Rinite alérgica, asma e bronquite alérgica: entenda como minimizar os sintomas

Com o outono presente e a proximidade do inverno, quem sofre com as alergias respiratórias já sabe: em breve, vêm aí a temporada de espirros, coceiras no nariz e até falta de ar. Se muita gente convive com os sintomas das alergias respiratórias, poucos sabem fazer a distinção entre rinite alérgica, asma e bronquite alérgica. A alergologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Yara Mello, soluciona essa dúvida de forma rápida e explica: todas são reflexo da mesma doença.

Segundo a médica, a rinite alérgica e a asma, também conhecida como bronquite alérgica, são a manifestações da mesma doença e na grande maioria das vezes, são causadas por um quadro de Alergia Respiratória, diante de substâncias que ficam suspensas no ar, como os ácaros, epitélio de animais e polens, classificadas como aeroalérgenos.

“Algumas pessoas nascem com uma predisposição genética para desenvolver as alergias respiratórias e após o contato com os aeroalérgenos, desenvolvem anticorpos específicos responsáveis pela reação alérgica. Portanto, após a sensibilização, toda vez que tiver contato com os aeroalérgenos, terá uma reação inflamatória na mucosa do trato respiratório- que vai desde o nariz até o pulmão”, explica Yara Mello.

É a inflamação o elemento que causa os sintomas. Os mais comuns no caso da rinite alérgica são os espirros em sequência, coceira, coriza e obstrução nasal. No caso da asma, há crises de tosse, chiadeira e falta de ar – o que, nos casos mais graves, pode até mesmo levar à morte.

Para evitar isso, é importante que haja um tratamento adequado, além de um diagnóstico preciso. “Outras doenças como resfriado, sinusite e até mesmo refluxo gastroesofágico podem desencadear sintomas semelhantes às alergias respiratórias. Por isso, o ideal é escutar o paciente, realizar o exame físico e os testes alérgicos – que são rápidos e precisos”, complementa.

Com o diagnóstico fechado, o tratamento deve enfrentar tanto a causa do quadro quanto seus sintomas. De acordo com a especialista, para lidar com o agente causador da alergia só há duas maneiras: a imunoterapia, conhecida como vacina, e o controle do ambiente, que consiste em evitar o contato com as substâncias que causam a inflamação. Já para os momentos de crise, os antialérgicos, broncodilatadores, podem ser indicados pelo médico para cessar os incômodos sintomas.

“Geralmente esses medicamentos agem bloqueando a histamina, uma das principais substâncias liberadas na reação alérgica. De forma rápida e segura, eles interrompem os sinais da rinite alérgica principalmente. Mas é sempre importante reforçar que é preciso realizar acompanhamento médico e que o uso dos medicamentos deve ocorrer após indicação de um profissional”, conclui.

Fonte: Hospital Edmundo Vasconcelos

5 formas diferentes de preparar ovos

Se você também adora comer ovos, mas está cansado de prepará-los sempre da mesma forma, vou te dar uma mãozinha e te ensinar a prepará-los de 5 diferentes maneiras. Confira!

O ovo tem ótimas quantidades de vitamina A, vitamina E e vitaminas do complexo B, além de minerais, como selênio, zinco, cálcio e fósforo. Com isso, ele oferece benefícios para a saúde, como, prevenção da diabetes e de doenças cardiovasculares, bem como diminuição do risco de osteoporose.

Por ter boas quantidades de antioxidantes, os ovos ajudam na prevenção do envelhecimento precoce. Além disso, por ser rico em proteínas, o ovo também ajuda na produção de músculos, favorecendo o ganho de massa muscular.

E como você prefere consumir seus ovos? Confira:

Ovo cozido

Stocksy

Talvez este seja o jeito mais fácil, porém é preciso dominar o tempo, já que alguns minutos a mais ou a menos podem mudar radicalmente o resultado. Basta colocar o ovo numa panela com espaço suficiente e com água cobrindo por alguns centímetros. Leve para ferver em fogo médio. Assim que a água ferver, comece a contar o tempo.

Confira o tempo de cozimento após o início da fervura:
3 minutos: ovo quente com a clara e gema moles
5 minutos: ovo mole com a clara cozida e gema mole
7 minutos: clara cozida e parte da gema cozida
8 minutos: ovo cozido com toda a gema cozida
10 minutos: ovo cozido duro

Ovo frito

Um clássico, principalmente se vier em cima de um suculento bife e acompanhado de batatas fritas. Seu preparo também é bem simples.

Ingredientes
1 ovo
Azeite a gosto
Sal
Pimenta a gosto

Modo de preparo
Leve uma frigideira antiaderente ao fogo baixo e regue com um fio de azeite. Coloque o ovo na frigideira. Tempere com sal e pimenta e deixe fritar por 3 minutos, sem virá-lo, até que a clara esteja cozida, mas a gema ainda mole.

Ovos mexidos

Cookidoo

Os ovos mexidos são a melhor alternativa quando se está com fome e nenhuma imaginação. Perfeito no lanche depois da academia, no café da manhã ou quando se chega cansado em casa depois do trabalho.

Ingredientes
4 ovos batidos
1 colher de sopa de manteiga
Sal
50ml de leite

Modo de preparo
Bata os ovos e tempere com o sal e adicione o leite. Em uma frigideira, derreta a manteiga e coloque a mistura por cima. Deixe em fogo baixo e mexa até ficar uma mistura cremosa.
Servir em seguida.

Ovo mollet

Foto: Continente feed


Este modo de preparo é um pouco mais elaborado. Nesta receita, que é tradicionalíssima francesa, empanamos um ovo cozido para ser frito em imersão. Eu nem preciso falar que fica divino, não é mesmo?

Ingredientes
2 ovos cozidos com gema mole
1/2 xícara farinha de trigo
1 ovo batido temperado com sal
1/2 xícara de farinha panko ou farinha de rosca

Modo de preparo
Cozinhar os ovos por 7 minutos, já que o ideal é deixar a gema mole. Jogar na água fria e descascá-los. Passar no ovo batido e depois empanar na farinha panko ou de rosca. Fritar em óleo quente até dourar.

Omelete

Food52

A omelete também é sinônimo de prato fácil e versátil. Ele salva muita gente na hora da fome e pode ser feito de muitas maneiras. E aqui, ensinamos a versão básica com presunto e queijo.

Ingredientes
2 ovos
1 pitada de sal
1 fatia de presunto
2 fatias de queijo
Tempero verde a gosto

Modo de preparo
Bata os 2 ovos numa tigela. Coloque-os na frigideira já untada com óleo, acrescente o sal, o presunto picado em quadradinhos e as duas fatias de queijo. Coloque os temperos a gosto. Espere ficar firme e fritadinha, e vire a omelete. Sirva a seguir.

E para mais dicas e informações sobre gastronomia, acompanhe o Instagram @achefemcasa! Você vai gostar e ficar com água na boca!

Novo menu do Terraço Itália aposta em receitas clássicas com sutis toques contemporâneos

Massas, risotos, sopas e pratos que aquecem os paladares integram as novidades do menu outono-inverno do tradicional restaurante italiano

A mesa de outono e inverno no Terraço Itália vem cheia de novidades da cozinha toscana do chef Pasquale Mancini, que caprichou na escolha de entradas, principais e sobremesas, inspirando-se em diferentes regiões italianas, mas com forte sotaque toscano nas receitas e preparos deste novo menu. Os pratos chegam em generosas e belas apresentações, apostando em ingredientes seletos e importados. A ideia é valorizar as receitas tradicionais italianas em interpretações contemporâneas de Pasquale Mancini, que aliás foi o chef escolhido para cuidar da cozinha do Papa Francisco quando ele visitou o Brasil.

Para começar, uma vistosa Insalate di Tonno com patate aromatizatte alle erbe ( Salada de atum com batatas aromatizadas com ervas finas, R$ 88). O camarão é um dos ingredientes carros-chefe e está presente em várias pratos, como no Gamberoni alla crema di pomodoro fresco e risoto di zafferano ( Camarão ao molho de tomate fresco ao risoto de açafrão,R$ 188), no Gamberoni com cuore di Palma in salsa di menta (Camarão com palmito pupunha desfiado em salsa de hortelã, R$ 91), no Ravioli di Zucca ai gamberi e mandorle ( Massa fresca recheada com abóbora com molho de camarão e amêndoas, R$ 151), como também no Risoto al nero di sépia, crema di burrata e gamberi ( Arroz italiano com tinha de lula, creme de burrata e camarão, R$ 174)

Para os dias mais frios, a clássica Minestrone de verdure com crocante di parmigiano (Minestrone de legumes com crocante de parmesão, R$ 89) e o Crema di asparagi con pancetta crocante (creme de aspargos com pancetta crocante, R$ 94) aquecem as noites do clássico restaurante italiano. Massas chegam à mesa em apresentações caprichadas, como o Spaghetti a la Carbonara (Massa seca à Carbonara, R$ 142) e o Mezzelune di taleggio in crema di noci (Massa fresca recheada com queijo taleggio e nozes, R$ 142). Já no capítulo dos risotos, destaque para o clássico alla gorgonzola, R$ 148, e o vistoso Risoto al Salmone Fresco al Profumo di Prosecco com Pistacchi (Arroz italiano com salmão fresco ao molho de Prosecco, com Pistache, R$ 165). Quem prefere pratos à base de carne, o Brasato ripieno de verdure com polenta alla grillia(Brasato de filé mignon recheado com legumes e acompanhado de polenta, R$ 162), é uma boa pedida.

Três novas sobremesas fazem a alegria dos amantes de doces com a medida certa de açúcar, muito comum na Europa e na Itália, principalmente, de modo a não eclipsar outros ingredientes, caso do Sablé con crema all’essenza di limone, cioccolato bianco e gelato al pistacchio (Sablé com creme ao perfume de limão, chocolate branco e sorvete de pistache, R$47), do Crema al caffé, goccia di cioccolato e crocante (Creme ao Café, gotas de chocolate e crocante, R$ 47) e da Spuma al pistacchio com biscoto al cacao e gelato di gianduia (Mousse de Pistache com biscoito e cacau e sorvete de gianduia, R$ 47).

Terraço Itália: Avenida Ipiranga n°344 – 41° e 42° – Centro – São Paulo – SP

Pele negra necessita de cuidados diferenciados no dia a dia

Entenda que hidratar e proteger o manto lipídico é essencial para manter a pele bonita, saudável e diminui os riscos de problemas comuns a pele negra

O skincare corporal tem tomado força e o mercado está se empenhando para oferecer mais opções para as diferentes necessidades. Porém, ainda é menor a oferta de produtos nas prateleiras quando o assunto são especificidades da pele negra, mas isso deve ficar para trás em breve graças a iniciativas como a da Raavi Dermocosméticos, empresa brasileira que elaborou um hidratante corporal para pele negra com um blend exclusivo para a rotina de cuidados com esse tipo de pele.

Formulado para atender as necessidades da pele negra que possui características diferenciadas, como a necessidade adicional na hidratação e na proteção do manto lipídico, o novo hidratante da Raavi restaura o brilho natural e aparência radiante, pois é enriquecido com Manteiga de Karité e Manteiga de Cacau, ativos super nutritivos que regeneram a barreira cutânea, reduzindo a aparência de ressecamento e aspereza da pele seca.

Hidrata sem pesar e tem rápida absorção. O produto é vegano, não testado em animais, livre de corantes, parabenos e petrolatos. Fórmula com 92% de ingredientes naturais.

Ativos: óleo de girassol, amêndoas doces, alantoína, manteiga de karité, manteiga de cacau.

As diferenças entre pele negra e não negra que se destacam:

-A quantidade maior produzida de melanina e de diferentes tons de marrom (eumelanina), enquanto a pele não negra/mais clara produz uma concentração maior de feomelanina com tons mais amarelados e alaranjados é a diferença mais evidente. E vale citar aqui que é justamente essa diferença que aumenta os riscos de manchas na pele negra.
-A camada córnea da pele negra é mais espessa. Localizada na epiderme, que é a camada mais superficial da pele, a camada córnea é a primeira de três outras camadas (sendo a segunda a camada lúcida e a última a camada granulosa) e tem cerca de 30 estratos de células achatadas e mortas, que com a queratinização transforma os queratinócitos em células córneas, achatadas e secas responsáveis por deixar a pele mais impermeável e protegida. Na pele negra ocorrem mais dessas camadas, o que faz a faz mais resistente a perda também ao recebimento de água.
-A maior espessura da camada córnea manifesta na pele negra a propensão do aspecto ressecado na pele do corpo, acompanhada de outra característica citada a seguir.
-As glândulas sebáceas são maiores e mais ativas em peles negras. Por outro lado, a quantidade de glândulas na pele do corpo é menor que no pescoço pra cima, por esse motivo, é comum a pele do rosto ser oleosa e a do corpo ser mais ressecada em pessoas negras.
-A pele negra é mais sensível. A maior concentração e produção de colágeno da pele negra a torna mais propensa a cicatrização irregular, queloides e cicatrizes hipertróficas, problemas mais comuns.
-A derme é mais produtora de colágeno, elastina e ácido hialurônico, itens cobiçados quando os assuntos são retardar o envelhecimento e o embelezamento da pele. Por outro lado, essa derme é também mais sensível a perda de ácidos graxos e óleos que têm o papel de proteger a superfície da pele e que na pele negra a faz precisar de umectação externa para evitar irritações, manchas e inflamações oportunistas.

São características da pele negra que sempre devem ser levadas em consideração na escolha de produtos usados diariamente ou naqueles usados e indicados por profissionais. Obviamente que, ainda assim, existem as individualidades, sobretudo em um país com traço forte para a miscigenação.

Como cuidar da pele negra

Existem hábitos que deveriam fazer parte da rotina de cuidados com a pele, sendo ela negra ou não negra. Veja algumas dicas valiosas que colaboram para os cuidados da pele negra do corpo:
-Optar pela água morna na hora do banho, e caso seja realmente indiscutível a necessidade de uma ducha quente, que seja breve;
-Usar sabonetes contendo ingredientes hidratantes e menor concentração de agentes detergentes;
-Esfoliar a pele do corpo pelo menos uma vez por semana, escolhendo produtos com microesferas delicadas, menos abrasivos e enriquecidos com vitaminas;
-Optar por hidratantes enriquecidos com ativos umectantes, hidratantes e protetores da epiderme, e que consequentemente beneficia a derme, específicas da pele negra.

Nesse último ponto destacam-se os componentes presentes na fórmula do Hidratante Pele Negra da Raavi Dermocosméticos, uma vez que, com o blend de ativos contendo as manteigas de Karité e Cacau, Amêndoas doces, Óleo de girassol e Alantoína a proteção da barreira cutânea e a reposição da hidratação perdida naturalmente pela pele.

Hidratante Pele Negra Raavi – 200g Preço sugerido: R$ 19,90

Informações: Raavi Dermocosméticos / Vendas: Loja Bioclean/Raavi

Momil Alimentos lança nova receita de produtos em versão 100% natural e sem transgênicos

Indústria, que tem sede em Gaspar (SC) e é voltada à produção de polentas congeladas além de linha seca com farinhas de milho, renova receitas e investe em produtos de fórmula vegana. Estratégia comercial também inclui mudanças nas embalagens dos produtos

Promover mudanças em uma empresa alimentícia que tem 95 anos de trajetória não é das tarefas mais fáceis – mas quando o processo está bem alinhado e as questões de saúde do consumidor falam mais alto, as transformações acabam sendo um marco positivo e promovem um salto de qualidade em todos os sentidos. É esse caminho que vem trilhando a Momil Alimentos, indústria sediada em Gaspar (SC), especializada na produção de polentas congeladas e farinhas de milho.

Agora, as polentas congeladas e a linha seca de farinhas de milho Momil são 100% naturais, consideradas veganas. Não possuem conservantes, nem glúten, nem colesterol, além de não carregarem em sua composição matéria-prima transgênica. “Percebemos a necessidade de fazer essas alterações na fórmula dos nossos produtos para dar mais segurança à saúde do consumidor. Queremos levar à mesa do consumidor polentas e farinhas de milho com ainda mais qualidade, saborosos e que não lhe causem danos a longo prazo”, comenta Edemar Ênio Wieser, diretor da indústria.

O crescimento do mercado de produtos saudáveis no Brasil também foi determinante na decisão da indústria em produzir produtos livres de aditivos químicos. Uma pesquisa da Euromonitor International (empresa de pesquisa de mercado) aponta que, entre 2015 e 2020, o setor de alimentos e bebidas saudáveis cresceu 33% no país, que ocupa a sétima colocação do mercado mundial deste segmento. “O estudo também indica um crescimento de mais 27% deste mercado até 2025. Ou seja, é importante seguirmos essa tendência, até porque o consumidor percebeu o quanto a alimentação saudável pode estar aliada à praticidade, com ganhos para sua qualidade de vida”, destaca Edemar.

Mudança por dentro, mudanças por fora

Além da mudança na fórmula dos produtos, outra marca dessa nova fase da Momil são as embalagens. A linha seca de farinhas ganha um pacote que facilita a exposição dos produtos nos pontos de venda. “A proposta é que as embalagens fiquem nas gôndolas na posição vertical, de forma que a visualização das farinhas de milho fique mais ao alcance do consumidor”, explica o diretor da Momil. Outra mudança é o destaque para os selos das novas receitas.

“As informações da nova fórmula estão bem evidentes. O indicativo de produto 100% natural ficou realçado na embalagem, além dos ícones que informam a receita vegana, livre de conservantes e todos os demais atributos que fazem do nosso produto uma opção saudável para a mesa do brasileiro”, esclarece Edemar.

Informações: Momil Alimentos

7 dicas para economizar nas compras de mercado

Essas e outras sugestões podem ser encontradas no e-book do programa Viver Bem, da Sodexo Benefícios e Incentivos, disponível para download gratuito

Com o avanço da inflação, manter o armário e a geladeira abastecidos com alimentos saudáveis e nutritivos tem se tornado um desafio diário para o trabalhador brasileiro que precisa agora, mais do que nunca, equilibrar seu orçamento doméstico. Mas como manter uma rotina alimentar saudável sem gastar muito? Muitas dessas respostas estão em técnicas de reaproveitamento e não desperdício de alimentos que podem ser encontradas no e-book Congelamento de Alimentos do Viver Bem, programa da Sodexo Benefícios e Incentivos, que promove ações de nutrição, saúde, bem-estar e qualidade de vida.

“Um exemplo muito comum de desperdício e que muitas vezes nem nos damos conta é aquela verdura que fica esquecida na gaveta da geladeira. Alimentos in natura como esses têm prazo de validade curto. Mas com algumas técnicas, eles podem ter seu prazo de vida estendido. E aquele dinheiro que você iria gastar com a reposição desse alimento pode ser disponibilizado para outro item”, conta Soraia Batista, nutricionista da Sodexo Benefícios e Incentivos e responsável pelo Viver Bem.

Nessa hora em que é preciso economizar, o benefício do cartão alimentação concedido pelas empresas aos seus colaboradores se torna também um grande aliado do orçamento, já que garante ao trabalhador acesso a uma alimentação de qualidade sem a necessidade do comprometimento de renda.

“É possível utilizar esse benefício para adquirir produtos de gêneros alimentícios em supermecados, açougues e mercearias”, conclui Soraia, destacando ainda dados da pesquisa O Futuro da Vida no Trabalho da Sodexo realizada em parceria com a Harris Intercative os quais mostram que em uma eventual troca de emprego, cerca de 16% dos profissionais consideram como mais importante, além de salário, cargo, responsabilidades e tempo de deslocamento, a oferta de benefícios, como seguro de saúde, creche, vale-alimentação e refeição.

Confira as dicas:

Cuidado com prazo de validade!
-Coloque na frente da geladeira os alimentos com prazo de validade mais curto, e tente mantê-los visíveis para ter acesso rápido durante o preparo, assim evita o vencimento dos produtos antes mesmo de consumi-los;
-Opte por legumes com maior durabilidade como: aipo, cebola, batata, batata doce, inhame, cenoura, abóbora e brócolis;

Congele e conserve os alimentos
-Com a rotina mais intensa, é fundamental planejar um momento para preparar e congelar diversos produtos que poderão ser consumidos ao longo do tempo. As práticas de congelamento facilitam o dia a dia, e garante a conservação dos nutrientes, reduzindo o desperdício;
-Frango, carne bovina e peixes congelados são ideais para planejamento do cardápio;
-Molhos de tomate fresco na geladeira tem a durabilidade de até 3 dias e congelado 30 dias;
-Feijão e leguminosas podem ser cozidos e congelados em porções familiares ou individuais.

Pxfuel

Aproveite ao máximo os alimentos
-Utilizar cascas, talos e sementes podem garantir receitas diferentes, evitando o desperdício;
-Após servir as refeições, os alimentos que estão na panela precisam ser armazenados em potes fechados na geladeira;
-Não lave as frutas antes de colocar na fruteira. Somente antes do consumo;
Ovos frescos devem ser armazenados em recipientes com tampa sob refrigeração.

Utilize a técnica do branqueamento
-A técnica consiste em colocar esses alimentos em água fervente para depois mergulhá-los imediatamente na água fria pelo mesmo período dando um choque térmico e evitando que os alimentos cozinhem demais;
-Após essa etapa, os legumes e verduras estarão prontos para serem acondicionados em potes herméticos ou sacos plásticos próprios para comida para serem congelados;

Organização nas compras
-Organize-se para ir às compras no máximo uma vez por semana e em horário de menor movimento.

Faça uma lista de compras
-Sair de casa com objetivos específicos facilitam e muito as compras no mercado. Os itens organizados em listas podem ajudar a focar em alimentos mais saudáveis.

Faça compras on-line
-Não precisa se deslocar para fazer as compras no mercado. Diversos aplicativos disponibilizam o serviço de forma on-line, o que acaba por trazer facilidades para o dia a dia na economia de tempo e evita aglomerações.

Para ter acesso às dicas na íntegra, baixe o arquivo do e-book neste link.

Fonte: Sodexo

“Não dá mais para esperar. Cuide-se. O câncer não ficou em quarentena”, alerta campanha da SBCO

Com conteúdo qualificado nas mídias sociais e site oficial e ações ao longo do ano, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica mapeia os principais estudos do Brasil e do mundo sobre o impacto da pandemia no diagnóstico e tratamento do câncer e, com linguagem acessível e didática, alerta sobre prevenção e necessidade de retomada dos exames de rastreamento para redução dos casos, das descobertas em fase avançada e mortes por câncer

Antes da pandemia, o câncer já gerava preocupação em todo o mundo por conta de gargalos no diagnóstico, com altas taxas de tumores avançados até mesmo para tipos de câncer que possuem exames de rastreamento como mamografia, colonoscopia e Papanicolau. Além da descoberta tardia, que aumenta a complexidade do tratamento e custos e reduz as chances de cura, havia também a perspectiva do exponencial aumento da incidência da doença em duas décadas. Quando Covid-19 ainda não era pauta mundial, a projeção da Organização Mundial da Saúde (OMS) era de 19,3 milhões de casos em 2020 e um salto de 64,1% em 20 anos, ou seja, atingindo a marca de 30 milhões de novos casos em 2040 (1).

Paralelamente, no Brasil eram esperados que entre 2020 e 2022 houvesse cerca de 625 mil novos casos de câncer por ano (2). Considerando uma média de 60% de aumento em duas décadas, chegaríamos à alarmante marca de 1 milhão de novos casos/ano em 2040 no país. Com a chegada da Covid-19, o câncer não deixou de existir. Pior que isso, a doença evoluiu em agressividade, pois houve uma drástica redução de exames e visitas /revisões com médicos e especialistas que poderiam diagnosticá-la precocemente. Diante deste cenário, com a proposta de conscientizar a população sobre a importância do cuidado com a saúde, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) lança a campanha Não dá para esperar. Cuide-se. O câncer não ficou de quarentena.

O cirurgião oncológico e presidente da SBCO, Héber Salvador, explica que a ação será um movimento permanente. “Vamos desenvolver inúmeras ações com o propósito de conscientizar a população a estar atenta aos sinais do corpo, aos exames indicados para sua faixa etária e, aos pacientes oncológicos, que não negligenciem o tratamento. Será um movimento permanente, que irá abraçar as demais campanhas que já são tradicionais ao abordar tipos específicos de câncer, como o Julho Verde, Agosto Branco, Setembro Lilás, Outubro Rosa, Novembro Azul e Dezembro Laranja. Além disso, temos também a tradicional Ação Nacional de Combate ao Câncer da SBCO também em novembro”, detalha Héber Salvador.

O impacto mundial da pandemia no câncer em números – A OMS, que havia projetado um aumento superior a 60% na carga de câncer em todo o mundo até 2040, alertou para o catastrófico impacto da pandemia nos últimos dois anos no diagnóstico de novos casos de câncer. Os dados apontam que durante os meses iniciais da pandemia, o diagnóstico de tumores invasivos caiu 44% na Bélgica; assim como na Itália, os exames colorretais diminuíram 46% entre 2019 e 2020, enquanto na Espanha o número de cânceres diagnosticados em 2020 foi 34% menor do que o esperado (3).

Em sua Pesquisa Global Pulse, a OMS indicou que no último trimestre de 2021 houve uma interrupção no cuidado do câncer (exames de rastreamento e tratamento) de 5% a 50% em todos os países do mundo. Esta situação (embora tenha melhorado desde o primeiro trimestre de 2021 – quando os serviços foram interrompidos em mais de 50% em 44% dos países e entre 5% a 50% no restante) refletirá negativamente por alguns anos. Estudo publicado na revista científica JAMA (Journal of The American Medical Association) evidenciou que a Holanda observou uma queda de até 40% na incidência semanal de câncer e o Reino Unido teve redução de 75% nos encaminhamentos por suspeita de câncer. Estes dados foram obtidos a partir dos registros de janeiro a abril de 2019 comparados com os mesmos meses de 2020 pela Quest Diagnostics, líder mundial em medicina diagnóstica. Foram identificadas quedas significativas nas neoplasias malignas, benignas, in situ e de comportamento não especificado (5).

Outro estudo, assinado por pesquisadores do Sidney Kimmel Cancer Center, da Filadélfia, nos Estados Unidos e do National Health Service (NHS), do Reino Unido, mostra redução de 89,2% no rastreamento de câncer de mama e de 85,5% dos exames de investigação de câncer colorretal. Os dados foram obtidos a partir dos registros de 278 mil pacientes, dentre eles mais de 20 mil do período de covid-19. A pesquisa foi publicada no JCO Clinical Cancer Informatics, revista científica da American Society of Clinical Oncology (ASCO).

Recente

Publicado em abril de 2022 na revista científica The American Surgeon – um estudo de coorte retrospectivo, que investigou o impacto da pandemia na triagem, diagnóstico e taxas de mortalidade das cinco principais causas de morte por câncer (pulmão/brônquios, cólon/reto, pâncreas, mama e próstata) mostra que as triagens diminuíram 24,98% para câncer colorretal e 16,01% para câncer de mama de 2019 a 2020. A mesma revista, também em abril, trouxe um estudo que mostrou redução de mamografias de rastreamento em 44% e de 21% de redução de mamografias de diagnóstico.

Os números do impacto no Brasil

O impacto da Covid-19 no controle do câncer no Brasil começou a ser quantificado já no início da pandemia. Nos primeiros quatro meses (março a junho de 2020) sete entre dez cirurgias oncológicas não foram realizadas, aponta a SBCO. Paralelamente, levantamento da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) mostrou que ao menos 70 mil brasileiros deixaram de receber o diagnóstico de câncer no mesmo período.

Outro levantamento feito pela SBCO, junto ao banco de dados do Datasus, aponta que ao menos 148 mil colonoscopias deixaram de ser realizados no Sistema Único de Saúde nos últimos dois anos. O sistema registra a realização de 347.098 colonoscopias em 2019. Em 2020, quando houve medidas mais restritivas para contenção da disseminação do SarsCov-2, o que incluiu o fechamento de serviços de colonoscopia, foram realizados 241.329 exames (redução de 30,4% no ano passado). Em 2021, foi registrada uma retomada na procura pelo exame, porém, observou-se ainda uma significativa redução (304.004 colonoscopias, um volume 12,4% menor em relação a 2019).

Outros números do país

=Redução de 47% na realização de mamografias no SUS de janeiro a julho de 2020 quando comparado ao mesmo período de 2019 – INCA.
=Redução de 46,3% dos diagnósticos de câncer colorretal (intestino grosso e reto) de janeiro a julho de 2020 quando comparado ao mesmo período de 2019 – SBCO e A.C.Camargo Cancer Center.
=61% dos serviços de Radioterapia tiveram mais de 20% de redução do movimento, sendo que 15% viram o número cair em mais de 50%. – Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT).

No Brasil, a média de deslocamento para um procedimento de Radioterapia é de 76 quilômetros. Por sua vez, a desigualdade de acesso escancara uma distância média que varia de 33 km no estado de São Paulo a 1605,5 km, que é a distância média que precisa ser percorrida por um paciente que reside em Roraima, estado que não possui qualquer serviço de Radioterapia. No Acre, que também não conta com Radioterapia, a distância ao serviço mais próximo é de 1487,3 km – Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT).

O reflexo na cirurgia oncológica

Até 2040, a demanda por cirurgias relacionadas ao câncer deve aumentar 52%, chegando a 13,8 milhões de procedimentos nos próximos 20 anos. Para dar conta desse cenário, estima-se que quase 200 mil cirurgiões e 87 mil anestesistas adicionais sejam necessários para cumprir o desafio. Além disso, também será preciso melhorar sistemas de saúde para evitar mortes decorrentes de complicações pós-operatórias. Estas previsões foram publicadas na revista científica The Lancet.

O impacto já é percebido na cirurgia oncológica no Brasil, pois os pacientes estão chegando com tumores maiores e mais agressivos, o que exige procedimentos mais extensos e qualificação profissional. Embora o panorama esteja melhorando, por conta da queda dos números da pandemia e avanço da imunização contra Covid-19, é missão da SBCO trabalhar pela retomada dos cuidados e exames periódicos e que a população tenha, em dia, a sua mamografia, toque retal, colonoscopia, dentre outros exames de rastreamento, assim como os meninos e meninas vacinados contra o vírus HPV.

Com a campanha 360º, que envolve conteúdo multimídia e qualificado nas mídias digitais e ações externas com a população, a campanha, além de conscientizar a população, visa engajar os mais de 1400 cirurgiões oncológicos membros da SBCO. Paralelamente, é essencial também a atuação multiprofissional. “Precisamos lutar pela maior oferta do ensino de Oncologia em todas as faculdades de Medicina do país e que esta disciplina também figure na grade curricular de outras áreas de saúde, essenciais para o cuidado multidisciplinar do paciente oncológico, como Fonoaudiologia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Enfermagem, dentre outras. Os médicos e os demais profissionais da saúde precisam aprender a pensar oncologicamente. Com isso, a população será mais bem assistida por eles em todas as etapas, da prevenção à reabilitação pós-tratamento”, vislumbra Héber Salvador.

Fonte: SBCO

Água Doce Sabores do Brasil lança combinações focadas no outono e inverno

Consumidores podem degustar de diferentes opções de combos que são destinados ao delivery

Para entrar no clima de outono e inverno, com os dias mais frios se aproximando, a Água Doce Sabores do Brasil lança opções de combos, pratos, caldos, sobremesas e coquetéis para essa época do ano focado no delivery. A lista para esse ano conta com 15 itens e duas opções de combinações para agradar os paladares de todos os clientes. Com 80 restaurantes em sete estados brasileiros, a marca é referência em gastronomia brasileira e oferece aos consumidores porções e receitas fartas para toda família. O cardápio destinado aos meses mais gelados será implementado em locais que já esperam a chegada do frio. Dessa forma, o cliente deverá entrar em contato com a unidade mais próxima para verificar a disponibilidade dos itens.

Na seção de pratos, o cardápio deste ano conta a receita de Mignon ao Molho de Queijo, com bastante cremosidade e com o sabor acentuado da carne; o tradicional Feijão Tropeiro, prato típico de Minas Gerais e região Sudeste; e com a Parmegiana Água Doce, um prato que leva de frango e queijo. Já os combos são divididos em duas opções: o combo Inverno em Campos do Jordão composto por Iscas de Frango, Salada Refrescante e a Carne de Sol cremosa, com queijo gratinado por cima e o combo Inverno em Monte Verde, que leva Bolinhos de Carne de Sol, Salada Refrescante e o Filé Divino, filé mignon suíno coberto com molho branco e mussarela gratinada.

Tradicionais durante o Inverno, os caldos também fazem parte do Festival de Inverno da Água Doce. Os clientes podem optar pelas versões de Feijão à Mineira, Palmito, Verde, Mandioquinha e Mandioca com Carne de Sol. Para os coquetéis, a marca traz para o cardápio ingredientes que combinam bem com essa época do ano, como o chocolate, o mel e a canela.

O coquetel Canela é composto por conhaque, canela e leite; Petrópolis conta com whisky, gengibre e mel; Monte Verde com whisky, café e creme de leite; o drinque Campos do Jordão é criado com conhaque, chocolate e leite; o coquetel Holambra conta com conhaque, licor de cacau e creme de leite e o Choco-Lamour, formado por whisky, leite e chocolate.

Sem deixar a sobremesa de fora, o cardápio de outono e inverno oferece aos consumidores Minichurros de Doce de Leite.

“As estações do ano e o clima mais frio é a oportunidade perfeita para adaptarmos o cardápio da marca de forma temática. Esse tipo de ação aproxima ainda mais o consumidor e traz opções ideais para manter o conforto, além da praticidade de consumir os pratos e drinques em casa. Além disso, o cardápio permite ao franqueado aumentar o tíquete médio, já que oferece combos, receitas exclusivas, drinques e caldos, que são perfeitos para montar uma refeição saborosa, de qualidade e variedade. Sempre buscamos oferecer ao cliente opções diversificadas e combinadas com as estações do ano ou datas comemorativas. Dessa forma, a Água Doce se faz presente tanto nos restaurantes de forma presencial, como na residência dos clientes, sem perder o sabor característico dos pratos da marca”, finaliza o diretor de franquias da rede, Julio Bertolucci.

Informações: Água Doce

Cabelegria retorna ao Santana Parque Shopping para doações de perucas e cortes de cabelo

Objetivo da ação é transformar a vida de pessoas que passaram por tratamentos de câncer ou outras doenças

No dia 14 de maio, o Santana Parque Shopping recebe mais uma vez o Banco de Peruca Móvel da ONG Cabelegria. A ação acontece das 11h às 19h, na entrada principal do empreendimento.

O projeto, que retorna ao shopping a cada dois meses, tem como principal objetivo transformar a doação de cabelos em perucas para serem distribuídas às pessoas que passaram por tratamentos de câncer ou que foram diagnosticadas com outras doenças que causam queda de cabelo.

“É sempre muito gratificante poder ser um ponto de apoio da Cabelegria e ver quantas pessoas se solidarizam com as doações, assim como a alegria no rosto de todas aquelas que recebem uma peruca. Em cada ação esperamos transformar um número maior de vidas”, afirma Rodrigo Rufino, gerente de marketing do Santana Parque Shopping.

Os interessados em abraçar a causa podem realizar cortes de cabelos gratuitamente no local. Não existem restrições para doação, todos os tipos de cabelos com no mínimo 15cm são aceitos, podendo ser natural, com química ou tintura. Além disso, quem doar terá isenção no preço do estacionamento.

Cabelegria no Santana Parque Shopping
Quando: Dia 14 de maio
Horário: 11h às 19h
Local: Entrada principal do Santana Parque Shopping
Endereço: Rua Conselheiro Moreira de Barros, 2780 – Santana – SP
Mais informações: site ou pelo telefone: (11) 2238-3002 ou WhatsApp: (11) 96588-3226.

Maquiagens com alta tecnologia de skincare são as grandes promessas de um rosto jovem

Confira 3 dicas de produtos que trazem proteção diária

Com tantas ocupações e preocupações, esquecer dos cuidados com a pele que é exposta ao sol e ao frio do outono é um fato. A falta desse planejamento diário acaba acelerando o aparecimento das rugas, tão indesejadas por mulheres e homens.

Em dias mais ousados, é claro que dá para investir em makes criativas e coloridas, mas sempre aliadas com produtos de skincare. Max é um dos maquiadores mais procurados no Fil Hair & Experience, no RJ e que já maquiou celebridades como Gisele Bundchen, dá dicas especiais para makes com cuidados extras:

“Depois de higienizar a pele usar a base Even Better Clinical da (Clinique) que combina ácido hialurônico, salicílico e outros ativos antioxidantes em uma textura bem leve. O resultado promete uma pele hidratada e a redução de manchas com o uso contínuo”;

“Para os lábios, minha escolha é o Liquid Lips (Herrera Beauty) em acabamento cintilante, – mas existe na versão cremosa também sua fórmula enriquecida com esqualano vegetal, mix de óleos e vitamina E. O resultado são lábios ultra-hidratados e protegidos do envelhecimento precoce. Uso também o Liquid Lips nas maçãs do rosto como blush”;

“Para os olhos, a máscara de cílios Super Up (Niina Secrets para Eudora) promete até 13 vezes mais curvatura aos fios e efeito antioxidante. Como se não bastasse, ainda estimula a produção de colágeno”;

Mas, para alcançar um resultado de uma beleza reluzente e natural não basta tratar do rosto uma vez ou outra, deve haver cuidados e uso contínuo dos produtos para qualquer ocasião no dia a dia.

Para finalizar, vale lembrar da importância do bloqueador solar que contém vitamina C, afinal, os raios ultravioleta não se limitam apenas aos dias ensolarados.