Arquivo da categoria: vinhos

Chega ao país linha de vinhos chilenos premiados por James Suckling

A MMV, de Curitiba, inclui em seu catálogo três títulos da linha Capricho, da vinícola La Prometida, do Sul do Chile, de qualidade reconhecida por uns dos mais influentes avaliadores do mundo

Três vinhos premiados por um dos mais influentes avaliadores do mundo: o norte-americano James Suckling. Esta é a novidade que a MMV – Importadora de Vinhos, com sede em Curitiba, está trazendo do Chile para o Brasil. Os lançamentos são da vinícola La Prometida, do sul chileno, e compõem a linha Capricho, constituída de produtos com características bem peculiares.

O anúncio é do gerente comercial da MMV, Jonas Martins, que também é o sommelier da importadora. Os lançamentos já estão disponíveis para a compra e, em função da pandemia do novo coronavírus, o foco tem sido na comercialização pela internet, por meio do site da empresa.

Os três vinhos premiados apresentados pela importadora curitibana são o Capricho Syrah, Capricho Cabernet e o Capricho Merlot, que receberam do avaliador James Suckling notas 94, 92 e 91, respectivamente. São pontuações elevadas, difíceis de serem conquistadas, conforme sublinha Martins. “São vinhos que já chegam mostrando qualidade, aclamados, com a chancela de critérios internacionais.”

vinho taça tinto

Peculiaridades

De acordo com o sommelier da MMV, as notas concedidos pelo avaliador James Suckling referendam características peculiares da linha Capricho, conceitos esses que refletem especificidades da vinícola produtora. A La Prometida está localizada na comunidade de Cauquenes, no Maule, Sul do Chile, “uma região de clima mais frio e seco”.
“Os vinhos da linha Capricho são produzidos em quantidade menor, porque o foco é na qualidade, a partir de vinhedos mais antigos. São vinhos armazenados em barril novo; por isso são mais intensos, encorpados, estruturados, que precisam de harmonização”, ilustra Jonas Martins.

O sommelier acrescenta ainda que os vinhos da La Prometida premiados por James Suckling evidenciam a “personalidade” da vinícola. “La Prometida” faz referência à personagem de uma narrativa criada pelo produtor: uma mulher que teve um casamento encomendado, mas que, de posição firme, não aceitou ter seu destino imposto por terceiros.

Uma das linhas da vinícola, a Revoltosa, faz referência ao rompimento da personagem com as imposições. Já a linha Capricho (dos vinhos agora incorporados ao catálogo da MMV) simboliza a autonomia adquirida pela personagem. “Então, [os vinhos premiados] são de acidez alta – acidez em vinhos é sinônimo de estrutura, de longevidade. Eles podem ser tomados agora ou guardados por dez, 15 anos, que estarão inteiríssimos”, destaca Jonas Martins.

Região produtora

Além disso, continua o sommelier, a premiação obtida atesta que os vinhos em questão sintetizam não apenas as características da uva. “Expressam também a característica da região. Não é só o ‘padrão Chile’, é a ‘cara’ do produtor especificamente, de seu modo de produção bem característico”, pontua Jonas Martins.

O executivo da MMV explica ainda o método de avaliação de James Suckling, e como isso impacta na definição da nota. Segundo Jonas Martins, há duas formas consagradas: uma quando o avaliador recebe exemplar de um vinho, e de seu local de trabalho realiza a degustação e análise, e outra quando o avaliador vai à vinícola. O norte-americano é adepto a essa segunda metodologia.

“É uma análise em que contam também aspectos de ordem emocional: o contato com o lugar, a conversa com o produtor. Isso permite captar a ‘personalidade’ do produtor. O que é importante dizer é que James Suckling não restringe seu trabalho a vinícolas ‘famosas’, mais ‘sofisticadas’, inclui um leque amplo de produtores”, assinala Jonas Martins.

A La Prometida, contextualiza Jonas Martins, é um projeto independente, “que empodera vinhos e produtores do verdadeiro vinho chileno, com alma e respeito ao terroir. A região do Maule [onde a vinícola está situada] é famosa por sua linda paisagem e também por suas uvas de alta qualidade”.

Confira, a seguir, as principais informações sobre cada um dos três vinhos lançado pela MMV ao mercado brasileiro:

Capricho Syrah

MONT-CAPRICHO-Syrah
Uvas: 100% Syrah
Safra: 2017
Álcool: 13,5%
Elaboração: uvas colhidas à noite. Maceração pré-fermentativa de 25 dias a 10ºC, seguido de fermentação e envelhecimento de 14 meses em barris de carvalho novos.
Notas de degustação: vinho de cor vermelha rubi intensa. O nariz é complexo, apresentando notas expressivas de framboesa e cereja preta. Ao fundo sente-se rosas, noz-moscada, pimenta preta e café torrado. Em boca tem um frescor característico da região, com taninos muito presentes e macios, com final remetendo a baunilha. Informações complementares: os vinhedos deste Syrah foram plantados em 2002. 94 pontos James Suckling.

Capricho Merlot

MONT-CAPRICHO-Merlot
Uvas: 100% Merlot
Safra: 2017
Álcool: 13,5%
Elaboração: uvas colhidas à noite. Maceração pré-fermentativa de 25 dias a 10ºC, seguido de fermentação e envelhecimento de 14 meses em barris de carvalho novos.
Notas de degustação: vinho de cor vermelha rubi intensa. O nariz é complexo, apresentando notas de mirtilo, cassis, ameixa, morango, cereja, e final mentolado. Em boca é muito vivo, com taninos aveludados, super redondo. O final é elegante e persistente. Informações complementares: os vinhedos desse Merlot foram plantados em 2001. 91 pontos James Suckling.

Capricho Cabernet

MONT-CAPRICHO-C-Sauvignon
Uvas: 100% Cabernet Sauvignon
Safra: 2017
Álcool: 14,5%
Elaboração: uvas colhidas à noite. Maceração pré-fermentativa de 25 dias a 10ºC. Metade das uvas é fermentada com engaço. Envelhecimento de 14 meses em barris de carvalho novos.
Notas de degustação: vinho de cor vermelha rubi intensa. Aromas de groselha, mirtilo, couro, tabaco e especiarias em geral. Em boca os taninos são muito presentes, expressivos, redondos e elegantes, com final longo e persistente. Informações complementares: os vinhedos desse Cabernet Sauvignon foram plantados em 1999. 92 pontos James Suckling.

Informações: MMV

Startup de vinhos aposta em tecnologia Bag-In-Box para impulsionar consumo da bebida

Fabenne inova com embalagem eco friendly, que preserva qualidade do produto por um mês e disponibiliza para venda online os vinhos tintos, brancos e rosé

“O vinho da casa e de todo dia”. É com esse posicionamento que os empreendedores Adriano Santucci, Arthur Garutti e Thiago Santucci fundaram em 2017, a Fabenne : primeira startup de vinhos brasileira a oferecer a bebida com tecnologia bag-in-box, eco friendly, fácil de manusear e que pode ser adquirida pelos amantes da bebida por um preço acessível.

Em parceria com a cooperativa Vinícola São João, eles desenvolveram a embalagem ecológica que contém três litros de vinho e preserva a qualidade do produto por até um mês depois de aberto. Hoje, a empresa disponibiliza três varietais: Cabernet Sauvignon (tinto), Moscato Giallo (branco) e Rosé (com uvas Malvasia e Cabernet Sauvignon).

Ainda pouco conhecida no Brasil, a tecnologia bag-in-box é uma realidade em países como EUA, França, Portugal e Austrália, por exemplo. As principais vantagens desse formato são a manutenção da qualidade do vinho por até 30 dias depois de aberto, além de uma excelente relação custo e benefício.

“O vinho em caixa chega a ser 50% mais econômico do que vinhos finos em garrafa da mesma qualidade. Queremos mostrar ao brasileiro que vinho é uma bebida para ser consumida no dia-a-dia e que não é preciso regras ou ocasião para aproveitar um copo ou uma boa taça de Fabenne”, explica o CEO e cofundador da startup, Adriano Santucci.

O formato bag-in-box conserva o vinho a vácuo, o que garante a qualidade dias depois de aberto. Apenas uma caixa de Fabenne equivale o que corresponde há 4 garrafas de vinho ou 20 taças da bebida. A “caixinha” facilita todo o processo de manuseio e armazenagem do produto, por não envolver vidro, oferece economia em valor e tempo de serviço para o consumidor.

Para além da taça, os especialistas da empresa recomendam o consumo da bebida em drinks, como uma releitura com vinho tinto da conhecida Sangria e também como ingredientes de pratos – eles indicam especialmente o Risoto Al Funghi e o Bovette ao Ragu de Bovino. O serviço da Fabenne conta com uma equipe de consultores, chefs e bartenders que dão dicas de preparo de refeições, harmonizações e receitas de coquetéis.

fabenne

As bebidas estão disponíveis para compras online com descontos de até 20% no site da marca e também na Amazon, uma das principais plataformas de varejo do mundo.

Sobre a Fabenne:

A Fabenne é a primeira startup de vinhos a oferecer a bebida com tecnologia bag-in-box, eco friendly, fácil de manusear por não conter vidro e preserva a qualidade do produto por até um mês depois de aberto. Além disso, cada caixinha contém 3 litros, o que equivale a quatro garrafas convencionais ou 20 taças. São três opções do produto nas versões tinto (Cabernet Sauvignon), branco (Moscato) e Rose (Malvasia e Cabernet Sauvignon) vendidas via e-commerce da marca. Acesse fabenne.com e saiba mais.

Branco com alma de tinto: Trivento lança o primeiro White Malbec do mercado

Também introduz, em caráter inédito, um novo estilo de vinho com a cepa mais emblemática da Argentina

A Trivento Bodegas y Vinedos traz ao mercado um projeto ousado e inédito – o primeiro White Malbec feito com a uva Malbec, e que propõe, de forma inovadora, uma nova experiência com a mais emblemática cepa argentina. “O desafio da nossa equipe de vinificação era elaborar um vinho branco atraente e frutado, feito de uma variedade vermelha, um blanc de noir”, diz o enólogo German di Cesare.

O caráter raro e inusitado de White Malbec já se revela desde a colheita: nos primeiros dias de fevereiro, German di Cesare acorda cedo para colher manualmente as uvas da cepa Malbec provenientes dos Vales de Luján de Cuyo e Vale de Uco. As uvas são colhidas precocemente – para manter sua acidez natural – e com as mãos, para mantê-las inteiras, antes de serem levemente prensadas, e fermentadas sem maceração, separando-se a casca do mosto, no que resulta em levíssima coloração.

slide-3

Depois de uma fermentação a 10 graus por duas semanas, mais 4 meses para engarrafar e um mês para colocar o rótulo, finalmente é apresentada a obra final de German di Cesare e da Trivento Bodegas y Vinedos – o primeiro White Malbec elaborado no mundo do vinho – curiosamente chamado de “a alma nua da Malbec, a mais cultuada cepa argentina”. O método resulta em um vinho de coloração salmão pálido, com aromas de cereja, framboesa e maçã verde, e acidez marcante em boca.

Esse novo estilo de vinho da variedade Malbec casa bem com peixes grelhados e saladas, o que lhe coloca em posição vantajosa em países de clima quente e tropical como o nosso, onde praticamente é verão o ano inteiro. Um vinho leve, fresco, elegante e fácil de beber, com personalidade e caráter marcante.

Como nasceu White Malbec

A ideia surgiu da dinâmica de envolver os colaboradores da Trivento no programa Winds of Opportunity, de modo a gerarem idéias criativas. Em uma dessas ocasiões, muitos deles concordaram que a Malbec, cepa mais representativa da vinícola, poderia ser apresentada de maneira inovadora. Com esse desafio em mente, a equipe de vinificação se aventurou na técnica de elaboração de um vinho branco com uvas tintas – um blanc du noir – e assim nasceu Trivento White Malbec.

O vinho, inclusive, entraria no mercado com uma bela ação de responsabilidade social: arrecadar bolsas de estudo. A meta para 2020 é arrecadar fundos para permitir ao menos 50 bolsas anuais, o que quadruplicará o que já se obteve em 2019.

Ficha técnica do Trivento Reserve White Malbec

Trivento-White-Malbec-2019
Origem da uva: Valle de Uco e Luján de Cuyo, Mendoza
Colheita manual a partir da primeira semana de fevereiro
Vinificação: leve prensagem, fermentação alcoólica em tanques de aço inoxidável por um período de 15 dias, a 10ºC
Teor de álcool: 12% Vol (20ºC)
Acidez total: 6,82 g/l
Açúcar residual: 5, 25 g/l
Cor: reflexos pálidos da cor salmão
Nariz: notas frutadas, com predominância de aromas de frutas vermelhas maduras, como cereja, framboesa, frutas vermelhas e maçã verde
Boca: paladar fresco e fluído, estrutura média e fácil de beber, taninos doces e final longo.

Sobre German di Cesare

enologo-Trivento

O enólogo Germán Di Césare apresenta uma distinguida trajetória no cenário vitivinícola argentino. Iniciou sua carreira muito jovem na Trivento, no laboratório onde eram realizados os testes enológicos de vinhos e uvas. A partir de 2004 esteve a cargo da elaboração de vinhos jovens. Em 2008 aceitou o grande desafio de liderar a linha Trivento Reserve, símbolo da empresa, e a partir de 2010 esteve envolvido com o desenvolvimento dos vinhos de alta gama da vinícola.

No ano de 2017, foi nomeado diretor técnico enológico da Trivento e atualmente desempenha a função de Gerente Técnico Enológico, posição que lhe encarrega de definir o estilo e a qualidade dos vinhos da marca e de liderar a comunicação de todo o portfólio. Além dessa função, Germán desempenha o cargo de enólogo de Terrunyo Malbec, o vinho com o qual a marca atravessa a Cordilheira dos Andes e leva o conceito de Terrunyo para a Argentina, elaborando um Malbec Ultra Premium da região do Vale de Uco em Mendoza.

A personalidade carismática de Germán é uma de suas características mais distintivas, além de sua reconhecida paixão pelo folclore, a guitarra, os cavalos e as boas amizades. “No vinho encontramos cultura, tradição, esforço, que são parte fundamental de sua essência”, afirma Germán. Além da sua dedicação aos vinhos, Gérman tem uma enorme paixão pela cultura argentina, desde a música até pratos nativos, em especial, de Mendoza, cidade onde está localizada a Trivento

 

Reserva85 lança curso online gratuito sobre vinhos

A plataforma de ensino de vinhos Reserva85, está lançando o Vinho em uma Taça, um curso online gratuito sobre vinhos para fazer em casa na companhia de uma taça de vinho. Desenvolvido pela sommelière internacional Paula Daidone, o curso tem como objetivo tornar o universo do mundo acessível para todo mundo.

“O que mais escuto é: vinho é muito complicado, acho que nunca vou aprender. E de tanto escutar isso, resolvi desenvolver um método de estudo diferente. Onde primeiro o aluno aprenderá a identificar o tipo de vinho que ele gosta, para depois aplicar teoria”, explica Paula.

O projeto foi desenvolvido depois de muito estudo e pesquisa, para chegar em um formato direto, mas que aborde todos os assuntos necessários para que a pessoa ingresse nesse mundo. “O Vinho em uma Taça tem o objetivo de simplificar o mundo do vinho. A ideia é que o aluno quebre o gelo com o vinho e crie uma relação íntima com a bebida”, completa a sommelière.

O curso é dividido em 3 módulos: Introdução ao Mundo do Vinho, Degustação de Vinho e Harmonização. Cada etapa é composta por um roteiro de estudos e um e-book, que funciona com livro base para toda a pesquisa. O e-book apresenta o conteúdo de forma bem direta, para que o estudante realmente entenda o conceito. E ele levará para artigos técnicos de aprofundamento. Assim o aluno pode escolher quais assuntos quer ir mais afundo e quando.

Ao término de cada módulo há um quis para testar o conhecimento adquirido. E é disponibilizado um certificado de conclusão.

Para participar, basta se inscrever na página do curso no site do Reserva85 – clicando aqui. Em seguida, todo o material é disponibilizado. “Este curso é para quem quer se tornar um expert de vinho ou então para quem quer aprender a beber e descobrir o seu vinho preferido”, resume Paula.

curso vinho

Sobre Paula Daidone

Jornalista de enogastronomia e sommelière há 12 anos. Paula Daidone promove cursos sobre vinho; ministra palestras; desenvolve projetos de enoturismo em parceria com empresas do setor; atua como consultora e winehunter; é jurada convidada em concursos internacionais; e escritora e editora do site Reserva85.

Formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com as seguintes certificações internacionais: Wine & Spirit Education Trust (WSET) nível 2, Londres/São Paulo; especialização em vinho português pela Associação dos Escanções de Portugal, e pós-graduação em Wine Marketing & Events, ambos realizados em Portugal; especialização em vinho da África do Sul pela Wines of South Africa, em Cape Town, na África do Sul; e Master em Champagne pela Wine Scholar Guild, com estágio em Reims, na França.

Premiações: Melhor profissional a serviço do vinho em Portugal, pela Associação dos Escanções de Portugal, em junho de 2019; e Menção Honrosa no 22° Troféu São Paulo Capital Mundial da Gastronomia 2019, promovido pela Câmera dos Vereadores de São Paulo, prêmio que reconhece jornalistas que fazem a diferença no cenário gastronômico paulistano.

Projeto inédito criado pela sommelière Gabriela Bigarelli: mentoria de vinho gratuita

A premiada sommelière Gabriela Bigarelli criou uma iniciativa inédita e acessível para os apreciadores de vinhos: uma mentoria de vinhos gratuita na palma da mão. Basta acessar o perfil dela no Instagram, enviar a mensagem e ela retornará em até 24 horas para iniciar o processo de avaliação e escolha personalizada de vinhos.

A partir de um bate papo informal, ela vai indicar os vinhos de acordo com a personalidade e as preferências de cada um. A mentoria ‘Talk Gabi’ integra o projeto #VinhoEmCasa, criado por Gabriela para estimular os negócios no setor em meio à crise do coronavírus. Ela vem realizando lives com grandes nomes do segmento e semanalmente lança kits de vinhos com preços especiais.

Gabriela explica que o objetivo é replicar no mundo virtual o que ela já faz, há mais de 20 anos, no real, especialmente em um momento em que as pessoas não podem ir a uma loja, por exemplo, para conversarem com um sommelier ou consultor sobre suas preferências.

“Criei o Talk Gabi, que é um atendimento personalizado e individual, por reconhecer que do outro lado da tela estão paladares dos mais variados tipos e que muitas vezes os consumidores não querem comprar a ‘seleção do sommelier’, querem comprar a sua própria seleção de vinhos”, resume.

bigarelli

Gabriela é responsável pelas cartas de vinhos e treinamento de equipes de 24 restaurantes em São Paulo – entre eles o premiadíssimo Maní, da chef Helena Rizzo -, e 14 hotéis em todo o Brasil.

Informações: Instagram Gabriela Bigarelli

MMV Importadora adapta vendas de vinhos para e-commerce

Comércio eletrônico torna-se a melhor alternativa para que as vendas não parem nas distribuidoras de bebidas

Com o isolamento social provocado pelo Coronavírus, a prática do comércio online tem crescido em todo o Brasil e se tornado uma opção para as empresas manterem suas atividades durante a pandemia. No setor de bebidas, isso não é diferente.

A MMV, importadora de vinhos com sede em Curitiba (PR), está implementando novas medidas para garantir que os negócios continuem funcionando. Afetada pelo fechamento de restaurantes e demais estabelecimentos gastronômicos pelo país, a empresa agora aposta no e-commerce para impulsionar as vendas.

vinho lojq

Para isso, reorganizou a equipe e antecipou o lançamento de sua loja online, que até então estava programada para ser colocada em prática somente no ano que vem.

“A maior parte dos nossos clientes são restaurantes e como eles estão fechados, fomos afetados diretamente. Fechamos março com uma taxa de faturamento 90% inferior à média esperada. Por conta disso, resolvemos adiantar nossa entrada no comércio online, prevista inicialmente para o primeiro semestre de 2021”, destaca Jonas Martins, gerente comercial da MMV.

Jonas conta que a MMV atende originalmente adegas, lojas, restaurantes e hotéis, com sua equipe visitando e inserindo os produtos em cartas de vinhos destes locais, e que esta prática continuará. Já o e-commerce será destinado ao público final.

“Com a loja online, nosso objetivo é atingir o público final que não tem acesso a lojas e restaurantes. Não seremos concorrentes dos nossos clientes, mas queremos gerar mais negócios a eles evidenciando ainda mais os nossos produtos”, enfatiza o gerente comercial..

A MMV atende todo o Brasil e como a distribuição dos vinhos para o consumidor final já estava prevista em seu planejamento, a adaptação da logística será simples, como prevê Martins: “Atendemos demandas de todo o Brasil, e com o e-commerce não será diferente. Temos o estoque em Curitiba embalado adequadamente para distribuição, trabalho que já fazemos há 15 anos. Para a região de Curitiba utilizaremos transportadores parceiras e para o restante do Brasil vamos iniciar uma parceria com o Correios. Um site é uma nova empresa, os próximos meses serão de aprendizado, novas contratações e muito desenvolvimento”.

WhatsApp-Image-2020-04-08-at-10.33.27

Informações e loja virtual: MMV

Quarentena sem desperdício: garrafa “single” e como armazenar vinho aberto

Contrariando Tom Jobim, dados recentes do IBGE indicam que é possível ser feliz sozinho: no Brasil, mais de 10 milhões de pessoas não dividem suas casas com amigos ou familiares.

Com o distanciamento social causado pela pandemia do coronavírus, os encontros foram postergados e o consumo individual promove rearranjos em cotidianos e hábitos. Um deles é o de tomar vinho. E a impossibilidade de dividir uma garrafa com os amigos traz dúvidas: como armazenar o vinho que sobrou? Existem boas opções de meias-garrafas?

Não consumi o vinho todo, e agora?

bomba vinho

Para o consumo individual de uma garrafa de vinho de 750 ml, existem várias maneiras de armazenar a bebida que ficou, sem prejudicar sua qualidade. O primeiro ponto a observar é o tempo indicado para guardar cada tipo de vinho depois de aberto: vinhos brancos e rosés devem ser consumidos em no máximo 3 dias. Os tintos, em até 6 dias.

As garrafas devem ser estar bem vedadas, na geladeira ou adega, na posição vertical, minimizando o contato da superfície da bebida com o ar. No mercado existem acessórios para fechar as garrafas abertas e conservar as qualidades do vinho durante mais tempo. Tampas específicas para vinhos e espumantes são uma opção acessível e simples, porém, são mais sensíveis no quesito “preservação do vinho”, pois ele pode perder algumas de suas características.

Quem quer garantir as particularidades originais da bebida deve optar pela bomba a vácuo, que requer um manuseio especial, mas garante a retirada do ar de dentro da garrafa, o que significa que o vinho poderá ser conservado por mais dias, sem perder suas qualidades. Uma forma prática de vedar o vinho é usando a própria rolha, um método menos eficiente, mas a solução imediata para quem vai consumir o restante do vinho em no máximo um dia.

Garrafa “single”

vinhos

Tiago Dal Pizzol, CEO da Total Vinhos, destaca que no mercado há excelentes vinhos em versão “single”, ideais para quem vai consumir sozinho, pois a garrafa de 375 ml equivale a duas taças. “As marcas estão atentas às demandas e ao comportamento do consumidor. Com o aumento no número de pessoas que moram sozinhas, vinícolas do mundo todo elaboram vinhos de alta gama também em meia-garrafa”, resume.

É o caso da gigante portuguesa Lusovini, que elabora versões 375 ml de alguns de seus mais premiados rótulos, como o Pedra Cancela Seleção do Enólogo e o Terras de Fialho, ambos à venda na Total Vinhos. “Com as pessoas cozinhando mais em casa, a meia-garrafa traz a oportunidade de consumir diferentes rótulos durante uma refeição; é possível harmonizar um vinho com uma salada e outro com o prato principal”, detalha Dal Pizzol.

A Total Vinhos aplicou desconto de 25% em todos os vinhos da loja online e frete grátis para todo o Brasil. As facilidades serão válidas enquanto durar o período de distanciamento social.

Informações: Total Vinhos

E-commerce da Vinícola Góes tem novidades e entrega grátis na região de São Roque

Em tempos de quarentena, a vinícola incentiva as compras pela plataforma com promoções e dicas

Uma vinícola familiar com mais de 80 anos de história não poderia deixar de dar prioridade ao bem estar de todos, tomando as medidas de prevenção necessárias nestes tempos de disseminação do novo coronavírus. Assim, a Góes fechou as portas de sua loja física garantindo a segurança de seus visitantes e colaboradores.

Mas para que os clientes não fiquem sem seus vinhos preferidos, a plataforma de comércio online está cheia de novidades, dicas e promoções todas as semanas! A Vinícola deseja que as pessoas possam beber seus vinhos no conforto de seu lar e com suas mais queridas combinações.

As vendas online estão disponíveis para todo o Brasil, mas para São Roque e região, elas têm um atrativo extra: a entrega gratuita nas compras acima de R$ 50,00.

vinhos

Para comprar, é só acessar a loja e conferir as novidades, comprando vinhos sem sair de casa.

Páscoa: Vinícola Góes ensina a combinar pratos desta data festiva com o vinho ideal

O feriado da Páscoa é tradicionalmente conhecido pela rica gastronomia que compõe à mesa das famílias. As receitas são baseadas no clássico bacalhau, massas e, claro, doces, em especial os chocolates.

O prazer e a alegria à mesa podem se intensificar quando harmonizados com o vinho ideal. A Vinícola Góes, possui uma gama de rótulos que acompanham bem qualquer refeição, inclusive o almoço de Páscoa.

A sommelier Silvia Mascella, dá algumas dicas de pratos típicos, como, por exemplo, o arroz com lascas de bacalhau, que harmoniza com o frutado e fresco Góes Tempos Trópicos. Se o prato for mais suave, como bacalhau ao forno com legumes, o Góes Tempos Cabernet Sauvignon ou o rosé Góes Tempos Pétalas, formam uma combinação incrível. Já o St. Tropez Brut branco é uma ótima opção para a famosa posta de bacalhau assada com cebolas e batatas.

vinho brindes comida

Agora se a dúvida que paira no ar é como comprar esses vinhos, fiquem tranquilos, a Vinícola Góes comercializa todos os rótulos em sua loja virtual. Basta acessar o site e garantir o seu. O atendimento é feito para todo o Brasil. Você terá a bebida ideal, no conforto da sua casa e seguindo as recomendações #fiqueemcasa.

Receitas de pratos e sugestões de vinhos para harmonizar na Páscoa

O Enólogo Óscar Salas, da Vinícola Santa Rita, selecionou dois vinhos especiais que harmonizam perfeitamente para o almoço de Páscoa. Aproveite para conferir as sugestões de receitas para a data

Páscoa é tempo de celebrar, certo? Mas, como brindar quando a distância se faz necessária? A gastronomia pode ser um caminho. Muitas pessoas têm redescoberto o prazer de cozinhar com as medidas de isolamento social. E, sozinho ou acompanhado por familiares e amigos (ainda que virtualmente) uma taça de vinho é sempre um convite para desfrutar de cada momento.

Por isso, a Santa Rita Wines convidou o enólogo Óscar Salas para indicar um vinho branco e outro tinto para brindar a data. Para acompanhar cada rótulo, o time da vinícola selecionou duas receitas para te inspirar. Que tal?

Vinho Caménère 120 Reserva Especial

carmenere 120
O 120 Reserva Especial Carménère é um vinho tinto seco que representa muito bem esta variedade icônica do Chile. Predominam aromas de frutas vermelhas e pretas e de especiarias. Em boca, a sedosidade dos taninos e sua profundidade fazem dele um vinho fácil de beber e, ao mesmo tempo, muito versátil para acompanhar uma grande variedade de pratos.

País / Região – Chile – Valle Central
Classificação/ Tipo – Vinho Tinto Seco
Casta / Uva – Carménère
Graduação alcoólica – 13,2%ABV
Litragem – 750ml
Temperatura de serviço – 16ºC
Valor médio: R$ 53,99

E para acompanhar, Filé suíno ao molho, uma receita prática e deliciosa, é uma opção que vai surpreender a todos. Veja a receita completa abaixo.

Filé Suíno ao Molho

file suino

Ingredientes

Filé suíno
• 1 peça de filé-mignon suíno (com aproximadamente 1,2kg)
• 1 xícara (chá) de suco de maracujá concentrado
• 1 xícara (chá) de água
• 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
• 1 colher (sopa) de gengibre picado
• 1/3 de xícara (chá) de molho de soja (shoyu)
• 1 folha de louro
• Sal e pimenta-do-reino a gosto
• Azeite para regar
• 1 colher (sobremesa) de maisena

Purê de mandioquinha
• 3 xícaras (chá) de mandioquinha cozida e espremida
• 1 xícara (chá) de creme de leite
• 3 colheres (sopa) de manteiga
• Sal, pimenta-do-reino e cheiro-verde picado a gosto

Modo de preparo
Tempere o filé com o suco, a água, o açúcar, o gengibre, o shoyu, o louro, sal e pimenta. Deixe descansar na geladeira por 2 horas. Retire do tempero e coloque em uma fôrma. Regue com azeite e leve ao forno médio, preaquecido, por 50 minutos ou até assar e dourar. Coe o tempero, separe 1 e 1/2 xícara (chá) e dissolva a maisena. Despeje em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo até engrossar. Leve os ingredientes do purê ao fogo baixo em uma panela, mexendo até ficar cremoso. Em um prato, arrume o purê polvilhado com cheiro-verde e ao lado o filé fatiado e regado com o molho. Sirva.

Tempo: 1h (+2h de descanso)
Rendimento: 4 porções
Dificuldade: fácil
Fonte: Guia da Cozinha

Um bom branco é sempre bem-vindo!

120 blanc

Agora se você é amante de um bom vinho branco, pode se surpreender com o 120 Reserva Especial Sauvignon Blanc. Este é um vinho de tom esverdeado brilhante, com aromas herbáceos em combinação com flores brancas e um final frutado. Na boca mostra uma acidez equilibrada e frescor com um agradável final frutado. Sua persistência média-longa o torna um vinho leve e fácil de ser bebido.

Ficha técnica:
Variedades 98% Sauvignon Blanc e 2% Semillón
pH: 3.12
Acidez total: 5.4 g/l
Teor Alcoólico: 13.3% Vol
Açúcar Residual: 3.88 g/l
Valor médio: R$ 53,99

Nossa sugestão de prato é esta receita de Bacalhau gratinado, ideal para a época de páscoa, leva vinho em seu preparo e fica uma delícia. Experimente.

Bacalhau Gratinado

bacalhau

Ingredientes:
• 4 lombos de bacalhau dessalgado
• 1 xícara (chá) de vinho Sauvignon Blanc Santa Rita
• 2 cebolas em rodelas
• 1 pimentão amarelo em rodelas
• 1 xícara (chá) de azeitona preta picada
• Sal a gosto
• 1/2 xícara (chá) de azeite
• 200g de queijo parmesão ralado

Preparo:
Coloque as postas de bacalhau em um refratário e regue com o vinho Sauvignon Blanc Santa Rita. Cubra com a cebola, o pimentão e a azeitona. Polvilhe com sal a gosto, regue com o azeite e cubra com o parmesão. Leve ao forno médio, preaquecido, por 25 minutos ou até dourar levemente.

Tempo: 1h30
Rendimento: 4 porções
Dificuldade: fácil
Fonte: Guia da Cozinha

Sobre a vinícola Santa Rita

Fundada em 1880, a Vinícola Santa Rita entrou para o ranking As Marcas de Vinho Mais Admiradas do Mundo, elaborado pela revista inglesa Drinks International, que classifica os 50 melhores produtores do mundo inteiro. Também por 10 vezes consecutivas, a marca levou o título de Winery of the Year, oferecido pela revista Wine & Spirits. 120 é uma marca com tradição e história, existente para tornar o conceito do vinho algo simples, genuíno, aberto a uma experiência significante. “Viver a Vida 120” consiste em aproveitar o lado simples da vida, desfrutando cada momento com as pessoas que você ama, sem complicações, da forma mais sincera, compartilhando momentos com a família e amigos junto a um bom vinho.