites a amigos não veganos para viverem a experiência do veganismo.

O movimento é uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todos os produtos derivados de animais, seja para a alimentação, vestuário ou qualquer outra finalidade. Não é preciso se esforçar muito no atual mundo digital para encontrar materiais e informações que demonstrem a importância de uma alimentação mais saudável e com respeito aos animais e ao meio ambiente”, observa Mônica Buava, gerente de campanhas da SVB.

Motivos para considerar

natureza planeta verde ecologia

A adesão à alimentação vegana pode ser provocada por vários motivos. Entre os principais estão a ética, que se traduz em uma escolha de não compactuar com a exploração, confinamento e abate dos animais. Mais de 10 mil animais terrestres são abatidos por minuto no Brasil para produzir carnes, leite e ovos. Frangos, porcos, bois – como tantos outros – são sencientes (capazes de sofrer e sentir prazer e felicidade) ou seja, têm uma complexa capacidade cognitiva e sentem dor, sofrimento e alegria da mesma forma que os cães que temos em casa.

“Outro aspecto importante é a saúde. Diversos estudos associam efeitos positivos de saúde com a maior utilização de produtos de origem vegetal e restrição de produtos de origem animal. De acordo com inúmeros estudos científicos – cada vez mais frequentes e publicados por instituições idôneas –, o consumo de carnes está diretamente associado ao risco aumentado de doenças crônicas e degenerativas como diabetes, obesidade, hipertensão e alguns tipos de câncer”, observa Alessandra Luglio, responsável pelo departamento de nutrição da SVB.

O meio ambiente, por sua vez, também é um bom motivo para reconsiderar a forma como nos alimentamos. Segundo a ONU, o setor pecuário é o maior responsável pela erosão de solos e contaminação de mananciais aquíferos do mundo. A entidade também estima que 14,5% das emissões de gases do efeito estufa geradas pelas atividades humanas têm origem no setor pecuário. Quase todo o volume do farelo de soja (97%) e mais da metade do milho produzidos (60%) globalmente são utilizados não para consumo humano, mas para virar ração para as fazendas e granjas industriais, produzindo alimentos a uma eficiência muito baixa.

Por fim, mas não menos importante, está o aspecto social. A produção de alimentos por meio da pecuária não é apenas ambientalmente degradante, mas também contribui significativamente para o desperdício global de alimentos: são exigidos entre dois e 10 quilos de proteína vegetal (soja, por exemplo) para produzir apenas um quilo de proteína de origem animal.

Em um mundo com cerca de um bilhão de pessoas que passam fome, esse volume de desperdício é socialmente inaceitável. Vale ainda mencionar que, estatisticamente, o setor pecuário concentra o maior volume de mão de obra análoga à escravidão do setor rural brasileiro.

Como montar um prato vegano

feijao tropeiro vegano

Mas aí surge a grande questão: como faço para montar um prato vegano? É importante reforçar que um prato 100% à base de vegetais é mais simples do se imagina e não é mais caro. Pode ser muito mais barato, saboroso e sem perder qualidade nutricional.

“Lembre-se de sempre substituir a proteína animal (carnes, ovos e laticínios) por proteína vegetal (feijões, castanhas e outros). É importante que o prato seja composto por 50% de legumes e verduras, 25% de feijões e castanhas e 25% de cereais e batatas”, completa Alessandra.

Para mais informações, basta clicar aqui.

abril vegano

Sobra a Sociedade Vegetariana Brasileira

Fundada em 2003, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) é uma organização sem fins lucrativos que promove a alimentação vegetariana como uma escolha ética, saudável, sustentável e socialmente justa. Por meio de campanhas, programas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo, a SVB realiza conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços vegetarianos. Para mais informações, visite o site ou os perfis da entidade no Instagram, Facebook e Youtube.

Dia Mundial Sem Carne comemora 35 anos hoje

Programa Segunda Sem Carne (SSC) registrou crescimento de 20% em relação a 2019, com mais de 80 milhões de refeições a base de vegetais servidas nos estabelecimentos parceiros.

O Dia Mundial Sem Carne é comemorado hoje (20), como o maior símbolo dos benefícios da alimentação a base de frutas, verduras, grãos e legumes na saúde das pessoas. Criada em 20 de março de 1985, a data representa mais de três décadas de trabalho dos movimentos vegetariano e vegano em todo o planeta.

Para a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), os números são igualmente relevantes. Criada há pouco mais de 17 anos, a organização fechou o ano passado com núcleos ou grupos presentes em 50 cidades do Brasil, promovendo a alimentação vegetariana como uma escolha ética, saudável, sustentável e socialmente justa.

Promoção do veganismo

vegetariano

Mais de 1,2 mil cozinheiros e 52 nutricionistas foram capacitados por meio da SSC, no último ano. Com os resultados alcançados por meio das refeições vegetais, cerca de seis toneladas de carne deixaram de ser consumidas ano. O meio ambiente foi poupado em um bilhão de litros de água, 981 mil metros quadrados de área agrícola, 331 mil toneladas de grãos (que poderiam alimentar quase cinco milhões de pessoas), além de 400 mil toneladas de gases que contribuem para o efeito estufa, que deixaram de ser emitidos na atmosfera.

O programa Opção Vegana (OPV) foi outro grande canal de promoção do veganismo, oferecendo consultoria gratuita e levando a alimentação a base de vegetais para mais de 1,4 mil estabelecimentos comerciais, em diversos locais do Brasil. O Curso de Capacitação em Nutrição Vegetariana, por sua vez, capacitou mais de três mil profissionais que atuam na área da saúde.

Defesa dos animais

cruelty-free-grey820

A SVB ainda foi reconhecida, pelo segundo ano consecutivo, como uma das nove instituições sem fins lucrativos mais eficazes do mundo na defesa da causa animal. A avaliação foi feita pela Organização Internacional Animal Charity Evaluators (ACE), referência mundial no setor, e considerou o trabalho de 166 organizações que atuam no mundo.

Sociedade Vegetariana Brasileira

Fundada em 2003, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) é uma organização sem fins lucrativos que promove a alimentação vegetariana como uma escolha ética, saudável, sustentável e socialmente justa. Por meio de campanhas, programas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo, a SVB realiza conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços vegetarianos. Para mais informações, acesse http://www.svb.org.br ou os nossos perfis no Instagram, Facebook e Youtube.

Seara expande venda da linha de produtos 100% vegetais para todo país

A marca é a primeira grande empresa alimentícia a oferecer uma linha completa de abrangência nacional aos flexitarianos

Estudo publicado pela Euromonitor aponta que o mercado de substitutos de carne já representa 19,5 bilhões de dólares em todo o mundo. Entre o público-alvo desse segmento, que deve crescer entre 6,8% e 9,4% até 2025, estão os flexitarianos, consumidores que passaram a diversificar suas dietas com alternativas a produtos de origem animal. No Brasil, 30% dos brasileiros já se declaram flexitarianos ou vegetarianos.

De olho nesse novo perfil de consumo, a Seara Alimentos desenvolveu uma linha completa de produtos com proteína 100% vegetal. Lançada globalmente em dezembro, a Linha Incrível Seara agora está disponível em todo o Brasil. O portfólio conta com hambúrguer (sabores carne e frango), empanado, kibe e carne oriental, e, recentemente, as opções de escondidinho e salsicha se juntaram à família – dois dos produtos mais requisitados pelos consumidores de proteína vegetal.

Feitos a partir de proteína de ervilha e soja, os produtos são enriquecidos com ferro e vitamina B12 e contêm a exclusiva Biomolécula i, que lhes garante sabor e textura de carne. A ampliação do portfólio da marca, um dos maiores players mundiais de alimentos, vem na esteira da mudança de hábito dos consumidores, carentes de novas opções alimentares à base de proteína vegetal.

A Linha Incrível Seara surge com o objetivo de fortalecer o mercado de proteína vegetal e de consolidar a empresa no segmento, atendendo a diversos públicos. “Os clientes e consumidores de todo o País passam a ter a opção de uma linha inédita totalmente vegetal”, diz José Cirilo, diretor executivo de Marketing e Trade Marketing da Seara Alimentos. “Hoje existe um jeito novo para tudo e, com a alimentação, não é diferente. É um novo jeito de sentir sabores incríveis”, completa.

Por meio de parcerias, a Linha Incrível Seara também pode ser encontrada em redes de restaurantes, estádios e grandes varejistas, como Allianz Parque, Applebee’s, Rodeio, Detroit’s Steakhouse, Habib’s e Subway, entre outros.

Sobre a Linha Incrível Seara

De hambúrgueres a pratos prontos, a Linha Incrível Seara possui sete produtos de origem vegetal com sabor e textura de carne, feitos com plantas e enriquecidos com ferro e vitamina B12, sem lactose e sem derivados de ovos e leite, zero gordura trans. Outra exclusividade é que a linha não contém grãos transgênicos.

Conheça os produtos:

burger

• Incrível Burger – sabores Carne e Frango (452 g – 4 unidades): são feitos à base de ervilhas, não contêm derivados de ovo e leite, fonte de fibra, zero gordura trans, 18 gramas de proteína por unidade;

empanado

• Incrível Empanado (300 g): não contém carne, sem derivados de ovo e leite, zero gordura trans, fonte de fibra, 12 gramas de proteína por porção;

kibe

• Incrível Kibe (300 g – 6 unidades): não contém carne, sem derivados de ovo e leite, zero gordura trans, 13 gramas de proteína por unidade;

AF SEARA LASANHA PRES E QUEIJO CV

• Incrível Oriental (350 g): não contém carne, sem derivados de ovo e leite, zero gordura trans, fonte de fibra, 18 gramas de proteína por porção;

salsicha

• Incrível Salsicha (240 g – 3 unidades): não contém carne, sem derivados de ovo e leite, zero gordura trans, 15 gramas de proteína por unidade;

caixa-escondidinho

• Incrível Escondidinho (350 g): não contém carne, sem derivados de ovo e leite, zero gordura trans, fonte de fibra, 13,2 gramas.

Informações: Seara – SAC 0800 472 425 

Família Burger aposta em cardápio vegetariano e ensina receita de hambúrguer veg

Segundo uma pesquisa feita pelo Ibope, 14% da população se declara vegetariana, um acréscimo de 75% em relação a 2012. Mais de 30 milhões de brasileiros são declarados adeptos a esta opção alimentar.

Com isso, a Família Burger, localizada no Bairro de Perdizes, zona oeste de São Paulo, além de possuir hambúrgueres tradicionais, feitos com carne, em seu cardápio, também traz várias opções criativas e nutritivas para vegetarianos.

Entre as sugestões, está o Burger de Grão-de-Bico (R$ 34,90), no qual a carne é substituída por uma massa de grão-de-bico com alho-poró, cebola e especiarias, acompanhado com salada de tomate, alface e queijo. Tudo isto no tradicional pão de hambúrguer.

Além do sabor convidativo ao paladar, o grão-de-bico é rico em proteínas, sais minerais e vitaminas do complexo B. Para quem não é vegetariano, o Burger de Grão-de-Bico acaba sendo uma ótima opção para início de dieta. Confira a receita a seguir:

Hambúrguer de grão-de-bico

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de grão-de-bico
3 dentes de alho descascados
1 colher (chá) de coentro em pó
8 rodelas de tomate
8 folhas de alface
8 fatias de queijo prato
sal a gosto

Modo de Preparo:
Lave 2 xícaras de grão-de-bico, coloque numa tigela com 1,5 litro de água, cubra com filme plástico e deixe de molho por pelo menos 24 horas. Em seguida, escorra a água e coloque os grãos no processador juntamente com o alho, o coentro e o sal. Bata até obter uma massa homogênea e transfira para uma tigela. É bem simples. Com ajuda das mãos, modele 4 hambúrgueres, de forma que fique arredondada. Hoje em dia há aparelhos no mercado específicos para esta finalidade, mas o resultado é o mesmo feito com as mãos. Após dar o formato, bate levemente para que se firme ainda mais.

Na grelha:
É nesta hora que o tempero é adicionado. Coloca-se o “burguer” na grelha já quente e adiciona-se sal a gosto. Deixe grelhar por cerca de 5 minutos cada lado. Então, coloque o queijo em cima do hambúrguer, grelhe deste lado. Faça o mesmo com o outro lado, de forma que o queijo fique derretido. Retire com uma escumadeira.

Montagem:
Para cada sanduíche, coloque 1 folha de alface, 1 rodela de tomate e o “burger” com o queijo. Então, coloque mais uma folha de alface e 1 rodela de tomate, por cima.

hamburguer veg familia burger

Rendimento: 4 unidades
Total de calorias desta receita: em média 1955
Total de calorias desta receita + pão de hambúrguer: 1955 + 180 = 2135 (em média)

Família Burger: Rua Monte Alegre, 681 – Perdizes – São Paulo