Arquivo da tag: atividades físicas

Especialista aponta os benefícios do frio para as atividades físicas

O inverno traz aquela vontade tentadora de ficar debaixo das cobertas nas horas vagas. As baixas temperaturas estão sempre acompanhadas por duas tentações que são inimigas da saúde e da boa forma: a vontade de comer e a preguiça de se exercitar. Mas, quem tiver coragem de “sair da toca” não vai se arrepender, já que o frio traz uma série de benefícios para os resultados dos treinos.

“O clima frio pode ser um grande aliado nos efeitos da atividade física, pois o corpo tem um aumento na queima de calorias para que consiga manter a temperatura adequada para a prática de exercícios, o que auxilia o emagrecimento. Além disso, no frio o cansaço demora mais a aparecer, e a pessoa consegue treinar com mais intensidade”, explica Daniel Campos, professor da Ecofit, primeira academia ecológica do Brasil.

corrida caminhada inverno

Segundo o especialista, por mais que treinar no frio aumente o gasto energético, se tornando uma ótima opção para quem deseja queimar gordura, o ideal é fazer as atividades em um ambiente controlado, como o das academias. Isso porque o frio extremo traz riscos de lesão e pode gerar desconfortos respiratórios.

“Quando inspiramos ar gelado, ficamos mais propensos a pegar uma gripe ou resfriado. Em contrapartida, a atividade física ajuda a melhorar o sistema imunológico. Logo, ela não deve deixar de ser praticada, bastando apenas que se procure um ambiente com a temperatura controlada”, diz Campos.

Para o professor, o exercício em temperaturas extremas sempre requer cuidado. O calor, por exemplo, pode causar queda de pressão, cãibras e indisposição. No frio, atividades aeróbias, esportes coletivos, treinamento funcional e aulas de ginástica são boas opções para manter uma frequência cardíaca mais alta e a circulação nas extremidades menos prejudicada, distribuindo oxigênio e nutrientes pelo corpo todo.

“Nas baixas temperaturas, um bom aquecimento é ainda mais fundamental. Ele lubrifica as articulações e aumenta o fluxo sanguíneo nos músculos em movimento, diminuindo a rigidez e permitindo que eles se contraiam mais rápido e com mais força. Desta forma, há uma melhora na amplitude dos movimentos, o que diminui o risco de lesões”, explica o especialista.

Algumas dicas são importantes para esta época do ano:

mulher exercicio agua

– No frio, é normal sentir menos sede, mas é fundamental não diminuir a hidratação, que ajuda o corpo a manter a sua temperatura e as suas funções fisiológicas.

YOOY- roupa termica exercicio
Foto: YOOY

– Sobre a roupa, é importante manter-se aquecido, mas recomenda-se maneirar no casaco durante o exercício em ambiente interno. Hoje, é possível encontrar roupas que ajudam a manter o aquecimento e contribuem na absorção da transpiração, como camisetas, calças e shorts térmicos.

correndo no inverno.jpeg

– Pessoas que correm e treinam em ambientes externos, como ruas e praças, devem manter as extremidades do corpo bem aquecidas.

“Cada pessoa se adapta de uma maneira diferente ao clima, por isso é sempre importante a atividade ser acompanhada por um profissional de educação física, preparado para ajudar nesta adaptação”, finaliza Campos.

Fonte: Ecofit

Fisiologista do HCor aponta benefícios da atividade física em dias frios

Queda das temperaturas aumenta a queima de calorias, pois acelera o metabolismo para manter o corpo aquecido

Com a queda das temperaturas nas estações de outono e inverno muitas pessoas deixam a atividade física de lado, seja pelo clima mais gelado ou pela falta de motivação para encarar o frio. O que poucos sabem é que estas estações são ideais para se exercitar, pois há um aumento da queima de calorias para que o corpo fique aquecido.

“Para manter a temperatura do organismo o metabolismo acelera seu funcionamento o que, consequentemente, aumenta também o apetite. É importante destacar que os resultados podem variar muito de acordo com cada pessoa, pois dependem da quantidade e da intensidade dos exercícios”, explica o fisiologista do esporte do HCor, Diego Leite de Barros.

Outros fatores importantes são a alimentação adequada e também as roupas utilizadas. “Mesmo na prática de atividades ao ar livre é importante usar roupas leves de tecido como a poliamida, por exemplo. Muitas roupas podem abafar o corpo o que irá acarretar na perda de sais minerais em excesso, o que não é recomendado”, salienta o fisiologista do HCor.

Sem parar

Em média, a aptidão cardiorrespiratória diminui cerca de 20%, entre um e dois meses, caso seja interrompida a frequência da prática de atividade física. Para evitar que isso aconteça o fisiologista do HCor tem algumas dicas.

Stocksy mulher exercicio inverno

1- Preparação – é preciso redobrar atenção. Aquecimento e alongamento devem ser mais demorados, pois o corpo levará mais tempo para atingir a temperatura ideal para a atividade física.

mulher meia idade tomando agua

2- Hidratação – fundamental antes, durante e depois dos exercícios, pois o corpo perde líquido com a transpiração, mesmo em dias mais frios.

treino corrida inverno3333333

3- Proteção – use roupas e calçados adequados e confortáveis para o clima frio, que não prejudiquem a mobilidade e consigam manter o corpo aquecido. Uma das grandes preocupações é evitar a hipotermia, quando o corpo perde calor em excesso.

shutterstock mulher corrida inverno
Shutterstock

4- Ar livre – verifique as condições do vento e temperatura antes de sair para um ambiente externo. O ideal é escolher um horário com sol e se não for possível quando a temperatura do dia estiver mais quente para estimular os músculos durante o exercício.

corrida caminhada inverno

5- Escolha – cada pessoa tem preferência por uma determinada atividade, mas o ideal é manter a regularidade. Nos dias frios, caminhada, corrida e futebol são ótimas opções.

Fonte: HCor

Atividades físicas podem reduzir em até 30% a incidência de tumores de mama

Ginecologista e obstetra Domingos Mantelli fala sobre a importância dos exercícios para o tratamento de câncer de mama, e o  preparador físico Felipe Kutianski indica quais atividades podem ser feitas para coibir ou tratar o mal

A prática de atividades físicas é capaz de reduzir a incidência de tumores nos seios e até ser um tratamento adicional para o câncer de mama. Além disso, os exercícios físicos podem motivar e elevar a autoestima de quem trava uma batalha contra a doença.

Por meio da realização de atividades físicas supervisionadas é possível diminuir a porcentagem de gordura corporal e abdominal, fator de extrema importância já que o tecido adiposo é a principal fonte de hormônios causadores do câncer, principalmente após a menopausa.

“Os hábitos de vida estão entre as causas mais comuns para o surgimento do câncer de mama. Por isso, os exercícios físicos são importantes em todas as fases. Para a mulher que está com boa saúde, ajudam a evitar doenças, além de controlar o peso. Para aquelas que descobriram a doença, além de manterem o bem-estar, podem reduzir os tumores em 30%, se associados à uma dieta balanceada”, diz o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli.

Felipe Kutianski, preparador físico da Ziva Brasil, preparou um treino específico para uma das regiões mais sensíveis das mulheres, os seios. “Para realizar as séries é importante que a pessoa tenha a liberação do médico, além de contar com um instrutor que possa acompanhar e orientar. O ideal é que o treino seja leve no início, com a possibilidade de adicionar corda, alguns kettlebells ou halteres”, explica Kutianski. Entre os exercícios indicados pelo especialista estão:

1) Agachamento com as mãos atrás da cabeça

agachamento - pop sugar
Com as mãos entrelaçadas atrás da cabeça, deixe as pernas semiflexionadas na largura dos ombros. Desça o tronco com o abdômen contraído sem que os joelhos ultrapassem a linha dos pés.
*3 a 4 séries
* 12 a 15 repetições com cada perna

2) Afundo alternado com as mãos atrás da cabeça

abdomen obliquo pinterest
Pinterest

Com a perna ereta, e com as mãos entrelaçadas atrás da cabeça, flexione uma das pernas formando um ângulo de 90º com o solo. Desça a outra perna até que o joelho quase toque o solo, apoiada na ponta do pé. Alterne as pernas.
*3 a 4 séries
* 12 a 15 repetições com cada perna

3) Abdominal Prancha Reta

Prancha foto Corpo Medida Certa
Foto: Corpo Medida Certa

Encontre uma superfície confortável, macia e lisa, como um colchonete. Apoie os cotovelos no chão e estique as pernas, deixando apoiadas apenas as pontas dos pés. Mantenha o abdômen contraído para que sua coluna permaneça ereta.
*3 a 4 séries
* Permaneça na posição de 15″ a 30″

4) Abdominal Supramilitar

abdominal - wikihow
Foto: Wiki How

Deitada de barriga para cima sobre o colchonete, dobre os joelhos e mantenha as pernas flexionadas e próximas ao glúteo. Cruze os braços em “x” sobre o peito. Suba em direção aos joelhos e desça devagar, sem encostar no colchonete.
*3 a 4 séries
* 15 a 25 repetições

5) Mountain Climb

MOUNTAIN CLIMBERS runner's world
Foto: Runner’s World

De frente para o solo, apoie as mãos no solo e estenda as pernas, deixando a sustentação na ponta dos pés. Traga um dos joelhos próximo ao peito, apoiando na ponta do pé. Faça o movimento invertendo as pernas. O ritmo e a velocidade têm de estar de acordo com a sua capacidade e condição física.
*3 a 4 séries
* 30″ a 60″ de repetição

6) Salto de cordas

salto de cordas exercicio
Escolha uma corda que você possa segurar com as duas mãos. Segure em cada uma das extremidades, deixando a corda aos seus pés. Erga a corda, fazendo movimentos circulares com as mãos para que a corda passe acima da sua cabeça. Toda vez que a corda voltar aos pés, pule! Se a corda enroscar, reinicie o movimento. A atividade trabalha o corpo inteiro.
*5′ a 15′

7) Alongamentos em geral

alongamento ioga pixabay
Pixabay

Alongamentos básicos para tronco, quadril, pernas e braços.
* 5′ a 10′ por sessão

Fontes:

Domingos Mantelli – ginecologista e obstetra, com formação em neurolinguística e atuação na área de medicina psicossomática. É formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA) e pós-graduado em residência médica na área de ginecologia e obstetrícia pela mesma instituição. 

Felipe Kutianski – graduado em educação física pelo Centro Universitário do Brasil (UniBrasil) em Curitiba – Paraná, e pós-graduado em Bioquímica do Exercício pela Gama Filho. Possui certificação Kettlebell Basic – São Petersburgo | Rússia e Hatha Yôga – Unipaz – Curitiba. Sua formação está relacionada ao emagrecimento pela visão da Bioquímica do Exercício, podendo atuar como Health & Lifestyle Coach. Participou de grupos de pesquisa sobre Fisiologia do Exercício e Biomecânica, além de monitorias e apresentações de trabalhos sobre comportamentos humanos na UNESP/Rio Claro e chegou além-mar na Universidade de Coimbra. Hoje segue uma linha mais voltada para Calistenia e atividades que façam uma junção entre Corpo, Mente e Natureza.

 

Atividades físicas para pets: benefícios e como incentivar a prática

Além de combater a obesidade, a atividade física melhora o condicionamento cardiovascular e respiratório, fortalece ossos, articulações e músculos, e aumenta principalmente o bem-estar do animal.

Os exercícios também beneficiam animais estressados e/ou com problemas de comportamento, diminuindo os sintomas de transtornos comportamentais, como os hábitos de destruição de objetos e do ambiente. Ao gastarem sua energia nos exercícios, os pets se tornam mais calmos, menos ansiosos, e assim, melhores companheiros. A socialização do pet também é muito favorecida pela prática regular de exercícios.

De olho no bem-estar e na saúde dos pets, a Farmina Pet Foods, empresa de origem italiana especializada no desenvolvimento de soluções nutricionais que respeitam a natureza alimentar de cães e gatos, sugere dicas de como o dono pode incentivar a atividade física.

Cães e o passeio diário

cachorro correndo taliesin
Foto: Taliesin

Cães são animais que por natureza gostam de caminhar. Seus ancestrais, os lobos, são conhecidos por terem hábitos migratórios, andando por muitos quilômetros na busca de novas áreas de caça ou seguindo suas presas. Os cães domésticos herdaram essa disposição e gosto pela caminhada. Por isso, para a boa saúde física e emocional do cão e respeitando a natureza desse animal, é fundamental levá-lo para passear.

Gatos e a exploração do território

gato brincando

Os exercícios dos gatos são mais ‘solitários’ e menos interativos com os donos que os dos cães. Isso se deve a personalidade mais independente destes animais. Não é comum, por exemplo, conseguirmos levar um gato para passear. Os gatos são caçadores e exploradores natos e têm o hábito de fazer rondas e passeios em seu território, fator importante para a manutenção de seu peso ideal e do seu bem-estar. Por isso, é importante incentivar esse hábito.

Sabe quando o gato sai correndo feito um doido pela casa, perseguindo um inseto, ou quando ele repentinamente ataca o seu pé? Pois é, isso é o instinto de caçador dele aparecendo dentro de casa, e não precisa ser coibido. Devemos estimular e participar destas atividades. Prover a sua casa de brinquedos e instalações que estimulem esses comportamentos de caça, de escalada, de se esconder e de arranhar é uma boa forma de incentivo.

Cuidados necessários

cachorro correndo

Com cães: quando os cães colocam a língua para fora e ficam muito ofegantes, eles estão te dando uma dica: ‘é hora de descansar’! Também vale ficar de olho no chão: pisos muito abrasivos ou muito quentes vão machucar e ferir as patinhas dele. Prefira horários com a temperatura mais amena para os passeios e não se esqueça de levar água, um potinho para ofertá-la e os sacos plásticos para recolher as fezes.

Com gatos: a oferta de brinquedos e atividades de qualidade já possibilita que eles possam se exercitar. Cabe a nós estimulá-los e curtir essas ‘gatices’, que podem ser muito divertidas e relaxantes.

Fonte: Farmina