Arquivo da tag: artesanal

Como harmonizar cerveja com os tradicionais pratos das ceias de fim de ano

Cervejaria Madalena tem diversos rótulos ideais para as comidinhas de Natal e Ano Novo

Se engana quem pensa que os pratos servidos nas ceias de Natal e Ano Novo combinam apenas com vinhos, espumantes e frisantes. A cerveja, bebida predileta dos brasileiros, também traz no seu preparo diversos componentes que harmonizam perfeitamente com as tradicionais receitas desta época festiva.

A Cervejaria Madalena tem rótulos artesanais diversificados, indicados para cada receita típica presente nas mesas da maioria das casas. Confira qual deles é o ideal para cada iguaria e harmonize sem medo de errar na frente dos seus convidados.

Entradas como mix de nozes, castanhas, amêndoas e pistache pedem uma cerveja mais leve, de baixa fermentação e menos amarga como a Madalena Lager, ou ainda dourada e um pouco mais encorpada, como a Madalena Bohemian Pilsner. 

Para os tradicionais peru, pernil, tender e acompanhamentos, como farofa, batatas assadas, legumes grelhados ou os pratos com lentilha do Réveillon, as cervejas mais maltadas, com notas de caramelo, como a Madalena Amber Ale são ideais.

Para os doces, a harmonização varia de acordo com os ingredientes de destaque de cada um deles. Para pavê ou qualquer outra sobremesa que leve chocolate no preparo, Madalena Stout. Manjar de cocô ou rabanada, Madalena Weiss. 

Quem quiser comprar os rótulos da Cerveja Madalena, todos estão disponíveis pelo e-commerce da cervejaria. Outras opções são a loja de fábrica, que fica em Santo André, no ABC Paulista, o Empório Madalena, que fica no Jardins, na capital paulista ou em mais de mil pontos de vendas pelo Brasil (o que envolve estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais, Amazonas, Paraíba e Maranhão).

Cervejaria Madalena: Rua Araçatuba, 137 – Santa Maria – Santo André, SP
Instagram: @cervejamadalena
Empório Madalena: Rua Padre João Manoel, 974 – Jardins SP
Instagram: @emporiomadalenasp
Mais informações pelo telefone: (11) 4800-0500 e Whatsapp: (11) 9.7133 – 4650

Ashby: a história do físico americano que trouxe ao Brasil a primeira microcervejaria do país

Scott Ashby se formou como Cervejeiro Practico na Universidade da Califórnia no ano de 1990, e em 1993, criou a cervejaria Ashby

A cerveja norte-americana é considerada a mais nova escola cervejeira, e foi ela que originou alguns estilos que são apreciados pelos cervejeiros hoje em dia como American Pale Ale e Hop Lager. Sua história teve início quando os europeus levaram aos Estados Unidos as primeiras técnicas de produção de cerveja.

Foi então que a cerveja alemã ganhou espaço no país, e a lager tomou o espaço da ale britânica no país. O mercado da cerveja então se consagrou nos EUA, tanto que em 1915 já eram 1.300 cervejarias norte-americanas. Porém, a Lei Seca que começou em 1920 e durou por 13 anos, fez com que o mercado sofresse uma queda e desacelerasse. Foi só em 1978, quando o presidente Jimmy Carter legalizou as cervejas produzidas em casa, que o mercado foi reaquecido e impulsionou as cervejas especiais.

“Os americanos estavam interessados em consumir novas receitas e cervejas diferenciadas, e isso fez com que nos anos 80 e 90 surgissem diversas cervejarias por todo o país”, afirma Scott Ashby, criador da cervejaria Ashby. Americano, físico e apaixonado por cervejas, se formou como Cervejeiro Practico na Universidade da Califórnia no ano de 1990 e, logo em seguida começou a trabalhar na cervejaria americana Wasatch, onde permaneceu por dois anos.

Antes disso, Scott já era homebrewer e produzia cervejas para seus amigos, que rapidamente consumiam toda a produção caseira. Ele estava tão encantado com o universo das cervejas especiais que no ano de 1993 decidiu trazer essa ideia para o Brasil, e criou na cidade de Amparo (SP) a primeira microcervejaria do país, batizada de Ashby. “Nessa época no Brasil, as cervejas industrializadas dominavam o mercado, poucos consumidores conheciam cervejas especiais, então foi uma novidade”, explica Ashby.

A ideia de trazer as cervejas especiais para o país era ser uma porta de entrada para os cervejeiros tradicionais que tinham um pouco de receio de experimentar cervejas de estilos diferenciados. No início da empresa, a marca decidiu seguir as escolas americanas, inglesas e europeias, algo inédito para a época. Tanto que a primeira Pale Ale fabricada no Brasil foi em 1994 pela Ashby. Estima-se que hoje em dia são sete mil cervejarias em atividade nos Estados Unidos.

Hoje a Ashby possui em seu portfólio 13 tipos de estilos de cerveja, incluindo algumas americanas:

American Pilsen

Também conhecida como American Pilsner, no começo era produzida nos EUA por imigrantes que usavam ingredientes americanos e leveduras originais em sua produção. Por conta da Lei Seca e o longo período sem pode beber cervejas mais elaboradas, fez com que os americanos procurassem estilos mais suaves, então elas acabaram conquistando o paladar dos consumidores. Ela harmoniza com petiscos como amendoim e queijos leves, churrasco e peixe assado.

American Pale Ale

A American Pale Ale (também conhecida como APA), é uma puro malte bem peculiar. Tem uma cor âmbar que brilha os olhos – resultado da combinação entre o malte de cevada e os lúpulos cítricos e florais norte-americanos – e é bem macia no paladar. Por conta disso, ela é excelente para quem está iniciando a travessia para as cervejas mais amargas. Na hora de saborear uma APA, carne com chilli, calabresa e hambúrguer são boas combinações.

Weiss

Weiss é feita com 50% de malte de trigo e de cevada. Além disso, como é comum no estilo, ela não é filtrada – o que a deixa naturalmente turva e acumula leveduras no fundo da garrafa. É uma Weiss única, com boa carbonatação e muito fácil de beber. Ou melhor: de apreciar. A Weiss harmoniza com casquinha de siri, comida alemã e peixe frito.

Ashby

Foi no ano de 1993 que Scott Ashby, americano que chegou ao Brasil em 1992, decidiu montar, na cidade Amparo, SP, a primeira Micro Cervejaria do Brasil, a fim de trazer ao país o conceito de cervejas especiais dos EUA. Scott, físico, apaixonado por cervejas, ingressou no curso Cervejeiro na Universidade da Califórnia no ano de 1990 e, logo em seguida começou a trabalhar na cervejaria americana Wasatch, onde permaneceu por dois anos. Antes disso, Scott já era homebrewer e produzia cervejas para seus amigos, que rapidamente consumiam toda a produção caseira.

E a diferenciação da empresa já começou quando pensou em montar uma fábrica na cidade de Amparo, SP, circuito das Águas Paulistas. Como essas bebidas são compostas por 95% de água, a qualidade desta na fabricação é extremamente relevante. Por isso, a Ashby, escolheu estrategicamente o melhor lugar para suas instalações. As águas de Amparo, além de conservar a pureza que brota da terra, têm um equilíbrio excelente entre sais e minerais tornando-a perfeita para a fabricação de chopes e cervejas de qualidade ímpar.

Foi graças à Ashby que o cenário do mercado nacional começou a experimentar um novo conceito de cervejas diferenciadas, o que antes era privilégio para poucos.

Verace aumenta portfólio com bebidas destiladas

Maior capacidade de produção, novas bebidas no portfólio e sabores ainda mais surpreendentes. É seguindo essa receita que a cervejaria mineira Verace vem conquistando cada vez mais consumidores por todo o Brasil. Prova disso é que a capacidade de adega da fábrica, localizada em Nova Lima, Minas Gerais, já saltou dos 80 mil litros para 110 mil litros. Além disso, a Verace anunciou sua entrada no mercado de bebidas destiladas, com a produção de gin, drinks enlatados e as chamadas hard seltzers.

Segundo o mestre-cervejeiro e sócio da Verace, Túlio da Silva, essas novidades são resultado de muito estudo, pesquisas e experiências, com foco sempre na qualidade. “Tudo isso faz com que nossas bebidas sejam muito bem elaboradas. Fazemos investimentos importantes, como em um laboratório próprio que conta com profissionais como microbiologista e engenheiro químico, o que nos permite ter um processo de produção muito mais controlado e rigoroso. O resultado final do produto faz com que a Verace seja, hoje, a mais premiada de Minas Gerais e esteja entre as três melhores do Brasil”, comemora.

De acordo com Silva, alguns estilos já acumulam diversas medalhas no Concurso Brasileiro de Cervejas (CBC), realizado todos os anos em Blumenau, o mais importante do Brasil e um dos mais importantes do mundo. A Verace Pilsen, por exemplo conquistou medalha de ouro no CBC 2021 na categoria “Other origin lager styles”; a Berry Splash levou a prata na categoria “Fruit wheat beer”; enquanto que o bronze veio em dose dupla: para a Nice Hop, na categoria “Session beer”, e para a Disturbed, na categoria “Double Ipa”.

O mestre-cervejeiro revela que ele e sua equipe são os responsáveis por desenvolver as receitas da Verace. “O processo de desenvolvimento das receitas, feito dentro da Verace, passa pela seleção dos melhores insumos e pela realização de testes na planta piloto para que o produto final seja o mais perfeito possível”, afirma. Para isso, ele acredita que, além da inspiração, é preciso muita experimentação. “Não tem jeito de criar sem experimentar. E também é preciso estudar muito. Busco referências frequentando bares, empórios, eventos cervejeiros, faço muitos experimentos na fábrica… Esse processo nunca pode parar. Tem que ter quilometragem de copo”, brinca. E isso vale para toda a equipe, que está sempre sintonizada com as novidades do mundo cervejeiro.

Como resultado, a Verace já acumula 15 rótulos de linha, que são vendidos o ano todo, tanto em supermercados, bares e restaurantes de Minas Gerais quanto no e-commerce, que distribui para todo o Brasil. Além desses, há os rótulos sazonais, comercializados apenas em datas específicas. Entre todas, a cerveja mais vendida da marca, e também uma das mais premiadas do Brasil em sua categoria, é a Verace Pilsen (American Lager), seguida de perto pela Kings Cross (English Pale Ale) e pela Nice Hop (Hop Lager).

Cervejaria Madalena lança barril inédito de 5 litros de chope artesanal

Marca é a primeira do mercado nacional a fabricar essa versão do produto

Em época de isolamento social, as rotinas familiares ganham novos comportamentos e delivery e drive thru são atitudes recorrentes desta fase. Pensando em atender o público que está em casa e gosta de cerveja artesanal, a Cervejaria Madalena acaba de lançar o primeiro barril de 5 litros de chope artesanal.

O lançamento traz as bebidas no estilo Lager, por R$ 99,00, e Weiss, India Pale Ale e Double Ipa, por R$ 110,00. “Somos a primeira cervejaria artesanal no país a produzir a versão nesse tamanho de barril. Foi uma maneira que encontramos para atender essa nova demanda e proporcionar novas experiências de consumo”, afirma Renan Leonessa, gerente de marketing da marca.

O barril de 5 litros e os outros rótulos da marca são vendidos por meio do delivery que funciona de terças a sábados, das 11 às 17 horas, ou pelo telefone (11) 4800-0528, WhatsApp (11) 97133-4650, aplicativos de entrega de comida pela internet e no site da marca.

O valor mínimo do pedido é R$ 50,00 e o frete é grátis para a região metropolitana de São Paulo e ABC (até 30 km da fábrica).

 

Doktor Bräu cria cervejas exclusivas para Festival de Microcervejarias do Pão de Açúcar

A marca mais vendida e a mais votada em pesquisa do grupo estará nas prateleiras das lojas da rede em 2020

Cinco rótulos para fazer a alegria dos cervejeiros iniciantes e experientes

Session Neipa, Irish Red Ale, Pilsen, American IPA, APA são as cervejas da Doktor Bräu no Festival que acontece de 03 a 30 de outubro . As duas primeiras foram desenvolvidas especialmente para a ação, já as receitas das outras três, que fazem parte do portfólio da Doktor Bräu, foram modificadas e serão encontradas apenas no Pão de Açúcar.

“Decidimos fazer cervejas mais leves e suaves, com menos amargor, porém com muito aroma e sabor tanto para conquistar o público que está entrando no universo das cervejas artesanais quanto surpreender os cervejeiros experientes”, explica Nuberto Hopfgartner, sócio da Doktor Bräu.

As bebidas exclusivas do Pão de Açúcar foram criadas com a intenção de atrair o público habituado às cervejas convencionais para as artesanais. Hopfgartner acredita que o consumo dos rótulos da Doktor Bräu – 16 da linha regular – em empórios e bares especializados vai aumentar com a ação, baseado na sinergia: quando o cliente descobrir que nesses estabelecimentos ele encontra outras cervejas da marca que conheceu no supermercado, vai pintar curiosidade, interesse em outros estilos, vontade de partir para novas experiências.

Importante ressaltar que as bebidas do Festival e as dos bares e empórios especializados em cervejas artesanais não são concorrentes. Enquanto as do Pão de Açúcar são de transição, mais leves, as outras são encorpadas, com maior teor alcoólico, amargor acentuado e notoriedade de maltes, entre outras características, dependendo do estilo. “Mas todas têm algo em comum: o nosso compromisso de elaborar cervejas com qualidade inquestionável para proporcionar a cada gole, uma experiência única e inesquecível”, destaca Hopfgartner, o próprio Doktor.

E se estiver em dúvida sobre o que combina bem com as cervejas exclusivas do Pão de Açúcar, seguem algumas sugestões que valorizam tanto as bebidas quanto os pratos. Mas você pode fazer as próprias combinações e extrair grande prazer das experiências de degustar uma boa cerveja artesanal.

Os cinco rótulos exclusivo da Doktor Bräu para o Pão de Açúcar

Pilsen (lata 473ml): pastel de pizza, escondidinho de carne seca; bisteca com feijão tropeiro; copa lombo defumada; fraldinha na brasa; lombo de porco com laranja; camarão na moranga; brandade de bacalhau gratinado.

Irishi Red Ale (garrafa 500ml): feijoada; linguini com molho sugo de tomates pelados; tambaqui na brasa; bruschetta caprese com manjericão, queijo gruyere ou brie e geleia de pimenta; javali ao molho de açaí.

APA (lata 473ml): quibe cru com azeite extravirgem, cebolinha e hortelã; costela no bafo com sal grosso defumado; mariscos ao vapor; pasteis apimentados; pizza de calabresa; costelinha de porco ao molho barbecue.

American IPA (lata 473ml): picles; frango ao alho e legumes salteados com manjerona; carré de cordeiro; comidas tailandesas, indianas ou com toque generoso de curry.

Session Neipa (garrafa 500ml): maminha na manteiga; hambúrgueres 30/70 de carne/gordura; batata rústica com cheddar; moqueca de peixe apimentada; peixe branco na brasa; salmão ao molho tarê; carré de cordeiro com geleia de hortelã; bobó de camarão; picanha com alto marmoreio; prime rib.

Ao final do festival, duas cervejarias estarão no portfólio do Pão de Açúcar durante o ano de 2020: a mais vendida durante o evento e a mais votada na pesquisa. Então se você quiser continuar a encontrar as cervejas da Doktor Bräu nas prateleiras do Pão de Açúcar, não deixe de votar aqui.

Café da manhã de padoca com tudo artesanal, como nos tempos de nossas avós

Localizada no bairro das Perdizes, a casa oferece salgados, doces, bolos, cafés, chocolates e tortas para começar o dia do jeito que os paulistas adoram

Pão na chapa e um coado, misto quente e um espresso, pães variados com manteiga, geleia e requeijão: é desta maneira que os paulistanos iniciam suas manhãs. E, desde a sua inauguração, a Pace e Bene Padaria Artesanal vem oferecendo cada vez mais produtos de qualidade e que tenham a ver com a proposta artesanal da casa.

Para acompanhar os pães de fermentação natural, que são produzidos todos os dias, a casa incluiu em seu menu duas opções da marca Café Alta Paulista, da região de Garça, interior São Paulo, e que tem produção artesanal desde a colheita até a torrefação: versão Mundo Novo para o espresso, que é um café de corpo intenso, com notas de chocolate amargo e melado de cana e acidez média (R$6,00 a xícara), e para o coado, a variedade escolhida é a Catuaí 62, um grão amarelo que tem muita doçura em seus frutos e notas de caramelo com toques de frutas (R$9,00).

Além disso, dos cafés servidos na loja, para quem quiser levar para casa, a Pace e Bene tem pacotes de 250g para fazer um café coado muito saboroso e com muito aroma. Outra opção é o kit com dois pacotes de 250g e uma caneca (R$65,00), perfeito para presentear quem é apaixonado por café.

cesta-de-paes.jpg

A casa fica aberta do café da manhã ao café da tarde, e no menu tem pão na chapa artesanal (R$6,00), misto quente no pão artesanal (R$15,00), cesta de pães variados acompanhada de geleia, manteiga e requeijão (20,00), além de outras opções de bebidas quentes como macchiato (R$ 7,00), chocolate quente (R$ 9,50) e chás (R$ 6,00) até os mais especiais, como o capuccino italiano (que não leva chocolate, R$ 9,50), macchiato doppio (R$ 9,50) e mocha (R$ 10,00), entre outros.

Café Alta Paulista

A microrregião de Garça, na região chamada Alta Paulista tem 110 anos de tradição em cultivo de café e foi o primeiro lugar que exportou o produto no País (precisa confirmar essa informação, tivemos a Garcafé que foi a primeira cooperativa a exportar café). Hoje é responsável por cerca de (quase) 2% da produção nacional, e já busca a certificação de Indicação Geográfica de Procedência, que confere notoriedade da produção em determinada região. Atualmente, o Brasil conta com cerca de 60 indicações geográficas de procedência, sendo que apenas cinco (seis) são para produções de café.

E é nesta região tão pioneira no cultivo do grão que dá a segunda bebida mais tomada no mundo que está o Sítio São Pedro (Sítio São Benedito), que produz o Café Alta Paulista há 40 anos. Porém, somente há três (quatro) anos que o empresário Cassiano Tosta decidiu transformar o café commoditie em café especial. Ele passou a cultivar grãos das variedades Obatã, Catuaí, Mundo Novo e Ouro Verde, e a empregar formas de cultivo e colheita cada vez mais artesanais, com plantações por entre pés de árvores frutíferas, como a goiaba, por exemplo, e seleção manual feita apenas por mulheres, que escolhem os grãos mais maduros. Até mesmo a secagem tem um outro processo: é feita em terreiro alto, por cerca de trinta dias, levando dez vezes mais tempo do que em terreiro de chão. Essa seca lenta completa o ciclo de formação de açúcares, tornando a bebida premium.

kit-cafes-Alta-Paulista-Caneca-1.jpg

O resultado é um café delicado, com corpo e dulçor em equilíbrio, tanto que tirou o Primeiro Lugar na categoria Cereja (Cereja Descascado), no 1º Concurso Qualidade do Café de Garça e Região, realizado em 2018. Cassiano, que atualmente preside a Associação de Produtores de Cafés Especiais (da Região de Garça) de Garça, também conseguiu a Certificação UTZ para o seu café. “Queremos levar, cada vez mais, um café de alta qualidade para um público que procura por uma bebida diferenciada, cheia de sabor e história”, diz o empresário.

Pace e Bene Padaria Artesanal: Rua Plínio de Morais 436 – Perdizes – São Paulo – SP. Horário de Funcionamento: terças a sábados, das 8h às 19h. Domingos, das 9h às 16h. É per friendly

Troppo! Comer e Beber Artesanal oferece aulas com receitas de geleias e dicas de negócios

Curso tem seis módulos, é voltado para quem quer empreender e ensina a como faturar até R$ 300 mil em um ano

O mercado de economia criativa tem crescido nos últimos anos. Prova disto, um estudo da Firjan, de 2018, que aponta que a Indústria Criativa é responsável por 2,64% do PIB, sendo a área de consumo a de maior participação, com 44,2%. E consumo engloba vários segmentos.

geleia troppo

Um deles é o de alimentos de produção artesanal que resgatam antigas receitas de família e que, através das tradições, geram emprego e renda. E foi com este olhar e apenas mil reais de investimento que Lucas Pelisoli e Gabriela Mazzucatto fundaram, em 2016, a Troppo! Comer e Beber Artesanal.

Geleia-Troppo!-de-Manga-com-Maracuja

A ideia de fazer geleias e conservas com a qualidade de um produto feito à mão remete à comida de verdade, àquela que era costume apreciar nas antigas gerações, e foi assim que a Troppo! Comer e Beber Artesanal montou um portfólio com 24 produtos, entre geleias, antepastos e relishes.

geleia de pimenta

Como o negócio deu tão certo, Lucas e Gabriela decidiram replicar o modelo e capacitar novos empreendedores com de um curso online, que pode ser feito em até 90 dias após a aquisição. Para isto, criaram o Cooking Class, que tem seis módulos e mais um conteúdo de bônus com apostila sobre fluxo para as finanças de seu negócio, tabela de precificação, dicas para divulgação para a marca, acompanhamento etc. O Cooking Class da Troppo! Comer e Beber Artesanal compreende:

geleias troppo

Módulo 1: Boas-vindas e introdução ao curso de geleias Troppo!
Módulo 2: As bases ideais (geleia, fruta, pectina, ácido, açúcar, índices pH e Brix, teste da pectina, esterilização e processamento).
Módulo 3: Geleias de frutas (maçã com canela e manga com maracujá)
Módulo 4: Geleia de frutas com bebidas ou especiarias (pimenta e maracujá com cachaça)
Módulo 5: Geleia de bases líquidas (vinho cabernet e cerveja IPA)
Módulo 6: Vamos vender?! (identidade da marca, dicas, criação de novas receitas e inovação)

“Neste curso abordamos todos os conceitos do termo ‘geleia’, ensinamos desde a escolha da fruta até esterilizações, técnicas de conservação e harmonizações e passamos seis receitas nossas, todas já conhecidas do público”, explica Lucas. “Queremos que cada novo empreendedor possa faturar até R$300 mil em um ano”, completa. O valor do curso é R$ 297,00 e pode ser pago com cartão de crédito, boleto bancário ou Paypal.

Sobre a Toppo! Comer e Beber Artesanal

lucas e gabriela troppo.jpg

Lançada em 25 de janeiro de 2016 pelos sócios Lucas Pelisoli e Gabriela Mazzucatto, a Troppo! Comer e Beber Artesanal possui 24 SKUs, entre geleias, relishes, antepastos e relishes, todos com a qualidade de um produto feito à mão, que traz consigo não só um sabor verdadeiro, mas também remete à comida de verdade, àquela que era costume apreciar nas antigas gerações. Os 24 produtos comercializados pela marca oferecem seleção dos insumos, cuidado no preparo, baixa adição de açúcar e respeito pelo ingrediente, garantindo, assim, um produto de sabor original e inigualável. Seus produtos podem ser adquiridos no site da marca e também em empórios, lojas, supermercados, loja online no site da marca e e-commerces do Brasil.

Informações: Troppo! – Comer e Beber Artesanal

Eles merecem: presenteie com cursos cervejeiros da Sinnatrah no Dia dos Pais

Filhos e pais poderão aprender juntos sobre o universo da cerveja aproveitando promoção especial para a data ou vale curso

Chega de ser óbvio ao presentear seu pai. Que tal inseri-lo no universo das cervejas artesanais e presenteá-lo com um vale curso sobre cervejas da Sinnatrah Cervejaria Escola? O curso de fabricação de cerveja artesanal mistura teoria e prática para fabricação da bebida durante um dia de aula com cervejeiros experientes, ensinando tudo o que você precisa saber para fazer sua própria cerveja em casa.

vale curso2.png

Já para os pais que querem aprender mais sobre a bebida e ainda experimentar rótulos diferentes, o curso de Degustação e Harmonização oferece um panorama sobre ingredientes da cerveja, estilos e cultura, com um passo a passo guiado para a análise sensorial – incluir exercícios práticos e degustação de 5 amostras.

vale curso

O Vale Curso pode ser comprado em versão digital ou na sede da escola localizada Avenida Pompeia, 2021.

Desconto para família

E para quem quer aprender junto com o pai, é possível fazer o curso junto com ele com um desconto especial: os filhos que trouxerem os pais para fazer qualquer curso da escola em agosto terão 10% de desconto nas duas inscrições. Entre as opções estão: produção de cerveja básicos e avançados, voltados aos cervejeiros caseiros, aulas de análise sensorial e workshops técnicos.

Os interessados deverão se inscrever normalmente clicando aqui e, depois, enviar um e-mail solicitando a cobrança com desconto informando os nomes completos dos familiares para o endereço: curso@sinnatrah.com.br

Cervejaria de Ribeirão Preto amplia portfólio e lança lager com casca de laranja

Com mais de 20 anos de história, Colorado amplia seu portfólio. A cervejaria de Ribeirão Preto lança a Ribeirão Lager, para ajudar qualquer pessoa a “desibernar” e ainda deixar para trás o mito de que “uma cerveja artesanal não pode ser leve e fácil de beber”. A nova bebida, aliás, é ideal para todos os momentos.

Do estilo lager, com 4,5% de teor alcoólico e 20 IBU, a Ribeirão Lager tem amargor moderado, sendo fácil de beber, leve e refrescante. E para manter toda a brasilidade já conhecida na cervejaria do interior de São Paulo, o ingrediente brasileiro escolhido para complementar essa receita é a casca de laranja. Assim, o aroma não deixa escapar todo o aspecto frutado e cítrico.

Fundada em 1996, Colorado trouxe para as pessoas todo o sabor encontrado nas artesanais em outros cantos do mundo, mas com todo o toque brasileiro, com a adição de ingredientes diferenciados, enaltecendo a biodiversidade nacional.

“Temos cervejas de diversos estilos e com uma imensidão de ingredientes. Mas ainda nos faltava uma bebida caracterizada pela refrescância. A Ribeirão Lager é ideal para todos os locais e todas as ocasiões. Tudo isso com as reconhecidas propriedades de Colorado”, afirmou Guilherme Poyares, gerente de marketing de Colorado.

Se não bastasse, a Ribeirão Lager homenageia a cidade onde nasceu a cervejaria: Ribeirão Preto. Ela pode ser encontrada em garrafa e chope.

cerveja laranja 1

Informações sobre a cerveja:
Ribeirão Lager
Estilo: Lager
Teor alcoólico: 4,5%
IBU: 20
Cor: dourado intenso
Matéria-prima: laranja

Festival de Hambúrguer, Bacon, Feijoada e Cerveja Artesanal no Memorial

Que tal aproveitar o fim de semana de forma super-saborosa? Em um evento no qual o hambúrguer é a estrela.O Festival de Hambúrguer, Bacon, Feijoada e Cerveja Artesanal até 10,00 reais, ocorre nos dias 8 e 9 de junho, das 11 às 21 horas no Memorial da América Latina e a entrada é gratuita.

Músico Rafa ALTA 03

Chame seu amor, sua família, seus amigos e seu pet para curtir, porque o evento é para todos! O espaço conta com área kids (a partir de R$ 6,00), fraldário e um minisshopping. Para deixar o final de semana completo, tem show ao vivo a partir das 13h. Você também não precisa se preocupar com o transporte: o Memorial possui ciclofaixas e bicicletário no portão 09 e estacionamento para carros nos portões 04 e 15, mas se você pretende aproveitas as cervejas até 10,00, a estação de metrô/trem Barra Funda está do ladinho, assim como vários pontos de ônibus.

Hambúrguer ALTA - Rafa GuirroHambúrguer 04 - Pais e Filhos

Os alemães foram os responsáveis por criar o Hambúrguer e os norte-americanos logo difundiram para o resto do mundo. Hoje é uma febre mundial com inúmeras variações e no Festival não será diferente! Então prepare-se para um menu recheado de opções: Tasty (pão australiano, carne angus 180g, queijo cheddar, cebola caramelizada, agrião, tomate e maionese da casa) por R$30,00 e o combo (com batata e refrigerante) custa R$40,00. Para dividir com a galera, a porção de mini-hambúrgueres e porção de fritas. Para os vegetarianos, o de berinjela (pão de brioche, burguer de berinjela 120g., maionese de ervas, queijo e picles) por R$20,00 e muitos outros!

Claro que não poderia faltar a perfeita combinação de hambúrguer e bacon, um deles é o Baconzinho (pão de brioche, maionese de bacon, burguer 180g, bacon 120g, cheedar e molho barbecue), outro é Bacompleto (burguer recheado com cheedar e todo revestido com bacon, cebola roxa por cima e maionese artesanal) por R$ 35,00.

FEIJOADA

A Feijoada é uma das refeições mais conhecidas e populares da culinária brasileira. Na hora do preparo dessa delícia não existe regra, mas normalmente é composta por feijão preto e diversas partes do porco. No evento, uma das possibilidades é a Feijoada completa (acompanha arroz branco, couve, farofa, torresmo, laranja, e claro, uma caipirinha para beber) por R$ 25,00 o prato e na cumbuca R$ 35,00 a R$ 49,00.

Sopa ALTA- Rafa Guirro

Você também pode encontrar o Bacon, em pratos como a porção de batata frita palito coberta com cheedar e bacon, espetinhos de carne envoltos em bacon, tempurá com cubos de bacon por R$15,00 e na feijoada.

Cerveja Rafa ALTA 02copo_de_cerveja___rafael_guirro_web_

Para finalizar, a nossa tradicional Cerveja Artesanal, mas com um diferencial para deixa-la ainda mais incrível: o preços vão até 10 reais. Dentre as cervejarias confirmadas estão: Benedetto, Caipira Doktor Bräu, Fifties Beer, Hausen Beer, Hebling, Hettwer, Imperatriz, Koones Beer, Leuven, Paraska, Pedra Grande, Quinta do Malte, Qnze, Sapucaí, Tarantino e Villa Alemã. Juntas, elas trazem diversos tipos de chopp como American IPA, APA, Apple Sour, Black, Blond Ale, Brut IPA com Laranja, Brut IPA com Maçã, Dunkel, Dortmund, EPA, Fruit, ICE, IPA, IPA Cambuci, Irish Red Ale, Lager, Morango, NE IPA, New England IPA, Pilsen, Porter, Pumpkin, Puro Malte, Red Ale, Red IPA, Saison, Scívola, Session IPA, Stout, Suméria, Summer Ale, Weiss, Vanilla Wheat, Vienna, Vótus e Witbier.

Festival de Hambúrguer, Bacon, Feijoada e Cerveja Artesanal até 10,00 – Entrada gratuita
Festival de Hambúrguer
Festival de Bacon
Festival da Feijoada
Festival de Cerveja Artesanal até 10 reais
Data: 4 e 5 de Maio.
Horário: das 11h às 21h.
Local: Memorial da América Latina.
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664.