Arquivo da tag: Althaea officinalis

Cosméticos com marshmallow ajudam a hidratar e acalmar a pele

Não estamos falando do doce em goma esponjosa que assamos em fogueiras: marshmallow nada mais é do que uma planta com propriedades cicatrizantes e calmantes. E um creme com esse ingrediente pode ser tudo que sua pele precisa.

A palavra marshmallow pode despertar várias lembranças daquele doce maravilhoso, em goma esponjosa, que é constantemente assado em fogueiras nos filmes e séries americanas, além de ser presença constante nos deliciosos fondues de chocolate. Mas também existe uma planta com esse nome – e seu extrato é extremamente benéfico para a pele.

“Na verdade, a receita original do doce marshmallow usava um extrato da raiz da planta de marshmallow, em vez de gelatina. O malvavisco ou marshmallow (Althaea officinalis) é uma planta cultivada desde a antiguidade por suas propriedades medicinais. Na pele, sua ação é regeneradora e calmante”, diz o farmacêutico Lucas Portilho, consultor e pesquisador em cosmetologia, diretor científico da Consulfarma.

Na lista de ativos dos produtos de beleza, o ingrediente atende pelo nome do extrato (Althaea officinalis) e foi utilizado tradicionalmente para tratar queimaduras e picadas de insetos, mas agora está incluído em cosméticos de tratamento facial, incluindo específicos para área dos olhos, e produtos corporais. “O marshmallow tem efeitos antimicrobianos, anti-inflamatórios e de regulação das reações imunológicas. Várias marcas começaram a integrar este ingrediente na composição dos seus produtos, especialmente nos adequados a peles mais sensíveis ou reativas”, diz Lucas.

marshmallow (1).jpg

De acordo com o especialista, o marshmallow contém níveis elevados de pectina e amido, além de conter bastante mucilagem (substância gelatinosa), que formam um gel protetor e calmante para a pele quando combinado com água. “Além disso, com sais minerais, flavonoides e vitamina C natural, age no equilíbrio da hidratação natural, com ação antioxidante complementar. Assim, o produto torna-se um hidratante eficaz na regeneração da pele, especialmente para quem tem uma pele fragilizada ou no uso pós-procedimento”, afirma Lucas.

“Mas sempre consulte um médico para saber se o produto é adequado ao seu tipo e necessidade de pele. Esse ativo pode ser associado com outros e o médico saberá dosar a fórmula”, finaliza.

Fonte: Lucas Portilho é consultor e pesquisador em Cosmetologia, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma e Pesquisador em Fotoproteção na Unicamp. Especialista em formulações dermocosméticas e em filtros solares. Diretor das Pós-Graduações do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele Educacional, Hi Nutrition Educacional e Departamento de Desenvolvimento de Novas fórmulas. Atuou como Coordenador de Desenvolvimento de produtos na Natura Cosméticos e como gerente de P&D na AdaTina Cosméticos. Professor e Coordenador dos cursos de Pós-Graduação com MBA do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele Educacional. Coordena Estágios Internacionais em Desenvolvimento de Cosméticos na Itália, França, Mônaco e Espanha.