Arquivo da tag: 2gether

Aprenda a identificar cinco doenças que se manifestam pela boca

Muitos sintomas comuns do dia a dia podem indicar problemas maiores

Muita gente não sabe, mas a nossa boca, assim como nossos olhos, é um grande indicador de como vai a saúde. Por vezes, aftas, feridas que não cicatrizam, mudanças no paladar ou até o mau hálito, podem indicar que há um problema mais sério acontecendo em nosso organismo.

A Odontologia Integrativa, que reúne novos conceitos com as Práticas Integrativas e Complementares, busca fazer essa conexão e visualizar as doenças bucais de forma mais profunda, com visão interdisciplinar. Para simplificar, ela enxerga nossa boca como um reflexo do que ocorre em nosso corpo e mente.

A especialista na prática, Rosely Cordon, nos ensina a quais sintomas devemos nos atentar para identificar 5 dessas doenças.

1. Anemia

Pixabay

A anemia acontece em nosso organismo decorrente da falta de alguma substância essencial para o funcionamento, como o ferro ou a vitamina B12. Apesar de os sintomas mais comuns serem a fadiga, falta de ar ou palidez, ela também pode se manifestar em nossa língua. As papilas podem diminuir ou desaparecer, deixando-a com um aspecto liso. Por causa disso, o paciente pode também perder o senso do paladar.

2. Diabetes


O nível desequilibrado de insulina e glicemia no sangue pode causar sintomas bucais como mau hálito, boca seca e um aumento nos casos de cárie. Tais condições de saúde bucal são a porta de entrada para infecções, que interferem diretamente no aumento da glicemia.

3. Câncer Bucal

iStock

Esse tipo de câncer, em seus primeiros estágios, pode se assemelhar com aftas comuns. Para tirar a dúvida, a dica é esperar de uma semana à no máximo 10 dias, tempo em que aftas normalmente cicatrizam. Se depois desse período elas não sumirem, deve-se consultar o odontologista. Também é importante observar se estas feridas surgiram após a colocação de alguma prótese e neste caso, buscar ajuda do profissional o mais rápido possível, pois pode indicar uma má adaptação.

4. Leucemias


As leucemias, um tipo de câncer sanguíneo, podem causar uma gengivite. Mas antes de se preocupar, primeiro deve-se checar as outras causas possíveis, como a limpeza incorreta dos dentes, tabagismo ou até a gravidez. Caso ela persista apesar do tratamento básico, pode ser indicativo de um problema mais grave.

5. Imunossupressão

Pinterest

A redução da eficiência do sistema imunológico pode levar ao desenvolvimento de muitos problemas orais, como aftas, herpes e até a candidíase bucal, caracterizada por placas esbranquiçadas no interior da boca, mais conhecidas como ‘sapinho’. Também nos deixa mais vulneráveis ao coronavírus, que tem como um de seus primeiros sintomas a perda do paladar. O enfraquecimento desse sistema pode ocorrer por diversos motivos, como falta de vitamina D ou uma doença autoimune, como a artrite reumatoide, lúpus ou o HIV. Neste momento de pandemia, é sempre bom estar atento ao nosso sistema imunológico, importantíssimo para nos defender de qualquer doença.

Rosely Cordon é cirurgiã dentista é pós-graduada em Bases da Medicina Integrativa pelo Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, pesquisadora Mapas de Evidências Clinicas e de conteúdo para Vitrine de Conhecimento- Rede MTCI das Américas, BIREME, BVC, OPAS 2020. Projetos: Portal Todos pela Odontologia e Sorrir Muda Tudo. Canes Quality Treinamento Vivenciais. 

 

abrigitte combina vinho rosé e toranja de lichia

Recém-chegada no Rio de Janeiro, a abrigitte já conquistou os cariocas e prepara expansão para o resto do país. Bebida francesa composta por uma sofisticada combinação de vinho rosé e aroma natural de toranja de lichia, é leve e refrescante, com tonalidade clara e coloração cristalina, perfeita para o consumo com duas pedras de gelo e ótima para drinques.

A abrigitte nasceu no sul da França, desenvolvida na região de Languedoc Roussillon, em Montpellier, uma das áreas mais importantes de vinícolas francesas, em 2013. Já em 2016 desembarcou no Rio para preencher um espaço que faltava nas cartas de vinhos da cidade. abrigitte tem em sua composição 75% de vinho rosé e 25% de aromas naturais extraídos de frutas frescas.

abrigitte

Com fermentação tradicional a frio, seu teor alcoólico é de 8,5% vol. A garrafa transparente de 750 ml traz o selo de qualidade Sud de France. “A leveza é um dos grandes diferenciais de abrigitte. Acreditamos que por conta disso ela venha conquistando tanto os cariocas, pois combina com o clima e lifestyle”, completa Leonardo Pazzini, o sócio carioca da 2gether group, detentora da marca no Brasil e EUA. A empresa ainda é comandada pelos franceses Laetitia Castaldo e Maxime Georges.

Hoje abrigitte já pode ser encontrada em diversos pontos do Rio de Janeiro, como, por exemplo, nos badalados Stuzzi, Yndú Lounge, Vendita e Deli Gil Delicatessen, no Leblon, Montenegro Carnes Especiais, em Ipanema, La Suite, no Joá, Skipper, Leblon e Barra da Tijuca, e em breve nos principais quiosques da Orla Rio. Em Búzios, no Silk Beach Club, Insólito Boutique, Brava Club e Casas Brancas Hotel, entre outros.

Com estilo típico dos rosés do Sul da França, abrigitte completa o paladar equilibrado, leve, com boa acidez e notas frutadas. “Se adéqua facilmente à gastronomia tropical e é perfeitamente harmonizada com peixes, frutos do mar, saladas, grelhados e culinária japonesa”, conta Laetitia, em português, pois escolheu o Rio para morar e já está íntima da língua.

abrigitte_garrafa_Divulgaçao

Para o próximo ano, o plano de negócios da 2gether group é expandir a venda da bebida em outros estados do Brasil e, em seguida, investir no comércio dos Estados Unidos.

Informações: abrigitte