Arquivo da tag: açafrão

Confira alguns benefícios do açafrão para a dieta e saúde

Especiaria é boa fonte de substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias

O açafrão, também conhecido como açafrão-da-terra, tem um número elevado de propriedades anti-inflamatórias. A principal responsável por essa ação é a curcumina, o pigmento que dá a cor amarelo-ouro à cúrcuma. “Essa especiaria também atua como medicamento natural e fitoterápico, um poderoso suplemento alimentar e dietético”, diz a endocrinologista e nutróloga Gabriela Abdo Camargo, da Clínica Leger.

A médica também garante que o açafrão traz benefícios à saúde, no suporte ao tratamento de inúmeras doenças clínicas e crônicas como artrite, diabetes, colesterol, hepatite e até malária. “Um dos seus principais compostos ativos é a curcumina. O seu mecanismo de ação anti-inflamatória age na cascata do ácido araquidônico, também conhecida como cascata da inflamação, inibindo as moléculas envolvidas no processo inflamatório. Esta inibição se dá de forma modular e envolve diversos fenômenos biológicos que interferem nas ativações celulares e nos sinalizadores moleculares, denominando a atividade terapêutica anti-inflamatória”, completa.

Se você ainda não se convenceu do poder desta rica especiaria, a endocrinologista Gabriela Abdo Camargo lista os principais benefícios do açafrão para a dieta e saúde e, como incluí-lo no cardápio:

Reduz a inflamação no organismo – usada na culinária indiana, o extrato de cúrcuma (ou açafrão-da-terra) é um tempero com propriedades anti-inflamatórias. Estudos mostram que essa substância aumenta a resistência das células aos danos oxidativos, além de reduzir os processos inflamatórios no organismo. O consumo desse extrato ainda inibe o crescimento de bactérias, parasitas e fungos, que provocam doenças.

Protege o coração – açafrão evita o acúmulo de colesterol “ruim”, o que protege o coração e evita que você tenha um ataque cardíaco ou derrame. Além disso, a ciência descobriu que a curcumina reduz o risco de insuficiência cardíaca.

Evita envelhecimento precoce – muitos estudos indicam que essas propriedades encontradas no açafrão são atribuídas principalmente aos carotenoides – crocina e safranal – com propriedades antioxidantes e coletores seletivos de radicais livres.

Pixabay

Evita o diabetes – essa poderosa substância também pode prevenir o diabetes em desenvolvimento. Um estudo, feito com pré-diabéticos, incluiu o extrato de curcumina na dieta por nove meses. Um grupo realmente consumia o açafrão e o outro não. Ao final da pesquisa, nenhum dos indivíduos que recebeu as doses de curcumina desenvolveu o diabetes tipo 2.

Como incluir o açafrão no cardápio – “Na dieta use o tempero em pó à vontade em sopas, pães, bolos, biscoitos, omeletes, tapiocas, e também em aves, carnes e cozidos, legumes, arroz, feijão, ervilha etc. A versão em pó também pode ser utilizada em sucos e polvilhada em saladas e sopas. Mas vale lembrar que, o açafrão é contraindicado durante a gravidez, lactação e para crianças menores que quatro anos de idade”, finaliza a médica.

Fonte: Clínica Leger

Restaurante Farabbud compartilha receita especial para Dia das Mães

O tradicional prato da culinária árabe é uma receita clássica da família de Paulo Abbud

Para celebrar o Dia das Mães, o consagrado restaurante árabe Farabbud apresenta sua receita do Arroz de Açafrão. Essencial nos encontros das famílias Abbud e Farah – pais de Paulo Abbud, fundador da casa –, o Arroz de Açafrão é cozido em um enorme caldeirão com condimentos tradicionais árabes, galinha caipira, cebola, grão-de-bico e amêndoas douradas na manteiga. Apesar de estar há anos no cardápio da família, o prato foi servido ao público pela primeira vez apenas em 2017, no aniversário de 15 anos da casa, por conta da inauguração da segunda unidade, na Vila Nova.

Aos que apreciam experiências na cozinha, o Farabbud compartilha a receita:

Arroz com Açafrão

Ingredientes:
Frango

• 4 colheres (sopa) de manteiga
• 8 colheres (sopa) de azeite
• 400 g de peito de frango
• 5 colheres (sopa) de cebola bem picada
• Sal a gosto
• Pimenta síria a gosto
• Pimenta-do-reino a gosto
• 5 colheres (sopa) de manteiga para fritas

Arroz
• 2 colheres (sopa) de manteiga
• 5 colheres (sopa) de azeite
• 1 xícara e arroz
• 4 colheres (sopa) de cebola picada
• 1 colher (sopa) de açafrão-da-terra
• 250g de grão-de-bico cozido e sem casca

Finalização
• 70 g de amêndoas em lâminas
• Manteiga a gosto

Modo de preparo:

Frango
Na panela de pressão, doure o frango na manteiga e no azeite. Junte a cebola, o sal e as pimentas, cubra com água cozinhe por 20 minutos, a partir do momento em que der pressão. Desfie o peito em pedaços grandes e doure-os na manteiga. Reserve.

Arroz
Refogue a cebola na manteiga e no azeite. Acrescente o arroz, cubra com água e adicione o açafrão. Misture bem e cozinhe até ficar macio. Junte então o grão-de-bico.

Finalização
Doure as amêndoas na manteiga. Sirva o arroz com as lascas de frango por cima, decorado com amêndoas.

Tempo de preparo: 1 hora
Dificuldade: fácil
Serve: 4 porções

O prato, sinônimo de celebração para a família, pode ser encontrado nas plataformas de delivery da casa, tanto pelo telefone e WhatssApp (11) 5054-1648, na plataforma própria, como nos aplicativos IFood, Rappi ou UberEats. Também é possível que o cliente retire na casa, em sistema de drive thru, na unidade de Moema – Alameda dos Anapurus, 1247.

Confira sucos para impulsionar o sistema imunológico com frutas e legumes

Todo mundo sabe que alimentação saudável e equilibrada com frutas e vegetais frescos pode melhorar sua saúde e bem estar, fornecendo vitaminas e minerais importantes para o suporte imunológico. Mas comer frutas e verduras não é a única maneira, você também pode beber. De fato, algumas pessoas preferem beber suco a comer as porções recomendadas ao dia.

Algumas combinações oferecem ótimo sabor além de nutrientes essenciais. Confira algumas sugestões da nutricionista Adriana Stavro:

Suco de laranja, cenoura e cúrcuma

A cenoura é uma fonte de betacaroteno, que se converte em vitamina A no organismo. A vitamina A desempenha papel importante na regulação do sistema imunológico. A laranja é fonte de vitamina C. Um antioxidante que protege as células de substâncias nocivas. A cúrcuma (curcumina) é conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias antiviral e antifúngico.

Ingredientes
● 200 ml de água filtrada
● 1 laranja sem casca e sem sementes
● 1 cenoura pequena descascada e picada
● 1/4 de colher de chá de açafrão ou cúrcuma

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificado. Coe e beba em seguida.

Suco de morango e tangerina

Este suco delícia fornece super dose de antioxidantes

Ingredientes
● 200 ml de água filtrada
● 1 tangerina sem casca e sem sementes
● 5 morangos médios

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificado e beba em seguida.

Suco de morango com kiwi e hortelã

Os kiwis e os morangos são frutas doces e cheias de vitamina C, e a hortelã é fonte de folato, vitamina A, magnésio e zinco.

Ingredientes
● 200ml de água filtrada
● 1 kiwi sem casca
● 5 morangos médios
● 10 folhas de hortelã

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificado e beba em seguida.

Suco de cenoura, gengibre e açafrão

Este suco traz três vegetais importantes para suporte a imunidade e para diminuir quadros inflamatórios. A inflamação é uma resposta imune a infecções. Este trio, podem amenizar sintomas de gripes, resfriados, coriza, tosse e dores no corpo. Pessoas com artrite reumatoide podem se beneficiar com esse suco, pois o açafrão e o gengibre têm efeitos anti-inflamatórios.

Ingredientes
● 200 ml de água filtrada
● 3 pedaços de 2 cm de gengibre sem casca
● 1 colher de café de cúrcuma
● 1 cenoura pequena descascada e picada

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificado e beba em seguida.

Espinafre, pepino, couve, melão e limão

Um suco verde à base de vegetais é uma boa dose de nutrientes fundamentais para o sistema imunológico. Adicione salsa para uma porção extra de vitamina B-6.

Ingredientes
● 200 ml de água filtrada
● Suco de 1 limão
● 1 pepino pequeno
● 1 folha de couve
● 1 fatia média de melão
● 5 folhas de espinafre (cozido)

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificado e beba em seguida.

Fonte: Adriana Stavro é nutricionista funcional e fitoterapeuta, especialista em doenças crônicas não transmissíveis, mestre do nascimento a adolescência pelo Centro Universitário São Camilo.

Cúrcuma e açafrão: entenda a diferença entre as duas especiarias

Estudos demonstram que, além do aroma, cor e sabor, esses dois ingredientes têm muito mais a oferecer

Quando se trata de saúde, é sempre bom lembrarmos que a nossa alimentação e, principalmente, os alimentos que escolhemos consumir têm um impacto primordial sobre como nos sentimos física e mentalmente. Muitos temperos e especiarias que acrescentamos a nossos pratos são bastante reconhecidos por suas propriedades terapêuticas. Um exemplo é a cúrcuma (fonte de curcumina) e o açafrão: segundo um artigo publicado no jornal Foods, a curcumina está sendo reconhecida e usada em todo o mundo sob muitas formas e para múltiplos benefícios potenciais para a saúde.

No Japão, o açafrão-da-terra – que contém a curcumina – é servido no chá; na Tailândia, em cosméticos; na China, é usado como corante; na Coreia, é servido em bebidas; na Malásia, é utilizado como antisséptico; no Paquistão, como agente anti-inflamatório; nos Estados Unidos, é colocado em molhos de mostarda, queijo, manteiga e batatas fritas, como conservante e agente colorante, além de estar presente em cápsulas para a saúde. Mas esses são só alguns dos múltiplos usos das especiarias.

Cúrcuma ou açafrão: você sabe a diferença?

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

A cúrcuma (Curcuma longa) é conhecida também como açafrão-da-terra, possui um rizoma subterrâneo e é da mesma família do gengibre. Já o açafrão é proveniente dos estigmas de flores da planta Crocus sativus. São duas plantas distintas, mas com cores bastante parecidas e propriedades medicinais semelhantes.

A cúrcuma sempre foi muito utilizada por populações do sul da Ásia, em pratos com o famoso molho curry, por exemplo. Já o açafrão, foi e continua sendo muito utilizado pelas populações próximas ao Mediterrâneo – principalmente nos pratos conhecidos como paellas.

Açafrão: propriedades antioxidantes

açafrão

Estima-se que o açafrão seja cultivado há mais de 3.500 anos, por várias civilizações, culturas e continentes. Ao longo da história, sempre foi uma das substâncias mais caras do mundo, justificadamente: cada flor possui somente três estigmas, sendo que, para obter 1kg da especiaria, são necessárias, em média, 225 mil estigmas, ou seja, 75 mil flores.

Muitos estudos indicam que as propriedades encontradas no açafrão são atribuídas em especial aos carotenoides – crocina e safranal -, com propriedades antioxidantes e coletores seletivos de radicais livres. “O açafrão vem mostrando efeitos positivos em aplicações ainda mais abrangentes, incluindo antidepressivas e anticonvulsivantes, analgésicas, anticâncer e outros efeitos terapêuticos em diferentes partes do corpo, como cardiovascular, imunológico, visual, respiratório, geniturinário, sistema nervoso central e para desordens digestivas”, explica a médica Elisa Urban.

Para se ter uma ideia do potencial antioxidante de uso diário desse alimento, um estudo clínico mostrou que 50mg de açafrão dissolvido em 100ml de leite, ingerido duas vezes ao dia, diminuiu a suscetibilidade à oxidação de lipoproteínas, protegendo assim de doenças cardiovasculares.

O que é a curcumina?

açafrão da terra

Além de conhecida como açafrão-da-terra, a cúrcuma também é conhecida como turmérico, açafrão-da-índia, açafroa, raiz-de-sol, gengibre-amarelo, e tem sido associada a muitos benefícios, desde a redução de processos inflamatórios até a melhora da saúde cerebral; isso devido a presença de fitoquímicos denominados curcuminoides encontrados em grande quantidade nos rizomas da planta.

Os curcuminoides são pigmentos que possuem poderosas propriedades: antioxidantes, antimicrobianas, anti-inflamatórias e moduladora do sistema imune. Dentre esses curcuminoides, a curcumina é o principal: representa 77%.

Na área da saúde, a curcumina, com seu tom amarelo-ouro vibrante, atua como um anticancerígeno, ajuda a reverter a resistência à insulina, a equilibrar o nível de colesterol ao reduzir o colesterol de baixa densidade (LDL) e triglicerídeos. Ainda, age também como um coletor seletivo de radicais livres (prevenindo assim o dano oxidativo do DNA), reduz a inflamação sistêmica por regular marcadores inflamatórios e também melhora os sintomas de artrite.

Como aproveitar ainda mais a cúrcuma e a curcumina?

curcuma

Para que a cúrcuma leve benefícios medicinais, através da curcumina, a forma e a concentração são essenciais. Tradicionalmente, na culinária, quando comprada em mercados e feiras a especiaria em pó, o rizoma da planta se encontra seco e moído. O sabor é um pouco amargo, sendo muito usado em pós de curry, mostardas, manteigas e corantes. Nesses casos, a curcumina representa apenas aproximadamente 3% da concentração – quantidade não suficiente para benefícios significativos.

Já é possível encontrar o extrato de cúrcuma padronizado com 95% de concentração. A procedência e padronização do extrato são fundamentais, pois qualidade tem custo e características bem definidas.

“A biodisponibilidade da curcumina é muito baixa por ser rapidamente metabolizada e eliminada pelo fígado, por isso, sua associação à piperina, um composto natural encontrado na pimenta-preta, ajuda na absorção. Boas fontes de gorduras como a do coco, também potencializam a absorção, uma vez que a cúrcuma é uma substância lipofílica, ou seja, é melhor absorvida em um meio gorduroso”, esclarece a médica.

Atualmente, também são utilizadas formas farmacêuticas como a formulação que usa a nanotecnologia (nanocurcumina) associada à ciclodextrina ou outro componente que favoreça a absorção. Outra forma de uso é por meio dos fitoquímicos, também conhecidos como compostos bioativos, como os desenvolvidos pela Essentia Pharma, farmácia de manipulação referência no Brasil, que usa matérias-primas como a curcumina e sua riqueza medicinal natural na nutrição.

Ao utilizar o rizoma do açafrão-da-terra na culinária, ralado ou em pó, mesmo que a concentração da curcumina seja inferior à forma padronizada, certifique-se de adicionar pimenta-preta e boas fontes de gordura. Dessa forma, você garantirá melhores benefícios desses nutrientes. Essa é uma das bases de uma receita popular de origem asiática: o golden milk. Uma bebida preparada com leite (animal ou vegetal) e especiarias como a pimenta-preta, canela e cúrcuma.

Quem deseja incluir a bebida na dieta pode encontrar opções prontas, como a da Essential Nutrition, marca brasileira de nutrição funcional, que uniu as especiarias em sua forma mais pura com altas doses de cúrcuma, açafrão, pimenta preta e vermelha, canela, gengibre e cardamomo, à cremosidade e sabor do leite de coco na bebida nutritiva Golden Lift. A receita, difundida na medicina ayurvédica, reforça a importância do equilíbrio entre corpo e mente: trata-se de um elixir rico em compostos bioativos que se complementam e com diversos benefícios terapêuticos.

Benefícios do golden milk

Turmeric-Golden-Milk-Recipe-Image-1-9310

Com superingredientes vindos da natureza, o golden milk é fonte de antioxidantes e anti-inflamatórios que oferecem sensação de conforto, bem-estar e saciedade – atendendo às necessidades biológicas, psicológicas e até emocionais do corpo. Isso porque sua fórmula nutricional é rica em compostos bioativos que atuam em sinergia, proporcionam maior biodisponibilidade ao organismo. Ou seja, eles aumentam o poder de absorção dos ingredientes, otimizando seus efeitos positivos.

Conheça os benefícios do golden milk para a saúde:

=Anti-inflamatório, antioxidante, analgésico e detoxificante;
=Promove equilíbrio dos níveis de colesterol;
=Ajuda na saúde imunológica e cerebral;
=Auxilia na digestão e no metabolismo energético;
=Atua no equilíbrio dos níveis de açúcar do sangue;
=Oferece sensação de conforto e bem-estar;
=Contribui no gerenciamento do peso, reduzindo a compulsão alimentar.

Mas, para que serve o golden milk? Efeitos terapêuticos anti-estresse e ansiedade

Golden-Lift-Essential-Nutrition

Cada ingrediente da receita do golden milk tem um papel importante na composição. E é essa combinação única com açafrão que aumenta os níveis de dopamina e serotonina, neurotransmissores que oferecem sensação de conforto e bem-estar, além de ajudar no controle dos sintomas de estresse e ansiedade.

Ou seja: além de delicioso, golden milk serve também para auxilia a acalmar e pode ser um bom aliado para induzir o sono antes de dormir. E além de ajudar na ansiedade, também promove saciedade, o que o torna uma boa opção para ajudar a matar a vontade de um doce depois do almoço.

Cúrcuma e açafrão para ajudar na depressão e ansiedade

Golden-Lift-pode-ser-misturado-com-cafe

Nas últimas décadas, pesquisadores vêm descobrindo que a depressão maior está associada com uma inflamação crônica, estresse oxidativo e danos microscópicos no nível neural. Devido ao efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes da cúrcuma e do açafrão, ambos demonstram proteger contra uma série de condições degenerativas.

Esse papel protetor é muito importante para a saúde geral do cérebro e está associado ao tratamento para condições de depressão e ansiedade. Muitos estudos demonstraram melhora de sintomas relacionados ao humor, a ansiedade e a depressão. Além de, em alguns casos, terem produzido os mesmos efeitos que uma medicação antidepressiva, porém, sem efeitos colaterais. Ou seja, a cúrcuma e o açafrão vão muito além do que meras especiarias, atuando como verdadeiros aliados da saúde do organismo como um todo.

Com-curcuma-e-acafrao-Golden-Lift-da-Essential-Nutrition-tem-inumeros-beneficios

Golden Lift
Preço Sugerido: 210g | 30 doses: R$145,00
105g | 15 sachês: R$ 80,00

Fonte: Essential Nutrition

 

 

Alimentos que ajudam a prevenir o câncer

Existem vários alimentos que comemos que ajudam a reduzir as chances de contrairmos câncer. Estes alimentos são poderosos anti-cancerígenos que devemos incluir em nossa dieta regular. Melhor garantir que estejam na sua lista de supermercado. Confira:

Alho

purple Garlic in a bowl
Depositphotos

Um dos melhores alimentos que devemos comer para prevenir o câncer. Também podemos combiná-lo com outros alimentos, pois o alho faz parte da família allium, que inclui alho-poró, cebolinha e cebola. Estes alimentos contêm o que é chamado allicin que é um poderoso antioxidante. Ele trabalha para remover os radicais livres no organismo, que são conhecidos por causar câncer. Estes alimentos aumentam a imunidade, controlam os níveis de colesterol, diminuem a pressão arterial e desintoxicam o corpo. Ao adicionar mais alho à sua dieta, você adquire um poderoso combatente do câncer.

Vegetais crucíferos

0d739-couve-brocolis
Estes vegetais são muito potentes quando se trata de combater o câncer. Eles incluem repolho, couve-flor e, especialmente, brócolis. Eles contêm fitoquímicos e também antioxidantes potentes. Eles são conhecidos por reduzir casos de vários tipos de câncer, incluindo câncer de próstata, gástrico e de mama. Estes alimentos são anti-inflamatórios e desempenham um papel importante na nossa dieta, uma vez que são potentes alimentos anticancerígenos. É melhor comermos esses alimentos crus ou levemente cozidos, para obtermos o máximo de benefícios.

Chá verde

Different sorts of green tea
Se quisermos reduzir as chances de contrairmos câncer, devemos consumir bastante chá verde. Este chá contém as chamadas catequinas, potente combatente do câncer. Elas ajudam a reduzir os danos dos radicais livres no organismo e podem até inibir o crescimento de células cancerosas. Se desejarmos reduzir as chances de desenvolvermos câncer devemos beber chá verde todos os dias. Este chá tem muitos outros benefícios, além de suas potentes propriedades de combate ao câncer.

Frutas

frutas-vermelhas
Devemos consumir mais frutas se quisermos reduzir nossas chances de contrair câncer. As bagas são especialmente boas, pois contêm poderosos antioxidantes. Bagas como mirtilos, framboesas, morangos e amoras têm muitos benefícios para a saúde que reduzem as chances de contrairmos câncer. Citrinos também são muito benéficos.

Tomates

tomates
Foto: Max Straeten/Morguefile

Um poderoso ingrediente anticancerígeno é chamado licopeno. Existe uma boa dose dele nos tomates. Sabe-se que previne vários tipos de câncer. A melhor maneira de consumir licopeno é quando ele é cozido, então devemos incluir várias porções de tomates cozidos a cada semana.

Cúrcuma

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

Um tempero que vem se mostrando muito promissor na luta contra o câncer é chamado de açafrão. Esse fato tem sido demonstrado em estudos para prevenir o crescimento de células cancerígenas, e até matar as que já estão presentes. É conhecido por combater casos de câncer de pele, câncer de estômago, câncer de intestino e câncer de mama. Enquanto estudos mais concretos precisam ser feitos sobre açafrão, já se sabe que é um alimento poderoso na luta contra o câncer.

Folhas verdes

folhas-verdes-nutri-living
Foto: Nutri Living

Ao consumirmos grandes quantidades de vegetais verdes folhosos, podemos reduzir as chances de contrair um câncer. Esses alimentos incluem alface verde, couve, espinafre e alimentos verdes folhosos semelhantes. Eles contêm poderosos antioxidantes que ajudam nosso corpo a combater o câncer e mantê-lo saudável.

Resumo
Segundo os especialistas da clínica de medicina nuclear, estes são alguns dos alimentos que devemos consumir para reduzir as chances de desenvolvermos câncer. O médico Kléber Leite afirma: “Em geral, devemos nos ater a uma dieta de alimentos integrais, rica em frutas e vegetais e outros alimentos integrais.”

Fonte: Medicina Nuclear CDM

Cúrcuma pode ser uma opção para tratar síndrome do intestino irritável

Por Aaron Kandola
Revisado por Karen Cross

Além de ser um alimento básico da culinária asiática, o açafrão (ou cúrcuma) tem sido usado nos medicamentos tradicionais para tratar condições de indigestão e depressão. Mais recentemente, o tempero foi associado ao tratamento da síndrome do intestino irritável.

Este artigo irá rever a evidência por trás das alegações de que o açafrão pode ajudar nos sintomas da SII, discutir como ele pode ser usado, e se há algum risco.

O que é açafrão?

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

A cúrcuma pode ter propriedades curativas que derivam de seu composto de curcumina. Ela tem sido usada para tratar alguns males, incluindo resfriados, problemas digestivos e infecções. Suas potenciais propriedades curativas provêm da curcumina, um composto anti-inflamatório que ela contém.

A cúrcuma recentemente atraiu a atenção para o seu potencial em reduzir os sintomas da SII, um transtorno comum do sistema digestivo que causa sintomas como cólicas no estômago, diarreia e constipação.

A causa da SII é desconhecida, e atualmente não há cura. Os sintomas geralmente são gerenciados usando remédios e mudanças de estilo de vida que tendem a envolver alterações na dieta. Incluir a açafrão como parte de uma abordagem saudável baseada na dieta para gerenciar os sintomas da síndrome é um passo fácil de tomar.

Funciona?

Um estudo descobriu que a curcumina teve um impacto positivo no funcionamento gastrointestinal em ratos. Os autores do estudo sugeriram que suas descobertas poderiam ter implicações para o uso de curcumina no tratamento dos sintomas da SII. No entanto, são necessários mais estudos em seres humanos para estabelecer isso de forma conclusiva.

Um estudo piloto realizado em 2004 descobriu que os participantes humanos que tinham a síndrome e que tomaram dois comprimidos de açafrão todos os dias, durante oito semanas, relataram redução no desconforto abdominal e padrões de movimentos intestinais melhorados. No entanto, este estudo carecia de um grupo de controle, e os autores concluíram que era necessário mais pesquisa para descartar o efeito placebo e outras variáveis.

A cúrcuma tem sido associada com benefícios para outros distúrbios do sistema digestivo, incluindo colite ulcerativa, uma condição crônica que causa diarreia e dor abdominal. Um estudo de 2015 descobriu que a adição de curcumina à rotina de tratamento regular teve um impacto positivo nos sintomas da colite ulcerativa.

Há alguns achados positivos relacionados ao uso de açafrão na redução dos sintomas da SII e esses efeitos também podem se estender a outros distúrbios digestivos. No entanto, é necessário investigar mais para determinar se o açafrão pode ter benefícios reais para o tratamento a síndrome.

Efeitos secundários e segurança

açafrão da terra

A cúrcuma pode ser comprada como uma raiz ou pó, e também está disponível como suplemento. A curcumina é considerada segura para consumo para a maioria das pessoas em doses variando de 500 mg a 12 .000 mg por dia, apenas para uso em curto prazo. Mais estudos são necessários para determinar a toxicidade associada ao uso a longo prazo.

Alguns efeitos colaterais podem ocorrer com o uso regular de cúrcuma, incluindo:

=dor abdominal
=problemas digestivos
=náusea
=”afina” o sangue

Atualmente, não está claro se os suplementos de curcumina são seguros para as mulheres grávidas, por isso é importante que elas falem com um médico antes de tentar qualquer suplemento.  

Pessoas com diabetes também devem evitar o consumo de açafrão, pois pode diminuir os níveis de glicose no sangue. Também pode interagir com alguns medicamentos, como diluentes de sangue ou medicamentos para diabetes. Para ter certeza de uso, melhor conversar com o médico antes de tomar suplementos de curcumina.

Nos EUA, por exemplo, a Food and Drug Administration (FDA) não regula os suplementos, portanto, a segurança e o conteúdo dos produtos de açafrão não podem ser garantidos.

Como usar a cúrcuma

açafrão

Açafrão é comumente usado para aromatizar alimentos desde sopas saborosas a bolos e smoothies. Pode ser comprado como um pó ou na sua forma de raiz. Também é possível tomar suplementos de curcumina, que normalmente estão disponíveis em lojas de alimentos saudáveis.

Ao contrário do açafrão em outras formas, os suplementos são doses altamente concentradas de curcumina, de modo que as pessoas devem ter certeza de ler as instruções nas bulas e rótulos sobre quanto é seguro consumir.

Panorama

A cúrcuma (ou açafrão) demonstrou ser uma promessa em estudos iniciais pelo seu efeito positivo em alguns sintomas da SII. Na maioria dos casos, incluindo suplementos de açafrão ou curcumina, como parte de uma dieta saudável, não representará qualquer risco para a saúde das pessoas com a síndrome.

Se a cúrcuma traz algum benefício real para os sintomas da SII ainda não está claro, e pesquisas adicionais nesta área são necessárias.

Fonte: MedicalNewsToday

Alimentação: sete dicas para prevenir o câncer

O que se põe no prato pode servir de cura ou ser fator desencadeante de doenças. A nutróloga especialista em emagrecimento e saúde Ana Luisa Vilela, da Clínica Slim Form de São Paulo, enfatiza que o comportamento alimentar é de fato, o grande responsável por parte dos casos de câncer e problemas de saúde em geral e deixa algumas medidas de hábitos alimentares que podem ser anticâncer:

pão de ló

1- Corte carboidratos: o produto final desta classe alimentar é o açúcar que é considerado o principal alimento das células cancerígenas;

remedio-pixabay
Pixabay

2- Controle a vitamina D: mais de 90% da população tem deficiência desta vitamina. Visto que quase ninguém consegue ter a exposição solar no horário recomendado por cerca de 20 minutos ao dia, o ideal é suplementar e ingerir essa vitamina em cápsulas. A recomendação é que a mesma esteja em torno de 30 – para quase todas as pessoas;

mulher bebendo água ibbl

3- Aumentar a apoptose (processo que a células saudáveis fazem para eliminar as possíveis células doentes e/ou comprometidas): para melhorar este processo a dica é a ingestão de iodo com duas gotas ao dia.

açafrão da terra

4- Use açafrão: está comprovado cientificamente que esta iguaria, assim como a pimenta do reino, aumenta a potência da ação anticâncer em até 2 mil vezes mais no organismo.

salada verde

5- Faça uma alimentação mais natural possível: a velha frase: “Descasque mais e desembale menos” é fundamental para a saúde.

frutas vermelhas skyangel

6- Evite os radicais livres: diariamente, nosso corpo produz toxinas, os chamados radicais livres –  responsáveis pelo envelhecimento celular. Existem alguns alimentos que são aliados da boa saúde e que podem melhorar a qualidade das células por mais tempo. São eles: o chá verde, as frutas vermelhas e as cítricas, as folhas verdes e os iogurtes.

pimenta
Pixabay

7- Outra iguaria considerada antioxidante é a pimenta. A dica da médica é apostar no tempero sempre.

Fonte: Ana Luisa Vilela é graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina de Itajubá – MG, especialista pelo Instituto Garrido de Obesidade e Gastroenterologia (Beneficência Portuguesa de São Paulo) e pós-graduada em Nutrição Médica pelo Instituto GANEP de Nutrição Humana também na Beneficência Portuguesa de São Paulo e estágio concluído pelo Hospital das Clinicas de São Paulo – HCFMUSP. Hoje, à frente da rede da Clínica Slim Form, dedica-se a melhorar a autoestima de seus pacientes com sobrepeso com tratamentos personalizados que aliam beleza e saúde

 

Suplementos anti-idade que (realmente) funcionam

Dermatologista Thais Pepe explica como as cápsulas podem trazer benefícios para a saúde da pele e de todo o organismo. A fonte da juventude pode estar nessas pílulas

O uso de nutricosméticos pode melhorar a saúde da pele, do cabelo, das unhas, além de otimizar o funcionamento celular. “Tomar suplementos anti-idade, desde que com orientação médica ou nutricional, contribui para a saúde total no nível celular, mantendo o seu metabolismo, hormônios e órgãos vitais em forma. Além disso, hoje muitas substâncias apresentam ação antioxidante e podem ajudar a reverter os sinais do tempo, bem como aumentar a capacidade de reparo das células”, explica Thais Pepe, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

“Mas a consulta com o médico ou especialista é sempre interessante, porque ele vai personalizar a fórmula de acordo com a necessidade do paciente e prescrever fórmulas que sejam biodisponíveis, ou seja, que sejam compatíveis e melhor assimiladas pelo organismo”, acrescenta. Abaixo, listamos cinco opções para você discutir com seu médico:

ARGININA
Esse aminoácido é conhecido por seus efeitos sobre a glândula pituitária, que libera hormônio do crescimento (GH). “GH apoia o seu metabolismo e a capacidade do corpo para queimar gordura enquanto aumenta a massa muscular magra”, diz a dermatologista. A arginina também melhora a circulação sanguínea e ajuda a fornecer energia mitocondrial, dando fôlego e força ao organismo como um todo, melhorando a troca de nutrientes. Uma das opções com esse ativo é o Bio-Arct, biomassa marinha do Mar Ártico rica em citrulil arginina, além de florosideos e taurina. A cápsula está disponível em farmácias de manipulação.

ASTRÁGALO
“Estudos recentes demonstraram que o astrágalo pode alongar telômeros, que são as frágeis extremidades do DNA que encurtam à medida que envelhecemos”, diz a Dra. Thais. Telômeros mais longos estão associados com maior longevidade, saúde cardiovascular, cognição e funcionamento imune. “A dosagem de 25 a 50 miligramas por dia é indicada; procure astragalosides, compostos extraídos da erva astrágalo”, conta.

suplementos

SILÍCIO
O silício orgânico é um elemento importante para reestruturação da derme e também aumenta a produção de colágeno, conferindo mais firmeza e ativando a pele metabolicamente para as reações enzimáticas. “A reposição do silício se faz importante a partir dos 30 anos, no qual a absorção do mesmo diminui pelo trato gastrointestinal, ele é um elemento fundamental para o bom funcionamento da pele”, explica a médica. Para reposição de silício no corpo, fórmulas com Exsynutriment, um silício biodisponível, ainda colabora com ossos e articulações, além de conferir maior flexibilidade dos vasos, melhorando o fluxo sanguíneo.

FLAVONOIDES DO CACAU
O poder antioxidante natural do chocolate (amargo) pode ser um aliado poderoso para seu cérebro e coração. “Um estudo da Nature Neuroscience mostrou que os flavonoides do cacau agem diretamente no cérebro para reduzir o declínio cognitivo relacionado à idade”, explica a médica. O consumo regular dessa substância também tem efeitos positivos sobre as rugas faciais e elasticidade, de acordo com um estudo do Journal of Nutrition. Mas, infelizmente, você precisa de mais do que uma barra de chocolate escuro, então a suplementação é necessária (em 1.000 miligramas diariamente).

COENZIMA Q10
Coenzima Q10 é um potente antioxidante que ajuda as mitocôndrias permanecerem carregadas, dando-lhe energia e abastecendo suas funções diárias. “A substância também auxilia na reparação de telômeros e ajuda seu coração – que é carregado com mitocôndria – a funcionar em níveis ótimos. Também há benefícios para a pele, com melhora das rugas e firmeza”, diz a Dra. Thais.

AÇAFRÃO
A curcumina, um ingrediente ativo da cúrcuma (açafrão), é um dos mais poderosos antioxidantes e anti-inflamatórios, como explica a dermatologista: “O ingrediente é especialmente eficaz no apoio à longevidade saudável, protegendo o cérebro. Na pele, há estudos que mostram melhora da saúde celular, principalmente com relação a patologias como acne e psoríase “. Um grama por dia pode ser suficiente.

Fonte: Thais Pepe é dermatologista especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Sociedade de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Diretora técnica da clínica Thais Pepe, tem publicações em revistas científicas e livros, além de ser palestrante nos principais Congressos de Dermatologia.

10 alimentos para aliviar os sintomas do estresse e da ansiedade

Nutricionista explica como itens comuns do dia a dia podem ser grandes aliados da saúde mental

Rotina agitada, falta de tempo, falta de exercício físico e a má alimentação são alguns dos motivos que acabam desencadeando o estresse e a ansiedade. Os sintomas são os mais variados e atingem pessoas de todas as classes e idades. E, o pior, em casos mais graves os dois problemas acabam interferido drasticamente na vida da pessoa.

Segundo a nutricionista Aline Quissak, especializada nas áreas de Oncologia, Síndrome Metabólica, Psicologia da Nutrição e Nutrição Esportiva, a má alimentação é um grande agravante do estresse e da ansiedade. “Com a rotina agitada, a grande maioria das pessoas acaba por optar pela praticidade e não pela qualidade do que está ingerindo. A alimentação interfere diretamente na rotina, não só na produtividade e disposição para o dia, como pode aumentar os níveis de estresse e ansiedade”, explica.

Segundo a nutricionista, existem alguns alimentos que, quando consumidos da maneira correta, auxiliam no combate ao estresse e a ansiedade:

1) Açafrão da Terra (cúrcuma)

ginger gengibre

Nutrientes Fonte: Curcumina, ferro, manganês, potássio e vitamina B6.
Mecanismo Biológico: cúrcuma é o anti-inflamatório natural poderoso. Como consideramos o estresse uma inflamação, esse tempero se torna indispensável. A curcumina que é o composto ativo da cúrcuma, é de difícil absorção no corpo humano, mas se adicionada à pimenta do reino preta aumentamos em até 80x a absorção desse fotoquímico (composto com propriedades terapêuticas).
Sugestão de consumo: 1 colher de sopa por dia distribuída nas refeições, sempre combinada com 1/3 de colher de sopa de pimenta do reino (Pode já fazer um potinho e deixar pronto em casa com essa proporção 3:1 cúrcuma para pimenta do reino)

2) Brócolis

brocolis
Nutrientes Fonte: Cálcio, vitamina K, Potássio, vitamina C, sulfurafano (antioxidante) e Indol 3 Carbinol.
Mecanismo Biológico: O brócolis é um belo representante da família dos glicosinolatos, compostos para prevenção do câncer de intestino, de próstata e de mama, mas além disso é importante para o controle do estresse, uma vez que auxilia na regulação da pressão sanguínea (pessoas com nível alto de estresse sempre tem a pressão alterada), além de suas propriedades anti-inflamatórias que ajudam no relaxamento dos músculos do coração.
Sugestão de consumo: 1 xícara de brócolis cozido no vapor 3x na semana.

3) Salmão

salmão
Nutrientes Fonte: Ômega 3, vitamina D, vitamina B12, ferro, cálcio e selênio.
Mecanismo Biológico: Devido a união e sinergia do Ômega 3, Vitamina D e Selênio, o salmão promove uma diminuição do estresse já que esses compostos são importantes para a produção de hormônios anti-inflamatórios e desintoxicação, auxiliando na eliminação de toxinas e na desinflamação do organismo. A união entre o Ômega 3 e a Vitamina B12 produz uma camada protetora no cérebro permitindo uma diminuição da irritabilidade.
Sugestão de consumo: 150g de filé assado ou grelhado pelo menos 1x na semana (ideal 3x).

4) Semente de Abobora:

semente de abobora
Nutrientes Fonte: Triptofano, magnésio, rica em proteínas e ômega 3, fonte de zinco e ferro. Além dos fito-esteróis.
Mecanismo Biológico: O triptofano auxilia na diminuição da ansiedade e na modulação do sono, promovendo um relaxamento. Já o magnésio potencializa o relaxamento, além de atuar nas enzimas do corpo contribuindo para gerar a sensação de tranquilidade. Por também conter ferro e as proteínas, as sementes aumentam a disposição e a energia para o dia a dia.
Sugestão de consumo: 2 colheres de sopa por dia (torrada e sem casca).

5) Ovo Inteiro (com a gema):

ovo café da manhã cozido
Nutrientes Fonte: Vitamina B6, B12, E, zinco, cobre e ferro.
Mecanismo Biológico: o ovo é rico em enxofre e vitaminas do complexo B que são esgotadas no nosso corpo durante os momentos de estresse e ansiedade. Além de contar com proteínas responsáveis para diminuir a compulsão por doces, a ansiedade e a vontade exagerada de petiscar/beliscar. O ovo é um alimento rico em 95% dos nutrientes da necessidade do ser humano, por isso é tão importante nesses momentos, já que nossa alimentação quase nunca é saudável quando esses sinais estão presentes.
Sugestão de consumo: 2 ovos por dia.

6) Coco seco:

coco
Nutrientes Fonte: TCM (gordura do bem), vitamina A, vitamina E e vitaminas do complexo B. Além de Potássio e magnésio.
Mecanismo Biológico: o TCM, uma das gorduras do coco, é responsável por diminuir a ansiedade por meio do controle hormonal. O potássio e o magnésio fazem a comunicação entre os neurônios responsáveis pelo pensamento e os neurônios motores, responsáveis pelos movimentos; dessa forma melhoram a agilidade nas atividades, diminuindo a fadiga e o cansaço crônicos.
Sugestão de consumo: 20g de coco seco antes de dormir.

7) Chocolate 70% cacau:

chocolate
Nutrientes Fonte: Magnésio, cafeína, ferro e Flavonoides do Cacau (antioxidantes).
Mecanismo Biológico: Os flavonoides do cacau são importantes para a proteção da saúde do coração e a prevenção de câncer neurológico, mama e leucemia. O cacau pode contribuir para diminuir o hormônio do estresse (Cortisol), principalmente das 16h às 18h, horário de pico do hormônio. Além disso, ele aumenta a rapidez de comunicação dos neurônios, permitindo mais foco e concentração, sintomas que são diminuídos nas pessoas com estresse e ansiedade.
Sugestão de consumo: 10g por dia entre das 16h às 18h.

8) Abacate:

abacate
Nutrientes Fonte: Vitamina E, A, B 1, B 2, glutationa (antioxidante), ferro, magnésio, ácido oleico, linoleico e palmítico.
Mecanismo Biológico: A gordura do abacate é uma gordura do bem, junto com seu poder antioxidante é responsável por promover a saúde do coração. Isso é importante pois o estresse em alto grau prejudica a funcionalidade do coração e do sistema cardiovascular, promovendo uma falta de regulação nos batimentos/aceleração. Além disso, o abacate diminui a produção de Cortisol (hormônio do estresse).
Sugestão de consumo: 3 colheres de sopa rasas antes de dormir.

9) Iogurte Natural:

raspberries framboesa iogurte vermelha
Nutrientes Fonte: Triptofano, Cromo, Probióticos (bactérias do bem) e fósforo.
Mecanismo Biológico: O triptofano é o ingrediente para formar o hormônio do prazer e bem-estar. O cromo diminui a vontade de comer doces, muito presente em pessoas estressadas e ansiosas. O fósforo auxilia na produção de energia pelas células, aumentando a disposição e diminuindo o cansaço. Os pró-bióticos são bactérias do bem que ajudam o intestino a absorver melhor os nutrientes da alimentação, melhoram a imunidade e auxiliam na produção do hormônio do bem-estar e da felicidade: Serotonina.
Sugestão de consumo: 1 potinho de 150g durante a manhã ou antes de dormir.

10) Aveia:

amendoa leite aveia laranja
Nutrientes Fonte: Fibra solúvel chamada Beta Glucana, vitaminas do complexo B, zinco e silício.
Mecanismo Biológico: Devido ao teor de fibra, a aveia diminui a concentração de açúcar no sangue, dessa forma por diminuir também o hormônio insulina. Ela sinaliza ao corpo para minimizar a produção do hormônio do estresse (Cortisol). Além de ser rica em vitaminas do complexo B, promove uma proteção contra o dano causado nos neurônios. Durante momentos emocionais conturbados, o corpo usa nosso estoque de zinco, e a aveia é uma ótima fonte. Seu carboidrato complexo promove energia de prazer ao cérebro, diminuindo a ansiedade.
Sugestão de consumo: 3 colheres de sopa por dia durante a tarde de preferência ou no café da manhã.

Para se ter uma ideia, o Brasil é o segundo país com o maior nível de estresse do mundo. Segundo pesquisa realizada pela International Stress Management Association (ISMA), mais de 70% da população brasileira sofre com algum tipo de estresse. De acordo com a especialista, o consumo dos alimentos citados pode dar início a uma mudança de vida. “O consumo desses alimentos, nas quantidades adequadas, alivia os sintomas gerados pelos altos níveis de estresse e ansiedade, prevenindo sintomas ainda mais graves e melhorando o dia a dia do paciente”, completa a especialista.

Fonte: Nutri Secrets