Arquivo da categoria: vinhos

Evino participa do 8º Bem da Moda, evento beneficente em apoio ao GRAAC

Em parceria com a ESPM Social, agência de voluntariado universitário, a Evino participa da 8ª edição Bem da Moda, evento beneficente que tem como objetivo levantar fundos para GRAAC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer) por meio de uma Bienal da Moda, Bazar, Leilão e Brechó. Este ano, o evento ocorre entre 18 e 22 de outubro.

Entendendo a importância das ações sociais, a Evino, maior e-commerce da América Latina, participará da iniciativa no leilão do dia 21, disponibilizando 1 kit a partir de R$ 500,00 que inclui rótulos franceses premiados, do portfólio de Produtores Renomados, e uma degustação guiada com um sommelier da Evino. “É fundamental que as organizações com trabalhos tão importantes encontrem apoios. Nós da Evino sempre procuramos formas de contribuir com as iniciativas que atuam para o cuidado com o próximo, e ficamos felizes em poder participar desta edição do Bem da Moda”, conta Eduardo Souza, Co-CEO da Evino.

Desde a sua fundação, a ESPM Social realiza há 19 anos a consultoria para ONGs e OSCIPs (Organizações da sociedade civil de interesse público), já atendeu mais de 230 instituições sociais e recebeu mais de 900 alunos voluntários. Na última edição, realizada em 2019, o evento beneficente levantou R$ 160.000,00.

Fonte: Evino

Dia do Sorvete: refresque-se com a receita de um que leva vinho e chocolate amargo

A Sommelière da Wine, Marina Bufarah, ensina como preparar essa delícia em homenagem ao Dia do Sorvete

Que chocolate e vinho combinam não é nenhuma novidade, mas que eles podem se juntar e virar sorvete, você sabia?! Pegando carona no Dia do Sorvete, comemorado em 23 de setembro, Marina Bufarah, Sommelière da Wine, maior clube de assinatura de vinhos do mundo, ensina uma receita pra lá de refrescante: Sorvete de Chocolate Amargo e Malbec.

A receita rende em média 750 ml de sorvete e é super fácil de preparar. Ah, sim, uma dica legal é que você pode servir o sorvete em taças de vinho.

Sorvete de Chocolate Amargo e Malbec

Ingredientes:
160g de chocolate 90% cacau;
300ml de creme de leite fresco;
½ lata de leite condensado;
400ml de um vinho Malbec.

Modo de preparo:
Em uma panela reduza os 400ml de vinho Malbec em fogo médio até que reste aproximadamente 120ml. Em seguida, reserve-o para esfriar. Quebre o chocolate escuro e derreta-o. Você pode fazer isso como quiser, em uma tigela de vidro sobre uma panela de água fervente, no micro-ondas ou em uma panela no fogo baixo. Em uma tigela grande, misture o creme de leite fresco e o leite condensado. Em seguida, adicione o chocolate e o Malbec reduzido e misture. Despeje a mistura em um recipiente que possa ir ao congelador. Certifique-se de cobrir o sorvete com uma tampa ou filme plástico, e em seguida coloque no congelador por 6 horas. Antes de servir o sorvete, tire-o do congelador por cerca de 15 minutos para soltar.

Para esta receita, a especialista indica três rótulos, mas você pode escolher o vinho Malbec de sua preferência:

Salentein Killka Malbec 2020 / El Bautismo Malbec 2020 / Quimay Selección Especial de Viñedos Malbec 2020

Fonte: Wine

Orion Vinhos lança linha portuguesa ‘Os Felinos’

Novos produtos foram divulgados em formato Bag In Box (recipiente de 5 litros)

A Orion Vinhos acaba de apresentar ao mercado a linha de vinhos proveniente de Portugal “Os Felinos”. Com apresentação no formato de Bag de 5 litros tinto, a coleção é uma aposta da empresa para os consumidores que buscam um bom vinho para o dia a dia, festas, finais de semana etc. graças a sua versatilidade e facilidade de consumo, uma vez que basta “abrir a torneirinha” diz Alexandre Santucci, consultor de marketing e comunicação da empresa e autor do blog de vinhos mais antigo do Brasil, o “Descomplicando o Vinho”.

Segundo Santucci, o Bag in Box (BIB) é um” caixa onde o vinho é protegido graças a um saco de material semelhante ao tetrapack que acondiciona e ao mesmo tempo evita a presença de oxigênio, preservando a qualidade e integridade do líquido” diz. Ele ressalta que os vinhos após abertos “podem ser consumidos por muito mais tempo que a garrafa, mas a vantagem mesmo é o preço: o conteúdo equivale a quase 7 (sete) garrafas tradicionais (750 ml) e chega a custar 30% menos” acrescenta.

O especialista comenta que “Os Felinos” Tinto logo terá sua versão em garrafa e deve custar ao consumidor cerca de R$30,00. Já o bag deve ser vendido por menos de R$ 150,00. “Encomendamos um vinho ao gosto do brasileiro, com boa fruta, corpo macio, presença de taninos e acidez equilibrada. Um vinho para bebericar, para acompanhar a pizza e o churrasco. O resultado é que acertamos. O vinho está uma delícia e o preço também” brinca.

Orion Vinhos

“Em agosto do ano passado um dos diretores deixou a empresa para abrir uma nova importadora que nada tem a ver com a Orion Vinhos. Infelizmente alguns dos clientes da Orion Vinhos foram ludibriados com a informação em que o comercial dessa outra empresa repetia, dizendo que era tudo a mesma coisa. Não é e nunca foi. A situação foi descrita através de um comunicado divulgado pela Orion Vinhos.”

A Orion Vinhos está seguindo novos rumos de gestão, tanto na sua mentalidade quanto na forma que espera o mercado brasileiro de vinhos importados. A estratégia vale não para só para os produtos, mas na postura que o importador está adotando. Uma das novidades é a nova ação comercial para aumentar a penetração da empresa no mercado brasileiro. É um modelo de compliance, onde qualquer produtor, brooker ou agente residente que demonstra interesse em comercializar os produtos da empresa. Caso ele já exista no Brasil a Orion Vinhos solicita que atual importador seja avisado da possível mudança. Para as marcas próprias, após um estudo de viabilidade, são criados os rótulos, posicionamento e seu devido registro no órgão brasileiro competente. Essa prática permite um conforto para o importador diante da necessidade do tempo para que uma marca possa ser edificada e permanente no mercado.

Nesse comunicado a empresa também se refere a campanha de final de ano que além de oferecer descontos e prazos separou de uma vez os vinhos que não estão mais em seu portfólio.

São vinhos que estavam na empresa na antiga formação administrativa e serão vendidos com grandes descontos em formatos de lotes. Será uma boa oferta para lojistas, supermercados e o trade em geral. É a possibilidade de receber produtos com preços excelentes, que foram muito importantes para empresa, mas que não refletem mais a nova mentalidade e que, em alguns casos, já estão sendo importados por outras empresas.

“Estamos fazendo um trabalho em o que o vinho, ou qualquer bebida que vendemos, seja tratado com o maior profissionalismo. Queremos um mercado mais altivo, comprometido e transparente, enquanto isso não acontece, faremos a nossa parte”, declara Santucci.

Fonte: Orion Vinhos

Wine comemora o mês da Independência do Brasil com rótulos brasileiros de destaque

Para mostrar que o nosso país tem vinhos incríveis produzidos aqui, a Sommelière Marina Bufarah fez uma seleção especial

Mesmo em meio ao cenário de incertezas causado pela pandemia, o crescimento significativo no consumo de vinhos, a alta do câmbio e a boa safra melhorando a competitividade do vinho brasileiro, o nosso país vem desenvolvendo sua vitivinicultura e com isso diversificando sua oferta, buscando atender cada dia mais o consumidor em termos de qualidade e preço.

Para comemorar o mês da Independência do Brasil, celebrado em 07 de setembro, e para mostrar que o nosso país tem vinhos incríveis produzidos em solo nacional, a Wine – maior clube de assinatura de vinhos do mundo – destaca algumas linhas e rótulos brasileiros para ajudar na escolha.

Segundo Marina Bufarah, Sommelière da Wine, uma das tendências no mercado tem sido o vinho em lata. “Com um conceito desenvolvido para um público mais jovem e para ocasiões em que o vidro não é bem-vindo, como em praias, piscinas, parques e feiras, essa proposta tem ganhado cada vez mais apreciadores que reconhecem a qualidade dos produtos oferecidos em uma embalagem alternativa”, explica a especialista.

A Miolo, vinícola com o maior portfólio de vinhos finos do Brasil, trouxe toda sua tradição e expertise na linha de vinhos em lata Somm, que conta com 3 blends, nas versões tinto, branco e rosé, e um frisante de Moscatel, elaborados na Serra Gaúcha. Outro vinho em lata que tem feito muito sucesso é a linha Arya, produzida pela vinícola Estrelas do Brasil, nas versões espumante, branco, rosé e tinto. O sucesso nas vendas fez com que ambos investissem na produção de novas safras dos produtos.

“Além da facilidade e segurança no transporte serem inquestionáveis, o vinho em lata vem em medidas menores, porções individuais, que são mais fáceis de gelar, mais práticas de abrir e mais sustentáveis. Por essas e outras vantagens, produtores e profissionais conceituados têm investido nas latas de alumínio”, diz Marina.

Outra surpresa bastante positiva em se tratando de vinhos brasileiros têm sido os vinhos elaborados com a uva Marselan. Desenvolvida em 1961 pelo pesquisador Paul Truel, perto da cidade francesa de Marselha, a uva é um cruzamento da Cabernet Sauvignon e da Grenache Noir. Com coloração intensa e aromas que lembram frutas vermelhas frescas e cacau, a Marselan começou a ser cultivada no Brasil a partir de 2003 e, hoje, já está presente nas principais regiões vitivinícolas do país, como Serra Gaúcha, Santa Catarina e Campanha Gaúcha, a mais nova Indicação de Procedência (I.P.) do país.

O Salton Campanha Marselan Tannat, propõe potencializar a expressão da jovialidade da Marselan, que compõe 76% do blend, complementado pela Tannat, que amadurece por 15 meses em barricas de carvalho francês. O resultado é um vinho potente e elegante, com notas de frutas negras em compota, violetas e especiarias, taninos macios e agradável persistência.

O primeiro semestre de 2021 apresentou um crescimento de 4% no abastecimento do mercado de vinhos, sendo impulsionado pela comercialização de vinhos finos brasileiros e também pelas importações, de acordo com dados da Ideal Consulting. “Nesse cenário, notamos os consumidores compreendendo cada vez mais que o vinho não precisa de uma ocasião especial e que ele pode ser a bebida do dia a dia para acompanhar refeições triviais e momentos de descontração”, afirma a Sommelière da Wine.

Neste cenário, o digital teve um papel fundamental na aproximação de consumidores e vinhos. “O Brasil forma a terceira maior base de consumidores online do mundo, segundo informações da Wine Intelligence, e com a retomada de bares, restaurantes e hotéis, a omnicanalidade torna-se ainda mais importante para atender de forma completa o consumidor onde ele estiver”, completa Marina.




Brasil bate recorde de consumo de vinho em ano de pandemia

Pesquisa revela aumento histórico de mais de 30% no consumo de vinho

O brasileiro nunca consumiu tanto vinho como neste último ano de pandemia. Em média foi consumido 2,78 litros de vinho per capita, o que representa um aumento de mais de 30%.

É o que releva um estudo divulgado pela plataforma Cupom Válido que reuniu dados do Statista, Euromonitor e Nielsen, sobre o consumo de vinho no Brasil e no mundo. O consumo total foi de 501 milhões de litros (contra 383 milhões no ano anterior), um valor nunca atingido na história. Ao considerar todos os países da América Latina, o Brasil ficou só atrás da Argentina.

Do total de 83 milhões de consumidores de vinho no Brasil, 46% tomam vinho pelo menos uma vez por semana, e 53% pelo menos uma vez por mês.

Vinhos preferidos pelos brasileiros

O vinho tinto é o preferido dos brasileiros, com 55% da preferência. O vinho branco fica em segundo lugar, com 25%. E por fim, o vinho do tipo rosé está em terceiro lugar de preferência nacional, com 20% do total.

No caso vinho tinto, o tipo preferido dos brasileiros são os da uva Malbec, originária da França e com quase 59% do plantio mundial. Em sequência seguem os tipos Cabernet Sauvignon e Merlot, respectivamente.

Para os vinhos do tipo branco, a primeira opção é a do tipo Chardonnay, mais conhecida como a “Rainha das uvas brancas”. A uva do tipo Sauvignon Blanc e Moscato, seguem na segunda e terceira posição, respectivamente.

Aproximadamente 59% dos consumidores de vinhos no país tem mais de 35 anos. Além disso, 30% dos consumidores desta bebida, utilizam os canais digitais, como portais ou lojas online para comprar vinhos.

Os brasileiros também podem são considerados consumidores abertos à novas experiências, já que mais de 70% estão dispostos a provar novos tipos vinhos, não ficando preso só a uma marca ou subtipo de uva.

Freepik

Vinhos nacionais versus importados

Segundo a pesquisa, no Brasil, 69% do total de vinho consumido é nacional, contra 31% importado. A alta do dólar foi um dos principais contribuidores pela queda no consumo de vinhos importados em comparação com o ano anterior.

Mais de 42% de todos os vinhos importados, são provenientes do Chile. Seguido por vinhos importados da Argentina e Portugal, com 16% e 15%, respectivamente.O estado brasileiro que mais importou vinho, foi a Santa Catarina, com 30% da importação total. Seguindo por São Paulo em segundo, e Espírito Santo em terceiro.

Cenário mundial do consumo de vinho

O vinho mais vendido do mundo é o da marca Barefoot, dos Estados Unidos. O segundo mais vendido é a Concha y Tore, do Chile. E a marca Gallo, também dos Estados Unidos, segue em terceira posição.

Os Estados Unidos é o país que mais consome vinho do mundo, no total são mais de 33 milhões de hectolitros por ano, ou 13% do consumo mundial. A França e Itália seguem em segunda e terceira posição, respectivamente. Levando em consideração o consumo per capita, a ordem muda, e a França segue na liderança, seguido por Portugal na segunda posição.

Confira o infográfico completo abaixo:

Borgonhas e Bordeaux, dupla imbatível para brindar no dia dos pais

Na Winetrader confira seis rótulos disponíveis destes terroirs icônicos procedentes de renomados vinhateiros das duas regiões

Difícil imaginar que existam pais que não apreciem um bom vinho. Os números de importação de vinhos estrangeiros não mentem. Só em junho, a Consultoria Ideal dá conta de um incremento de 62% nas importações de vinhos e espumantes em relação a igual período no ano passado. Boa data para endossar esta tendência é o Dia dos Pais, comemorado no próximo dia 8 de agosto, de preferência com um belo vinho à mesa. Na Winetrader, marketplace de vinhos raros há opções de grandes Borgonhas e Bordeaux, rótulos que certamente irão agradar os felizardos pais contemplados na data. Confira aqui 6 sugestões:

Vinhedos em Margaux, França

Millebuit AOC Mercurey 1er Cru 2018 (R$ 519,00) é um pinot noir elegante, envelhecido doze meses em barris de carvalho, com taninos equilibrados e final em boca bem estruturado. Prevalecem notas de framboesa e aroma, evoluindo para notas de café. As videiras extraem do solo pedregoso muito calcário com toda a complexidade que caracteriza este Mercurey 1er Cru.

O Nuit St. Georges 1er Cru Poullettes 2018, Domaine Gachot-Monot (R$ 690,40) reflete com requinte e elegância a vinha localizada nas encostas ao Sul de Nuits-Saint-Georges, Borgonha. De aromas complexos, paladar rico e concentrado, mostra evolução generosa e sedosa, taninos presentes e final longo e sinuoso. Um 1er Cru perfeito e encantador do começo ao fim.

Elegante e equilibrado, o Pavillon de Leoville Poyferre 2014, um legítimo Saint Julien (R$699,90) mostra evolução mesmo em sua juventude. Revela aromas delicados de frutas vermelhas frescas e especiarias. Uma ótima companhia para carnes vermelhas e queijos mais fortes, no almoço de domingo com os Pais.

Um dos mais clássicos exemplos dos vinhos de Margaux, cuja marca registrada são os taninos incrivelmente sedosos e polidos é o rótulo Chateau Brane Cantenac (R$ 2.599,90). Um vinho que já está pronto para ser bebido, mas que pode ser guardado por muitos anos mais e que causará grande impacto como presente.

O Chateau Ducru Beaucaillou safra 1986 é outra raridade para impressionar no Dia dos Pais (R$ 3.990,00). Um dos mais tradicionais vinhos de Saint-Julien, Ducru-Beaucaillou traz um vinho com aromas de frutas negras e cedro. Com taninos maduros, tem perfil elegante. É ícone dentre os mais importantes vinhos dessa tradicional denominação da margem esquerda de Bordeaux.

Uma grande e renomada expressão de Bordeaux, o Grand Vin de Chateau Latour safra 1999 (R$ 5.900,00) da região de Médoc, França, apresenta um bouquet refinado, recordando o perfume das violetas. É um dos melhores e mais famosos vinhos da região. As uvas usadas nos vinhos, que não são filtrados incluem Cabernet Sauvignon, Merlot e pequenas parcelas de Cabernet Franc. Um presente de tirar o fôlego.

Fonte: Winetrader

Dia dos Pais: Vinícola Góes faz parceria inédita com SuperShopping Osasco

A colaboração entre as organizações traz uma nova loja e promoções para a data

Durante três meses (desde 30 de julho) a Vinícola Góes terá uma pop up store no SuperShopping de Osasco, cidade da região Metropolitana de São Paulo. A novidade tem início com uma ação promocional para o Dia dos Pais: na compra de R$ 250,00 em produtos no Shopping, o cliente ganha uma garrafa de Tempos Cabernet Sauvignon Seco, que será retirada na loja temporária. Serão 1.500 garrafas disponíveis.

O espaço, de 42 metros quadrados, fica no segundo piso do Shopping e terá painéis ilustrados sobre a Vinícola, atendimento especializado e a venda de 20 diferentes produtos, entre eles os vinhos da linha Tempos de Góes, espumantes, suco de uva e até o lançamento mais recente, a linha Sauv, de vinhos em lata.

Presentear a figura paterna com um vinho Tempos de Góes (e também com os outros rótulos que estarão disponíveis na loja) é celebrar uma tradição de dedicação, trabalho e amor, que vem da Família Góes até a mesa de cada um de seus clientes, de pais para filhos há mais de 80 anos.

Consultor de vinhos dá dicas de como harmonizar vinho e fondue de queijo

Nada melhor do que aproveitar o friozinho para apreciar um fondue de queijo, não é mesmo? Os queijos semi-duros, como o Gruyère, são os mais tradicionais no fondue de queijo, mas existem receitas que levam queijos amarelos, como Emmental e o Estepe.

Os acompanhamentos para fondue de queijo são diversos. Os pães são os mais tradicionais, mas também há os alimentos low carb, como legumes e frutas, que ficam deliciosos nessa combinação. As carnes também são ótimos acompanhamentos que podem ser combinados com molhos, como barbecue, mostarda, maionese, ketchup e molho de alho.

Como harmonizar o fondue de queijo?

Para acompanhar o banquete, nada melhor do que escolher um bom vinho que harmonize com o fondue de queijo, para que a bebida dos deuses preserve e intensifique o sabor dos ingredientes. “Os vinhos brancos, por possuírem uma maior acidez em relação aos tintos, farão uma harmonização por contraste com a untuosidade dos queijos do Fondue. A acidez do vinho vai estimular a salivação e “limpar” o paladar da gordura do queijo, que por sua vez vai suavizar qualquer adstringência que o vinho possa ter”, explica o consultor de vinhos do Verdemar, Carlos Arruda.

O especialista indica o Catarina Branco 2014, vinho produzido pela Quinta da Bacalhôa, um grupo vitivinícola inovador, que está presente em várias regiões de Portugal e busca, na sua diversidade de rótulos, manter a cultura da vinha e do vinho de seu país. “Este belo vinho seco, produzido na Península de Setúbal, possui o contraponto perfeito para o fondue de queijo. O delicioso frescor, equilibra a cremosidade dos queijos e os ricos sabores se somam para criar um momento especial”, destaca Carlos Arruda.

Festival de Fondues Verdemar

Para oferecer opções deliciosas de fondues para seus clientes, o Verdemar está realizando o seu tradicional Festival de Fondue. A temporada traz uma seleção especial de marcas de fondues de queijo e chocolate, com rótulos nacionais e importados. Além disso, na Adega Verdemar os clientes podem conferir com os sommeliers da rede dicas de vinhos para harmonizar com os pratos.

As marcas de fondues e vinhos selecionados estão disponíveis em todas as lojas do Verdemar. Acompanhe as novidades da rede de supermercados pelo Instagram e pelo Facebook.

Wine ensina como escolher o vinho ideal para cada sabor de pizza

Paula Daidone, Sommelière da marca, dá dicas de harmonização para a data

Hoje é comemorado o Dia Mundial da Pizza. Este tradicional prato da culinária italiana faz parte do dia a dia do brasileiro e possibilita uma larga escolha de bebidas para acompanhá-lo. Uma das mais pedidas é o vinho.

Para celebrar a data, a especialista Paula Daidone, Sommelière da Wine, maior clube de assinatura de vinhos do mundo, ensina como escolher o vinho ideal para cada sabor de pizza. “A primeira dica para fazer essa harmonização é considerar dois fatores: o estilo da pizza e a cobertura”, explica Paula.

Pizzas com embutidos

Foto: Rebecca HumannPixabay

Para pizzas como calabresa, lombinho ou peperoni, a melhor opção é um vinho com sabor mais intenso e tânico, para limpar a gordura oriunda da proteína animal. Vinhos das uvas Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Tempranillo e Touriga Nacional vão muito bem. Cuidado apenas com a pimenta. Caso seja muito forte, escolha um vinho com baixo teor alcoólico, pois o álcool intensifica o ardido da pimenta.

Pizzas com queijo

Foto: nan nan/Pixabay

Pizzas que têm queijo como ingrediente principal, como margherita, mussarela e quatro queijos, precisam de um vinho com mais acidez, para limpar a gordura, e aromático, para neutralizar o aroma do queijo. Se o vinho tiver textura untuosa, melhor ainda. Boas opções são: Torrontés, Alvarinho, Chardonnay e espumantes brut ou nature.
“Essa é uma harmonização um pouco polêmica, pois a sugestão trivial é um tinto, principalmente o Chianti. Mas precisamos nos atentar ao molho, pois os taninos do vinho tinto tendem a acentuar ainda mais a acidez dele e criar um sabor desagradável ao paladar. Além disso, o ingrediente principal desse tipo de pizza é o queijo e o vinho tinto não é o mais indicado para acompanhar o laticínio derretido, pois ele tem uma gordura alta que precisa de acidez e frescor para neutralizar o paladar. Características que encontramos no vinho Branco. É importante lembrar que são sugestões técnicas, mas a decisão final tem que ser feita de acordo com o gosto de cada um”, explica a sommelière da Wine.

Pizza com proteína branca

Foto: Aedrozda/Pixabay

Pizzas que levam proteínas brancas, como frango e peixe, combinam com vinho branco mais estruturado ou um rosé. Pizza de frango com catupiry, por exemplo, harmoniza com Chardonnay; pizza de atum vai bem com um rosé de cor mais escura e pizza de aliche com Alvarinho. Pizzas com verduras podem ser acompanhadas de brancos aromáticos, como pizza de rúcula com um Chenin Blanc ou de palmito com Sauvignon Blanc. E as de legumes ou cogumelos podem transitar entre branco e tinto. Por exemplo, berinjela e cogumelo vão muito bem com Pinot Noir.

Pizza doce

Foto: Henrique Gomez Gomez/Pixabay


Pizza doce também pode e deve ser acompanhada por um vinho. Os espumantes doces e os vinhos de sobremesa são perfeitos para essas receitas. Combine um vinho do Porto com uma pizza de chocolate; um colheita tardia com pizza de chocolate branco, e um espumante moscatel com uma pizza de banana e leite condensado. Mas se a ideia é inovar, prove harmonizar a pizza doce com um vinho tranquilo. Tente um Merlot para acompanhar uma pizza com chocolate ao leite, Riesling para a de chocolate branco e Chardonnay com as de frutas. É uma experiência surpreendente.

Vinho para rodízio de Pizza
O vinho ideal para o rodízio de pizza é o espumante. Esse tipo de vinho é considerado coringa. Ou seja, combina com uma grande variedade de ingredientes. E o rodízio de pizza é exatamente isso: pizzas dos mais diversos sabores, servidas ao mesmo tempo. Para o rodízio de pizza o vinho precisa ter acidez alta, para deixar o paladar limpo a cada gole; ser leve, pois será uma refeição pesada; e ter um sabor neutro, para não ser mais um brigando pela atenção. Espumante brut ou nature são os que melhor se adequam a essa situação. Preferencialmente os elaborados pelo método Charmat, pois são mais frescos e leves.

Confira rótulos da Wine que harmonizam com algumas das pizzas mais pedidas:

Pizza de calabresa que combina com vinho tinto Cabernet Sauvignon
A Wine indica o vinho Root:1 Reserva Maipo Valley Cabernet Sauvignon 2017.

Pizza de quatro queijos que combina com Espumante Brut
A Wine indica o Espumante Partridge Stars Brut.

Pizza de frango com Catupiry que combina com vinho branco Chardonnay
A Wine indica o vinho Partridge Flying Chardonnay 2020.

Pizza de chocolate que combina com vinho do Porto
A Wine indica o vinho Porto Burmester 10 years Old Tawny.

Para conhecer outros rótulos que harmonizam com as pizzas acima, clique aqui.

Curta o fim de semana em casa harmonizando filmes e séries com grandes vinhos

Campanha “Avant Première de Inverno” da importadora sugere uma nova forma de degustar a TV, os vinhos e o frio. Para este fim de semana, destaca duas sugestões do catálogo: o filme “Dor e Glória”, de Almodóvar, e a série “This is Us”, que teve sua última temporada confirmada para 2022

O frio vem chegando e as previsões deste fim de semana mostram que um programinha em casa, além de ajudar no isolamento para a prevenção do coronavírus, será uma opção que pede um conforto. Por isso, a Zahil destacou um filme e uma série de seu catálogo “Avant Première de Inverno” como dica para maratonar na companhia de bons vinhos que harmonizam bem com o clima e com os títulos sugeridos.

As escolhas para esta semana foram o filme “Dor e Glória”, um filme autobiográfico de Pedro Almodóvar com Antonio Banderas, e a série “This is Us”, que acaba de ter sua sexta e última temporada confirmada para 2022. Conheça os outros filmes da campanha Avant Première de Inverno clicando aqui.

Dor e Glória


Impossível não se emocionar com este filme autobiográfico de Pedro Almodóvar, que abre sua vida em um dos momentos mais sensíveis de sua carreira. A atuação de Antonio Banderas é impecável e o jogo de luz e cores nas cenas enfatizam o drama que o personagem vive.


Harmoniza bem com: La Rioja Alta – Viña Alberdi Tinto Reserva 2015
Almodóvar é um dos maiores nomes do cinema espanhol e somente um clássico da Rioja pode se equiparar a este gênio. Tanto o filme como o vinho são complexos e profundos, e se complementam em uma harmonização perfeita. 15% OFF até 31/julho ou término do estoque.

This is Us

sucessos da atualidade, This is Us conta de maneira muito própria a história da família Pearson e como a vida do casal Jack e Rebecca muda depois da chegada de seus trigêmeos. Uma série cheia de delicadezas, sensibilidade e drama. Prepare os lenços antes de começar sua maratona.


Harmoniza bem com: rótulos da linha Bodegas Salentein Reserve
Uma história aparentemente simples, mas que se desenvolve e fica cada vez mais complexa e brilhante, precisa de muito mais do que só um vinho para harmonizar. Por isso, a Zahil escolheu os rótulos Bodega Salentein Reserve, uma linha de grande sucesso assim como This is Us, disponíveis em blend ou nas uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Malbec. 15% OFF até 31/julho ou término do estoque.

As dicas e sugestões de harmonização, além de todo o catálogo, são uma curadoria de Bianca Veratti DipWSET, Diretora de Comunicação e primeira mulher do Brasil a alcançar o título de especialista em vinhos pelo Wine & Spirits Education Trust; Bruno Chauchioli, especialista WSET3 e pós-graduado em administração e negócios do vinho; e Rodrigo Volponi, Diretor de Marketing e Mestre em Comunicação pela Cásper Líbero.

Preços especiais para ninguém ficar de fora da sessão enogastronômica

Além dos títulos recomendados estarem disponíveis em serviços de streaming, no Brasil, os vinhos recomendados nas harmonizações terão preços especiais na Zahil, que oferece descontos de 15%.

Contudo, além dessas duas dicas para o fim de semana, é importante lembrar que o catálogo “Avant Première de Inverno” da Zahil conta com 15 longa metragens e seis séries entre clássicos e grandes sucessos da atualidade escolhidos com muito cuidado, afinal, a intenção é que o vinho ressalte o melhor dessas produções e elas também destaquem o melhor do vinho.

“Avant Première de Inverno” da Zahil: conheça a Carta de Harmonização de Filmes & Vinhos completa clicando aqui.

Zahil
Showroom: Rua Bandeira Paulista, 726 – Térreo do Ed. The Flag – São Paulo/SP.
Atendimento por telefone: 11 3071-2900
Atendimento por Whatsapp: 11 94393-3971