Arquivo da tag: alho

Superalimentos são realmente bons para você?

Nos últimos anos, os superalimentos se tornaram um tópico importante. Parece que a cada poucos meses surge um novo que não apenas melhora a saúde, mas também ajuda a prevenir doenças. Embora seja indubitavelmente verdade que uma dieta saudável pode reduzir os problemas de saúde presentes e futuros, os superalimentos podem resolver todos os seus problemas nutricionais?

Não exatamente, dizem os especialistas. Como qualquer outra coisa relacionada à saúde, não há nada mágico que você possa fazer (ou comer) que mude sua vida. Em vez disso, é melhor se concentrar em pequenas mudanças em sua dieta que melhorarão sua saúde ao longo do tempo.

Além disso, muitas pessoas não percebem que só porque os superalimentos são bons para você não significa que deve comê-los em quantidades ilimitadas. Estamos falando de óleo de coco e abacate.

O que é um superalimento?

alimentacao MINIMALIST Bal
Minimalist Baker

Você pode estar se perguntando quais alimentos se qualificam para essa categoria ilusória. “Um superalimento é  rico em nutrientes considerados especialmente benéficos para a saúde e o bem-estar”, explica Amy Goodson, nutricionista esportiva. O único problema? Não há critérios definidos para diferenciar um “superalimento” de um alimento comum, portanto a linha entre alimentos saudáveis ​​e “super” é bastante embaçada.

“Os alimentos considerados ‘super’ geralmente têm níveis mais altos de nutrientes do que outros da classe”, observa Carrie Dennett, proprietária da Nutrition By Carrie com sede em Seattle. “Isso pode significar vitaminas e minerais, mas é provável que os superalimentos sejam ricos em fitonutrientes – compostos vegetais que possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e, às vezes, anticâncer”, explica ela. Quanto ao motivo de tanta discussão sobre superalimentos, Sheri Kasper, cofundadora da Fresh Communications, tem uma teoria.

“O termo se tornou tão popular, em parte, devido ao nosso intenso desejo de encontrar uma bala mágica nutricional: um (super) alimento especial que pode prevenir o câncer, nos tornar mais magros, evitar doenças cardíacas [insira aqui o resultado desejado para a sua saúde]. É claro que nenhum alimento pode fazer todas essas coisas. “Com base na ciência, a melhor opção é comer uma grande variedade de vegetais, frutas, grãos integrais, proteínas magras e laticínios com pouca gordura. Essa mensagem, com moderação, não é tão sexy assim. Digite: superalimentos.”

É importante comê-los?

Alimentos-que-auxiliam-a-digestao

Bem, definitivamente não vai doer se você comer superalimentos. “Os alimentos comumente referidos como super são tipicamente muito saudáveis ​​- salmão, quinoa, couve, batata doce, chia, frutas, iogurte – todos podem fazer parte de uma dieta saudável”, diz Sheri. “Nesse sentido, sim, é importante comer superalimentos. Se você pensa no total de calorias como um orçamento de alimentos, deseja obter o melhor retorno possível. A escolha de alimentos ricos em nutrientes, como a maioria dos superalimentos, garantirá a nutrição necessária para uma saúde ideal”. Dito isso, a qualidade de sua dieta é determinada pela maneira como você come em geral.

“Ter uma dieta não saudável que tenha um lado ocasional de couve ou um punhado de nozes não vai cortá-la”, diz ela.

Além disso, os especialistas alertam que confiar demais em superalimentos pode ser uma ladeira escorregadia. Por exemplo, “açafrão é uma tendência para todos”, ressalta Carrie. “Enquanto a pesquisa e a tradição apoiam alguns benefícios à saúde, o hype excede em muito a ciência atual”. O que mais faz o radar da nutricionista disparar? “Desconfio de qualquer superalimento que venha de algum local exótico e seja creditado por proporcionar saúde vibrante e eterna a uma população indígena. Em quase todos os casos, essas reivindicações são baseadas em marketing, não são científicas.”

Quais valem a pena comer?

No geral, os especialistas em nutrição aconselham que você não deve confiar apenas em um ou até em alguns superalimentos para melhorar sua saúde. “Em vez disso, concentre-se na variedade, principalmente na cor”, diz Adina Pearson. “Cada grupo de cores tem diferentes fitoquímicos e antioxidantes benéficos: vermelho / laranja / amarelo, verde, azul / roxo e até branco (couve-flor, cebola, repolho). Apontar para um arco-íris ao longo do tempo ou mesmo em uma refeição – o que for realista – ela aconselha. Para uma abordagem ainda mais simples, coma produtos sazonais para obter uma variedade natural.

No entanto, se você deseja saber quais superalimentos são os mais rentáveis, aqui estão algumas opções aprovadas por nutricionistas:

salmao

Salmão: este está no topo do gráfico de superalimentos, de acordo com Amy, por causa de seu conteúdo de ômega-3 e vitamina D. “O ômega-3 pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo e aumentar o HDL, que é o seu bom colesterol”, diz ela. “A vitamina D é encontrada minimamente nos alimentos e é um componente essencial para a absorção de cálcio em todas as idades, tornando o salmão uma potência de nutrição, além de uma excelente fonte de proteína”.

lentilha

Lentilhas: “Graças às proteínas, e aos 19 gramas de fibra por porção, elas nos mantêm saciados e satisfeitos”, diz Sheri. “Além disso, as lentilhas são ricas em muitas vitaminas e minerais, incluindo ferro e folato, o queas tornam ótima opção para mulheres que estão grávidas ou tentando engravidar”.

0d739-couve-brocolis

Vegetais crucíferos: “Brócolis, juntamente com o restante da família dos vegetais crucíferos, é rico em uma variedade de fitonutrientes, o mais importante dos quais são os glucosinolatos”, diz Carrie. “Os glucosinolatos têm benefícios antioxidantes e anti-inflamatórios e também podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver certos tipos de câncer. Para colher esses benefícios, invista não apenas em brócolis, mas também em rúcula, , couve, couve-chinesa, couve-de-bruxelas, couve-flor, rábano-silvestre, repolho, rabanete, rutabaga, nabo, agrião e wasabi”.

cebola e alho - hot black
Foto: Hotblack

Alho e toda a família Allium: inclui cebola, alho-poró, chalota e cebolinha. “Eles são ricos em compostos organossulfurados, um grupo de fitonutrientes que possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias”, diz Carrie. “Isso os torna protetores contra doenças cardíacas, câncer e outras condições de saúde que podem estar relacionadas à inflamação crônica”.

ginja cereja acida
Pinterest

Cerejas ácidas: conhecidas como ginjas ou amarenas, contêm as mais altas propriedades antioxidantes de qualquer alimento, de acordo com Amy. “Muitos atletas utilizam o suco dessa cereja”.

alga marinha

Algas: “Ricas em proteínas, ômega-3 e mais de 40 vitaminas e minerais”, observa Sheri. “Curiosamente, é uma ótima fonte de vitamina B12, o que a torna um excelente complemento para dietas veganas e vegetarianas, pois, caso contrário, a B12 só é encontrada em alimentos fortificados, carnes e laticínios”.

frutas vermelhas

Bagas: e não apenas mirtilos! “Cranberries, morangos, amoras e framboesas são todos ricos em antioxidantes, vitaminas e fibras”, diz Sheri. “Os antioxidantes nas bagas reduzem a inflamação e nos protegem de doenças como o câncer”.

Fonte: Julia Malacoff – My Domaine

Fim de semana combina com churrasco: aprenda a fazer pão de alho sem glúten

Uma boa notícia para os apaixonados por pão de alho mas que não podem consumir a proteína do trigo

Final de semana chegou e, com ele, o churrasco é uma ótima pedida. Um dos itens mais clássicos, o pão de alho, ganha sua versão sem glúten. A sugestão é ideal para aqueles que são apaixonados pela receita, mas que não podem consumir o glúten por serem celíacos ou por apresentarem sensibilidade à proteína do trigo.

Confira o passo-a-passo e anote os ingredientes:

Pão de alho sem glúten

Ingredientes

1 pacote de Pão Francês Schär
6 dentes de alho
manjericão a gosto
alecrim a gosto
1/2 xícara de maionese
1/2 xícara de queijo parmesão ralado

Modo de preparo

Pique o alho, o manjericão e o alecrim. Em seguida, misture com a maionese e o queijo parmesão. Faça delicadamente 3 cortes no sentido vertical no pão francês. Espalhe o creme de alho nos cortes e, em seguida, leve para assar em forno preaquecido (200ºC) por cerca de 10 minutos ou até dourar. Retire e sirva.

pão de alho.jpg

Dica: se desejar, salpique folhas de manjericão no momento de servir.
Tempo de preparo: 30 minutos
Tempo de descanso: 10 minutos
Dificuldade: fácil
Rendimento: 2 porções

Fonte: Schär

Farovitta lança linha de snacks proteicos veganos

Marca aposta em sabores salgados e proteicos de snacks e crisps

A Farovitta, marca brasileira de superfoods, alimentos funcionais e proteicos, lançou recentemente uma linha de snacks proteicos, com produtos saborosos e práticos para adicionar mais proteína no dia a dia das pessoas. À base de proteína da ervilha, os dois produtos da nova linha – Protein Snack e Protein Crisps – são veganos, assados e temperados naturalmente com “superfoods”, além de serem sem glúten.

Outro destaque é o sabor. “Quando se pensa em snack proteico saudável as opções são sempre doces. Nós conseguimos desenvolver produtos clean label com bons valores de proteína em versões salgadas. Era o que faltava para quem não abre mão de um lanche nutritivo com uma dose extra de proteína. E eles são feitos com proteína da ervilha e superfoods apenas, sem adição de farinhas ou grãos”, revela Luana Stein, diretora de Marketing e Inovação do Grupo Revel Foods, detentor da marca Farovitta.

O Protein Snack pode ser consumido como um salgadinho. Possui baixo índice glicêmico, cerca de 15 gramas de proteína e apenas 130kcal em cada pacote. É possível encontrar o novo snack em 3 sabores, dois salgados (Páprica e Cúrcuma; Nutritional Yeast, que tem um gostinho de queijo) e um doce (Coco e Canela). Esse último é adoçado apenas como eritritol.

Já o Protein Crisps é indicado para ser polvilhado em saladas, sopas, vegetais e refeições diversas adicionando uma porção extra de proteína. São dois sabores salgados, Cúrcuma e Sal do Himalaia e Alecrim e Alho, ambos com 6,5g de proteína e apenas 55kcal na porção.

As novidades já podem ser encontradas em diversas lojas e também no site da marca.

 

Alimentos que ajudam a prevenir o câncer

Existem vários alimentos que comemos que ajudam a reduzir as chances de contrairmos câncer. Estes alimentos são poderosos anti-cancerígenos que devemos incluir em nossa dieta regular. Melhor garantir que estejam na sua lista de supermercado. Confira:

Alho

purple Garlic in a bowl
Depositphotos

Um dos melhores alimentos que devemos comer para prevenir o câncer. Também podemos combiná-lo com outros alimentos, pois o alho faz parte da família allium, que inclui alho-poró, cebolinha e cebola. Estes alimentos contêm o que é chamado allicin que é um poderoso antioxidante. Ele trabalha para remover os radicais livres no organismo, que são conhecidos por causar câncer. Estes alimentos aumentam a imunidade, controlam os níveis de colesterol, diminuem a pressão arterial e desintoxicam o corpo. Ao adicionar mais alho à sua dieta, você adquire um poderoso combatente do câncer.

Vegetais crucíferos

0d739-couve-brocolis
Estes vegetais são muito potentes quando se trata de combater o câncer. Eles incluem repolho, couve-flor e, especialmente, brócolis. Eles contêm fitoquímicos e também antioxidantes potentes. Eles são conhecidos por reduzir casos de vários tipos de câncer, incluindo câncer de próstata, gástrico e de mama. Estes alimentos são anti-inflamatórios e desempenham um papel importante na nossa dieta, uma vez que são potentes alimentos anticancerígenos. É melhor comermos esses alimentos crus ou levemente cozidos, para obtermos o máximo de benefícios.

Chá verde

Different sorts of green tea
Se quisermos reduzir as chances de contrairmos câncer, devemos consumir bastante chá verde. Este chá contém as chamadas catequinas, potente combatente do câncer. Elas ajudam a reduzir os danos dos radicais livres no organismo e podem até inibir o crescimento de células cancerosas. Se desejarmos reduzir as chances de desenvolvermos câncer devemos beber chá verde todos os dias. Este chá tem muitos outros benefícios, além de suas potentes propriedades de combate ao câncer.

Frutas

frutas-vermelhas
Devemos consumir mais frutas se quisermos reduzir nossas chances de contrair câncer. As bagas são especialmente boas, pois contêm poderosos antioxidantes. Bagas como mirtilos, framboesas, morangos e amoras têm muitos benefícios para a saúde que reduzem as chances de contrairmos câncer. Citrinos também são muito benéficos.

Tomates

tomates
Foto: Max Straeten/Morguefile

Um poderoso ingrediente anticancerígeno é chamado licopeno. Existe uma boa dose dele nos tomates. Sabe-se que previne vários tipos de câncer. A melhor maneira de consumir licopeno é quando ele é cozido, então devemos incluir várias porções de tomates cozidos a cada semana.

Cúrcuma

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

Um tempero que vem se mostrando muito promissor na luta contra o câncer é chamado de açafrão. Esse fato tem sido demonstrado em estudos para prevenir o crescimento de células cancerígenas, e até matar as que já estão presentes. É conhecido por combater casos de câncer de pele, câncer de estômago, câncer de intestino e câncer de mama. Enquanto estudos mais concretos precisam ser feitos sobre açafrão, já se sabe que é um alimento poderoso na luta contra o câncer.

Folhas verdes

folhas-verdes-nutri-living
Foto: Nutri Living

Ao consumirmos grandes quantidades de vegetais verdes folhosos, podemos reduzir as chances de contrair um câncer. Esses alimentos incluem alface verde, couve, espinafre e alimentos verdes folhosos semelhantes. Eles contêm poderosos antioxidantes que ajudam nosso corpo a combater o câncer e mantê-lo saudável.

Resumo
Segundo os especialistas da clínica de medicina nuclear, estes são alguns dos alimentos que devemos consumir para reduzir as chances de desenvolvermos câncer. O médico Kléber Leite afirma: “Em geral, devemos nos ater a uma dieta de alimentos integrais, rica em frutas e vegetais e outros alimentos integrais.”

Fonte: Medicina Nuclear CDM

Seis alimentos que nutricionistas comem todos os dias*

por Sacha Strebe

Estamos cercados por uma grande quantidade de especialistas que fornecem informações relevantes que podem melhorar nossa saúde e bem-estar. Porém, às vezes, apesar de todas as nossas melhores intenções, pode ser simplesmente um caso de sobrecarga de informações, e peneirar tudo isso é muito demorado, especialmente em uma sociedade onde o relógio está sempre correndo. Então, como chegamos ao cerne desse valioso conselho para encontrar as recomendações que pertencem a nós como indivíduos e são hábitos relativamente fáceis de adotar?

Para descobrir, recorremos à nossa rede informada de nutricionistas para revelar o que comem todos os dias para ter uma ótima saúde. Embora os resultados sejam variados, nos sentimos confiantes o suficiente para incorporar pelo menos um deles em nossa própria dieta diária, sem ter que sacrificar ou desistir de nada: vida saudável facilitada. Agora esse é o nosso tipo de lema. A seguir, nós compartilhamos os seis alimentos saudáveis ​​para consumir todos os dias para manter uma nutrição ideal.

Legumes

feijao com legumes HALF BAKED HARVEST
Foto: Half Baked Harvest

De sua salada de verão a uma sopa invernal, os legumes são alimentos saudáveis que devemos comer o ano todo, e a nutricionista Michelle Babb,  autora do livro Anti-Inflammatory Eating for a Happy, Healthy Brain (Alimentos Anti-Inflamatórios para um Cérebro Feliz e Saudável, em tradução livre), aconselha a comer legumes todos os dias.

“Eles são uma ótima fonte de proteína baseada em vegetais e fornecem uma ampla variedade de vitaminas do complexo B que ajudam a dar energia”, diz. “Eles são uma fonte fantástica de fibras solúveis e insolúveis, que alimentam as bactérias benéficas no intestino e mantêm nossos microbiomas agradáveis ​​e saudáveis”.

Não apenas isso, mas Michelle nos garante que os grãos também são um alimento básico em todas as regiões da “zona azul” – também conhecidas como os locais com a maior concentração de pessoas que vivem até os 100 anos de idade – em todo o mundo. “Eu tomo sopa de feijão, como lanche com hummus, mastigo grão de bico crocante ou jogo lentilhas em uma salada”, disse ela. “Misture-os com arroz e você terá a melhor proteína”, acrescenta.

Lauren Kelly, fundadora da Kelly Wellness, também mantém legumes em alta rotação. “Eu como grãos praticamente todos os dias, seja grão-de-bico e feijão na minha salada, um pimentão vegetariano com abacate fatiado para o jantar, ou feijão preto, que é ótimo em ovos ou tofu com muitos legumes (por exemplo, tomate, espinafre, cebola, brócolis)”, disse ela.

Ovos

ovos heidis bridge
Foto: Heidi’s Bridge

Quando pensamos no perfeito brunch de domingo, os ovos vêm imediatamente à mente. De ovos mexidos a omeletes ou estrelados, essas delícias ricas em proteínas são favoritos para o café da manhã. Mas Laura não os consome no fim de semana; ela come um quase todas as manhãs no café da manhã.

“Se eu não comer no café da manhã, geralmente será no meu jantar”, disse ela. “No café da manhã, eu posso apenas comê-lo com um pedaço de pão integral se eu estiver em movimento, ou com alguns pedaços de salmão defumado e um lado de espinafre, pimentão, cogumelos e alguns pedaços de batata assada. Para o jantar, adoro um ovo servido sobre arroz com couve-flor salteado com vegetais (por exemplo, brócolis, couve-flor, cebola, cogumelos) com molho teriyaki de baixo teor de sódio e um pouco de molho de sriracha. É tão bom!”

Cítricos

citricos citricas nicole franzen
Foto: Nicole Franzen

É um ritual que as pessoas saudáveis juram fazer (também leva menos de 30 segundos), inclusive Amy Shapiro, da Real Nutrition NYC: beber água morna ou quente com limão todos os dias.

“Não é negociável, não importa onde eu esteja”, disse ela. “Adoro me hidratar logo depois de acordar, acho que é uma maneira fácil de obter seu objetivo desde cedo. Isso me ajuda a me sentir acordada (sim, mesmo antes do café), me dá energia, e enquanto a pesquisa sobre isso ainda está sendo feita, tem sido dito que ajuda na perda de peso, na digestão e a imunidade. A vitamina C é um poderoso antioxidante que também pode prevenir rugas, então eu até penso nisso como um elixir de beleza. Mas, acima de tudo, também é muito reconfortante para mim, ajuda a limpar o inchaço depois de uma noitada ou uma refeição salgada, e ajuda a começar o meu dia com um pegada saudável para me manter focada e motivada com o passar do dia.”

Alho

salada com alho foto half baked harvest
Foto: Half Baked Harvest

Enquanto tradicionalmente pensamos no alho como o melhor estimulante de sabor, ele também é um dos melhores alimentos medicinais da natureza e um dos pontos fortes da saúde. A especialista em bem-estar de celebridades, doula e fundadora da Mama Glow, Latham Thomas (já atendeu de Alicia Keys a Serena Williams), é uma grande fã.

“Eu como alho todos os dias”, disse ela. “Não importa o que aconteça, tempero minhas verduras com alho, adiciono aos meus molhos para salada, que eu faço do zero; todas as sopas que tomo têm uma base de cebola, alho e aipo.”

A mãe de Latham coloca alho em muitas refeições familiares, e ela atribui sua boa saúde não apenas à essa prática de estilo de vida saudável, mas também aos alimentos antioxidantes, antibacterianos, antifúngicos e antivirais que ela come – sendo o alho o principal deles.

“O alho é rico em vitamina C, vitamina B6 e manganês”, afirma. “Ele estimula o sistema imunológico e é um ingrediente indispensável para combater o resfriado comum. Ele reduz o colesterol no sangue, o que pode reduzir o risco de doenças cardíacas. As altas doses de compostos de enxofre no alho podem proteger contra metais pesados tóxicos.” Ele combate a cândida e outras infecções fúngicas que podem colonizar o intestino ou o canal vaginal. Quando você corta os dentes de alho e os deixa expostos ao ar por uma hora, ajuda a liberar o poder medicinal do allium, o ingrediente ativo no alho “.

Bone Broth**

alimentos pratos saudaveis nicole franzen
Foto: Nicole Franzen

Embora possa não parecer apetitoso na primeira leitura, esse caldo ultraproteico está transbordando de valor nutricional, e na verdade tem sabor delicioso também. Basta perguntar a Carly Brawner, nutricionista holística, orientadora de saúde e fundadora da Frolic and Flow. Enquanto há um punhado de alimentos (vegetais verdes, óleo de coco etc) que ela consome diariamente, o principal é o caldo.

“Ele é rico não só em nutrientes, como também em proteínas e glicina”, afirma. “A glicina, em particular, ajuda a proteger e curar o intestino, além de apoiar o processo de desintoxicação do organismo. Como tive problemas intestinais no passado, os alimentos que me ajudam a sustentar e manter um microbioma saudável são uma parte importante da minha dieta.”

Se você não tem certeza de como incorporar o caldo em sua dieta, Carly sugere adicioná-lo como uma base para a sopa, cozinhar seus vegetais, ou beber um pouco de uma caneca (cerca de 1/2 xícara). “Sempre escolha um caldo feito com carnes de animais criados em pasto (orgânico), não aqueles de fazendas convencionais”, ela aconselha.

Folhas verdes

salada i am a food blog.jpg
I Am a Food Blog

Embora saibamos como é importante comer vegetais, apenas 1 em cada 10 americanos comem frutas e verduras suficientes todos os dias. Lauren faz questão de fazê-lo e recomenda que todos façamos também.

“Seja rúcula na minha salada, espinafre e couve no meu smoothie, vegetais verdes salteados (por exemplo, brócolis, acelga, acelga chinesa) com o meu jantar, ou couve ao redor do meu hambúrguer, eu sempre encaixo algo com folhas verdes”, ela disse.

**infusão caseira que leva pedaços de carne (boi,peixe ou frango), ervas e vegetais e que virou febre nos Estados Unidos, especialmente entre as pessoas com problemas intestinais

*este texto é traduzido de uma matéria do site norte-americano My Domine, portanto, pode haver algum estranhamento em relação aos hábitos alimentares ou até mesmo aos próprios alimentos citados pelas nutricionistas de lá

Fonte: My Domine

Canal Coma Bem indica alimentos eficazes contra a baixa imunidade

A oscilação na temperatura deixa propício o aparecimento de gripes, resfriados e tosse. Esses sintomas de imunidade baixa estão relacionados com a diminuição das defesas do organismo contra parasitas como vírus, bactérias e fungos.

A alimentação pode ser um aliado para ajudar a imunidade durante o inverno e é necessário atentar na lista de alimentos indicados e melhor maneira de ingeri-los. Pensando nisso, o Canal Coma Bem convidou a nutricionista da rede Covabra, Maria Fernanda Kawabata, para discutir o assunto.

O sistema imunológico é formado por células de defesa e barreiras do corpo, como a pele e a acidez do estômago, que evitam a entrada de micro-organismos e combatem infecções. Mas, quem tem boa imunidade, fica menos exposto aos desconfortos causados pelas quedas de temperatura.

Segundo a especialista, os alimentos mais eficazes contra a baixa imunidade no inverno são: couve (renova as células, limpa e cicatriza o organismo), gengibre (antibactericida, antisséptico, rico em vitamina C e B6), alho e cebola (antioxidantes, anti-inflamatórios, ricos em selênio e zinco), castanha-do-pará (antibactericida, rica em gordura boa) e frutas cítricas (possuem vitamina C e B6, antioxidante). Além de consumir esses alimentos regularmente, ela alerta para a importância de manter hábitos saudáveis e fazer exercícios físicos regularmente.

couve
Foto: Jorgeyu / Morguefile

gengibre

cebola e alho - hot black
Foto: Hotblack

castanha do brasilfrutas-citricas-limao-laranja

O Coma Bem é uma iniciativa que conversa com a sociedade por meio do Youtube, sites e redes sociais. A participação do público é essencial para gerar o engajamento necessário para fortalecer as questões levantadas nos vídeos. A grade de programação é dividida por entrevista com personalidades e estudiosos ligados à alimentação às segundas-feiras; animações com dicas ao consumidor às quartas-feiras; e dúvidas da população e respostas de especialistas sobre os mais diversos temas às sextas-feiras.

O projeto tem o apoio institucional da FMC Agricultural Solutions e as informações sobre a iniciativa podem ser acessadas em: Facebook, Instagram, Youtube e Site.

Estes alimentos podem desintoxicar seu corpo imediatamente

A lista abaixo reúne os nove alimentos desintoxicantes mais poderosos para purificar o organismo. Esses ingredientes são repletos de antioxidantes, minerais e vitaminas essenciais para limpar suavemente o sistema. Adicione uma porção de cada um aos seus hábitos alimentares e seu fígado vai agradecer seriamente. De energia aumentada à pele impecável, prepare-se para desfrutar de resultados imediatos. A melhor parte? Vai exigir muito pouco esforço.

Alho

alho - gadini - pixabay
Foto: Gadini/Pixabay

Rico em selênio sulfuroso e bioativo, o alho possui minerais valiosos que naturalmente eliminam toxinas na corrente sanguínea. Essa potente erva também reduz o colesterol e é comumente usada como um tratamento natural para a pressão alta. Servida crua, é um superdesintoxicante, contém enzimas hepáticas para apoiar o processo de purificação natural do corpo. Experimente um suplemento em cápsulas se não conseguir tolerar a intensidade do alho cru por conta própria. O alho contém 39 agentes antifúngicos, bacterianos, parasitários e antivirais distintos. É uma potência.

Abacate

abacate 1

As gorduras monoinsaturadas encontradas nos abacates desencadeiam hormônios que queimam gordura e, ao mesmo tempo, aumentam a energia. Os abacates contêm mannoheptulose, um açúcar que dificulta a liberação de insulina, bem como antioxidantes, como a glutationa e o combustível rico em vitaminas de baixa caloria. Guacamole é indiscutivelmente a maneira mais deliciosa de transportar toxinas para fora do corpo. Consulte o nosso prático guia ilustrado para aprender a escolher o abacate perfeito.

Espinafre

espinafre

Espinafre, delicioso cozido, é melhor para desintoxicação quando consumido cru. Essa verdura verde folhosa contém 166 miligramas de glutationa por porção quando não cozida. Também é repleta de ferro e antioxidantes. Opte por uma salada fresca com azeite de oliva e limão, ou prepare um smoothie verde para obter o máximo impulso da versão crua.

Beterraba

suco de uva beterraba pinterest
Imagem meramente ilustrativa – Pinterest

Alexis Joseph, que está por trás do site Hummusapien, recomenda beterrabas para reduzir inflamação. Essa raiz contém o nutriente betalaina que evita naturalmente a inflamação e o inchaço no corpo. Embalada com boa fibra e vitamina C, contém betaína e pectina, que tanto ajudam as células do fígado a, naturalmente, livrar o corpo de toxinas. Tanto o suco de beterraba quanto o pó de raiz são potentes impulsionadores do humor, tornando a raiz favorita entre os atletas para conseguir energia e resistência.

Água com limão

agua com limão livestrong
Livestrong

A limpeza do fígado está no topo da lista de maneiras mais incríveis de entrar em forma sem precisar se exercitar. O fígado produz bile, um fluido alcalino usado pelo sistema digestivo para quebrar a gordura. Desintoxicar o órgão vital irá efetivamente dar início à perda de peso, reduzir o acúmulo de toxinas e aumentar os níveis de energia. Um copo diário de água quente com limão a cada manhã é suficiente para alcalinizar o sistema. Beba!

Aspargos

aspargos

Uma fonte alta de fibra, espargos contêm a estrelada glutationa desintoxicante, juntamente com fibras, folato, ferro e vitaminas A, C, E e K. É um diurético natural que também possui quantidades potentes de inulina, um prebiótico que sustenta boas bactérias para um intestino saudável. (O caminho para a saúde é pavimentado com bons intestinos). Alimento naturalmente anti-inflamatório possui efeitos antienvelhecimento. 

Dente-de-leão

chá dente de leao dandalion healthy focus
Healthy Focus

Entre as nossas alternativas preferidas de café para experimentar, a raiz de dente-de-leão é um diurético natural sem cafeína. O superalimento de ervas daninhas ajuda a desintoxicar os rins e o fígado, eliminando toxinas e restaurando a hidratação e o equilíbrio eletrolítico. Também contém ácidos graxos essenciais e fitonutrientes que reduzem a inflamação e aliviam a dor e o inchaço por todo o corpo. Adicione um copo de chá de dente-de-leão quente à sua rotina matinal para uma desintoxicação fácil e suave.

Alcachofra

alcachofras

Alcachofras contêm dois potentes fitonutrientes – cinarina e silimarina – que servem como poderosos desintoxicantes para o fígado. A cinarina, o composto antioxidante que ajuda o fígado na produção de bílis, é essencial para eliminar as toxinas e gorduras do corpo, e o flavonoide silimarina ajuda a proteger as membranas celulares do fígado e de todo o corpo. Juntos, o par de fitonutrientes possui poderosos poderes regenerativos para as células do fígado. Alcachofras também são naturalmente ricas em fibras, além de conter nutrientes valiosos, como cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, vitaminas do complexo B, vitamina C e vitamina K.

Grapefruit

grapefruit toranja pixabay
Pixabay

O autor Timothy Ferris recomenda o uso de suco de grapefruit, ou toranja, para manter os níveis de açúcar no sangue, compensando o pico de insulina que se segue consumindo carboidratos extras em um dia de exageros. Superior em fibra solúvel, grapefruit faz com que o corpo demore mais tempo para digeri-lo, permitindo que a fruta sirva como supressor de apetite leve quando consumida antes de uma refeição. Também contém mais de 70 miligramas da potente glutationa antioxidante de limpeza do fígado. Queima gordura natural e é fácil de ingeri-la no café da manhã. Como não amar?

Fonte: MyDomaine

Conheça alimentos que podem auxiliar a saúde do coração

Doenças do coração podem afetar pessoas nas mais diferentes condições. Muitas vezes, os problemas aparecem de forma sutil, sem afetar muito o cotidiano como um leve aumento na pressão, dores pontuais ou famoso colesterol.

Segundo o cardiologista Augusto Scalabrini Neto, do Hospital Sírio-Libanês, há várias formas de diminuir os riscos dessas doenças. Redução de estresse, evitar a obesidade, cafeína, álcool e cigarros são algumas delas.

Mas as principais medidas se enquadram em uma dieta saudável e exercícios físicos, porque, além de reduzir riscos cardiovasculares, também aumentam a disposição e retardam o envelhecimento daqueles que as praticam. “Estudos recentes demonstram claramente que as pessoas que mantêm um bom condicionamento cardiovascular envelhecem melhor, com mais saúde e menos eventos negativos”, explica o especialista.

pautacoracao

Outro fator determinante para se manter saudável é manter o nível de colesterol LDL (o colesterol ruim) baixo . Logo, uma dieta com pouca gordura saturada, baixa em carboidratos e rica em fibras pode ser o que vai manter essas enfermidades longe. “Essa fração LDL aumenta a quantidade de gorduras no sangue, e facilita o depósito  nas artérias, provocando o aparecimento das chamadas placas gordurosas e, consequentemente, a obstrução das artérias, como se fosse ferrugem em um cano”, aponta o médico.

Por apresentar um grande percentual de gordura saturada, a carne de porco se enquadra neste caso e por isso, deve ser evitada. Mas nem todas as gorduras são prejudiciais. Embora as saturadas aumentem o colesterol, podendo induzir obstruções arteriais, as mono e poli-insaturadas aumentam a fração HDL do colesterol (o colesterol bom) e podem ter um efeito benéfico para o coração.

O colesterol “bom” remove gorduras do sangue e evita o depósito dessas substâncias nos vasos. Portanto quanto mais alto o nível da fração HDL, menor o risco cardiovascular.

Para ajudar a manter os níveis de colesterol equilibrados, a alimentação é uma grande aliada. Enquanto alguns alimentos podem deteriorar as artérias, outros podem amparar, não somente o coração, mas a saúde do corpo de maneira integral.

azeite-de-oliva

O azeite extravirgem, por exemplo, é rico em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a aumentar os níveis de colesterol “bom”. O médico recomenda que o azeite seja sempre puro e de excelente qualidade: “O benefício é atingido quando se ingere azeite de oliva puro, sem misturas e, preferencialmente, sem aquecer, já que isso pode promover a saturação das gorduras monoinsaturadas com consequente perda de suas propriedades benéficas”.

frutas-citricas-limao-laranja

Alguns alimentos são constantemente associados com benefícios para o coração, mas não foram estudados o suficiente e nem comprovaram a sua eficácia real. É o caso das frutas ricas em vitamina C, como laranja, morango e acerola, chocolates puros (+70%), que contêm grandes quantidades de antioxidantes, e portanto, fazem bem à saúde, mas não necessariamente para o coração.

alho - gadini - pixabay
Foto: Gadini/Pixabay

O alho também tem sido citado como benéfico. “Existem alguns estudos demonstrando efeitos benéficos do alho na redução das gorduras do sangue e, portanto, do colesterol, na redução da agregação das plaquetas, reduzindo, assim, o risco de coágulos que poderiam causar infarto e aumento no relaxamento das artérias, reduzindo assim a pressão arterial”, informa o cardiologista.

uvas escuras

Outros alimentos surpreendem ao ser associados com a saúde do sistema cardiovascular, como o vinho e o suco de uva, pois possuem resveratrol. “Estudos mostram que o resveratrol é capaz de aumentar os níveis da fração HDL do colesterol, reduzir os radicais livres e diminuir a coagulação de forma adequada, assim, evitando eventos como o infarto do miocárdio”, conclui e também recomenda moderação, especialmente se tratando de álcool.

augusto scalabrini neto

Fonte: Augusto Scalabrini Neto é cardiologista, graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Professor adjunto e coordenador de ensino do Departamento de Emergências Clínicas na mesma universidade; Coordenador Geral e Didático do Laboratório de Habilidades e Simulação da Faculdade de Ciências Médicas Minas Gerais e Docente Invitado da Universidad Finis Terrae em Santiago, Chile.  É médico do Corpo Clínico e vice-presidente da Coreme (Comissão de Residência Médica) do Hospital Sírio-Libanês e supervisor do Programa de Residência Médica em Cardiologia do da mesma entidade

Dicas para desintoxicar o corpo após o carnaval

O carnaval acabou, mas os resquícios de uma alimentação fora de hora e cheia de alimentos que não fazem tão bem ao organismo ficaram no corpo. Pensando nisso, Camila Cardinelli, nutricionista da clínica de medicina esportiva M. Albuquerque, listou alguns alimentos que podem te ajudar a fazer uma faxina no seu organismo.

“Alimentos que atuam no processo digestório, no melhor funcionamento hepático, imunológico, e com propriedades anti-inflamatórias, anticancerígenas são inseridos para combater os radicais livres e fazem com que o organismo volte ao equilíbrio”, conta Camila.

Confira os alimentos:

1. Limão

limões
Foto: Dodgerton/Morguefile

Com propriedades alcalinas e digestórias, o alimento não pode ficar de fora de uma dieta detox.

2. Água

mulher bebendo agua2

Essencial para a eliminação das toxinas do corpo e hidratação.

3. Alho

alho - gadini - pixabay
Foto: Gadini/Pixabay

Atua aumentando as defesas do sistema imune.

4. Beterraba

beterraba
Foto: HelloBob/Morguefile

Ajuda na eliminação de toxinas do organismo, no combate ao excesso de radicais livres, e consequentemente desempenhando ação anticancerígena.

5. Brócolis

brocolis

Potente antioxidante, ele atua diretamente nas enzimas do organismo e facilita a eliminação de toxinas.

6. Chá Verde

chá verde japones tradicional louça pixabay
Pixabay

Muito rico em antioxidantes. É um alimento muito efetivo no combate aos radicais livres, além de ser capaz de silenciar diversos tipos de câncer e acelerar o metabolismo.

7. Couve

couve
Foto: Jorgeyu / Morguefile

Melhora o funcionamento dos rins. É rica em muitos antioxidantes e tem propriedades anti-inflamatórias.

8. Capim-Limão

Lemongrass capim limão

Tem ação no melhor funcionamento do fígado, rins e no trato digestivo. Melhora a circulação e digestão.

9. Gengibre

gengibre

Ajuda na função hepática, e tem propriedades adstringentes.

10. Gema de ovo

gema ovo ponce photography-pixabay
Foto: Ponce Photography

Contém colina, vitamina fundamental no processo de desintoxicação.

Retornando à rotina

Já a nutricionista do Hospital Dom Alvarenga, Evelyn Teixeira, dá dicas importantes para retomar a rotina após os dias de folia.

 

Dê atenção às frutas

salada_de_frutas

Após o Carnaval, dê atenção especial às frutas, sobretudo aquelas com alto teor de água e baixa caloria, como melancia, abacaxi, melão, morango, etc. Elas são ricas em vitaminas e minerais e ajudam a repor o que foi perdido durante as festas.

Evite carnes vermelhas e gordurosas

salmão pixabay
Foto: Pixabay

Nesse período após o Carnaval, evite esses alimentos, uma vez que são mais difíceis de serem digeridos. Dê preferência às carnes brancas como peru, peixe, frango e crustáceos. Prefira prepará-los grelhados, assados ou cozidos, ao invés de fritos. Evite também alimentos embutidos (como salsicha, mortadela) e em conserva – que são ricos em sódio e aumentam a retenção de líquidos.

Coma grãos

linhaça

Eles são poderosos aliados na limpeza do organismo, melhoram a digestão e ajudam eliminar toxinas. Dê preferência aos grãos integrais como trigo, cevada, aveia, centeio, alpiste, semente de girassol, linhaça etc.

Evite o consumo de bebidas alcoólicas

mulher-bebendo-vinho
Foto: EdmontonFetalAlcoholNetworkorg

O álcool causa desidratação do corpo, além de atrapalhar as funções do fígado e do rim. Por alguns dias, evite o consumo do álcool para que seu corpo se recupere.

Fontes: M. Albuquerque / Hospital Dom Alvarenga