Arquivo da categoria: yoga

Yoga para iniciantes: um guia para começar agora

Alívio da ansiedade, ganho de força, melhora na flexibilidade e equilíbrio. Esses são só alguns dos benefícios que o Yoga pode proporcionar.

Assim como tudo na vida, começar a praticar Yoga pode parecer um bicho de sete cabeças, não é? São tantas posturas e tantos nomes difíceis, que parece que a prática é tão complexa quanto, mas relaxe. De acordo com Priscilla Leite, maior professora de Yoga online do Brasil “basta enxergar o yoga como uma busca para toda a vida, em que você terá bastante tempo para aprender e inicialmente foque em algumas posturas essenciais, de modo que você se sinta cada dia mais confortável com a prática” – pontua.  

A maneira mais fácil de começar a praticar o yoga é por meio das posturas mais simples. A professora chama a atenção: “Todo mundo já foi um iniciante que começou tropeçando em sua primeira aula de yoga ou errando uma postura aqui e ali, isso é completamente normal, e se o aluno continuar, em algumas semanas verá a sua evolução na prática”.

E para não fazer ninguém fazer mais perder tempo, a yogini listou cinco posturas básicas de yoga para iniciantes, confira:

1 – POSTURA DA CRIANÇA:

Uma imagem contendo pessoa, ao ar livre, mulher, meninaDescrição gerada automaticamente

A postura da criança é ideal para aqueles que precisam desacelerar e relaxar após um dia cansativo. Simples de ser realizada, ela ajuda a fortalecer o sistema imunológico, sistema nervoso e parassimpático.

Veja como fazer: sente-se sobre os seus joelhos e os separe em uma distância maior que a dos quadris. Devagar caminhe o corpo para frente até encostar a testa no tapete. Relaxe profundamente e se conecte com sua respiração. Fique nesta posição por alguns segundos e sinta os benefícios do seu corpo relaxado.

2 – POSTURA DA CRESCENTE

Uma imagem contendo ao ar livre, edifício, homem, mulherDescrição gerada automaticamente

Essa postura auxilia no fortalecimento dos glúteos e dos quadríceps, dando aos quadris um bom alongamento. Além disso, essa asana também ajuda a abrir os ombros, pulmões e peitos, alongando-os. E, por fim, ela também tem como benefício melhorar o equilíbrio corporal, aumentar a capacidade de concentração e até mesmo aliviar dores no nervo ciático. 

Veja como fazer: em pé, leve o joelho esquerdo em direção ao peito e depois deslize-o para trás, é importante que o joelho direito não passe do calcanhar direito. Inspire e levante o torso. Em seguida, levante os braços acima da cabeça, com as palmas das mãos voltadas uma para a outra. Expire, você poderá sentir um alongamento na região frontal das pernas e nos quadris. Mantenha a postura por alguns segundos. E depois, repita a postura com a perna esquerda para frente.

3- POSTURA DA GUERREIRO II

Uma imagem contendo pessoa, mulher, homem, em péDescrição gerada automaticamente

A postura do Guerreio II é forte como indica o próprio nome; a prática desenvolve firmeza, estabilidade e determinação. Essa asana fortalece as pernas, ajuda no alinhamento da coluna, alivia dores na lombar e ajuda no aumento da capacidade pulmonar por meio da expansão do tórax, e acompanhada de um mudra pode ajudar no aumento da concentração. 

A asana na imagem acima se refere a Postura do Guerreiro 2 em conjunto com o mudra gyanmudra que tem como objetivo reduzir a tensão e aumentar o nível de concentração. Essa postura é muito calmante e espiritualmente desperta.

Veja como fazer: em pé, abra as pernas e deixe os pés bem firmes sobre o chão, o peso do corpo deve ser bem distribuído pelos dois pés. Depois, leve o joelho direito para frente flexionando-o sem deixar passar do calcanhar e abra as mãos com a coluna ereta. Leve as palmas das mãos para cima e junte o seu dedo indicador com o polegar como mostra na imagem. Foque a atenção no dedo médio a sua frente. Mantenha a respiração profunda, soltando os ombros e relaxando os pontos de tensão do corpo e depois faça o outro lado.

4- POSTURA DO CACHORRO OLHANDO PARA BAIXO

Uma imagem contendo ao ar livre, pessoa, mulher, vestindoDescrição gerada automaticamente

A famosa postura do Cachorro olhando para baixo auxilia o sistema nervoso, a circulação sanguínea e ainda aumenta a nossa imunidade. Além de ajudar a fortalecer os braços e ombros.

Veja como praticar: fique em pé, incline-se para frente, eleve os glúteos para cima e para trás até encostar a palma da mão no chão, a perna pode ficar reta ou flexionada (dependendo da sua flexibilidade – o importante é nunca ultrapassar o limite do seu corpo). 

5- SAVASANA

Uma imagem contendo no interior, pessoa, mesa, mulherDescrição gerada automaticamente

Essa postura é poderosa e traz diversos benefícios para quem a pratica, como produzir grande relaxamento para o corpo curando os transtornos causados pelo excesso de tensão, reduz terapeuticamente o risco de arritmia cardíaca, de ataque cardíaco, de pressão alta e colesterol e tem um efeito excelente contra a fadiga física e mental, acalmando as ondas cerebrais e estimulando a endorfina, serotonina e melatonina, hormônios que atuam no bem-estar e rejuvenescimento corporal. 

Veja como fazer: deitada em um tapete de yoga, edredom ou até mesmo no chão comece se espreguiçando como se estivesse acabado de acordar. Feche os olhos se preferir e inale e exale profundamente. Solte cada tensão do seu corpo e deixe-o ficar pesado em direção a terra, se permitindo relaxar e aproveitar esses minutos consigo mesmo sem expectativas e julgamentos. Coloque as mãos sob o coração e preste atenção à sua respiração. 

Se você ainda se sente um pouco insegura para fazer ioga, a professora preparou uma aula especialmente para os iniciantes, clique aqui e assista.

Fonte: Priscilla Leite é percussora do Yoga online e gratuito no Brasil, criadora do maior canal de Yoga no país. Oferece semanalmente conteúdo exclusivo, humanizado, inteligente e criativo no Canal Pri Leite Yoga, no Youtube e na Plataforma Yoga.Co. Com formação em VinyasaFlow, Hatha Yoga e Yoga para gestantes, suas aulas são desenvolvidas de acordo com as necessidades e feedback da comunidade. Amante da natureza e engajada em acessibilizar a prática do yoga, suas aulas são divididas em categorias e podem ser praticadas em qualquer lugar, por pessoas de todas as idades, com ou sem experiência.

Yoga hormonal: o que é e como funciona?

Por: Caroline Schwab

A yoga hormonal é uma forma energética de yoga em combinação com exercícios de energia tibetana. Destina-se a prevenir e neutralizar os sintomas da menopausa, mas também pode ajudar com outras formas de desequilíbrios hormonais.

A série de exercícios da yoga hormonal é composta de asanas (posturas) que atuam diretamente nas glândulas e órgãos produtores de hormônios femininos, como os ovários e a tireoide.

Os exercícios de respiração e a subsequente orientação energética às glândulas hormonais reforçam esse efeito.

Para que você possa entender mais sobre a yoga hormonal e como ela funciona, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Confira!

De onde vem a yoga hormonal?

A brasileira Dinah Rodrigues (nascida em 1927) desenvolveu a yoga hormonal. Ela é uma filósofa e psicóloga qualificada e pratica e ensina yoga há mais de 40 anos.

Graças à prática intensiva de hatha yoga, ela conseguiu superar a menopausa sem sintomas e, subsequentemente, desenvolveu a yoga hormonal em 1992.

Em 1993, ela conduziu um estudo para comprovar cientificamente os efeitos da yoga hormonal nos sintomas de desequilíbrio hormonal.

O estudo mostrou que essa terapia pode aumentar os níveis de hormônio em até 200% por meio da prática regular. Partes do estudo e estudos de caso podem ser encontradas em seu livro “Hormon-Yoga”.

Como funciona a yoga hormonal?

Pexels

A yoga hormonal funciona por meio de uma combinação inteligente de asanas, ou seja, posturas, respiração e gerenciamento de energia. Esta combinação muito especial e muito eficaz distingue claramente a yoga hormonal de outros estilos de ioga.

Essa terapia é baseada na orientação do Prana – a energia vital que flui pelo nosso corpo. Os exercícios hormonais de yoga ativam o prana e usam a visualização para direcioná-lo às glândulas hormonais, como a tireoide, as suprarrenais e os ovários.

Para este propósito, a respiração Ujjayi é praticada em asanas selecionados. A combinação de asanas e respiração ajuda a ativar a prana rapidamente e, ao mesmo tempo, a massagear e estimular as glândulas hormonais relevantes.

Os chamados bandhas, bloqueios corporais, são ajustados de forma que a energia liberada permaneça no corpo. Além disso, é usada uma forma tibetana de controle de energia, com a qual o prana é enviado especificamente para as áreas desejadas do corpo.

Como o estresse é muito prejudicial à produção dos hormônios femininos estrogênio e progesterona, os exercícios de relaxamento também são uma parte importante de qualquer prática de yoga hormonal.

Essa terapia hormonal é um sistema holístico e, além da produção de hormônios, tem um efeito positivo no metabolismo, no sistema imunológico e na circulação.

A longo prazo, o aumento da produção de hormônios também pode prevenir doenças como a osteoporose ou doenças cardiovasculares.

De fato, com a yoga hormonal, encontramos uma combinação de diferentes técnicas de diferentes tradições. Essa combinação é o que torna a yoga hormonal tão eficaz. A adição de técnicas de relaxamento e exercícios de meditação completam o sistema perfeitamente.

Quais são os benefícios?

Foto: Jenia Nebolsina/Pixabay

De fato, há uma grande variedade de motivações que levam as mulheres à essa terapia. As mulheres jovens muitas vezes fazem a yoga hormonal com o obejtivo de que a prática as ajude a engravidar ou para amenizar problemas menstruais ou de ciclo.

A yoga hormonal é adequada para muitas mulheres. Você pode recomendá-la para (quase) todas as mulheres a partir dos 35 anos, já que a produção natural de hormônios começa a diminuir.

Essa terapia é um caminho de exercício holístico e seu efeito é direcionado a diferentes níveis. Ela nos apoia tanto física quanto mentalmente, combinando exercícios corporais e respiratórios com técnicas de relaxamento e elementos meditativos.

Isso, por sua vez, é particularmente importante para as mulheres de hoje que desejam combinar família e trabalhar bem – senão perfeitamente -, já que nosso sistema hormonal é suscetível ao estresse, o que é particularmente perceptível em nossos tempos acelerados.

Yoga hormonal e menopausa

Pexels

Dinah Rodrigues desenvolveu a yoga hormonal para que as mulheres possam se preparar preventivamente para a menopausa e aliviar com eficácia os sintomas da menopausa de forma natural.

A menopausa significa o fim da menstruação e da reprodução, pois os ovários cessam gradualmente a sua atividade durante esta fase. A produção de hormônios femininos, como o estrogênio, diminui e os níveis hormonais caem.

A deficiência hormonal traz uma série de sintomas de intensidade variável em um nível físico e psicológico. Durante esta fase, as mulheres sofrem de sintomas físicos como queda de cabelo, dores de cabeça, fogacho, problemas nas articulações ou pele seca.

A queda dos hormônios também pode se manifestar no nível emocional, podendo causar desequilíbrios emocionais, inquietação, apatia geral e, em alguns casos, até depressão.

Por muito tempo, os médicos compensaram a queda do estrogênio tomando hormônios artificiais. A terapia de reposição hormonal, por um lado, não funciona para muitas mulheres e, por outro lado, muitas vezes tem efeitos colaterais prejudiciais, como um aumento do risco de câncer de mama ou trombose.

Não apenas antes, mas também durante a menopausa, a yoga hormonal pode ajudar a controlar as queixas físicas relacionadas aos hormônios.

Já aos 35 anos de idade, o nível de estrogênio nas mulheres começa a diminuir lentamente. Portanto, as mulheres podem se beneficiar com essa terapia nessa idade.

Gostou de saber mais sobre a yoga hormonal? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Fonte: Blog Evi Brasil