Arquivo da tag: abacate

Versátil: veja como utilizar o abacate em suas receitas

Confira abaixo quatro opções de receitas para utilizar o fruto no seu dia a dia, aliando sabor, textura e bom custo-benefício.

Quer aproveitar o café da manhã ou o lanche da tarde com uma receita clássica, fácil e sem abrir mão daquele sabor? Com a Vitamina de Abacate é possível. Seu preparo leva 10 minutos e utiliza pouquíssimos ingredientes. Receita de Marcelo Resende.

Ingredientes
• meio abacate pequeno maduro
• 1 folha pequena de couve
• 2 colheres (sopa) de Leite Molico em Pó
• 1 colher (chá) de mel

Modo de preparo
Em um liquidificador, bata todos os ingredientes com 1 xícara (chá) de água até ficar homogêneo. Sirva.

O abacate pode estar entre os ingredientes curinga que dão um toque diferenciado na salada do dia a dia. É o que ocorre na Salada de batata-doce rústica, frango grelhado, feijão branco e molho de abacate. Receita de Iara Venanzi.

Ingredientes

Batata-doce:
• 2 batatas-doces com casca, em cubos
• 2 colheres (sopa) de azeite
• 1 colher (chá) de sal
• 1 colher (sopa) de alecrim fresco

Molho de Abacate:
• meio abacate
• 2 colheres (sopa) de azeite
• 1 stick de Maggi Meu Segredo

Montagem:
• 600 g de filé de frango grelhado, em tiras finas
• 10 rabanetes cortados em 4
• 1 xícara (chá) de feijão branco cozido
• meia cebola roxa em fatias finas

Modo de preparo

Batata-doce:
Em uma assadeira, coloque as batatas com o azeite, sal e o alecrim. Cubra com papel-alumínio e leve para assar em forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos. Retire o papel-alumínio, e volte ao forno por mais 20 minutos, virando na metade do tempo, ou até as batatas estarem macias e douradas. Reserve.

Molho de Abacate:
Em um liquidificador, bata bem todos os ingredientes com 3 colheres (sopa) de água. Reserve.

Montagem:
Em um recipiente de servir, arrume todos os ingredientes. Sirva acompanhado do molho de abacate.

Dica:
Decore com fatias de abacate e alecrim.

Quer inovar no preparo do hambúrguer? Aposte na inclusão do abacate e invista no Hambúrguer Caseiro com Toque Mexicano. É prático, saboroso e, sem dúvidas, irá surpreender seus amigos e familiares. Receita de Marcelo Resende.

Ingredientes

Hambúrguer:
• meio quilo de acém moído
• meio quilo de alcatra moída
• 1 envelope de Maggi Creme de Cebola

Guacamole:
• 1 abacate pequeno picado
• meia cebola roxa picada
• 2 tomates , sem sementes, picados
• 1 stick de Maggi Meu Segredo
• 2 colheres (sopa) de azeite
• suco de 1 limão
• meia pimenta dedo-de-moça , sem sementes, picada
• 2 colheres (sopa) de coentro picado

Montagem:
• 16 minipães de hambúrguer
• 1 xícara (chá) de nachos

Modo de preparo

Hambúrguer:
Em um recipiente, coloque as carnes moídas com o Maggi Creme de Cebola e 2 colheres (sopa) de água. Misture muito bem para temperar por igual. Modele 16 hambúrgueres médios (cerca de 6 cm de diâmetro) e grelhe-os em uma frigideira antiaderente untada levemente com óleo. Reserve aquecido.

Guacamole:
Em um recipiente, misture todos os ingredientes. Reserve.

Montagem:
Corte os minipães ao meio, coloque o Hambúrguer, um pouco de Guacamole e os nachos. Sirva.

Precisa fazer aquela sobremesa rápida e que garanta elogios? Aposte no Creme de Abacate.
Receita de Marcelo Resende.

Ingredientes
• 2 abacates grandes
• 3 colheres (sopa) de suco de limão
• 5 colheres (sopa) de açúcar
• 1 lata de Nestlé Creme de Leite

Modo de preparo
Em um liquidificador, bata todos os ingredientes até obter um creme homogêneo. Sirva a seguir.

Fonte: Receitas Nestlé

Alimentos antienvelhecimento para mulheres 40+

A beleza vem de dentro, quem nunca ouviu isso? A conexão entre nutrição e beleza da pele, ou melhor, o efeito da nutrição no envelhecimento da pele, tem sido um campo de pesquisa ao longo dos últimos anos. O envelhecimento cutâneo consiste em dois processos, intrínseco e extrínseco. A prevenção é a forma mais eficaz de combater os efeitos do tempo na saúde da pele, e a melhor estratégia de autocuidados é incluir um estilo de vida estruturado com ingestão alimentar de qualidade, com boas quantidades de antioxidantes, alimentos anti-inflamatórios, boas fontes de proteínas, vitaminais e minerais essenciais e gorduras saudáveis.

Neste sentido alguns nutrientes são fundamentais, confira com a nutricionista Adriana Stavro:

Foto: ImageParty/Pixabay

Brócolis – os cuidados com a pele não incluem apenas brilho, mas também sua imunidade. Uma vez que o brócolis é uma fonte de antioxidantes e nutrientes como a vitamina C e minerais como cobre e zinco, o brócolis ajuda a manter a pele saudável. Isso significa que também protege a pele contra infecções, além de manter o brilho natural. Além disso a Vit C auxilia na produção de colágeno, tornando a pele mais jovem. Os brócolis contêm uma substância chamada glucorafanina que é convertida em sulforafano, auxiliando na reparação da pele, tornando-a mais saudável. Assim, comer brócolis renova sua pele mais rapidamente, e dá à sua tez um belo brilho natural.

Fruchthandel_Magazin/Pixabay

Sementes de romã – é uma das frutas mais saudáveis. Sua atividade antioxidante parece ser ainda maior do que a do chá verde. Além disso são ricos em vitamina C, que protegem nosso corpo dos danos dos radicais livres, e ajudam a reduzir os níveis de inflamação. Essas frutas contêm um composto chamado punicalaginas, um antioxidante que pode ajudar a preservar o colágeno da pele, retardando os sinais de envelhecimento. Eles também ajudam a proteger a pele dos danos do sol. Além do mais, os pesquisadores sugerem que diferentes partes da romã podem trabalhar juntas para reparar a pele danificada, e aumentar a produção de colágeno.

Silverstylus/Pixabay

Abacate – são ricos em ácidos graxos, que combatem a inflamação e promovem uma pele macia e flexível. Eles também contêm uma variedade de nutrientes essenciais que podem prevenir o envelhecimento, incluindo vitaminas K, C, E e A, complexo B e potássio. O alto teor de vitamina A nos abacates pode ajudar a eliminar as células mortas, deixando uma pele linda e brilhante. Seu teor de carotenoides também pode ajudar a bloquear as toxinas e os danos dos raios solares, e ajudar a proteger contra o câncer de pele. Além disso, os abacates contêm compostos únicos chamados álcoois graxos poli hidroxilados. Eles podem combater a inflamação, proteger a pele do sol, e ajudar a reparar o DNA danificado. Seu alto teor de gordura monoinsaturada, e os antioxidantes luteína e zeaxantina, fornecem proteção adicional à pele e ao DNA.

Shutterstock

Agrião – atua como um antisséptico interno, aumentando a circulação e distribuição de minerais a todas as células, resultando em maior oxigenação da pele. Rico em antioxidantes, o agrião neutraliza os radicais livres prejudiciais, reduzindo as linhas de expressão, as rugas finas. Os isotiocianatos do agrião também podem prevenir o câncer de pele. Esses compostos interferem nas células malignas, e restauram a função celular normal.

Manfred Richter/Pixabay

Pimentão vermelho – os pimentões vermelhos são ricos em antioxidantes chamados carotenoides, além de vitamina C, que ajuda na produção de colágeno. Os carotenoides são pigmentos vegetais responsáveis pelas cores vermelha, amarela, e laranja em muitas frutas e vegetais. Eles têm uma variedade de propriedades anti-inflamatórias, e pode ajudar a proteger a pele da luz solar, poluição e toxinas ambientais.

Foto: S. Hermann & F. Richter/Pixabay

Mirtilos – são ricos em vitaminas A, C e antocianina. Estes antioxidantes combatem os radicais livres da exposição ao sol, estresse e poluição, moderando a resposta inflamatória, e prevenindo a perda de colágeno, que podem causar danos à pele ao longo do tempo, e acelerar o processo de envelhecimento. Os mirtilos também contêm quantidades significativas de zinco e ferro, ambos elementos amigos da pele.

Mamão – rico em vitaminas A, C, K, E e complexo B, cálcio, potássio, magnésio e fósforo. Fonte de antioxidantes, ajuda a combater os radicais livres, retardar os sinais de envelhecimento, reduz as rugas e linhas de expressão, diminui a acne, (principalmente em adolescente) e melasmas.

Foto: Clara Sander/Pixabay

Espinafre – um super-hidratante cheio de antioxidantes, que ajudam a oxigenar e reabastecer o corpo todo. Também é rico em: vitaminas A, C, E, K, magnésio, ferro heme e luteína. O alto teor de vitamina C desta folha verde, aumenta a produção de colágeno para manter a pele firme. A vitamina A promove cabelos fortes e brilhantes, enquanto a vitamina K ajuda reduzir a inflamação nas células.

Foto: Clara Sander/Pixabay

Amêndoas – são ótima fonte de vitamina E, que ajudam a reparar o tecido da pele, reter a umidade e proteger dos raios UV. As amêndoas contém ácidos graxos ômega-3, um anti-inflamatório que ajuda a fortalecer as membranas celulares da pele contra danos dos raios solares, e dão à pele um brilho preservando sua barreira natural. Além disso, fornecem fibras, gorduras essenciais e proteínas. Elas são responsáveis por deixar a cútis macia e flexível, além de dar-lhe um brilho natural e com aparência mais lisa. Portanto, se você ainda não adicionou essas amêndoas em sua alimentação, faça logo para obter uma pele naturalmente brilhante e saudável.

Foto: Atul Prajapati/Pixabay

Temperos e especiarias – as especiarias fazem mais que apenas adicionar sabor à comida. Eles contêm vários compostos que podem ter efeitos benéficos para a saúde. Pesquisas sugerem que algumas especiarias podem até mesmo ajudar a sua pele a parecer mais jovem. É o caso da canela, que demonstrou aumentar a produção de colágeno, e aumentou a firmeza e elasticidade da pele. Além disso, o gengibre contém gingerol. Este composto tem efeitos anti-inflamatórios que podem ajudar a prevenir as manchas senis, que se desenvolvem devido à exposição ao sol.

Foto: Ivabalk/Pixabay

Batata doce – a cor laranja da batata-doce vem de um antioxidante chamado betacaroteno, que é convertido em vitamina A, e pode ajudar a restaurar a elasticidade da pele, promover a renovação das células mortas, e contribuir para uma pele macia e com aparência saudável. A batata doce também é rica em vitamina C e vitamina E, ambas muito importantes para manter a pele saudável, brilhante e flexível. A vitamina C ajuda a aumentar o colágeno, que fortalece a pele. Os antioxidantes presentes na batata-doce também são responsáveis pelo brilho natural da pele. O tubérculo também é uma fonte rica em antocianinas que ajudam a prevenir manchas escuras, mantendo a atividade dos radicais livres sob controle.

Adriana Stavro é nutricionista funcional e fitoterapeuta. Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein – Mestranda do Nascimento a Adolescência pelo Centro Universitário São Camilo.

Estudo aponta que ingestão diária de abacate pode combater colesterol ruim

Estudo realizado por pesquisadores americanos, publicado na revista Journal of Nutrition, constata benefício antioxidante do abacate em indivíduos obesos, quando ingerido corretamente na dieta.

O abacate promove diversos benefícios à saúde, se usado corretamente na dieta alimentícia; a hidratação da pele e a melhora da circulação sanguínea, por exemplo, são alguns deles. Segundo estudo publicado em setembro de 2019, pela revista americana Journal of Nutrition, pesquisadores descobriram outra vantagem em relação à ingestão regular da fruta: a redução do colesterol LDL (popularmente conhecido como “colesterol ruim”), que é prejudicial à saúde do coração.

Foto: Science of Cooking

Participaram do estudo 45 adultos, entre pessoas acima do peso ou com obesidade. Todos foram orientados a seguir a mesma dieta duas semanas antes do início do experimento. Em seguida, cada pessoa completou cinco semanas se alimentando conforme um dos seguintes regimes: pouca gordura, com gordura moderada ou com gordura moderada e um abacate por dia. Ao final do experimento, os participantes que ingeriram um abacate por dia apresentaram níveis menores de colesterol ruim, além de um aumento na taxa de luteína, um importante antioxidante.

“Isso mostra que, quando as pessoas incorporavam um abacate por dia à dieta, passam a ter menos partículas pequenas e densas de LDL. Todo LDL é prejudicial, mas o pequeno e denso é ainda pior. Os dados revelam que, ao passarem pela dieta do abacate, os participantes apresentaram menos dessas partículas e mais luteína, que pode ser o bioativo que protege o LDL de oxidar”, explica Marcella Garcez, Médica Nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia.

Na dieta de gordura moderada seguida pelos participantes, havia os mesmos ácidos graxos monoinsaturados encontrados no abacate, mas mesmo assim os resultados não foram iguais ao do grupo que se alimentou da fruta. Apesar disso, Marcella afirma que os estudos precisam ser intensificados. “As pesquisas sobre os benefícios do abacate são relativamente novas, então é possível que estejamos apenas começando a aprender sobre como o alimento pode ajudar a saúde”, diz.

Para a nutróloga, as constatações do novo estudo e os resultados de trabalhos anteriores reforçam o quanto o abacate é um alimento que deve fazer parte das dietas. “Hoje, o chamamos de um superalimento, pois têm a capacidade de oferecer vários benefícios. É claro que ele precisa ser consumido de maneira correta, por isso o acompanhamento nutrológico é indispensável para que seja adicionada a quantidade correta à dieta de cada pessoa, de modo que os resultados sejam potencializados”, finaliza Marcella.

Fonte: Marcella Garcez é médica nutróloga, mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran. Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

 

 

 

 

Conheça a alimentação ideal para quem quer ganhar massa muscular

Além dos exercícios físicos, a dieta é um dos pilares para garantir a manutenção dos músculos

Para grande parte das pessoas que dedicam um tempo à prática de atividade física, visitando a academia e incluindo hábitos saudáveis na rotina, um dos principais objetivos é a obtenção da massa magra, importante não só para o desempenho atlético ou a estética, mas auxilia na manutenção de uma vida saudável a longo prazo. A massa magra consiste em tudo aquilo que não for gordura no corpo, incluindo massa muscular, pele, órgãos, entre outros.

A massa muscular vai além do corpo sarado, sendo fundamental para a saúde a longo prazo. Entre os principais benefícios está o combate a doenças, o fortalecimento dos ossos, a prevenção contra a resistência à insulina, entre outros. Além de uma rotina saudável e voltada para a criação de massa muscular, com uma sequência de treino pensada com este objetivo, a alimentação tem uma grande influência na formação e manutenção dos músculos do corpo.

Antes de definir uma dieta, é essencial visitar um médico especialista, como um nutricionista, para garantir que a alimentação diária irá suprir todas as necessidades energéticas. Além disso, conversando com um profissional, é possível encontrar a necessidade ou receber a recomendação correta do uso de suplementos alimentares, como o Whey Isolado, definindo a dose indicada para consumo e as possíveis causas da necessidade por trás do uso, caso a questão seja relacionada a algum problema de absorção de nutrientes, por exemplo. Confira os alimentos mais indicados para quem quer desenvolver massa muscular.

=Frango, carne e peixes
Esses alimentos são ricos em proteína e ferro, nutrientes que estimulam a hipertrofia, que consiste no crescimento dos músculos. Eles também colaboram para aumentar a quantidade de oxigênio nos músculos, importante para evitar a fadiga muscular. Além disso, peixes como salmão e atum são ricos em ômega 3, que garante o bom funcionamento do cérebro, ajuda na recuperação muscular e previne a inflamação, que pode gerar dores.

=Oleaginosas
Castanhas, nozes, amendoim, semente de linhaça e outras oleaginosas são uma boa fonte de vitaminas do complexo B, grupo importante para fortalecer o sistema imunológico, ajudando também na melhoria das funções cerebrais, redução na degeneração de cartilagens e alívio de dores musculares, que podem aparecer em decorrência do exercício físico.

=Abacate
O abacate é uma fonte de gordura boa que ajuda a reduzir o acúmulo de gordura presente no corpo e facilita o aumento de calorias na dieta para ganhar massa muscular. Ele é rico também em vitaminas do complexo B, K e C, além de potássio e cobre, conjunto que ajuda na perda de peso, no fortalecimento dos ossos e colaborando para a diminuição da pressão arterial.

=Derivados do leite
Inserir na dieta leite, iogurte e queijos é essencial para permitir o crescimento muscular por serem ótimas fontes de proteína, cálcio, fósforo e magnésio, também ajudando a estimular a contração muscular, garantindo um treino com maior rendimento. Além disso, alimentos desse tipo aumentam as calorias na dieta, o que colabora para o aumento dos músculos quando combinados com uma rotina de exercícios apropriada.

Fonte: Growth Supplements

 

Receita rica em gorduras boas para ter energia e se manter saudável

Anderson Camargo é nascido em São Caetano do Sul, cidade da região do Grande ABC e aos 37 anos já é Chef de Cozinha Internacional, especialista em comida mediterrânea e expert em Parrilla. É graduado em Tecnologia em Gastronomia pela Universidade Metodista de São Paulo e com especialização em Gastronomia Clássica Francesa, pelo Bistrô Le Canard’Dor, em Paris. Também fez cursos de Carnes Parrilas, no Uruguai; de Administração de Restaurante e de Consultor Gastronômico.

Além disso, atuou como Chef de Cozinha no Hotel Mercury, em Joinville; no Saint Morit’s Eventos, em São Paulo; no Restaurante La Caballeriza, em Porto Madero, na Argentina; no Bistrô Paris 6, em São Paulo e hoje é Gerente Regional Culinário Latam, da Middleby Corporation.

Aqui, ele ensina a fazer uma receita deliciosa que também é muito nutritiva, já que leva salmão, peixe que é uma das melhores fontes de ácidos graxos ômega-3; quinoa, fonte de de cálcio, ferro e também de ácidos graxos ômega 3 e 6. Sem falar do abacate, que age como anti-inflamatório natural, tem altos níveis de gordura monossaturada e potássio, que ajudam a diminuir a pressão sanguínea e no combate a hipertensão.

Confira o passo a passo da receita:

Salmão em Crosta de Quinoa com Salada de Avocado Grelhado

Ingredientes
200 g de salmão em posta com pele
50 g de mix de quinoa
100 g de cogumelo Paris fresco cortado em lâminas
50 g de alho-poro cortado em rodelas
1/2 abacate cortado em cubos grandes ( não muito maduro)
6 unidades de tomate cherry cortado pela metade
Suco de ½ limão siciliano
½ cebola roxa pequena corta em Juliane
1 colher de chá de cebolinha em lâminas
Folhas de manjericão
Azeite
Sal e pimenta-do-reino

Modo de preparo
Em uma frigideira bem quente coloque um pouco de azeite e acrescente os cogumelos, deixe dourar e agregue o alho poro. Quando ficar dourado acrescente os tomates e frite por mais 2 minutos. Reserve em um bowl. Doure o abacate em uma frigideira com azeite bem quente com azeite e quando pronto junte com a mistura de cogumelos e leve a geladeira para esfriar. Tempere o Salmão com sal e pimenta do reino, passe pela quinoa para criar a crosta. Aqueça uma frigideira com azeite, coloque o Salmão com a pele virada para baixo e frite por 3 minutos, vire e deixe dourar por mais 2 minutos. O ponto ideal é bem selado por fora e dentro ainda cru.
Reserve. Acrescente folhas de manjericão, cebola roxa, sal, cebolinha, azeite e pimenta-do-reino e o limão siciliano na mistura de cogumelos. Em um prato coloque a salada de avocado e as posta de salmão.

salmao

Tempo de preparo: 25 minutos
Rendimento: 2 porções

Fonte: Middleby – grupo que reúne os melhores equipamentos para cozinhas profissionais, residenciais premium e industriais. A empresa oferece soluções completas de maneira inovadora, econômica e sustentável, buscando sempre a melhor performance e eficiência, resultando em um produto final de muita qualidade.

Descubra como o abacate auxilia no emagrecimento e na prática esportiva

Apesar do seu valor calórico, o abacate traz inúmeros benefícios à saúde, sobretudo aos praticantes de atividade física

Muito tem se falado do abacate nos últimos anos, já que cada vez mais são descobertos os benefícios que o alimento pode trazer à saúde. Porém, não foi sempre assim; há poucos anos, ele era visto com maus olhos por ser uma fruta que contém muitas calorias. Mas você sabia que o abacate, mesmo sendo calórico, auxilia na performance esportiva e é um bom aliado no emagrecimento?

Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia, explica: “O abacate é uma fruta rica em gordura insaturada, popularmente apelidada de gordura boa. Isso faz com que seja saudável para qualquer pessoa, em especial praticantes de exercícios, pois esses necessitam de mais gordura insaturada. Além disso, o abacate é rico em vitaminas C e E, ômega 6, ômega 9, ômega 7, ácido fólico, potássio, betassitosterol e uma alimentação que inclui frequentemente a fruta pode aumentar as taxas de HDL (colesterol bom) e diminuir o colesterol total, protegendo, assim, a saúde cardiovascular”.

maionese de abacate california avocado commission
Foto: California Avocado Comission

Outro fator que beneficia os praticantes de exercícios físicos são os antioxidantes presentes na fruta, sendo que os abacates e suas espécies são importantes fontes alimentares de carotenoides e glutationa, potentes antioxidantes. “Os antioxidantes ajudam a destruir os radicais livres gerados pelo exercício intenso. É extremamente importante obter antioxidantes por meio da alimentação, pois eles fornecem elementos com disponibilidade distinta daqueles encontrados nos suplementos. Quanto ao emagrecimento, por ser rico em fibras, o abacate ajuda a dar a sensação de saciedade e diminuir o apetite, controlando a fome e, consequentemente, os níveis de insulina, além de garantir o funcionamento do intestino”, destaca a nutróloga

Ela complementa explicando os efeitos do abacate se consumido na hora de dormir: “Nesse caso, o abacate potencializa a ação do GH – hormônio do crescimento – pois seu pico de produção acontece no período noturno. Dessa forma, ajuda a formar músculos e faz o organismo utilizar a gordura armazenada como fonte energética”, explica.

Vale ressaltar que, além dos benefícios aos que almejam emagrecer ou aumentar a performance esportiva, o abacate possui diversos outros, que incluem: auxílio no tratamento das hiperlipidemias (aumento de gordura no sangue e que pode gerar problemas no coração); efeito anti-inflamatório, graças à vitamina E; melhora na biodisponibilidade de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K), melhora na circulação sanguínea, fortalecimento do sistema imunológico, gera benefícios à pele e ao cabelo; auxilia no controle do colesterol e triglicérides; seu consumo diminui a chance de diabetes; além de regular o ciclo menstrual e melhorar o sono.

abacate.jpg

“A introdução regular de abacate na alimentação deve ser feita sob acompanhamento nutrológico, para que a quantidade seja indicada corretamente a fim de potencializar ao máximo os benefícios do alimento e minimizar a chance de um efeito indesejado, já que a fruta é calórica, deve ser consumida idealmente em pequenas quantidades, nos planos alimentares de emagrecimento”, finaliza Marcella.

Fonte: Marcella Ferraz é médica nutróloga, mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran. Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

Dermatologista lista segredos para ter a pele facial hidratada no inverno

Camila Moulin, que atende na Barra da Tijuca, no Rio, aponta: “Uma coisa é certa: qualquer hidratação é melhor do que nenhuma hidratação!”

Basta a temperatura cair um pouco para a pele ficar seca, áspera e irritada. Principalmente a pele do rosto, não é mesmo? E essa situação pode piorar no inverno, estação em que o frio prevalece. Por isso, pensando em uma saúde do rosto e ressaltando a importância da hidratação, a dermatologista Camila Moulin – que atende na Dermajour, no Rio de Janeiro – listou alguns segredos que vão ajudar a manter a pele facial hidratada no inverno.

camila moulin

Para ela, uma frase é básica e importante de ser guardada: “Uma coisa é certa: qualquer hidratação é melhor do que nenhuma hidratação”.

E, pensando nisso, a dermatologista dá a dica: “Muitas pessoas têm “medo” (isso é real, a gente vê no consultório) de hidratar a pele por ela ser oleosa. No entanto: óleo e água são imiscíveis, a gente aprendeu na escola, lembra? Busque na embalagem os dizeres ‘livres de óleo’ e você estará entregando a água que sua pele precisa nesse inverno, sem no entanto piorar a sua oleosidade ou desencadear acne. O medo paralisa é só piora o quadro. Se estiver na dúvida, uma consulta com sua dermatologista de confiança pode ajudar. Mas por favor: não deixe de hidratar!”

Quando o assunto é pele seca, Camila aponta: “Elas sofrem ainda mais no inverno. Vejo dermografismo, eczema, disidrose – enfim, um sem número de condições relacionadas a secura da pele que piora no inverno. Para estas eu indico hidratantes mais densos, máscaras faciais e até mesmo hidratação injetável no consultório. É preciso hidratar para manter a pele integra e protegê-la de todas as condições que podem surgir no inverno mais rigoroso”.

Devo insistir em um óleo facial?

“Somente, única e exclusivamente se sua pele não tiver tendência a acne. Se você for mulher e já estiver na menopausa, sem acnes, é bem provável que o óleo facial lhe traga muitos benefícios, sim”, responde Camila

Água micelar e termal substituem o hidratante?

mulher agua termal pele beleza

“Não mesmo. Veja bem: água micelar é utilizada para limpeza, já a água termal para inflamação (ela tem propriedades anti-inflamatórias). Apesar do nome conter ‘água’, não entram na categoria hidratantes. É preciso usar, pelo menos, um tônico hidratante após a utilização de ambas as águas”, diz a médica.

É preciso que o hidratante tenha proteção solar?

shutterstock mulher pele rosto

“O hidratante com proteção solar facilita (e muito!) a vida de quem está sempre correndo e não tem muito tempo para de dedicar aos cuidados com a pele. No entanto, ele fica restrito ao dia. Um hidratante comum pode ser tanto utilizado pela manhã antes do filtro, quanto à noite, antes de dormir”, aponta a dermatologista.

E, por fim, que tal uma dica de hidratação caseira?

Para a pele seca é possível fazer hidratação caseira. Não recomendo (mesmo!) fazer máscara de hidratação em casa se sua pele for oleosa.

Máscara para pele seca

máscara facial abacate rosto

1 abacate
2 colheres de sopa de iogurte
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de mel

A pele seca ficará mais hidratada com essa máscara. As gorduras do abacate e do azeite ajudam a selar possíveis rachaduras entre as células. Para completar, o mel e o iogurte vão deixar a pele suave ao toque. Preste atenção para proteger a raiz dos cabelos. Deixe por cinco a dez minutos e retire com seu sabonete de preferência.

 

Confira dez alimentos que ajudam a reduzir o colesterol

Especialista orienta que eles devem ser incluídos na dieta e não como suplementos

A alimentação saudável é a principal forma de manter as taxas de colesterol controladas, reduzindo-se as chances de acidentes vasculares cerebrais (AVC) e infarto.

“O composto que chamamos de colesterol é sintetizado no fígado e transportado no sangue pelas lipoproteínas. As mais importantes são as Lipoproteínas de Baixa Densidade [LDL] e as Lipoproteínas de Alta Densidade [HDL]”, explica a nutricionista Regina Helena Marques Pereira, do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp).

A LDL é o chamado “colesterol ruim” porque está associada com o risco de desenvolver a doença coronariana. “O ideal é que sua taxa sanguínea fique abaixo de 130 mg/dl”, afirma a especialista. A HDL é o “colesterol bom”, que ajuda a remover o excesso de colesterol que entra na parede das artérias via LDL. O indicado é manter a taxa superior a 40 mg/dl. Temos ainda as VLDL, que são relacionadas ao transporte principalmente de triglicerídeos, mas também oferecem risco ao coração.

De acordo com dados do DataSUS, em 2017 ocorreram 358 mil mortes causadas por doenças do aparelho circulatório no Brasil. Significa dizer que um a cada três óbitos tem como causa problemas cardiovasculares. “É um número alto e simboliza uma morte a cada 40 segundos proveniente de doenças que podem ser diagnosticadas e controladas. Somente a prevenção, com adoção de práticas saudáveis, o diagnóstico e o tratamento podem reverter essa situação”, afirma José Francisco Kerr Saraiva, presidente da Socesp.

Segundo Regina, manter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas são as principais ações a serem realizadas para diminuir o risco de doenças cardiovasculares causadas pelo colesterol. “O colesterol dos alimentos contribui com 30% do composto no organismo humano”, complementa a nutricionista.

A especialista elaborou uma lista com os 10 alimentos que são verdadeiros aliados na luta contra o colesterol. Confira-os, em ordem alfabética:

maionese de abacate california avocado commission
Foto: California Avocado Comission

1 – Abacate: rico em gorduras monoinsaturadas. De acordo com estudo publicado pela American Heart Association, substituir fontes de gorduras saturadas por abacate pode reduzir em até 13-14 mg/dl o colesterol total e a LDL.

aveia

2 – Aveia: rica em fibras solúveis e betaglucano, já é amplamente reconhecida como coadjuvante, pois atua em nível intestinal, diminuindo a absorção de gorduras, por meio do aumento da velocidade do fluxo intestinal, devido a sua característica para formação de gel. Mas, sua melhor versão está no farelo de aveia, que contém maior teor em fibras.

azeite

3 – Azeite de Oliva Extravirgem: alimento base da dieta do mediterrâneo, rico em ácidos graxos monoinsaturados e outros compostos também antioxidantes. Quando substituindo gorduras saturadas, promove redução nas taxas de colesterol não-HDL, ou seja, melhora a relação entre colesterol bom e ruim, favorecendo o bom.

cereal-pixabay
Pixabay

4 – Cereais integrais: devido ao seu conteúdo de fibras e vitaminas, estão também associados a menor risco de aterosclerose, atuando da mesma forma que a aveia, por meio da redução na absorção de gorduras durante a digestão dos alimentos. Também promovem mais saciedade, reduzindo o volume total de ingestão alimentar.

frutas vermelhas
Foto: Max Straeten

5 – Frutas vermelhas: ricas em polifenóis, são conhecidas por sua ação antioxidante capaz de reduzir as alterações decorrentes da oxidação das LDL, que nesta forma são mais aterogênicas.

oleaginosas pixabay
Pixabay

6 – Oleaginosas: nozes, castanhas, amêndoas etc. Ricas em ácidos graxos monoinsaturados que, assim como as poli-insaturadas, melhoram o perfil de colesterol, porém essas estão mais relacionadas com elevação do HDL, colesterol conhecido como o bom.

oleos sustentavel

7 – Óleos vegetais: ricos em ácidos graxos poli-insaturados, são associados com redução de LDL e risco cardiovascular em inúmeros estudos que usam este tipo de gordura como substituição de gorduras saturadas de origem animal e/ou vegetal.

Salmão_queridinho_Brasileiros

8 – Peixes ricos em ômega 3: salmão e sardinha são ricos neste tipo de gordura, cuja relação com redução de colesterol já é bastante conhecida. A maior ingestão de ômega 3 aumenta o conteúdo de ácidos graxos poli-insaturados no organismo o que favorece a redução do colesterol.

soja-1600 getty
Getty Images

9 – Soja: em uma revisão bibliográfica, pesquisadores da Universidade do Vale dos Sinos, do Rio Grande do Sul, avaliaram os resultados de 13 estudos internacionais, concluindo que o consumo de proteína de soja isolada (e não do grão integral) tem efeito positivo na redução de colesterol-total se consumido por 6 a 8 semanas. O consumo deve ser maior ou igual a 40g de proteína de soja por dia, contendo 80mg de isoflavonas ou mais. Porém, este consumo não é realidade em nosso país.

uvas-escuras.jpg

10 – Uva: suco concentrado, vinho tinto, uva fresca. São variantes de forma de consumo dessa fruta que contém, além dos polifenóis das frutas vermelhas, o resveratrol, composto específico da uva amplamente estudado, relacionado à redução de oxidação das partículas de LDL, melhorando sua remoção da circulação e consequente redução da formação de placas típicas da aterosclerose.

Fonte: Socesp

Confira: benefícios das frutas típicas do outono e uma receita de smoothie

Goiaba, maçã e maracujá estão entre as frutas da estação e rendem muitas receitas nutritivas

Com a chegada do outono, alguns frutos também entram em alta e podem ser a estrela principal de receitas saborosas e funcionais. Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, frutas como maçã, goiaba e abacate são versáteis e podem ser bem aproveitadas em pratos doces ou salgados.

Abaixo, a profissional elenca outras frutas típicas do outono e sugere uma receita de smoothie de goiaba com banana:

GOIABA

Goiaba: a variedade da fruta vermelha é conhecida pelo doce de goiabada, que harmoniza perfeitamente com queijos e bolos. Entretanto, é possível encontrar ainda em geleias, sucos, molhos e outras sobremesas derivadas da goiaba, que é excelente para auxiliar na redução dos triglicérides e colesterol ruim (LDL), atua na prevenção de câncer e melhora da imunidade.

maionese de abacate california avocado commission
Foto: California Avocado Comission

Abacate: saladas, cremes, vitaminas e sobremesas são algumas opções de receitas para fazer com o abacate. A fruta é rica em gorduras boas e pode contribuir para melhora do sistema circulatório, controle nos níveis de colesterol no sangue e melhora do sono.

maracujá arica farca pixabay

Maracujá: além de produzir efeito calmante no organismo, é fonte de vitaminas do complexo B, que atuam na manutenção da saúde da pele, cabelos e olhos. “Além do suco e do chá, é possível fazer bolos, mousses e coberturas de maracujá. O sabor azedo e a cor amarela da fruta combinam com cremes doces e claros”, sugere.

caquis

Caqui: a profissional indica que a fruta é perfeita para receitas de pavês, mousses e pudins, mas seu consumo in natura permite que sua ação antioxidante no organismo seja amplamente aproveitada.

maçã

Maçã: entre os muitos benefícios da fruta está o fortalecimento da região da garganta, atuando na prevenção e combate de tosses, rouquidão e demais incômodos. “A maçã é um fruto muito acessível, por isso é as opções de pratos são muitas, indo de sucos a tortas, muffins e chips da fruta”, conclui.

Receita Superbom: Smoothie de goiaba com banana

smoothi gioaba

Ingredientes
1 xícara (chá) de suco de goiaba Superbom
Meia xícara (chá) de água filtrada
1 banana gelada
3 pedras de gelo

Modo de preparo
Em um liquidificador, bata bem todos os ingredientes. Sirva gelado.

Rendimento: 2 porções

Tempo de preparo: 10 minutos

Sugestões de produtos

geleia de goiaba

Geleia de Goiaba 100% fruta – Superbom: rica em vitaminas D e E, além dos sais minerais de ferro e cálcio. Sem adição de corantes e aromas artificiais.

suco de maça

Suco de maçã 100% fruta – Superbom: natural, fonte de fibras e vitamina C, sem adição de açúcares e conservantes naturais.

suco maracuja

Suco de Maracujá Frutt’s – Superbom: rico em vitamina C, importante nutriente para o sistema imunológico. Sem conservantes ou corantes artificiais.

chips maçã

Frutt’s Kroc de Maçã – Superbom: chips de maçã 100% natural, sem adição de açúcar e fritura, de baixo teor calórico e rico em minerais como potássio.

Fonte: Superbom

Alimentação balanceada e exercícios físicos, os verdadeiros segredos da beleza

Uma pesquisa realizada pela Universidade McMaster, em Ontário (Canadá), reuniu voluntários na faixa dos 60 anos com uma pele considerada normal para a idade. O grupo passou por um programa de treinamento de resistência bastante simples. Eles precisavam, duas vezes por semana, correr ou andar de bicicleta em um ritmo moderadamente extenuante. Após novos testes, o resultado foi surpreendente. Os voluntários passaram a ter peles com características iguais as verificadas em pessoas entre 20 e 40 anos.

Como os exercícios alteram a composição da pele ainda não está completamente claro. Porém, os cientistas puderam verificar alterações nos níveis de miosina, proteína natural do corpo que ao entrar na corrente sanguínea provoca mudanças até nas células mais distantes dos músculos. Após o exercício, os pesquisadores encontraram nas amostras de pele dos voluntários um aumento de quase 50% de uma miosina em especial: a chamada IL-15.

mulher praia alongamento.jpg

“Depois dos 40 anos a maioria das pessoas passa a experimentar um espessamento do chamado estrato córneo, a camada mais externa da pele. Composta principalmente de células mortas e colágeno, ela se torna mais seca, quebradiça e densa. Ao mesmo tempo, a camada abaixo da epiderme (a derme) começa a ficar mais fina e perde elasticidade, resultando numa aparência mais translúcida e sem vigor”, comenta a Luciana Maluf, dermatologista e consultora de Beleza da Condor.

Comer bem

Uma alimentação equilibrada e que evita elementos prejudiciais (frituras, industrializados, açúcar em excesso etc) é a primeira regra para a saúde da pele. Neles estão os chamados antioxidantes não enzimáticos, que oferecem uma fonte extra para nutrientes essenciais, como a vitamina C e a vitamina E, além do betacaroteno.

Nesse grupo de alimento estão:

abacate-avocado-org
Foto: Avocado.org

Abacate – a fruta contém óleos essenciais e vitaminas do complexo B. Uma delas em especial, a B3 ou niacina, é a que faz bem à pele. Uma unidade contém cerca de 27% da necessidade diária dessa vitamina.

manga

Manga – além de deliciosa e refrescante, a manga fornece mais de 80% da necessidade diária de vitamina A, fundamental para a boa saúde da pele. O elemento ajuda na renovação celular e evita o ressecamento.

amendoas JasonGillman
Foto: Morguefile/Jason Gillman

Amêndoas – ricas em vitamina E, uma porção de amêndoas oferece mais de 50% da necessidade diária dessa vitamina conhecida por ajudar a combater o envelhecimento precoce.

quijo cottage leite pixabay
Pixabay

Queijo tipo cottage – além do cálcio, benéfico à saúde dos ossos, o queijo cottage também contém selênio, que combate os radicais livres, ajudando a prevenir o envelhecimento. Fora que o cottage é o “magrinho” da família.

acerola kamuelaboy
Foto: Kamuela/MorgueFile

Acerola – ela já é conhecida por ser poderosa aliadas contra o envelhecimento precoce. A acerola fornece a quantidade total de vitamina C necessária para um dia. E ainda previne contra rugas precoces e auxilia na produção de colágeno.

batata assada pixabay

Batatas assadas – apenas uma unidade fornece cerca de 75% da necessidade diária de cobre, mineral que, em parceria com a vitamina C e o zinco, produz elastina. É a deficiência desse mineral que deixa a pele rígida e sem vida.

mushroom cogumelo

Cogumelos – também oferecem boas quantidades de vitamina B. A chamada riboflavina é responsável pela manutenção e reparação da pele, ajudando a evitar problemas como a rosácea, por exemplo.

linhaça

Linhaça – as sementes estão entre as principais fornecedoras de ômega 3, uma gordura essencial e que mantém a pele saudável.

É fundamental, no entanto, antes de começar a mudança nos hábitos alimentares, consultar um profissional especializado.

Fonte: Condor