Arquivo da tag: apartamento

Plantas para apartamento: conheça melhores espécies para decorar seu espaço

Ter plantas em casa é uma forma de deixar sua casa mais aconchegante, purificar o ar, além, é claro, de deixar seu apartamento muito mais lindo!

As plantas ideais para ter em seu apartamento são aquelas que vivem bem com pouca luz.

Confira algumas espécies de plantas para apartamento

Espada de São Jorge

Foto: Mercado Livre

A Espada de São Jorge é uma das melhores plantas para quem deseja ter uma planta bonita e de fácil manejo. Ela requer pouca água, e vive bem em lugares fechados com meia-sombra.

Jiboia

AdobeStock

A Jiboia não requer muita manutenção, é ótima para a purificação do ar e também para decorar os cantinhos do seu apartamento. Esta planta se espalha com facilidade, por isso, será preciso podá-la durante a primavera. Por ser uma planta tóxica, é recomendado deixá-la longe de pets e crianças.

Bambu da sorte

Bambu da sorte

O bambu da sorte é muito versátil, pois pode ser cultivado tanto na terra como na água. É ótimo para renovar as energias, e deixar sua casa com um aspecto zen. É uma planta muito utilizada em spas e centros de bem-estar. Ela não deve ser colocada diretamente no sol, pois poderá queimar suas folhas. O ideal é mantê-la em meia-sombra. Outra opção para quem procura ideias de decoração com plantas fáceis e baratas.

Samambaia

As samambaias preferem a sombra e locais com bastante umidade. Elas ficam lindas quando penduradas! Esta espécie de planta já requer mais cuidados, como a preparação do vaso com uma camada de drenagem, além da adubação para que a planta cresça mais forte.

Suculentas e cactos

Por fim, as suculentas e os cactos são boas escolhas para quem ainda não possui muito conhecimento sobre cuidados com plantas. Elas necessitam de pouca água, e vivem bem por um longo período sem cuidados especiais.  Além disso, dão um toque especial para a decoração, podendo ser colocadas em minivasinhos, xícaras ou potes de vidro.

Referências: Cada Casa um Caso / Blog Plantei

Fonte: Reckitt

Confira técnicas de decoração que vão impressionar as visitas

Acompanhe algumas dicas úteis para decorar sua casa

A maioria das pessoas sonha em algum momento de suas vidas ter uma casa esteticamente bonita que todos os seus hóspedes pudessem amar e invejar ao mesmo tempo. Não há razão para que sua casa atual não pareça ter sido projetada por um designer de interiores profissional.

Existem algumas dicas de decoração de interiores que você pode usar para impressionar seus convidados. Aqui estão algumas das melhores dicas de design de interiores que você precisa usar em sua casa. Acompanhe a seguir!

Abra os cômodos

Não há nada pior do que uma sala bagunçada onde as pessoas até lutam para entrar. Uma ótima dica de design de interiores é manter os espaços abertos e não preencher um cômodo até o topo. Nesse caso, menos é mais, e quando você tem menos coisas bagunçando uma sala, todo o lugar parece ainda maior. De uma maneira geral, deixe tudo muito clean em objetos, mas também é possível considerar isso em questão de paredes, considerando quebrar algumas delas para manter os espaços abertos.

Seja modesto com as cores

Depositphotos

É claro que todos são livres para escolher as cores que quiserem em seu quarto. Porém, um designer de interiores brinca com as cores de uma forma muito meticulosa, eles podem usar tons suaves e adicionar apenas um forte e vibrante. No entanto, você precisa tentar ser modesto com as cores e não ter muitas cores vibrantes para que sua casa pareça mais calma e relaxante.

Use tapetes

Isso não significa ter um piso inteiro de tapetes, mas os tapetes podem marcar o início e o fim de um espaço e fazem com que todo o lugar pareça ainda mais moderno e lindamente decorado. Por exemplo, se você tem um lugar pequeno, coloque um tapete embaixo da mesa da cozinha, coloque um tapete embaixo da sala de estar, você certamente verá uma grande diferença na aparência do espaço.

Adicione um brilho atraente

Usar peças de mobília douradas, prateadas ou brilhantes é uma ótima maneira de chamar a atenção para uma sala. Use móveis de glitter atraentes sem encher demais o ambiente com eles. Você deseja chamar a atenção para uma peça e não para toda a sala. Por exemplo, em sua sala de estar, use uma mesa dourada e deixe toda a mobília em volta dela. Essas cores brilhantes não apenas combinam com qualquer outra cor, mas também elevam o design por completo.

Plantas grandes

As plantas são sempre uma ótima peça de decoração para uma casa, principalmente as grandes, uma vez que não só se destacam, mas dão à sua casa um aspecto refrescante da natureza. Eles fazem todo o lugar parecer ainda mais relaxante e algumas plantas podem até adicionar muita vida em um ambiente, especialmente se você mora em um apartamento em São Paulo.

Cadeiras atraentes

Cadeiras atraentes são sempre um prazer para todos. As pessoas olham imediatamente para as cadeiras da sua sala de estar e também para as da mesa de jantar. Esta é definitivamente uma peça de mobiliário em que as pessoas devem investir, pois podem tornar todo o conjunto muito bonito. Cadeiras atraentes irão certamente impressionar os hóspedes.

Móveis esculturais

Se você está procurando adicionar sofisticação e uma vibração elegante à sua casa, você vai querer incorporar móveis esculturais. Envolvem itens que não são necessariamente práticos, mas são peças decorativas e de destaque que podem ajudar o seu ambiente a se destacar.

Pedaços da natureza

Foto: Rebecca Matthews/Pixabay

Uma peça chave para uma casa bem equilibrada é ter algumas peças da natureza na decoração. Quer se trate de um vaso ou de uma planta grande, pretende sempre manter um ligeiro toque de tons verdes e terrosos na divisão. Não são apenas grandes tendências de decoração, mas dão vida a um ambiente.

Peças ousadas

Peças arrojadas podem fazer uma grande declaração em uma casa , e podem fazer todo o quarto até mesmo bem decorado. As peças ousadas podem incluir uma grande lâmpada, um sofá texturizado, um tapete fofo, entre outras coisas. O objetivo aqui é ter algumas peças ousadas, mas não preencher todo o lugar com elas. Eles foram feitos para se destacarem da mobília regular.

Papel de parede padronizado

Algo que está em alta neste ano é o papel de parede estampado. Enquanto as pessoas costumavam ir para papéis de parede simples e simples, agora as pessoas estão se tornando mais ousadas e adotando o uso de papéis de parede padronizados para fazer o ambiente se destacar.

Móveis curvos

Antes as pessoas optavam por peças simétricas em suas casas, como mesas, cadeiras, sofás ou luminárias quadradas ou retangulares. No entanto, como os móveis curvos abriram caminho para se tornar uma das mais novas tendências da arquitetura. É inspirado nas formas de design de interiores da década de 1980 e agora está voltando para os mais recentes designs de tendência este ano.

Espelhos enormes

As pessoas adoram um bom espelho e, agora, como parte da mais nova tendência, as pessoas estão optando por colocar grandes espelhos em suas casas como parte do design e do estilo de seus quartos principais. Um grande espelho é uma espécie de substituição de uma grande peça de arte de parede e agora existem tantos estilos disponíveis para espelhos que podem decorar sua casa.

Remodele sua cozinha

Este é definitivamente um lugar onde você passa muito tempo, junto com toda a sua família, então pode ser interessante fazer mudanças nele. Existem várias maneiras de renovar sua cozinha, desde trocar o piso, substituir o papel de parede por um novo ou até mesmo adicionar um novo balcão. A melhor coisa que você pode fazer é usar a mesma paleta ao redor da cozinha, por exemplo, o branco é uma cor muito limpa e, portanto, sua cozinha pode parecer mais limpa o tempo todo. Existem pequenas e grandes mudanças que você pode fazer nesta parte da sua casa, cabe a você decidir o quanto deseja transformar esse espaço.

Gostou destas dicas de decoração para impressionar? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais.

Sete dicas para ter sua própria horta em casa ou apartamento

O período em casa permite investir tempo e energia em atividades que já estavam esquecidas. Para quem deseja ter mais momentos próximos da natureza, montar uma horta ou pequeno jardim pode ser uma boa ideia. Até mesmo na varanda do apartamento é possível cultivar frutos, chás, hortaliças e temperos. Assim, você cuida da saúde física e mental, aprende a valorizar os recursos naturais e a explorar um pouco mais o rico e diversificado mundo das plantas.

Um local com terra, adubo orgânico, sementes ou mudas e ferramentas adequadas já são o suficiente para dar início a sua própria horta. Os problemas com a falta de espaço podem ser solucionados com os vasos autoirrigáveis que além de compactos e bonitos possuem sistema que dispensa as regas diárias.

Depois de organizar o espaço do cultivo, é hora de seguir essas dicas para plantar de forma correta:

alecrim oregano casa
1. Uma das etapas fundamentais do cultivo é o plantio, ou semeadura. A maioria das espécies são comercializadas em muda, o que acelera o desenvolvimento reduzindo possíveis perdas na germinação;

mudas horta casa

2. Caso a muda esteja em um recipiente, retire-a com cuidado para não desmanchar o torrão. Se ela estiver em uma embalagem biodegradável, pode plantar com recipiente e tudo;

horta em casa 3
3. Evite colocar adubo em contato direto com as raízes. A adubação mais intensa deve ser realizada ainda no preparo do solo;

horta em casa

4. Verifique o espaçamento entre as plantas, pois elas crescerão ocupando uma área bem maior do que quando pequenas;

horta cenouras
Foto: Pixabay

5. Mantenha o mesmo nível do torrão da muda em relação ao solo;

horta_foto_brenda amaral (4)
Foto: Brenda Amaral

6. Comprima a terra no entorno da muda após o plantio e irrigue com abundância para que o solo se acomode ao redor das raízes;

horta em casa instrumentos
7. Para espécies de maior porte, utilize uma estaca para tutoramento da muda, para orientá-la durante o crescimento. Dessa maneira ela se manterá reta até suas raízes serem capazes de suportar condições adversas.

horta_foto1

Pronto! Agora é só cuidar com muito carinho e manter as regas adequadas. Logo você estará consumindo um alimento fresco, sem nenhum agrotóxico e que você mesmo plantou.

É possível cultivar acerola, amora, goiaba, pitanga e jabuticaba em apartamentos

Quem cresceu ou passou parte da infância no interior certamente lembra com saudade da sensação boa de comer frutas no pé. A boa notícia é que, mesmo com pouco espaço, é possível produzir nos grandes centros urbanos. Segundo o pesquisador da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, José Antônio Alberto da Silva, que atua na Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), é possível produzir acerola, gabiroba, amora, araçá, goiaba, pitanga e jabuticaba até mesmo em vasos.

Silva explica que essas frutas nem sempre são fáceis de serem encontradas nos supermercados das grandes cidades. “São frutas com alto potencial produtivo e que possuem mercado nos grandes centros. Há pessoas, que por conta desse saudosismo da época de vivência no interior, pagam caro por elas. O problema é que estragam muito rápido depois de colhidas, por isso, nem sempre são fáceis de serem encontradas no mercado”, explica.

Para driblar o problema, o pesquisador da Apta dá algumas dicas. Confira:

Plantio no vaso

carambola logees
Foto: Logee’s

O primeiro passo é adquirir mudas de boa procedência em viveiros idôneos. Isso evita que se compre plantas improdutivas ou que acabe levando para casa um tipo de fruta e mais tarde descobre que é outra. A Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), também ligada à Secretaria de Agricultura, vende mudas e sementes de alta qualidade em diversas cidades de São Paulo. Clique aqui e confira onde é possível encontrar mudas e sementes.

– O plantio pode ser feito no chão ou em vasos com pelo menos 40 litros.
– Primeiro, é necessário fazer um dreno com pedras no fundo do vaso, evitando acúmulo e excesso de água.
– Faça o plantio da muda utilizando terra fértil, rica em matéria orgânica, que pode ser facilmente encontrada em casas especializadas.
– É necessário escolher bem o local em que o vaso ficará no quintal. Geralmente as fruteiras gostam de locais bem arejados e que batam sol pelos menos durante um período do dia.
– É importante estar atento se a planta está com água suficiente. Sempre verifique se a terra está úmida, pois, tanto a falta quanto o excesso de água faz mal a planta.
– Faça adubação complementar a cada dois ou três meses, utilizando esterco curtido e formulações NPK (nitrogênio, potássio e fósforo). Se perceber que há alguma praga ou doença na planta, procure um engenheiro agrônomo.

Plantio no chão

pitanga- pixabay
Pixabay

Para o plantio no chão, deve-se ter os mesmos cuidados. A diferença é a necessidade de realizar a poda da copa das árvores mais frequentes. “Como no chão a planta tem mais espaço para se desenvolver, crescerá com mais vigor, por isso, a necessidade de sempre realizar a poda de ramos que crescerem demasiadamente e assim manter a copa no formato e altura que quiser. Vale lembrar que estas frutíferas não possuem sistema radicular muito agressivo, principalmente, quando é realizada a poda”, explica Silva.

Por Fernanda Domiciano Assessoria de Imprensa – Apta

Descubra benefícios da compostagem e como fazer uma composteira em casa ou apartamento

Produção de fertilizante orgânico, redução na emissão de gases poluentes e destinação adequada de resíduos, são algumas das vantagens da utilização de lixo doméstico como adubo

A quantidade de lixo produzida e descartada em locais inapropriados, é um dos mais graves problemas ambientais brasileiros. A Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais) estima que em 2016, cada brasileiro produziu 377 kg de lixo, resultando em cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos sólido.

O estado de São Paulo é o campeão nacional em descarte de lixo. São geradas mais de 56 mil toneladas por dia. Desse total, cerca de 42 mil tem destinação adequada. O restante pode ser encontrado nas esquinas, nas calçadas, nos terrenos baldios, nos rios, em espaços públicos.

O descarte em locais impróprios, contamina os lençóis freáticos, causa mau cheiro, atraindo moscas, ratos, baratas e outros insetos e animais, causadores de inúmeras enfermidades.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, em 2015 foram geradas cerca de 32 milhões de toneladas de resíduos orgânicos no Brasil, o que equivale a 88 mil toneladas de lixo diário. Todo este material quando entra em decomposição, seja nos lixões ou aterros sanitários, gera o gás metano, um dos principais causadores do efeito estufa.

Parte desse lixo produzido poderia ter destino mais produtivo: a compostagem, que é a reciclagem de resíduos orgânicos para produção natural de fertilizante ecológico, econômico e sustentável.

compostagem.png

“O processo da compostagem, realizado por meio de micro-organismos, como fungos e bactérias, degrada a matéria orgânica, resultando em um fertilizante de origem animal ou vegetal, com dois componentes principais: os minerais, contendo os nutrientes essenciais para as plantas; e o húmus, como condicionador e melhorador das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo”, explica o engenheiro agrônomo Valter Casarin, coordenador científico da Nutrientes para a Vida (NPV).

Do total de resíduos domésticos produzidos, 30% poderiam ser usados na compostagem. Ou seja, menos lixo nos aterros, menos poluição ambiental e menos emissão de gases poluentes.

“A compostagem recicla nutrientes, como: nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre. Todos eles são assimilidados em maior quantidade (macronutrientes) pelas raízes, além de ferro, zinco, cobre, manganês, boro e outros, absorvidos em quantidades menores (micronutrientes). A composição do composto depende do material de origem. Assim, nem sempre os compostos conseguem fornecer todos os nutrientes que as plantas requerem e, muitas vezes precisam ser combinados com adubos minerais.”

Atuando com informações embasadas cientificamente, a NPV informa claramente os diversos tipos de fertilizantes, seja mineral ou orgânico, com o objetivo de nutrir de forma adequada e balanceada as plantas, de forma a proporcionar segurança alimentar e nutricional para os seres humanos.

Aprenda a fazer uma composteira para casa ou apartamento

compostagem composteira folhas pixabay
Pixabay

Segundo Cristal Muniz, blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo, da Editora Alaúde, mais da metade do lixo produzido nas casas vem da cozinha: os restos de alimentos ou o chamado lixo orgânico. Para ela, que há quase três anos decidiu parar de produzir lixo, até mesmo os descartáveis, a solução para o mau cheiro nas lixeiras e para o grande descarte de restos inutilizáveis é ter uma composteira doméstica.
A autora defende que a solução é viável tanto para quem mora em casa quanto para quem mora em apartamento.

Reduzir o lixo da cozinha, ter um adubo maravilho, fácil e sempre à mão, manter uma horta superbonita: dá para ter isso tudo com uma composteira em casa. Existem vários tipos de composteira, mas o que a blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), Cristal Muniz, recomenda é a com minhocas.

Como fazer composteira em casa

compostagem residuos organicos pixabay
Pixabay

1 – Faça um buraco na terra, de cerca de pelo menos 0,5 metro quadrado. Se a família for grande, você pode fazer dois e, enquanto um descansa, vocês enchem o outro. Ou fazer um grandão, de 1 metro quadrado. Uns 30 centímetros de profundidade são suficientes. Para ajudar a segurar as paredes de terra, você pode colocar tábuas nas laterais ou uma caixa sem o fundo (tipo uma caixa d’água, um caixote, algo que segure as laterais, mas dê acesso ao chão). Também dá para fazer cercando uma área em contato com a terra com cerca de arame, tábuas ou troncos.
2 – Coloque o material orgânico e não espalhe muito. Vá concentrando em um cantinho até encher o espaço. Sempre cubra muito bem com folhas secas ou serragem (é esse o segredo para o cheiro ruim não aparecer).
3 – Regue de vez em quando se fizer muito calor ou bater muito sol, porque a mistura pode esquentar e secar. É bom manter úmido para a decomposição acontecer mais rapidamente.
4 – A cada 15 dias, dê uma revirada em todo o material, para ajudar a aerar e facilitar a decomposição.
5 – Aos poucos, as sobras de alimento vão se transformar em uma terra bem escura, com cheiro de terra molhada. Esse adubo é maravilhoso para as plantas e para a sua hortinha!

Composteira em apartamento

Um dos sistemas de composteira doméstica mais famosos hoje é a composteira com minhocas. Isso porque ela é pequena, não tem cheiro ruim, cabe em quase qualquer cantinho, como a área de serviço, e a decomposição acontece mais rápido com a ajuda desses bichinhos.

Esse tipo de composteira é ótimo para quem mora em apartamento ou quem mora em casa e não pode fazer um buraco no quintal, como no método explicado acima. Existem composteiras prontas que já vêm com as minhocas, mas você pode fazer a sua usando caixas ou baldes de plástico.

Uma composteira com minhocas precisa de, no mínimo, três andares: o andar do topo, onde o lixo orgânico vai sendo depositado e coberto com o material seco (serragem e folhas secas) que, quando cheio, deve ficar em repouso por cerca de um mês. Durante esse tempo de repouso, o andar do meio vira o do topo e começa o ciclo de novo. Esses dois andares são onde ocorre a compostagem do material. O andar de baixo é o que recolhe o líquido que escorre (os andares são intercalados com furinhos para o líquido cair e as minhocas se movimentarem).

No final desses dois meses, o chamado período de repouso, o material que sobra é um húmus que parece terra, supernutritivo para as plantas e com cheirinho de terra molhada. Nada disso dá mau cheiro se tudo for feito corretamente.

O excesso de umidade pode facilitar a criação de mosquinhas, por isso é importante cobrir tudo muito bem com serragem. Além das minhocas, acabam aparecendo outros bichinhos pequenos, como formiguinhas e outros insetos, que também ajudam no processo de decomposição dos alimentos. É tudo limpo e, seguindo todas as etapas, não há risco nenhum de contaminação.

Como usar composteira com minhocas

composteira felipe machado e julia giusti
Crédito: Felipe Machado e Julia Giusti

=Para usar a composteira você deve colocar os restos de alimentos aos poucos. Não espalhe tudo, vá concentrando o lixo orgânico em cantinhos. Cubra muito bem com folhas secas e serragem. Não aparte ou comprima, deixe a mistura respirar porque ela precisa do oxigênio.
=Siga colocando seus resíduos até que o baldinho que estiver em cima esteja cheio. O ideal é levar mais ou menos um mês para encher, assim dá tempo de ele virar adubo e você poder trocar pelo andar do meio. Quando estiver cheio, ele vai para o repouso. =Troque de lugar com o que estava no meio da pilha, vazio.
=Quando esse recipiente (que estava no meio e foi para topo da pilha) estiver cheio, depois de um mês ou mais, vai ser hora de trocar os andares novamente. Se tudo deu certo, o recipiente que estava no repouso agora tem húmus.
=Para retirar o húmus, deixe o pote com a tampa aberta em um lugar com bastante luz. As minhocas não gostam e vão se enfiando para dentro da terra. Vá raspando o adubo aos poucos, para não machucar e não levar embora as minhocas.
=Na caixa fixa debaixo, vai começar a aparecer um líquido bem escuro. Ele é um biofertilizante poderosíssimo. Dilua cada parte do líquido em dez partes de água e use essa mistura para regar suas plantinhas uma vez por semana. Elas vão ficar lindas.
=O húmus pode ser colocado em plantas, mas, caso sobre, você também pode doar, colocar nas plantas do condomínio, na praça perto de casa etc.

Pets criados em espaços pequenos: dicas e cuidados

Recreação e atividades lúdicas auxiliam no controle da ansiedade; Animais podem desenvolver fobias e transtornos emocionais

Residir em apartamentos e casas pequenas é algo comum nas grandes cidades e os pets precisam acompanhar seus tutores nesse novo costume. A adaptação a ambientes reduzidos exige uma série de cuidados, a fim de evitar riscos como obesidade e transtornos emocionais.

cachorro sofá dois

A principal dica é induzir a prática de exercícios físicos, seguindo uma rotina de acordo com o tipo e a raça do animal. No caso de cachorros de grande e pequeno porte, é fundamental levá-los para passear de uma a duas vezes por dia e, se possível, aproveitar o momento para estimular o contato com outros animais.

gato com coleira e guia passeio petbucket

Já os gatos, embora sejam aparentemente bem diferentes, seguem com a mesma prática, já que qualquer pet pode desenvolver fobias e depressão se permanecerem por muito tempo trancados dentro de casa. Inclusive, quando acostumados desde pequenos, os felinos adquirem o hábito de passear com seus donos sem medo ou agressividade.

gato brinquedo pelucia pixabay

Por fim, mas não menos importante, outra dica é incluir na rotina brinquedos e exercícios lúdicos, que ajudam no alívio do estresse. Com o dia-a-dia corrido, muitos tutores não encontram tempo para essas necessidades básicas dos animais e uma das apostas é deixá-los em creches apropriadas, que contam com programação e atividades que estimulam a interação com outros bichos, o que é fundamental para o processo psicológico do animal.

Minha experiência

cachorro abandonado na rua

Nenhum lar é muito pequeno para um animal que tenha sido adotado, muitas vezes retirado diretamente das ruas. Passear é realmente muito importante para cães. E tenho visto, na região em que moro, Santa Cecília/Vila Buarque/Higienópolis, algumas pessoas caminhando com seus gatos. Eles são acostumados desde filhotes. Fazer isso com um adulto é mais complicado.

pets_frio_ gatos cama

Uma recomendação, que até mesmo a ONG Adote um Gatinho faz, para quem trabalha fora e volta à noite, é aconselhar que tenha dois gatinhos, pois um fará companhia ao outro. Aquela máxima que o gato é independente não serve para justificar que fique o dia todo sozinho.

gato e cachorro filhotes amigos

Pense em adotar logo dois, ou em introduzir um amiguinho para seu peludo. Atualmente, tenho sete e quando voltei a ter gatos, já adulta e morando sozinha, nunca era apenas um. Ah, claro, também vale ter cão e gato.

Fonte: Animal Place

Shopping Metrô Itaquera sorteia apartamento no Natal

A cada R$ 300,00 em compras, os clientes concorrem a um imóvel de 58m² com 3 dormitórios

Que tal começar o ano de apartamento novo? Para surpreender os clientes neste Natal, o Shopping Metrô Itaquera irá sortear um apartamento, de aproximadamente R$ 280 mil, de 3 dormitórios, sendo 1 suíte, na Zona Leste, pronto para morar.

A cada R$ 300,00, os clientes ganham um cupom para concorrer ao imóvel. O apartamento no Condomínio Fatto Move, da construtora Plano&Plano, tem 58,4m² e 1 vaga na garagem coberta. O edifício conta com área de lazer completa, como espaço gourmet, salão de festas, piscinas adulto e infantil, playground, quadra recreativa, espaço fitness e pet place.

A campanha é válida até dia 31 de dezembro. O sorteio acontece dia 2 de janeiro de 2019, às 15 horas, no balcão de trocas de notas fiscais, no Shopping Metrô Itaquera.

Além do sorteio, os clientes do Itaquera serão beneficiados com a ação comprou, ganhou com direito a uma luminária “cordão luminoso letreiro”. A ação de compre e ganhe será válida enquanto durar o estoque no balcão de trocas no Piso Itaquera, em frente à Renner.

Promoção Natal de Apartamento Novo
Período: 10 de novembro a 31 de dezembro.
Sorteio: 2 de janeiro 2019, às 15 horas
Mecânica: a cada R$ 300, 00 em compras, o cliente ganha um cupom para concorrer ao apartamento e a partir do dia 21 de novembro, também ganha uma luminária
Local: Shopping Metrô Itaquera
Endereço: Av. José Pinheiro Borges, Itaquera, São Paulo

shopping aricanduva.png

Horário de funcionamento: de segunda-feira a sábado, das 10 às 22 horas, aos domingos e feriados, das 11 às 22 horas;
Horário especial de Natal:
– Nos dias 1º e 2 de dezembro, as lojas funcionarão das 10 às 22 horas.
– Entre os dias 03 e 07 de dezembro, o shopping abrirá uma hora mais cedo, das 9 às 22 horas.
– No dia 8, o centro de compras também fechará uma hora mais tarde, das 9 às 23 horas.
– No dia 0, funcionará das 9 às 22 horas.
– Do dia 10 a 14 de dezembro, o horário será das 9 às 22 horas.
– Entre os dias 15 e 20, o Shopping abre das 9 às 23 horas.
– Nos dias que antecedem o Natal, de 21 a 23 de dezembro, o horário será ampliado das 9 à meia-noite.
– No dia 24 de dezembro, o shopping funcionará das 9 às 18 horas.
– Já nos dias 25 e 31, as lojas estarão fechadas e a Praça de Alimentação e lazer terão funcionamento facultativo, das 14 às 20 horas.

Informações: Shopping Metrô Itaquera

Cinco ideias de plantas para usar na decoração do apartamento

Você quer dar um toque de cor, vida e energia para a sua casa? Então, aposte em plantas na decoração. Além de embelezar o ambiente, elas contribuem para deixar os cômodos mais frescos e até mesmo para purificar o ar.

Porém, ao morar em apartamento menores, muitos acabam desistindo de cultivá-las por falta de espaço ou por acreditarem que elas precisam de um local aberto e bastante iluminado. No entanto, existem espécies ideais para moradias menores e que não tenham uma grande incidência de luz solar.

Para ajudá-lo, a Construtora Trisul selecionou cinco plantas que são perfeitas para apartamento. Quer descobrir quais são elas, os cuidados necessários e como usá-las na decoração? Então, é só continuar a leitura!

1. Lança de São Jorge

espada de sao jorge mercado livre
Foto: Mercado Livre

A Lança de São Jorge (também chamada de espada) é uma espécie perfeita para quem deseja utilizar plantas na decoração, mas não tem muito espaço disponível no apartamento. Ela é compacta e suas folhas verdes são compridas, pontudas e retas. Assim, fica fácil cultivá-la em vasos menores e colocá-los no chão ou sobre móveis. Outra vantagem é que elas se adaptam bem tanto em locais com mais luz quanto aqueles com mais sombra. A Lança de São Jorge deixa o ambiente mais elegante e, além disso, sua presença ainda está relacionada com a purificação do ar e das energias ao redor.

2. Palmeira-ráfia

palmeira rafia fasgrowingtress
Foto: Fastgrowingtress

Geralmente utilizada em escritórios, a Palmeira-ráfia é perfeita para locais fechados e com pouca incidência de sol. Ela também pode ser utilizada para trazer aquele charme para a decoração de varanda. Essa planta tem um tronco fino e comprido que pode atingir entre dois a quatro metros de altura e, no topo, folhas verdes em tiras. Para cuidar bem dela, borrife água para evitar que a folhagem fique queimada e cuide para manter a terra do vaso umedecida.

3. Zamioculca

zamioculca obi.sk
Foto: Obi.sk

A folhagem bem verde e brilhante da Zamioculca ajuda a deixar o ambiente mais iluminado. Seus ramos podem ser deixados soltos, caindo do vaso, ou juntos, amarrados a uma aresta fixa na terra. Ela pode ser utilizada na sala, varanda ou até mesmo no quarto do casal. Para cuidar bem da planta, evite deixá-la exposta ao sol, pode suas folhas secas e regue-a com pouca água.

4. Rosa de Pedra

rosa de pedra plantvalley.org
Foto: PlantValley.org

Você conhece a Rosa de Pedra? Ela é uma suculenta que tem um formato de flor, com uma cor verde clara e bastante versátil para a decoração. O cultivo pode ser feito em vasos, terrários ou minijardins. Porém, ela funciona muito bem para compor horta em apartamentos, principalmente no formato vertical. Para que a Rosa de Pedra cresça bem, deixe-a em lugares mais sombreados e faça regas esporádicas — a cada duas semanas, por exemplo.

5. Lírio da Paz

lirio-da-paz-spathiphyllum- mercado livre
Foto: Mercado Livre

Por fim, o Lírio da Paz também vai bem dentro de um apartamento ou na área destinada ao terraço. A planta tem folhas verdes e viçosas e flores brancas. Não exige muitos cuidados, mas fica mais bonita em um ambiente úmido. Assim, vale a pena borrifar água na folhagem com uma certa frequência. Procure regá-la uma vez na semana, mas verifique se o solo está seco. Para que ela cresça de forma saudável, faça podas regulares e tire as partes que estão secas.

Viu só quantas opções? Basta escolher corretamente e cuidar da forma certa para usar bem as plantas na decoração! Você vai ver como elas vão renovar o ambiente.

Gostou deste conteúdo? Quer mais dicas incríveis para seu lar? Então, aproveite para conferir também nosso post sobre a decoração de quarto de casal!

Fonte: Trisul

Apartamentos pequenos: solução para solteiros e casais sem filhos

Escolher onde morar, seja sozinho ou acompanhado, requer muita pesquisa, certo? Porém, alguns fatores são extremamente decisivos na hora de bater o martelo, como a segurança, o valor do imóvel e a localização.

Nos dias de hoje, escolher um apartamento como primeira moradia é bastante comum, mas como lidar com o tamanho cada vez menor do futuro lar? Como decorar, qual a disposição dos móveis, quais cores usar? Essas são perguntas frequentes dos moradores, por isso a Tarkett, líder no segmento de pisos vinílicos, sugere algumas dicas para aproveitar os espaços e deixá-los ainda mais bonitos:

Ambienta RUSTICO 9343629

1. Opte pelo piso vinílico. Ele é fácil de instalar e não faz “toc-toc”, algo que, geralmente, pode incomodar os vizinhos. Em ambientes pequenos a etapa pode ser feita em apenas um dia. Para limpar, basta um pano úmido e sabão neutro.
2. Abuse de cores neutras em móveis, estofados e paredes, tudo na mesma paleta.
3. Use espelhos no mobiliário, com molduras ou cobrindo áreas inteiras de paredes. Eles dão a impressão de um ambiente maior e conferem mais suavidade ao espaço.
4. Prefira cortinas leves, com tecidos fluídos e poucos tapetes.
5. Invista em armários embutidos e prateleiras elevadas, que ampliam o ambiente e facilitam a limpeza.
6. Diminua os objetos decorativos, pois eles podem deixar o apartamento visualmente poluído.

Fonte: Tarkett